Você está na página 1de 11
FÍSICA 2 Professor: Igor Ken LISTA 7 – POTÊNCIA ELÉTRICA A 2 A partir da

FÍSICA 2 Professor: Igor Ken

LISTA 7 – POTÊNCIA ELÉTRICA
LISTA 7 – POTÊNCIA ELÉTRICA
FÍSICA 2 Professor: Igor Ken LISTA 7 – POTÊNCIA ELÉTRICA A 2 A partir da análise

A 2

A partir da análise do circuito, afirma-se que:

leituras

dos

amperímetros

A 1

e

são, respectivamente, 16W e 32W.

Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)

a) I, apenas.

b) I e II, apenas.

c) I e III, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II e III.

I. As

respectivamente, 2,0A e 2,0A.

II. A leitura do voltímetro V é 24V.

III. As potências dissipadas no resistor e na lâmpada

são,

3. (Ufsm 2013) A favor da sustentabilidade do planeta,

os aparelhos que funcionam com eletricidade estão recebendo sucessivos aperfeiçoamentos. O exemplo mais comum são as lâmpadas eletrônicas que, utilizando menor potência, iluminam tão bem quanto as lâmpadas de filamento.

Então, analise as afirmativas:

I. A corrente elétrica que circula nas lâmpadas incandescentes é menor do que a que circula nas lâmpadas eletrônicas.

II. Substituindo uma lâmpada incandescente por uma eletrônica, esta fica com a mesma ddp que aquela.

III. A energia dissipada na lâmpada incandescente é menor do que na lâmpada eletrônica.

Está(ão) correta(s)

a) apenas I e II.

b) apenas II.

c) apenas I e III.

d) apenas III.

e) I, II e III.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

Leia o texto:

No anúncio promocional de um ferro de passar roupas a vapor, é explicado que, em funcionamento, o

aparelho borrifa constantemente 20 g de vapor de água

a cada minuto, o que torna mais fácil o ato de passar

roupas. Além dessa explicação, o anúncio informa que

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Os exercícios estão separados por nível de dificuldade (nível I, nível II e nível III).

Alguns exercícios necessitam de uma atenção especial, seja por manipulação algébrica mais rigorosa, seja por uma teoria mais difícil de assimilar ou por adicionarem algum conceito novo e, por esse motivo, estão resolvidos.

Bons estudos!

POTÊNCIA ELÉTRICA

Nível I

1. (Acafe 2014) Em uma situação cotidiana, uma

pessoa liga duas lâmpadas incandescentes em paralelo

em uma rede de 220V. As lâmpadas apresentam certa intensidade luminosa (brilho), sendo que a lâmpada 2 tem um filamento de mesmo material, mesmo comprimento, mas é mais grosso que o filamento da lâmpada 1.

mas é mais grosso que o filamento da lâmpada 1. Nessas condições, a alternativa correta é:
mas é mais grosso que o filamento da lâmpada 1. Nessas condições, a alternativa correta é:
mas é mais grosso que o filamento da lâmpada 1. Nessas condições, a alternativa correta é:

Nessas condições, a alternativa correta é:

a)

Desligando a lâmpada L 1 , a lâmpada L 2 diminui o seu brilho.

b)

A lâmpada L 1 brilha mais que a lâmpada L 2 .

c)

As lâmpadas L 1 e L 2 tem o mesmo brilho.

d)

A lâmpada L 2 brilha mais que a lâmpada L 1 .

2.

(Pucrs 2014) Considere o texto e a figura para

analisar as afirmativas apresentadas na sequência.

No circuito elétrico mostrado na figura a seguir, um

resistor de

elétrica é 8,0Ω, estão ligados a uma fonte de 24V. Nesse circuito são conectados dispositivos de medida de corrente elétrica, os amperímetros A 1 e A 2 , e de diferença de potencial elétrico, o voltímetro V. Assume- se que os amperímetros e o voltímetro podem ser considerados ideais, ou seja, que seu efeito no circuito pode ser desprezado na forma como estão ligados.

e uma lâmpada, cuja resistência

4,0Ω

a potência do aparelho é de 1 440 W e que sua tensão de funcionamento é de 110 V.

4. (Fatec 2013) Jorge comprou um desses ferros e, para utilizá-lo, precisa comprar também uma extensão de fio que conecte o aparelho a uma única tomada de 110 V disponível no cômodo em que passa roupas. As cinco extensões que encontra à venda suportam as intensidades de correntes máximas de 5 A, 10 A, 15 A, 20 A e 25 A, e seus preços aumentam proporcionalmente às respectivas intensidades.

