Você está na página 1de 38

INTRODUÇÃO

Caros e caras parlamentares,

A reunião do Parlamento do Mercosul se aproxima, e, então, surge necessidade de aprofundamento sobre o nosso tema, cuja velocidade de mudança vivenciamos no cotidiano. Para orientar o levantamento de dados relacionados ao posicionamento dos partidos políticos dos países integrantes do Parlamento do Mercosul, compilamos nesse anexo um resumo desses partidos, do seu funcionamento, surgimento e a ideologia que adotam. Servindo de complemento ao Guia de Estudos, tem o propósito de facilitar uma compreensão mais detalhada da temática e das visões políticas diversas existentes, por meio de uma abordagem contextualizada que expõe inclusive a influência que esses partidos exercem dentro de seus países. Não representa, contudo, necessariamente, um quadro da posição das representações, devendo, portanto, apenas fomentar suas pesquisas individuais. Uma preparação de qualidade é fundamental para o bom andamento da simulação, portanto, esperamos que este novo guia os e as auxilie nesta fase.

Bons estudos!

Diretoria do Parlasul

2
2

PARTIDOS POLÍTICOS

ARGENTINA

A Argentina é uma República Democrática Representativa Presidencialista, na qual ocorrem eleições a cada 4 anos para a presidência, sendo o presidente responsável pela chefia de Estado e de Governo 1 . Importante se faz destacar que o Congresso da Nação Argentina é bicameral, ou seja, é composto pelo Senado e pela Câmara de Deputados. Apesar de existir uma vasta quantidade de partidos políticos na Argentina, cerca de 710 registrados na Câmara Nacional Eleitoral 2 , temos a presença de quatro partidos específicos que, além de serem tradicionalmente atuantes, destacam-se dentro do cenário político nacional. São eles: o Partido Justicialista, o União Cívica Radical, o Partido Democrata de Mendonza e o Proposto Republicano. Atualmente, tanto o presidente da nação quanto o presidente do Senado e o da Câmara são do partido Proposto Republicano. Fala-se que o Congresso da Nação possui coligações união de partidos -, sendo a com maior representatividade (em números absolutos) a Frente para a Vitória, composta, dentre outros, pelo Partido Justicialista 3 .

Partido Justicialista (PJ) Surgiu como continuação ao Partido Peronista, fundado na década de 1940, por Juan Domingo Perón, três vezes eleito presidente da Argentina no século XX. O PJ desde os primórdios teve ligação direta e estreita com a classe trabalhadora e sindicatos argentinos, agindo em defesa dessas causas. Além disso, foi essencial na luta pela igualdade de gênero dentro do país, defendendo a participação feminina dentro da política e aprovando o sufrágio universal no país por volta de 1950. O partido é ideologicamente de esquerda e desde a sua criação buscou a adesão das camadas sociais menos favorecidas, em especial a dos trabalhadores 4 .

  • 1 HISTORIA da Argentina. Disponível em: <http://www.ahistoria.com.br/da-argentina/>.

Acesso em: 22 jul. 2015.

  • 2 ARGENTINA tem 710 partidos políticos, poucos com força para eleger o presidente. 2015. Disponível em: <http://www.amambainoticias.com.br/mundo/argentina-tem-710-partidos- politicos-poucos-com-forca-para-eleger-o-presidente>. Acesso em: 10 jul. 2016.

  • 3 Disponível em: <http://www.congreso.gob.ar/>. Acesso em: 8 jul. 2016.

  • 4 História do Partido Justicialista. Disponível em: <http://www.pj.org.ar/recursos/2011-12-05- 04-38-40/biografias>. Acesso em: 2 jul. 2016.

3
3

É um partido que busca a redução das discrepâncias econômico-sociais dentro do país, através de medidas que proporcionam uma espécie de auxílio aos por elas abarcados, a fim de impulsioná-los a buscar espaço no mercado de trabalho e de consumo, criando uma sociedade mais igualitária e, em paralelo a isso, mais ativa no setor produtivo, o que por si já impulsiona a própria economia do país. Destaca-se ainda o fato de que o PJ teve seus presidenciáveis eleitos pelo povo argentino entre os anos de 2002 e 2015 5 . Contudo, nas eleições de 2015, Mauricio Macri do partido Proposta Republicana (PRO). Acerca da problemática das drogas, esse partido tem se mostrado contra a repressão do uso de substâncias ilícitas, focalizando o debate para o tratamento de dependentes químicos 6 .

União Cívica Radical (UCR)

O UCR, por sua vez, foi fundado por volta de 1891, e é conhecido por ser o partido de

classe média mais antigo da América. Fundado por Leandro Nicéfaro Alem, o qual fora deputado e senador do país. Sua ideologia está inspirada no igualitarismo, assim como a defesa dos direitos sociais e do desenvolvimento da igualdade humana dentro do país e também marca a história política argentina pela instauração da democracia liberal no país 7 . Apesar de se autodenominar radical, esse partido adota em posturas consideradas moderadas se comparadas com outros partidos argentinos mais esquerdistas, podendo ser esse partido melhor visto como de centro-esquerda, do que de esquerda propriamente dita, chegando a se aliar a partidos direita por volta do ano de 2015 8 .

Partido Socialista (PS)

5 PRESIDENCIAS

en

Argentina.

Disponível

em:

<http://www.sitiosargentina.com.ar/2/presidentes.htm>. Acesso em: 2 jul. 2016. 6 Legalização da maconha ganha impulso no mundo. Disponível em: < http://abp.org.br/portal/clippingsis/exibClipping/?clipping=18556>. Acesso em: 3 jul. 2016. 7 Presidencia en la historia. Disponível em: <http://www.ucr.org.ar/presencia-en-la-historia>. Acesso em: 12 jul. 2016.

8 PEREGIL, Francisco. Grande partido opositor argentino se une à direita para as

eleições.

2015.

Disponível

em:

<http://brasil.elpais.com/brasil/2015/03/15/internacional/1426427836_886088.html>. Acesso em: 13 jul. 2016.

4
4

Esse partido é um partido de esquerdista, tal qual o próprio nome já demonstra, cuja criação se deu por volta do ano de 1896, marcado pelo socialismo democrático e chegando a se filiar internacionalmente ao Internacional Socialista 9 . O PS, por também ser calcado no socialismo, possui, em tese, as mesmas preocupações que o Partido Justicialista, diferenciando-se no entanto por ser mais incisivo na forma como coloca essa ideologia em prática. No entanto, o PJ ainda é um partido mais tradicional e, dessa forma, possui maior influência dentro do legislativo argentino do que o PS.

Proposto Republicano (PRO) Como partido explicitamente republicano, o PRO possui uma ideologia mais voltada ao liberalismo e, consequentemente, assume um papel de direita argentina. Possui como ano de surgimento 2005, a partir de uma aliança política entre partidos argentinos e apesar de só ter surgido recentemente se comparado com os demais partidos, ele adquiriu destaque político nacional por formar aliança com a UCR em busca de uma candidatura à presidência em oposição ao principal adversário político o Partido Justicialista em meio à crise argentina. Com isso, acabou que o PRO ganhou atenção dos demais partidos e força política em pouco tempo de existência 10 . Dentre as políticas nas quais o PRO acredita, podemos aferir a concepção de que a manutenção do sistema capitalista é necessária, no qual é pertinente a participação do Estado, mas essa não pode acontecer de forma a prejudicar o desenvolvimento econômico das nações, ou seja, ele deve interferir o mínimo possível. Ainda podemos encontrar dentro do neoliberalismo a privatização de empresas, o protecionismo no mercado nacional e o incentivo ao recebimento de multinacionais em países com menor desenvolvimento econômico 11 .

BRASIL

9 Partido Socialista. Disponível em: <http://www.partidosocialista.org.ar/partido/historia/>. Acesso em: 13 jul. 2016.

10 PRO. Disponível em: <http://pro.com.ar/que-pensamos/>. Acesso em: 23 jul. 2015.

11 NEOLIBERALISMO.

Disponível

em:

<http://www.usp.br/fau/docentes/depprojeto/c_deak/CD/4verb/neolib/index.html>. Acesso em: 23 jul. 2015.

5
5

O Brasil possui uma tradição de livre criação de partidos políticos a qual remonta à época de sua independência, mesmo levando em consideração que não tenham demonstrado uma ideologia muito concreta que lhes permita serem distintos uns dos outros através de toda história do Brasil como Império e República. Apesar disso, nossa história democrática de fato, apesar dos percalços e de ocasionais interrupções, seguiu rumo à maturidade. Hodiernamente, o Brasil encontra-se como uma República Democrática Representativa Presidencialista, elegendo seus presidentes para um mandato de 4 anos. Além disso, conta com 35 partidos políticos estabelecidos e 28 participantes no Congresso Nacional, segundo dados disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 12 . Nesse sentido, pode-se destacar 5 dentre esses 28 partidos, quais sejam o PT, PMDB, PSDB, PSC e PSOL.

Partido dos Trabalhadores (PT)

Fundado em 1980, o Partido dos Trabalhadores integra um dos maiores e mais populares partidos do Brasil. Historicamente, composto por dirigentes sindicais, o PT foi fundado com um viés sindicalista, rejeitando tanto as tradicionais lideranças do sindicalismo oficial, como também procurou colocar em prática um tipo de socialismo democrático. Incluído num contexto político, econômico e social marcado por intensas mobilizações, Luiz Inácio Lula da Silva, o líder sindical e principal fundador do PT, tornou-se um dos protagonistas da história do partido e sua primeira conquista foi o reconhecimento oficial do partido político pelo Tribunal Superior de Justiça Eleitoral no dia 11 de fevereiro 1982 13 . Em suas raízes ideológicas, o PT, em sua própria definição, pautou-se sempre pela liberdade de expressão. A partir da sua base tradicional na classe operária urbana, sempre se apresentou como um partido de Esquerda, defendendo o socialismo como melhor forma de organização social, mas mesmo assim, caracterizou-se pela rejeição ao socialismo real que fora implantado em alguns países, não o reconhecendo como verdadeiro. Nesse prisma de abordagem, esse partido já elegeu dois presidentes, garantindo seu mandato durante 12 anos (8 anos do Governo Lula e 4 anos do Governo Dilma), sendo que

12 ELEITORAL, Tribunal Superior. Partidos Políticos Registrados no TSE. 2016. Disponível em: <http://www.tse.jus.br/partidos/partidos-politicos/registrados-no-tse>. Acesso em: 14 jul. 2016. 13 TRABALHADORES, Partido dos. Nossa História. 2015. Disponível em:

<http://www.pt.org.br/nossa-historia/>. Acesso em: 25 jul. 2015.

6
6

em 2016 a Presidente Dilma foi afastada como consequência da abertura de um processo de impeachment. No tocante à política de drogas tem-se percebido uma posição do partido pela descriminalização delas, em 2015 o Supremo Tribunal Federal julgou ação em que se discutia a tese da descriminalização do crime de porte de drogas. Nessa oportunidade o secretário Nacional da Juventude do PT declarou posicionamento no sentido da ineficácia da política de guerra às drogas, afirmando que a descriminalização contribui para a diminuição da violência, preconceito e aumento da Justiça social 14 .

Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) teve suas raízes a partir da Ditadura Militar (1964), quando, pelo ato constitutivo n° 2, foram extinguidos treze partidos políticos no Brasil e, em 1966, fundam-se o ARENA e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Estes nada mais são que a junção de pequenos partidos; o MDB, por exemplo, é a união de políticos do PTB, PSD, PCB e PCdoB. Na década de 70 este último dividiu-se entre “moderados” (defendiam negociações com o governo militar) e “autênticos” (pregavam a derrubada do regime), o que, mais tarde (já na década de 80), quando entrou em vigor a nova lei defensora do pluripartidarismo, dá origem ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro, formado, principalmente, pelos partidários autênticos. Contando com mais de 2,3 milhões de membros, é o maior partido brasileiro, posicionando-se à presidência da Câmara dos Deputados e do Senado, além de contar com o exercício de sete governadores, mil duzentos e vinte e dois prefeitos, dezoito senadores, sessenta e cinco deputados federais, cento e quarenta e dois deputados estaduais e mais de sete mil e oitocentos vereadores seu atual filiado de maior cargo é o Presidente da República Interino, Michel Temer 15 .

14 TRABALHADORES, Partido dos. Política de guerra às drogas é atrasada, afirma Jefferson Lima. 2016. Disponível em <http://www.pt.org.br/politica-de-guerra-as-drogas-e- atrasada-afirma-jefferson-lima> . Acesso em: 14 jul. 2016 15 BRASILEIRO, Partido do Movimento Democrático. História. 2016. Disponível em:

<http://pmdb.org.br/institucional/historia/>. Acesso em: 14 jul. 2016.

7
7

O Partido tem sua ideologia baseada no Centrismo, Sincretismo político, e seu espectro político é central. Assim, trabalha com base em princípios 16 , como o valor básico da vida social e política e a busca pela democracia acima de tudo. Especificamente sobre a política de drogas do partido, ela é encarada como uma questão de política de segurança pública, visto que essa questão é tratada nesse capítulo do programa partidário do PMDB 17 . Dessa forma, o partido se declara a favor de um “combate determinado à violência, sobretudo ao crime organizado e ao narcotráfico, pela via da inteligência” 18 .

Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)

Nascido da insatisfação de alguns com o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), em 25 de junho de 1988 tem origem o PSDB, fundado por políticos de

grande nome como José Serra, Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas, entre outros 19 . Entretanto, em sua criação, em termos ideológicos não se pode falar em um partido homogêneo. Apesar de um só, haviam diversas correntes dentro do partido bastante distintas, como os socialdemocratas, os liberais progressistas, os socialistas-democráticos e os democratas-cristãos 20 . Não obstante, ao contrário do que parecia, as tendências do partido, mesmo tão diferentes internamente, passaram a se alinhar mais nitidamente com o pensamento neoliberal, deixando de lado o caráter fundador de socialdemocracia que surgiu junto com ele 21 . E dentro dos princípios e objetivos do partido, pode-se encontrar a democracia, respeito

  • 16 BRASILEIRO, Partido do Movimento Democrático. Programa Partidário. 2016. Disponível em: < http://pmdb.org.br/institucional/programa-partidario/>. Acesso em: 24 jul.

2015.

  • 17 Idem.

  • 18 Idem.

  • 19 BRASILEIRA, Partido da Social Democracia. História. 2016. Disponível em:

<http://www.psdb.org.br/psdb/historia/>. Acesso em: 14 jul. 2016.

  • 20 GUIOT, André Pereira. A construção da ideologia neoliberal no PSDB (1988-1994).

2010.

Disponível

em:<http://www.encontro2010.rj.anpuh.org/resources/anais/8/1276606395_ARQUIVO_Acon

strucaodaideologianeoliberalnoPSDB_1988-1994

_.

pdf>.

Acesso em: 14 jul. 2016.

  • 21 BRASILEIRA, Partido da Social Democracia. Programa Partidário. 2007. Disponível

em: <http://static.psdb.org.br/wp-content/uploads/2010/04/Programa_PSDB_2007.pdf>. Acesso em: 14 jul. 2016.

8
8

ao pluralismo de ideias e a defesa de uma economia e gestão governamental liberal, apesar de colocarem-na como socialdemocrata 22 . Outrossim, é considerado o terceiro maior partido político no Brasil, ficando atrás apenas do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), do qual originou-se, contando com cerca de 1,4 milhão de membros, um número próximo ao número de membros do PT 23 . Na campanha presidencial de 2014, o senador, candidato e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, declarou que iria endurecer o combate às drogas e à criminalidade, coadunando-se com a política de guerra às drogas. Além disso citou como formas desse combate uma reforma no Código Penal e o policiamento das fronteiras com a Polícia Federal e as Forças Armadas Atuando em conjunto 24 .

Partido Social Cristão (PSC)

O Partido Social Cristão foi fundado em maio de 1985, tendo como principal expoente

Pedro Aleixo, que tinha sido Vice-Presidente durante os tempos da ditatura, seu projeto passa pela determinação de contornos dos processos de produção e distribuição cujo o principal alicerce é o respeito à Dignidade da Pessoa Humana 25 . É também um partido com forte influência religiosa, sobretudo do Cristianismo, baseando na Doutrina Social Cristã, inspirando-se em valores e propósitos do Cristianismo 26 . Em seu programa defendem “promover a instalação de um sistema democrático definido pelo Social Cristianismo” 27 . No campo econômico, pautam-se pelo solidarismo cristão, defendendo a participação dos trabalhadores nos lucros das empresas, apoio à iniciativa privada, em especial às

22 BRASILEIRA, Partido da Social Democracia. Estatuto. 2015. Disponível em:

<http://static.psdb.org.br/wp-content/uploads/2010/04/estatuto-atualizado-05-07-2015.pdf>.

Acesso em: 14 jul. 2016. 23 BRASILEIRA, Partido da Social Democracia. Quem é Quem. 2016. Disponível em:

<http://www.psdb.org.br/psdb/quem-e-quem/>. Acesso em: 14 jul. 2016.

  • 24 BRASILEIRA, Partido da Social Democracia. Aécio vai endurecer combate às drogas e à criminalidade. 2014. Disponível em: <http://www.psdb.org.br/aecio-vai-endurecer- combate-drogas-e-criminalidade/>. Acesso em: 14 jul. 2016 25 CRISTÃO, Partido Social. Histórico. 2016. Disponível em:

<http://www.psc.org.br/site/partido-social-cristao/historico.html>. Acesso em: 15 jul. 2016.

  • 26 Idem

  • 27 ELEITORAL.

Tribunal

Superior.

Programa

PSC.

2016.

Disponível

em:

<http://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/tse-programa-psc>. Acesso em: 15 jul. 2016.

9
9

pequenas e médias empresas e priorização da agricultura no processo de desenvolvimento nacional 28 . Os afiliados do partido mantêm em seu discurso recorrentemente, a defesa da família brasileira, diante disso adotam uma política de combate às drogas que seriam responsáveis pelo avanço da violência, em virtude do envolvimento de adolescentes, seja como usuário ou traficante. Consequentemente, nos recentes debates que ocorreram em virtude do julgamento pelo STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a descriminalização do porte de drogas, o partido foi plenamente contra, entendendo que o julgamento favorável à descriminalização favoreceria a legalização de drogas no país 29 .

Partido Socialismo e Liberdade (PSoL)

O Partido Socialismo e Liberdade (PSoL) origina-se de um desmembramento do Partido dos Trabalhadores (PT). Em 2005, durante o mandato do Presidente da República Luís Inácio Lula da Silva (representante do PT), algumas decisões tomadas entre políticos do PT (o que inclui o governante de Estado) iam de encontro com a ideologia esquerdista do próprio partido como a Reforma da Previdência do setor público-, o que causou insatisfação por parte daqueles que conservavam o pensamento inicial do grupo. Estes opositores foram, então, expulsos do partido e, mais tarde, se uniram para a criação de um novo partido que representasse de forma mais coerente os ideais esquerdistas 30 . Em 15 de setembro de 2005, o grupo de deputados conseguiram o registro do partido junto à Justiça Eleitoral, dando origem ao PSoL. Em seu programa de reinvindicações defendem a canalização da verba pública gasta com o pagamento da dívida internacional para os gastos com saúde, educação e infraestrutura, ruptura com o FMI e o não pagamento da dívida externa, juntamente com a criação de um plano econômico alternativo. Quanto às questões sociais, são solidários às lutas latino- americanas, defendendo a livre expressão sexual e a defesa e apoio às minorias e mulheres (e sua emancipação), além de propor o confisco dos bens e prisão de corruptos e sonegadores.

28 Idem CRISTÃO. Partido Social. Família Ameaçada: STF está a um passo de legalizar a maconha e outras drogas no brasil. 2015. Disponível em:

29

<http://www.psc.org.br/site/images/informativos/info-psc-fev-2016.pdf>. Acesso em 15 jul.

2016.

30 LIBERDADE,

Partido

Socialismo

e.

História.

2016.

Disponível

em:

<http://www.psol50.org.br/partido/historia/>. Acesso em: 15 jul. 2016.

10
10

No mais, são contra o racismo, a insegurança, burocracias sindicais, o arrocho nos salários, reformas reacionárias e neoliberais. Por isso, sua ideologia se volta ao marxismo, socialismo democrático, socialismo libertário e outros, podendo ser considerado um partido com seu espectro político de esquerda/extrema esquerda 31 . O partido é contrário à guerra às drogas, visto que entendem que ela só aumentou a violência e a corrupção policial 32 . Recentemente debate no parlamento brasileiro também adotou postura contra uma lei que previa a internação compulsória de dependentes químicos 33 .

BOLÍVIA

O Estado Plurinacional da Bolívia, é república democrática organizada sob égide da separação dos poderes em executivo, legislativo, judiciário e eleitoral, de forma descentralizada e presidencialista. O Estado boliviano é regido pela Constituição Política da Bolívia promulgada na data de 7 de fevereiro do ano de 2009. O Poder Legislativo boliviano é bicameral e possui sua Câmara dos Deputados 34 composta por 130 membros, dentre os quais, 68 deputados são eleitos por meio de votação direta representando um distrito e os demais são eleitos proporcionalmente. No que cabe a Câmara dos Senadores 35 , essa é constituída por 40 membros. Hodiernamente, a Bolívia 36 possui uma das leis anti-drogas mais severas da America Latina. Conhecida como Ley 1008, essa que possuiu em sua elaboração fortes influências

31 LIBERDADE, Partido Socialismo e. Programa. 201. Disponível em:

<http://www.psol50.org.br/site/paginas/2/programa>. Acesso em: 15 jul. 2016. 32 LIBERDADE, Partido Socialismo e. Em campanha no Rio de Janeiro, Luciana Genro defende o fim da guerra às drogas. 2016. Disponível em:

<http://www.psol50.org.br/blog/2014/07/08/em-campanha-no-rio-de-janeiro-luciana-genro-

defende-o-fim-da-guerra-as-drogas/>. Acesso em: 15 jul. 2016;

33 LIBERDADE, Partido Socialismo e. PSOL é o único partido a combater “Lei anti- drogas”, que prevê a internação compulsória de dependentes. 2016. Disponível em:

<http://www.psol50.org.br/blog/2013/05/23/psol-e-o-unico-partido-a-combater-lei-anti-

drogas-que-preve-a-internacao-compulsoria-de-dependentes/>. Acesso em 15 jul. 2016.

