Você está na página 1de 37
L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO I – Á LGEBRA VETORIAL 1. Determine o

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO I – ÁLGEBRA VETORIAL

1. Determine o vetor unitário ao longo da linha que une o ponto (2,4,4) ao ponto (-3,2,2).

2.

Se

A = 5â

x

+ 3â

y

+ 2â

z

,

B = −â

x

+ 4â

y

+ 6â

z

e

C = 8â

x

+ 2â

y

, determine os

valores de α e β, tais que α A+ β B+ C seja paralelo ao eixo y.

 

3. Dados os vetores

T

= 2â

x

6â

y

+ 3â

z

e

S = â

x

+

2

â

y

+ â

z

, determine:

a. A projeção escalar de T sobre S .

b. O vetor projeção de S sobre T .

→ →

c. O menor ângulo entre T e S .

4. Calcule os ângulos que o vetor

eixos x, y e z.

H

= 3â

x

+ 5â

y

8â

z

faz com os

5. Os pontos P, Q e R estão localizados em (-1,4,8), (2,-1,3) e (-1,2,3), respectivamente. Determine:

a. A distância entre P e Q.

b. O vetor distância de P até R.

c. O ângulo entre QP e QR.

d. A área do triângulo PQR.

L ISTA DE E XERCÍCIOS e. O perímetro do triângulo PQR . 6. Dado →

LISTA DE EXERCÍCIOS

e. O perímetro do triângulo PQR.

6. Dado

A

=

2

x

x

yzâ

y

+

yz

2

â

z

, determine:

a. A magnitude de A no ponto T(2,-1,3).

b. O vetor distância de T até S, caso S esteja a 5,6 unidades de distância afastado de T e com a mesma

orientação de A em T.

c. O vetor posição de S.

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO II – S ISTEMAS E TRANSFORMAÇÃO DE COORDENADAS

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO II – SISTEMAS E TRANSFORMAÇÃO DE COORDENADAS

1. Se

a. V

b.

U

= xz xy + yz , expresse V em coordenadas cilíndricas.

= x + 2 y + 3z , expresse U em coordenadas esféricas.

2

2

2

2. Converta os seguintes vetores para os sistemas cilíndrico e esférico

a.

b.

F

G

1 = ( xâ x 2 2 2 x + y + z 2 2
1
= (
x
2
2
2
x
+ y
+
z
2
2
x
+
y
= (
x
2
2
2
x
+ y
+
z

+

+

Seja

3. A ρ

=

cos

θâ

ρ

+

ρz

2

sen

φâ

z

,

y

y

+

+

a.

 

Transforme

A

para

4

â

z

z

)

)

.

.

coordenadas

retangulares

e

determine sua magnitude no ponto (3,-4,0).

b. Transforme A para coordenadas esféricas e determine sua magnitude no ponto (3,-4,0).

4. Dados

os

determine:

vetores

a. A+ B em P(0,2,-5).

A = 2â

x

+ 4â

y

+10â

z

e

B = −5â

ρ

+ â

φ

3â

z

,

L ISTA DE E XERCÍCIOS → → b. O ângulo entre A e B em

LISTA DE EXERCÍCIOS

b. O ângulo entre A e B em P.

c. A componente escalar de A ao longo de B em P.

5. Seja

A

=

ρ

(

z

2

1

)

â

ρ

ρ cosφ

z

â

φ

+

ρ

2

z

2

calcule em T(-3,4,-1):

A

a. e B .

â

z

e

B

=

r

2

cos

φâ

r

+

2 sen

r

θâ

φ

,

b. A componente vetorial de coordenadas cilíndricas.

A ao longo de

 

B

em T, em

 

c. O vetor unitário perpendicular tanto a em T, em coordenadas esféricas.

A quanto a

 

B

6. Um

campo

vetorial

em

um

“misto”

 

de

variáveis

coordenadas

é

dado

por

x cos

G =

ρ

φ

â x

+

2 yz

ρ

2

â y

+

   1

x

2

2

ρ

 

â

z

.

Expresse G , de maneira completa, em um sistema esférico.

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO III – C ÁLCULO VETORIAL 1. Dado que

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO III – CÁLCULO VETORIAL

1. Dado que

H

=

2

x

â

x

+

y

2

â

y

, calcule H d l , considere L ao longo

L

da curva y = x , de (0,0) a (1,1).