Sendo assim, a opção que permite o funcionamento adequado de seu ferro de passar, em potência máxima, sem danificar a extensão de fio e que seja a de menor custo para Jorge, será a que suporta o máximo de

a) 5 A.

b) 10 A.

c)

15 A.

d)

20 A.

e)

25 A.

5.

(Uerj 2012) Um chuveiro elétrico, alimentado por uma

tensão eficaz de 120 V, pode funcionar em dois modos:

verão e inverno. Considere os seguintes dados da

tabela:

Modos

Potência

Resistência

(W)

()

Verão

1000

RV

Inverno

2000

RI

A

a)

b)

c)

d)

relação

0,5

1,0

1,5

2,0

R

I

R V

R V

corresponde a:

6.

calor com fins terapêuticos. Esse procedimento é utilizado em diversos tratamentos provocando a dilatação nos vasos sanguíneos para promover melhor vascularização em algumas partes do corpo, tais como braços e pernas. Para esses tratamentos, um dos

aparelhos utilizados é o Forno de Bier. Um instrumento desse tipo apresenta potência de 780 W. Para cada seção fisioterápica, é indicada sua utilização por um tempo máximo de 10 minutos. Sabendo que o kW.h custa R$ 0,40, se o Forno de Bier for associado a uma tensão de 220 V, para 200 seções de tempo máximo, custará o seguinte:

a) R$ 624,00.

b) R$ 104,40.

c) R$ 94,40.

d) R$ 62,40.

e) R$ 10,40.

(Ulbra 2012) A termoterapia consiste na utilização do

7. (Ufjf 2011) Um estudante de Física observou que o ferro de passar roupa que ele havia comprado num camelô tinha somente a tensão nominal V = 220 Volts, impressa em seu cabo. Para saber se o ferro de passar roupa atendia suas necessidades, o estudante precisava conhecer o valor da sua potência elétrica nominal. De posse de uma fonte de tensão e um medidor de potência elétrica, disponível no laboratório de Física da sua universidade, o estudante mediu as potências elétricas produzidas quando diferentes tensões são aplicadas no ferro de passar roupa. O resultado da experiência do estudante é mostrado no gráfico ao lado, por meio de uma curva que melhor se ajusta aos dados experimentais.

de uma curva que melhor se ajusta aos dados experimentais. a) A partir do gráfico, determine
de uma curva que melhor se ajusta aos dados experimentais. a) A partir do gráfico, determine
de uma curva que melhor se ajusta aos dados experimentais. a) A partir do gráfico, determine
de uma curva que melhor se ajusta aos dados experimentais. a) A partir do gráfico, determine
de uma curva que melhor se ajusta aos dados experimentais. a) A partir do gráfico, determine

a) A partir do gráfico, determine a potência elétrica nominal do ferro de passar roupa quando ligado à tensão nominal.

b) Calcule a corrente elétrica no ferro de passar roupa para os valores nominais de potência elétrica e tensão.

c) Calcule a resistência elétrica do ferro de passar roupa quando ligado à tensão nominal.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

A tabela abaixo mostra a quantidade de alguns dispositivos elétricos de uma casa, a potência consumida por cada um deles e o tempo efetivo de uso diário no verão.

Dispositivo

Quantidade

Potência

Tempo

(kW)

efetivo de

uso diário

(h)

ar-

2

1,5

8

condicionado

geladeira

1

0,35

12

lâmpada

10

0,10

6

Considere os seguintes valores:

• densidade absoluta da água: 1,0 g/cm

• calor específico da água: 1,0 cal.g

• 1 cal = 4,2 J

• custo de 1 kWh = R$ 0,50

3

-1

0C -1

8. (Uerj 2010)

com esses dispositivos, em reais, é cerca de:

a) 234

b) 513

c) 666

d) 1026

Durante 30 dias do verão, o gasto total

9. (Enem 2010) Todo carro possui uma caixa de

fusíveis, que são utilizados para proteção dos circuitos elétricos. Os fusíveis são constituídos de um material de baixo ponto de fusão, como o estanho, por exemplo,

e se fundem quando percorridos por uma corrente

elétrica igual ou maior do que aquela que são capazes de suportar. O quadro a seguir mostra uma série de fusíveis e os valores de corrente por eles suportados.

