Você está na página 1de 4

A propriocepção e sua relação com pacientes lesionados no LCA submetidos ou não ao processo de reconstrução ligamentar Introdução Do ponto de vista

mecânico o joelho é uma articulação relativamente fraca, sendo as estruturas ligamentares e musculares os principais meios de ligação do fêmur com a t bia !",#,$%& 's ligamentos cru(ados situam)se no interior da capsula articular sendo o ligamento cru(ado anterior o mais fraco !",#%& *al caracter stica deve)se ao n+mero redu(ido de vasos sang, neos e col-genos tipo ./ !0%& 1stas estruturas são diretamente respons-veis pela função de resistência a uma determinada força de estiramento !0%& ' LCA é ligamento do joelho mais acometido durante a pratica esportiva, sendo 2ue 345 de todas as les6es ligamentares ocorridas no esporte tem como conse2,ência o comprometimento estrutural deste ligamento !#,$,3,7%& A maioria destas les6es ocorre através de movimentos de desaceleração, rotação e saltos !3,7%& As funç6es do LCA são basicamente duas8 "& 9ecânica8 evita 2ue o fêmur se mova posteriormente durante a sustentação de peso, estabili(a o joelho na e:tensão total e evita a hipere:tensão& *ambém estabili(a a t bia contra a rotação interna e:cessiva e serve como limitador secund-rio para estresse em vago;varo 2uando o ligamento colateral estiver lesado #& <roprioceptiva8 por conter mecanorreceptores =corp+sculo de >uffini, corpos tendinosos de ?olgi e corp+sculos de <acini@, o ligamento informa ao ABC sobre mudanças de posição e stress articular 2ue ocorrem no membro A propriocepção é a capacidade 2ue temos de descrever a sensação de movimento e posição dos membros em relação ao nosso corpo !C%& 1ssas informaç6es são e:clusivamente originadas dos receptores presentes nas c-psulas, ligamentos, tend6es e m+sculos !#%& Aendo assim, as informaç6es visuais, auditivas e cutâneas superficiais não participam de tal função proprioceptiva Com a ruptura do LCA o joelho fica desprovido tanto de informaç6es proprioceptivas originadas do ligamento 2uanto de sua função mecânica& 9esmo apDs a reconstrução ligamentar utili(ando o terço médio do tendão patelar ou en:erto do semitend neo e gr-cil !C,"4% o novo ligamento não read2uire histologicamente a função proprioceptiva presente anteriormente E lesão !C%& Bo entanto, outras estruturas intactas tais como os demais ligamentos, c-psulas e m+sculos 2ue comp6e a articulação do joelho, continuarão a enviar informaç6es proprioceptivas desta articulação ao ABC !F,"","#%& ApDs a reconstrução cir+rgica e recuperação da AD9 e força muscular, o tratamento fisioterapêutico tem por finalidade restabelecer o e2uil brio dinâmico e est-tico da articulação do joelho !"$%& 1sta diminuição de e2uil brio 2ue ocorre devido lesão vem sendo motiva de diversos 2uestionamentos entre os profissionais da -rea médica e fisioterapêutica&

