1

DESCENDENTES DAS
FAMILIAS
Cantante, Silva, Neves, Travessa
e Gameiro





António Silva Emília do Rosário
Cantante (Gameiro)

Pesquisa e Organização do Estudo

O Autor
JOSÉ GAMEIRO
(José Rodrigues Gameiro)

2ª edição



2

EM MEMÓRIA DE MEU PAI

JOSE GAMEIRO CANTANTE
Ainda para os meus irmãos: Cassiano, António Miguel, e
meus filhos; Rolando e Ângelo Miguel

Ainda criança, já os pés e mãos estavam
calejadas, pelo árduo trabalho do campo, Este
foi a sua escola Porque era analfabeto, Já de
idade avançada, aprendeu a escrever o seu
nome. Nunca quis viver na ignorância, tinha
grande desejo de saber quem era, e donde
vinha. Para seus filhos desejou uma vida
melhor
Assim., este trabalho de muitos anos de
pesquisa, foi feito em sua memória !


JOSÉ RODRIGUES GAMEIRO

3

APRESENTAÇÃO
Nós seres humanos, sempre tivemos necessidade em
sabermos quem somos, e de quem descendemos! O
estudo de uma árvore
genealógica, é uma obra
nunca acabada, pois tem
origens nas raízes dos
“avoengos”, que se vão
perdendo na memória das
pessoas e do tempo, e
estende-se aos ramos acabados de “nascer” para a
vida. Este trabalho foi feito à base de uma grande
persistência e carolice que, levou cerca de 15 anos a
concretizar. A pesquisa em muitos documentos foi
lenta, e as informações pedidas aos meus parentes,
não obtiveram as respostas com a celeridade desejada,
sobre os seus ramos familiares. Qualquer ramo
parental, pode e deve actualizar a sua linha
genealógica, sempre que se justifique alterações, quer
nas datas dos nascimentos, quer nas datas dos óbitos,
ou ainda nos casamentos que, em linguagem
genealógica poderá usar-se “enxerto”, no ramo
familiarPara uma melhor recolha de dados biográficos
de cada ramo, é de grande interesse uma descrição, e
se possível acompanhada de fotos.
Salvaterra de Magos,
José Gameiro
4


A LEITURA DE UMA ÁRVORE GENEALÓGICA

Designa-se por este termo, a relação familiar
consanguínea, que se estabelece entre pessoas que
descendem umas das outras, ou todas de um
gerador comum (pai e mãe) que, sendo o tronco de
uma árvore, é suportado por “raízes” vindas de
outras gerações familiares distintas, quase sempre
desconhecidas entre si.

A lei portuguesa, entre outras determinações, realça o
propósito da sucessão legítima, pois o parentesco é
invocado com a celebração do casamento - isto é um
contrato jurídico, moral e até religioso.

Os parente, estão entre si ligados por um vínculo de
sangue, a que se chama consanguinidade. A série de
pessoas assim ligadas fazem parte de uma árvore
genealógica.

Para melhor compreensão, deve ter-se em conta,
que a mesma se compõem de raízes, tronco e
ramos, que a vão prolongando através dos tempos.
Estes últimos quando dispersos, e até em linha
colateral, são conhecidos de primos.
5


As raízes quando muito distantes dos troncos, têm uma
leitura que podem vir dos antepassados, como:
Pentavós, Tretavós, Trisavós, Bisavós e Avós, os
chamados Avoengos - enquanto origem de uma
árvore.

Nesta base genealógica encontramos 100 anos de
distância (se for calculado 20 anos de cada geração
(ou seja 5x20 anos/avós)

Para os descendentes daqueles avoengos, uma leitura
se faz dando origem aos Pentaneto, Quatrineto,
Trineto, Bisneto e Neto.

Deve ter-se sempre em conta, que para qualquer das
quatro últimas “raízes”, que formam o tronco de uma
árvore genealógica, existe sempre o dobro a anteceder
as últimas.

Chegados a este ponto, é importante referir que,as
“raízes” têm sempre nomes (das famílias de origem),
daí os seus descendentes suportarem o nome familiar,
após o nome próprio.
6

Os progenitores dos ramos ”enxertados”, são
chamados de sogros, ou sogras, e passam à situação de
compadres perante os pais dos ramos acabados de
chegar.
Os irmãos, passam a tios, ou tios/avós, sobre os filhos
dos seus irmãos, pois a árvore vai crescendo com novos
ramos.
Os que chegaram, fazendo uma nova união “enxerto”
passam à condição de genros/noras e de cunhados
perante os irmãos do/a consorte.
Passando também a usufruir das mesmas
condições de tratamento de parentesco, como seus
maridos/mulheres, mas na linha paralela, pois o são
por afinidade, para aqueles filhos, e porque não são
da linha da árvore.
Na linha directa há; irmãos (filhos do ramo), que
passam à situação de tios, ou de segundo -tios (ou
tios/avós), conforme o ramo vai crescendo..

