Você está na página 1de 220

Página 05

Página 123
5
outras linguagens

[...]
É UM BICHINHO ENGRAÇADO:
NÃO GOSTA DE TOMAR BANHO,
ADORA FALAR BESTEIRA,
PÕE LÍNGUA DESTE TAMANHO!
É UM BICHINHO PEQUENO
QUE ADORA FAZER PIRRAÇA.
MAS SE O NEGÓCIO É BRINCAR,
LOGO, LOGO, ELE SE ENGRAÇA.
É UM BICHINHO DANADO
QUE DÁ EM TODO LUGAR;
SEMPRE É O REI DA CASA
(ATÉ PARA CHATEAR...)

VOCÊ JÁ ADIVINHOU
DE QUE BICHO ESTOU FALANDO?
ENTÃO APROVEITE AGORA AS DICAS
QUE ESTOU LHE DANDO:
TEM DOIS BRAÇOS, DUAS PERNAS,
DOIS OLHOS E UM NARIZ.
SÓ DE OLHAR É PURA LUZ,
SEU RISO É PURA ALEGRIA.
SUA FALA NOS ENCANTA
DIA E NOITE, NOITE DIA.

AGORA VOCÊ JÁ SABE


QUE BICHO É ESSE, QUE CANSA,
MAS QUE TRAZ VIDA À VIDA.
É O PRÓPRIO BICHO-AMOR.

SEU NOME?____________________________________________________
Escreva seu nome
Carlos Pimentel. Jardim Zoilógico. 8ª Ed. São Paulo: Formato Editorial, 2005.

• DESENHE VOCÊ AO LADO DO POEMA.


6
• OBSERVE A estes SÍMBOLOS E MARQUE COM UM X OS QUE VOCÊ CONHECE.

• CONVERSE COM SEU PROFESSOR E COLEGAS E RESPONDA ORALMENTE:

a) O QUE SIGNIFICA CADA UM DESSES SÍMBOLOS?


b) QUAIS SÍMBOLOS APRESENTAM SOMENTE DESENHOS?
c) QUAL DELES ESTÁ REPRESENTADO SÓ POR UMA PALAVRA? O QUE VOCÊ ACHA QUE
ESTÁ ESCRITO?
d) QUAL APRESENTA NÚMERO? VOCÊ SABE QUe NÚMERO É ESSE E O QUE ELE
REPRESENTA NESSA PLACA?
e) QUAIS SÃO REPRESENTADOS POR DESENHOS E PALAVRAS?

ALÉM DAS PALAVRAS FALADAS OU ESCRITAS, TAMBÉM PODEMOS NOS


COMUNICAR DE OUTRAS FORMAS, UTILIZANDO SÍMBOLOS COMO DESENHOS,
NUMERAIS, LETRAS E PALAVRAS. OS SÍMBOLOS FACILITAM A COMUNICAÇÃO ENTRE
AS PESSOAS.

7
1. VOCÊ ESTÁ JUNTO COM SEUS COLEGAS EM UM ACAMPAMENTO DE FÉRIAS. DESENHE
SÍMBOLOS NOS AVISOS PARA PENDURAR NAS MAÇANETAS DAS PORTAS, QUE INDIQUEM
AOS MENINOS E MENINAS EM QUAL DOS QUARTOS ELES DEVEM DORMIR.

meninos meninas

2. EM SEUS CADERNOS VOCÊ TAMBÉM ENCONTRARÁ SÍMBOLOS QUE IRÃO LHE INDICAR
O QUE DEVERÁ FAZER E APRENDER NAS ATIVIDADES. VEJA ALGUNS:

• CONVERSE COM SEU PROFESSOR E DISCUTA O QUE QUER DIZER CADA UM DESSES
SÍMBOLOS.
• AGORA, CRIE OUTROS SÍMBOLOS QUE REPRESENTAM AS SEGUINTES ATIVIDADES
ESCOLARES:

PENSANDO E ESCREVENDO HORA DA HISTÓRIA

8
A IMAGEM É TAMBÉM UMA FORMA DE COMUNICAÇÃO ENTRE AS PESSOAS.

3. OBSERVE A IMAGEM AO LADO E RESPONDA ORALMENTE:


TODOS CONTRA
a) QUE OBJETOS SÃO MOSTRADOS NA IMAGEM? A DENGUE
b) O QUE ESTE MENINO ESTÁ FAZENDO?
c) O QUE VOCÊ ACHA QUE ESTÁ ESCRITO NA PLACA?
d) O QUE ESTA IMAGEM QUER ENSINAR ÀS PESSOAS?

4. ALGUMAS HISTÓRIAS SÃO CONTADAS SÓ COM DESENHOS, SINAIS OU SÍMBOLOS.


OBSERVE AS CENAS ABAIXO E, JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, CONTE A
HISTÓRIA ORALMENTE.

Autor: Alberto Filho - Disponível em:<http://sitededicas.uol.com.br/conto_sem_texto4_pg1.htm>. Acesso em: jul. 2009.

• AGORA RESPONDA:
a) QUE TÍTULO VOCÊ DARIA PARA ESSA HISTÓRIA?

Escrita espontânea

QUER DESCOBRIR O NOME QUE O AUTOR DEU PARA ESSA HISTÓRIA? JUNTO COM SEU
PROFESSOR E COLEGAS ACESSE O SITE INDICADO E CLIQUE NO LINK CONTOS INFANTIS
SEM TEXTO.
b) VOCÊ GOSTOU DESSA HISTÓRIA? PINTE SUA RESPOSTA:

gOSTEi não gOSTEi

9
os artistas se comunicam através dos quadros que pintam.

a) O QUE AS CRIANÇAS ESTÃO


FAZENDO?
b) EM QUE LUGAR VOCÊ ACHA QUE
ELAS ESTÃO BRINCANDO? POR
QUÊ?
c) VOCÊ JÁ BRINCOU DESSA
BRINCADEIRA? QUAL É O NOME
DELA?
d) O QUE VOCÊ ACHA QUE O ARTISTA
QUIS DIZER NESSE QUADRO?
Ivan Cruz. Telefone de lata.

• FAÇA VOCÊ TAMBÉM UM DESENHO PARA REPRESENTAR ALGO QUE QUEIRA CONTAR
PARA O SEU PROFESSOR E COLEGAS.

10
O QUADRO TELEFONE DE LATA QUE VOCÊ OBSERVOU
NA ATIVIDADE ANTERIOR FOI PINTADO PELO ARTISTA IVAN
CRUZ. ELE PINTOU UMA COLEÇÃO DE QUADROS E DEU
O NOME DE BRINCADEIRAS DE CRIANÇA. PARA ELE,
BRINCAR É UMA ARTE.
Disponível em: <http//brincadeirasdecrianca.com.br>. Acesso em: jul. 2009.

• ESTES SÃO OUTROS QUADROS PINTADOS POR IVAN CRUZ:

BRINCANDO DE RODA AVIÃOZINHO DE PAPEL BOLA DE GUDE

• QUAL É A SUA BRINCADEIRA PREFERIDA? CONTE PARA SEU PROFESSOR


E COLEGAS DESENHANDO-A EM UM DOS QUADROS DE IVAN CRUZ.

11
PODEMOS NOS COMUNICAR ATRAVÉS DAS BRINCADEIRAS.

• JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS VOCÊ


BRINCARÁ DE TELEFONE SEM FIO.

1. VOCÊS DEVEM FAZER UM GRANDE CÍRCULO E


SENTAREM-SE.
2. O PROFESSOR IRÁ FALAR UMA FRASE BAIXINHO NO
OUVIDO DE UM COLEGA.
3. O COLEGA QUE RECEBEU A MENSAGEM DEVE PASSÁ-
LA, TAMBÉM BEM BAIXINHO, PARA OUTRO ATÉ CHEGAR AO
ÚLTIMO PARTICIPANTE.
4. O ÚLTIMO QUE RECEBEU A MENSAGEM DEVERÁ FALAR EM VOZ BEM ALTA O
QUE ESCUTOU. É MUITO DIVERTIDO VER QUE A MENSAGEM MUITAS VEZES CHEGA
COMPLETAMENTE DIFERENTE!
5. APÓS A BRINCADEIRA, CONVERSE COM SEU PROFESSOR E COLEGAS SOBRE COMO
A MENSAGEM CHEGOU E POR QUE ELA FICOU DIFERENTE.

• FAÇA UM DESENHO PARA REPRESENTAR A BRINCADEIRA TELEFONE SEM FIO E COPIE


DENTRO DO BALÃO, A FRASE CORRETA QUE SEU PROFESSOR COLOCOU NA LOUSA.

12
através da música expressamos nossas ideias e sentimentos.

• CANTE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

Michael Sulivan - Paulo Massadas


A vida é uma criança,
um carrossel de esperança
Amor e paz é o que queremos
Venha com a gente e cantaremos
O nosso mundo é colorido e como é lindo
Igual uma bola de sabão, é de ilusão
Nosso caminho é florido
e nossa vida tem sabor de emoção
Vem, vem, vem, vem, vem, vem, vem

Vem, eu quero te mostrar


Existe um lugar pra gente ser feliz
Vamos juntos caminhar, correr, sorrir, brincar
Cantar e pedir bis
Lá lá lá lá...
Disponível em:<http://letras.terra.com.br/trem-da-alegria/297550/>. Acesso em: jul.2009.

• JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS CANTEM OUTRAS MÚSICAS. DEPOIS,


REpresente ATRAVÉS DE UM DESENHO A MÚSICA QUE VOCÊ mais GOSTOU.

13
O MOVIMENTO É UMA LINGUAGEM. O CORPO TAMBÉM FALA.

• JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS VOCÊ IRÁ BRINCAR DE:

Material: Pedaços de papel de cores variadas, bolinhas de algodão


e aparelho de som.
Organização: Você e seus colegas à vontade pelo pátio da escola
ou sala de aula.
Desenvolvimento:
1. Seu professor irá distribuir um pedaço de papel colorido para
cada criança. Ao som de uma música alegre vocês devem pintar o pátio
ou a sala com os pedaços de papéis, como se fossem pincéis. Nenhum
espaço deve ficar sem pintar. Sugestão de música: Peixinhos do Mar
(Milton Nascimento, CD Sentinela).
2. Ao som da música: Fome Come (Palavra Cantada, CD Canções de Brincar),
como sugestão, siga as instruções de seu professor:
Jogue os papéis coloridos para cima e pegue-os, a cada vez, com uma
parte diferente do corpo: com a cabeça, com a barriga, com o braço,
com o cotovelo, com os pés, com as costas, com o bumbum, com as
palmas das mãos etc.
3. Para encerrar a brincadeira, um gostoso relaxamento! Sugestão
de música: Palhaço (Egberto Gismonti, CD Circense).
Escolha um colega para ser seu par. Um de vocês deve ficar deitado
e o outro sentado ao lado. Com a bolinha de algodão, o que estiver
sentado deve acariciar o rosto e partes do corpo do que está deitado,
depois troquem de posição. Isso deve ser feito com suavidade e cuidado
demonstrando o carinho que sentem uns pelos outros.
 Adaptado de:<http://revistaescola.abril.com.br/educacao-infantil/0-a-3-anos/dancando-gente-aprende-428215.shtml>.
Acesso em: jul.2009.

• NA BRINCADEIRA A DANÇA DAS CORES VOCÊ BRINCOU COM MUITOS PAPÉIS


COLORIDOS. ESCREVA O NOME DAS CORES ABAIXO. (Escrita espontânea).

14
• VOCÊ APRENDEU QUE PARA COMUNICAR NOSSAS IDEIAS, ALÉM DAS PALAVRAS
ESCRITAS, PODEMOS USAR SÍMBOLOS, IMAGENS, DESENHOS, NÚMEROS, MÚSICAS,
POESIAS, BRINCADEIRAS, GESTOS E TUDO QUE A NOSSA IMAGINAÇÃO PERMITIR.

1. OBSERVE A IMAGEM E RESPONDA:

a) QUANTAS CRIANÇAS ESTÃO NA IMAGEM?

b) QUAL A COR DA SAIA E DO SAPATO DA MENINA QUE ESTÁ COM UM LIVRO NA MÃO?
PINTE AS FIGURAS COM A COR QUE REPRESENTA A RESPOSTA CORRETA.

c) O QUE O MENINO DE BLUSA VERDE LEVA NA BANDEJA? DESENHE SUA RESPOSTA.

d) O QUE O DESENHISTA DESTA IMAGEM QUIS DIZER? POR QUÊ? RESPONDA


ORALMENTE.

15
e) PARA RESPONDER AS PERGUNTAS ANTERIORES VOCÊ USOU ALGUMA PALAVRA
ESCRITA? CIRCULE SUA RESPOSTA.

sim não

2. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR.

BETO BAGUNÇA O BANHEIRO,


ESQUECE A TOALHA NO CHÃO,
DEIXA O CHUVEIRO LIGADO,
E GASTA ÁGUA DE MONTÃO!
Flávia Muniz. Beto Baguncinha. São Paulo: Melhoramentos, 2002.

• RESPONDA ORALMENTE:

a) QUEM BAGUNÇA O BANHEIRO?


b) O QUE BETO FAZ É CORRETO? POR QUÊ?
c) O QUE A AUTORA DO VERSINHO QUIS ENSINAR? VOCÊ CONCORDA COM ELA?

3. ELABORE UM CARTAZ USANDO O DESENHO COMO FORMA DE COMUNICAÇÃO, PARA


FALAR ÀS PESSOAS SOBRE A IMPORTÂNCIA DE CUIDARMOS DO PLANETA TERRA E EVITAR
O DESPERDÍCIO DE ÁGUA.

16
a história da escrita

HÁ MUITOS ANOS ATRÁS,


MAS MUITO MESMO, O
MUNDO ERA BEM DIFERENTE
DO QUE É HOJE. NÃO EXISTIA
COMPUTADOR, TELEVISÃO,
CARRO, SUPERMERCADO, LOJA, PAPEL... AS CASAS NÃO
ERAM COMO AS QUE VOCÊ CONHECE.
OS HOMENS DA
CAVERNA, COMO ERAM
CHAMADAS AS PESSOAS QUE
VIVERAM NAQUELA ÉPOCA,
COMUNICAVAM-SE ATRAVÉS
DA FALA, DOS GESTOS, DOS
SINAIS, DAS MARCAS E DOS
DESENHOS FEITOS NAS PAREDES DAS CAVERNAS.
COM O TEMPO ELES DESCOBRIRAM OUTRAS FORMAS
DE REGISTRAR: USAVAM PEDAÇOS DE PEDRAS OU ARGILA
ÚMIDA, E OS LÁPIS QUE ERAM FEITOS DOS GALHOS DAS
ÁRVORES. CADA DESENHO, TRACINHO, BOLINHA, TINHA
UM SIGNIFICADO. MAIS TARDE, OS DESENHOS FORAM
TRANSFORMADOS EM SÍMBOLOS QUE DERAM ORIGEM AS
LETRAS, QUE HOJE FORMAM O NOSSO ALFABETO.

a b c d e f g h i
j k l m n o p q r s
t u V w x y z
• JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, LEIA O ALFABETO. DEPOIS, PINTE TODAS
A LETRAS.
17
• VAMOS BRINCAR COM A IMAGINAÇÃO... VOCÊ VAI ENTRAR NO
TÚNEL DO TEMPO E EM POUCOS SEGUNDOS ESTARÁ VIVENDO HÁ
MUITOS, MUITOS, MUITOS... ANOS ATRÁS.

1. VOCÊ MORA EM UMA CAVERNA E PRECISA CONTAR AO SEU PAI


QUE ENCONTROU VÁRIOS ANIMAIS. COMO VOCÊ VAI FAZER?

2. O TEMPO PASSOU... E AGORA VOCÊ PRECISA DAR UM RECADO PARA SEU AMIGO.
USANDO MASSINHA DE MODELAR OU ARGILA E UM PALITO, FAÇA SEU BILHETE. MAS,
LEMBRE-SE: NESSA ÉPOCA A ESCRITA ERA FEITA ATRAVÉS DE DESENHOS E SÍMBOLOS.
3. NA ÉPOCA EM QUE VOCÊ ESTÁ AGORA AS LETRAS DO ALFABETO SÃO REPRESENTADAS
POR SÍMBOLOS. PORTANTO, CRIE SÍMBOLOS PARA ESCREVER O SEU NOME.

A viagem acabou, chegamos nos dias de hoje!


4. VOCÊ É UMA LINDA CRIANÇA QUE CONHECEU UM POUCO A HISTÓRIA DA ESCRITA E
TODAS AS LETRAS DO ALFABETO QUE UTILIZAMOS HOJE. ESCREVA SEU NOME USANDO
AS LETRAS DESSE ALFABETO.

18
estudo da língua: ALFABETO

CONHECENDO NOSSO ALFABETO


• CANTE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

Toquinho - Elias Andreatto

Quando a gente cresce um pouco


É coisa de louco o que fazem com a gente:
Tem hora pra levantar, hora pra se deitar,
Pra visitar parente.
Quando se aprende a falar, se começa a estudar,
Isso não acaba nunca.
E só vai saber ler, só vai saber escrever
Quem aprender o bê-a-bá.
E além do abecedário, um grande dicionário
Vamos todos precisar:
Com A escrevo amor, com B bola de cor,
Com C eu tenho corpo, cara e coração.
Com D ao meu dispor escrevo dado e dor,
Com E eu sinto emoção!
Com F falo flor, com G eu grito gol
E com H de haver eu posso harmonizar.
Com I desejo ir, com J volto já,com L tenho luar.
Com M escrevo mão, mamãe, manjericão,
Com N digo não e o verbo nascer.
Com O eu posso olhar, com P paparicar,
Com Q eu quero querer.
Com R faço rir, Com S sapoti,
Com T tamanduá, com U Urubupungá.
Com V juro que vi, com X faço xixi,
No fim o Z da zebra.
Fonte: Disponível em:<http://letras.terra.com.br/toquinho/87167/> - Acesso: julho de 2009.

1. PARA O AUTOR DA MÚSICA, DO QUE VOCÊ VAI PRECISAR PARA APRENDER A LER E
ESCREVER?
2. PARA VOCÊ, É IMPORTANTE SABER LER E ESCREVER? POR QUÊ?
19
ABECEDÁRIO: É O CONJUNTO DE LETRAS DA NOSSA LÍNGUA,
TAMBÉM CHAMADO DE ALFABETO.

DICIONÁRIO: É UM LIVRO COM TODAS AS PALAVRAS DA NOSSA


LÍNGUA, ORGANIZADAS EM ORDEM ALFABÉTICA, QUE CONSULTAMOS
PARA SABER O SEU SIGNIFICADO.

• DESCUBRA E ESCREVA COM QUE LETRA COMEÇA cada uma dessas PALAVRAS
QUE APARECEM NA LETRA MÚSICA.

20
• COM AS LETRAS DO ALFABETO PODEMOS ESCREVER NOMES DE PESSOAS, DE
ANIMAIS, DE BRINQUEDOS E DE TUDO QUE ESTÁ EM NOSSA VOLTA. AS LETRAS DO NOSSO
ALFABETO PODEM SER ESCRITAS DE DIFERENTES FORMAS:

• LEIA O ALFABETO JUNTO COM SEU PROFESSOR Professor, oriente os alunos


E COLEGAS. a irem apontando as letras do
alfabeto conforme elas forem
sendo pronunciadas.

1. DESCUBRA AS LETRAS QUE ESTÃO FALTANDO NO ALFABETO ABAIXO E COMPLETE-O.


DEPOIS, CIRCULE AS LETRAS QUE FORMAM O SEU NOME.

A ____ C ____ E ____ G ____ I ____ K ____ M

N ____ P ____ R ____ T ____ V W X Y ____


21
2. RECORTE AS FIGURAS DO ANEXO E COLE-AS NOS ESPAÇOS A SEGUIR. ATENÇÃO,
OBSERVE AS LETRAS INDICADAS!

a b c d

e f g h

i j k l

22
m n o p

q r s t

u v w x

y z
Professor, oriente seus alunos
que as letras K, W e Y costumam
ser usadas para escrever nomes de
pessoas e de produtos em outras
línguas.

23
• SEU PROFESSOR IRÁ LER A PARLENDA A SEGUIR. DEPOIS, VOCÊ IRÁ
DECORÁ-LA E BRINCAR DE PULAR CORDA, RECITANDO A PARLENDA QUE
APRENDEU.

COM QUEM VOCÊ • FAÇA UM DESENHO PARA REPRESENTAR A


PRETENDE SE CASAR? BRINCADEIRA PULAR CORDA.
LOIRO (A), MORENO (A),
CARECA, CABELUDO (A),
SOLDADO (A),
LADRÃO (LADRA),
MOÇO (A) BONITO (A)
QUAL É A LETRA DO SEU
CORAÇÃO?
A, B, C, D, ..., Y, Z.
Parlenda - Domínio Público

COMO BRINCAR: Duas crianças batem a corda ao som da parlenda a


ser cantada pelos colegas que pularão a corda de acordo com o ritmo
da batida. Uma criança entra e pula, enquanto todos falam a parlenda.
A criança pula, recitando o alfabeto até errar. A letra em que parar
corresponde à inicial do futuro “marido ou esposa”. Então se dá o lugar
a uma outra que procede do mesmo modo.

NO FINAL DA PARLENDA VOCÊ CANTOU VÁRIAS LETRAS DO ALFABETO. AS LETRAS DO


ALFABETO SÃO DIVIDidAS EM DOIS GRUPOS, VEJA:

AS LETRAS VERMELHAS SÃO CHAMADAS DE VOGAIS E AS LETRAS AZUIS SÃO


CHAMADAS DE CONSOANTES.
24
1. QUANTAS LETRAS SÃO VOGAIS?

a) QUAIS SÃO ELAS? REGISTRE-AS:

2. QUANTAS SÃO CONSOANTES?

a) QUAIS SÃO ELAS? REGISTRE-AS:

PARA ESCREVER TODAS AS PALAVRAS DA NOSSA LÍNGUA COMBINAMOS AS


VOGAIS E AS CONSOANTES.

3. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR O TRAVA-LÍNGUA A SEGUIR:


A RAPOSA ARRANCOU AS ROSAS DA RAINHA E O RATO ROEU A ROUPA DO REI DE ROMA.

a) COM SEU ALFABETO MÓVEL, FORME AS PALAVRAS QUE ESTÃO COLORIDAS NO


TRAVA-LÍNGUA. DEPOIS, LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR AS PALAVRAS QUE
FORMOU.
b) ESCREVA AS VOGAIS QUE COMPLETAM O NOME DE CADA DESENHO.

R T R
4. QUAIS AS VOGAIS QUE VOCÊ USOU PARA COMPLETAR AS PALAVRAS DA ATIVIDADE
ANTERIOR? PINTE-AS.

A E I O U
a) QUAL FOI A CONSOANTE QUE SE REPETIU NAS DUAS PALAVRAS?

5. E PARA ESCREVER SEU NOME, VOCÊ PRECISA MAIS DE VOGAIS OU CONSOANTES?


PARA DESCOBRIR, SIGA AS INSTRUÇÕES:
25
1. OBSERVE O ALFABETO:

2. CIRCULE AS LETRAS QUE PERTENCEM AO SEU NOME E ESCREVA-AS NA BEXIGA


MENOR. NA BEXIGA MAIOR, ESCREVA AS LETRAS QUE NÃO PERTECEM AO SEU NOME.

3. COM O SEU ALFABETO MÓVEL, FORME SEU NOME.

4. QUANTAS LETRAS TEM SEU NOME?

5. ESCREVA O SEU NOME:

6. CIRCULE DE VERMELHO AS VOGAIS DO SEU NOME E PINTE DE AZUL AS


CONSOANTES.

7. COPIE NOS QUADROS AS VOGAIS E AS CONSOANTES DO SEU NOME.


VOGAIS CONSOANTES

• AGORA, RESPONDA: PARA ESCREVER SEU NOME, VOCÊ PRECISA MAIS DE VOGAIS
OU DE CONSOANTES?