2

2. A temperatura em um auditório é dada por T = x + y z . Um

mosquito localizado em (1,1,2), dentro do auditório, deseja voar em uma orientação tal que ele se aqueça o mais rápido possível. Em qual orientação ele deve voar?

2

2

3. Se

U = xz x y + y z , calcule ∇⋅ ∇ U

2

2

2

2

.

4. Se

por

F

=

2

x

â

x

ρ = 2 ,

5. Encontre

T =

1

r

2

z 0.

cos

θâ

r

+

y

2

â

y

+

0 < z < 2

(

z

e

2

)

1 â

z

, encontre F d S , onde S é definido

S

0 φ 2π .

+

r

o

sen

θ

fluxo

cos

φâ

θ

+

cos

do

θâ

φ

rotacional

do

campo

através do hemisfério r = 4 e

6. Se

o

campo

vetorial

T =

(

xy +

α

β

z

3

)

â

x

+

(

3

x

2

)

z â

γ

y

+

(

3

xz

2

)

y â

z

é

irrotacional, determine α, β e γ. Encontre ∇⋅T em (2,-1,0).

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO IV - C AMPOS ELETROSTÁTICOS L ISTA A

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO IV - CAMPOS ELETROSTÁTICOS

LISTA A

1. Duas cargas pontuais Q 1 =5mC e Q 2 =-4mC estão localizadas nos pontos (3,2,1) e (-4,0,6), respectivamente. Determine a força sobre Q 1 .

2. Duas cargas pontuais Q 1 e Q 2 estão localizadas em (4,0,-3) e (2,0,1), respectivamente. Se Q 2 =4nC, determine Q 1 tal que:

a. O campo E em (5,0,6) não tenha componente em z.

b. A força sobre uma carga de teste em (5,0,6) não tenha componente em x.

3.

Seja

E

=

xyâ

x

+

2

x

â

y

determine:

a. O vetor densidade de fluxo elétrico.

b. A densidade volumétrica de cargas.

4. Dado que

ρ v

= 12

0

3

nC/m ;

ρ

;

qualquer ponto.

1

<

ρ

<

2

fora desse intervalo

 

, determine

D

em

L ISTA DE E XERCÍCIOS 5. Determine o trabalho realizado ao deslocar uma carga de

LISTA DE EXERCÍCIOS

5. Determine o trabalho realizado ao deslocar uma carga de 5C do ponto P(1,2,-4) até o ponto R(3,-5,6), na presença de

um campo elétrico dado por E

=

âx

+

z

2

ây

+

2 yzâz

V/m.

6. Uma carga pontual Q está na origem. Calcule a energia armazenada na região dada por r>a.

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO IV - C AMPOS ELETROSTÁTICOS L ISTA B

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO IV - CAMPOS ELETROSTÁTICOS

LISTA B

 

1. Determine

E

em (5,0,0) devido à distribuição de carga

referida por A na figura 1.

à distribuição de carga referida por A na figura 1. Figura 1 2. Um disco circular

Figura 1

2. Um disco circular de raio a está carregado com uma

distribuição de carga dada por

potencial em (0,0,h).

ρ

S

=

1

ρ

C/m². Calcule o

3. A linha x=3 e z=-1 está carregada com 20nC/m, enquanto o plano x=-2 está carregado com 4nC/m². Determine a força sobre uma carga pontual de -5mC localizada na origem.

L ISTA DE E XERCÍCIOS 4. Para uma distribuição esférica ρ v =  

LISTA DE EXERCÍCIOS

4. Para

uma

distribuição

esférica

ρ

v

=

ρ

0

0

(

a

2

r

2

)

;

;

r

<

a

r

> a

E

e

V

para

r

a .

E

e

V

para

r

a .

a. Determine

b. Determine

c. Determine a carga total.

de

cargas

dada

por

d. Demonstre que E é máximo quando r=0,74a.

5. No espaço livre,

V = x

2

(

y z +

elétrico em (3,4,-6).

3)

V. Determine o vetor campo

6. Se

V =

ρ

2

z

senφ

, calcule a energia dentro da região definida

por 1 < ρ < 4 ,

2 < z < 2

e

0

< φ <

π

3

.

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO V - C AMPOS ELETROSTÁTICOS EM MEIO MATERIAL

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO V - CAMPOS ELETROSTÁTICOS EM MEIO MATERIAL

LISTA A

1. A densidade de corrente em um condutor cilíndrico de raio a é de

→ −

J

= 10

e

 

1

ρ  

â

z

a

A/m².