Os descendentes dos vários ramos que vão nascendo,
serão primos, na linha directa, pois os progenitores
(avós) são os mesmos a antecedê-los.

Na leitura da linha colateral, (ou paralela) também
existem os primos.
7

Em qualquer dos casos a essência da consanguinidade
vai-se mantendo, podendo diluir-se um pouco, ao
atingir, a 5ª geração, pois aí são conhecidos de
Parentes.

Também quando um ramo venha a proporcionar um 2ª
casamento, os filhos deste, serão chamados de meios-
irmãos, perante os descendentes que possam já
existir, dos promotores da nova união.
Em Portugal, durante muitos séculos a lei era rígida,
mas nos finais do séc. XIX, os vários instrumentos que
deram origem ao código civil, deram alguma abertura
no campo do casamento, mas permaneceu, que um
filho nascido extraconjugal, continuava a não ser
reconhecido oficialmente, desde que não reconhecido
pelo pai.
Assim, não constava na linha recta da leitura da árvore
genealógica, pois como filho ilegítimo, e perante o seio
familiar era para além de meio-irmão, um bastardo.

Como qualquer árvore, existe sempre em baixo uma
primeira linha, que são as raízes, depois o tronco, e por
último os vários ramos, nesta posição deverá ser lida
uma árvore genealógica.
8


A ORIGEM DA MINHA ÁRVORE
GENEALÓGICA
– RAMO PATERNO

Segundo documentos oficiais, Luiz da Silva Cantante
(A), falecido em 05/01/1934, casou com Rosa Maria
das Neves, ou Rosa das Neves (B), nascida em 1859, e
falecida em 21/11/1941, deram origem aos ramos
descritos nas páginas que compõem o estudo até à
presente data.

0 ! A ! – LUIZ DA SILVA CANTANTE
!
Pais: ! ! – FRANCISCO DA SILVA CANTANTE
! A ! – RITA CATARINA
!
! ! - ....................................................................
Avós: ! ! - ....................................................................
! A ! - ........................................................
! ! - ........................................................
9

*******

0 ! B ! – ROSA MARIA DAS NEVES (ROSA DAS NEVES)
!
! ! – JOSE DAS NEVES TRAVESSA
Pais: ! B ! – MARIA CARLOTA
!
! ! – FRANCISCO DAS NEVES TRAVESSA
Avós :! B ! - SILVÉRIA MARIA
! ! – JOAQUIM VIEGAS
! ! - CARLOTA JOAQUINA
Nota: Esta árvore em certos ramos, usou o nome de Galricho
e, foi conhecido pela alcunha de “Pataco

Filhos: 0 x 0
Ramo 1 – ANTÓNIO DA SILVA CANTANTE
Ramo 2 – MANUEL DA SILVA (Galricho)
Ramo 3 – JOÃO DA SILVA (Galricho)
Ramo 4 – JOSE DA SILVA (Galricho)
Ramo 5 – LUIZ DA SILVA (Galricho)
10

Ramo 6 – MARIA JOANA TRAVESSA (Galricho)
Ramo 7 – VITORINO DA SILVA

Nota: Luiz da Silva, conhecido por Luiz Pirralha, não casou,
não deixou descendência, e vivendo com uma mãe de filhos,
numa casa na Rua Porfirio Neves da Silva, nela pôs termo à
vida, por enforcamento. * Vitorino da Silva, nascendo com
um deficiência na zona lombar, teve a profissão de Alfaiate,
foi Taberneiro, morreu novo e não deixou descendência.

Ramo: 1
– ANTÓNIO DA SILVA CANTANTE
Nasceu em 1896 – Faleceu em 12/01/196 (Ver
Pág.22)
FILHOS (Netos)
Ramo 1.1 – JOSE GAMEIRO CANTANTE
Ramo 1.2 – VITÓRIA DO ROSÁRIO
Ramo 1 .3 – ANTÓNIO DA SILVA GALRICHO CANTANTE
Ramo 1.4 – MANUEL DA SILVA GALRICHO
Ramo 1.5–FAUSTINO DO ROSÁRIO DA SILVA CANTANTE
Ramo1.6- LUIS MANUEL DA SILVA CANTANTE GAMEIRO
11


Nota: Depois do nascimento da filha Vitória, nasceu um
menino a quem foi dado o nome de António, mas tendo
morrido, logo no filho seguinte, um rapaz, foi-lhe dado o
mesmo nome do primeiro.