26
1. GABRIEL PERDEU SUA MOCHILA. VAMOS AJUDÁ-LO A ENCONTRÁ-LA SEGUINDO A
ORDEM ALFABÉTICA.

2. O ALFABETO A SEGUIR ESTÁ COMPLETO, MAS FORA DE ORDEM.

F P B K E J S
A Z G H C L
M Q W N R D T
O Y V I X U
• COM SEU ALFABETO MÓVEL, ORGANIZE O ALFABETO NA ORDEM CORRETA. DEPOIS,
COPIE-O NO ESPAÇO A SEGUIR, COLOCANDO UMA LETRA EM CADA QUADRINHO.

27
NOME PRÓPRIO

• OUÇA COM ATENÇÃO A LEITURA QUE SEU PROFESSOR IRÁ FAZER DESTE POEMA:

QUANTAS CRIANÇAS DIFERENTES,


NESTA SALA EU POSSO VER.
CADA UMA COM SEU NOME
MAS TODAS QUERENDO APRENDER.

SEJA MARIA, CAMILA OU JOÃO,


TODOS VÃO APRENDER A LIÇÃO.
TEM TAMBÉM RICARDO, JÉSSICA, EDUARDO.
E É CLARO, A PROFESSORA ANA.
QUE DIZ SORRINDO: SEJAM TODOS BEM-VINDOS!

TODAS QUEREM APRENDER


A LER E A ESCREVER,
MAS, ANTES DE COMEÇAR
VAMOS TODOS NOS CONHECER,
E AMIGOS SER.
Adaptado de: Exercícios-Alfabetização.Disponível em: <http://www.scribd.com/doc>. Acesso em: jul.2009.

1. QUAIS OS NOMES DAS CRIANÇAS QUE APARECEM NO POEMA?


2. O QUE TODAS AS CRIANÇAS DO POEMA QUEREM? E VOCÊ, O QUE QUER APRENDER
NA ESCOLA?
3. VOCÊ TEM AMIGOS NA ESCOLA? COMO ELES SÃO? FALE O NOME DE UM (A) AMIGO (A)
QUE GOSTE MUITO.
4. O QUE VOCÊ ACHA QUE DEVEMOS FAZER PARA MANTER NOSSOS AMIGOS?

• PARA CONHECER SEUS COLEGAS E SEU PROFESSOR VOCÊ REALIZARÁ A


BRINCADEIRA QUERO VER QUEM É ESPERTO?
28
1. Você, seu professor e colegas devem fazer
um círculo e sentarem-se.

MÚSICA:
Quero ver quem é esperto
2. Quando todos estiverem sentados E na roda vai entrar,
Atenção agora aos nomes
deverão cantar a música ao lado.
Que no centro vou colocar.
3. Enquanto todos cantam, o professor
♪♫♪ Melodia: Ciranda Cirandinha
colocará no centro do círculo seis ou
sete crachás.
4. Ao final da música, os alunos cujos nomes estão escritos no crachá
devem levantar-se, pegar o crachá e colocá-lo à sua frente no chão, com o
nome virado para cima.
5. Quem se distrair e não pegar o crachá pagará uma prenda.
6. Ao final, quando todos da roda
Professor, neste momento, antes de
estiverem com seus respectivos sistematizar as atividades com nomes,
sugerimos que utilize os mais variados jogos
crachás, o professor irá propor envolvendo os nomes das crianças. No
inicio trabalhar o nome próprio e a posteriori
adivinhas como: “Quem tem o nome o reconhecimento dos nomes dos colegas.
com quatro letras”? “Qual é o nome A criança nesta faixa etária distingue-se em
aprender por meio da ludicidade.
que começa com a letra...”? “Qual
desses nomes é o maior”? “E o menor”?

• VOCÊ PRECISARÁ DE UMA LISTA COM O NOME DE TODOS OS ALUNOS DE SUA


SALA DE AULA PARA REALIZAR AS PRÓXIMAS ATIVIDADES. PEÇA, POR FAVOR, PARA SEU
PROFESSOR PROVIDENCIAR.

1. OBSERVE A LISTA COM TODOS OS NOMES DOS ALUNOS DE SUA SALA E REALIZE AS
ATIVIDADES A SEGUIR:

a) ENCONTRE O SEU NOME E PINTE-O DE VERMELHO.


b) CIRCULE DE AZUL A PRIMEIRA LETRA DO NOME DE CADA ALUNO.
c) OBSERVE QUE A LISTA É ORGANIZADA NA SEQUÊNCIA DO ALFABETO. LEIA JUNTO COM
SEU PROFESSOR E COLEGAS A PRIMEIRA LETRA DOS NOMES QUE CIRCULOU.

29
d) NA SUA SALA DE AULA EXISTEM NOMES COM TODAS AS LETRAS DO ALFABETO?
MARQUE COM UM X SUA RESPOSTA.

SIM não

e) REGISTRE AS LETRAS QUE VOCÊ NÃO ENCONTROU NO INÍCIO DOS NOMES DOS
ALUNOS DA SUA SALA DE AULA.

2. RECORTE DO ANEXO O ALFABETO AMIGO ESCRITO COM LETRA MAIÚSCULA. DEPOIS,


GUARDE-O COM CUIDADO PARA CONSULTÁ-LO QUANDO PRECISAR.

a) LEIA O ALFABETO. (Leitura individual)

b) COMPLETE O ALFABETO A SEGUIR COM AS LETRAS QUE FALTAM. SE PRECISAR,


CONSULTE O SEU ALFABETO AMIGO.

A C D F H I

K L O Q S

U W Z

3. ESCREVA AS LETRAS DO ALFABETO QUE VÊM ANTES E DEPOIS.

R G I

B J X

E O D

P S Q

L V K
30
4. PINTE o quadrinho das LETRAS QUE ESTÃO NA POSIÇÃO CORRETA.

A
A

A
F F

F
P
P P

P
N
N
N

N
V
V
V

V
5. PINTE COM A MESMA COR AS LETRAS IGUAIS.

31
estudo da língua: VOGAIS

A ABELHA SUGAVA A FLOR,


QUANDO A MENINA A ASSUSTOU
E ELA VOOU IRRITADA.

NÃO ANDA BOA A TELHA?


— TE DOU UMA FERROADA!

MAS, A MENINA FALOU:


— VOCÊ NÃO É DONA ABELHA,
A CRIATURA MAIS DOCE
QUE A NATUREZA CRIOU?

— ENGANO SEU, ANTES FOSSE!


DOCE É O MEL, MINHA FILHA.
QUE EU, DE TANTO FAZER,
A PACIÊNCIA AZEDOU!
Ferreira Gullar. Doutor urubu e outras fábulas. Rio de Janeiro: José Olympio, 2005.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura coletiva.

1. QUAIS SÃO AS PERSONAGENS DO TEXTO?


2. O QUE ACONTECEU NO COMEÇO DO POEMA?
3. QUAL A AMEAÇA QUE A ABELHA FAZ À MENINA?
4. COMO A MENINA PENSAVA QUE AS ABELHAS FOSSEM?
5. SEGUNDO A ABELHA, QUEM ERA DOCE?
6. QUAL O SIGNIFICADO DA PALAVRA AZEDOU NO POEMA?
7. CRIE OUTRAS FRASES UTILIZANDO A PALAVRA AZEDOU COM O MESMO SIGNIFICADO
DO POEMA.

1. CIRCULE NO TEXTO A PALAVRA ABELHA. DEPOIS, COM SEU ALFABETO MÓVEL, MONTE
A PALAVRA ABELHA.
2. COPIE A PALAVRA ABELHA COLOCANDO UMA LETRA EM CADA QUADRINHO.

32
3. QUANTAS LETRAS TEM A PALAVRA ABELHA?

4. OBSERVE A PALAVRA ABELHA E COMPLETE O QUADRO:

A B EL HA
COMEÇA COM A LETRA

TERMINA COM A LETRA

5. PINTE NO POEMA A ABELHA TODAS AS LETRAS A QUE VOCÊ ENCONTRAR. DEPOIS,


COMPARE COM O TEXTO DE UM COLEGA E VEJA SE NÃO ESQUECEU DE PINTAR NENHUMA
LETRINHA.

a) QUANTAS LETRINHAS VOCÊ PINTOU?

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA A ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. OBSERVE O QUADRO E PINTE SOMENTE A VOGAL A EM SEUS DIFERENTES TIPOS DE


ESCRITA.

2. ENCONTRE E PINTE A VOGAL A NAS PALAVRAS:

33
3. VAMOS LER MAIS UM POEMA!
LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa para os alunos acompanharem a leitura e leia várias vezes o poema para que eles
memorizem.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura coletiva e leitura individual de memória.

Aa
A É A LETRA DE AVIÃO

DE AMARELO

E DE ATENÇÃO.

DE AUTOMÓVEL

E ASSOMBRAÇÃO.

Ruth Rocha. Palavras muitas palavras. São Paulo: FTD, 1998.

4. NOMEIE AS FIGURAS.

5. LIGUE AS PALAVRAS IGUAIS:

ABELHA amarelo

ASSOMBRAÇÃO amarelo atenção

ATENÇÃO atenção automóvel

AMARELO assombração

AUTOMÓVEL abelha

34
6. RECORTE DO ANEXO AS FRASES QUE COMPÕEM OS VERSOS DO POEMA DE RUTH
ROCHA QUE VOCÊ APRENDEU. DEPOIS, ORGANIZE-os NA ORDEM CORRETA E COLE-OS
NO ESPAÇO ABAIXO:

7. MONTE COM SEU ALFABETO MÓVEL AS PALAVRAS DA LISTA ABAIXO. DEPOIS,


COMPLETE A TABELA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

PALAVRAS QUANTAS LETRAS? QUANTAS SÍLABAS?

Avião

assombração

atenção

automóvel

amarelo

8. NOMEIE JUNTO COM SEU PROFESSOR TODAS AS FIGURAS ABAIXO. DEPOIS, COMPLETE
OS NOMES DAS FIGURAS COM AS LETRAS QUE FALTAM.

___R___NH___ M___L___ S___P___TO

a) QUAL FOI A LETRA QUE ESTAVA FALTANDO EM TODAS AS PALAVRAS?

35
1. REESCREVA O POEMA DE RUTH ROCHA. MAS, ATENÇÃO! NÃO VALE COPIAR!

2. DESENHE E ESCREVA O NOME DE FRUTAS OU ANIMAIS QUE OS NOMES COMEÇAM


COM A LETRA A. DEPOIS, TROQUE SEU CADERNO COM UM COLEGA E VERIFIQUE SE
VOCÊS ESCREVERAM CORRETAMENTE AS PALAVRAS. SE PRECISAR, PEÇA AJUDA AO
SEU PROFESSOR PARA CORREÇÃO.

36
LETRA E SE USA ASSIM:
ÀS VEZES NO COMEÇO,

Ee
ÀS VEZES NO MEIO,
ÀS VEZES NO FIM.

COM E NO COMEÇO
SE ESCREVE ENDEREÇO
COM E NO MEIO
SE ESCREVE FEIO
E COM E NO FIM?
SE ESCREVE PÉ, BONÉ, CAFÉ
SE ESCREVE FILÉ, SAPÉ, MARÉ
SE ESCREVE CHIMPANZÉ
E ATÉ BUSCAPÉ... Ruth Rocha. Palavras muitas palavras. São Paulo: FTD, 1998.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa para os alunos acompanharem a leitura.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura coletiva.

1. ESSE POEMA ESTÁ SEM TÍTULO. QUE TÍTULO VOCÊ DARIA PARA ELE?
2. QUAL O NOME DA AUTORA DESSE POEMA?
3. VOCÊ SABE POR QUE ESSE POEMA NÃO TEM TÍTULO?

Esse poema não tem título porque ele faz parte do


livro PALAVRAS, MUITAS PALAVRAS... da escritora
Ruth Rocha. Nele cada letra do alfabeto é a primeira
letra de muitas palavras que todos gostam e
conhecem. Com muita graça e muita rima, todas
as letras do alfabeto se apresentam para você. E
os desenhos, muito alegres, fazem com que você
fique ainda mais amigo (a) das letras. Se possível,
peça para seu professor trazer para sala de aula
um exemplar do livro.

37
1. PROCURE E COPIE DO TEXTO UMA PALAVRA QUE TENHA A LETRA E:

No COMEÇO No MEIO No FIM

2. NOMEIE AS FIGURAS.

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA E ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. PINTE A VOGAL E EM SEUS DIFERENTES TIPOS DE ESCRITA.

38
5. LIGUE AS PALAVRAS IGUAIS:
PÉ chimpanzé

BONÉ chimpanzé boné

CHIMPANZÉ café pé

MARÉ pé maré

SAPÉ sapé café

CAFÉ maré sapé

3. DESCUBRA E REGISTRE A RESPOSTA.

POR TRêS VEZES APARECE NO MEIO DO CÉU ESTOU


NO QUERIDO ZÉ-LELÉ. NÃO SOU SOL NEM LUA CHEIA
VEM NO MEIO DO CABELO TAMBÉM NÃO SOU ESTRELA.
E NO FIM DO CAFUNÉ. QUEM SOU?
Domínio Público
Maurício de Souza e Cristina Porto

RESPOSTA:

4. FAÇA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS UMA LISTA DE ANIMAIS OU OBJETOS
QUE OS NOMES COMEÇAM COM A LETRA E. DEPOIS, CONTE O NÚMERO DE LETRAS E O
NÚMERO DE SÍLABAS DE CADA PALAVRA QUE ESCREVEU.

QUANTAS QUANTAS
PALAVRAS FIGURA
LETRAS? SÍLABAS?

ESCOVA 6 3

39
• OUÇA COM ATENÇÃO A LEITURA QUE SEU PROFESSOR FARÁ DO TEXTO A SEGUIR.

O ELEFANTE AFRICANO VIVE EM MÉDIA 120 ANOS, COME CAPIM,


FOLHAS SECAS, CASCAS DE ÁRVORES E RAÍZES. PESA EM
MÉDIA 6 TONELADAS E SUA ALTURA VARIA DE 5 A 7 METROS.
SEU HABITAT SÃO AS FLORESTAS TROPICAIS.
Fonte: Disponível em:<http://www.webciencia.com/14_elefante.htm> - Acesso: julho de 2009.

FLORESTA TROPICAL: É UM AMBIENTE QUE RECEBE MUITA CHUVA, ONDE


EXISTEM MUITAS ÁRVORES ALTAS. O CLIMA ÚMIDO E QUENTE E A LUZ DO SOL
DÃO ÀS PLANTAS TUDO QUE ELAS PRECISAM PARA SE DESENVOLVER.

1. VOCÊ ACHA QUE O TEXTO QUE SEU PROFESSOR LEU TRAZ INFORMAÇÕES
VERDADEIRAS OU É UMA HISTÓRIA INVENTADA? POR QUÊ?
2. ONDE PODEMOS ENCONTRAR TEXTOS INFORMATIVOS COMO ESSE?

1. JUNTO COM SEU PROFESSOR, PREENCHA A FICHA COM AS CARACTERÍSTICAS DO


ELEFANTE AFRICANO, DE ACORDO COM O TEXTO ACIMA.

FICHA TÉCNICA DO:


Recorte do
anexo a foto do
• TEMPO DE VIDA: elefante e cole
aqui.
• ALIMENTAÇÃO:

• PESO:

• ALTURA:

• LOCAL ONDE VIVE:

40
• SEU PROFESSOR IRÁ LER ESTE TEXTO INFORMATIVO SOBRE A EMA. DEPOIS, DE
ACORDO COM O TEXTO, PREENCHA A FICHA DESSE ANIMAL E DESENHE-O NO QUADRO.

A EMA É CONSIDERADA A MAIOR AVE BRASILEIRA. ELA VIVE EM


LUGARES COM MUITAS ÁRVORES. TEM GRANDES ASAS, MAS
NÃO VOA, ELA USA SUAS ASAS PARA SE EQUILIBRAR E MUDAR
DE DIREÇÃO NA CORRIDA. ALIMENTA-SE DE INSETOS, RÉPTEIS,
CAPIM E SEMENTES. BEBE POUCA ÁGUA. PODE PESAR ATÉ 36
KG E SEU COMPRIMENTO CHEGA ATÉ 2 METROS.
A EMA ESTÁ NA LISTA DOS ANIMAIS QUE ESTÃO EM PERIGO DE
EXTINÇÃO.
Fonte: Disponível em:<http://www.saudeanimal.com.br/ema_print.htm>.Acesso em: jul. de 2009.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e leia várias vezes, apontando as palavras, para que os alunos identifiquem as
informações que irão precisar para preencher a ficha técnica.

FICHA TÉCNICA Da:

• TEMPO DE VIDA:

• ALIMENTAÇÃO:

• PESO:

• ALTURA:

• LOCAL ONDE VIVE:

• DISCUTA COM SEU PROFESSOR E COLEGAS POR QUE A EMA ESTÁ AMEAÇADA DE
EXTINÇÃO.
41
• OUÇA O POEMA QUE SEU PROFESSOR IRÁ LER.

ANINHA
PULA AMARELINHA
HENRIQUE
BRINCA DE PIQUE
MARÍLIA
DE MÃE E FILHA
MARCELO
É O REI DO CASTELO
MARIAZINHA
SUA RAINHA
CAROLA
BRINCA DE BOLA
RENATO
DE GATO E RATO
JOÃO
DE POLÍCIA E LADRÃO
JOAQUIM
ANDA DE PATINS
TIETA
DE BICICLETA
E JANETE
DE PATINETE.
LUCINHA!
EU ESTOU SOZINHA.
VOCÊ QUER BRINCAR
COMIGO?
Sonia Miranda. Pra boi dormir. Rio de Janeiro: Record,1999.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva.

1. QUAIS OS NOMES DAS CRIANÇAS QUE APARECEM NO TEXTO?


2. QUAL BRINCADEIRA CITADA NO POEMA VOCÊ MAIS GOSTA DE BRINCAR COM SEUS
COLEGAS?
3. NO POEMA QUEM ESTÁ SOZINHA E CONVIDA UM AMIGO PARA BRINCAR?
4. QUEM VOCÊ ACHA QUE CONVIDOU LUCINHA PARA BRINCAR? POR QUÊ?

42
1. CIRCULE OS NOMES DAS CRIANÇAS DO POEMA.

2. PINTE NO ALFABETO A LETRA INICIAL DO NOME DAS CRIANÇAS DO POEMA.

A B C D E F G H I J K L M
N O P Q R S T U V W X Y X

3. ESCREVA NA TABELA ABAIXO AS LETRAS QUE VOCÊ PINTOU NA ORDEM EM QUE ELAS
APARECEM NO ALFABETO. DEPOIS, ESCREVA OS NOMES DAS CRIANÇAS DO POEMA QUE
se INICIAM COM ESSAS LETRAS.

LETRAS NOMES
A Aninha

4. LIGUE AS FIGURAS COM SEUS NOMES.

AMARELINHA

BICICLETA

PATINS

CASTELO

BOLA

PATINETE

43
5. LEIA O POEMA MAIS UMA VEZ JUNTO COM SEU PROFESSOR. DEPOIS, COMPLETE AS
FRASES:

a) ANINHA ______________________________ AMARELINHA.

b) JOAQUIM _______________________________ de PATINS.

Banco de palavras:
c) CAROLA _____________________________ de BOLA. Pula - anda - brinca

6. E VOCÊ, O QUE GOSTA DE FAZER? DESENHE OU ESCREVA.

7. QUAL É O TÍTULO DO POEMA? ESCREVA SUA RESPOSTA.

8. QUAL É A PRIMEIRA LETRA DO TÍTULO DO POEMA?

9. VOCÊ CONHECE OUTRAS PALAVRAS QUE COMEÇAM COM A VOGAL I? DESENHE OU


ESCREVA.

44
Ii
UM INSETO IMPERTINENTE

INCOMODA TODA A GENTE.

INSETO MUITO IRRITANTE,

ATREVIDO, INSINUANTE!

INSETO INCONVENIENTE.

QUE INSETO MAIS INSISTENTE!


Ruth Rocha. Palavras muitas palavras. São Paulo: FTD, 1998.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva.

1. DISCUTA COM SEU PROFESSOR E COLEGAS SOBRE O SIGNIFICADO DE CADA PALAVRA


COLORIDA NO TEXTO. DEPOIS CONSTRUA FRASES COM ESSAS PALAVRAS.
2. VOCÊ SABE O QUE É UM INSETO?

TEXTO INFORMATIVO
Os insetos são animais que não possuem coluna vertebral, são invertebrados.
Possuem 6 pernas e podem ter 2 asas ou, em alguns casos, quatro asas. A grande
parte deles possui na cabeça 2 antenas que servem para que eles percebam o
gosto, o cheiro e tudo que está ao seu redor. Existe na natureza uma grande
variedade de insetos, muitos considerados daninhos, porque podem transmitir
doenças ou prejudicar as plantações (mosquito, pernilongo, mosca, gafanhoto)
e outros são benéficos para o homem e para o meio ambiente (abelha, joaninha,
borboleta).
Fonte: Disponível em: <http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/insetos/> - Acesso em: jul. 2009.

1. PINTE OS ANIMAIS QUE SÃO INSETOS.

45
2. CIRCULE NO POEMA A PALAVRA INSETO. DEPOIS, COPIE-A NO ESPAÇO ABAIXO,
ESCREVENDO UMA LETRA EM CADA QUADRINHO.

• Desenhe um inseto:

a) QUANTAS LETRAS TEM A PALAVRA INSETO?

b) QUAL É A PRIMEIRA LETRA?

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA I ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. PINTE A VOGAL I EM SEUS DIFERENTES TIPOS DE ESCRITA.

2. ENCONTRE E PINTE A VOGAL I NAS PALAVRAS.

46
3. NOMEIE JUNTO COM SEU PROFESSOR TODAS AS FIGURAS ABAIXO. DEPOIS, COMPLETE
AS PALAVRAS COM AS LETRAS QUE FALTAM.

P___RUL___TO ___GREJA BO___ ME___A

V___OLÃO C___RCO ___LHA

a) QUAL FOI A LETRA QUE FALTOU EM TODAS AS PALAVRAS?

4. PINTE OS DESENHOS QUE TENHAM O SOM DA LETRA I EM SEUS NOMES.

1. ESCREVA PALAVRAS QUE COMEÇAM COM AS VOGAIS: A – E – I (Escrita espontânea).

47
Oo
A ONDA ANDA
AONDE ANDA
A ONDA?
A ONDA AINDA
AINDA ONDA
AINDA ANDA
AONDE?
AONDE?
A ONDA A ONDA
Manuel Bandeira. A Estrela da Tarde. São Paulo: Livraria José Olympio Editora, 1963.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva.

1. A REPETIÇÃO DAS PALAVRAS FAZ VOCÊ LEMBRAR DO QUÊ?


2. O TÍTULO DO POEMA É A ONDA. QUAL OUTRO TÍTULO VOCÊ DARIA PARA ELE?

1. CIRCULE NO POEMA A PALAVRA ONDA E MONTE-A COM SEU ALFABETO MÓVEL.

2. A PALAVRA ONDA COMEÇA COM A LETRA: E TERMINA COM A LETRA:

3. ESCREVA A PALAVRA ONDA COLOCANDO CADA LETRA EM UM QUADRINHO.

• DESENHE A ONDA:

4. CONTE E REGISTRE:
a) A PALAVRA ONDA TEM: LETRAS: sílabas:

48
• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA O ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. PINTE A VOGAL O EM SEUS DIFERENTES TIPOS DE ESCRITA.

2. JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, PREENCHA A TABELA ABAIXO.

QUANTAS QUANTAS
FIGURA NOME DA FIGURA
LETRAS? SÍLABAS?