34 PLURINACIONAL, Asamblea Legislativa. Camara de <http://www.diputados.bo/>. Acesso em: 10 jul. 2016.

Diputados. ..

Disponível em:

35 PLURINACIONAL, Asamblea Legislativa. Cámara de Acesso em: 10 jul. 2016.

Senadores. ..

Disponível em: <http://senado.gob.bo/>.

  • 36 INSTITUTE,

Transnational. Bolívia. 2016.

Disponível

em:

<http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america-latina/bolivia/item/241-bolivia>.

Acesso em: 10 jul. 2016.

11
11

americanas, penaliza o uso e a posse de drogas para consumo pessoal com internamento compulsório e demais tratamentos e impõe duras penas ao tráfico internacional. Todavia, no que tange ao consumo da folha de coca, esse é liberado por razões culturais e desde de 2009, o Presidente Evo Morales vêm lutando junto aos órgãos internacionais pela liberação desse nos demais países Andinos.

Movimiento Al Socialismo (Mas-Ipsp) 37 Dissidente de esquerda da Falange Socialista Bolivariana, em 1987, David Añez Pedraza fundara o Movimiento Al Socialismo-Unzaguista, primordialmente destinado a dar coerência às demandas dos produtores de coca do país. Em decorrência do movimento, em 1995, nascera, mais precisamente em Cochabamba, o MAS. foi fundado. Atualmente é detentor de 78 das 180 Cadeiras dos Deputados, e 20 das cadeiras da Câmara do Senado. Por possuir posicionamento pautado na vertente da extrema esquerda, o partido possui como grande parte de seus eleitores, a população rural e as minorias.

Frente de Unidad Nacional (UN) 38 Fundado por Samuel Dorian Medina, em 2003, a partir da segregação do Movimiento de Izquierda Revolucionaria. Esse partido ao ser fundado, veio com o viés voltado para a direita, buscando políticas com vistas ao favorecimento empresarial .. Com posicionamento político conservador mais centralizado que os demais partidos da Bolívia, com ideias pró-crescimento econômico, e de apoio à governança democrática, seu eleitorado se representa nos pequenos empresários liberais. O partido possui 62 das 180 cadeiras da Câmara dos Deputados, e 10 cadeiras da Câmara dos Senado.

Poder Democrático Social (PODEMOS) 39

37 MAS-IPSP. Bolivia: Homepage, 2015. Disponível em: <http://www.mas-ipsp.bo/>. Acesso em: 10 jul. 2016. 38 UN. Bolivia: Homepage, 2015. Disponível em: <http://www.unidad-nacional.com/>. Acesso em: 10 jul. 2016. 39 PODEMOS. Bolivia: Homepage, 2015. Disponível em:

<http://www.scielo.org.ve/scielo.php?pid=S0254-16372011000100005&script=sci_arttext>.

Acesso em: 10 jul. 2016.

12
12

Fundado em La Paz, em 2005 e liderado pelo ex-presidente Jorge Quiroga, através de aliança com o partido político Acción Democrática Nacionalista (ADN), esse partido fora criado originariamente para concorrer às eleições daquele ano. Com ideias liberais conservadoras, o partido alocado na centro direita, representa contraponto aos ideais esquerdistas bolivianos. Por causa disso grande parte dos grandes investidores e os defensores do liberalismo econômico se encontram como grande parte de seu eleitorado. O partido possui 40 das 180 cadeiras da Câmara dos Deputados, e 10 cadeiras da Câmara dos Senado.

CHILE

O Chile como um dos países com o IDH mais desenvolvido da América Latina tem, nos últimos anos, impulsionado reformas em suas leis sobre drogas. As propostas circundam temáticas como a regulamentação das quantidades que diferem usuários e traficantes, o uso da cannabis e as políticas de drogas no âmbito da saúde pública. Na República do Chile ocorrem eleições presidenciais, parlamentares e municipais, sendo o posicionamento político majoritário de centro esquerda. Para o Congresso são eleitos 155 deputados e 50 senadores. 40 Assim como se sucede em outros países da América do Sul, o debate sobre as políticas de drogas na República do Chile tem se centrado nos últimos anos no tema da cannabis, especialmente no que diz respeito a legalização do seu cultivo e consumo. Segundo o SENDA (Serviço Nacional para a Prevenção e Reabilitação do Consumo de Drogas e Álcool), o uso da maconha constitui mais de 90 por cento do consumo de todas as substâncias controladas. 41 Em 2012, um projeto de lei para descriminalizar o cultivo e consumo da cannabis foi apresentado ao Congresso pelos Senadores Rossi (Partido Socialista) e Lagos Weber (Partido por la Democracia). A repercussão de tal projeto nos meios de comunicação gerou um debate

40 REVISTA EXAME. São Paulo: Abril, 27 abr. 2015. Disponível em:

<http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/apos-25-anos-de-democracia-chile-muda-seu-

sistema-eleitoral>. Acesso em: 15 jul. 2016. 41 INSTITUTE, Tni: Transnational. Reforma a las Leyes de drogas en la América

Latina. 2016. Disponível em: <http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america- latina/chile/item/244-chile>. Acesso em: 09 jul. 2016.

13
13

mais amplo e de notória receptividade pela população civil, pelos próprios parlamentares e pelos setores políticos de direita. 42 De acordo com o Banco Mundial, o Chile é, atualmente, referência latino-americana no progresso e desenvolvimento de políticas públicas adotadas pelo governo nacional. 43 Neste contexto, durante a campanha presidencial de Michelle Bachelet as propostas envolvendo as políticas públicas sobre drogas apontaram “um novo enfoque baseado na saúde e não meramente na segurança pública” 44 com uma estratégia de prevenção e reabilitação. Na atual legislação chilena, a lei 20.000 é responsável por tutelar a matéria das drogas estabelecendo as penas para o tráfico de entorpecentes e substâncias psicotrópicas. Faz-se importante ressaltar que a legislação em comento não proíbe o consumo pessoal e privado de nenhuma droga, criminalizando, todavia, o consumo em grupo. Apesar da não punibilidade do consumo pessoal e privado, a maconha ainda é classificada pela Lei 20.000 como proibida nos casos de tráfico ou consumo em locais públicos, sendo equiparada à cocaína e à heroína. Entretanto, a ministra da Saúde, Helia Molina já declarou publicamente que o mais provável é que a cannabis seja descriminalizada com a nova administração governamental. 45 Além disso, em 2014 o país foi o primeiro da América Latina a regulamentar o uso da maconha com fins medicinais 46 o que fomentou ainda mais o ativismo de alguns parlamentares em prol da legalização do cultivo privado da erva. 47

  • 42 INSTITUTE, Tni: Transnational. Reforma a

las

Leyes

de

drogas

en la América

Latina. 2016. Disponível em: <http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america-

latina/chile/item/244-chile>. Acesso em: 09 jul. 2016.

  • 43 BANCO MUNDIAL. Chile: panorama geral. Disponível em: http://www.bancomundial. org/ es/country/chile/overview>. Acesso em: 09 jul. 2016.

44

B.,

Eduardo

Vergara.

Bachelet

y

el

camino hacia una política de drogas

progresista. Asuntos del Sur. Santiago, p. 1-1. 29 nov. 2013. Disponível em:

<http://www.asuntosdelsur.org/blog/2013/11/29/bachelet-y-el-camino-hacia-una-politica-de-

drogas-progresista-2/>. Acesso em: 09 jul. 2016.

  • 45 INSTITUTE, Tni: Transnational. Reforma a

las

Leyes

de

drogas

en la América

Latina. 2016. Disponível em: <http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america- latina/chile/item/244-chile>. Acesso em: 09 jul. 2016.

  • 46 BBC: Chile, pionero en marihuana medicinal en América Latina. Santiago, 29 out.

2014.

Disponível

em:

http://www.bbc.com/mundo/noticias/2014/10/141029_salud_chile_marihuana_cannabis_legal

_medicina_egn>. Acesso em: 09 nov. 2016.

  • 47 INSTITUTE, Tni: Transnational. Reforma

a

las Leyes de drogas en la América

Latina. 2016. Disponível em: <http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america- latina/chile/item/244-chile>. Acesso em: 09 jul. 2016.

14
14

Outrossim, os reformistas que propõem mudanças na lei 20.000 criticam a falta de distinção entre as quantidades que caracterizam usuário e traficante. 48 Tal crítica se embasa na problemática da superlotação carcerária que é enfrentada pelos chilenos, não diferentemente do restante da América do Sul. Neste panorama, de acordo com a Corporação de Cidadania e Justiça uma organização da sociedade civil chilena das prisões por venda de substâncias entorpecentes ilícitas apenas 12 por cento dos presos no país foram condenados por tráfico. Enquanto isso, 77 por cento do mesmo total foram encarcerados por microtráfico (quando se trata de quantidades pequenas dessas substâncias). 49 De outra face, perante a comunidade internacional a República do Chile se posiciona enfatizando a importância da população civil na redução do consumo de drogas ao redor do globo, também ressaltando a perspectiva da saúde pública nesta problemática, das políticas sobre drogas que promovam a integração social e o respeito aos Direitos Humanos. 50

Unión Demócrata Independienta (UDI) 51 O partido Unión Democráta Independiente (UDI) teve sua fundação em 1983, inspirado pelos ideiais políticos do professor universitário Jaime Guzman. O UDI é uma das mais significativas representações da direita no parlamento chileno, posicionando-se a favor de políticas conservadoras e neoliberais. Os deputados e senadores do UDI mantém posições proibicionistas no que tange à política de drogas no país. O senador Jaime Orpis já declarou que a regulamentação da cannabis no Chile era “uma loucura” 52 O partido possui 7 senadores e 28 deputados no Congresso do da República do Chile.

48 INSTITUTE, Tni: Transnational. Reforma a las Leyes de drogas en la América Latina. 2016. Disponível em: <http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america- latina/chile/item/244-chile>. Acesso em: 09 jul. 2016. 49 LA CORPORACIÓN CIUDADANÍA Y JUSTICIA (Chile). En drogas, todos contentos. 2009. Disponível em: <http://druglawreform.info/images/stories/SociedadCivil- Chile.pdf>. Acesso em: 09 jul. 2016.

50 INSTITUTE, Tni: Transnational. Reforma a las Leyes de drogas en la América Latina. 2016. Disponível em: <http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america- latina/chile/item/244-chile>. Acesso em: 09 jul. 2016. 51 UDI. Bolivia: Homepage, 2015. Disponível em: <http://www.udi.cl/>. Acesso em: 06 jul.

2016.

52 AGRICULTURA (Chile). Senador Jaime Orpis (UDI): “Legalización de la marihuana

en

Chile

es

una

locura”. 2014.

Disponível

em:

<http://www.radioagricultura.cl/2014/12/22/senador-jaime-orpis-udi-legalizacion-de-la-

marihuana-en-chile-es-una-locura/>. Acesso em: 15 jul. 2016.