Fusível

Corrente Elétrica (A)

Azul

1,5

Amarelo

2,5

Laranja

5,0

Preto

7,5

Vermelho

10,0

Um farol usa uma lâmpada de gás halogênio de 55 W de potência que opera com 36 V. Os dois faróis são ligados separadamente, com um fusível para cada um, mas, após um mau funcionamento, o motorista passou

a conectá-los em paralelo, usando apenas um fusível. Dessa forma, admitindo-se que a fiação suporte a carga dos dois faróis, o menor valor de fusível adequado para proteção desse novo circuito é o

a) azul.

b) preto.

c) laranja.

d) amarelo.

e) vermelho.

Nível II

10. (Espcex (Aman) 2014) O disjuntor é um dispositivo de proteção dos circuitos elétricos. Ele desliga automaticamente o circuito onde é empregado, quando

a intensidade da corrente elétrica ultrapassa o limite especificado. Na cozinha de uma casa ligada à rede elétrica de 127

V, há três tomadas protegidas por um único disjuntor de

25 A, conforme o circuito elétrico representado, de forma simplificada, no desenho abaixo.

representado, de forma simplificada, no desenho abaixo. A tabela a seguir mostra a tensão e a

A tabela a seguir mostra a tensão e a potência dos

aparelhos eletrodomésticos, nas condições de funcionamento normal, que serão utilizados nesta

cozinha.

APARELHOS

TENSÃO (V)

POTÊNCIA (W)

forno de

127

2000

micro-ondas

lava-louça

127

1500

geladeira

127

250

cafeteira

127

600

liquidificador

127

200

Cada tomada conectará somente um aparelho, dos

cinco

Considere que os fios condutores e as tomadas do

circuito elétrico da cozinha são ideais. O disjuntor de 25

A será desarmado, desligando o circuito, se forem

acima.

citados

ligados, simultaneamente:

a) forno de micro-ondas, lava-louça e geladeira.

b) geladeira, lava-louça e liquidificador.

c) geladeira, forno de micro-ondas e liquidificador.

d) geladeira, cafeteira e liquidificador.

e) forno de micro-ondas, cafeteira e liquidificador.

11. (Unesp 2013) Determinada massa de água deve ser aquecida com o calor dissipado por uma associação de resistores ligada nos pontos A e B do esquema mostrado na figura.

ligada nos pontos A e B do esquema mostrado na figura. Para isso, dois resistores ôhmicos

Para isso, dois resistores ôhmicos de mesma resistência R podem ser associados e ligados aos pontos A e B. Uma ddp constante U, criada por um gerador ideal entre os pontos A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em paralelo.

A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em
A e B, é a mesma para ambas as associações dos resistores, em série ou em

Considere que todo calor dissipado pelos resistores seja absorvido pela água e que, se os resistores forem associados em série, o aquecimento pretendido será conseguido em 1 minuto. Dessa forma, se for utilizada a associação em paralelo, o mesmo aquecimento será conseguido num intervalo de tempo, em segundos, igual a

a) 30.

b) 20.

c) 10.

d) 45.

e) 15.

12. (Enem 2010) Observe a tabela seguinte. Ela traz especificações técnicas constantes no manual de instruções fornecido pelo fabricante de uma torneira elétrica.

Especificações Técnicas

Modelo

   

Torneira

 

Tensão

Nominal

 

127

   

220

 

(volts)

   

Potência

(Frio)

   

Desligado

 

Nominal

 
         

(Watts)

 

(Morno)

2

800

3

200

2

3200

   

800

 

(Quente)

4

500

5

500

4

5500

   

500

Corrente

Nominal

35,4

43,3

20,4

25,0

(Ampères)

Fiação

Mínima

(Até

6

10

4

4

30m)

mm

2

mm

2

mm

2

mm

2

Fiação Mínima (Acima 30 m)

10

16

6

6

mm

2

mm

2

mm

2

mm

2

Disjuntor (Ampère)

 

40

50

25

30

Disponível em:

http://www.cardeal.com.br.manualprod/Manuais/Torneir

a%20

Suprema/”Manual…Torneira…Suprema…roo.pdf

Considerando que o modelo de maior potência da versão 220 V da torneira suprema foi inadvertidamente conectada a uma rede com tensão nominal de 127 V, e que o aparelho está configurado para trabalhar em sua máxima potência. Qual o valor aproximado da potência ao ligar a torneira?

a) 1.830 W

b) 2.800 W

c) 3.200 W

d) 4.030 W

e) 5.500 W

Exercício resolvido

13. (Unifesp 2013) Observe a charge.