Determine a corrente através da seção reta do condutor.

2. Um condutor de 10m de comprimento consiste de núcleo de aço de 1,5cm de raio e de uma camada externa de cobre de 0,5cm de espessura.

a. Determine a resistência do condutor.

b. Se a corrente total no condutor é de 60A, qual a corrente que flui em cada metal?

c. Determine a resistência de um condutor sólido de cobre, de comprimento e área de seção reta iguais às da camada externa. Considere as resistividades do cobre e do aço iguais a 1,77x10 -8 e 11,8x10 -8 Ωm, respectivamente.

3. Uma esfera de raio a e constante dielétrica ε r tem uma densidade uniforme de carga de ρ o .

a. No centro da esfera, demonstre que

V

=

ρ

o a

2

6 ε ε

o

r

(2

ε

r

+

1)

.

L ISTA DE E XERCÍCIOS b. Determine o potencial na superfície da esfera. 4. Dado

LISTA DE EXERCÍCIOS

b. Determine o potencial na superfície da esfera.

4. Dado que =

J

1

r

5 e

10

4

t

â

r

A/m², em t=0,1ms, determine:

a. A corrente que passa através da superfície r=2m.

b. A densidade de carga ρ v nessa superfície.

5. A região 1 (z<0) contém um dielétrico para o qual ε r =2,5, enquanto que a região 2 (z>0) é caracterizada por ε r =4. Considere o vetor campo elétrico na região 1 igual a (-30,50,70)V/m e determine:

a. O vetor densidade de fluxo elétrico na região 2.

b. O vetor polarização na região 2.

c. O ângulo entre o vetor campo elétrico na região 1 e a normal à superfície.

6. Uma esfera, no espaço livre, revestida de prata, de raio

12nC,

5cm,

está

carregada

com

uma

carga

total

de

uniformemente distribuída em sua superfície. Determine:

a. O valor da densidade de

superfície da esfera.

fluxo

elétrico

sobre

a

b. O vetor densidade de fluxo elétrico externo à esfera.

c. A energia total armazenada no campo.

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO V - C AMPOS ELETROSTÁTICOS EM MEIO MATERIAL

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO V - CAMPOS ELETROSTÁTICOS EM MEIO MATERIAL

LISTA B

1. A uma determinada temperatura e pressão, o gás de hélio contém 5x10 25 átomos/m³. Um campo de 10kV/m aplicado no gás provoca um deslocamento médio de10 -18 m na nuvem eletrônica. Determine a constante dielétrica do hélio.

2. Em uma placa de material dielétrico ε=2,4ε 0 e V=300z²V, determine:

a. O vetor densidade de fluxo elétrico e ρ v .

b. O vetor polarização e ρ ρv .

3. Uma esfera condutora de raio 10cm está centrada na origem e imersa em um material dielétrico com ε=2,5ε 0 . Se a esfera está carregada com uma densidade superficial de cargas de 4nC/m², determine o vetor campo elétrico em

(-3,4,12)cm.

4. Para um meio anisotrópico

D

x

D

y

D

z

=

4 1 1   E

4

1

x

E

y

E

z

1

1

4

1

obtenha o vetor densidade de fluxo elétrico para:

L ISTA DE E XERCÍCIOS a. Vetor campo elétrico igual a (10,10,0) V/m. b. Vetor

LISTA DE EXERCÍCIOS

a. Vetor campo elétrico igual a (10,10,0) V/m.

b. Vetor campo elétrico igual a (10,20,-30) V/m.

5. O excesso de cargas, em um determinado meio, decai a um terço de seu valor inicial em 20µs,

a. Se a condutividade do meio é de 10 -4 S/m, qual é a constante dielétrica desse meio?

b. Qual é o tempo de relaxação?

c. Após 30µs, qual a fração de carga que ainda permanece?

6. Duas

regiões

( ρ 4 cm)

têm

dielétricas

homogêneas

1

constantes

dielétricas

( ρ 4 cm)

3,5

e

respectivamente. Se

D

2 =

12â

ρ

6â

φ

+

9â

z nC/m², calcule:

a.

1

E

e D .

1

b.

c. A densidade de energia em cada região.

P

2

e ρ

ρv2

.

e

2

1,5,

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO VI – P ROBLEMAS DE VALOR DE FRONTEIRA

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO VI – PROBLEMAS DE VALOR DE FRONTEIRA EM

1. No espaço livre,

P(1,2,-5).