15
15

Partido Comunista De Chile (PCCh) 53 O Partido Comunista de Chile ou PCCh foi formado a partir de aglutinação, em 1922, do Partido Socialista dos Trabalhadores (POS) com o Internacional Comunista. O PCCh é um partido de esquerda definido como a favor das causas da classe operária a partir de ideais estabelecidos por Karl Marx e Vladimir Lenin. Atualmente, assim como a maioria dos partidos de esquerda da América do Sul, o PCCh vem defendendo pautas progressistas, inclusive no que concerne às políticas sobre drogas. Dessa forma, em 2014 após a ideia geral do projeto de descriminalização do uso da maconha ser aprovada na Comissão de Saúde, a deputada Karol Cariola sustentou a importância da aproximação de tal momento histórico, por este ser um tem que aborda a perspectiva sanitarista o que faz com que as políticas de drogas abandonem seu viés repressivo e proibicionista. 54 No presente momento, sua participação no Congresso Chileo consiste em 6 parlamentares na Câmara dos Deputados.

Partido Socialista de Chile (PS)

O Partido Socialista de Chile foi fundado em Santiago na rua Serrano nº 150 em 19 de abril de 1933. O PS é um dos partidos mais tradicionais do Chile, tendo um grande número de adeptos e adotando como líder póstumo o presidente Salvador Allende, que sofreu golpe de Estado em 1973. Atualmente, o PS detém 6 cadeiras no Senado e 16 cadeiras na Câmara dos Deputados. Quanto às propostas sobre as políticas sobre drogas, o OS é defende veemente uma reforma da legislação proibicionista e a adoção de medidas voltadas à ótica da saúde pública. Em 2012 um de seus senadores Fulvio Rossi foi um dos autores do projeto que

descriminaliza o cultivo e consumo da cannabis no país.

COLÔMBIA

53 PCCH. Chile: Homepage, 2015. Disponível em: <http://www.pcchile.cl/>. Acesso em: 14 jul. 2016 54 PARTIDO COMUNISTA DE CHILE (Chile). Comisión de Salud aprueba por unanimidad idea general de legislar despenalización autocultivo de Cannabis. 2014. Disponível em: <http://www.pcchile.cl/?p=9904>. Acesso em: 15 jul. 2016

16
16

O Congresso da República da Colômbia é a sede do Poder Legislativo da Colômbia, disposta em formato bicameral, consiste na Câmara dos Representantes e no Senado da Colômbia 55 . A Câmara dos Representantes se configura como a câmara baixa do Congresso, cujo

os membros são eleitos pelo sistema distrital 56 para mandatos de 4 anos com idade mínima de

  • 25 anos. No momento do voto, permitido aos indivíduos maiores de dezoito anos

devidamente registrados, é possível escolher um total de dois representantes para compor cadeiras no Poder legislativo. Um deles para a Câmara dos Representantes e outro para o Senado. 57 Durante os anos entre 1848 e 1861 apareceram formalmente os primeiros partidos políticos na Colômbia em um contexto no qual indígenas, escravos, antigos militares e comerciantes procuravam por mudanças que pudessem romper com as guerras civis, golpes de Estado e o cenário colonial do país. 58 Esses grupos supramencionados se articulavam como agentes de fundamentação das primeiras propagações dos ideais liberais. Em direta oposição, estavam os escravistas, latifundiários, militares de alto cargo e clero. Para eles, a situação em que se encontrava a Colômbia deveria ser mantida. Diante disso, nasceram duas forças políticas para confrontar em nome do poder político do território colombiano: o Partido Liberal e o Partido Conservador. 59 Após o desenrolar violento expresso no teor do Guia de Estudos (vide Capítulo 6), somente com a convocação popular da Assembleia Nacional Constituinte em 1991, declinam os partidos políticos tradicionais, em nome de uma Constituição defensora de um Estado

  • 55 ¿QUÉ funciones tiene el Congreso colombiano? Entérese acá. [s. L.]: Congreso Visible,

    • 2016. Son., color. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=dABVuXPOARc>.

Acesso em: 14 jul. 2016.

  • 56 o sistema consiste em dividir a circunscrição eleitoral de um estado ou de um município em um número de distritos que corresponda ao número de vagas em disputa a serem preenchidas.

Cada distrito teria os seus candidatos, que disputariam a eleição para representá-lo no Poder Legislativo. SENA, Adriano Alves de. Voto distrital. Revista Eletrônica da Eje, Brasília, v. 1, n. 5, ago. 2015.

  • 57 ¿QUÉ funciones tiene el Congreso colombiano? Entérese acá. [s. L.]: Congreso Visible,

    • 2016. Son., color. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=dABVuXPOARc>.

Acesso em: 14 jul. 2016.

  • 58 FORERO, Ana Verónica González. Partidos Políticos e Participação: Estudo de caso sobre o Partido Conservador Colombiano. 2010. 167 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Ciência Política, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de

Pernambuco, Recife,

2010.

Disponível

em:

<http://repositorio.ufpe.br/bitstream/handle/123456789/1887/arquivo651_1.pdf?sequence=1&

isAllowed=y>. Acesso em: 13 jul. 2016.

  • 59 Idem

17
17

Democrático participativo e pluralista, ao passo que dispõe no texto legal, para além das questões estritamente partidárias, outros mecanismos de participação popular, como movimentos e organizações sociais. 60 De acordo com a reforma política aprovada em 2003 pelo Congresso da Colômbia, são partidos políticos com pessoa jurídica reconhecida os movimentos que consigam superar dois por cento dos votos nas eleições legislativas, possibilitando que grupos de cidadãos possam se organizar e, caso superem essa porcentagem mínima, conquistar a personalidade jurídica como partidos políticos. 61

Partido Conservador Colombiano (PCC)

Em 1848, em um discurso que foi fortemente aplaudido por seus colegas na Câmara dos Deputados, Julio Arboleda proclamou pela primeira vez a criação formal do Partido Conservador. Um ano depois, Mariano Ospina Rodriguez e José Eusebio Caro produziram um documento chamado "Programa Conservador de 1849". Um verdadeiro manifesto que continha as ideias fundamentais do conservadorismo, trazendo as necessidades de se preservar o indivíduo, a dignidade da pessoa humana, a família, a propriedade, o direito, a justiça, a

sociedade e acima de tudo a República. Apresenta-se como uma livre associação de pessoas que compartilham um mesmo pensamento sobre a função política, a história e a tradição. Aqueles que pertencem ao partido nutrem o desejo de manter a civilização, a cultura, os valores essenciais da nacionalidade que não se confundem com a defesa da internacionalização da economia colombiana 62 . Inspirada nos ideais de Símon Bolívar, a base de atuação do partido se pauta na rejeição do federalismo e de apoio à criação de uma república unitária; na defesa da religião, no apoio à ordem, conseguido através de governos fortes e estáveis para implementar

  • 60 Idem

  • 61 Con la Reforma se establece un umbral del 2% de los votos emitidos válidamente en el territorio nacional en elecciones de Cámara de Representantes o Senado para garantizar conservar u obtener la personería jurídica como partido político. Se abre la posibilidad para que los grupos significativos de ciudadanos, si superan el umbral, obtengan personería jurídica como partidos políticos. QUINTERO, Juan Camilo Vanegas. Impacto de la reforma política de 2003 en los partidos y en el sistema de partidos local: El caso de Cali, elecciones 2007. Perspectivas Internacionales, Cali, v. 4, n. 2, p.37-72, dez. 2008. Disponível em:

<http://perspectivasinternacionales.javerianacali.edu.co/pdf/4.2-02.pdf>. Acesso em: 13 jul.

2016.

  • 62 CONGRESO VISIBLE (Colombia). Partido Conservador Colombiano. Disponível em:

<http://www.congresovisible.org/partidos/perfil/conservador-colombiano/4/>. Acesso em: 14 jul. 2016.

18
18

estritamente a Constituição, e na necessidade de fortalecer os municípios e estabelecer a descentralização do poder 63 . Acreditam os Conservadores que Deus é o centro do universo, existe uma ordem e uma Lei natural da humanidade alicerçada em uma moral universal que legitima a propriedade como um direito natural. Outrossim, que a igualdade e a justiça social dependem de princípios cristãos, devendo ainda, serem impostos limites à razão humana. 64

Partido Liberal Colombiano (PLC) É um dos partidos políticos tradicionais da Colômbia, fundado em 1848 baseando-se no pensamento do General Francisco de Paula Santander. Esse pensamento, remonta à origem do liberalismo como um instrumento de promoção do ser humano como indivíduo de direitos e deveres, inserido dentro de um organismo maior concebido na vida em sociedade 65 . Durante a presidência de Santander de 1832 a 1837, foi composto um partido progressista, de ideais políticos liberais, republicanos e constitucionais, que aspiram alcançar o progresso social e material da nova sociedade formada através de reformas que acabaram com o regime colonial ainda existente. A partir de 1846, no primeiro mandato do General Mosquera, que mostrou-se conciliador e disposto a superar as consequências da guerra civil, a vida pública do Partido Progressista renasceu, formado pela união dos democratas e facções doutrinárias, considerando fundado o novo partido em 16 de julho de 1848, tendo desde então as características de uma organização política liberal, anticlerical e progressista. Suas principais ideologias se pautam na equidade social; no Estado como agente responsável; no bem-estar da população; na liberdade; no resgate do mercado interno para a globalização e nas ferramentas para melhoria da qualidade da vida humana 66 . Em 2016, por iniciativa do Senador Liberal Juán Manuel Galan, o Congresso aprovou a regulamentação do cultivo de maconha para fins medicinais.

63

PARTIDO

CONSERVADOR

(Colombia). Pensamiento

y

doctrina. Disponível

em:

<http://partidoconservador.com/pensamiento-y-doctrina/>. Acesso em: 14 jul. 2016.

Citação com autor incluído no texto: Partido Conservador (2016)

  • 64 Idem

  • 65 Alma liberal, el camino a la igualdad. [s. L.]: Partido Liberal Colombiano, 2011. Son., color. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=HzjuneHzu-A>. Acesso em: 14 jul. 2016.

    • 66 CONGRESO

VISIBLE. Partido

Liberal

Colombiano. Disponível

em:

<http://www.congresovisible.org/partidos/perfil/liberal-colombiano/2/>. Acesso em: 26 jul. 2015.

19
19

Partido Social de Unidade Nacional (PSNU) Foi fundado por uma coligação entre o Partido Conservador e o Partido Liberal sob os ideais que defendem uma sociedade livre, justa e próspera, como um movimento de direita no ano de 2005, composto principalmente por políticos que pertenciam ao Partido Liberal Colombiano e se desligaram para apoiar Álvaro Uribe Vélez nas eleições de 2010. 67 Se configura como uma organização política pluralista, que através do marco do Estado Social de Direito se apresenta como ferramenta para propor soluções aos problemas e necessidades da Nação Colombiana e de suas regiões, com a finalidade de proporcionar um desenvolvimento sustentável. 68 O partido apoia a construção de um Estado de Bem-estar e entende a família como base da sociedade 69 . Reconhece e aprova a intensificação do processo de globalização, acreditando na ênfase da educação e do desenvolvimento da área de ciência e tecnologia como as oportunidades que podem trazer êxito à Colômbia dentro do mercado global. 70 Além disso, apoia ainda a descentralização e autonomia das regiões, tendo exercido papel de sumária importância no processo de autonomia caribenha.