W Exercício resolvido 13. (Unifesp 2013) Observe a charge. Em uma única tomada de tensão nominal
W Exercício resolvido 13. (Unifesp 2013) Observe a charge. Em uma única tomada de tensão nominal

Em uma única tomada de tensão nominal de 110V,

estão ligados, por meio de um adaptador, dois abajures (com lâmpadas incandescentes com indicações comerciais de 40W110V), um rádio-relógio (com potência nominal de 20W em 110V) e um computador, com consumo de 120W em 110V. Todos os aparelhos elétricos estão em pleno funcionamento.

a) Utilizando a representação das resistências ôhmicas

equivalentes de cada aparelho elétrico como R L para cada abajur, R R para o rádio-relógio e R C para o computador, esboce o circuito elétrico que

esquematiza a ligação desses 4 aparelhos elétricos na tomada (adaptador) e, a partir dos dados da potência consumida por cada aparelho, calcule a corrente total no circuito, supondo que todos os cabos de ligação e o adaptador são ideais.

b) Considerando que o valor aproximado a ser pago pelo consumo de 1,0kWh é R$0,30 e que os

aparelhos permaneçam ligados em média 4 horas por dia durante os 30 dias do mês, calcule o valor a ser pago, no final de um mês de consumo, devido a estes aparelhos elétricos.

Resolução

a) Os aparelhos mencionados estão todos ligados diretamente à mesma fonte de tensão, portanto estão
a) Os aparelhos mencionados estão todos ligados
diretamente à mesma fonte de tensão, portanto estão
todos em paralelo.

A potência total dissipada é: P = (40 + 40 + 20 + 120)

= 220 W.

Aplicando a definição de potência elétrica:

P

U I

I

P

220

I

2

A.

 

U

110

b) Dados: Δt = 4 30 = 120 h; tarifa do kWh, c = R$ 0,30; P = 220 W = 0,22 kW.

O valor a ser pago (C) é :

C

C

R$ 7,92. 0,22 120 0,30

P

Δ

t c

Exercício resolvido

14. (Ita 2012) Conforme a figura, um circuito elétrico dispõe de uma fonte de tensão de 100 V e de dois resistores, cada qual de 0,50 Ω . Um resistor encontra- se imerso no recipiente contendo 2,0 kg de água com temperatura inicial de 20ºC, calor específico 4,18 kJ/kg.ºC e calor latente de vaporização 2230 kJ/kg. Com a chave S fechada, a corrente elétrica do circuito faz com que o resistor imerso dissipe calor, que é integralmente absorvido pela água. Durante o processo, o sistema é isolado termicamente e a temperatura da água permanece sempre homogênea. Mantido o resistor imerso durante todo o processo, o tempo necessário para vaporizar 1,0 kg de água

a) 67,0 s.

b) 223 s.

c) 256 s.

d) 446 s.

e) 580 s.

de água a) 67,0 s. b) 223 s. c) 256 s. d) 446 s. e) 580
de água a) 67,0 s. b) 223 s. c) 256 s. d) 446 s. e) 580

Resolução

Dados: M

2.230 kJ/kg; θ0 = 20 °C;

= 2 kg; m = 1 kg; c = 4,18 kJ/kg°C; L V =

R = 0,5

θ = 100 °C;

ε = 100 V;

.

Considerando pressão atmosférica normal, a massa total (M) é aquecida de 20 °C até 100 °C, porém somente a metade (m) é vaporizada. A quantidade de calor (Q) envolvida nesse processo é:

A quantidade de calor ( Q ) envolvida nesse processo é: Essa quantidade de calor deve
A quantidade de calor ( Q ) envolvida nesse processo é: Essa quantidade de calor deve

Essa quantidade de calor deve ser dissipada pelo resistor que está imerso na água. Calculemos a intensidade da corrente elétrica no circuito, aplicando a lei de Ohm-Pouillet:

εReq i

100

0,5 0,5i i 100 A.

Confrontando

a

potência

térmica

com

a

potência

elétrica, vem:

 
com a potência elétrica, vem:   Portanto: Resposta e Exercício resolvido 15. (Unesp 2010)
com a potência elétrica, vem:   Portanto: Resposta e Exercício resolvido 15. (Unesp 2010)

Portanto:

a potência elétrica, vem:   Portanto: Resposta e Exercício resolvido 15. (Unesp 2010) Um

Resposta e

Exercício resolvido

15. (Unesp 2010) Um estudante de física construiu um aquecedor elétrico utilizando um resistor. Quando ligado a uma tomada cuja tensão era de 110 V, o aquecedor era capaz de fazer com que 1 litro de água, inicialmente a uma temperatura de 20 ºC, atingisse seu ponto de ebulição em 1 minuto. Considere que 80% da energia elétrica era dissipada na forma de calor pelo resistor equivalente do aquecedor, que o calor específico da água é 1 cal/(g · ºC), que a densidade da água vale 1 g/cm 3 e que 1 caloria é igual a 4 joules. Determine o valor da resistência elétrica, em ohms, do resistor utilizado.