2. Seja

V

=

(

A

cos

nx

+

B

ELETROSTÁTICA

V =

LISTA A

6

2

xy z + . Determine

8

sen

)(

nx Ce

ny

+

De

ny

)

, onde

E

A,

constantes.

Demonstre

que

V

satisfaz

Laplace.

e

B,

a

ρ ,

v

no ponto

e

equação

C

D são

de

3. Considere as placas condutoras mostradas na figura 1. Se

 

V (z = 0) = 0 e V (z = 2mm) = 50 V, determine V ,

E

e D no interior

do dielétrico (ε r =1,5) entre as placas e ρ

S

sobre as placas.

( ε r =1,5 ) entre as placas e ρ S sobre as placas. Figura 1

Figura 1

L ISTA DE E XERCÍCIOS 4. Dois cilindros concêntricos, ρ=2cm e ρ=6cm , são mantidos

LISTA DE EXERCÍCIOS

4. Dois cilindros concêntricos, ρ=2cm e ρ=6cm, são mantidos

 

a

V=60V e V=-20V, respectivamente. Calcule V ,

E

e

D em

ρ=4cm.

5. Duas placas condutoras estão posicionadas em z=-2cm e z=2cm e são, respectivamente, mantidas nos potenciais 0V

e 200V. Assumindo que as placas estão separadas por uma camada de polipropileno (ε r =2,25), calcule:

a. O potencial em um ponto entre as placas e eqüidistante delas. b. As densidades superficiais em cada placa.

6. Uma esfera condutora de raio 2cm está circundada por uma esfera condutora concêntrica de raio 5cm. Se o espaço entre as esferas for preenchido com cloreto de sódio (ε r =5,9), calcule a capacitância do sistema.

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO VI – P ROBLEMAS DE VALOR DE FRONTEIRA

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO VI – PROBLEMAS DE VALOR DE FRONTEIRA EM

ELETROSTÁTICA

LISTA B

1. A região entre x=0 e x=d tem

V

(

)

x = d = V , encontre:

0

ρ

v

=

ρ

0

x

d

d

. Se V (x = 0) = 0 e

a.

b. A densidade superficial de cargas em x=0 e x=d.

V

e E .

2. Um certo material ocupa o espaço entre dois blocos

y = ±2 cm. Quando

aquecido, o material emite elétrons de forma que essa

região adquire uma carga dada por

ambos os blocos forem mantidos a 30kV, encontre a distribuição de potencial entre eles. Considere ε=3ε 0 .

µC/m³. Se

condutores

e

está

localizado

em

ρ

v

=

(

50 1

y

2

)

3. Resolva a equação de Laplace para o sistema eletrostático bidimensional da figura 1 e encontre o potencial V (x, y).

bidimensional da figura 1 e encontre o potencial V ( x , y ) . Figura

Figura 1

L ISTA DE E XERCÍCIOS 4. Um hemisfério condutor ôco, de raio a , está

LISTA DE EXERCÍCIOS

4. Um hemisfério condutor ôco, de raio a, está enterrado com sua face plana paralela à superfície da terra, servindo como um eletrodo de aterramento. Se a condutividade da terra é σ, demonstre que a condutância de perdas entre eletrodo e terra é 2πaσ.

5. Um capacitor esférico tem um raio interno a e um raio externo d. Concêntrica com os condutores esféricos e posicionada entre eles existe uma casca esférica de raio externo c e raio interno b. Se as regiões d<r<c, c<r<b e b<r<a são preenchidas com materiais de permissividade ε 1 , ε 2 e ε 3 , respectivamente, determine a capacitância do sistema.

6. Um capacitor esférico tem um raio interno a e um raio

com um dielétrico não

externo

b

e

é

preenchido

homogêneo, tendo ε =

ε k

0

r

2

. Demonstre que a capacitância do

capacitor é

C =

4πε

0 k

b

a

.

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO VII – C AMPOS MAGNETOSTÁTICOS L ISTA A

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO VII – CAMPOS MAGNETOSTÁTICOS

LISTA A

1. Considere o trecho AB, na figura 1, como parte de um circuito elétrico. Encontre o vetor campo magnético na origem devido a AB.