EQUADOR

O Equador, oficialmente conhecido por República do Equador, encontra-se nos dias atuais como uma República Democrática Representativa, organizada sob o regime presidencialista. 71 A Assembleia Nacional do Equador é formada por uma só câmara, ou seja, é unicameral e é composta por 137 membros, os quais são eleitos diretamente por voto

67 CONGRESO VISIBLE (Colombia). Partido Social de Unidad Nacional - Partido de la U. Disponível em: <http://www.congresovisible.org/partidos/perfil/partido-social-de-unidad- nacional-partido-de-la-u/5/>. Acesso em: 13 jul. 2016. 68 Idem

69 PARTIDO SOCIAL DE UNIDAD NACIONAL

PARTIDO

DE

LA

U

(Colombia). Quienes

- Somos. Disponível

em:

<http://72.167.109.91/index!.php?hash_id=6512bd43d9caa6e02c990b0a82652dca&id_menu

=11>. Acesso em: 14 jul. 2016.

70 CONGRESO VISIBLE (Colombia). Partido Social de Unidad Nacional - Partido de la U. Disponível em:

<http://www.congresovisible.org/partidos/perfil/partido-social-de-unidad-nacional-partido-de-la-u/5/>. Acesso em: 13 jul. 2016.

71

Equador.

Disponível

em:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Equador#Governo_e_pol.C3.ADtica. Acesso em: 14 de julho de

2016.

20
20

popular, nas províncias, para um período de 4 anos, assim como determina a sua Constituição. 72 Vale anotar também que o Equador é tido como um país que apresenta uma forte polarização política, o que, nesse caso, pressiona o país no sentido da ingovernabilidade do sistema político e que conduz a um clima de tensão política constante, fazendo com que a política pareça ser um diálogo de surdos. 73 Ademais, no que respeita às políticas de drogas, é necessário destacar que o Equador, mesmo nunca tendo se destacada enquanto um grande centro de produção ou de trânsito de drogas ilícitas, possui, há quase duas décadas, uma das leis de drogas mais severas de todo o hemisfério Ocidental. As penas para um crime como o tráfico de drogas podem, inclusive, igualarem-se ou ultrapassarem as penas de um homicídio. 74 Recentemente, o Equador tem passado por um processo de reforma da sua legislação em matéria de drogas e da estrutura institucional relacionado, mudando a sua postura. O atual governo de Rafael Correa está empurrando para a frente este processo, iniciado em 2008 mediante uma nova constituição que levou à declaração de uma anistia para os traficantes de pequena escala. Posteriormente, em 2014, o parlamento aprovou o Código de Processo Penal Orgânica, substituindo uma seção de infracções penais famosa por suas penas duramente desproporcionais e unidade para processar. Como resultado da amnistia e a nova legislação, milhares de pessoas foram libertadas da prisão. 75 No ano de 2013, o país descriminalizou o porte de pequenas quantidades, determinadas pelo Ministério da Saúde, de algumas substâncias psicotrópicas, como a maconha, cocaína, heroína, ecstasy e anfetaminas. De fato, um importante passo que vai de encontro ao ideário da política de guerra às drogas. 76

72 Asamblea.

Pleno-

Asambleistas.

Disponível

em:

http://www.asambleanacional.gob.ec/es/pleno-asambleistas Acesso em: 14 de julho de 2016. 73 SAEZ, Manuel Alcántara. Partidos políticos na América Latina. 2002. Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/op/v8n2/14876.pdf Acesso em: 14 de julho de 2016.

74 EDWARDS, Sandra G. A short history of Ecuador’s drug legislation and the impact on

its

prison

population.

Disponível

em:

http://druglawreform.info/images/stories/documents/Systems_Overload/TNI-

Systems_Overload-ecuador-def.pdf. Acesso em: 15 de julho de 2016. 75 Ecuador. Disponível em: http://druglawreform.info/en/country-information/latin- america/ecuador. Acesso em: 10 de julho de 2016.

76 Globo. Porte de drogas para consumo é legalizado no Equador. Disponível em <

http://oglobo.globo.com/mundo/porte-de-drogas-para-consumo-legalizado-no-equador-

780087#ixzz4EWQBKvLl> Acesso em 12 de julho de 2016.

21
21

Por fim, devemos adentrar nas políticas partidárias. Nesse sentido, há de se mencionar que os seus principais partidos políticos são o Alianza PAIS (Pátria Altiva e Soberana), Criando Oportunidades (CREO) e o Partido Social Cristão (PSC).

Alianza PAIS

O movimento Alianza PAIS (Patria Ativa e Soberana), fundado em 3 de abrl de 2006, sob um viés ideológico pautado no socialismo do século XXI, é, nos dias atuais, o maior partido do Equador, contando com cerca de 100 das 137 cadeiras da Assembleia e com mais de 1,5 milhão de membros. É também o atual partido que está no governo, na figura do presidente da república equatoriana Rafael Correa. O Alianza PAIS é um partido inspirado pelas lutas dos povos e pelos movimentos no país que visam a construção de uma nova sociedade calcada nos princípios do socialismo e do bem viver. Nesse sentido, assume um pensamento libertário e revolucionário de esquerda, aplicando-o a realidade nacional. Outrossim, são seus princípios organizacionais a participação, a democracia, a autonomia do Estado, a transparência e responsabilidade, organização da sociedade, a prevalência do interesse coletivo sobre o indivíduo, o respeito pela diversidade, a não-violência, a liderança coletiva, a solidariedade e reciprocidade. 77 Já no que respeita ao posicionamento partidário sobre as políticas de drogas, é importante perceber que o partido faz jus aos seus ideais libertários, uma vez que o presidente Rafael Correa, membro do partido, é um dos que está à frente da reforma equatoriana nesta matéria.

Criando Oportunidades O partido Criando Oportunidades, conhecido pela sigla CREO, foi fundado no ano de 2012 e é voltado para uma ideologia democrática liberal, com um posicionamento de “centro-

direita”. O partido concorreu pela primeira vez nas eleições de 2013, quando o seu candidato,

Guilherme Lasso ficou em segundo lugar para a presidência da república. Hoje, conta com 11 das 137 cadeiras da Assembleia. 78 O CREO surgiu da preocupação de construir uma organização política que contasse com um espaço inclusivo e aberto, no qual os cidadãos equatorianos pudessem, de fato,

77

Movimiento

Alianza

PAIS.

Disponível

em:<

http://www.alianzapais.com.ec/2015/07/03/movimiento/> Acesso em: 10 de julho de 2016.

78 Creando Oportunidades. Disponível

em:

<

https://es.wikipedia.org/wiki/Creando_Oportunidades>. Acesso em 10 de julho de 2016.

22
22

contribuir com as suas ideias. Nesse sentido, tem como principal objetivo a implementação de soluções reais para os problemas das pessoas, baseado em princípios, o que vê como uma etapa necessária e indispensável para transformar o Equador em um país mais próspero. Assim, os seus princípios basilares são a “liberdade de trabalhar para um futuro melhor, a solidariedade com os menos afortunados, e amor por nossa família, comunidade e país.79

Partido Social Cristão

O Partido Social Cristão, criado em 1951 como Movimento Social Cristão (MSC), é um partido que se baseia numa ideologia neoconservadora, inspirado originalmente na doutrina social da Igreja católica, e em uma agenda tradicionalista. Também, tem uma posição doutrinária de direita e conta hoje com 11 representantes na Assembleia. 80 O PSC contava com uma ampla bancada parlamentar até antes das eleições de 2006, até quando, inclusive, esteve sobre o controle das principais instituições políticas equatorianas, tempo em que o fez ser identificado como o líder da partidocracia nacional. Nas eleições seguintes sofreu uma grande queda, mas ainda detém controle sobre muitas províncias. 81 Tendo em vista a sua posição conservadora e a primazia da ética religiosa, o posicionamento desse partido quanto às drogas é no sentido de proibir a sua utilização e criminaliza-las, sendo um forte adepto à política de guerra às drogas.

GUIANA

A Guiana se declara como uma República semi-presidencialista 82 , isto é, um sistema de governo híbrido, em que o chefe do poder executivo não detém toda a responsabilidade de governo, mas a divide com o primeiro-ministro. Em sede de parlamento, os dois partidos com

79

CREO.

El

Movimiento.

Disponível

em:

<

http://creo.com.ec/conocenos-2/el-

movimiento/>. Acesso em 10 de julho de 2016.

80 Partido

81

Partido

Social

Cristão

(Equador).

Disponível

em

<https://es.wikipedia.org/wiki/Partido_Social_Cristiano_(Ecuador) />. Acesso em 10 de julho de 2016.

Social

Cristão

(Equador).

Disponível

em:

<http://pt.encydia.com/es/Partido_Social_Crist%C3%A3o_(Equador) /> . Acesso em 10 de julho de 2016.

82

ELGIE,

Robert. ‘Difficult’

cases

Guyana. Disponível

em:

<http://www.semipresidentialism.com/?cat=114>. Acesso em: 23 jul. 2015.

23
23

maior representatividade são: o Partido Progressista do Povo e a Assembleia Popular Nacional de Reforma Uma Guiana.

Assembleia Popular Nacional De Reforma Una Guiana (Guiana) 83 Surgido em 1957 como Congresso Nacional do Povo, ou CNP, esse partido é resultado de uma dissidência 84 ocorrida no Partido Progressista do Povo, quando se tornou um partido de oposição. A sua criação foi liderada por Forbes Burnham 85 , após considerar o seu antigo partido como muito radical, e teve apoio inicial principalmente da classe urbana negra. Devido à sua origem, o CNP nasceu com tendências socialistas, mas vem se mostrando liberal na seara econômica, tendo em vista o apoio ao setor privado. Em 1985, o presidente em exercício, e também líder do partido, Desmond Hoyte, anunciou a desvinculação do CNP com os ideais socialistas 86 . Desde o final do século passado, porém, o partido tem perdido espaço na política nacional, o que o levou a buscar novas alianças. Um exemplo disso é a parceria firmada com o grupo político Reforma, que resultou na mudança do nome do CNP para Assembleia Popular Nacional de Reforma una Guiana (APNR-1G). Na atualidade, a APNR-1G é o segundo partido com maior número de cadeiras parlamentares na Assembleia Nacional.

Partido Progressista do Povo (Guiana) 87 Surgido em 1950, o Partido Progressista do Povo ou PPP, sigla comumente atribuída ao partido foi fundado sob o lema da independência e da igualdade social. Durante sua

  • 83 PCRN. BRIEF HISTORY OF THE PEOPLE'S NATIONAL CONGRESS. Disponível em: <http://www.pncrguyana.com/pncr_history.php>. Acesso em: 18 jul. 2015.

  • 84 KNEWS. Is the PPP hierarchy split between those supportive of the status quo and those against it? Disponível em: <http://www.kaieteurnewsonline.com/2010/07/27/is-the- ppp-hierarchy-split-between-those-supportive-of-the-status-quo-and-those-against-it/>. Acesso em: 15 jul. 2016.