OVO 3 2

49
Uu
A URSA ULA DISSE UAU!
PORQUE TOMARAM SEU MINGAU.
O URSINHO UGO DISSE UAI!
PORQUE APANHOU DO SEU PAI.
O URSO ULISSES DISSE UFA!
PORQUE QUEIMOU O DEDO NA ESTUFA.
Ruth Rocha. Palavras muitas palavras. São Paulo: FTD, 1998.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
Leia várias vezes o poema para que eles memorizem.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva e leitura individual de memória.

1. VOCÊ ACHA QUE A FAMÍLIA DOS URSOS TEVE UM DIA TRANQUILO? POR QUÊ?
2. QUEM VOCÊ ACHA QUE TOMOU O MINGAU DA URSA ULA?
3. EM SUA OPINIÃO, POR QUE O URSINHO UGO APANHOU DO SEU PAI?
6. O QUE ACONTECEU COM O URSO ULISSES?
7. QUAIS OS CUIDADOS VOCÊ DEVE TER PARA NUNCA SE QUEIMAR?

1. TRANSFORME O POEMA QUE VOCÊ LEU EM UM DESENHO. NÃO ESQUEÇA DE NENHUM


PERSONAGEM.

50
2. NOMEIE JUNTO COM SEU PROFESSOR TODAS AS FIGURAS ABAIXO. DEPOIS, COMPLETE
OS NOMES destas FIGURAS COM AS LETRAS QUE FALTAM.

TAT___ ___VA ___RSO L ___ A N___vem

3. DESENHE UMA  PARA CADA SOM U QUE APARECE EM CADA PALAVRA.


VEJA O EXEMPLO AO LADO:

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA U ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. PINTE A VOGAL U EM SEUS DIFERENTES TIPOS DE ESCRITA.

2. ENCONTRE E PINTE A VOGAL U NAS PALAVRAS:

51
QUANTAS Organização: Seu professor dividirá a classe em dois
PALAVRAS TÊM grupos e deverá providenciar um placar para anotação
NA frase?
dos pontos. (Professor, você poderá usar a lousa como placar).

1. O professor irá falar uma frase e escolher um aluno


para dividi-la em palavras. Por exemplo, se ele falar
“Mariana gostou do sorvete”, aquele que ele escolheu
tem que dizer as palavras separadas, assim: “Mariana”,
“gostou”, “do”, “sorvete”. Depois, deverá dizer quantas palavras tem a frase.
Essa do exemplo tem quatro palavras.
2. O grupo que acertar ganhará um ponto, se errar, o ponto irá para o grupo
adversário. Vence o grupo que fizer mais pontos.
Fonte: Capovilla, A. S. e Capovilla, F., C. Alfabetização: Método fônico. 3. ed. Memnon. São Paulo: 2004.

LEITURA PELO PROFESSOR: Selecione as frases que desejar. Após o jogo, proporcione a reflexão: Uma frase tem palavras maiores e
menores, exemplo: “Mariana” é a palavra maior – “do” é a menor.
•As frases têm várias partes dentro delas, que são as palavras.

1. LEIA A PARLENDA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, depois ILUSTRE-A.

FUI À FEIRA COMPRAR UVA


ENCONTREI UMA CORUJA;
EU PISEI NO RABO DELA
ME CHAMOU DE CARA SUJA.

2. PINTE DE AZUL OS ESPAÇOS ENTRE AS PALAVRAS.


3. O PRIMEIRO VERSO DA PARLENDA TEM QUANTAS PALAVRAS?

4. O SEGUNDO VERSO DA PARLENDA FICOU COM AS PALAVRAS TODAS JUNTAS, VEJA:

ENCONTREIUMACORUJA
a) REESCREVA-O, COLOCANDO CADA PALAVRA EM UM QUADRINHO.

52
estudo da língua: letras maiúsculas e minúsculas

• LEIA E OBSERVE AS LETRAS DESte BILHETE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

1. QUEM ESCREVEU ESSE BILHETE? COMO VOCÊ DESCOBRIU?


2. PARA QUEM TAINÁ ESCREVEU O BILHETE? COMO DESCOBRIU?
3. O QUE TAINÁ INFORMA AOS SEUS PAIS?
4. ABAIXO DO NOME DE TAINÁ TEM UMA DATA. POR QUE É IMPORTANTE COLOCAR A
DATA EM UM BILHETE?

A LETRA QUE TAINÁ USOU PARA ESCREVER O BILHETE É CHAMADA DE LETRA CURSIVA.
A MAIORIA DAS PESSOAS, QUANDO ESCREVE à MÃO, USA ESSA LETRA. VEJA O ALFABETO
EM LETRA CURSIVA.

LETRAS MAIÚSCULAS

LETRAS MINÚSCULAS

53
1. RECORTE DO ANEXO O ALFABETO AMIGO 2. DEPOIS, GUARDE-O COM CUIDADO PARA
CONSULTÁ-LO QUANDO PRECISAR.
a) LEIA O ALFABETO. (Leitura individual.)

2. CANTE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

EU AGORA VOU ESCREVER


AS VOGAIS QUE EU APRENDI.
GORDINHAS, COM VOLTINHAS
OU MAGRINHAS COMO O I.

O A QUE TEM NA ARARA,


O E DO ELEFANTE,
O DE OVO E OVELHINHA,
FALTA O I E O U TÃO ELEGANTE!

Melodia: Terezinha de Jesus Dirce Guedes De Azevedo. Um jeito de aprender caligrafia. São
Paulo: FTD, 1998.

3. LEIA O NOME DESSAS FIGURAS ESCRITAS EM LETRA CURSIVA. DEPOIS, OBSERVE O


TRAÇADO DAS VOGAIS EM MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS E COPIE-AS.

Arara

Elefante

Iguana
54
Urso

1. PINTE AS LETRAS ASSIM:

2. LIGUE AS VOGAIS IGUAIS.

A o
I e
O u
E i
U a
55
estudo da língua: encontros vocálicos

O GATINHO MINGAU
GOSTAVA DE OLHAR PARA LUA.
ELE SUBIU NO TELHADO
E FICOU A MIAR:
MIAU, MIAU, MIAU...

MAS O GATINHO
FICOU TÃO DISTRAÍDO
OLHANDO PRA LUA,
QUE ESCORREGOU E CAIU.
E EM VEZ DE DIZER:
MIAU, MIAU, MIAU...
Gerusa Rodrigues Pinto. O dia-a-dia do professor: 1ª e 2ª
ELE DIZIA: UI, UI, UI... séries. v.7. 5.ed. Belo Horizonte: Fapi, 1999.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos


que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras. Leia várias
vezes o poema para que eles memorizem.
LEITURA PELO ALUNO: leitura coletiva e individual de memória.

1. QUAL É O TÍTULO DO TEXTO?


2. O QUE o gatinho GOSTAVA DE OLHAR?
3. ONDE O GATINHO MINGAU SUBIA PARA OLHAR A LUA?

1. O QUE O GATINHO DIZIA QUANDO OLHAVA PARA LUA?

2. E O QUE ELE DISSE QUANDO ESCORREGOU E CAIU DO TELHADO?

DESENHE COMO FICOU O GATINHO DEPOIS QUE ELE CAIU DO TELHADO.


56
3. COM SEU ALFABETO MÓVEL, ESCREVA O NOME DO GATINHO E O QUE ELE DISSE AO
OLHAR PARA A LUA. DEPOIS, COPIE DENTRO DOS QUADRINHOS AS PALAVRAS QUE
FORMOU.

a) QUAIS LETRAS SE REPETEM NAS PALAVRAS?

b) LEIA O QUE VOCÊ ESCREVEU.

4. JUNTO COM SEU PROFESSOR, LEIA AS PALAVRAS ABAIXO. AGORA, RESPONDA: QUE
OUTRA PALAVRA O GATINHO MINGAU PODERIA TER FALADO QUANDO CAIU? PINTE SUA
RESPOSTA.
ai OI EU

5. O QUE VOCÊ PODE DIZER AO SEU COLEGA QUANDO O ENCONTRA NA ESCOLA?


CIRCULE SUA RESPOSTA.

ai OI EU
6. O QUE CADA UM ESTÁ FALANDO? COMPLETE OS BALÕES COM AS PALAVRAS:

57
estudo da língua: letras f

• CANTE OU DECLAME A MÚSICA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

Vinicius de Moraes e Toquinho

Quer ver a foca Lá vai a foca


Ficar feliz? Toda arrumada
É pôr uma bola Dançar no circo
No seu nariz Pra garotada.

Quer ver a foca Lá vai a foca


Bater palminha? Subindo a escada
É dar a ela Depois descendo
Uma sardinha Desengonçada.

Quer ver a foca Quanto trabalha


Comprar uma briga? A coitadinha
É espetar ela Pra garantir
Bem na barriga Sua sardinha.
Disponível em:<http:// letras.terra.com.br/vinicius-de-moraes/87208/> - Acesso: jul. 2009.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos


alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
Leia várias vezes o poema para que eles memorizem.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva e leitura individual de
memória.

1. QUAL É O TITULO DA MÚSICA?


2. O QUE DEIXA A FOCA FELIZ? E O QUE A FAZ BATER PALMINHAS?
3. QUANDO A FOCA COMPRA UMA BRIGA?
4. ONDE A FOCA DANÇA? PARA QUEM ELA DANÇA?
5. A FOCA SOBE E DESCE DESENGONÇADA, DE ONDE?
6. POR QUE A FOCA TRABALHA?

1. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS QUE FORMAM A PALAVRA FOCA E COLE-AS ABAIXO.


DESENHE UMA FOCA

58
2. A PALAVRA FOCA TEM:

LETRAS SÍLABAS

3. A PALAVRA FOCA COMEÇA COM A LETRA E TERMINA COM A LETRA

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA F ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. CIRCULE NAS PALAVRAS A LETRA F EM SEUS DIFERENTES TIPOS DE ESCRITA.

FUBÁ felipe parafuso fabiana

faca sofá ferradura telefone fada


2. JUNTO COM SEU PROFESSOR, FAÇA UMA LISTA DE NOMES QUE COMECEM COM A
LETRA F. MAS ATENÇÃO! ESCREVA TRÊS NOMES MASCULINOS E TRÊS FEMININOS.

3. OBSERVE OS PARES DE NOMES ABAIXO E PINTE APENAS A LETRA DIFERENTE EM CADA


PAR.
francisca fabiana fernanda

francisco fabiano fernando

a) PINTE AS BOLINHAS AO LADO DOS NOMES DE ACORDO COM A LEGENDA:

feminino masculino

59
4. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS F E AS VOGAIS.
Professor:
FORME PARES UNINDO AS LETRAS F A CADA UMA Para maior compreensão, antes
DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES de sistematizar um novo conjunto
de sílabas, use o alfabeto móvel.
CORRESPONDENTES E ESCREVA AS SÍLABAS
FORMADAS.

fivela

fada

fumaça

feijão

foca

60
1. PINTE AS SÍLABAS QUE VOCÊ FORMOU NO EXERCÍCIO ANTERIOR, INICIADAS COM A
LETRA F. DEPOIS, LEIA-AS.

FA BE FO FU DI FI FE
AS SÍLABAS FA – FE – FI – FO – FU PODEM ESTAR NO INÍCIO, NO MEIO E NO
FINAL DAS PALAVRAS.

2. FALE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS O NOME DAs FIGURAS ABAIXO.
DEPOIS, DESCUBRA SE O SOM FA – FE – FI – FO – FU ESTÁ NO INÍCIO, NO MEIO OU NO
FINAL DOS NOMES E PINTE O QUADRINHO CORRESPONDENTE. VEJA O EXEMPLO:

Fita

3. PINTE EM CADA GRUPO O NOME DA FIGURA CORRESPONDENTE.

61
estudo da língua: letra J

• OBSERVE AS FIGURAS ABAIXO. DEPOIS, LEIA JUNTO COM O SEU PROFESSOR E


COLEGAS O QUE ESTÁ ESCRITO DENTRO DE CADA DESENHO.

1 2

1. O QUE ESSES DESENHOS REPRESENTAM? COMO VOCÊ DESCOBRIU?

OS TEXTOS QUE ACABAMOS DE LER SÃO RÓTULOS.


ENCONTRAMOS NOS RÓTULOS AS PRINCIPAIS INFORMAÇÕES SOBRE UM PRODUTO.

2. TENDO COMO PISTA O NOME DO CREME DE BELEZA JOVEM JÁ, QUAL RESULTADO
PODEMOS ESPERAR DELE?
3. SERÁ QUE OS PRODUTOS SEMPRE CUMPREM O QUE PROMETEM?
4. NO RÓTULO DO SABONETE JOIA TEM UMA FRASE QUE DIZ “VOCÊ MERECE O MELHOR”.
QUAL SERÁ O OBJETIVO DO PRODUTO COM ESSA FRASE?

1. OS PRODUTOS 1 E 2 SÃO USADOS PARA:

cuidado pessoal alimentação limpeza do lar

2. REGISTRE SUA RESPOSTA:

a) O RÓTULO 1 É DE UM CREME DE BELEZA CHAMADO:

b) O RÓTULO 2 É DE UM SABONETE CHAMADO:

62
3. LIGUE OS PRODUTOS À QUANTIDADE CORRESPONDENTE. PARA ISSO, LEIA AS
INFORMAÇÕES DOS RÓTULOS:

jovem já 200 g

sabonete joia 100 g

4. PESQUISA.
• TRAGA PARA A SALA DE AULA O RÓTULO DE UM PRODUTO USADO POR SUA FAMÍLIA.
JUNTO COM SEUS COLEGAS, LEIA E DISCUTA AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NOS
RÓTULOS. DEPOIS, FAÇAM UM CARTAZ, ORGANIZANDO OS RÓTULOS POR ORDEM
ALFABÉTICA.

1. CRIE UM RÓTULO PARA UM PRODUTO QUE VOCÊ GOSTE MUITO DE CONSUMIR.

2. O QUE VOCÊ MAIS GOSTA OU GOSTARIA DE COMPRAR QUANDO VAI AO


SUPERMERCADO? FAÇA SUA LISTA DE COMPRAS. (Escrita espontânea)

63
1. CIRCULE A PRIMEIRA LETRA DO NOME DE CADA PRODUTO.

jovem já sabonete joia

a) A PRIMEIRA LETRA DOS PRODUTOS É IGUAL? QUAL LETRA É ESSA?

b) QUAL É O NOME COM MAIOR NÚMERO DE LETRAS?

c) E QUAL É O MENOR?

d) VOCÊ CONHECE ALGUÉM QUE TENHA O NOME INICIADO COM ESSA LETRA?
RESPONDA ORALMENTE.

e) ESCREVA UM NOME MASCULINO E UM FEMININO INICIADOS COM A LETRA “J”.

2. LEIA AS PALAVRAS, CONTE A QUANTIDADE DE LETRAS DE CADA UMA E REGISTRE AO LADO.

• OBSERVE TODAS AS PALAVRAS E COPIE:

a) UMA PALAVRA QUE COMEÇA COM A LETRA J

b) A MENOR PALAVRA

c) UMA PALAVRA COM 6 LETRAS

64
[...]
JUVENAL ERA UM JOELHO.
ELE TINHA UM PROBLEMA, COITADO!
TAMBÉM, QUEM MANDOU JUVENAL,
SER JOELHO DE MENINO LEVADO?

CADA VEZ QUE O MENINO CORRIA


JUVENAL IA PRA ENFERMARIA.
MAS, QUANDO O MACHUCADO SARAVA,
JUVENAL BEM QUE GOSTAVA DE CORRER E SALTAR...

UM DIA, TUDO ESCURECEU...


JUVENAL JÁ NÃO PODIA VER A VIDA...
QUER SABER O QUE ACONTECEU?
O MENINO CRESCEU, COMEÇOU A USAR CALÇA COMPRIDA.
Texto adaptado: Ziraldo. O joelho Juvenal. 27. ed. São Paulo: Melhoramentos, 2001.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva.

1. VOCÊ GOSTOU DO TRECHO DA HISTÓRIA O JOELHO JUVENAL? POR QUÊ?


2. RECONTE O TRECHO DESSA HISTÓRIA PARA SEU PROFESSOR E COLEGAS.
3. E VOCÊ, COMO CUIDA DO SEU JOELHO? ELE É IGUAL AO JOELHO JUVENAL? VIVE
MACHUCADO? POR QUÊ?
4. OBSERVE A CAPA DO LIVRO O JOELHO JUVENAL:
a) PEÇA PARA SEU PROFESSOR VER SE É
POSSÍVEL TRAZER PARA SALA DE AULA UM
EXEMPLAR DESSE LIVRO E LER A HISTÓRIA
COMPLETA PARA VOCÊ E SEUS COLEGAS.
b) O QUE MAIS ESTÁ ESCRITO NA CAPA DO LIVRO
ALÉM DO NOME DA HISTÓRIA?
c) VOCÊ LOCALIZOU O NOME DO AUTOR E
ILUSTRADOR DO LIVRO? REGISTRE O NOME
DELE:

65
d) LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR OS TÍTULOS DE OUTROS LIVROS ESCRITOS POR
ZIRALDO E DESCUBRA SOBRE O QUE ELE CONTOU PARA SEUS LEITORES.

e) DESCOBRIU? VOCÊ CONHECE A HISTÓRIA DE ALGUNS DESSES LIVROS? SE VOCÊ


CONHECE, CONTE PARA SEU PROFESSOR E COLEGAS O RESUMO DE ALGUMA
DESSAS HISTÓRIAS.

5. O QUE REPRESENTA O DESENHO QUE APARECE NA CAPA DO LIVRO O JOELHO


JUVENAL?
6. COMO VOCÊ ACHA QUE FICOU A
EXPRESSÃO DO JOELHO JUVENAL QUANDO
O MENINO COMEÇOU A USAR CALÇAS
COMPRIDAS? DESENHE SUA RESPOSTA.

1. CIRCULE NO TEXTO AS PALAVRAS: JOELHO E JUVENAL. DEPOIS, COM SEU ALFABETO


MÓVEL, FORME ESSAS PALAVRAS.

a) JOELHO COMEÇA COM A LETRA: E TERMINA COM A LETRA:

• A PALAVRA JOELHO TEM:

letras sílabas

b) JUVENAL COMEÇA COM A LETRA: E TERMINA COM A LETRA:

• A PALAVRA JUVENAL TEM:

letras sílabas

2. LEIA O TÍTULO DO LIVRO DE ZIRALDO E PINTE AS LETRAS QUE VOCÊ CONHECE.

O JOELHO JUVENAL
66
• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA J ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. OBSERVE AS PALAVRAS E PINTE SÓ AS QUE COMEÇAM COM A LETRA J:

2. FAÇA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS UMA LISTA DE PALAVRAS QUE INICIAM
COM A LETRA J. DEPOIS, ILUSTRE-AS, CONTE AS LETRAS E AS SÍLABAS.

QUANTAS QUANTAS
PALAVRAS ILUSTRAÇÃO
LETRAS? SÍLABAS?

3. PINTE A LETRA QUE NÃO PERTENCE À PALAVRA EM DESTAQUE.

67
4. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS J E AS VOGAIS . FORME PARES UNINDO AS LETRAS J
A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES E
ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

jacaré

jipe

juiz

jegue

jornal

68
1. LEIA O NOME DAS FIGURAS JUNTO COM SEU PROFESSOR. DEPOIS, PINTE AS PALAVRAS
QUE TENHAM AS SÍLABAS: JA – JE – JI – JO – JU, CONFORME A LEGENDA:

ja je ji jo jU

jegue juiz BOLA joelho jacaré

igreja injeção jipe caju anjo

2. LEIA O TRAVA-LÍNGUA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS VÁRIAS VEZES PARA
QUE TODOS MEMORIZEM. DEPOIS, LEIA: BEM RÁPIDO E BEM DEVAGAR.

JOANA, A JOANINHA,
ENJOADA DE JANTAR
JILÓ, JACA E BERINJELA,
RESOLVEU DAR UM JEITO:
PROCUROU O JUCA
E PEDIU SUA SUGESTÃO.
JUCA, MUITO JEITOSO,
SUGERIU LIGEIRINHO:
QUAL TAL JAMBO E JABÁ?
Ivacy. F. Oliveira. Trava-línguas e Trocadilhos. São Paulo: CPB, 2000.

a) O ÚLTIMO VERSINHO DO TRAVA-LÍNGUA FOI ESCRITO, POR ENGANO, COM TODAS AS


PALAVRAS JUNTINHAS. VEJA:
QUALTALJAMBOEJABÁ?
•REESCREVA-O, SEPARANDO AS PALAVRAS.

b) AGORA, ESCREVA NO SEU CADERNO O TRAVA-LÍNGUA, SEM COPIAR.


(Escrita de memória)

69
estudo da língua: letra M

MEIO-DIA, MACACA SOFIA,


PANELA NO FOGO
BARRIGA VAZIA.

MEIO-DIA, MACACA ASSOBIA,


FAZENDO CARETA
PRA DONA MARIA.
Parlenda – Domínio Público

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa e


solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você
aponta as palavras. Leia várias vezes o poema para que eles
memorizem.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva e leitura individual de
memória.
1. QUAL É O NOME DA MACACA?
2. POR QUE A BARRIGA DA MACACA ESTÁ VAZIA?
3. PARA QUEM ELA FAZ CARETA?
4. A QUE HORAS TUDO ACONTECEU?

1. COM O SEU ALFABETO MÓVEL, MONTE A PALAVRA MACACA.

a) A PALAVRA MACACA TEM: letras sílabas

b) A PALAVRA MACACA COMEÇA COM A LETRA E TERMINA COM A LETRA

2. COMPLETE A PARLENDA COM AS PALAVRAS QUE FALTAM.

MEIO-DIA, ___________________SOFIA,
PANELA NO __________________
________________________ VAZIA.
MEIO-DIA, MACACA ASSOBIA,
FAZENDO CARETA
PRA ______________________________.

70
• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA M ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. PINTE COM A MESMA COR AS PALAVRAS IGUAIS. SE PRECISAR, CONSULTE SEU


ALFABETO AMIGO 2.

Maria macaca panela Sofia sofia

macaca careta fogo Maria panela

macaca barriga careta

fogo

maria Sofia careta barriga panela


2. CIRCULE NA PARLENDA O NOME DAS FIGURAS: BARRIGA – MEIO-DIA – FOGO –
MACACA – CARETA – PANELA. DEPOIS, LIGUE CADA FIGURA AO SEU NOME.

MEIO-DIA, MACACA SOFIA,


PANELA NO FOGO
BARRIGA VAZIA.
MEIO-DIA, MACACA ASSOBIA,
FAZENDO CARETA
PRA DONA MARIA.

3. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR AS PALAVRAS ESCRITAS EM CADA QUADRO. DEPOIS,
CIRCULE A QUE TEM MAIS LETRAS DE CADA QUADRO E COPIE O NOME DAS FIGURAS.

MELANCIA

MEIA

mala

mochila

71
4. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS M E AS VOGAIS . FORME PARES UNINDO AS LETRAS
M A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES
E ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

Milho

morango

mesa

muro

maçã

72
1. FALE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS O NOME DAs FIGURAS ABAIXO.
DESCUBRA SE O SOM MA – ME – MI – MO – MU ESTÁ NO INÍCIO, NO MEIO OU NO FINAL
DAS PALAVRAS. DEPOIS, PINTE O QUADRINHO CORRESPONDENTE.

2. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR O POEMA DE JOSÉ PAULO PAES:

a) CIRCULE NO POEMA TODAS AS PALAVRAS


O MARUJO
QUE TENHAM A SÍLABA: MA.
MARINHEIRO PEQUENINO
b) POR QUE A CAMA DO MARINHEIRO ERA UM BEBEU ÁGUA AO SE DEITAR,
MAR? ACORDOU DE MADRUGADA:
A SUA CAMA ERA UM MAR.
c) RECORTE DO ANEXO OS VERSOS DO POEMA José P. Paes. Poemas para brincar. São Paulo: Ática, 1990.
E ORGANIZE-OS NO ESPAÇO ABAIXO.