Encontre o vetor campo magnético na origem devido a AB. Figura 1 2. Determine o vetor

Figura 1 2. Determine o vetor campo magnético no centro C de uma espira na forma de um triângulo equilátero, de lado 4 m, percorrido por uma corrente de 5 A, como mostrado na figura 2.

percorrido por uma corrente de 5 A, como mostrado na figura 2. Figura 2 Eletromagnetismo 1

Figura 2

L ISTA DE E XERCÍCIOS 3. Um fio infinitamente longo é percorrido por uma corrente

LISTA DE EXERCÍCIOS

3. Um fio infinitamente longo é percorrido por uma corrente de 2 A ao longo de +z. Calcule:

a. O vetor densidade de fluxo magnético em (-3, 4, 7). b. O fluxo através da espira quadrada descrita por

2 ρ 6,

0 z 4

e

φ = 90 .

o

4. Considere

o

seguinte

campo

arbitrário:

campo pode

representar um campo eletrostático ou magnetostático no espaço livre.

A

=

(

)

ax â

x

+

(

y

+

x

e

)

â

z

.

y

cos

Determine

se

o

5. O potencial magnético vetorial devido a dois filamentos de corrente retilíneos infinitos e paralelos no espaço livre, percorridos por correntes iguais I e de sentidos contrários,

é

A =

I

µ

2

π

ln

d

ρ

ρ

â

z onde d é a distância que separa os dois

filamentos (com um dos filamentos disposto sobre o eixo z). Determine o vetor densidade de fluxo magnético correspondente.

L ISTA DE E XERCÍCIOS 6. Prove que o potencial magnético escalar em ( 0

LISTA DE EXERCÍCIOS

6. Prove que o potencial magnético escalar em (0, 0, z) devido à uma espira circular de raio a, mostrada na figura 3, é

V m

=

I

2

 z  1 −   2 2  z + a 
z
1
2
2
z
+
a

.

= I 2  z  1 −   2 2  z + a

Figura 3

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO VII – C AMPOS MAGNETOSTÁTICOS L ISTA B

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO VII – CAMPOS MAGNETOSTÁTICOS

LISTA B

1. Um condutor infinitamente longo é dobrado na forma de L, como mostra a figura 1. Se uma corrente contínua de 5 A flui no condutor, determine a intensidade do campo magnético em:

a. (2, 2, 0).

b. (0, 0, 2).

campo magnético em: a. ( 2 , 2 , 0 ). b. ( 0 , 0

Figura 1

2. Uma espira quadrada condutora de lado 2a está no plano z=0 e é percorrida por uma corrente I no sentido anti-

horário. Demonstre que no centro da espira

H =

2 I
2
I

π

a

â

 

z

.

3. Considere a linha de transmissão a dois fios, cuja seção reta é ilustrada na figura 2. Cada fio tem raio 2 cm e os fios estão separados de 10 cm. O fio, centrado em (0, 0), é

L ISTA DE E XERCÍCIOS percorrido por uma corrente de 5 A, enquanto o outro,

LISTA DE EXERCÍCIOS

percorrido por uma corrente de 5 A, enquanto o outro, que está centrado em (10 cm, 0), é percorrido pela corrente de retorno. Determine o vetor campo magnético em (5 cm, 0).

Determine o vetor campo magnético em ( 5 cm, 0 ). Figura 2 4. Considere o

Figura 2

4. Considere o seguinte campo arbitrário:

20

A

=

ρ

â

ρ . Determine

se o campo pode representar um campo eletrostático ou magnetostático no espaço livre.

5. Um condutor infinitamente longo, de raio a, está colocado de tal modo que seu eixo está ao longo do eixo z. O potencial magnético vetorial, devido à corrente contínua I o , que flui ao longo de â z no interior do condutor, é dado por

A = −

I

o

4

π

a

2

µ

0

(

x

2

+

y

2

)

â

z

Wb/m.

Determine

o

vetor

campo

magnético correspondente. Confirme seu resultado utilizando a lei circuital de Ampére.