  • 85 BRITANNICA, Encyclopædia. Forbes Burnham. Disponível em:

<http://www.britannica.com/biography/Forbes-Burnham>. Acesso em: 15 jul. 2016.

  • 86 GAFAR, Jonh. Guyana: From State Control to free markets. Nova York: Nova, 2003.

  • 87 PPP. TOWARDS GREATER INCLUSIVE GOVERNANCE IN GUYANA “Building Trust To Achieve Genuine Political Co-operation”. Disponível em: <http://www.ppp- civic.org/inclusivepaper/inclusivepaper.htm>. Acesso em: 20 jul. 2015.

24
24

formação, buscou apoio da grande massa, notadamente a classe trabalhadora, para confrontar politicamente as instituições do governo britânico 88 , à época metrópole da Guiana. Diante desse histórico, restam poucas dúvidas de seu posicionamento esquerdista, uma vez que o partido toma por base os ideais socialistas 89 , difundidos por Marx. No parlamento, o PPP tem papel primordial na defesa de leis trabalhistas, assim como em outros temas de direitos humanos, como a liberdade de expressão e imprensa. Não se pode olvidar, também, que uma dissidência ocorrida nesse partido foi responsável pela criação do Congresso Nacional do Povo 90 , segundo partido mais influente na Guiana, e, atualmente oposição ao PPP. Em 2015, o Partido contestou o resultado das eleições que colocaram Daniel Arthur Granger, um militar de 69 anos, como chefe de Estado da Guiana, pela União para Aliança Nacional. Sua campanha foi voltada para promessas relativas a combater mais enfaticamente o tráfico de drogas e de pessoas, além do desemprego e da pobreza 91 . Atualmente, o PPP domina 32 das 65 cadeiras existentes o parlamento, fato que lhe concede uma desvantagem mínima diante do partido do atual presidente 92 .

PARAGUAI

O Paraguai, oficialmente a República do Paraguai, é um país do centro da América do Sul que faz fronteiras com a Argentina, a Bolívia e o Brasil. É um dos poucos países do continente americano que não possui saída para o mar e possui cerca de 6,5 milhões de

  • 88 KNEWS. Socialism and its effects on Guyana and its people. Disponível em:

<http://www.kaieteurnewsonline.com/2014/04/02/socialism-and-its-effects-on-guyana-and-

its-people/>. Acesso em: 21 jul. 2015.

  • 89 Opera Citato.

  • 90 KNEWS. Is the PPP hierarchy split between those supportive of the status quo and those against it? Disponível em: <http://www.kaieteurnewsonline.com/2010/07/27/is-the- ppp-hierarchy-split-between-those-supportive-of-the-status-quo-and-those-against-it/>. Acesso em: 18 jul. 2015.

  • 91 EFE. David Arthur Granger toma posse como oitavo presidente da Guiana. Disponível em: <http://noticias.r7.com/internacional/david-arthur-granger-toma-posse-como-oitavo- presidente-da-guiana-16052015>. Acesso em: 15 jul. 2016.

  • 92 EFE. David Arthur Granger toma posse como oitavo presidente da Guiana. Disponível

em: <http://noticias.r7.com/internacional/david-arthur-granger-toma-posse-como-oitavo- presidente-da-guiana-16052015>. Acesso em: 15 jul. 2016.

25
25

habitantes, de acordo com o senso de 2009 realizado no país. A capital do Paraguai é a cidade de Assunção e nesta estão concentrados 1/3 da população 93 . Tratando do governo paraguaio, o país adota o sistema republicano presidencialista, ou seja, o presidente é considerado o chefe de Estado e de governo. A Constituição da República do Paraguai foi publicada em 20 de agosto de 1992 e é baseada na divisão dos poderes e na democracia 94 . O poder executivo é exercido pelo presidente, vice-presidente e Conselho de Ministros 95 . Os dois primeiros são eleitos através do sufrágio universal para um mandato de 5 anos sem a possibilidade de reeleição e governam sob a assessoria do terceiro. O presidente em poder atualmente é Horacio Cartes e o vice, Juan Afara, eleitos em 2013. O Conselho de Ministros, por sua vez, é composto por Ministros nomeados pela presidência. Além disso, é constituído pelos membros do gabinete, o reitor da Universidade Nacional de Assunção, o presidente do Banco Central do Paraguai e os representantes de outros 10 ministérios, cujos números e funções podem ser alterados por lei. No que tange ao poder legislativo, a Carta Maior paraguaia estabelece o sistema bicameral, ou seja, composta pelo Congresso (ou Câmara dos Senadores), com 45 membros, e pela Câmara dos Deputados, com 80 membros, que também são eleitos para um mandato de 5 anos.

Os Senadores paraguaios são eleitos diretamente pelo povo através do voto direto. Contudo, a forma de eleição dos deputados, apesar de ser obtida pelo sufrágio do povo, é feita em colégios eleitorais departamentais. Atualmente, existem 12 partidos políticos no Paraguai, sejam eles: a Aliança Patriótica pela Mudança (APC), o Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), o Partido Democrático Cristão (PDC), o Partido Revolucionário Febrerista (PRF), o Partido País Solidário (PPS), o Movimento para o Socialismo (P-MAS), o Movimento Pátria Querida (MPQ), a União Nacional dos Cidadãos Éticos (UNACE), o Partido Pátria Livre (PPL), o Partido Comunista Paraguaio (PCP), o Partido do Encontro Nacional (PEN) e a Associação Republicana Nacional Partido Colorado (ANR- PC), tendo este último eleito a maioria dos Senadores na última eleição, em 2013.

  • 93 Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Paraguai#Governo_e_pol.C3.ADtica>. Acesso em: 02 jul. 2016.

  • 94 Disponível em: <http://www.infoescola.com/paraguai/historia-do-paraguai/>. Acesso em:

  • 02 jul. 2016.

  • 95 Disponível em: <http://tudosobreparaguai-acjn.blogspot.com.br/p/politica.html>. Acesso em: 02 jul. 2016.

26
26

No Parlasul, no presente ano (2016), possuem representatividade o Partido Colorado, o Partido Liberal Radical Autêntico e o Partido Revolucionário Febrerista.

Associação Nacional Republicana - Partido Colorado (ANR-PC) A Associação Republicana Nacional, popularmente conhecida como Partido Colorado, foi fundada em 1887 e domina, até hoje, a maior parte dos três poderes no Paraguai. O Partido Colorado ficou por 61 anos ininterruptos no poder até, em 2008, perder o cargo da presidência. Contudo, nas eleições seguintes, em 2013, teve seu representante eleito, o grande empresário e atual presidente Horacio Cartes. Além disso, conseguiu eleger a maioria dos Senadores do Congresso 96 . É um partido de grande destaque no cenário político paraguaio e possui uma ideais com tendências conservadoras e nacionalista. Esse partido declara defender os princípios da liberdade, da justiça e do direito, bem como a soberania popular. Além disso, se diz contra todo e qualquer tipo de ditadura, seja ela de indivíduos ou de grupos 97 . Sobre a política externa, a ANR-PC afirmar defender os interesses do povo paraguaio, tanto culturais quanto materiais, buscando a sua autodeterminação. Apoia a consolidação do Mercosul por considerar que esse bloco procurar representar as verdadeiras aspirações sociais do povo sul-americano. O Partido Colorado, no entanto, não coaduna com a ALCA, pois afirma que os países da América Latina necessitam de um tratamento comercial diferenciado e não igualitário, uma vez que caso seja um tratamento igual, os Estados Unidos iriam converter os povos latino-americanos apenas em grandes mercados para seus excedentes de exportação 98 .

Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA)

O Partido Liberal Radical Autêntico, conhecido pela sigla PLRA, foi fundando em 1887, sendo, com isso, um dos partidos mais antigos do Paraguai, responsável por diversos movimentos opositores ao governo Colorado. Ficou suspenso por um tempo, durante o regime ditatorial do general Alfredo Stroessner, ressurgindo, clandestinamente, no ano de 1978. Dessa forma, foi considerado o partido opositor da Ditadura Stroessner.

96 Disponível em:

<http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/08/130815_paraguai_alternancia>. Acesso em: 02 jul. 2016. 97 Disponível em: < http://www.anr.org.py/paginas.php?cod=9>. Acesso em: 02 jul. 2016. 98 Disponível em: <http://www.anr.org.py/paginas.php?cod=54>. Acesso em: 05 jul. 2016.

27
27

Atualmente, junto com o Partido Colorado, é um dos partidos majoritários na política paraguaia. Nas eleições presidenciais de 2008, teve seu candidato a vice-presidente eleito (Federico Franco) e, com a destituição do até então presidente Fernando Lugo, em 2012. Desse modo, entre 2012 e 2013, o Estado do Paraguai foi governado por um presidente do PLRA.

O objetivo principal desse partido é disseminar os ideais liberais trazidos em seu estatuto, sua ideologia basilar desse partido é o socioliberalismo, um tanto quanto radicalista, possuindo uma visão mais centrista do que os outros partidos do país 99 . Dessa forma, os membros desse partido buscam, consoante a ideologia partidária, manter um sistema democrático liberal na República do Paraguai, buscar a prosperidade econômica, reafirmar o país como soberano nacional e internacionalmente. No que tange à política externa, tem uma importância elevada diante da sua representatividade no poder legislativo e uma atuação favorável ao funcionamento do bloco Mercosul.

Partido Revolucionário Febrerista (PRF)

Esse partido é assim denominado em virtude de ter surgido com a Revolução de 17 de

fevereiro de 1936 100 . Possui uma ideologia socialista democrática, ecologista, anti- imperialista e revolucionária 101 . Assume uma posição de representante da classe dos trabalhadores rurais e dos estudantes. Tem como principais objetivos a busca pela melhoria na qualidade de vida da população paraguaia, luta contra as injustiças sociais, bem como pela distribuição

proporcional das riquezas e terras. O lema dos programas sociais propostos pelo PRF é “Pela

libertação integral do povo paraguaio”

PERU

O Congresso

da

República

do

Peru (Congreso

de

la

República

del

Perú

102

)

é

legislativo do Peru. Desde 1996, disposto como assembleia unicameral, é o Congresso do Peru composto por

99 Disponível em: <http://plra.org.py/estatuto-partidario/>. Acesso em: 05 jul. 2016.

  • 100 Disponível em: <https://es.wikipedia.org/wiki/Partido_Revolucionario_Febrerista>. Acesso em: 08 jul. 2016.

  • 101 Disponível em: <http://www.eleccionesparaguay.com/partido-politico-partido- revolucionario-febrerista-17.html>. Acesso em: 10 jul. 2016.

  • 102 Congresso de La Republica. Disponível em: <http://www.congreso.gob.pe/>. Acesso em:

10 jul. 2016.

28
28
  • 146 parlamentares (Congressistas) proporcionalmente eleitos para mandato de 5 anos, bem como o chefe do

executivo naquele país.

O partido do atual governo é o Partido Aprista Peruano, possuindo esse também a maior representatividade no Congresso da República, e um índice de 36% de aprovação de governo. Seu principal opositor é o partido Ação Popular.

Com legislatura ainda bastante repressiva no que toca ao porte e tráfico de drogas, de 2003 para cá esse pais veio modificando suas políticas de combate ao tráfico. No Peru, o consumo da folha de coca nunca fora penalizado devido a sua inserção cultural naquela sociedade 103 .