O marujo

73
• O QUE ESTÁ ACONTECENDO? COMO TUDO VAI TERMINAR?

1. CONTE ESSA HISTÓRIA : ONDE A CENA ACONTECE? O QUE A MENINA ESTÁ FAZENDO?
E O QUE ELA VAI FAZER DEPOIS? O QUE ACONTECEU NA HISTÓRIA? QUEM APARECEU?
ONDE ELE ESTAVA? O QUE ELE VAI FAZER?
2. VOCÊ, SEUS COLEGAS E SEU PROFESSOR VÃO JUNTOS CONTAR ESSA HISTÓRIA.
COLABORE DANDO IDEIAS!
DEPOIS, SEU PROFESSOR IRÁ ESCREVER NA LOUSA A HISTÓRIA QUE CRIARAM E VOCÊ
DEVERÁ COPIÁ-LA ABAIXO. O TÍTULO FICARÁ POR SUA CONTA! CRIE UM E ESCREVA NO
ESPAÇO RESERVADO PARA ISSO.

TÍTULO:
Escrita espontânea.

PROFESSOR: Ao copiar o texto seus alunos passam a ter noção do todo, até então, eles vinham sendo estimulados a interpretar cenas
separadas em uma sequência. Aproveite também para iniciar noções de parágrafo e ponto final.

74
estudo da língua: letra V

I III
VACA AMARELA VACA AMARELA
FEZ COCÔ NA PANELA, FEZ XIXI NA GAMELA,
CABRITO MEXEU, MEXEU, CABRITO MEXEU, MEXEU,
QUEM FALAR PRIMEIRO QUEM RIR PRIMEIRO
COMEU TODO O COCÔ DELA. BEBEU O XIXI DELA.

II IV
VACA AMARELA, VACA AMARELA
SUTIÃ DE FLANELA, CUSPIU NA JANELA,
CABRITO COSEU, COSEU CABRITO MEXEU, MEXEU,
QUEM SE MEXER PRIMEIRO QUEM PISCAR PRIMEIRO
PÔS O SUTIÃ DELA. LAMBEU O CUSPE DELA.

Sérgio Caparelli. Boi da cara preta. 29. ed. Porto Alegre: L&PM.

LEITURA PELO PROFESSOR: Copie o texto na lousa


e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto
você aponta as palavras.
LEITURA PELO ALUNO: Leitura coletiva.

COSEU: COSTUROU. GAMELA: TIGELA DE MADEIRA.

1. VOCÊ GOSTOU DO POEMA? POR QUÊ? QUAL O NOME DO AUTOR? CIRCULE-O.


2. O POEMA LEMBRA UMA BRINCADEIRA. VOCÊ SABE QUAL?
3. ESCOLHA UMA DA ESTROFES DO POEMA E BRINQUE DE ESTÁTUA COM SEU COLEGAS.
MAS, CUIDADO! QUEM SE MEXER...

1. O POEMA FALA DE QUE ANIMAL?

a) O NOME DESSE ANIMAL TEM: letras sílabas

b) QUAL É A PRIMEIRA LETRA?

2. PINTE AS PALAVRAS QUE TÊM O MESMO NÚMERO DE LETRAS DA PALAVRA VACA.

vela navio vovó uva viagem voar

75
• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA V ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. OBSERVE AS PALAVRAS E PINTE SÓ AS QUE COMEÇAM COM A LETRA V:

2. NOMEIE JUNTO COM SEU PROFESSOR AS FIGURAS ABAIXO. DEPOIS, DESCUBRA A


SÍLABA QUE ESTÁ FALTANDO EM CADA PALAVRA E ESCREVA-A.

vo no va mi vi fi

____vÓ NA____O

BA FA va VUL VAL VOL

CA____lo ____cão

ve Fe ne vi Fi ti

____la a____ão

3. PINTE AS LETRAS QUE ESTÃO NA MESMA POSIÇÃO DA QUE ESTÁ EM DESTAQUE.

76
4. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS V E AS VOGAIS . FORME PARES UNINDO AS LETRAS V
A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES E
ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

vulcão

vaca

vela

violão

vovó

77
• CANTE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, DRAMATIZE A CANÇÃO E BRINQUE
DE RODA.

PAI FRANCISCO ENTROU NA RODA


TOCANDO O SEU VIOLÃO
BI–RIM-BÃO BÃO BÃO,
BI–RIM-BÃO BÃO BÃO !
VEM DE LÁ SEU DELEGADO
E PAI FRANCISO FOI PRA PRISÃO.
COMO ELE VEM TODO REQUEBRADO
PARECE UM BONECO DESENGONÇADO.
Domínio Público

1. CIRCULE NO TEXTO AS PALAVRAS : violão prisão

a) LEIA ESSAS PALAVRAS COM SEU PROFESSOR. QUAL É O SOM FINAL DESSAS
PALAVRAS? RESPONDA ORALMENTE.

QUANDO AS PALAVRAS APRESENTAM O MESMO SOM FINAL, DIZEMOS QUE ELAS RIMAM.

b) VOLTE AO TEXTO E DESCUBRA OUTRA PALAVRA QUE RIMA COM: VIOLÃO E PRISÃO.
DEPOIS, REGISTRE-A.

2. DESENHE FIGURAS QUE OS NOMES RIMEM COM O MESMO SOM DO DESENHO


ABAIXO.

78
1. RECORTE DO ANEXO AS FIGURAS QUE RIMAM COM AS FIGURAS ABAIXO E COLE-AS NO
LUGARES CORRESPONDENTES.

2. CONSTRUA ORALMENTE UMA FRASE PARA CADA PAR DE FIGURAS.

1. ESCOLHA UMA FRASE QUE VOCÊ CONSTRUIU NO EXERCÍCIO ANTERIOR E ESCREVA-A


NO ESPAÇO ABAIXO.

Escrita espontânea.

2. FALE BEM RÁPIDO ESTE TRAVA-LÍNGUA!

A VACA MALHADA FOI MOLHADA POR OUTRA VACA MOLHADA E MALHADA.


79
3. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR O POEMA A SEGUIR E COMPLETE OS VERSOS COM
PALAVRAS QUE RIMAM. VOCÊ VAI ESCREVER E DESENHAR SUA RIMA. (Escrita Espontânea)

Professor: Rimas do poema: porta/torta – varanda/quitanda – jardim/pudim – horta/bolota


EU VI A VERA NO PORTÃO,
TEM CARA DE LIMÃO!

EU VI A VERA NA JANELA,
TEM CARA DE PANELA!

EU VI A VERA NA PORTA,
TEM CARA DE_____________________!

EU VI A VERA NA VARANDA,
TEM CARA DE_____________________!

EU VI A VERA NO JARDIM,
TEM CARA DE _____________________!

EU VI A VERA NA HORTA,
TEM CARA DE _____________________!

EU VI A VERA UM TEMPÃO.
TOU COM CARA DE PAIXÃO!
Elias José. O jogo da fantasia. São Paulo: Paulus, 2001.

ESSE POEMA É UMA BRINCADEIRA DO POETA COM AS PALAVRAS QUE RIMAM, E NÃO
UMA MANEIRA DE OFENDER AS PESSOAS.

4. RESPONDA ORALMENTE:
a) VOCÊ ACHA QUE PARA O POETA A VERA É BONITA OU FEIA? POR QUÊ?
b) PEÇA PARA SEU PROFESSOR LER NOVAMENTE OS DOIS ÚLTIMOS VERSOS DO POEMA.
AGORA, RESPONDA: O QUE ACONTECEU COM O POETA NO FINAL DO POEMA?

• NA SALA DE INFORMÁTICA ACESSe o SITE:


http://www.educ.net.br/ E DIVIRTA-SE COM OS JOGOS
SUGERIDOS.

80
estudo da língua: letra z

COITADA DA ZEBRA!
É TÃO POBREZINHA,
SÓ TEM UMA ROUPA
A COITADINHA!

DORME DE PIJAMA,
PIJAMA DE LISTRINHA,
E PASSA DIAS INTEIROS
VESTIDA DE PIJAMINHA.

QUE TAL A GENTE SE JUNTAR


E FAZER UMA VAQUINHA
PRA COMPRAR PRA ZEBRINHA
Wania Amarante. Cobras e Lagartos. Belo
VESTIDO DE BOLINHA. Horizonte: Miguilim, 1987.

PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos


alunos que acompanhem a leitura enquanto você
aponta as palavras. Leia várias vezes o poema para
que eles memorizem.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura coletiva e leitura
individual de memória.
1. POR QUE A ZEBRA É POBREZINHA?
2. COMO É O PIJAMA DELA?
3. O QUE A AUTORA QUER DIZER COM FAZER UMA VAQUINHA?
4. O DINHEIRO ARRECADADO SERVIRÁ PARA QUÊ?
5. CONSTRUA FRASES USANDO A EXPRESSÃO: FAZER UMA VAQUINHA.

1. COMO SERÁ QUE A ZEBRA IRÁ FICAR COM O VESTIDO DE BOLINHA? DESENHE.

81
2. OBSERVE A FOTO E AS PALAVRAS:

z e b r a

z e b r i n h a

a) PINTE AS LETRAS QUE SÃO DIFERENTES NAS PALAVRAS.


b) ENCONTRE ESSAS PALAVRAS NO TEXTO E CIRCULE-AS.

3. AGORA, LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR AS PALAVRAS:

a) CIRCULE AS LETRAS DIFERENTES EM CADA PAR DE PALAVRAS. DEPOIS, PROCURE


QUAIS DESSAS PALAVRAS ESTÃO ESCRITAS NO TEXTO E CIRCULE-AS.

4. MONTE COM SEU ALFABETO MÓVEL O NOME DO ANIMAL CITADO NO TEXTO E COPIE-O,
ABAIXO.

a) A PALAVRA ZEBRA COMEÇA COM A LETRA E TERMINA COM A LETRA

b) A PALAVRA ZEBRA TEM: letras sílabas

c) SOLETRE A PALAVRA ZEBRA.


82
• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA Z ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. NOMEIE OS DESENHOS. DEPOIS, RECORTE AS PALAVRAS DO ANEXO E COLE-AS


EMBAIXO DO DESENHO QUE AS REPRESENTAM.

2. LEIA AS PALAVRAS JUNTO COM SEU PROFESSOR E RELACIONE-AS.

ZABUMBA zabumba

ZÍPER zíper zíper

AZEITONA azeitona azeitona

ZOOLÓGICO zoológico

AZUL azul azul

ZENAIDE Zenaide Zenaide

83
3. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS Z E AS VOGAIS. FORME PARES UNINDO AS LETRAS Z
A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES E
ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

ZíPER

ZEBRA

ZABUMBA

AZULEJO

ZORRO

84
i ii
ENTRE AS FLORES A VOAR PRODUZINDO O DOCE MEL
A ABELHINHA FAZ ZUM, ZUM A ABELHINHA FAZ ZUM, ZUM
INDO EM DIREÇÃO AO MAR INDO EM DIREÇÃO AO CÉU
A ABELHINHA FAZ ZUM, ZUM A ABELHINHA FAZ ZUM, ZUM

iii
ZUM, ZUM, ZUM, ZUM, ZUM
A ABELHINHA FAZ ZUM, ZUM
ZUM, ZUM, ZUM, ZUM, ZUM
A ABELHINHA FAZ ZUM, ZUM
Disponível em:<http//:letras.terra.com.br/cristina-mel/439576/>. Acesso em: jul.2009.

1. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR O POEMA, ALONGANDO A SONORIDADE DO SOM /Z/.
DEPOIS FALE ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ... E PERCEBA COMO O SOM É PARECIDO
COM O ZUMBIDO DA ABELHA E DE ALGUNS INSETOS.

2. PINTE DE AMARELO, NA PRIMEIRA ESTROFE DO POEMA, OS ESPAÇOS ENTRE AS


PALAVRAS.

3. QUANTAS PALAVRAS TEM A PRIMEIRA ESTROFE DO POEMA?

4. RECORTE DO ANEXO AS PALAVRAS DA PRIMEIRA ESTROFE DO POEMA E COLE-AS NO


ESPAÇO ABAIXO. PRESTE ATENÇÃO NAS CORES DAS PALAVRAS.

85
estudo da língua: letra N

• LEIA A HISTÓRIA EM QUADRINHOS JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

Laerte. O grito. Revista Zá, ano ll, nº 19, março de 1998.

86
• VAMOS CHAMAR DE NINA A PERSONAGEM PRINCIPAL DA HISTÓRIA EM QUADRINHOS.

1. EM QUE LOCAL SE PASSA A HISTÓRIA?


2. QUE IDEIA NINA TEVE? POR QUE VOCÊ ACHA QUE ELA TEVE ESSA IDEIA?
3. O QUE ACONTECEU NO FINAL?

1. O QUE NINA DISSE NO ÚLTIMO QUADRINHO? COPIE:

2. VOCÊ ACHA CERTO O QUE A NINA FEZ COM O PAPEL HIGIÊNICO?

SIM NÃO

3. E VOCÊ, GOSTA DE DESENHAR? ONDE VOCÊ DESENHA? ILUSTRE:

87
• COMO VOCÊ CONTARIA O QUE ACONTECEU COM NINA PARA ALGUÉM QUE NÃO VIU
A HISTÓRIA EM QUADRINHOS?

4. VOCÊ, SEUS COLEGAS E SEU PROFESSOR IRÃO JUNTOS CONTAR ESSA HISTÓRIA.
DEPOIS, SEU PROFESSOR IRÁ ESCREVER A NARRATIVA NA LOUSA E VOCÊ DEVERÁ COPIÁ-
LA ABAIXO. NÃO ESQUEÇA DO TÍTULO.

TÍTULO:

88
5. QUAL O NOME DA PERSONAGEM DA HISTÓRIA O GRITO? ESCREVA CADA LETRA EM
UM QUADRINHO.

a) NINA COMEÇA COM A LETRA E TERMINA COM A LETRA

b) A PALAVRA NINA TEM: letras sílabas

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA N ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR AS PALAVRAS. DEPOIS, PINTE AS IGUAIS DA MESMA
COR. SE PRECISAR, CONSULTE SEU ALFABETO AMIGO 2.

Nove buzina buzina piano


piano novela nina nove piano

novela Nina Nina

2. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR AS PALAVRAS ABAIXO. DEPOIS, LIGUE CADA FIGURA
AO SEU NOME E AO NÚMERO DE LETRAS CORRESPONDENTE.

89
3. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS N E AS VOGAIS. FORME PARES UNINDO AS LETRAS N
A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES E
ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

ninho

nove

nuvem

nariz

nenê

90
1. FORME PALAVRAS DE ACORDO COM AS CORES. DEPOIS, ESCREVA-AS ABAIXO DAS
FIGURAS CORRESPONDENTES.

ja nÊ o bo ca vi na

la pa ne ni ve

EXEMPLO: nina

91
2. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR O a) CIRCULE NO POEMA TODAS AS PALAVRAS
POEMA DE JOSÉ PAULO PAES. QUE TENHAM AS SÍLABAS: NA – NE – NI
Escreva o texto na lousa, para que os alunos
– NO – NU.
acompanhem a leitura de cada palavra. Leia várias
vezes o poema para que eles memorizem.
Ana e o pernilongo b) ESCREVA AS PALAVRAS DO TEXTO QUE
TODA SEMANA SÃO NOMES DE PESSOAS.
EU ME LEMBRO DA ANA.
PARA MIM NÃO HÁ SEMANA
SEM ANA.
HAVIA UM PERNILONGO
CHAMADO LINO
c) QUAL É O INSETO QUE TOCAVA VIOLINO?
QUE TOCAVA VIOLINO.
MAS ERA TÃO PEQUENINO
O LINO
E TOCAVA TÃO FINO
O SEU VIOLINO,
QUE NUNCA OUVI O LINO
d) ESCREVA O POEMA EM SEU CADERNO,
NEM VI O LINO.
SEM COPIAR DA APOSTILA.
José Paulo Paes. Poemas para brincar. São
Paulo: Ática, 1990.
(Escrita espontânea e de memória)

1. O QUE ESTÁ ACONTECENDO NA HISTÓRIA ABAIXO?


MAS, ELA ESTÁ SEM FINAL. ENTÃO, DESENHE O FINAL DESTA HISTÓRIA EM QUADRINHOS
E DÊ UM TÍTULO PARA ELA.
Título: ___________________________________________________________ Escrita espontânea.

92
estudo da língua: letra S

SALADA, SALADINHA
BEM TEMPERADINHA
SAL, PIMENTA
FOGO, FOGUINHO.
Parlenda – Domínio Público.

PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que


acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras. Leia
várias vezes a parlenda a para que eles memorizem.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura coletiva e leitura individual
de memória.

1. VOCÊ ACHA QUE COMER SALADA DE VERDURAS, LEGUMES OU FRUTAS É SAUDÁVEL


PARA O SEU ORGANISMO? POR QUÊ?
2. VOCÊ GOSTA DE COMER SALADA?
3. QUAL É A SUA PREFERIDA?

VAMOS BRINCAR DE PULAR CORDA?


Desenvolvimento: junto com seu professor
e colegas vocês deverão pular corda e
dizer a parlenda que aprenderam. Quando
falarem a palavra “foguinho”, a corda deve
bater bem rápido. Vence quem conseguir
pular mais tempo sem esbarrar na corda.

1. COMPLETE A PARLENDA COM AS PALAVRAS QUE FALTAM.

SALADA, ____________________________________

BEM TEMPERADINHA
____________________, PIMENTA
______________________, ______________________.

93
2. CIRCULE NA PARLENDA AS PALAVRAS INICIADAS COM A LETRA S. DEPOIS, COPIE-AS
NO ESPAÇO ABAIXO.

3. ENCONTRE NO TEXTO UMA PALAVRA QUE RIME COM “SALADINHA” E ESCREVA-A


ABAIXO.

4. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR E DEPOIS COMPLETE AS FRASES DESENHANDO E


ESCREVENDO SUA RESPOSTA.

UMA SALADA PEQUENA É UMA SALADINHA.

UM GATO PEQUENO É UM ___________________________.

UM livro PEQUENO É UM ___________________________.

UM sapo PEQUENO É UM ___________________________.

banco de palavras
GATINHO – LIVRINHO -
SAPINHO

94
5. QUAL É A PRIMEIRA LETRA DAS PALAVRAS: SALADA – SALADINHA – SAL?

6. JUNTO COM SEU PROFESSOR, SOLETRE A PALAVRA : S A L A D A

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA S ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. RELACIONE AS PALAVRAS. SE PRECISAR, CONSULTE SEU ALFABETO AMIGO II.

SALADINHA sal Salete


SAL pimenta sapo
PIMENTA pimenta
SALADA saladinha salada
FOGO sapo foguinho
FOGUINHO foguinho fogo
SAPO sapinho sal
SAPINHO salada saladinha
SALETE Salete sapinho

2. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR OS GRUPOS DE PALAVRAS. DEPOIS, DESCUBRA, EM


CADA GRUPO, A PALAVRA DIFERENTE, CIRCULE-A E FAÇA UM DESENHO QUE REPRESENTE
O SEU SIGINIFICADO.

SACOLA SAPO SEDE

SAPATO SOPA SEDE

SACOLA SAPO SETA

SACOLA SAPO SEDE

95
3. NOMEIE JUNTO COM SEU PROFESSOR TODAS AS FIGURAS, DESCUBRA O SEU SOM
INICIAL E PINTE A SÍLABA CORRESPONDENTE. DEPOIS, PROCURE NO BANCO DE PALAVRAS
O NOME DE CADA UMA E COPIE.

banco de palavras
SAPATO - SETA – SOPA – SUCO - SINO

4. OBSERVE CADA GRUPO DE FIGURAS, NOMEIe-AS E PINTE APENAS AS QUE PODEM


FICAR JUNTAS. DICA: AS FIGURAS DEVEM INICIAR COM O MESMO SOM.

• OS NOMES DAS FIGURAS QUE


VOCÊ PINTOU COMEÇAM COM A
SÍLABA:

• OS NOMES DAS FIGURAS QUE


VOCÊ PINTOU COMEÇAM COM A
SÍLABA:

96
5. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS S E AS VOGAIS . FORME PARES UNINDO AS LETRAS
S A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES
E ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

seta

sofá

sapo

suco

sino

97
1. LEIA NOVAMENTE A PARLENDA QUE APRENDEU E BRINCOU PULANDO CORDA. AGORA,
ESCREVA-A ABAIXO SEM OLHAR O TEXTO. (Escrita de memória)

2. RESPONDA ORALMENTE O QUE VOCÊ PODE FAZER COM:

a) AGORA, RECORTE E COLE GRAVURAS DE PESSOAS FAZENDO ALGO.

98
estudo da língua: letra l

O VESTIDO DE LAURA
É DE TRÊS BABADOS,
TODOS BORDADOS.

O PRIMEIRO, TODINHO,
TODINHO DE FLORES
DE MUITAS CORES.

NO SEGUNDO, APENAS
BORBOLETAS VOANDO,
NUM FINO BANDO.

O TERCEIRO, ESTRELAS,
ESTRELAS DE RENDA
— TALVEZ DE LENDA…

O VESTIDO DE LAURA
VAMOS VER AGORA,
SEM MAIS DEMORA!

QUE AS ESTRELAS PASSAM,


BORBOLETAS, FLORES
PERDEM SUAS CORES.

SE NÃO FORMOS DEPRESSA,


ACABOU-SE O VESTIDO Cecília Meireles. Ou Isto ou Aquilo. 9. ed. Rio de
TODO BORDADO E FLORIDO! Janeiro: Nova Fronteira, 2002.

PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que


acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura jogralizada. Dividir o poema em
diversas vozes, treinando o ritmo, cadência e entonação. Explorar os
aspectos sonoros do texto.

1. COMO É O VESTIDO DE LAURA? QUAIS OS BORDADOS QUE HÁ EM SEU VESTIDO?


2. POR QUE DEVE-SE VER O VESTIDO DE LAURA SEM DEMORA? O QUE irá ACONTECER?
3. NO POEMA HÁ PALAVRAS QUE RIMAM. PROCURE-AS JUNTO COM SEU PROFESSOR E
COLEGAS.
4. QUAL O NOME DA AUTORA DO POEMA?
99
1. DESENHE AO LADO DO TEXTO, NA PÁGINA ANTERIOR, LAURA EM SEU VESTIDO. DEPOIS,
PINTE-O DE ACORDO COM AS CARACTERÍSTICAS DESCRITAS NO TEXTO.

2. PINTE DE AMARELO OS ESPAÇOS ENTRE AS PALAVRAS DO TÍTULO DO POEMA. NO


TÍTULO DO POEMA HÁ QUANTAS PALAVRAS?

3. MONTE COM SEU ALFABETO MÓVEL O TÍTULO DO POEMA E ESCREVA-O ABAIXO.

4. QUAL É O NOME DA PERSONAGEM DO TEXTO? ESCREVA UMA LETRA EM CADA


QUADRINHO.

5. LAURA COMEÇA COM A LETRA E TERMINA COM A LETRA

6. SOLETRE JUNTO COM SEUS COLEGAS A PALAVRA: L A U R A. QUANTAS LETRAS TEM


ESSA PALAVRA?

7. EM SUA SALA HÁ ALGUMA CRIANÇA QUE O NOME COMECE COM A LETRA L? CONSTRUA
JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS UMA LISTA DE NOMES QUE CONHEÇAM QUE
INICIE COM A LETRA L.

100
• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA L ESCRITA DE DIFERENTES TIPOS:

1. CIRCULE NAS PALAVRAS A LETRA L DE ACORDO COM A LEGENDA:

I l i l

Elaine LUIZ Letícia

laura janela bala

lata Lucas laranja Liliane

2. PRESTE ATENÇÃO NA LEITURA QUE SEU PROFESSOR FARÁ E DESCUBRA A RESPOSTA


DA CHARADINHA. DEPOIS, CIRCULE TODAS AS PALAVRAS INICIADAS COM A LETRA L.

Está no lago, está no laço.