L ISTA DE E XERCÍCIOS 6. Determine o vetor densidade → A = 10 ρ

LISTA DE EXERCÍCIOS

6. Determine

o

vetor

densidade

A =

10

ρ

â

z

Wb/m no espaço livre.

de

corrente

para

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO VIII – F ORÇAS , MATERIAIS E DISPOSITIVOS

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO VIII – FORÇAS, MATERIAIS E DISPOSITIVOS MAGNÉTICOS

LISTA A

1. Um

velocidade

u = (3â x + 12â y – 4â z ).10 5 m/s experimenta uma força

líquida nula em um ponto no qual o campo magnético é

B = 10â x + 20â y + 30â z mWb/m². Determine E nesse

ponto.

elétron

com

uma

2. Dado que B = 6xâ x - 9yâ y + 3zâ z Wb/m², determine a força total experimentada pela espira retangular (sobre o plano z=0) ilustrada na figura 1.

espira retangular (sobre o plano z=0 ) ilustrada na figura 1. Figura 1 Eletromagnetismo 1 24

Figura 1

L ISTA DE E XERCÍCIOS 3. Um condutor de 2 m de comprimento é percorrido

LISTA DE EXERCÍCIOS

3. Um condutor de 2 m de comprimento é percorrido por uma corrente de 3 A e está colocado em paralelo ao eixo z a uma distância ρ o = 10 cm, como mostrado na figura 2. Se o

campo nessa região é de

cos

φ

3

â

ρ Wb/m², quanto trabalho é

necessário para girar o condutor de uma espira em torno do eixo z ?

para girar o condutor de uma espira em torno do eixo z ? Figura 2 Eletromagnetismo

Figura 2

L ISTA DE E XERCÍCIOS 4. Em um certo material, para o qual µ=6,5µ o

LISTA DE EXERCÍCIOS

4. Em

um

certo

material,

para

o

qual

µ=6,5µ o ,

H = 10â x + 25â y - 40â z A/m. Determine:

a. A suscetibilidade magnética do material (χ m ).

b. A densidade de fluxo magnético (B).

c. A magnetização (M).

d. A densidade de energia magnética.

5. A

interface

4x

5z

=

0

entre

dois meios magnéticos é

percorrida

por

uma

corrente

de

35

â y

A/m.

Se

H 1 = 25â x - 30â y + 45â z A/m na região 4x – 5z ≤ 0, onde

µ=5µ o , calcule H 2 na região 4x – 5z ≥ 0, onde µ=10µ o .

6. Quando dois fios idênticos paralelos estão separados de

3 m, a indutância por unidade de comprimento é

2,5 µH/m. Calcule o diâmetro de cada fio.

7. Considere a figura 3. Se a corrente na bobina é 0,5 A, determine a fmm e a intensidade de campo magnético no entreferro de ar. Assuma que µ=500µ o e que todos os trechos tenham a mesma área de seção reta igual a

10 cm².

L ISTA DE E XERCÍCIOS Figura 3 8. O circuito magnético da figura 4 tem

LISTA DE EXERCÍCIOS

L ISTA DE E XERCÍCIOS Figura 3 8. O circuito magnético da figura 4 tem uma

Figura 3

8. O circuito magnético da figura 4 tem uma bobina de 2000 espiras percorrida por uma corrente igual a 10 A. Assuma que todos os trechos têm a mesma área de seção reta de 2 cm² e que o material do núcleo é ferro com µ=1500µ o . Calcule R, e Ψ para:

a. O núcleo.

b. O entreferro de ar.

L ISTA DE E XERCÍCIOS Figura 4 Eletromagnetismo 1 28 ELET0030 – Turma EB

LISTA DE EXERCÍCIOS

L ISTA DE E XERCÍCIOS Figura 4 Eletromagnetismo 1 28 ELET0030 – Turma EB

Figura 4

L ISTA DE E XERCÍCIOS C APÍTULO VIII – F ORÇAS , MATERIAIS E DISPOSITIVOS

LISTA DE EXERCÍCIOS

CAPÍTULO VIII – FORÇAS, MATERIAIS E DISPOSITIVOS MAGNÉTICOS

1. Uma

partícula

com

LISTA B

massa

de

1

kg

e

carga

2

C,

inicialmente em repouso, parte do ponto (2, 3, -4) em uma região onde E = - 4â y V/m e B = 5â x Wb/m². Determine:

a. A posição da partícula em t=1 s. b. Sua velocidade e sua energia cinética nessa posição.

2. Um elemento de corrente de 2 cm de comprimento está localizado na origem no espaço livre e é percorrido por uma corrente de 12 mA ao longo de â x . Uma corrente filamentar de 15â z A está localizada ao longo de x=3 e y=4. Determine a força sobre o filamento de corrente.

3. Uma linha de transmissão trifásica consiste de três condutores que são suportados nos pontos A, B e C, formando um triângulo equilátero, como mostrado na figura 1. Em determinado instante, tanto o condutor A quanto o B, são percorridos por uma corrente de 75 A, enquanto o condutor C é percorrido pela corrente de retorno de 150 A. Determine a força por metro sobre o condutor C nesse instante.