Resolução

Dados: V = 1 L; U = 110 V; T 0 = 20 °C; T = 100 °C; c = 1 cal/g.°C = 4.000 J/kg.°C; d = 1 g/cm 3 = 1 kg/L; = 80% = 0,8; 1 cal = 4 J; t = 1 min = 60 s.

A potência útil corresponde à potência usada para o

aquecimento da água até a ebulição:

P U =

Q

m c

T .

T

t

(I)

Porém, essa potência útil é 80% da potência dissipada no resistor do aquecedor:

P U = 0,8

U

2

R

.

(II)

Combinando (I) e (II), vem:

0,8

U

2

R

=

m c

T

t

R =

0,8U T t .

m c

2

Como a densidade da água é 1 kg/L, a massa de água

é

R

m = 1 kg. Assim:

=

2

4.000 0,8 110 (100

60 80)

58 32

1

R 1,8 .

16. (Uerj 2008) O circuito a seguir é utilizado para derreter 200 g de gelo contido em um recipiente e obter água aquecida.

E: força eletromotriz do gerador r: resistência interna do gerador R 1 , R 2
E: força eletromotriz do gerador r: resistência interna do gerador R 1 , R 2

E: força eletromotriz do gerador

r:

resistência interna do gerador

R

1 , R 2 e R 3 : resistências

C: chave de acionamento A: recipiente adiabático

No momento em que a chave C é ligada, a temperatura do gelo é igual a 0°C. Estime o tempo mínimo necessário para que a água no recipiente A atinja a temperatura de 20°C.

Dados:

Calor específico da água 1 cal/g °C Calor latente de fusão do gelo 80 cal/g

1 cal 4,2 J

Exercício resolvido

17. (Ufpr 2014) Normalmente as pessoas estão acostumadas a comprar lâmpadas considerando apenas a sua potência, em watts, pensando que quanto maior a potência, maior será a iluminação. Contudo, a potência diz apenas qual é o consumo de energia por unidade de tempo. Para ter uma ideia de qual lâmpada

é

capaz de iluminar melhor o ambiente, deve-se utilizar

o

conceito de fluxo luminoso, que é medido em lúmens

(lm). Quanto mais lúmens, mais iluminado será o ambiente. Outro conceito importante é a eficiência de uma lâmpada, que é dada pela razão entre o fluxo luminoso e a sua potência, e permite avaliar o consumo de energia necessário para produzir determinada iluminação. A tabela a seguir compara características de diferentes lâmpadas residenciais. A vida útil é o tempo médio, em horas, que uma lâmpada funciona antes de “queimar”.

       

Preço

Tipo de

lâmpada

Potência

(W)

Fluxo

Vida

útil (h)

unitário

luminoso

(lm)

da

lâmpada

     

(R$)

Incandescente

60

800

14.000

1,50

Fluorescente

15

800

10.000

10,00

LED

8

800

50.000

50,00

Com bases nestas informações, responda os seguintes itens:

a) Se quisermos substituir 8 lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED, mantendo a mesma iluminação, calcule a diferença no consumo de energia durante um período de 20.000 horas de funcionamento. Expresse o resultado em joules.

b) Calcule a diferença no custo da energia consumida, em R$, ao se utilizar uma lâmpada fluorescente e uma lâmpada de LED após 20.000 horas de funcionamento. Considere que o custo de 1 kWh de energia elétrica é igual a R$ 0,40. Inclua também nesse cálculo o custo de substituição das lâmpadas, tendo como base a vida útil das lâmpadas.

c) Com base nos dados da tabela acima, calcule quantas vezes uma lâmpada de LED é mais eficiente que uma lâmpada incandescente.

Resolução

a) Supondo que as lâmpadas fluorescentes a serem substituídas sejam de 15 W e que as de LED sejam de 8 W, de acordo com a tabela, a quantidade de lâmpadas (n) será a mesma. Calculando a diferença (Dif) pedida:

Δ

Δ

Dif

E

E

F

L

n P

F

n P

L

15

8

Δ

Δ

t

t

8

F L    n P F n P L  15  8 Δ

F L    n P F n P L  15  8 Δ

Dif

20.000

Δ

E

F

3.600

Dif

4

10

9 J.

Δ

E

L

P

F

P

L

n

Δ

t

b) A diferença no consumo de energia é:

Dif 15 820.000 140.000 Wh 140 kWh.