*****************************

Ramo 1.1

– JOSE GAMEIRO CANTANTE
Nasceu em 29/12/1914, Faleceu em 05/11/1987 *
Casou com Felisbela Lopes Rodrigues, em 10/01/1943)
* (Ver: Pág. 23)

Filhos:
(Netos/ Bisnetos)

1.1.1 - JOSE RODRIGUES GAMEIRO * nasceu no dia
16/04/1944, pelas 15, 30 horas, numa casa de rés-do-
chão, ( propriedade da família Lopes) na Rua Heróis de
12

Chaves * Casou com Maria Conceição da Silva
(Gameiro), em 21

de Agosto de 1968, nascida no lugar
dos Foros de Salvaterra (Freguesia de Salvaterra de
Magos)
1.1.2 – CASSIANO MANUEL RODRIGUES GAMEIRO,
nasceu em 21/08/1955, um Domingo e dia de Feira, na
vizinha vila de Benavente *Casou com Maria Angelina
Pereira Marinheiro, em 18/09/1976

Nota: Nasceu na Rua Alm. Cândido dos Reis, numa casa no
Botaréu, junto à Capela da Misericórdia

1.1.3 – ANTÓNIO MIGUEL RODRIGUES GAMEIRO,
nasceu na mesma casa, onde nasceu seu irmão
Cassiano, na Rua Alm. Cândido dos Reis, em
13/02/1956, pelas 15, 00 horas (uma Segunda-feira de
Carnaval) * Casou com Ana Maria Mendes Rodrigues,
natural da vizinha vila de Benavente.
Filhos:
(Netos/Bisnetos/Trinetos)
1.1.1.1 – ROLANDO JOSE DA SILVA GAMEIRO
Nasceu em 23/05/1970, casou com Maria da
Conceição Parracho Silva Serra
13

1.1.1.2 – ANGELO MIGUEL DA SILVA GAMEIRO
Nasceu em 25/01/1973 * Teve um 1º casamento, sem
descendência
1.1.2.1– CLAUDIO NUNO MARINHEIRO GAMEIRO,
Nasceu em 10/01/1977
1.1.2.2.- RUI MIGUEL MARINHEIRO GAMEIRO,
1.1.2.1– CLAUDIO NUNO MARINHEIRO GAMEIRO,
Nasceu em 10/01/1977
1.1.2.2.- RUI MIGUEL MARINHEIRO GAMEIRO,
1.1.3.1 – DIOGO MIGUEL RODRIGUES GAMEIRO
Nasceu em 20/12/1988
1.1.3.2 – MARIANA RODRIGUES GAMEIRO
Nasceu em 25/04/1995

********************

1.1.1.1.1.– CATARINA SOFIA PARRACHO GAMEIRO,
nasceu em 26/09/1999
1.1.1.1.2 - TIAGO JOSE PARRACHO GAMEIRO, nasceu
em 21/05/2002
1.1.2.2.1 – MATILDE DOS SANTOS GAMEIRO, nasceu no
dia 01.08.2014

***********

14

Ramo: 1.2
– VITÓRIA DO ROSÁRIO DA SILVA
Nasceu em 00/00/0000, casou com António Rodrigues
Nunes, de quem veio a enviuvar.
Filho:
1.2.1 – JOSE CARLOS RODRIGUES NUNES, nasceu em
22/02/1942, veio a casar com Maria Manuela Freitas
Adão.
***************
1.2.1.1 – ANTÓNIO GABRIEL FRIETAS ADÃO
RODRIGUES; nasceu em 16/06/1962
1.2.1.2 – MARIA MANUELA FREITAS ADÃO
RODRIGUES, nasceu em 11/06/1963, casou e,
dela descendeu uma menina nascida em
14/06/1958, aquém foi dado o nome de: Silvie
Aires Rodrigues

1.2.1.3 – JOÃO PAULO FREITAS ADÃO
RODRIGUES, nasceu em 16/06/1973

Nota: O casal, emigrou para o Luxemburgo, no início da
década de 70 do séc., levando consigo os filhos ainda
crianças – O autor, foi padrinho da filha Maria Manuela *José
Carlos, enviuvou, naquele país e regressando a Portugal,
alguns anos depois morreu num desastre de viação
15

*************
1.2.1.2.1 – SILVIE AIRES RODRIGUES, Nasceu em
14/06/1958
************************
Ramo: 1.3
ANTÓNIO GALRICHO CANTANTE, Sendo o quarto filho
do casal, nasceu em 08/04/1923 e veio a receber o
mesmo nome de um outro irmão que o antecedeu,
morrendo com poucos meses de vida * Casou com
Floriana Lopes Rodrigues irmã de sua cunhada Felisbela
(esposa do seu irmão José Gameiro Cantante
Filhos:
1.3.1 – MARIA EMILIA RODRIGUES CANTANTE,
A Maria Emília, nasceu em 01/10/1946, casou com
Celestino António Inácio, natural de Foros de Branca