L ISTA DE E XERCÍCIOS Figura 1 4. A intensidade de campo magnético é H

LISTA DE EXERCÍCIOS

L ISTA DE E XERCÍCIOS Figura 1 4. A intensidade de campo magnético é H =

Figura 1

4. A intensidade de campo magnético é H = 1200 A/m em um material quando H é reduzido à 400 A/m, B=1,4 Wb/m². Calcule a variação na magnetização M.

5. A região 0≤z≤2 m é preenchida com um bloco infinito de material magnético (µ=2,5µ o ). Se as superfícies do bloco em z=0 e z=2, respectivamente, são percorridas por correntes

L ISTA DE E XERCÍCIOS de superfície de 30 â x A/m e - 40

LISTA DE EXERCÍCIOS

de superfície de 30â x A/m e - 40â x A/m, como mostrado na figura 2, calcule H e B para:

a. z<0.

b. 0<z<2.

c. z>2.

H e B para: a. z<0. b. 0<z<2. c. z>2. Figura 2 6. O núcleo de

Figura 2

6. O núcleo de um toróide tem 12 cm² de área de seção reta e é feito de um material com µ=200µ o . Se o raio médio do toróide é 50 cm, calcule o número de espiras necessário para obter uma indutância de 2,5 H.

L ISTA DE E XERCÍCIOS 7. Considere o circuito magnético ilustrado na figura 3. Assumindo

LISTA DE EXERCÍCIOS

7. Considere o circuito magnético ilustrado na figura 3. Assumindo que o núcleo (µ=1000µ o ) tem uma seção reta uniforme de 4 cm², determine a densidade de fluxo no entreferro de ar.

de 4 cm², determine a densidade de fluxo no entreferro de ar. Figura 3 Eletromagnetismo 1

Figura 3

L ISTA DE E XERCÍCIOS R ESPOSTAS • C APÍTULO I – Á LGEBRA VETORIAL

LISTA DE EXERCÍCIOS

RESPOSTAS

CAPÍTULO I – ÁLGEBRA VETORIAL

1. ± (-0,87; -0,35; -0,35).

2. α=-3/2 e β=1/2.

3. -2,86; (-0,29; 0,86; -0,43); 114,09 o .

4. 72,36 o ; 59,66 o ; 143,91 o .

5. 7,68; (0, -2, -5); 42,57 o ; 11,03; 17,30.

6. 10,30; (-2,17; 1,63; -4,89); (-0,17; 0,63; -1,89).

CAPÍTULO II – SISTEMAS E TRANSFORMAÇÃO DE COORDENADAS

1.

2.

3.

4.

5.

6.

2 2 [ 2 θ( 2 2 φ) 2 θ] V = ρ z cosφ
2
2
[
2
θ(
2
2
φ)
2
θ]
V =
ρ z
cosφ
ρ senφ cosφ
+
ρ senφ
z
;
U
= r
sen
cos
φ
+ 2sen
+ 3cos
.
ρ
4
4
4
2
,0,
;
sen
θ
+
cos
θ
,sen
θ
cos
θ
sen
θ
,0
;
2
2
2
2
ρ
r
r
+
z
ρ
+
z
(
2
2
;
r
sen
θ
,0,0)
.
xz
yz
2
,
, yz
;
0;
2
2
2
2
2
2
x
+
y
+
z
x
+
y
+
z
[ r
2
2
(c
2
sen
θ
cos
θ
(sen
θ + r
cos
θ
sen
φ
), sen
r
θ
cos
θ
osθ − r
sen
θ
cos sen
θ
φ
),0]
; 0.
(1, -1, 7); 143,36 o ; -8,79.

(0, 3, 25); (15,61; 0; -10); (5,58; -3,65; 2,46); ± (-0,53; 0,21; -0,82).

2cos

2

θ

sen

2

φ

sen

θ

cos

φ

+

φ

sen

cos

2

φ

cos

+

θ

1

+

3

(

2

)

φ

, c

sen

φ

φ

2

φ

cos

cos

θ

θ

cos

3

φ

+

(

θ

os

1

cos

2

sen

θ

sen

2cos sen

sen

θ

CAPÍTULO III – CÁLCULO VETORIAL

1. 0,67.