Como deverá haver uma troca da lâmpada fluorescente, haverá um gasto a mais de R$10,00, além do consumo de energia. Então a diferença (C) no custo é:

C

140

0,40

10,00

C

R$ 66,00.

c) Comparando as eficiências:

é: C  140  0,40  10,00  C  R$ 66,00. c) Comparando as
é: C  140  0,40  10,00  C  R$ 66,00. c) Comparando as

18. (Uel 2013) As lâmpadas de LED (Light Emissor Diode) estão substituindo progressivamente as lâmpadas fluorescentes e representam um avanço tecnológico nas formas de conversão de energia elétrica em luz. A tabela, a seguir, compara as características dessas lâmpadas.

Características

Fluorescente

LED

Potência média (W)

9

8

Tempo médio de duração (horas)

6000

25000

Tensão nominal (Volts)

110

220

Fluxo luminoso (lm)

490

450

Com relação à eficácia luminosa, que representa a relação entre o fluxo luminoso e a potência do dispositivo, Lumen por Watt (lm/W), considere as afirmativas a seguir.

I. A troca da lâmpada fluorescente pela de LED ocasionará economia de 80% de energia.

II. A eficácia luminosa da lâmpada de LED é de 56,25 lm/W.

III. A razão entre as correntes elétricas que passam pela lâmpada fluorescente e pela lâmpada de LED, nessa ordem, é de 2,25.

IV. O consumo de energia elétrica de uma lâmpada de LED durante o seu tempo médio de duração é de 200 kWh.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.

b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

19. (Unisinos 2012) Têm-se duas lâmpadas com os seguintes dados nominais: L1 (40 W e 220 V) e L2

(60 W e 220 V).

Sobre elas, afirma-se que:

I. Ao ligá-las em série, na rede de 220 V, a lâmpada

L1 brilha mais intensamente;

II. Ao

ligá-las

em

paralelo, na rede
paralelo,
na
rede

de

220 V,

a

lâmpada L2 brilha mais intensamente;

rede de 220 V, a lâmpada L 2 brilha mais intensamente; III. Ao ligar a lâmpada

III. Ao ligar a lâmpada L2 na rede de 110 V, seu brilho

é menor que quando ligada em 220 V.

de 110 V, seu brilho é menor que quando ligada em 220 V. Dessas afirmativas: a)

Dessas afirmativas:

a) apenas I está correta.

b) apenas II está correta.

c) apenas I e II estão corretas.

d) apenas I e III estão corretas.

e) I, II e III estão corretas.

Nível III

Exercício resolvido

20. (Fuvest 2011) A conversão de energia solar em energia elétrica pode ser feita com a utilização de painéis constituídos por células fotovoltaicas que, quando expostas à radiação solar, geram uma diferença de potencial U entre suas faces. Para caracterizar uma dessas células (C) de 20 cm 2 de área, sobre a qual incide 1 kW/m 2 de radiação solar, foi realizada a medida da diferença de potencial U e da corrente I, variando-se o valor da resistência R, conforme o circuito esquematizado na figura abaixo. Os resultados obtidos estão apresentados na tabela.

abaixo. Os resultados obtidos estão apresentados na tabela. U (volt) I (ampère) 0,10 1,0 0,20 1,0
abaixo. Os resultados obtidos estão apresentados na tabela. U (volt) I (ampère) 0,10 1,0 0,20 1,0

U (volt)

I (ampère)

0,10

1,0

0,20

1,0

0,30

1,0

0,40

0,98

0,50

0,90

0,52

0,80

0,54

0,75

0,56

0,62

0,58

0,40

0,60

0,00

a) Faça o gráfico da curva I x U na figura a seguir.

b) Determine o valor da potência máxima P m que essa célula fornece e o

b) Determine o valor da potência máxima P m que essa célula fornece e o valor da resistência R nessa condição.

c) Determine a eficiência da célula C para U = 0,3 V.

NOTE E ADOTE

Eficiência

P fornecida

P incidente

Resolução

a) Abaixo, temos a tabela dada e o gráfico pedido:

a) Abaixo, temos a tabela dada e o gráfico pedido: b) A expressão da potência elétrica

b) A expressão da potência elétrica é dada pelo produto da tensão pela corrente. Logo, a potência é máxima quando esse produto é máximo.

P m =

A tabela mostra esses produtos e destaca que a potência máxima é:

P m = 0,45 W.