1.3.2 – MARIA CONCEIÇÃO RODRIGUES CANTANTE,
nasceu em 17/01/1970, veio a casar com João Luís
Oliveira, natural da Fajarda (Coruche)

16

Nota: Em 24/01/1954, nasceu do casal, o segundo filho, a
quem foi dado o nome de João António Rodrigues Cantante,
que faleceu ainda em bébé.
Filhos:
1.3.1.1 – JOÃO ANTÓNIO RODRIGUES INÁCIO, nasceu
21/05/1965, casou com Maria Conceição Figueiredo
Cota
1.3.1.2 – PAULO SERGIO RODRIGUES INÁCIO, nasceu
em 16/03/1970, casou com Perpétua Rita Nogueira
César, natural de Benavente
Nota: Antes do Paulo Sérgio, nasceu uma menina, em
27/01/974, a quem foi dado o nome de Maria Leonor
Rodrigues Inácio, falecendo em 11/02/1975

Filhos:
1.3.1.1 .1 – RICARDO EMANUEL COTA INÁCIO,
nasceu em 16/05/1992
1.3.1.1. 2 – FRANCISCO MIGUEL COTA INÁCIO,
nasceu em 04/06/1999
1.3.1.2.1 – PEDRO JORGE CÉSAR INÁCIO,
nasceu em 04/06/1999
1.3.2.1 – LUIS CARLOS RODRIGUES OLIVEIRA,
Nasceu 12/12/1992
1.3.2.2 - ANA SOFIA RODRIGUES OLIVEIRA,
Nasceu em 24/11/1999
17

Ramo: 1.4

– MANUEL GALRICHO, Nasceu em 13/05/1927,
morreu solteiro sem descendência em 24/05/1967,
vitima de acidente de viação na recta do Cabo (Vila F.
Xira)
***************
Ramo: 1. 5
– FAUSTINO DO ROSÁRIO DASILVA CANTANTE, nasceu
em 05/11/1931, casou com Maria do Carmo Ventura,
natural de Salvaterra de Magos.
Filhos:
1.5.1 – MARIA DA CONCEIÇÃO VENTURA DA SILVA,
nasceu em 20/10/1956, casou com António Augusto
Freitas Lopes.
1.5.2 – ADELAIDE RITA VENTURA DA SILVA, nasceu em
06/11/1958, casou com Carlos Tomás Felgueiras.
Filhos:
1.5.1.1 – CATARINA SILVA LOPES, nasceu 16/01/1980 *
Casou com Zarco Silva Coutinho
1.5.2.1 – JOÃO LUIS VENTURA SILVA FELGUEIRAS,
nasceu em 00/00/0000
18


*************
1.5.1.1.1 – FILIPE ZARCO DA SILVA COUTINHO, nasceu
em 00/00/0000
**************
Ramo: 1.6
– LUIS MANUEL SILVA GAMEIRO CANTANTE, nasceu em
23/01/1938, recebeu o sobrenome de Gameiro (da
família do lado da mãe), dado por seu irmão José
Gameiro Cantante, que foi seu padrinho. * Casou com
Angélica Maria Rodrigues * Faleceu em 17/10/2004

Nota: nasceu uma filha, em 19/03/1973, que recebeu nome
de Ana Cristina Rodrigues Silva, veio a falecer em
12/01/1974

Filhos:
1.6.1 – MARIA CONCEIÇÃO RODRIGUES SILVA,
nasceu em 19/10/1974
1.6.2 – MANUEL LUIS RODRIGUES SILVA, nasceu
em 31/10/1975

1.6.3 – ANTÓNIO RODRIGUES SILVA, nasceu em
25/04/1980, casou com Maria João Santos Travessa

19

******************
Filhos:
1.6.1.1 – VALENTINA MARQUES DA SILVA,
nasceu em 28/10/1992
1.6.3.1 - FLÁVIO ALEXANDRE TRAVESSA
SILVA, nasceu em 12/12/2001

***************

Ramo: 2

– MANUEL DA SILVA (Galricho) Conforme registos
na sua Cédula de Nascimento, passada em 1924, o seu
nascimento foi em 01/06/1899 ( Ver: pág. 2) * Casou
com Cristina Maria (ou Cristina Ramalho, ou ainda
Cristina Manique) * Faleceu em 04/07/1947

Nota: Como se pode verificar, alguns dos seus descendentes têm o
sobrenome de Galricho, identificação que também usada por alguns
filhos dos seus irmãos.