!"#%& ."0%& Ao atingirem esta r-pida o movimento passa a ser reconhecido pelo cérebro& 1ste processo possui uma duração em torno de J4 a "44 m. m+sculos e tend6es com destino ao sistema nervoso central !"#%& 1la é dividida em três componentes8 a@ consciência est-tica da posição articularG b@consciência sinestésica.a e tipo .. este estudo revisional tem como o objetivo investigar a neurofisiologia da propriocepção e as conse2uências a n vel proprioceptivo 2ue uma lesão ligamentar seguida ou não de reconstrução cir+rgica podem proporcionar aos pacientes& A propriocepção e sua neurofisiologia A propriocepção é caracteri(ada por aferências neurais cumulativas originadas de mecanorreceptores locali(ados nas c-psulas articulares. necess-ria para regulação do tHnus e da atividade muscular !7. tipo >ufini e tipo ?olgi ' fuso muscular é constitu do por fibras intrafusais inervadas por neurHnios motores aferentes tipo gama e neurHnios motores aferentes tipo .ência de sinais até atingir seu objetivo final 2ue é a conscienti(ação articular durante um movimento ou posição est-tica !"#%& 1sta se2. 2ue detecta o movimento e sua aceleraçãoG c@ resposta refle:a eferente.s !"#%& Ba articulação do joelho encontramos principalmente receptores capsulares. terminando assim na -rea somestésica =respons-vel pelo arma(enamento de informaç6es proprioceptivas@ !"#. informam posição 2ue a articulação se encontra no espaço 1m se tratando da neurofisiologia.F.ência inicia)se através de est mulos =potenciais de ação@ 2ue são produ(idos pelos mecanorreceptores e percorrem as inervaç6es até chegarem na medula& Ba medula encontramos o fasc culo gr-cil =local 2ue recebe informaç6es originadas de receptores do membro inferior@ e o fasc culo cuneiforme =recebe informaç6es originadas de receptores do membro superior@& Destas estruturas os est mulos seguem passando pelo diencéfalo e cDrte: cerebral."#%& 's mecanorreceptores são estruturas terminais especiali(ados.os receptores citados inicialmente são representados pelos receptores tipo <acini.sto ocorre . ou seja. ligamentos. o est mulo proprioceptivo possui uma se2."".nteressado pela propriocepção e sua relação com o ligamento cru(ado anterior.s e é mais r-pido 2ue os est mulos dolorosos 2ue seguem a uma velocidade de " m. compressão e pressão@ em potenciais de ação nervosos 2ue geram as informaç6es proprioceptivas !"$%& 1sta informação =posição e movimento articular@ é originada através de um feedbacI sensorial aferente dos receptores 2ue se projetam diretamente para as vias refle:as e corticais& 's potenciais de ação gerados devido a este sistema são classificados de acordo com a velocidade de descarga sensorial. ligamentares. sendo assim divididos em receptores de r-pida adaptação =cessam a emissão de descarga logo apDs o in cio de um est mulo@ e receptores de lenta adaptação =continuam a emissão de descarga en2uanto o est mulo estiver presente@ 's mecanorreceptores de adaptação r-pida são respons-veis por proporcionar sensaç6es sinestésicas conscientes e inconscientes em resposta ao movimento ou aceleração articular en2uanto os mecanorreceptores de adaptação lenta proporcionam feedbacI cont nuo. cuja função é de transformar a energia mecânica da deformação f sica =alongamento. tendinosos e musculares& 1stes dois +ltimos são representados pelo orgãos tendinosos de ?olgi e pelos fusos musculares respectivamente& K."$..

