Você está na página 1de 3

Análise Combinatória

Análise Combinatória

Definição
Análise combinatória é a parte da matemática que estuda os métodos de contagem.

A Operação Fatorial

Se temos um número n (nÎZ+), n fatorial será:

. . . .
n! = n (n-1) (n-2) (n-3) ... 3 2 1

Obs.:
se n=0 ; 0! = 1
se n=1 ; 1! = 1

Ex.1:Calcule o valor de 6! Ex.2: Calcule o valor da expressão E= 4! * 3! / 6! :

Teremos: Teremos:
6! = 6 * 5 * 4 * 3 * 2 * 1 E = 4! * 3! / 6*5*4!
6! = 720 E = 3! / 6*5
E = 3*2 / 6*5
E = 1/5

Princípio Fundamental da Contagem

Se um determinado acontecimento ocorre em n etapas diferentes, e se a primeira etapa pode


ocorrer de p1 maneiras diferentes, a segunda de p2 maneiras, a terceira de p3 maneiras, até pn, o
número total de maneiras de ocorrer o acontecimento é :

T = p1 × p2 × p3 × ...× pn ×

Ex.: Se tivermos um dado de 4 faces e um de 6 faces, logicamente, o primeiro pode apresentar 4


resultados diferentes, e o segundo, 6. Os dois juntos podem apresentar, então, 6*4=24 resultados
diferentes.

Permutações Simples

Permutações são os agrupamentos de um determinado número de elementos variando apenas a


sua ordem. Ex.:

XYZ, XZY, YXZ, YZX,ZXY, ZYX.


O número de agrupamentos de uma permutação simples de n elementos é dado por n!.

Ex.: De quantas formas podemos agrupar as sete cores do arco-íris?


R: 7! = 504

Análise Combinatória

Permutações com Elementos Repetidos

Se formos fazer permutações con n elementos, mas existe um elemento repetido 'a' vezes, outro 'b'
vezes, outro 'c' vezes, etc, o número de possibilidades de permutações é:

n!
Pn(a,b,c) = 
a! b! c!

Determine o número de anagramas (combinações de letras formando palavras com ou sem sentido)
que podemos formar com PATA. E com MACACA.
R:
P1= 4!/2! = 12
P2= 6!/(3!*2!) = 60

Obs.: Exemplos de anagramas com PATA:


AAPT, AATP, APTA, ATPA, PTAA, TPAA, PATA, TAPA, APAT, ATAP, PAAT, TAAP.

Arranjos Simples

Imagine que temos um conjunto de 'n' elementos. O arranjo simples de taxa 'K' é todo
agrupamento de 'K' elementos distintos, podendo variar a ordem em que aparecem.

Ex.: A={X,Y,Z}

arranjo de taxa 1: X,Y,Z.


arranjo de taxa 2: XY, YX, XZ, ZX, YZ, ZY.
arranjo de taxa 3: XYZ, XZY, YXZ, YZX, ZXY, ZYX.

O número total de arranjos de 'n' elementos, taxa 'K' é:

n!
An,K=
(n-K)!

Quantos anagramas de três letras podemos formar pelo nosso alfabeto (com 26 letras)?

R: A26,3 = 26!/23! = 26*25*24 = 15600

Combinações Simples
As combinações são parecidas com os arranjos, mas apenas há a preocupação com a existência
do elemento (não com a ordem). Ex.:

Combinações de taxa 1 do conjunto A={A,B,C,D}


A, B, C, D.

Combinações de taxa 2 do conjunto A={A,B,C,D}


AB, AC, AD, BC, BD, CD.

Combinações de taxa 3 do conjunto A={A,B,C,D}


ABC, ABD, ACD.

Combinações de taxa 4 do conjunto A={A,B,C,D}


ABCD.

A fórmula é:

n!
Cn
K
= 
K!(n-K)!

Exemplo: Um jogo possui um cartão com 60 números. Deve-se marcar 6 deles. De quantas forma
pode-se fazer isso?

6
R: C60 = 60!/(6!*54!) = 50063860