No lagarto e no leitão.
Está nas lentes da Laurinha,
Está na lima e no limão.

Você encontra no lixo,


Na lata e na lama.
E na lama ela se enrola
Pra você escrever cama.
Duda Montana

RESPOSTA: _____________________________________________________

101
3. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS L E AS VOGAIS. FORME PARES UNINDO AS LETRAS L
A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES E
ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

lápis

leão

lua

lobo

lixo

102
1. OUÇA COM ATENÇÃO O TEXTO QUE SEU PROFESSOR LERÁ.

MAL TOCAVA O TELEFONE, LILI CORRIA PRA ATENDER.


SÓ SABIA FALAR:
— ALÔ! ALÔ! QUAL É O SEU NOME?
E FICAVA NAQUELE ALÔ ALÔ DANADO, SEM CHAMAR
QUEM FOI CHAMADO.
UM DIA FOI ATENDER, COMO SEMPRE ASSANHADINHA,
E SAIU DAQUELE ALÔ, ALÔ:
— AQUI É A LILI. AÍ, QUEM FALA?
A FALA FALOU GROSSO, DO OUTRO LADO DA LINHA:
— HAHAHAHÁ, É O FANTASMINHA!
AGORA, SE O TELEFONE TOCA, LILI NEM SE TOCA OU
FICA MEIO ENCOLHIDINHA.
TEM VONTADE DE ATENDER, MAS... E SE FOR O FANTASMINHA?!
Elias José. Caixa mágica de surpresa. São Paulo: Paulus, 1984.

a) QUAL O NOME DA PERSONAGEM DO TEXTO? CIRCULE-O NO TEXTO.

b) RESPONDA ORALMENTE:

• COMO LILI ATENDIA AO TELEFONE? O QUE ELA FALAVA?


• O QUE ACONTECEU QUE FEZ LILI NÃO ATENDER MAIS O TELEFONE?
• DEPOIS DO SUSTO, LILI CONTINUOU A ATENDER O TELEFONE? POR QUÊ?

c) QUEM ASSUSTOU LILI? DESENHE:

2. COPIE DO TEXTO AS DUAS PALAVRAS QUE RIMAM COM A PALAVRA ASSANHADINHA.

3. PINTE DE VERMELHO OS ESPAÇOS ENTRE AS PALAVRAS DO TÍTULO DO POEMA.

a) QUANTAS PALAVRAS TEM O TÍTULO?

103
4. ILUSTRE O QUE SE PEDE. EM SEGUIDA, LEVE LILI ATÉ O TELEFONE, PASSANDO APENAS
PELAS SÍLABAS INICIADAS PELA MESMA LETRA INICIAL DO NOME DA LILI.

5. O TÍTULO DO POEMA FOI ESCRITO COM TODAS AS PALAVRAS JUNTAS. REESCREVA-O,


SEPARANDO AS PALAVRAS.

LILIEOTELEFONE.

6. RECORTE AS FIGURAS DO ANEXO E COLE-AS AO LADO DA PALAVRA QUE AS


REPRESENTAM.

104
1. NO FINAL DO POEMA LILI E O TELEFONE O POETA FALA:
— AGORA, SE O TELEFONE TOCA, LILI NEM SE TOCA OU FICA MEIO ENCOLHIDINHA.
TEM VONTADE DE ATENDER, MAS... E SE FOR O FANTASMINHA?!

• DESENHE COMO VOCÊ IMAGINA O FINAL DO POEMA.

• AGORA, COMPARE O SEU DESENHO COM O DE SEUS COLEGAS. VOCÊS IMAGINARAM


DA MESMA FORMA? DISCUTAM SE OS DESENHOS FICARAM IGUAIS OU DIFERENTES.

2. DESCUBRA E CIRCULE NO QUADRO ABAIXO AS PALAVRAS QUE FORAM RETIRADAS DO


POEMA LILI E O TELEFONE.

105
estudo da língua: letra R

ERAM DOIS RATINHOS AMIGOS. UM MORAVA


NUMA BELA CASA NA CIDADE, COM COMIDA FARTA E
REGALIAS. E O OUTRO, AO CONTRÁRIO, MORAVA NUMA
CASINHA SIMPLES NO CAMPO E SÓ TINHA RAÍZES E
ERVAS PARA COMER.
EM UMA VISITA AO AMIGO DO CAMPO, O RATO DA
CIDADE, VENDO A POBREZA EM QUE VIVIA, CONVIDOU-O
PARA MORAR COM ELE. O RATO DO CAMPO ACEITOU ENTUSIASMADO, POIS A VIDA
DA CIDADE DEVERIA SER MUITO MELHOR.
LÁ SE FORAM OS DOIS PARA A CIDADE, ACOMODANDO-SE EM UMA LINDA CASA.
DEPRESSA, FORAM À DESPENSA E COMEÇARAM A SE EMPANTURRAR COM COMIDAS
DELICIOSAS: BOLOS, QUEIJOS, DOCES... QUANDO DE REPENTE, DOIS GATOS
FEROZES APARECERAM E PERSEGUIRAM OS RATINHOS, QUE QUASE SEM FÔLEGO
CONSEGUIRAM ESCAPAR.
PASSADO O SUSTO, O RATO DO CAMPO DISSE:
--- AMIGO, MUITO OBRIGADO PELA PREOCUPAÇÃO, MAS, MAIS VALE MAGRO NO
MATO QUE GORDO NA BOCA DO GATO.
Adaptado de: Fábulas de Esopo

DESPENSA: LUGAR DA CASA ONDE se GUARDA MANTIMENTOS.


EMPANTURRAR: ENCHER O ESTÔMAGO COM MUITA COMIDA.
ENTUSIASMADO: ALEGRE, ANIMADO.
FARTA: MUITA.
FEROZES: BRAVOS, SELVAGENS.
REGALIAS: PRIVILÉGIOS, VANTAGENS.

1. COMO ERA A CASA E A COMIDA DO RATO DO CAMPO E DO RATO DA CIDADE?


2. O QUE FEZ O RATO DA CIDADE QUANDO VIU A POBREZA QUE VIVIA O RATO DO
CAMPO?

106
3. POR QUE O RATO DO CAMPO ACEITOU O CONVITE DO RATO DA CIDADE?
4. O QUE ELES COMERAM QUANDO CHEGARAM À LINDA CASA DA CIDADE?
5. O QUE ACONTECEU QUANDO ELES ESTAVAM EMPANTURRADOS DE TANTA COMIDA?
6. O QUE O RATO DO CAMPO QUIS DIZER COM ESSA FRASE QUANDO PASSOU O SUSTO:
“MAIS VALE MAGRO NO MATO QUE GORDO NA BOCA DO GATO.”
7. VOCÊ CONCORDA COM O QUE O RATO DO CAMPO FALOU? POR QUÊ?

1. QUAL O TÍTULO DA FÁBULA? PINTE SUA RESPOSTA.

RATO DO SÍTIO E RATO DA RUA

o RATO DO CAMPO E o RATO DA CIDADE

2. SEU PROFESSOR LERÁ NOVAMENTE A FÁBULA, ESCUTE-A COM ATENÇÃO! AGORA,


CIRCULE NO TEXTO TODAS AS PALAVRAS RATO QUE ENCONTRAR.

a) QUANTAS PALAVRAS RATO VOCÊ ENCONTROU?

b) MONTE COM SEU ALFABETO MÓVEL A PALAVRA RATO. DEPOIS, ESCREVA-A ABAIXO,
COLOCANDO UMA LETRA EM CADA QUADRINHO.

c) A PALAVRA RATO COMEÇA COM A LETRA E TERMINA COM A LETRA

d) SOLETRE A PALAVRA RATO. QUANTAS LETRAS TEM ESSA PALAVRA?

• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA R ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

107
1. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR ESTE TRAVA-LÍNGUA:
O rato ROEU A roupa
DO REI DE Roma
E A RAINHA ruim
RESOLVEU remendar.

a) CIRCULE NO TRAVA-LÍNGUA A LETRA R DE ACORDO COM A LEGENDA:

r R r R

2. NOMEIE AS FIGURAS, ORGANIZE AS SÍLABAS E ESCREVA OS SEUS NOMES NOS


QUADRINHOS EM BRANCO.

3. ENCONTRE E PINTE NO CAÇA-PALAVRAS O NOME DAS FIGURAS abaixo.

108
4. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS R E AS VOGAIS . FORME PARES UNINDO AS LETRAS R
A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES E
ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

rei

rato

rio

robô

rua

109
•LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS O TEXTO A SEGUIR.

PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura coletiva.

1. POR QUE ESSE TEXTO FOI ESCRITO?


2. QUEM ESCREVEU O TEXTO?
3. PARA QUEM ESSE TEXTO FOI ESCRITO?
4. VOCÊ SABE COMO SÃO CHAMADOS OS TEXTOS COMO ESSE?

QUANDO QUEREMOS CONVIDAR UMA OU MAIS PESSOAS PARA ALGUM


ACONTECIMENTO, ESCREVEMOS UM CONVITE. NO CONVITE DEVE HAVER:

• O NOME DO (A) CONVIDADO (A);


• O MOTIVO DO ACONTECIMENTO;
• A DATA, O HORÁRIO E O ENDEREÇO
DO ACONTECIMENTO;
• O NOME DE QUEM CONVIDA.

5. QUAL É A FUNÇÃO DE UM CONVITE?


6. DE QUE OUTRA MANEIRA VOCÊ PODE AVISAR ALGUÉM SOBRE UM ACONTECIMENTO?
7. RECONTE COM SUAS PALAVRAS A MENSAGEM DO TEXTO APRESENTADO.

110
1. OBSERVE ESTE CONVITE:

QUERIDO AMIGO (A), ________________________________________

VENHA PARTICIPAR DA MINHA FESTA DE ANIVERSÁRIO. VAI SER MUITO


DIVERTIDa.

DIA: 25 DE JUNHO
HORÁRIO: 15h
LOCAL: RUA DAS FLORES, 16

UM ABRAÇO,
____________________________________________

a) ESCREVA O NOME DE UM (UMA) AMIGO (A) QUE VOCÊ GOSTARIA DE CONVIDAR PARA
FESTA DO SEU ANIVERSÁRIO.
b) CIRCULE NO CONVITE O DIA DA FESTA.
c) A QUE HORAS SERÁ SUA FESTA? PINTE: 13:00 15:00 14:00
d) QUAL É O LOCAL DA FESTA?

e) ASSINE O CONVITE.
2. JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, FAÇA UM CONVITE PARA UM FUNCIONÁRIO
DA ESCOLA VISITAR A SUA SALA DE AULA E CONHECER OS TRABALHOS QUE REALIZARAM.
SEU PROFESSOR IRÁ ESCREVER O TEXTO NA LOUSA E VOCÊ DEVE COPIÁ-LO NO ESPAÇO
ABAIXO.

111
1. CANTE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS!

Compositores: Paulo Tatit/ Edith Derdyck


Vamos lá!!!
Todo rato tem rabo longo
Todo rato tem faro esperto
Todo rato curte escuro, lambe restos
Todo rato deixa rastro
Todo rato trai e mente
Todo rato assusta a gente
Todo rato anda em bando
São os ratos, são os ratos, são os ratos
Bem malandros...
Mas sempre tem um que é diferente
Tem sempre um que até surpreende a gente
Esse rato que aqui se mostra
É um rato que a gente gosta
É um rato que ao invés de catar
Lasquinhas de queijo e comer na rua
Prefere mil vezes um beijo
Um beijo brilhante da lua
[...] Disponível em:<http://letras.terra.com.br/palavra-cantada/391916/>. Acesso em: jul.2009.

2. O SEGUNDO VERSO DA MÚSICA DIZ: TODO RATO TEM RABO LONGO.

OBSERVE:
rato rabo

a) AS DUAS PALAVRAS SÃO IGUAIS? POR QUÊ?


b) CIRCULE NAS PALAVRAS AS LETRAS DIFERENTES.

3. LEIA JUNTO COM SEU PROFESSOR O POEMA:

QUE PODE FAZER VOCÊ MAS SE TROCAR, NO RATO,


PARA O ELEFANTE O R POR G,
TÃO DESELEGANTE TRANSFORMA-O VOCÊ
FICAR ELEGANTE? (VEJA QUE PERIGO!)
ORA, TROQUE O F POR G! NO SEU PIOR INIMIGO:
O GATO.
José Paulo Paes. Poemas para brincar. 15. ed. São Paulo: Ática, 1999.

112
a) CONTINUE TROCANDO A LETRA R DA PALAVRA RATO E DESCUBRA OUTRAS NOVAS.
USE O SEU ALFABETO MÓVEL.

TROQUE O R POR G FICA: _________________

TROQUE O R POR P FICA: _________________

TROQUE O R POR M FICA: _________________

b) JUNTO COM SEU PROFESSOR, PESQUISE OUTRAS PALAVRAS QUE, TROCANDO UMA
LETRA, ENCONTRAMOS OUTRAS NOVAS. DEPOIS, ESCREVA-AS NO QUADRO ABAIXO.
PALAVRA NOVA PALAVRA

4. NA MÚSICA O RATO A PERSONAGEM PRINCIPAL É DIFERENTE DOS OUTROS RATOS.


VOCÊ SABE POR QUÊ?

•LEVE O RATO PARA ENCONTRAR A LUA, PASSANDO APENAS PELAS PALAVRAS


INICIADAS COM A LETRA R.

113
VAMOS BRINCAR DE TEATRO DE VARA!
SEU PROFESSOR IRÁ LER ESTA FÁBULA DE ESOPO CHAMADA O GATO, O GALO
E O RATINHO. PRESTE MUITA ATENÇÃO!
DEPOIS, RECORTE DO ANEXO AS PERSONAGENS DESSA HISTÓRIA, COLE-AS EM
UM PALITO DE CHURRASCO E BRINQUE DE TEATRINHO COM SEUS COLEGAS.
VOCÊ PODERÁ CRIAR NOVOS DIÁLOGOS ENTRE AS PERSONAGENS E, SE QUISER,
MUDAR O FINAL DA FÁBULA. USE SUA CRIATIVIDADE!

UM RATINHO VIVIA NUM BURACO COM SUA MÃE. DEPOIS


DE SAIR SOZINHO PELA PRIMEIRA VEZ, CONTOU A ELA:
– MÃE, VOCÊ NÃO IMAGINA OS BICHOS ESTRANHOS QUE
ENCONTREI! UM ERA BONITO E DELICADO,
TINHA UM PELO MUITO MACIO E UM RABO ELEGANTE, UM RABO
QUE SE MOVIA FORMANDO ONDAS. O OUTRO ERA
UM MONSTRO HORRÍVEL! NO ALTO DA CABEÇA
E DEBAIXO DO QUEIXO ELE TINHA PEDAÇOS DE
CARNE CRUA, QUE BALANÇAVAM QUANDO ELE ANDAVA. DE
REPENTE, OS LADOS DO CORPO DELE SE SACUDIRAM E ELE DEU
UM GRITO APAVORANTE. FIQUEI COM TANTO
MEDO QUE FUGI CORRENDO, BEM NA HORA QUE IA CONVERSAR
UM POUCO COM O SIMPÁTICO.
– AH, MEU FILHO! – RESPONDEU A MÃE. – ESSE SEU MONSTRO
ERA UMA AVE INOFENSIVA; O OUTRO ERA UM GATO FEROZ, QUE
NUM SEGUNDO TERIA TE DEVORADO.

MORAL: JAMAIS CONFIE NAS APARÊNCIAS.

Fábulas de Esopo. Tradução: Heloísa Jahn. São Paulo: Companhia das letrinhas, 1994.

PROFESSOR: Antes da dramatização,


discuta com seus alunos a mensagem
dessa fábula, com exemplos próximos a
realidade infantil.

114
estudo da língua: letra X

Lenise Resende
II
DE NOITE ELA TOSSE, TOSSE
I E A BRUXA CHEFE SE QUEIXA:
BRUXINHA QUANDO TEM TOSSE – NÃO SEJA EXTRAVAGANTE,
NÃO QUER SABER DE XAROPE. TOMA LOGO EXPECTORANTE
TOMA UMA XÍCARA DE CHÁ OU LHE DOU SUCO DE AMEIXA
DE RABO DE LAGARTIXA, MISTURADO COM LAXANTE!
COM MAXIXE RALADO NA LIXA.
III
ENROLADA EM SEU XALE XADREZ,
A CHEFE CONTA UM, DOIS, TRÊS
E A BRUXINHA ENGOLE O XAROPE
TODINHO DE UMA SÓ VEZ.

Disponível em: <http://www.pequenoartista.com.br/pa/elisa/Outros_poetaslenise.aspx>. Acesso em: jun. 2009

PROFESSOR: Copie o texto na lousa e solicite aos alunos que


acompanhem a leitura enquanto você aponta as palavras.
LEITURA PELOS ALUNOS: Leitura coletiva.

MAXIXE: O MAXIXE É UMA HORTALIÇA TRADICIONAL NO NORDESTE,


AINDA POUCO CONHECIDA NO CENTRO-SUL DO PAÍS. É UM FRUTO
ORIGINÁRIO DA ÁFRICA, INTRODUZIDO NO BRASIL PELOS ESCRAVOS.
EXTRAVAGANTE: QUE CAUSA SURPRESA POR FUGIR DO QUE É
COMUM.
EXPECTORANTE: REMÉDIO PARA AUXILIAR A EXPELIR PELA BOCA O CATARRO
DOS PULMÕES.
LAXANTE: REMÉDIO PARA ELIMINAR AS FEZES (COCÔ).

1. DE QUEM O POEMA ESTÁ FALANDO?


2. O QUE A BRUXINHA NÃO GOSTA DE TOMAR QUANDO ESTÁ COM TOSSE? O QUE ELA
PREFERE?
115
3. E VOCÊ, QUANDO TEM TOSSE TOMA ALGUM RÉMEDIO? QUAL?
4. O QUE A BRUXA CHEFE FALA PARA BRUXINHA QUANDO ELA TOSSE À NOITE?
5. O QUE ACONTECE COM A BRUXINHA NO FINAL DO POEMA?
6. O QUE PODE ACONTECER SE NÃO TOMARMOS REMÉDIO QUANDO O MÉDICO RECEITA?

1. QUAL É O TÍTULO DO POEMA? ESCREVA CADA LETRA EM UM QUADRINHO.

2. CIRCULE A PALAVRA XAROPE TODAS AS VEZES QUE ELA APARECE NO TEXTO.

3. MONTE A PALAVRA XAROPE COM SEU ALFABETO MÓVEL E RESPONDA:

a) QUANTAS LETRAS ELA TEM?

b) QUANTAS SÍLABAS?

c) QUAL É A PRIMEIRA LETRA? E A ÚLTIMA?

4. SEU PROFESSOR LERÁ O POEMA NOVAMENTE E VOCÊ IRÁ CIRCULAR NO TEXTO AS


PALAVRAS:

BRUXA - BRUXINHA - XÍCARA - MAXIXE - LIXA – AMEIXA - LAGARTIXA - XALE.

5. RECORTE DO ANEXO OS NOMES DAS FIGURAS E COLE-OS NOS LUGARES


CORRESPODENTES.

116
• PODEMOS ENCONTRAR A LETRA X ESCRITA DE DIFERENTES MANEIRAS:

1. PINTE AS PALAVRAS IGUAIS DA MESMA COR:

lagartixa lagartixa lagartixa


ameixa ameixa ameixa
bruxa bruxa xale
xale xale Xuxa
Xuxa Xuxa
117
2. RECORTE DO ANEXO AS LETRAS X E AS VOGAIS . FORME PARES UNINDO AS LETRAS X
A CADA UMA DAS VOGAIS. DEPOIS, LEIA, COLE-AS NOS LUGARES CORRESPONDENTES E
ESCREVA AS SÍLABAS FORMADAS.

xarope

xícara

xerife

xuxa

lixo

118
1. O que é, o que é?
ESTOU NO PEIXE E NA CAIXA, resposta:
NA XÍCARA E NA MEXERICA.
VENHO NO FIM DO ALEX,
E NO COMEÇO
DA TIA XANDICA.

2. O QUE SERÁ QUE TEM NO CALDEIRÃO DA BRUXA?


PARA DESCOBRIR, LEIA O POEMA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS. DEPOIS,
CIRCULE NO TEXTO OS NOMES DOS INGREDIENTES.

Gláucia Lemos
GATO,
SAPO,
RATO
E O CORDÃO DO SAPATO.
TUDO NA mesma PANELA!

PÓ DE CAFÉ,
BOTÃO DE BONÉ
E UNHA DO DEDÃO DO PÉ.
MEXE COM FÉ,
E JOGA TEMPERO NELA!
E JOGA TEMPERO NELA!
E JOGA TEMPERO NELA!

COMIDA DE BRUXA
É UM LUXO!
PARA O BRUXO.
Disponível em: <http//susanasimon.blogspot.com/o-caldeirao-da-bruxa-glaucia-lemos.htm>. Acesso em: jul. 2009.

3. PARA QUEM A BRUXA FEZ A COMIDA?

4. UM DOS VERSOS DO POEMA FOI ESCRITO DE MANEIRA DESORDENADA. ORDENE OS


NÚMEROS E ESCREVA O VERSO CORRETAMENTE.

5 3 4 2 1

! tempero nela joga e

119
5. NO CALDEIRÃO DA BRUXA TEM TAMBÉM MUITAS PALAVRAS COM A LETRA X. ORGANIZE
AS SÍLABAS E DESCUBRA AS PALAVRAS.

DICA: SÃO OS NOMES DAS FIGURAS QUE ESTÃO ESCONDIDAS ATRÁS DA BRUXA.

• ESCREVA NO PERGAMINHO AS PALAVRAS QUE VOCÊ DESCOBRIU!

120
• COMIDA DE BRUXA É MESMO MUITO ESTRANHA. ELAS
ADORAM USAR COMO INGREDIENTES: PÓ DE MICO, SAPO,
MINHOCA, UNHA DE GAVIÃO, PELO DE MORCEGO, OLHO DE
COBRA... E TUDO QUE A SUA IMAGINAÇÃO PERMITIR.
MAS, AGORA É COM VOCÊ!

1. DÊ UM NOME PARA BRUXA. DEPOIS, JUNTO COM SEU


PROFESSOR E COLEGAS, CRIEM UMA RECEITA DE COMIDA
DE BRUXA E ESCREVAM ABAIXO.

RECEITA DA BRUXA

121
hora de lembrar o que você aprendeu!
1. OBSERVE O QUADRO ABAIXO E FALE O NOME DE CADA LETRA. DEPOIS, COMPLETE
O QUADRO UNINDO AS LETRAS E ESCREVENDO AS SÍLABAS CORRESPONDENTES,
CONFORME O MODELO. LEIA AS SÍLABAS FORMADAS.

2. DIGA O NOME DE CADA UMA DAS FIGURAS. AGORA, ESCREVA O NOME DE CADA UMA
DELAS. (Escrita Espontânea)

122
SOMOS DIFERENTES

OUÇA COM ATENÇÃO O POEMA QUE SEU PROFESSOR IRÁ LER.

SÃO DUAS CRIANÇAS LINDAS


MAS SÃO MUITO DIFERENTES!
UMA É TODA DESDENTADA,
A OUTRA É CHEIA DE DENTES...
UMA ANDA DESCABELADA,
A OUTRA É CHEIA DE PENTES!
UMA DELAS USA ÓCULOS,
E A OUTRA USA LENTES.
UMA GOSTA DE GELADOS,
A OUTRA GOSTA DE QUENTES.
UMA TEM CABELOS LONGOS,
A OUTRA CORTA ELES RENTES.
NÃO QUEIRAS QUE SEJAM IGUAIS,
ALIÁS, NEM MESMO TENTES!
SÃO DUAS CRIANÇAS LINDAS,
MAS SÃO MUITO DIFERENTES!
Ana Flora; Ruth Rocha. Escrever e criar é só começar. São Paulo: FTD, 2001.