UI

máx

.

Como se trata de um resistor não ôhmico (resistência variável), devemos usar a relação de Ohm para o par tensão corrente correspondente à potência máxima.

Da tabela:

U = R I

R

U I

0,9 0,5

R 0,56 .

U (volt)

I (ampère)

P (watt)

0,10

1,0

0,10

0,20

1,0

0,20

0,30

1,0

0,30

0,40

0,98

0,39

0,50

0,90

0,45

0,52

0,80

0,41

0,54

0,75

0,41

0,56

0,62

0,35

0,58

0,40

0,23

0,60

0,00

0,60

c) Dados: I Solar = 1 kW/m 2 ; 10 3 W/m 2 ; A = 20 cm 2 = 2 10 3 m 2 . Para U = 0,3 V, da tabela do item anterior, a potência fornecida é: P fornecida = 0,3 W.

Calculando a potência incidente:

P incidente = I Solar A = 10 3 2 10 3

P Incidente = 2 W.

De acordo com a expressão fornecida no enunciado:

Eficiência

P fornecida

P incidente

.

Então:

Eficiência = 0,3

2

Eficiência = 0,15 = 15%.

Exercício resolvido

21. (Unicamp 2011) Quando dois metais são colocados em contato formando uma junção, surge entre eles uma diferença de potencial elétrico que depende da temperatura da junção.

a) Uma aplicação usual desse efeito é a medição de temperatura através da leitura da diferença de potencial da junção. A vantagem desse tipo de termômetro, conhecido como termopar, é o seu baixo custo e a ampla faixa de valores de temperatura que ele pode medir. O gráfico a) abaixo mostra a diferença de potencial U na junção em função da temperatura para um termopar conhecido como Cromel-Alumel. Considere um balão fechado que contém um gás ideal cuja temperatura é medida por um termopar Cromel-Alumel em contato térmico com

o balão. Inicialmente o termopar indica que a

temperatura do gás no balão é T i = 300 K. Se o balão tiver seu volume quadruplicado e a pressão do gás

for reduzida por um fator 3, qual será a variação ∆U

= U final − U inicial da diferença de potencial na junção do termopar?

b) Outra aplicação importante do mesmo efeito é o refrigerador Peltier. Neste caso, dois metais são montados como mostra a figura b) abaixo. A corrente que flui pelo anel é responsável por transferir o calor de uma junção para a outra. Considere que um Peltier é usado para refrigerar o circuito abaixo, e que este consegue drenar 10% da potência total dissipada pelo circuito.

Dados R 1 = 0,3 , R 2 = 0, 4 e R 3 = 1, 2 .

Qual é a corrente i c que circula no circuito, sabendo que o Peltier drena
Qual é a corrente i c que circula no circuito, sabendo
que o Peltier drena uma quantidade de calor Q = 540
J em ∆t = 40 s?
drena uma quantidade de calor Q = 540 J em ∆t = 40 s? Resolução a)

Resolução

a) Dados: T i = 300 K; P f =

P i 3
P
i
3

; V f = 4 V i .

Aplicando a equação geral dos gases ideais:

P V

i

i

T

i

P V

f

f

T

f

T f = 400 K.

Do gráfico dado:

P P V i 4Vi i i 3  300 T f
P
P V
i
4Vi
i
i
3
300
T
f

T

f

4

3

300

P P V i 4Vi i i 3  300 T f  T f 
P P V i 4Vi i i 3  300 T f  T f 

Portanto:

U = 4 mV.

b) Dados: R 1 = 0,3 , R 2 = 0, 4 ; R 3 = 1, 2 ; Q = 540 J; t = 40 s.

Calculando

a

resistência

equivalente

do

circuito

mostrado:

resistência equivalente do circuito mostrado: A potência drenada é: P dren   Q t 
resistência equivalente do circuito mostrado: A potência drenada é: P dren   Q t 

A potência drenada é:

P

dren

Q t

540 40

P

dren

13,5 W.

