Você está na página 1de 1

A MODERNIZAÇÃO DOS MODOS DE TRANSPORTE EM PORTUGAL

RODOVIÁRIO:
• ampliação das redes nacionais fundamental e complementar: construção de Itinerários Principais (IP) e
Itinerários Complementares (IC);
• reconversão de vias rápidas em auto-
auto-estradas: ex. do IC1 para A28 (ligação Matosinhos/Viana do
Castelo)…;
• melhoria da qualidade das estradas: correcção dos traçados, pavimentação, sinalização;
• melhoria das acessibilidades para o Interior do país, encurtando distâncias, diminuindo custos;
• (…).

FERROVIÁRIO:
• duplicação das vias;
• supressão, automatização ou desnivelamento das passagens de nível;
• electrificação da rede;
• novos equipamentos (locomotivas, carruagens…);
• renovação das estações e diminuição dos apeadeiros;
• ampliação das redes de metropolitano nas GAM de Lisboa e do Porto;
• melhoria dos serviços: aquisição de bilhetes e horários pela Internet, o serviço Alfa Pendular…;
• ligações às plataformas da Rede Nacional de Plataformas Logísticas, aos portos principais, aeroportos e
fronteiras: construção de um novo corredor para mercadorias ligando o porto de Sines a Elvas/Badajoz;
• a criação de linha(s) de alta velocidade (TGV): eixo prioritário Lisboa-
Lisboa-Madrid,
Madrid, destinado a tráfego misto,
com início de exploração previsto para 2013;
• (…).

AÉREO:
• ampliação das pistas e aerogares, mormente os equipamentos de logística;
• novos sistemas de controlo de tráfego e de segurança;
• novos serviços: venda de bilhetes pela Internet, check
check--in online
online,, empresas de low cost
cost;;
• novos aeroportos: Alcochete e a criação da valência civil do aeródromo de Beja;
• implementação de medidas para minimizar os danos ambientais, designadamente os níveis de ruído e a
poluição atmosférica;
• (…).

MARÍTIMO:
• melhoria dos acessos aos portos (dragagens, expansão dos molhes…);
• expansão dos cais e reaproveitamento das áreas portuárias;
• novas funcionalidades: ex. de um novo cais para os cruzeiros em Lisboa, continuar a exploração do
terminal de contentores do porto de Sines (Terminal
(Terminal XXI)…;
XXI)…;
• desenvolver os serviços de transporte marítimo de curta distância (TMCD), oferecendo os serviços de
transhipment (transbordo de mercadorias de um navio para outro);
• novos equipamentos: terminais TIR, novos guindastes…;
• estimular a complementaridade e a cooperação entre portos, por forma a aumentar a eficiência e atrair
carga;
• melhoria das ligações com outros modos de transporte (intermodalidade
(intermodalidade),
), designadamente o ferroviário,
de modo a aumentar o hinterland portuário
portuário;;
• (…).

http://geoclick.blogspot.com/
prof.geo.fernando@sapo.pt