sendo 2ue um possui a capacidade de modificar a função do outro& 1ste e2uil brio permite informar de maneira menos amb gua poss vel sobre um determinado movimento& Assim os mecanorreceptores sensoriais podem representar uma continuidade e não classes distintas e isoladas de receptores A propriocepção e sua relação com LCA Bo ligamento cru(ado anterior. tratados cirurgicamente e joelhos sadios.o Drgão tendinoso de ?olgi é um receptor locali(ado na junção m+sculo e tem por objetivo fornecer informaç6es sobre a tenção no interior dos m+sculos =contração@& <or estarem conectados a um pe2ueno grupo de fibras musculares.o mecanorreceptor do tipo >uffini possui car-ter est-tico e dinâmico.#" graus@ 2ue os joelhos operados. diversos autores e:puseram seus resultados e opini6es a respeitos de um poss vel ou não déficit proprioceptivo& 1stes resultados mostraram)se bastante contraditDrios& ' joelho 2ue possui o LCA lesionado mesmo passando por um tratamento conservador ira apresentar uma deficiência no senso posicional da articulação durante os testes& Lm e:perimento com "$ pacientes tratados cirurgicamente e depois submetidos ao processo de reabilitação fisioterapêutico revelou 2ue os joelhos normais contralaterais apresentavam maior e:atidão no senso de posição articular =desvio de ". adaptação lenta aos est mulos. registram a verdadeira posição articular e estão locali(ados nas inserç6es deste ligamento& K. estes receptores tornam) se muitos sens veis =respondem a forças inferiores 4. concluindo assim 2ue a propriocepção apDs o reparo cir+rgico é melhor 2uando comparado aos joelhos tratados de forma conservadora.três anos e o não operado . possui car-ter dinâmico e fornecer informaç6es sobre a velocidade articular& *anto o receptor do tipo <acini 2uanto o tipo >uffini ocupam apenas "5 de toda a superf cie do ligamento ApDs a reconstrução do ligamento.devido aos receptores estarem locali(ados na r-pido e2uatorial e serem estimulados 2uando o m+sculo i alongado K. adaptação lenta aos est mulos e tem como objetivo informar a mudança na posição articular& ' outro mecanorreceptor e:istente no ligamento é o 2ue pertence ao tipo <acini cujas caracter sticas são de adaptar)se lentamente aos est mulos. encontramos mecanorreceptores tanto do tipo de adaptação lenta 2uanto os do tipo de adaptação r-pida& ' mecanorreceptor do tipo ?olgi possui car-ter dinâmico."? impostas nas porç6es musculares@ a 2ual2uer alteração de comprimento do m+sculo demonstrando assim sua função protetora& 's receptores musculares e articulares trabalham de modo complementar entre si. os principais objetivos da reabilitação são8 a@retorno da força muscularG b@ recuperação da AD9G c@ melhora do e2uil brio est-tico e dinâmico sobre o membro operado Diversos estudos vão procurando demonstrar se os mecanorreceptores encontrados nos ligamentos são os principais respons-veis pela propriocepção da articulação do joelho& através de comparaç6es feitas em joelhos com lesão de ligamento cru(ado anterior tratados conservadoramente. mas 2uando comparada com os joelhos sadios ela torna)se bastante inferior& 1m outro estudo os testes não demonstraram diferenças significativas na reprodução do posicionamento passivo entre o joelho operado h.

treino de habilidade e agilidade esportiva e o segundo por utili(ar perturbaç6es antero)posterior e latero)medial sobre a plataforma de balanço. ambos os resultados obtidos demonstraram 2ue a estabilidade do joelho foi aumentada devido ao aumento da função muscular ApDs a cirurgia de reconstrução ligamentar j. o suficiente para promover algum tipo lesão na articulação& <ortanto e:iste um ponto de vista 2ue relata 2ue os receptores musculares desempenham uma função important ssima na identificação do posicionamento articular& Bo entanto e:istem estudos 2ue contrariam este ponto de vista.Ao reali(ar programas distintos de reabilitação sendo o primeiro caracteri(ado por fortalecimento de e:tensores e fle:ores de co:a.é esperado 2ue ocorra uma hipotrofia da musculatura da co:a operada !$."J%& Como a resposta muscular é mais r-pida =duração de $4 a J4 mseg@ 2ue a informação originada dos receptores articulares =duração de #44 mseg@ este membro fica desprovido parcialmente de informaç6es proprioceptivas facilitando assim o surgimento de les6es& 1:istem movimentos 2ue duram somente 04mseg. indicando apenas uma hipotrofia da musculatura posterior da co:a. não sendo esta capa( de gerar uma deficiência proprioceptiva Conclusão Muando ocorre a ruptura do ligamento cru(ado anterior o joelho apresenta um déficit proprioceptivo decorrente da lesão do ligamento e da hipotrofia dos m+sculos da co:a lesionada& 1sta diminuição é comprovada pela perimetria e ocorre devido a diminuição da utili(ação da musculatura da co:a& Muando recuperamos a força desta musculatura através de e:erc cios de fortalecimento ativo e acrescentamos os e:erc cios proprioceptivos o joelho recupera sua estabilidade articular& .