125
NA POESIA “PESSOAS SÃO DIFERENTES”, A AUTORA FALA QUE AS CRIANÇAS SÃO
DIFERENTES EM SUAS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS, EM SEUS GOSTOS E EM SUAS
ATITUDES.

1. VOCÊ CONCORDA COM A AUTORA DA POESIA? POR QUÊ?


2. E VOCÊ, É DIFERENTE DOS SEUS COLEGAS DA CLASSE? CONTE PARA SEU PROFESSOR
E COLEGAS ALGUMAS DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS ENTRE VOCÊ E SEUS AMIGOS.

1. ESCOLHA UM AMIGO NA CLASSE E CONVERSEM SOBRE SUAS SEMELHANÇAS E


DIFERENÇAS. DEPOIS, REGISTRE ATRAVÉS DE DESENHOS ALGUMAS DESSAS DIFERENÇAS
OU SEMELHANÇAS.

EU GOSTO DE COMER: MEU(MINHA) AMIGO(A) GOSTA DE


COMER:

EU GOSTO DE BRINCAR COM: MEU(MINHA) AMIGO(A) GOSTA DE


BRINCAR COM:

MEU NOME É: O NOME DO(A) MEU(MINHA)


AMIGO(A) É:

VOCÊS TÊM NOMES IGUAIS? SIM NÃO

126
CRIANÇAS DE OUTROS LUGARES
CRIANÇAS AFRICANAS

NO MUNDO TODO EXISTEM CRIANÇAS COMO VOCÊ, MAS, APESAR DE USAREM


ROUPAS DIFERENTES, TEREM OUTROS COSTUMES OU FALAREM OUTRAS LÍNGUAS,
TODAS GOSTAM DE BRINCAR, CANTAR E ESTUDAR. ALÉM DISSO, TODOS PRECISAM DOS
MESMOS CUIDADOS E RESPEITO QUE VOCÊ PRECISA.
OBSERVE ESTAS FOTOS DE CRIANÇAS QUE VIVEM NA ÁFRICA:

1. QUAIS são AS DIFERENÇAS ENTRE AS CRIANÇAS DAS FOTOS E VOCÊ?


2. E QUAIS AS SEMELHANÇAS?
3. VOCÊ ACHA QUE ELAS TÊM AS MESMAS NECESSIDADES QUE VOCÊ?
4. RELACIONE ALGUNS CUIDADOS QUE VOCÊ E AS CRIANÇAS DAS FOTOS PRECISAM
PARA TER UMA VIDA ALEGRE E COM SAÚDE.

127
VOCÊ GOSTA DE OUVIR HISTÓRIAS?
AS CRIANÇAS AFRICANAS TAMBÉM GOSTAM. ENTRE AS HISTÓRIAS QUE ELAS MAIS
GOSTAM ESTÃO AS LENDAS.
OUÇA ESTA LENDA AFRICANA QUE SEU PROFESSOR IRÁ LER.


ANTIGAMENTE, AJANAKU, O ELEFANTE, TINHA O FOCINHO
CURTO COMO TODOS OS BICHOS.
NÃO POSSUÍA A GRANDE TROMBA QUE TEM AGORA E QUE LHE
É MUITO ÚTIL, SERVINDO DE BRAÇO E MÃO, ALÉM DE NARIZ.
QUANDO NÃO TINHA TROMBA, O ELEFANTE ERA MUITO CURIOSO
E GOSTAVA DE SABER TUDO O QUE ACONTECIA NA FLORESTA.
CERTO DIA, ENCONTROU UM BURACO ENTRE AS RAÍZES DE UMA GRANDE ÁRVORE E,
CURIOSO COMO ERA, ENFIOU O NARIZ NELE PARA SABER DO QUE SE TRATAVA.
ACONTECE QUE AQUELE BURACO ERA A ENTRADA DA CASA DE UMA COBRA MUITO
GRANDE QUE, VENDO AQUELE NARIZ FUÇANDO SUA CASA, ABOCANHOU-O, TENTANDO
ENGOLIR NOSSO POBRE AJANAKU.
LAMENTANDO SUA CURIOSiDADE, AJANAKU ANDAVA PARA TRÁS, PARA NÃO SER
ENGOLIDO PELA COBRA, QUE O PUXAVA PARA DENTRO DO BURACO.
- SOCORRO! – GRITAVA AJANAKU DESESPERADO, SENTINDO QUE NÃO IA CONSEGUIR
SE LIVRAR DA GRANDE COBRA.
OUVINDO SEUS GRITOS, MUITOS ANIMAIS VIERAM EM SEU SOCORRO E, SEGURANDO
EM SEU RABO, PUXARAM COM FORÇA, PARA LIVRÁ-LO DA COBRA.
NÃO FOI FÁCIL, MAS, FINALMENTE, CONSEGUIRAM SALVAR NOSSO AMIGO, QUE, DE
TANTO PUXAR, TEVE SEU NARIZ ESTICADO E TRANSFORMADO NA TROMBA QUE AGORA
POSSUI.
NO INÍCIO, AJANAKU, ENVERGONHADO DE SUA NOVA E ESTRANHA APARÊNCIA, FICOU
ESCONDIDO DENTRO DA FLORESTA.
COM O TEMPO, APRENDEU A USAR A TROMBA COM MUITA HABILIDADE, DA FORMA
COMO FAZEM TODOS OS ELEFANTES ATUALMENTE. SATISFEITO, VOLTOU AO CONVÍVIO
DOS OUTROS BICHOS.
UM DIA, O MACACO, QUE GOSTA DE IMITAR TODO MUNDO, FOI ENFIAR O NARIZ NO
BURACO, PARA VER SE CRIAVA UMA TROMBA IGUAL A DO ELEFANTE. A COBRA, QUE
AINDA MORAVA NO MESMO LUGAR, ENGOLIU O MACACO INTEIRINHO, COM MUITA
FACILIDADE.
É POR ISSO QUE, MESMO SENTINDO INVEJA, NENHUM BICHO NUNCA MAIS TENTOU
IMITAR O ELEFANTE PARA FICAR COM UMA TROMBA IGUAL À DELE.
Adilson Martins. O papagaio que não gostava de mentiras e outras fábulas. Rio de Janeiro:
Pallas, 2008.

128
1. QUANDO OS PAIS DAS CRIANÇAS AFRICANAS CONTAM PARA ELAS ESSA LENDA, O QUE
ELES QUEREM ENSINAR? RESPONDA ORALMENTE.

2. VOCÊ JÁ OUVIU NA ESCOLA OU NA SUA CASA UMA OUTRA HISTÓRIA OU LENDA QUE
TENHA ENSINADO ALGO A VOCÊ? QUAL? REGISTRE: (Escrita espontânea.)

3. AGORA, FAÇA UM DESENHO SOBRE A LENDA A TROMBA DO ELEFANTE.

129
4. ENUMERE OS ANIMAIS ABAIXO NA ORDEM EM QUE ELES APARECEM NA LENDA A
TROMBA DO ELEFANTE?

elefante

macaco cobra

5. PENSANDO NO TAMANHO REAL DE CADA UM DESSES ANIMAIS, QUAL DELES É O MAIOR?


REGISTRE:

O ELEFANTE AFRICANO É O MAIOR MAMÍFERO TERRESTRE.

Fonte: <http://pt.muky.com.br>. Acesso em: abr. 2009.

CONFECCIONE O DEDOCHE DO ELEFANTE ANEXO NO ENCARTE E


BRINQUE COM SEUS AMIGOS, DRAMATIZANDO A LENDA AFRICANA,
A TROMBA DO ELEFANTE.

130
HÁ MUITOS ANOS, HOMENS, MULHERES E CRIANÇAS FORAM TRAZIDOS DA ÁFRICA
PARA O BRASIL, COM ELES VIERAM TAMBÉM VÁRIOS COSTUMES E OBJETOS QUE ATÉ
HOJE FAZEM PARTE DO NOSSO DIA-A-DIA.
VEJA ALGUNS EXEMPLOS:

PIMENTA FEIJOADA PANELAS DE BARRO

CAPOEIRA BIJUTERIA TAMBOR

131
CRIANÇAS INDÍGENAS

ESCUTE COM ATENÇÃO A CARTA QUE SEU PROFESSOR IRÁ LER.

MEU NOME É CELINA TEMBÉ PORQUE SOU DA TRIBO TEMBÉ. ESTOU


COMEÇANDO A APRENDER A LÍNGUA DA NOSSA TRIBO. GOSTO DE VIVER
PERTO DO RIO. QUERO FICAR AQUI O RESTO DA VIDA. ADORO A FLORESTA
E FICO TRISTE QUANDO AS PESSOAS DERRUBAM AS ÁRVORES. ÀS VEZES,
DE NOITE, A FLORESTA ME ASSUSTA, PORQUE O MATIM VIVE LÁ. ELE É UM
BICHO ENORME QUE OS ADULTOS DIZEM QUE NÃO EXISTE. NUNCA O VI,
MAS SEI QUE ESTÁ LÁ PORQUE DÁ PARA OUVIR QUANDO ELE ASSOBIA. EU
MORRO DE MEDO DO MATIM.
CELINA TEMBÉ, 9 ANOS , MORA NO PARÁ.
Lilian Sourient; Roseni Rudek; Roseane Camargo. Interagindo e percebendo o mundo: História.
São Paulo: Editora do Brasil, 2001.

1. AO OUVIR A CARTA VOCÊ CONSEGUE IMAGINAR COMO É O LUGAR QUE CELINA MORA?
2. IDENTIFIQUE A FIGURA QUE MAIS SE PARECE COM O LUGAR QUE VOCÊ IMAGINOU.

Aldeia Kuikuro, Parque Indígena do Xingu, 1999. Avenida Paulista, São Paulo.

3. POR QUE VOCÊ ACHA QUE CELINA MORA NESSE LUGAR?


4. QUAIS AS DIFERENÇAS ENTRE OS DOIS LUGARES MOSTRADOS NAS FIGURAS?
5. O LUGAR EM QUE VOCÊ MORA É MAIS PARECIDO COM QUAL DAS FOTOS? POR QUÊ?
132
1. COPIE AS PALAVRAS DE ACORDO COM AS CORES CORRESPONDENTES E DESCUBRA
QUEM É CELINA.

UMA CELINA ÍNDIA É

2. QUAL DAS figuras ABAIXO REPRESENTA MELHOR A MENINA CELINA? POR QUÊ?
MARQUE COM UM X SUA RESPOSTA.

3. NA CARTA, CELINA DIZ QUE ESTÁ APRENDENDO A LER A LÍNGUA DE SUA TRIBO. E
VOCÊ, O QUE ESTÁ APRENDENDO NA ESCOLA? REGISTRE NO ESPAÇO ABAIXO O QUE
VOCÊ ESTÁ APRENDENDO NA ESCOLA. VALE ESCREVER OU DESENHAR.

133
1. CANTE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS. DEPOIS FAÇA UMA COLAGEM DO
ÍNDIO PARA ILUSTRAR A MÚSICA.

VOCÊ VAI PRECISAR DE:


- COLA;
- UM CÍRCULO DE PAPEL PARDO COM 4 CM DE DIÂMETRO CORTADO AO MEIO;
- MEIO CÍRCULO DE PAPEL ESPELHO PRETO COM 4,5 CM DE DIÂMETRO.

COMO FAZER:
COLE DE ACORDO COM O MODELO E DESENHE O ROSTO NO ÍNDIO.

TU TU TU TU
TU TUPI
TODO MUNDO TEM UM POUCO DE ÍNDIO
DENTRO DE SI
DENTRO DE SI

TODO MUNDO FALA LÍNGUA DE ÍNDIO


TUPI GUARANI
TUPI GUARANI

E O VELHO CACIQUE JÁ DIZIA


TEM COISA QUE A GENTE SABE
E NÃO SABE QUE SABIA COLE
ÊOÊO
AQUI
O ÍNDIO ANDOU PELO BRASIL
DEU NOME PRA TUDO QUE ELE VIU
SE O ÍNDIO DEU NOME, TÁ DADO!
SE O ÍNDIO FALOU, TÁ FALADO!
SE O ÍNDIO CHACOALHOU
TÁ CHACOALHADO!
EÔEÔ
[...]
Hélio Ziskind
Disponível em: <http://letras.terra.br/helio/ziskind>. Acesso em: abr. 2009.

134
TODOS OS ÍNDIOS QUE MORAM NA ALDEIA ENSINAM AS CRIANÇAS. O VOVÔ
FAZ PARA O NETO FLECHA PEQUENA, FAZ ARCO PEQUENO. O VOVÔ FAZ PARA A
NETA PILÃO PEQUENO. A VOVÓ FAZ PARA A NETA PANELA PEQUENA.
O JEITO DE ENSINAR A CRIANÇA INDÍGENA É ASSIM:
A GENTE GRANDE TRABALHA,
A CRIANÇA ESPIA E APRENDE.
É ASSIM QUE A GENTE APRENDE
A PESCAR O PEIXINHO,
A SOCAR O PILÃO,
A LAÇAR PASSARINHO
E AFIAR ALGODÃO.
OS POVOS INDÍGENAS RESPEITAM A NATUREZA. SÓ CAÇAM E PESCAM PARA
COMER. SÓ CORTAM ÁRVORES QUANDO PRECISAM CONSTRUIR SUAS CASAS,
CANOAS E FAZER O FOGO.

Adaptado de Eunice Dias de Paula. História dos povos indígenas: 500 anos de luta no Brasil. São Paulo: Vozes, 1986.

• ASSIM COMO VOCÊ, AS CRIANÇAS INDÍGENAS APRENDEM, BRINCAM, COMEM E


DORMEM. COMPARE O MODO DE VIVER DAS CRIANÇAS INDÍGENAS COM O SEU E COLE
AS FIGURAS DO ANEXO QUE SÃO CORRESPONDENTES.

Crianças indígenas brincando no rio.

Crianças Guajajara brincando livremente em Camboinhas.

135
EM OUTROS LUGARES AS CRIANÇAS PODEM ATÉ SE VESTIR DE UM MODO DIFERENTE
DO SEU, COMER COMIDAS DIFERENTES DAS QUE VOCÊ COME, MORAR EM CASAS
DIFERENTES DAS QUE VOCÊ JÁ VIU E ATÉ BRINCAR DE UM JEITO QUE VOCÊ NÃO
CONHECE. MAS NÃO IMPORTA ONDE ESTEJAM, TODAS PRECISAM DE CUIDADOS,
EDUCAÇÃO E MUITA DIVERSÃO ASSIM COMO VOCÊ.
DESENHE-SE BRINCANDO COM UMA CRIANÇA INDÍGENA E OUTRA AFRICANA DE UMA
BRINCADEIRA QUE VOCÊ GOSTA MUITO.

136
A FAMÍLIA

APESAR DE SERMOS DIFERENTES, TODOS NÓS FAZEMOS PARTE DE VÁRIOS GRUPOS,


UM DESSES GRUPOS É A NOSSA FAMÍLIA. EXISTEM DIFERENTES TIPOS DE FAMÍLIA,
OBSERVE AS FOTOS:
Arquivo de: Stela A. Abreu.

Arquivo de: Denise Cesar.


Arquivo de: Mª do Carmo Balieiro.
Arquivo de: Roseli Viana.

1. PARA VOCÊ, O QUE É UMA FAMÍLIA?


2. AS FAMÍLIAS QUE VOCÊ VÊ NAS FOTOS SÃO IGUAIS? POR QUÊ?
3. A SUA FAMÍLIA É PARECIDA COM ALGUMA DESSAS? CONTE PARA SEU PROFESSOR E
COLEGAS COMO É SUA FAMÍLIA.

137
1. DESENHE VOCÊ COM SUA FAMÍLIA OU COLE UMA FOTO.

2. ESCREVA O NOME DE DUAS PESSOAS DA SUA FAMÍLIA.

*Escrita espontânea.

3. RESPONDA ORALMENTE:

a) POR QUE VOCÊ ESCOLHEU O NOME DESSAS DUAS PESSOAS?


b) O QUE ELAS REPRESENTAM PARA VOCÊ?
138
AS FAMÍLIAS PODEM SER MUITO DIFERENTES, MAS É IMPORTANTE QUE EM TODAS
EXISTA: UNIÃO, PAZ, AMOR E RESPEITO. OUÇA COM ATENÇÃO UM TRECHO DE UMA
HISTÓRIA QUE SEU PROFESSOR VAI LER PARA VOCÊ.

ERA UMA VEZ UMA FAMÍLIA QUE ADORAVA FAZER BOLOS GIGANTES PARA
ALIMENTAR AS PESSOAS QUE TINHAM FOME. TODAS AS NOITES, DEPOIS
DO JANTAR, A FAMÍLIA SE REUNIA PARA ERGUER OS BOLOS E SÓ PARAVA
COM A CHEGADA DO SONO. CRIANÇAS E ADULTOS SE DIVERTIAM FAZENDO JUNTOS
TRINTA, QUARENTA OU ATÉ SETENTA ANDARES DE BOLO. NA HORA DE ENFEITAR, ELES
PASSAVAM CREME, DEPOIS COBRIAM COM BALAS DE GOMA, BOMBONS E GRANULADO.
FOI A BOLEIRA AVÓ QUE ENSINOU A TODOS DA FAMÍLIA ESSA BONITA MANEIRA DE
PRATICAR O BEM.
Adaptado de Jonas Ribeiro. Os bolos gigantes. São Paulo: Editora do Brasil, 2008.

1. VOCÊ ACHA QUE A FAMÍLIA DA HISTÓRIA PRATICA O AMOR E O RESPEITO PELAS


PESSOAS? DISCUTA COM SEU PROFESSOR E COLEGAS O PORQUÊ DE SUA RESPOSTA.

sim não

2. O QUE A FAMÍLIA DA HISTÓRIA FAZIA PARA AJUDAR AS PESSOAS QUE TINHAM FOME?
DESENHE:

139
3. SE VOCÊ E SUA FAMÍLIA FOSSEM AJUDAR AS PESSOAS QUE NÃO TÊM ALIMENTOS PARA
COMER, O QUE VOCÊS FARIAM DE DIFERENTE DA FAMÍLIA DA HISTÓRIA? DESENHE.

4. RECORTE, DO ANEXO, AS LETRAS QUE FORMAM A PALAVRA BOLO E COLE-AS NOS


ESPAÇOS ABAIXO.

• QUANTAS LETRAS TÊM A PALAVRA BOLO?

5. VOCÊ SABE O QUE QUER DIZER GIGANTE? DISCUTA COM SEUS COLEGAS E PROFESSOR.
DEPOIS ESCREVA NO ESPAÇO ABAIXO O QUE DESCOBRIRAM SOBRE O QUE É GIGANTE.
O PROFESSOR ESCREVE NA LOUSA E VOCÊ COPIA.

140
6. PENSANDO NO TAMANHO REAL DAS FIGURAS ABAIXO, QUAL DELAS É GIGANTE?
CIRCULE-A.

7. EM QUE MOMENTO DO DIA A FAMÍLIA SE REUNIA PARA FAZER OS BOLOS GIGANTES?


PINTE A FIGURA QUE REPRESENTA A RESPOSTA CERTA.

8. O QUE VOCÊ FAZ À NOITE COM SUA FAMÍLIA? DESENHE.

141
9. FOI A BOLEIRA AVÓ QUEM ENSINOU A TODOS DA FAMÍLIA A FAZEREM
OS BOLOS GIGANTES.
OS AVÓS SÃO MESMO ESPECIAIS, NOS ENSINAM MUITAS COISAS
IMPORTANTES E CUIDAM DE NÓS COM GRANDE CARINHO.
LEVE A VOVÓ ATÉ O BOLO E AJUDE-A A TERMINÁ-LO.

Sai a água da torneira


Faz espuma com sabão
Pra fazer a comidinha
vovó lava bem as mãos!
Adaptado da música: Lavar as
mãos. Eliana

PARA FAZER OU COMER UM BOLO OU QUALQUER OUTRO ALIMENTO, NÃO PODEMOS


ESQUECER OS CUIDADOS COM A HIGIENE COMO: LAVAR AS MÃOS ANTES DE MEXER
NOS ALIMENTOS; USAR UTENSÍLIOS, COMO COLHERES E TIGELAS SEMPRE LIMPOS.
ESSES CUIDADOS SÃO IMPORTANTES PARA A SAÚDE!

142
10. VOCÊ TEM UMA VOVÓ OU UM VOVÔ? QUAL O NOME DELES? REGISTRE:

11. DESENHE ALGO QUE SEU VOVÔ OU SUA VOVÓ TENHA ENSINADO PARA VOCÊ.

12. ENUMERE AS CENAS NA ORDEM EM QUE ELAS ACONTECEM.

143
13. FAZER AS COISAS JUNTO COM A FAMÍLIA É MUITO MAIS DIVERTIDO E INTERESSANTE.
O QUE VOCÊ GOSTA DE FAZER JUNTO COM A SUA FAMÍLIA? DESENHE:

14. COM AS PEÇAS ANEXAS DO ENCARTE, MONTE O BOLO EM QUE APARECEM AS


PALAVRAS QUE DEVEM FAZER PARTE DE TODA FAMÍLIA. DEPOIS, DECORE-O COMO
PREFERIR.

• QUAIS PALAVRAS ESTÃO ESCRITAS NO BOLO? REGISTRE-AS.

144
AS FAMÍLIAS PODEM SER DIFERENTES TAMBÉM NA QUANTIDADE DE PESSOAS.
ALGUMAS DELAS TÊM MUITAS PESSOAS, ENQUANTO OUTRAS TÊM POUCAS.

1. OBSERVE AS FOTOS E REGISTRE NOS QUADRINHOS O NÚMERO DE PESSOAS DE CADA


UMA DAS FAMÍLIAS. DEPOIS MARQUE COM UM ( X ) A MAIS NUMEROSA.

2. A SUA FAMÍLIA É FORMADA POR MUITAS PESSOAS OU POR POUCAS? PINTE O NÚMERO
QUE INDICA A QUANTIDADE DE PESSOAS QUE FORMAM SUA FAMÍLIA.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
145
MEUS FAMILIARES

ALÉM DAS PESSOAS QUE MORAM COM A GENTE E FORMAM A NOSSA FAMÍLIA, TEMOS
TIOS, TIAS E PRIMOS, QUE SÃO NOSSOS PARENTES.
ACOMPANHE A HISTÓRIA QUE SEU PROFESSOR IRÁ LER E CONHEÇA A FAMÍLIA E OS
PARENTES DO BICHINHO DA MAÇÃ, DO ZIRALDO.

EU SOU O BICHINHO DA MAÇÃ.


VOU APRESENTAR PRA VOCÊS A MINHA FAMÍLIA.
EU SOU O FILHO.
MEU PAI É AQUELE ALI DE ÓCULOS E A MINHA MÃE É AQUELA
DE FLOR NOS CABELOS.
AQUELA ALI DE COQUINHO NO CABELO É A MINHA AVÓ.
AQUELE QUE TEM UM BIGODÃO É O MEU AVÔ.
ESTÃO VENDO AQUELA DE BRINCO?
É A MINHA TIA, IRMÃ DO MEU PAI.
O DE GRAVATINHA É O MEU TIO, IRMÃO DA MINHA MÃE.
E AQUELE PEQUENININHO, COM CARA DE SAPEQUINHA, É O MEU PRIMINHO.
ELE É FOGO!
MAS A MINHA TIA... ESSA É MARAVILHOSA.
Adaptado de Ziraldo. Um amor de família. São Paulo: Melhoramentos, 1991.

1. O BICHINHO DA MAÇÃ GOSTA MUITO


DA SUA TIA. E VOCÊ? QUAL PARENTE
VOCÊ GOSTA MUITO? DESENHE.

Minha tia!

146
2. AGORA, DESCUBRA E PINTE A RESPOSTA CORRETA.

a) O IRMÃO DO SEU PAI OU DA SUA MÃE É O SEU...

TIO NETO

b) O PAI DO SEU PAI OU DA SUA MÃE É O SEU...