Ação Popular (AP)

Criado em 07 de julho de 1956 104 , o Ação Popular, se porta como novo estado de consciência de classe do povo peruano traduzindo a preocupações da população e uma permanente possibilidade de renovação e adaptação às demandas da comunidade. Partido definido como democrático, nacionalista e revolucionário, possui tais acepções na medida em que é democrático enquanto divulga e defende o sistema de governo do povo. Nacionalista porque promove principalmente os valores, tradições e desenvolvimento econômico e cultural local. Revolucionário, porque visa a constante atualização das estruturas sociais e culturais. A frente "Peru como Doutrina" possui valores e princípios decorrentes da particularidade histórica e cultural que se desenvolveu no Peru, contudo com grande significado universal. Seus valores mais importantes são a verdade, honestidade, trabalho e solidariedade 105 . Uma parte importante da sua doutrina se desenvolve através da "Cooperação Popular" e a "Tradição Planificadora" contra o desafio da geografia rica e acidentada do Peru e atualmente, conta o partido com 32 representantes no Congresso da República.

Aliança Para o Progresso (APP)

Fundado em 8 de Dezembro de 2001, por César Acuña Peralta em conjunto com grupo

de colaboradores próximos, a Aliança para o Progresso, como um partido político possui empenho em trabalhar para uma qualidade de vida decente para todos os peruanos.

  • 103 INSTITUTE,

Transnational. Peru. 2016.

Disponível

em:

<

http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america-latina/peru >. Acesso em: 10 jul.

2016.

  • 104 ACCION POPULAR. Simbolo e Historia. Disponível em: <http://accionpopular.com.pe/web/simbolo-e- historia/>. Acesso em: 10 jul. 2015.

  • 105 ACCION POPULAR. El Perú como doctrina. Disponível em: <http://accionpopular.com.pe/identidad- ap/idearios-y-principios-ap/>. Acesso em: 10 jul. 2015.

29
29

De vertente humanista, porque acredita que os governos devem priorizar a pessoa humana, possui como uma de suas pautas fortes o combate a corrupção e ao tráfico internacional de drogas. Atualmente possui 23 representantes no Congresso da República e se porta como partido de Centro Esquerda.

Partido Aprista Peruano (APRA) Fundado em 1924, o partido político latino-americano possui como promoção principal a doutrina da justiça social como modo essencial de superar a exploração, a pobreza e a desigualdade além de reivindicar a Soberania Nacional diante de qualquer forma de influência externa ou abuso, configurando forma de imperialismo e dominação. A doutrina Aprista própria do partido afirma que sem a liberdade e a democracia não são possíveis, nem progresso e nem justiça, e, portanto, rejeita a ditadura política e econômica. De pulso forte contra o tráfico de drogas, acredita a doutrina Aprista que o combate a esse apenas será de fato efetivo mediante a integração total latino-americana. Atualmente, conta o partido aprista peruano com 54 representantes no Congresso da República 106 .

SURINAME

A República do Suriname é o mais jovem país independente da América do Sul, sendo, desde 1987, quando foi redemocratizado após o golpe militar que implementou o socialismo no país, uma República democrática, estruturado sob o regime parlamentar. 107

A Assembleia Nacional é o seu órgão legislativo e possui cerca de 51 membros, todos esses eleitos pelo voto popular para cinco em cinco anos. Visto que trata-se de uma

106

PARTIDO

APRISTA

PERUANO

(Peru). ¿Por

qué

ser

Aprista? Disponível

em:

<http://www.apra.org.pe/pag-porque.html>. Acesso em: 10 jul. 2015.

107 VISENTINI, Paulo Fagundes. Guiana e Suriname: Uma outra américa do Sul. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/nerint/folder/artigos/artigo2.pdf> Acesso em: 12 de julho de 2016.

30
30

democracia parlamentar, este órgão é responsável por eleger o presidente, chefe do Poder Executivo, sendo necessária uma maioria de dois terços. 108

No que concerne às drogas, há de se anotar que essa é uma questão delicada para o país. Primeiro, posto que, dada a falta de um governo forte, o país é rota de tráfico de drogas 109 110 . Segundo, porque o seu atual presidente já foi condenado por tráfico internacional de drogas e, inclusive, o seu filho já fora encontrado portando armas de fogo e cerca de 500 quilos de cocaína no Panamá. 111 112 Também, vale dizer que o país é um dos últimos na América do Sul que trata o uso de drogas como crime. 113

Ainda na ceara política, dos 8 partidos políticos que compõem a Assembleia Nacional, os que merecem destaque são: o Partido Nacional Democrático (NDP) e o Partido da Reforma Progressista (VHP), respectivamente, os mais que detém mais representatividade. 114

Partido Nacional Democrático (NDP)

O Partido Nacional Democrático (NDP), fundado em 1987, é um partido que se orienta sob a ideologia socialista democrática, adotando um posição política de esquerda. Atualmente, é o partido no governo, na figura do Presidente da Repúbica do Suriname, Desi

108 Suriname: Política. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Suriname> Acesso em 12 de julho de 2016. 109 Diplomatizzando. Suriname: um novo narco-Estado, e mais um Estado falido? Disponível em: <http://diplomatizzando.blogspot.com.br/2010/07/suriname-um-novo-narco- estado-e-mais-um.html> Acesso em 13 de julho de 2016.

110 CORREA, Paulo Gustavo Pellegrino. Suriname: um país de costas para a América do

Sul.

Disponível

em

http://www.agbbauru.org.br/publicacoes/revista/anoXIX_1/agb_xix1_versao_internet/Revista

_AGB_dez2015-13.pdf> Acesso em 13 de julho de 2016. 111 Rede Click: Política. Traficante internacional de drogas preside o Suriname e se diz admirador de Chavez. Disponível em: <https://www.clickpb.com.br/politica/traficante-

internacional-de-drogas-preside-o-suriname-e-se-diz-admirador-de-chavez-87838.html>

Acesso em 13 de julho de 2016. 112 Globo. Filho do presidente do Suriname é preso com 500 toneladas de drogas. Disponível em: http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2013/09/filho-do-presidente-do- suriname-e-preso-com-500-toneladas-de-drogas.html Acesso em 13 de julho de 2016. 113 El País. Brasil entra na discussão mundial sobre a legalização do uso de drogas. Disponível em: http://brasil.elpais.com/brasil/2015/08/19/politica/1440017854_649230.html. Acesso em 13 de julho.

114 De Nationale Assemblée: Partijen. Disponível em: http://www.dna.sr/het-politiek- college/partijen/. Acesso em 12 de julho de 2016.

31
31

Bouterse 115 . É, ademais, o partido que conta com maior representação na assembleia com 26 dos 51 membros 116

O estatuto do Partido, em seu artigo 2º, dispõe acerca dos seus objetivos, dentre os quais destacam-se: a realização de uma sociedade democrática nacional, com base na ideologia nacionalista de independência e unidade nacional; a implementação de uma política cultural e de cidadania; dar um impulso positivo para a ideia de gênero; incentivar os trabalhadores, agricultores, estudantes e intelectuais para participar maciçamente no processo de desenvolvimento; dar conteúdo ao Estado de direito, baseado na separação de poderes e nos princípios de justiça social; promover a integração regional, para expressar solidariedade com os países em desenvolvimento e promover a paz mundial; promover a integração da Nação, entre outros. 117

Partido da Reforma Progressista (VHP)

O Partido da Reforma Progressista, conhecido pela sigla VHP, fora fundado no ano de 1949. Atualmente, é o partido que detém a segunda maior representatividade na Assembleia Nacional, contando com 9 assentos. 118 Junto com outros partidos menores, forma a oposição ao atual governo.

O VHP busca justiça e maior segurança para o Suriname, visto que é um partido político que se baseia nos princípios da legalidade, justiça, respeito, equidade, proteção dos fracos e vulneráveis, solidariedade e prosperidade para todos. O VHP também acredita que sucesso do indivíduo é o resultado da ação humana e as bênçãos do Todo-Poderoso. Outrossim, é um partido que busca uma redução estrutural, suspensão e expulsão no fornecimento de drogas e também, por consequência, do tráfico dessa. 119

115 Partido Nacional Democratico (Surinam). Disponível em:

https://es.wikipedia.org/wiki/Partido_Nacional_Democr%C3%A1tico_(Surinam). Acesso em:

13 de julho de 2016. 116 De Nationale Assemblée: Partijen. Disponível em: http://www.dna.sr/het-politiek- college/partijen/. Acesso em 12 de julho de 2016.

117 NDP.

Ideologie
Ideologie

. Disponível em: http://ndpsuriname.com/naam-zetel-en-duur-doel-

middelen/. Acesso em 13 de julho de 2016. 118 De Nationale Assemblée: Partijen. Disponível em: http://www.dna.sr/het-politiek- college/partijen/. Acesso em 12 de julho de 2016. 119 VHP. Waar staat de VHP voor. Disponível em: http://www.vhp.sr/nl/waar-staat-de- vhp-voor. Acesso em 12 de julho de 2016.

32
32

URUGUAI

O Uruguai é uma República Presidencialista, na qual ocorrem eleições a cada 5 anos para a presidência, cargo responsável pela chefia de Estado e de Governo. Apesar de ter historicamente assumido uma política bipartidária 120 , nos últimos anos outros partidos têm ganhado espaço nas eleições 121 , mudando, inclusive, a dinâmica social e política do país. Três dos partidos com mais representatividade são: os tradicionais Partido Colorado e Partido Nacional, bem como o novo progressista Frente Ampla. O Congresso uruguaio, o qual é bicameral, isto é, composto pelo Senado e pela Câmara de Deputados.

Frente Ampla (FA) 122 O partido da Frente Ampla surge em 1971 como resultado de uma coalizão de variados partidos políticos de esquerda 123 . Essa junção deu ao grupo um caráter multi- ideológico, com manifestações do pensamento comunista, socialista, marxista e, de menor escala, do liberalismo e da democracia cristã. Por assim dizer, a Frente Ampla tem assumido uma posição de centro-esquerda, sendo um contraponto às políticas de direita, mas, ao mesmo tempo, não se alinhando com os pensamentos da extrema esquerda. Em temas sociais, tal partido tem defendido uma postura progressista, com apoio declarado a legalização do aborto, eutanásia e casamento homossexual 124 . Foi durante a presidência de José Mujica, membro do partido, que se regularizou o uso da erva Cannabis 125 , comumente chamada de maconha.

  • 120 SANTOS, Carlos García y. Uruguai: o fim de 174 anos de bipartidarismo. Disponível em: <http://www.adital.com.br/site/noticia2.asp?lang=PT&cod=14289>. Acesso em: 14 jul.

2016.

  • 121 BRASIL ECONÔMICO. 'Esquerda da frente ampla saiu fortalecida no Uruguai', diz cientista político. Disponível em: <http://brasileconomico.ig.com.br/mundo/2014-12- 02/esquerda-da-frente-ampla-saiu-fortalecida-no-uruguai-diz-cientista-politico.html>. Acesso em: 15 jul. 2016.

  • 122 FRENTE AMPLIO. Homepage. Disponível em: <http://www.frenteamplio.org.uy/>. Acesso em: 22 jul. 2015.