Ramo 2.1.


2.1 – JOAQUIM DOS SANTOS GALRICHO, nasceu
em 15/01/1928, casou com Joaquina Máximina Vargas,
natural de Vila Chã de Ourique * Faleceu em 00/00/000

2.2 -JOSE MANIQUE GALRICHO, nasceu em
14/05/1930, casou Vitória Maria Inácio
2.3 – VASCO MARIA DA SILVA, nasceu em
06/12/1931, casou com Maria de Lurdes Vasco
Travessa

20

2.4 – LIBÓRIO GALRICHO, nasceu em 28/06/1938,
casou com Antónia Maria Garcia

2.5–ANTÓNIO RAMALHO DA SILVA GALRICHO,
nasceu em 15/12/1936 * Casou com Adelina Maria
Almeida Silva * Faleceu em 14/06/1977, vitima de
acidente

2.6 - RITA CONCEIÇÃO MANIQUE DA SILVA,
nasceu em 26/01/1937, casou com Jorge da Purificação
Viegas, de quem veio a enviuvar

2.7 – ELVIRA DA CONCEIÇÃO DA SILVA, nasceu
em 01/04/1940, casou com António Maria da Assunção
Faiante

2.8 – GRAZIELA RAMALHO DA SILVA, nasceu em
00/00/0000, veio a casar com Daniel Pedro F. Rodrigues
Ramo: 2.9 – ALDA MARIA DA SILVA, nasceu em
06/06/1945, casou com António Luís Duarte

***********************

Ramo: 2.1

2.1.1 – JOÃO MANUEL SANTOS VARGAS, nasceu
em 15/12/1953, casou com Isabel Almeida Santa
Bárbara
2.1.2 – ANTÓNIO LUIS SANTOS VARGAS, nasceu
em 21/07/1955, casou com Judite Maria Carvalho
Monteiro
Filhos:

21

2.1.1.1 – PATRÍCIA ALMEIDA SANTA BÁRBARA
SANTOS, nasceu em 26031979 * Casou c/ Nuno
Miguel Marques Coito
2.1.1.2 – ANA ISABEL SANTA BÁRBARA
SANTOS, nasceu em 11/03/1982
2.1.2.1-USANA MARIA MONTEIRO VARGAS,
nasceu em 23/02/1982

*********

Ramo: 2.1.1.1.1 – JOÃO PEDRO SANTOS COITO,
nasceu em 19/04/2004
**********

2.2.1 - JOSE ANTÓNIO DA SILVA GALRICHO,
nasceu em 14/02/ 1952, casou com Maria Celeste
Fonseca Costa Guilherme
2.2.2 – MARIA MAUELA DA SILVA GALRICHO,
nasceu em 20/0271954 * Teve dois casamentos: 1º c/
António Carlos Damásio Gonçalves – 2º c/ Jorge
Manuel Silva Coito
2.2.3 – ANA MARIA FERREIRA MANIQUE, nasceu
em 16/05/1963 * Faleceu em 16/04/1975
2.2.4 – MARIA MADALENA FERREIRA
MANIQUE, nasceu em 16/08/1968 * Casou com Luís
Manuel Balsa Prates


Ramo: 2.2

2.2.1.1 – ANA MARIA FONSECA DA SILVA
GALRICHO, nasceu em 27/03/1976 * Casou com José
Gonçalves Duarte
22

2.2.1.2 – ALEXANDRA ISABEL FONSECA DA
SILVA GALRICHO, nasceu em 19/06/1979 * Casou
com Rubim Manuel Dias Coelho

2.2.2.1 – NUNO JOSE DA SILVA GONÇALVES,
nasceu em 25/10/1974 * Filho do 1º Casamento (1)
Ramo:2.2.2.2 –CARLOS ANTÓNIO DA SILVA
GONÇALVES, nasceu em 05/05/1977 * Filho do 1º
Casamento (1)

2.2.2.3 – RICARDO JORGE GALRICHO DA SILVA,
nasceu em 28/06/1985 * Filho do 2º Casamento (2)

Nota: (1) Sendo meio-irmãos do (2), são descendentes directos do
mesmo ramo, a mãe é a mesma.