PRIMO AVÔ

3. PINTE A FAMÍLIA DE ACORDO COM AS INSTRUÇÕES:

a) USE VERMELHO NA BLUSA DO


HOMEM QUE ESTÁ EM PÉ.
b) USE AMARELO NA BLUSA DE
QUEM VOCÊ ACHA QUE É A
AVÓ.
c) FAÇA LISTRAS COLORIDAS NA
BLUSA DA PESSOA QUE VOCÊ
ACHA QUE É O AVÔ.
d) USE MARROM NO CABELO DA
PESSOA MAIS NOVA.
e) DESENHE UMA FLOR NA BLUSA
DA MULHER QUE ESTÁ ATRÁS.

147
NA FAMÍLIA EXISTEM PESSOAS DE VÁRIAS IDADES. MUITAS
VEZES É POSSÍVEL ENCONTRAR EM UMA MESMA CASA
CRIANÇAS, ADULTOS E IDOSOS FORMANDO JUNTOS UMA
FAMÍLIA.
EM QUALQUER IDADE É MUITO IMPORTANTE QUE TODOS SE
RESPEITEM E VIVAM EM HARMONIA.

1. COMPLETE O QUADRO COM OS NOMES E AS IDADES DE ALGUMAS


PESSOAS DE SUA FAMÍLIA. PEÇA AJUDA DE ALGUM FAMILIAR. PARA CASA

NOME IDADE
PAI
MÃE
IRMÃO
IRMÃ

• BASEANDO-SE NO QUADRO QUE VOCÊ PREENCHEU, RESPONDA:

a) QUEM É A PESSOA QUE NASCEU PRIMEIRO EM SUA FAMÍLIA?

b) QUEM NASCEU POR ÚLTIMO?

c) NA SUA FAMÍLIA EXISTEM MAIS CRIANÇAS, ALÉM DE VOCÊ?


ESCREVA O NOME DA CRIANÇA QUE VOCÊ MAIS GOSTA DA SUA FAMÍLIA.

d) VOCÊ CONHECE ALGUMA PESSOA IDOSA NA SUA FAMÍLIA? QUEM? ESCREVA O NOME
DELA.

148
1. OBSERVE AS PALAVRAS ABAIXO. CADA UMA CORRESPONDE A UMA PESSOA DIFERENTE
DE UMA MESMA FAMÍLIA. IDENTIFIQUE-AS E LIGUE CORRETAMENTE.

AVÔ PAI NETO

a) QUEM NASCEU PRIMEIRO?

• COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, CANTE E DRAMATIZE A MÚSICA:

O VOVÔ AGARRA A DIREÇÃO E COM A


OUTRA MÃO COÇA BIGODÃO,
VAI A 20 À HORA QUE EMOÇÃO!
OLHA O POSTE, OLHA O MURO, FOM-FOM.

A VOVÓ COM A SAIA DE BALÃO


MÃO NO CORAÇÃO,
MEDO NA EXPRESSÃO,
VAI A 20 À HORA QUE EMOÇÃO!
OLHA O POSTE, OLHA O MURO, FOM-FOM.
Coleção baby hits: As 100 + da vida pré-escola. Rio de Janeiro:
Neo Max: [2002]. V. 2.

149
APRENDENDO COM A FAMÍLIA

DESDE QUE NASCEMOS, APRENDEMOS MUITAS COISAS, A MAIORIA DELAS COM OS


NOSSOS FAMILIARES.

[...]
AS NUVENS APRENDEM TUDO EM CASA.
MAMÃE-NUVEM ENSINA COMO SE FAZ A CHUVA.
PAPAI-NUVEM ENSINA COMO SE FAZ UMA CHUVA
DAQUELAS BEM FORTES. [...]
Luís Camargo. O cata-vento e o ventilador: Em família. São Paulo: FTD, 1986.

1. Desenhe e escreva o nome da pessoa que te ensinou a: (Escrita espontânea)

150
1. LUCAS APRENDEU A FAZER UMA DOBRADURA COM O SEU TIO. AGORA É A SUA VEZ DE
APRENDER E BRINCAR COM SEUS COLEGAS. DEPOIS ENSINE PARA AS PESSOAS DE SUA
FAMÍLIA E DIVIRTA-SE BRINCANDO JUNTO COM ELAS.
PARA REALIZAR A DOBRADURA VOCÊ VAI PRECISAR DE UMA FOLHA de papel SULFITE
E SEGUIR AS INSTRUÇÕES ABAIXO:

1- DOBRE UMA FOLHA RETANGUAR AO MEIO PARA OBTER UMA MARCA.

2- DOBRE AS PONTAS ATÉ CHEGAR A MARCA DO MEIO.

3- DOBRE NOVAMENTE ATÉ CHEGAR AO RISCO DO MEIO. 4- DOBRE AO MEIO.

5- DOBRE PARA BAIXO 6- SEU AVIÃO ESTÁ PRONTO

151
AGORA É SÓ COLORIR SEU AVIÃO, DESENHAR AS JANELAS E ESCREVER
SEU NOME. DEPOIS BRINQUE COM SEUS COLEGAS E PROFESSOR DA
SEGUINTE BRINCADEIRA:

PARA INICIAR A BRINCADEIRA DIVIDA A CLASSE EM GRUPOS. NO PÁTIO OU NA


QUADRA OS ALUNOS DEVEM FICAR LADO A LADO, COMO SE FOSSEM APOSTAR
UMA CORRIDA. AO SINAL DO PROFESSOR TODOS DEVEM LANÇAR SEUS AVIÕES.
GANHARÁ PONTO AQUELE QUE ENCONTRAR MAIS RAPIDAMENTE O AVIÃO QUE
LANÇOU. UM GRUPO POR VEZ DEVERÁ REALIZAR A BRINCADEIRA.

2. E VOCÊ, GOSTOU DESSA BRINCADEIRA? REGISTRE, DESENHANDO.

3. VOCÊ JÁ TEVE OPORTUNIDADE DE ENSINAR OU AJUDAR ALGUÉM DA SUA FAMÍLIA?


COMO VOCÊ SE SENTIU?
PINTE SUA RESPOSTA:

TRISTE FELIZ
152
A FAMÍLIA, SEJA DE ANTIGAMENTE OU DE HOJE, AQUI OU EM QUALQUER OUTRO
LUGAR, PRECISA DE REGRAS PARA QUE TODOS VIVAM BEM.
AS REGRAS DEVEM SER COMBINADAS ENTRE AS PESSOAS DA FAMÍLIA. ELAS AJUDAM
A MANTER A CASA SEMPRE LIMPA E ORGANIZADA E TODOS DEVEM COLABORAR.
É TAMBÉM COM A FAMÍLIA QUE APRENDEMOS A CONVIVER COM OUTRAS PESSOAS E
A RESPEITÁ-LAS. UMA DAS MANEIRAS DE MOSTRAR NOSSO RESPEITO É USAR ALGUMAS
PALAVRAS MÁGICAS.
VOCÊ CONHECE ESTAS PALAVRAS MÁGICAS?

OBRIGADO COM LICENÇA POR FAVOR DESCULPE

BOM DIA BOA TARDE BOA NOITE

USAR ESSAS PALAVRAS NOS TORNA PESSOAS MAIS EDUCADAS E AMÁVEIS, POR ISSO
ELAS SÃO CONSIDERADAS MÁGICAS.

CANTE A MÚSICA JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS E NUNCA ESQUEÇA DE


USAR AS...

PALAVRINHAS MÁGICAS
ALGUMAS PALAVRINHAS SÃO MÁGICAS
E AJUDAM A GENTE A VIVER MELHOR
POR FAVOR, MUITO OBRIGADO,
COM LICENÇA, TUDO BEM?
PODE PASSAR
EU TE AMO, BRINCA COMIGO?
COMO VAI MEU AMIGO?
BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE
A BÊNÇÃO MÃE, A BÊNÇÃO PAI
BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE
VIVER ASSIM É BOM DEMAIS
ESSAS PALAVRINHAS MÁGICAS
PALAVRAS MÁGICAS SÃO ASSIM
TÊM UM PODER MAIOR
QUE ABRACADABRA E SINSALABIM
ASSIM, ASSIM
SE ALGUÉM QUISER O NOSSO BEM
MUITO OBRIGADO, MUITO OBRIGADO
SE ALGUÉM QUISER PEDIR PRA ALGUÉM
DIZ POR FAVOR, DIZ POR FAVOR, DIZ POR FAVOR
ENTÃO É BOM ACREDITAR
A VIDA É MELHOR SE A GENTE TEM
O QUÊ?
Dany Junior
Disponível em: <http://letras.terra.com.br>. Acesso em: jul.2009.

153
1. QUAL É O SEGREDO? ESCREVA A PRIMEIRA LETRA DE CADA FIGURA E DESCUBRA
QUAL É A PALAVRA MÁGICA.

2. ESCREVA NO BALÃO A PALAVRA MÁGICA ADEQUADA PARA A CENA.

Oi! Encontrei
seu ursinho.

3. PINTE A PALAVRA MÁGICA QUE MELHOR CORRESPONDE A CADA CENA.

BOM DIA BOA NOITE DESCULPA POR FAVOR

154
4. VOCÊ PODE AJUDAR NAS TAREFAS DA CASA DE MUITAS MANEIRAS, POR EXEMPLO,
QUANDO GUARDA SEUS BRINQUEDOS E ORGANIZA SEU MATERIAL DA ESCOLA.
PINTE OS CÍRCULOS QUE INDICAM O QUE VOCÊ COSTUMA FAZER PARA AJUDAR SUA
FAMÍLIA.

Recolhendo o lixo Cuidando das plantas

Arrumando a cama

Guardando os brinquedos Cuidando do animal de estimação

Secando a louça

Brincando com os irmãos Arrumando o material escolar

Guardando as roupas

5. QUAL DAS TAREFAS CITADAS NA ATIVIDADE ANTERIOR VOCÊ MAIS GOSTA DE FAZER EM
SUA CASA? ESCREVA.

Escrita espontânea.
155
6. OBSERVE A HISTÓRIA ABAIXO E RESPONDA ORALMENTE.

a) O QUE VOCÊ ACHA QUE FELIPE DEVERIA FAZER?


b) O QUE VOCÊ FAZ PARA MANTER ORGANIZADO O LUGAR ONDE VOCÊ DORME?
c) NA SUA CASA TODOS COLABORAM COM A LIMPEZA E ORGANIZAÇÃO?

7. VEJA QUE QUARTO ARRUMADO! DESCUBRA QUAL DAS PARTES AO LADO NÃO FAZ
PARTE DESSE QUARTO. CIRCULE SUA RESPOSTA.

156
8. OBSERVE A IMAGEM E RESPONDA ORALMENTE.

a) O QUE ESSA FAMÍLIA ESTÁ FAZENDO E ONDE ESTÁ?


b) ESSA FAMÍLIA PARECE TER MUITAS OU POUCAS PESSOAS?
c) PARECE SER UMA FAMÍLIA DO PASSADO OU ATUAL? POR QUÊ?

9. ESCOLHA O NOME DE CINCO OBJETOS QUE VOCÊ VÊ NA TELA ACIMA E ESCREVA O


NOME DELES.

Escrita espontânea.
157
UMA VISITA AO PASSADO

ANTIGAMENTE AS FAMÍLIAS ERAM BEM MAIORES. AS PESSOAS SE CASAVAM E TINHAM


MUITOS FILHOS. HAVIA FAMÍLIAS COM 18, 19 E ATÉ MAIS DE 20 FILHOS.

OBSERVE A FOTO.
Arquivo de: Isabel Biondi.

1. O QUE VOCÊ ACHOU DESSA FOTO?


2. VOCÊ ACHA QUE ESSA FOTO FOI TIRADA HÁ MUITO TEMPO? POR QUÊ?
3. COMO SÃO AS CORES DA FOTO? ALEGRES OU TRISTES?
4. AS PESSOAS DA FOTO PARECEM FORMAR UMA FAMÍLIA? POR QUÊ?
5. AS ROUPAS SÃO IGUAIS OU DIFERENTES DAS QUE USAMOS HOJE?

158
AS FOTOS SÃO VERDADEIROS REGISTROS DA NOSSA HISTÓRIA. POR MEIO DELAS
PODEMOS SABER MUITOS FATOS QUE ACONTECERAM NO PASSADO. MAS, ALÉM DE
FOTOS, HÁ TAMBÉM OBJETOS QUE PODEM REPRESENTAR UMA ÉPOCA QUE JÁ PASSOU
COMO POR EXEMPLO: MOEDAS, ROUPAS E ELETRODOMÉSTICOS.
CONVERSE COM SEUS FAMILIARES SOBRE ALGUNS OBJETOS OU FOTOS QUE FAZEM
PARTE DA HISTÓRIA DA SUA FAMÍLIA. DEPOIS, ESCOLHA
Professor, leve também
UM DELES E LEVE-O PARA A ESCOLA, PARA QUE JUNTO
para sala fotos ou objetos
COM SEU PROFESSOR E COLEGAS ORGANIZEM UMA
da história de sua família.
EXPOSIÇÃO PARA LEMBRAR AS HISTÓRIAS DAS FAMÍLIAS
DE SUA CLASSE E DO SEU PROFESSOR.

1. NA SUA CLASSE AS CRIANÇAS E SEU PROFESSOR TROUXERAM MAIS FOTOS OU MAIS


OBJETOS? MARQUE COM UM ( X ) SUA RESPOSTA.

2. O QUE VOCÊ LEVOU PARA A ESCOLA PARA CONTAR SOBRE A HISTÓRIA DA SUA FAMÍLIA?
DESENHE OU ESCREVA.

159
3. A BISAVÓ DE TAINÁ FOI COSTUREIRA HÁ MUITO TEMPO. TANTO TEMPO QUE TAINÁ SÓ
DESCOBRIU PORQUE ENCONTROU UM OBJETO MUITO ESTRANHO GUARDADO EM SUA
CASA. QUE OBJETO FOI ESTE? LEVE TAINÁ ATÉ O OBJETO.

a) VOCÊ RECONHECE OS OUTROS OBJETOS ACIMA? PARA QUE ELES SERVEM?


RESPONDA ORALMENTE.
b) AGORA, RECORTE DE REVISTAS OU DESENHE ESSES OBJETOS NOS DIAS ATUAIS.

160
4. OBSERVE AS FOTOS ABAIXO. QUAL DELAS REPRESENTA UMA FAMÍLIA DO PASSADO?
PINTE O CÍRCULO CORRESPONDENTE.

Arquivo de: Isabel Biondi.


Arquivo de: Ivan Camargo.

• QUAIS DIFERENÇAS ENTRE AS FOTOS AJUDARAM VOCÊ A ESCOLHER A MAIS ANTIGA?


DISCUTA COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

5. VOCÊ APRENDEU QUE QUANDO QUEREMOS SABER OS ACONTECIMENTOS DO PASSADO


PODEMOS PESQUISAR FOTOS, DOCUMENTOS OU OBJETOS DE OUTRAS ÉPOCAS.
AGORA, DIVIRTA-SE COM O “DOMINÓ DE ONTEM E DE HOJE”, ANEXO NO FINAL DO
SEU CADERNO.

COMO JOGAR:

REGRAS DO JOGO

PARA CADA DUPLA É NECESSÁRIO UM JOGO DE DOMINÓ QUE DEVE SER


RECORTADO E EMBARALHADO. CADA JOGADOR FICA COM 6 PEÇAS E
COMEÇARÁ O JOGO QUEM ESTIVER COM A PEÇA DA ESTRELA AMARELA, QUE
FARÁ PAR COM A ESTRELA AZUL. COLOQUE A PEÇA QUE FAÇA PAR COM UMA
DAS DUAS PONTAS DO JOGO, PARA CADA FIGURA DE OBJETO ANTIGO EXISTE
OUTRA COM O MESMO OBJETO NUM MODELO ATUAL. SE NÃO TIVER A PEÇA,
PASSE A VEZ. GANHA O JOGO QUEM FICAR SEM NENHUMA PEÇA PRIMEIRO.

BOA SORTE E DIVIRTA-SE!

161
COMO É BOM TER UMA FAMÍLIA E UM CANTINHO PARA VIVER JUNTO COM ELA. MAS,
INFELIZMENTE, EXISTEM CRIANÇAS QUE VIVEM COMPLETAMENTE ABANDONADAS
NAS RUAS, SEM FAMÍLIA, SEM CASA, SEM ALIMENTO E SEM CARINHO.

VEJA A FOTO ABAIXO:

Criança na cidade de São Paulo,

• O QUE VOCÊ ACHA QUE A CRIANÇA DA FOTO PRECISA PARA VIVER MAIS FELIZ? DESENHE
SUA RESPOSTA.

162
A CASA

• CANTE JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS A MÚSICA.

O QUE TEM A SUA CASA?


TEM PAREDE E TEM PORTÃO.
TEM TAMBÉM PORTA E JANELA,
TEM ESCADA E CORRIMÃO!

O QUE TEM A SUA CASA?


TEM COZINHA E TEM BANHEIRO.
E TAMBÉM TEM UM QUINTAL.
QUE DÁ FRUTA O ANO INTEIRO!

O QUE TEM A SUA CASA?


TEM UMA SALA E UM CORREDOR.
FICA LÁ NO QUINTO ANDAR,
QUE EU SUBO DE ELEVADOR!
(Melodia: Pirulito que bate-bate) Maria Salete Alves Gondin. Lápis na mão: Integrado.
São Paulo: FTD, 2006.

1. ESSA MÚSICA FEZ VOCÊ SE LEMBRAR UM POUCO DA SUA CASA?


2. POR QUE PRECISAMOS TER UMA CASA?
3. VOCÊ ACHA QUE TODAS AS CASAS SÃO IGUAIS?
4. O QUE VOCÊ GOSTA DE FAZER EM SUA CASA JUNTO COM SUA FAMÍLIA?

TODOS NÓS PRECISAMOS DE UM LAR, UMA CASA PARA MORAR.


AS PESSOAS MORAM EM CASAS DIFERENTES UMAS DAS OUTRAS.
UMAS SÃO PEQUENAS, OUTRAS SÃO GRANDES, UMAS LUXUOSAS
E OUTRAS MAIS SIMPLES.
163
• UMA MORADIA PODE SER:

CASA TÉRREA

PRÉDIO

SOBRADO

APESAR DAS DIFERENÇAS, O MAIS IMPORTANTE É QUE, ALÉM DE NOS ABRIGAR, A


CASA TAMBÉM É UM LUGAR PARA CONVIVERMOS COM A FAMÍLIA.

1. DESENHE SUA CASA VISTA DE FORA. EM SEGUIDA, COMPARE-A COM AS CASAS DE


SEUS COLEGAS.

164
2. ENCONTRE NO CAÇA-PALAVRAS OS NOMES DOS TIPOS DE MORADIA QUE ESTAMOS
ESTUDANDO.

LISTA DE APOIO:
PRÉDIO – CASA TÉRREA - SOBRADO

3. MUITAS CASAS POSSUEM UM QUINTAL, QUE GERALMENTE É USADO PARA BRINCAR.


SE EM SUA CASA TIVER UM QUINTAL, DESENHE-O. MAS, SE NÃO TIVER, DESENHE A PARTE
DE SUA CASA onde VOCÊ MAIS GOSTA DE BRINCAR.

165
4. VEJA COMO ALGUNS PINTORES TAMBÉM RETRATARAM AS CASAS ATRAVÉS DE SUAS
OBRAS.

1
2

House by the Railroad, 1925


Edward Hopper Casas de Itanhaém, 1948
Alfredo Volpi

3
A releitura artística objetiva criar uma
nova obra de arte tomando por base
um motivo utilizado por outra pessoa,
sem qualquer compromisso com a fiel
semelhança.
Disponível em:
http//sub-palco.blogspot.com
Acesso em:07.jul.2009.

Morro da Favela, 1924


Tarsila do Amaral

a) QUAL DELAS VOCÊ GOSTOU MAIS?


b) EM QUAL DESSAS CASAS VOCÊ GOSTARIA DE MORAR?
c) QUAL OBRA VOCÊ ACHOU MAIS COLORIDA?
d) QUANTAS CASAS PODEMOS VER NA IMAGEM NÚMERO 2?

5. ESCOLHA UMA DAS OBRAS ACIMA E FAÇA UMA RELEITURA.

166
6. O ESPAÇO INTERNO DAS CASAS É DIVIDIDO EM CÔMODOS OU AMBIENTES. OBSERVE A
CASA ABAIXO E PINTE O CÔMODO ONDE SÃO PREPARADAS AS REFEIÇÕES.

7. JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, FAÇAM UMA LISTA DOS CÔMODOS QUE
PODE TER UMA CASA.

167
8. ALGUNS PINTORES TAMBÉM REPRESENTARAM CÔMODOS DA CASA POR MEIO DE SUAS
OBRAS. VEJA COMO VINCENT VAN GOGH PINTOU O QUARTO DELE.

Quarto em Arles.1888

9. QUAIS DOS OBJETOS ABAIXO NÃO ENCONTRAMOS NO QUARTO DE VAN GOGH?


PINTE-OS.

168
10. VAN GOGH FEZ, AGORA É A SUA VEZ. DESENHE O LUGAR ONDE VOCÊ DORME.

11. MANTER O QUARTO LIMPO E ARRUMADO É MUITO IMPORTANTE PARA O NOSSO BEM-
ESTAR. OBSERVE A FIGURA 1 E ENCONTRE NA FIGURA 2 OS ELEMENTOS QUE ESTÃO
FALTANDO.

1 2
12. AGORA REGISTRE OS ELEMENTOS QUE VOCÊ ENCONTROU E QUE FALTARAM NA
FIGURA 2. (Escrita espontânea)

169
13. VINCENT VAN GOGH PINTOU SEU QUARTO. COMO VOCÊ ACHA QUE SERIAM OS
OUTROS CÔMODOS DA CASA DELE? DESENHE.
BANHEIRO

COZINHA SALA

14. Na sala de informática seu professor irá acessar o site: www.barueri.


sp.gov.br/educacao e você irá se divertir com o jogo: Mobiliando sua casa.

• BRINQUE DE RODA COM SEU PROFESSOR E COLEGAS. DEPOIS BRINQUE COM O


JOGO DA MEMÓRIA “TIPOS DE MORADIA”, ANEXO NO FINAL DO CADERNO.
BOM DIVERTIMENTO!

FUI MORAR NUMA CASINHA-NHA


INFESTADA DA
DE CUPIM PIM, PIM
SAIU DE LÁ, LÁ, LÁ
UMA LAGARTIXA, XA
QUE OLHOU PRA MIM,
QUE OLHOU PRA MIM
E FEZ ASSIM...
SMACK! SMASH!
170
• PINTE E RECORTE DO ANEXO OS OBJETOS QUE PERTENCEM A CADA CÔMODO DA
CASA E COLE-OS NOS LUGARES CORRESPONDENTES.

171
CUIDANDO DA CASA
LEIA COM SEU PROFESSOR E COLEGAS O TRECHO DA POESIA ABAIXO.

AJUDEI A CUIDAR DA CASA; LIMPAMOS O PISO COM ATENÇÃO,


ELA FICOU UM BRILHO SÓ! E FECHAMOS BEM O LIXO.
ENXUGUEI TODAS AS LOUÇAS, POIS UMA CASA SEM HIGIENE,
FUI O AJUDANTE DA VOVÓ. É UM CONVITE PARA OS BICHOS.

Angela Sillos, et al. Estação Ciências. São Paulo: Editora de Brasil, 2007.

1. POR QUE A LIMPEZA DA CASA É IMPORTANTE?


2. VOCÊ AJUDA NA LIMPEZA DA SUA CASA?
3. O QUE VOCÊ MAIS GOSTA DE FAZER PARA AJUDAR NA LIMPEZA E ORGANIZAÇÃO DA
SUA CASA?