  • 123 FONT, Guilhermo. FRENTE AMPLIO, LA UNION DEL PUEBLO. Disponível em:

<http://www.chasque.net/vecinet/framplio.htm>. Acesso em: 12 jul. 2016.

  • 124 LANZARO, Jorge. Os Partidos Uruguaios: a transição na transição. Disponível em:

<http://www.scielo.br/pdf/op/v9n2/v9n2a03.pdf>. Acesso em: 12 jul. 2016.

  • 125 G1. Presidente do Uruguai assina decreto que legaliza mercado da

maconha. Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/05/presidente-do- uruguai-assina-decreto-que-legaliza-mercado-da-maconha.html>. Acesso em: 01 jul. 2016.

33
33

Na atualidade, a Frente Ampla tem maioria das cadeiras parlamentares em ambas as câmaras.

Partido Colorado (PC)

Assim como o Partido Nacional, a história do Partido Colorado remonta o surgimento do Estado uruguaio, em 1836 126 . Diante disso, trata-se de um partido com viés tradicionalista, que comumente adota posições de centro-direita e eventualmente de direita , e se alinhando não só às ideologias liberais, mas também republicanas. Durante o século XIX, o PC tomava por base, principalmente, o liberalismo clássico, daí porque a defesa do livre comércio e da modernização do sistema financeiro 127 . Entretanto, no começo do século XX, uma nova corrente de cunho estatista surgiu dentro do partido, motivada pela ideologia de José Batlle 128 . A partir de então, os colorados passaram a defender uma política de welfare state, muito criticada pelo Partido Nacional, à época, sua maior oposição. Essa dita oposição por muito tempo protagonizou o bipartidarismo uruguaio. A rivalidade histórica deu nome aos adeptos do PN de blancos, em oposição à cor vermelha do partido colorado. Desde 2005, entretanto, esse bipartidarismo perdeu força com a ascensão da Frente Ampla 129 , um partido de esquerda com viés progressista. De modo paralelo, o partido defende a centralização do poder em sua capital, Montevideu, em detrimento da descentralização promovida pelo Partido Nacional. Isso se dá, principalmente, pois o maior apoio ao PC vem das classes urbanas 130 , diferente do que ocorre com o PN.

  • 126 Thiago. O

DOMENICI,

futuro

do

Uruguai,

após

Mujica. Disponível

em:

<http://www.cartacapital.com.br/blogs/outras-palavras/o-futuro-do-uruguai-apos-mujica-

2957.html>. Acesso em: 05 jul. 2016.

 
  • 127 riverismo

180. El

y

el

batllismo

en

la

interna

colorada. Disponível

em:

<http://180.com.uy/articulo/39750_El-riverismo-y-el-batllismo-en-la-interna-colorada>.

Acesso em: 01 jul. 2016.

  • 128 Opera Citato.

  • 129 SILVA, Vanessa. Frente Ampla conquista maioria no Uruguai e dificulta mudanças

em

leis

de

aborto

e

maconha.Disponível em:

<http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/38350/frente+ampla+conquista+

maioria+no+uruguai+e+dificulta+mudancas+em+leis+de+aborto+e+maconha.shtml>. Acesso em: 25 jun. 2016.

  • 130 RANINCHESKI, Sonia; CASTRO, Henrique. História urbana e cultura política no

Brasil

e

Uruguai

no

começo

do

século

XX. Disponível

em:

<http://nuevomundo.revues.org/58506>. Acesso em: 03 jul. 2016.

34
34

Na atualidade, o Partido Colorado é o terceiro partido com maior número de cadeiras parlamentares em ambas as câmaras.

Partido Nacional (PN) 131 O Partido Nacional do Uruguai, também conhecido como Partido Blanco, surgiu em 1836 e tem como lema a frase “Somos pensantes, a união nos dará força”. Defende uma posição política mais conservadora, de direita, com ideologias liberais e nacionalistas 132 . Atualmente é o segundo maior partido com maior número de representantes em ambas as câmaras. Sua criação remete ao surgimento do Estado uruguaio, tendo em vista que o seu fundador foi o general Manuel Oribe, de importante destaque na luta de independência do Uruguai do Brasil Imperial 133 . É a maior oposição do Partido Colorado uruguaio, por ser mais tradicional, e está diretamente relacionado com os grandes ruralistas. Por muito tempo perdurou, no Uruguai, o bipartidarismo e a luta constante entre os Blancos e Colorados, contudo, em 2005, tal divisão perdeu força em razão da ascensão da Frente Ampla (partido de esquerda progressista). Ademais, esse partido enfrentou um grande debate, em 2013, com a legalização da substância Cannabis no Uruguai, uma vez que iam de encontro a essa decisão tomada pelo Estado 134 .

VENEZUELA

A República Bolivariana da Venezuela é um país da América do Sul com 31.11 milhões de habitantes e um PIB de 239.572 milhões de dólares. Além disso, o país é rico em petróleo e possui uma biodiversidade extremamente vasta em seus 916.445km² de território. O país é uma República Federal Presidencialista, e seu órgão legislativo é unicameral (Asembleia Nacional de Venezuela) que é constituída por um parlamento de 167 representantes.

  • 131 PARTIDO

NACIONAL. Homepage. Disponível

em:

<http://partidonacional.org.uy/portal/>. Acesso em: 01 jul. 2016.

  • 132 Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Partido_Nacional_(Uruguai)>. Acesso em:

03 jul. 2016. 133 Disponível em: < http://partidonacional.org.uy/portal/index.php/nuestro- partido/principios>. Acesso em: 03 jul. 2016.

  • 134 Disponível em: <http://www.acidigital.com/noticias/legalizacao-da-maconha-no-uruguai- recebe-chuva-de-criticas-21875/>. Acesso em: 13 jul. 2016.

35
35

A divisão partidária da Venezuela acontece essencialmente em dois grandes blocos de oposição e apoio ao governo. O bloco apoiador é liderado pelo Partido Socialista Unido da Venezuela, enquanto o opositor (Mesa da Unidade Democrática) é liderado pelo COPEI. Com 31 milhões de habitantes, a República Bolivariana da Venezuela vem enfrentando nos últimos anos a maior crise econômica e política de sua história. Segundo o FMI, o país tem, atualmente, a maior inflação do mundo. Sendo assim, sob o governo de Nicolás Maduro, a população venezuelana enfrenta agravantes sociais e econômicos como a alta dependência da importação de bens, a queda do preço do petróleo (maior fonte de riqueza do país) e o controle estatal da produção e distribuição de produtos básicos. 135 Não obstante isso, em dezembro de 2015 a oposição ao governo socialista venceu como maioria nas eleições legislativas dando uma nova perspectiva aos confrontos políticos que ocorrem no país, acirrando os embates entre opositores e apoiadores de Maduro. 136 Em sua política interna, a Venezuela conta com a Asembleia Nacional de Venezuela, um órgão unicameral, reunindo as representações legislativas do país. Atualmente, a Assembleia conta com 167 parlamentares eleitos em dezembro de 2015, sendo 109 parte da oposição e 54 aliados ao governo vigente. Já no que concerne às políticas sobre drogas, a Venezuela substituiu, em 1933, a pena

de prisão por “medidas de segurança social” nos casos de posse de até 2 gramas de cocaína e

20 gramas de maconha. Nas situações de uso pessoal, o país adota a pena de remissão e tratamento que, na maioria das vezes, resulta na internação obrigatória em centros especializados. 137 Neste contexto, a legislação venezuelana que cuida da matéria é a Lei Orgânica sobre Substâncias Entorpecentes e Psicotrópicas. Tal lei também prevê a expulsão dos estrangeiros que consumirem tais drogas em território venezuelano.

135 G1: Crise na Venezuela: veja a cronologia do agravamento da situação do país. São Paulo, 25 maio 2016. Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/05/crise-na- venezuela-veja-cronologia-do-agravamento-da-situacao-do-pais.html>. Acesso em: 15 jul.

2016.

136 G1: Crise na Venezuela: veja a cronologia do agravamento da situação do país. São Paulo, 25 maio 2016. Disponível em: <http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/05/crise-na- venezuela-veja-cronologia-do-agravamento-da-situacao-do-pais.html>. Acesso em: 15 jul.

2016.

137 INSTITUTE, Tni: Transnational. Reforma a las Leyes de drogas en la América Latina. 2016. Disponível em: < http://druglawreform.info/es/informacion-por-pais/america-latina/venezuela>. Acesso em: 15 jul. 2016.

36
36

Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV)

O Partido Socialista Unido de Venezuela foi fundado em 14 de março de 2008 defendendo ideais socialistas, anti-imperialistas e anti-capitalistas. Seu principal expoente de liderança foi Hugo Chavez, presidente do país de 1999 a 2013 ano de sua morte. Desde a morte de Chavez, o PSUV ainda detém o poder, uma vez que Nicolás Maduro ocupa a presidência desde então. Todavia, em dezembro de 2015 a oposição ao governo venceu como maioria nas eleições legislativas, deixando apenas 54 cadeiras para o PSUV das

167 existentes na Asembleia Nacional de Venezuela. Por ser grande opositor das políticas Estadunidenses, o partido se manifesta contrário às políticas de guerra às drogas propagadas pelos EUA durante as últimas décadas na América do Sul.

Comitê de Organização Político-Eleitoral Independente (COPEI)

Sendo o principal partido da colisão opositora ao governo venezuelano (Mesa da Unidade Democrática), o Comitê de Organização Político-Eleitoral Independente (COPEI) é um partido democrata-cristão se alinhando à direita política. Fundado em 1946, o COPEI foi dominante na Venezuela de 1979 a 1983, tendo seu número de simpatizantes diminuído em função da Revolução Bolivariana da década de 90. 138 Sendo um partido cristão, o COPEI se posiciona contrário a qualquer política alternativa envolvendo substâncias entorpecentes ou psicotrópicas, acreditando unicamente no combate ao narcotráfico e ao uso pessoal das drogas. Desde das eleições de dezembro de 2015 o COPEI voltou a ser maioria na Assembleia venezuelana, ocupando 109 das 167 cadeiras do parlamento.

Pátria Para Todos (PPT)

O partido Pátria Para Todos, o PPT, é um partido relativamente novo na Venezuela, foi fundando em 1997, por Aristóbulo Istúriz, ex-Ministro da Educação, Cultura e Esporte do

Governo Chávez. Possui uma ideologia esquerdista, revolucionária, anti-imperialista, bolivariana e democrática 139 .

138 COMITÊ DE ORGANIZAÇÃO POLÍTICO-ELEITORAL INDEPENDENTE

(Venezuela). COPEI. 2016. Disponível em: <http://www.copei.net/>. Acesso em: 15 jul.

2016.

139 Disponível em: <https://es.wikipedia.org/wiki/Patria_Para_Todos>. Acesso em: 15 jul.

2016.

37
37

Sua composição é dada, principalmente, por trabalhadores, estudantes, dirigentes sindicais e pessoas comprometidas com a construção do socialismo no Estado venezuelano 140 .

140 Disponível em: <http://www.patriaparatodos.com.ve/index.php/la-organizacion/que- hacemos.html>. Acesso em: 15 jul. 2016.

38
38