****************


2.2.4.1 – FLÁVIO EMANUEL FERREIRA PRATES ,
nasceu em 10/04/1991
2.2.4.2 – LUIS FILIPE FERREIRA PRATES, nasceu
em 21/11/1994

****************

2.2.1.1.1-MIGUEL ANGELO GALRICHO
GONÇALVES, nasceu em 25/10/1974 (*)

2.2.1.1.2 CRISTINA PATRICIA GALRICHO
GONÇALVES, nasceu em 25/10/1974 (*)

Nota: (*) Irmãos-Gémeos



23

RAMO: 2.3

2.3.1 – VASCO MANUEL TRAVESSA DA SILVA,
nasceu em 31/01/1953 * Casou e tem 2 filhos: Liliana
e Dani
2.3.2 – JOSE MANUEL TRAVESSA DA SILVA,
nasceu em 03/12/1963 * Casou e tem 2 filhos

******************

RAMO: 2.4

2.4.1 – MARIA DE LURDES GARCIA SILVA,
nasceu em 11/11/1960, casou Francóis Richard
Steinmetz, nascido em França, em 14/10/1943

2.4.2 – MÓNICA ISABEL GARCIA SILVA, nasceu
17/08/1970 * Casou com seu primo, Manuel João
Duarte (Ramo:2.9)

**************

2.4.1.1 – CRISTIAN RICHARD STEINMETZ, nasceu
em 27/07/1980, no Luxemburgo
2.4.2.1 – MONA DUARTE, nasceu em 29/03/1994, no
Luxemburgo
2.4.2.2 – LEONARDO DUARTE, nasceu em
29/10/1996, no Luxemburgo
2.4.2.3 – LISA DUARTE, nasceu em 08//04/1999, no
Luxemburgo


************************


24

Ramo: 2.5

2.5.1 – ANTÓNIO AUGUSTO DA SILVA
GALRICHO, nasceu em 13/11/1958
2.5.2 – MANUELA MARIA L. COITO SILVA,
nasceu em 13/04/1962

********************

Ramo: 2.6

2.6.1 – MARIA GRAZIELA SILVA FIGUEIREDO,
nasceu em 02/03/1958 * Casou com Joaquim Andrónico
Lopes

:2.6.1.1 – SANDRA ISABEL FIGUEIREDO LOPES,
nasceu em 26/11/1982

*******************

Ramo: 2.7

2.7.1 – ANTÓNIO LUIS DA SILVA FAIANTE, nasceu
em 00/00/1961
2.7.2 – MARIA VIRGINIA SILVA FAIANTE, nasceu
em 00/00/1967
**********
2.7.1.1 – LUIS FILIPE PEREIRA FAIANTE, nasceu
em 00/00/0000
2.7.1.2 – PAULO PEREIRA FAIANTE, nasceu
00/00/0000
2.7.2.1 – BRUNO MIGUEL SILVA MATOS, nasceu
em 00/00/0000
2.7.2.2 – JOÃO FERNANDO SILVA MOÇO, nasceu
em 00/00/0000
25

2.7.2.3 – MÁRIO RUI SILVA MOÇO, nasceu a
00/00/0000

************

Ramo: 2.8

2.8.1 – PAULA DA SILVA RODRIGUES, nasceu em
00/00/0000
2.8.2 - ODETE DA SILVA RODRIGUES, nasceu em
00/00/00
***********

Ramo: 2.9

2.9.1 – ANTÓNIO MANUEL SILVA DUARTE,
nasceu em 04/12/1964
2.9.1 – MANUEL JOÃO DUARTE, nasceu em
05/10/1968 * Casou com sua prima , Mónica Isabel
Garcia Silva (Ramo:2.4)

*******************

Ramo: 3

3.1 – ADELAIDE DA CONCEIÇÃO, nasceu em
07/08/1920* Casou com José Pinto de Oliveira, de
quem veio a enviuvar

3.2 – ARMANDO DA SILVA, nasceu em
27/07/1923 * Casou com Maria Etelvina Nunes



26

Filhos:

3.1.1 - JOÃO ANTÓNIO PINTO OLIVEIRA,
nasceu em 21/11/1943 * Casou com Maria Rosa
Viegas Ferreirinha
************

3.2.1 – MARIA ADELINA NUNES DA SILVA,
nasceu em 11/10/1948 * Casou com Jaime
Fernandes Lopes, nascido no distrito de Chaves

3.2.2 – JOÃO ANTÓNIO NUNES DA SILVA,
nascido em 26/12/1955 * Casou com Lizete Maria
Pereira
************

3.1.1.1 – MARIA SÃO JOSÉ FERREIRINHA
PINTO OLIVEIRA, nasceu em 03/12/1968 *
Casou com Luís Manuel Ribeiro Rei

3.1.1.2 – SANDRA ISABEL FERREIRINHA
PINTO OLIVEIRA, nasceu em 18/06/1970 *
Casou com José Maria Carvalho Gonçalves