2. (0,67; 0,67; -0,33).

)

φ

,

L ISTA DE E XERCÍCIOS 3. 4. 50,26. 5. 0. 6. 6; 1; 1; -6.

LISTA DE EXERCÍCIOS

3.

4. 50,26.

5. 0.

6. 6; 1; 1; -6.

2 x

(

2

z

2

)

.

RESPOSTAS

CAPÍTULO IV – CAMPOS ELETROSTÁTICOS – LISTA A

1.

2.

3.

4.

(-1,83; -0,52; 1,31) kN.

24,97 nC; -11,64 nC.

0 xy; ε 0 x 2 ; 0); ε 0 y.

0 (ρ<1);

(

4 ρ

3

1

)

ρ

(1<ρ<2);

5. 1050 J.

Q

6.

2

.

8πε

0

a

28 (ρ>2).

ρ

CAPÍTULO IV – CAMPOS ELETROSTÁTICOS – LISTA B

1. (4,86; 0,27; 0) MV/m.  2 2  1 a + h a 
1.
(4,86; 0,27; 0) MV/m.
2
2
1
a
+
h
a
2.
V =
ln
1
+
.
2
ε
h
h
0

3.

4.

5.

6.

(-0,59; 0; -0,18).

2

ρ

0

a

5

15 ε

0

r

2

â

r

;

2

ρ

0

a

5

15

ε

0

r

;

Demonstração.

(72; 27; -36). 9,44 nJ.

ρ

0

r

15

ε

0

(

5

a

5

3

r

2

)

â

r

;

ρ

0

r

2

a

2

r

4

a

4

ε

0

6

 

20

 

4

;

8

πρ a

0

5

15

;

CAPÍTULO V – CAMPOS ELETROSTÁTICOS EM MEIO MATERIAL – LISTA A

1. 23,11A.

L ISTA DE E XERCÍCIOS R ESPOSTAS 2. 3. 0,27 mΩ; 50,35 A e 9,65

LISTA DE EXERCÍCIOS

RESPOSTAS

2.

3.

0,27 mΩ; 50,35 A e 9,65 A; 0,32 mΩ.

V

=

ρ

0

3

ε

0

a

2

1

+

1

2

ε

r

;

V

=

ρ

0

3

ε

0

a

2

.

4.

5.

6. 12,95 µJ.

46,23A; 46 µC/m³.

(-1,06; 1,77; 1,55) nC/m²; (-0,80; 1,33; 1,16) nC/m²; 39,79 o .

CAPÍTULO V – CAMPOS ELETROSTÁTICOS EM MEIO MATERIAL – LISTA B

1. 1,000184.

2. (0; 0; -12,74) nC/m²; -12,74 nC/m³; (0; 0; -7,43z) nC/m²; 7,43 nC/m³.

3. (-24,71; 32,95; 98,86).

4. ε 0 (50; 50; 20). ε 0 (30; 60; -90).

5. 205,70; 18,20µs; 0,1924ρ vo .

6. (12, -14, 21) nC/m²; (387,41; -451,98; 677,97) V/m; (4; -2; 3) nC/m²; 0; 12,61 µJ/m²; 9,83 µJ/m².

CAPÍTULO VI – PROBLEMAS DE VALOR DE FRONTEIRA EM ELETROSTÁTICA

LISTA A

1. 5,31x10 -10 C/m³; (120, 120, -24) V/m.

2. Demonstração.

3. 25000z V; -25000 V/m

4. 9,53 V; 1,82 kV/m

â ; -331,88 nC/m² â ; 331,88 nC/m².

z

z

â

ρ

; 16,11 nC/m² â .

ρ

5. 100V; 100 nC/m²; -100 nC/m².

6. 21,87 pF.

L ISTA DE E XERCÍCIOS R ESPOSTAS • C APÍTULO VI – P ROBLEMAS DE

LISTA DE EXERCÍCIOS

RESPOSTAS

CAPÍTULO VI – PROBLEMAS DE VALOR DE FRONTEIRA EM ELETROSTÁTICA

LISTA B

1.

2.

3.

x

 

ρ

0

3

dx

2

ε

0

d

6

2

+

  V

 

0

d

0

ρ 0

6ε

d

 

x ;

d

( 941,62

V

d  

V

d

kV.

0

+

y

2

ρ

0

ρ

0

0

d

3ε

0

+

30,38)

ε

0

6ε

0

+

;

ε

0