Mas a potência drenada é 10% da potência total dissipada:

P dren = 0,1 P T

P dren

0,1

13,5

0,1

P T

P

T

135 W.

Usando a expressão da potência dissipada em um circuito:

P

T

R

eq

i

2

c

I c = 15 A.

i

c

P T R eq
P
T
R
eq

Exercício resolvido

135 0,6
135
0,6

225
225

22. (Ufpr 2010) A figura mostra o circuito elétrico simplificado de um aquecedor de água caseiro.

elétrico simplificado de um aquecedor de água caseiro. Nesse circuito há uma fonte com força eletromotriz
elétrico simplificado de um aquecedor de água caseiro. Nesse circuito há uma fonte com força eletromotriz
elétrico simplificado de um aquecedor de água caseiro. Nesse circuito há uma fonte com força eletromotriz

Nesse circuito há uma fonte com força eletromotriz ε e dois resistores R 1 e R 2 que ficam completamente mergulhados na água. Considere que nessa montagem foram utilizados resistores com resistências R 1 = R e R 2 = 3R. Suponha que a quantidade de água a ser aquecida tenha massa m, calor específico c e esteja a uma temperatura inicial T 0 . Deseja-se que a água seja aquecida até uma temperatura final T.

Considere que a eficiência do aquecedor seja de 40%, ou seja, apenas 40% da potência fornecida a ele transforma-se em fluxo de calor transferido para a água. Assinale a alternativa que apresenta o intervalo de tempo Δt em que esse aquecedor deve permanecer ligado.

a)

b)

c)

d)

e)

Resolução

Dados: R 1 = R; R 2 = 3 R; = 40% = 0,4.

Como os resistores estão em paralelo, a resistência equivalente é:

R eq =

R 1 R

2

R

3R

3R

R

1

R

2

R

3R

4

(I)

A quantidade de calor sensível (Q) necessária para

aquecer a massa (m) de água de T 0 até T é:

Q = m c T (II)

Sendo t o tempo de aquecimento, a potência útil (P U ) usada para o aquecimento dessa massa de água é dada por:

P

U

Q

t (III)

A potência

resistores é dada por:

P T =

total

(P T )

2

R eq

. (IV)

liberada

Mas a potência útil é dada por:

P U = P T (V)

pela

associação

de

Combinando essas cinco expressões, obtemos:

 2 m c  T  3R 4 =  t 3R m c
 2
m c
 T
3R 4
=
 t
3R m c
 T
 t 
1,6  2
.
 

4 2

m c

T

0,4

=

 

3R

t

Multiplicando numerador e denominador por 5, vem:

t

15 R m c

T

8 2

Resposta e

23. (Ufu 2011) É muito comum em casas que não dispõem de forno micro-ondas, pessoas utilizarem uma resistência elétrica ligada à tomada para aquecer água para fazer chá ou café. Em uma situação mais idealizada, é possível estudar esse problema e

aprender um pouco mais de Física. Para isso, considere, inicialmente, um sistema em equilíbrio térmico composto por um recipiente com paredes adiabáticas que possui em seu interior uma esfera maciça, cujo raio é de 50 cm, a massa é de 5 toneladas

.

O

2.500 kg de água pura à temperatura T 0 = 20 °C, como mostra a figura abaixo. A resistência R = 2 que está dentro do recipiente é, então, ligada durante certo intervalo de tempo aos terminais de uma bateria ideal de V = 200 V.

restante do recipiente está completamente cheio com

e o coeficiente de dilatação linear é

esf

 

1

10

4

ºC

1

Dados:

1cal / gºC, C  0,1cal / gºC, 1cal  4J. C H2O esf
1cal / gºC, C  0,1cal / gºC, 1cal  4J.
C H2O
esf

Considerando que toda a dissipação de energia ocorrerá apenas na resistência R e desconsiderando a capacidade térmica da resistência e do recipiente,

responda:

a) Qual a temperatura inicial da esfera na escala

Fahrenheit?

b) Quanto tempo a resistência deve ficar ligada para que o sistema atinja a temperatura de equilíbrio T f = 80 °C?

c) Quando o sistema atinge o equilíbrio, a temperatura final da água é 80 °C, neste caso, qual será a variação no volume da esfera? Sugestão: escreva

sua resposta em função de .

GABARITO

1. d

7. a) Conforme mostrado abaixo, para a tensão nominal de 220 V, a potência dissipada é 1.100 W.

2.c

3.b

4.c

5.a

6.e

        b)  P  U i c)  U R i
        b)  P  U i c)  U R i
   
 
   
 
       
       
       
       
       
       
       
       
       
        b)  P  U i c)  U R i 
        b)  P  U i c)  U R i 

b)

P

U i

c)

U

R i

R

i

P

U U

i

1.100

220 220

5

R

i

44

5 A.

.

8. b

9.c

10.a

11.e

12.a

 

13.

Resolvido

 

14.

Resolvido

15.

Resolvido

16. Δt=7min

17.

Resolvido

18.

e

19. e

20.

Resolvido

21.

Resolvido

22.

Resolvido

23.

a)

b)

c)