************
3.2.1.1 – PEDRO MIGUEL NUNES DA SILVA
LOPES, nasceu em 26/02/1977

3.2.1.2 – MÓNICA ISABEL NUNES DA SILVA
LOPES, nasceu em 03/02/1979

***********
27


3.1.1.1.1 – ANDREIA FILIPE OLIVEIRA REI,
nasceu em 21/10/1996
3.1.1.1.2 – MIGUEL FILIPE OLIVEIRA REI,
nasceu em 24/11/2003

************
3.1.1.2.1 – FLÁVIA RAFAELA OLIVEIRA
GONÇALVES, nasceu em 28/06/1997

3.1.1.2..2 – GONÇALO FILIPE OLIVEIRA
GONÇALVES, nasceu em 09/04/2003

***************
Ramo: 4

4.1 – HENRIQUE DA SILVA, nasceu em
18/06/1921 * Casou com Filomena da Conceição *
Faleceu em 26/07/1989

Ramo: 4. 2 – LAURA RITA DA SILVA, nasceu
em 04/10/1925 * Casou com José Almeida

Filhos:

4.1.1 – ADELAIDE PRATAS DA SILVA, nasceu
em 21/07/1948 * Casou com José de Sousa
Parracho, natural de Benavente
4.1.2 – ANTÓNIO PRATAS DA SILVA, nasceu
em 22/11/1949 * Casou com Ana Rosa da Silva

************
28

4.2.1 – MARIA ADELAIDE DA SILVA
ALMEIDA, nasceu em 30/06/1944 * Casou com
João António Travessa

4.2.2 – JOÃO MANUEL DA SILVA ALMEIDA,
nasceu em 15/10/1947 * Maria Romana C. Lopes,
natural de Muge * Faleceu ….

4.2.3 – MARIA DO ROSÁRIO DA SILVA
ALMEIDA (1)
4.2.4 – MARIA SÃO JOSÉ DA SILVA
ALMEIDA (1)

Nota: (1) – São irmãs-gémeas, e nasceram em 14/02/1954

***********

4.2.1 – NUNO MANUEL LOPES ALMEIDA,
nasceu em 03/06/1974

4.2.2. – CRISTINA LOPES ALMEIDA, nasceu em
03/10/1978

****************

Ramo: 5

5.1 –ANTÓNIO JOSE TRAVESSA GALRICHO,
nasceu em 00/00/0000 (1) , veio a casar com uma
rapariga da terra de nome Hermínia, vivendo em
Lisboa, nasceu um filho, a quem foi dado também
o nome de António José.
29

5.2 – HERMÍNIA TRAVESSA GORDO (2),
nasceu em 00/00/0000 + Vivendo em Lisboa, casou
com Acácio Domingos da Silva.* Não deixou
descendência.

Ramo: 5.3 – JULIETA TRAVESSA GORDO,
nasceu em 00/00/0000 (2) , casou com um rapaz
de nome José, de quem teve filhos.

Nota: (1) - O António José, é filho de João Santos, conhecido
pela alcunha de o “Catrapuz” que, tendo casado com outra
mulher, nasceram-lhe 2 filhos: Fernando Santos “O
Magongo” de profissão Barbeiro e Manuel dos Santos
Ferreira, de profissão Ferrador.
(2) - A Hermínia e Julieta, são filhas do casamento, de Maria
Joana com, um homem da terra, de nome José Gordo.
Na presente árvore genealógica, o António José, é meio-
irmão de Hermínia e Julieta, porque nasceram do mesmo
ramo, a mãe.



******************
**********
*******









30


OUTROS PARENTES PRÓXIMOS

Certo é, que ao longo de muitas gerações, durante os
séc. XIX e XX, vários ramos desta árvore genealógica
se dispersaram, não voltando a encontra-se, apenas
havendo tenuemente o conhecimento de parentes já
muito afastados, mesmo assim não deixando de
familiarmente de se reconheceram. Nos últimos anos do
séc. XIX, quando decorria o grande aforamento das
terras que, foram da Coutada Real de Salvaterra de
Magos, houve uma vasta área que, viria a chamar-se de
Foros de Salvaterra. Um ramo desta árvore genealógica
ali se fixou e, dele nasceram filhos que, alguns deles
viriam a ter o apelido de Travessa e Pratas:

VITORINO TRAVESSA (ou Neves Travessa), JOÃO
VITORINO, JOSÉ VITORINO e EDUARDA PRATAS
DAS NEVES TRAVESSA.
* Do Vitorino Travessa, entre os seus filhos, é
conhecido o nome de uma filha Carolina.* O João
Vitorino, vivendo em Salvaterra, deixou os filhos:
Joaquim Vitorino, Elisa e Bernardino.* O José Vitorino
(Travessa), casou e viveu em Foros de Salvaterra, onde
lhe nasceram os filhos: Luísa, Carlota, Joaquim José,
José e Carlos.

* A Eduarda, tendo casado, com um homem de nome
Roberto da Silva, viveu em Salvaterra, onde lhe
nasceram os filhos: Vasco da Silva, Vitorino, José
Sebastião, João Bernardino e Maria Isabel Pratas da
Silva



31


BIOGRAFIA
ANTÓNIO DA SILVA CANTANTE

António Cantante, nasceu em 1896, cedo foi para
a faina do campo, pois já os seus antepassados daí
tiravam sustento. O jovem António, depressa ficou
também a ser conhecido pela alcunha de “Pataco”,
enraizada em alguns ramos da família.

Nos trabalhos do campo, conheceu a Grade e, a
Lavoura em Linha, passando por pastor de Éguas
Afilhadas, terminando na Campinagem, profissão
também abraçada por alguns dos seus irmãos. Em
1913, enamorou-se de EMILIA DO ROSÁRIO,
que integrava um rancho de raparigas (rancho das
barroas), que todos os anos vinham das Beiras,
para trabalhar na vasta Lezíria ribatejana.

A Emília, descendia de uma família com o nome
Gameiro, mas que na terra tinha a alcunha os
“Siopas” deste relacionamento amoroso, já
destinado a casamento, nasceu em 1914, o primeiro
filho, aquém foi dado o nome de José.

Porque a jovem, pretendia que o seu casamento
e, o baptismo do filho fossem legitimados, pelo
apadrinhamento de um seu irmão (José Gameiro)
emigrante no Brasil, esperou cerca de um ano a sua
chegada, concretizando assim os seus desejos.

32

Por volta de 1951, morando numa casa na rua de
Água, saíram para se instalarem, num pedaço de
terra, na zona do Rego, ( arredores de Salvaterra)
propriedade da casa agrícola José de Menezes,
onde construíram um barraca em madeira e caniço,
com uma outra para albergar algumas cabeças de
gado, especialmente ovelhas e vacas.

O leite, naquele tempo era vendido à população
ao preço de 3$00/litro, a tirar da vaca. O António
Cantante, ou António Pataco, dizia-se bom
dançador de fandango e, tocador de gaita de beiços,
quanto jovem e, disso fazia alarde, mesmo já em
idade avançada, em dias de festa.



BIOGRAFIA
JOSE GAMEIRO CANTANTE

José Gameiro, também conhecido por José
Pataco, alcunha recebida de seu pai, nasceu em
pleno conflito de guerra mundial, foi o primeiro de
uma prol de sete filhos, de António da Silva
Cantante e de Emília do Rosário (Gameiro). (Ver:
Pág. 7). Ainda criança, foi trabalhar no árduo
trabalho do campo, aliás onde todos os seus
antepassados tiraram sustento.

O trabalho braçal, ocupou-o anos a fio, pois não
quis enveredar pelo caminho da campinagem,
como seu pai e, alguns dos seus familiares
33

próximos. Ainda jovem tentou a profissão de
Padeiro, mas outras ocupações o levaram a correr
estradas, transportando-se de bicicleta, veículo em
uso na época. Esteve nas obras públicas; na
construção do estádio nacional (Lisboa) e, E.N.118.

Foi no período da sua estadia, em Lisboa que,
participou como figurante no filme “ALDEIA DA
ROUPA BRANCA”, em dias de sábado, para daí
tirar mais alguns proventos.
Casou em 1943, com Felisbela Lopes Rodrigues,
nascida em Salvaterra de Magos, trabalhadora no
campo, vindo a ser pai de 3 rapazes.
Em pleno séc. XX, na década de 50, entrou no
funcionalismo público, como trabalhador de
limpeza das ruas , na câmara municipal da sua
terra. Sendo analfabeto, o seu desejo em mais
aprender, levou-o a fazer a sua assinatura, a troco
de muitas cópias.

No seu trabalho municipal, também fazia a
entrega de carnes frescas, nos talhos e salsicharias
da vila, de animais mortos no matadouro da
autarquia. Quando da sua aposentação, aos 70
anos de idade, era Jardineiro, e constava no seu ”
cadastro profissional “ que, entre outras
actividades, fez de canalizador e calceteiro.

Porque queria uma vida melhor, para seus filhos,
daquela que experimentou, deu-lhes outros
caminhos nas áreas do ensino, e no campo do
trabalho.
34

UM RAMO GENEALÓGICO
A PARTIR DE ANTÓNIO CANTANTE, e
EMILIA DO ROSÁRIO (GAMEIRO)









António Cantante Emilia do Rosário







José Gameiro Cantante Felisbela Lopes Rodrigues









José Rodrigues Cassiano Manuel António Miguel
Gameiro R. Gameiro R. Gameiro