AGORA QUE VOCÊ JÁ SABE ORGANIZAR OS CÔMODOS DA CASA, TAMBÉM PRECISA


APRENDER QUE A LIMPEZA E A ORGANIZAÇÃO DO LAR SÃO IMPORTANTES. A HIGIENE
COMEÇA NO CORPO, MAS TEM QUE SE ESTENDER AO AMBIENTE EM QUE VIVEMOS, CASO
CONTRÁRIO OS MICRÓBIOS ENCONTRAM A PORTA ABERTA PARA ENTRAR E PODEM NOS
CAUSAR DOENÇAS.

VOCABULÁRIO
MICRÓBIO: SER QUE SÓ PODE SER VISTO ATRAVÉS DO MICROSCÓPIO, DE ORIGEM ANIMAL OU VEGETAL, CAPAZ
DE CAUSAR DOENÇAS NO SER HUMANO OU NOS ANIMAIS.

VAMOS BRINCAR
DE ESTÁTUA?

• NO PÁTIO DA ESCOLA, VAMOS DANÇAR LIVREMENTE.


QUANDO A MÚSICA PARAR, CADA CRIANÇA DEVERÁ FAZER
UMA POSE QUE CORRESPONDA A UM CUIDADO COM A
HIGIENE E ORGANIZAÇÃO DE SUA CASA.
APROVEITE E DIVIRTA-SE!

172
1. DESCUBRA QUAIS AÇÕES DEVEM SER REALIZADAS PARA MANTER OS CÔMODOS DA
CASA BEM LIMPOS. ESCREVA-AS.

BANCO DE PALAVRAS

dar descarga lavar a louça

tirar a poeira

173
2. RECORTE DE PANFLETOS DE SUPERMERCADOS, FIGURAS DE PRODUTOS QUE
AJUDAM A MANTER A CASA SEMPRE LIMPINHA E COLE-OS NO ESPAÇO ABAIXO.

O LIXO ATRAI MUITOS INSETOS QUE FAZEM MAL À NOSSA


SAÚDE, INCLUSIVE AS MOSCAS DOMÉSTICAS.
UMA MOSCA DOMÉSTICA PODE PRODUZIR ATÉ 1000 OVOS
E ESPALHAR MILHÕES DE BACTÉRIAS POR ONDE PASSAR.
POR ISSO, É TÃO IMPORTANTE MANTERMOS O LIXO EM
SACOS FECHADOS OU EM LIXEIRAS COM TAMPAS.
Fonte: <http://www.sitedecuriosidade.com>. Acesso em: jul.2009.

174
A RUA E OS VIZINHOS

TANTA GENTE DIFERENTE CRIANÇADA, MOLECADA,


UM É TRISTE, QUE ALEGRIA!
OUTRO CONTENTE. TODO DIA DE VERÃO
DONA SÔNIA, A RUA VIRA FOLIA.
SEU SILVÉRIO: (...)
ELE É SÉRIO QUANDO CHEGA O FIM DO DIA,
ELA, RISONHA. O SOL SE ESCONDE
O MANUEL E CHAMA A LUA.
DA PADARIA TODA A RUA SILENCIA.
QUE SOTAQUE (...)
DIFERENTE!
SEU HEITOR,
TÃO BEM VESTIDO!
LÁ NO BANCO
ELE É GERENTE.
SEM CONTAR A
Claudio Thebas. Amigos do peito. Belo Horizonte: Formato, 1996.

O POEMA ACIMA FALA SOBRE AS PESSOAS QUE MORAM EM UMA MESMA RUA E COM
ISSO FORMAM UMA VIZINHANÇA.
A RUA É UM ESPAÇO PÚBLICO POR ONDE AS PESSOAS CIRCULAM, ISTO É, PERTENCE
A TODOS, POR ISSO, É NOSSO DEVER CONSERVÁ-LA.

1. NO POEMA, AS PESSOAS QUE MORAM NA MESMA RUA SÃO IGUAIS?


2. DE ACORDO COM O POEMA, O QUE AS CRIANÇAS FAZEM NA RUA?
3. COMO É A SUA RUA? VOCÊ PODE BRINCAR NELA COM TRANQUILIDADE?
4. CIRCULAM MUITOS CARROS EM SUA RUA?
5. TEM ALGO QUE VOCÊ GOSTARIA DE MUDAR EM SUA RUA? POR QUÊ?
6. OS VIZINHOS DA SUA RUA SÃO AMIGOS?
7. VOCÊ SABE O NOME DE ALGUM VIZINHO?
175
1. ESCREVA O NOME DE UM VIZINHO SEU.

Escrita espontânea.

2. EXISTEM PESSOAS QUE MORAM EM PRÉDIOS. EM CADA ANDAR TEM UM MORADOR


DIFERENTE.
DONA ANA, POR EXEMPLO, MORA NO ANDAR MAIS ALTO. FELIPE MORA NO ANDAR
MAIS BAIXO E SEU MANOEL MORA NO ANDAR DO MEIO.
RECORTE AS FIGURAS DO ANEXO E COLE OS VIZINHOS NAS JANELAS
CORRESPONDENTES.

176
3. PINTE, RECORTE E MONTE A CASINHA DO ANEXO. INVENTE
UM NÚMERO PARA SUA CASA, UM NOME PARA SUA RUA E
BRINQUE COM SEUS COLEGAS CRIANDO UMA VIZINHANÇA BEM
DIVERTIDA.

4. VEJA COMO O ARTISTA ALFREDO VOLPI REPRESENTOU ESTA RUA:

Alfredo Volpi, Mogi das Cruzes, 1939.

1. VOCÊ GOSTOU DA TELA DE ALFREDO VOLPI? POR QUÊ?


2. VOCÊ ACHA QUE O ARTISTA REPRESENTOU BEM ESSA RUA?
3. A RUA QUE VOCÊ VÊ NA TELA PARECE COM A QUE VOCÊ MORA?
4. QUAIS DIFERENÇAS VOCÊ PERCEBE ENTRE ESSA RUA E AS RUAS QUE VOCÊ
CONHECE?

177
1. OLHANDO A TELA DE VOLPI, COMPLETE O QUADRO ABAIXO
DESENHANDO O QUE VOCÊ COSTUMA VER NAS RUAS POR
ONDE VOCÊ PASSA NO SEU DIA-A-DIA.

ALFREDO VOLPI NASCEU NA ITÁLIA. CHEGOU AO BRASIL AINDA


BEBÊ COM POUCO MAIS DE UM ANO DE IDADE.

2. CONHEÇA OUTRAS DUAS OBRAS DO ARTISTA E MARQUE COM UM ( X ) A QUE VOCÊ


MAIS GOSTOU.

Fachada Geométrica, década de 50. Grande Fachada Festiva, década de 50.

178
3. DEPOIS DE VER A RUA DE VOLPI, DESENHE A SUA.

4. VAMOS OBSERVAR AS DIFERENTES RUAS E COMPARÁ-LAS.

São Paulo Avenida Brasil, SP Rua da Ceal, Maceió

• AGORA, CONVERSE COM SEU PROFESSOR E COLEGAS E ELABOREM UMA LISTA DE


ATITUDES QUE PODEMOS TER PARA CUIDAR DAS RUAS.

179
5. PENSANDO NA RUA EM QUE VOCÊ MORA, PINTE A SUA RESPOSTA PARA CADA UMA
DAS QUESTÕES ABAIXO:

SUA RUA É LIMPA? SUA RUA TEM CALÇADA?

SIM SIM

NÃO NÃO

HÁ BURACOS NAS CALÇADAS? HÁ BUEIROS PARA RECOLHER


A ÁGUA DAS CHUVAS?

SIM
SIM

NÃO
NÃO

HÁ ÁRVORES NA SUA RUA? HÁ TELEFONES PÚBLICOS?

SIM SIM

NÃO NÃO

EXISTE POLICIAMENTO? EXISTE ILUMINAÇÃO À NOITE?

SIM
SIM

NÃO
NÃO

180
A ESCOLA

LEIA A POESIA COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

NO CAMINHO DA ESCOLA
VEJO CASAS, CARROS E PESSOAS A TODA HORA.
PASSA UMA RUA, DUAS OU TRÊS,
NÃO VEJO A HORA DE REVER MEUS AMIGOS OUTRA VEZ.

JÁ PASSEI PELA FARMÁCIA,


QUE FICA DEPOIS DA CASA DA MÁRCIA.
VIRANDO A ESQUINA TEM O MERCADÃO,
QUE FICA PERTINHO DA CASA DO CARLÃO.

SÓ DEPOIS DAQUELA ESQUINA,


É QUE VEJO A DONA JOAQUINA,
QUE MUITO ALEGRE NOS ABRE O PORTÃO.
É MAIS UM DIA NA ESCOLA, QUE SATISFAÇÃO!
Texto produzido exclusivamente para esta obra.

1. A POESIA NOS FALA SOBRE O CAMINHO DA CASA PARA A ESCOLA. E VOCÊ, QUANDO
VAI PARA A ESCOLA OBSERVA TUDO O QUE HÁ PELO CAMINHO?
2. TROQUE IDEIAS COM SEUS COLEGAS DE CLASSE SOBRE O QUE VOCÊS OBSERVAM DE
INTERESSANTE NO TRAJETO ATÉ A ESCOLA.
3. O CAMINHO É IGUAL PARA TODOS? POR QUÊ?

1. ENCONTRE O NOME DA POESIA NO CAÇA-PALAVRAS E PINTE-O.

LISTA DE APOIO: O CAMINHO DA ESCOLA

181
2. QUANDO VOCÊ SAI DE SUA CASA E VAI PARA A ESCOLA VÊ MUITAS COISAS PELO
CAMINHO, COMO: PESSOAS, CARROS, CASAS, LOJAS E MUITO MAIS.
AGORA, PINTE APENAS O QUE VOCÊ ENCONTRA NO SEU TRAJETO DE CASA ATÉ A
ESCOLA.

CARROS E CASAS ÁRVORES HOSPITAL

TELEFONE PÚBLICO PADARIA QUITANDA

LOJAS SUPERMERCADO

182
3. PINTE O CAMINHO QUE AS CRIANÇAS DEVEM FAZER PARA IR DA CASA ONDE MORAM
ATÉ A ESCOLA ONDE ESTUDAM.

4. PINTE SUA RESPOSTA.


PARA CHEGAR ATÉ A ESCOLA AS CRIANÇAS PASSARAM EM FRENTE:

SIM NÃO SIM NÃO

183
5. PINTE A IMAGEM QUE MAIS LEMBRA A MANEIRA COMO VOCÊ VAI PARA A ESCOLA.

6. AGORA ESCREVA NO ESPAÇO ABAIXO DE QUE MANEIRA VOCÊ VAI PARA A ESCOLA.

Escrita espontânea.

184
NA ESCOLA CONVIVEMOS COM MUITAS PESSOAS E, JUNTOS, FORMAMOS UMA
COMUNIDADE ESCOLAR. É COM ESSE GRUPO DE PESSOAS QUE PASSAMOS BOA PARTE
DO NOSSO DIA.
CANTE COM SEU PROFESSOR E COLEGAS.

(Melodia: Ciranda, cirandinha)

ESCOLA, ESCOLINHA,
ESTOU INDO PRA ESTUDAR,
QUERO SER UM BOM ALUNO,
BOAS NOTAS VOU TIRAR.

NO RECREIO COM OS AMIGOS,


O MEU LANCHE VOU TOMAR,
DEPOIS DE BRINCAR UM POUCO,
PARA A CLASSE VOU VOLTAR.

A PROFESSORA MUITO ATENTA,


NOS EXPLICA A LIÇÃO,
ESTUDAR TODOS OS DIAS,
É DEVER E OBRIGAÇÃO.

Texto produzido exclusivamente para esta obra.

1. A MÚSICA QUE VOCÊS ACABARAM DE CANTAR FALA DA ROTINA DE UM DIA NA ESCOLA.


E VOCÊ, O QUE MAIS GOSTA DE FAZER COM SEUS AMIGOS NA ESCOLA?
2. O QUE VOCÊ FAZ DURANTE O RECREIO?
3. A ROTINA DA ESCOLA DA QUAL FALA A MÚSICA É PARECIDA COM A DA SUA? POR
QUÊ?

185
1. COMO É SUA ESCOLA? DESENHE.

2. QUAL É O NOME DA SUA ESCOLA? REGISTRE.

3. IMAGINE QUE A IMAGEM ABAIXO REPRESENTA SUA SALA DE AULA VISTA DE CIMA.
• CIRCULE DE VERMELHO O LUGAR onde VOCÊ costuma sentar.
• CIRCULE DE AZUL O LUGAR DE QUEM SENTA ATRÁS DE VOCÊ.
• CIRCULE DE AMARELO O LUGAR DE QUEM SENTA NA SUA FRENTE.

186
4. OBSERVE AS IMAGENS ABAIXO E MARQUE COM UM ( X ) A QUE MAIS SE PARECE COM
A SUA ESCOLA:

Antiga sala de aula da PUC – Campinas - SP, 1941.

Sala de aula em Salvador – BA, 2010.

a) QUAIS AS DIFERENÇAS ENTRE AS DUAS SALAS DE AULA?


b) E QUAIS AS SEMELHANÇAS?
c) VOCÊ ACHA QUE AS CRIANÇAS DE ANTIGAMENTE ERAM DIFERENTES DAS CRIANÇAS
DE HOJE? POR QUÊ?
187
5. TANTO NA ESCOLA DO PASSADO, COMO NA DE HOJE, EXISTEM PESSOAS QUE
TRABALHAM PARA O SEU BOM FUNCIONAMENTO.
COMPLETE OS DIAGRAMAS COM OS NOMES DE ALGUNS FUNCIONÁRIOS QUE
TRABALHAM EM SUA ESCOLA.

LISTA DE APOIO:

PROFESSORA - DIRETORA - MERENDEIRA


SECRETÁRIA - FAXINEIRA

188
6. ASSIM COMO NOSSA CASA, A NOSSA ESCOLA TAMBÉM É DIVIDIDA EM VÁRIOS
AMBIENTES. CADA UM DELES TEM UMA FINALIDADE DIFERENTE PARA QUE A ESCOLA
FUNCIONE DA MELHOR FORMA POSSÍVEL. OBSERVE AS IMAGENS ABAIXO E PINTE OS
NOMES DOS AMBIENTES QUE EXISTEM EM SUA ESCOLA.

BIBLIOTECA SALA DE INFORMÁTICA

CANTINA QUADRA ESPORTIVA

SALA DE AULA LABORATÓRIO

7. AGORA PENSE E ESCREVA O NOME DE UM AMBIENTE DA SUA ESCOLA QUE NÃO FOI
CITADO NA ATIVIDADE ANTERIOR.

Escrita espontânea.

189
NA ESCOLA APRENDEMOS LIÇÕES QUE NOS ACOMPANHAM POR TODA VIDA, COMO
POR EXEMPLO:
• NÃO JOGAR LIXO NO CHÃO;
• NÃO RABISCAR AS MESAS E AS CADEIRAS;
• SEMPRE DAR DESCARGA DEPOIS DE USAR O BANHEIRO;
• NÃO SUJAR O PÁTIO E AS DEMAIS DEPENDÊNCIAS DA ESCOLA.

1. LIGUE OS PONTOS, PINTE E COMPLETE A FRASE:

PARA MANTER NOSSA ESCOLA SEMPRE


LIMPA JOGUE A SUJEIRA NO ___________.

2. AGORA, JUNTO COM SEU PROFESSOR E COLEGAS, ESCREVAM UMA LISTA COM
ALGUMAS ATITUDES QUE VOCÊ E SUA TURMA PODEM TER PARA AJUDAR A MANTER SUA
SALA DE AULA SEMPRE EM ORDEM.

190
cuidando de você

VACINAÇÃO
OBSERVE O CARTAZ:

Disponível em: < http://portal.saude.gov.br/portal/saude/area.cfm?id_area=137>. Acesso em: jul. de 2009.

1. VOCÊ RECONHECE ESSE CARTAZ? O QUE ELE QUER INFORMAR?


2. VOCÊ JÁ TOMOU ESSA VACINA?
3. POR QUE É IMPORTANTE TOMAR ESSA VACINA?
191
ESSA VACINA NÃO DÓI, JÁ QUE É SÓ UMA GOTINHA COLOCADA NA BOCA E QUE
PROTEGE CONTRA UMA DAS DOENÇAS MAIS TERRÍVEIS QUE EXISTEM: A PARALISIA
INFANTIL. SEM A VACINA, AS CRIANÇAS PODEM FICAR COM GRAVES PROBLEMAS NAS
PERNAS E BRAÇOS.
EXISTEM OUTRAS VACINAS QUE PRECISAM SER DADAS
EM FORMA DE INJEÇÃO, MAS É SÓ UMA FURADINHA BEM
RÁPIDA.
A VACINA É COMO SE FOSSE UM REMÉDIO QUE
DEFENDE O NOSSO CORPO DOS VÍRUS E BACTÉRIAS.
TODAS AS VACINAS SÃO MUITO IMPORTANTES PARA
QUE VOCÊ FIQUE PROTEGIDO DE DOENÇAS E CRESÇA COM SAÚDE.
AGORA QUE VOCÊ JÁ SABE PARA QUE SERVEM AS VACINAS, PERGUNTE A ALGUÉM DA
SUA FAMÍLIA SE VOCÊ TOMOU TODAS AS VACINAS. SE DEIXOU DE
SER VACINADO ALGUMA VEZ, PEÇA PARA LEVAREM
VOCÊ AO POSTO MAIS PRÓXIMO DA SUA CASA PARA
SE PROTEGER DAS DOENÇAS.

• QUANDO TOMAMOS TODAS AS VACINAS NOSSA SAÚDE FICA EM ORDEM.


QUAL DOS MENINOS ABAIXO TOMOU TODAS AS VACINAS? MARQUE SUA RESPOSTA
COM UM ( X ).

192
OS ANIMAIS TAMBÉM PRECISAM SER VACINADOS. ALGUMAS VACINAS
PROTEGEM OS ANIMAIS CONTRA DOENÇAS QUE SÓ ELES TÊM.
CACHORROS E GATOS DEVEM SER VACINADOS CONTRA A RAIVA TODOS
OS ANOS.
SE O SEU CACHORRO OU GATO NÃO
ESTIVER VACINADO, ELE PODERÁ CONTRAIR
ESSA DOENÇA E PASSÁ-LA PARA VOCÊ OU
OUTRAS PESSOAS.
A RAIVA É UMA DOENÇA QUE NÃO
TEM CURA, NEM PARA O SEU ANIMAL DE
ESTIMAÇÃO, NEM PARA AS PESSOAS.

• O QUE FALTA PARA O VETERINÁRIO VACINAR O CÃOZINHO?


COMPLETE A CENA ABAIXO E AJUDE A CÃOZINHO A SER VACINADO?

193
194
anexo da página 118

X X X X X
A E I O U
anexo da página 116 e 117

XAROPE XALE

LIXA XÍCARA AMEIXA BRUXA

MAXIXE LAGARTIXA LIXO BRUXINHA

anexo da página 114

195
196
anexo da página 109

R R R R R
A E I O U
anexo da página 104

anexo da página 102

L L L L L
A E I O U
197
198
anexo da página 97

S S S S S
A E I O U
anexo da página 90

N N N N N
A E I O U
anexo da página 85

ENTRE AS FLORES A VOAR

A ABELINHA FAZ ZUM, ZUM

INDO EM DIREÇÃO AO MAR

A ABELINHA FAZ ZUM, ZUM


199
200
anexo da página 84

Z Z Z Z Z
A E I O U
anexo da página 83

BUZINA ZÍPER ZEBRA

BEZERRO ZORRO REZAR

anexo da página 79

anexo da página 77

V V V V V
A E I O U 201
202
anexo da página 73

MARINHEIRO PEQUENINO ACORDOU DE MADRUGADA:

BEBEU ÁGUA AO SE DEITAR, A SUA CAMA ERA UM MAR.

anexo da página 72

M M M M M
A E I O U
anexo da página 68

J J J J J
A E I O U
203
204
anexo da página 60

F F F F F
A E I O U
anexo da página 58 - FOCA

F O C A
anexo da página 54 - ALFABETO AMIGO ii

ALFABETO AMIGO II

Aa Bb Cc Dd Ee Ff Gg Hh Ii Jj Kk Ll Mm
Aa Bb Cc Dd Ee Ff Gg Hh Ii Jj Kk Ll Mm

Nn Oo Pp Qq Rs Ss Tt Uu Vv Ww Xx Yy Zz
Nn Oo Pp Qq Rr Ss Tt Uu Vv Ww Xx Yy Zz

NOME:

anexo da página 40 - FOTO DO ELEFANTE

205
206
anexo da página 35

A É A LETRA DE AVIÃO. DE AMARELO.

E DE ATENÇÃO. DE AUTOMÓVEL.

E ASSOMBRAÇÃO.

anexo da página 30 - alfabeto amigo

ALFABETO AMIGO

A B C D E F G H I J K
L M N O P Q R S T U V
W X Y Z
NOME:

anexo daS páginaS 22 E 23

207
208
209
210
anexo da página 177

ANEXO da Página 176

211
212
ATIVIDADE PARA PINTAR, RECORTAR E COLAR OS OBJETOS DOS
CÔMODOS DA CASA.
Página 171

213
214
JOGO DA MEMÓRIA SOBRE OS TIPOS DE MORADIA. página 170

215
216
ANEXO - DOMINÓ. página 161

217
218
anexo da página 144

ANEXO DA
PÁGINA 140

anexo da página 135

anexo da página 130

219
220
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
LÍNGUA PORTUGUESA - ANDRADE, Tânia; JERÔNIMO Valdith. Meio ambiente: lixo e Educação ambiental. João Pessoa: Grafset, 2004. / CAPOVILLA, A.
S. E CAPOVILLA, F., C. Alfabetização: Método fônico. 3. ed. São Paulo: Memnon, 2004. / FERREIRO, E. Alfabetização em processo. São Paulo: Cortez, 1987.
FERREIRO, E.; TEBEROSKY, A. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artmed, 1985. / GRANDE ENCICLOPÉDIA LAROUSSE CULTURAL. São Paulo: Nova
Cultural, 1998. / GROSSI, E. P. Didática do nível pré-silábico. São Paulo: Paz e Terra, 1990. ____________. Didática do silábico. São Paulo: Paz e Terra, 1990. /
____________. Didática do nível alfabético. São Paulo: Paz e Terra, 1990. / RIBEIRO, L. E. P. Para casa ou para sala?: a teoria da prática construtivista. v.1. São Paulo:
Didática Paulista, 1999. / SOARES, M. Linguagem e escola: uma perspectiva social. São Paulo: Ática, 1991. / ZATZ, L. Aventura da escrita – História do desenho
que virou letra. São Paulo: Moderna, 2002. / IMAGENS, Disponíveis em: <http://abkldesigns.com>;<http://aimore.net/placas>;<http://www.artcanal.com.br>;
<http://www.arthursclipart.org>; <http://www.artinthepicture.com>;<http://www.artvex.com>; <http://www.billybear4kids.com>; <http://1.bp.blogspot.com>;
<http://www.christourking.ca>; <http://www.cksinfo.com>; <http://www.clipartheaven.com>; <http://clipart.peirceinternet.com>; <http://www.clker.com>; <http://
www.countryclipart.com>; <http://www.eslkidstuff.com>; <http://farm3.static.flickr.com>; <http://www.freeclipartfree.com>; <http://www.freeclipartnow.com>;
<http://www.free-clipart-pictures.net>; <http://www.freecraftunlimited.com>; <https://gsx7mg.bay.livefilestore.com>;<http://www.homestead.com>; <http://
www.kidsdomain.com>; <http://www.lebarbar.com>; <http://www.littlerotters.org.uk>; <http://www.midisegni.it>; <http://www.nagado.com>; <http://openclipart.
org>; <http://www.planet-science.com>; <http://www.supercoloring.com>; <http://toddlers.yakaberry.com>;. <http://weebirdy.typepad.com>; <http://www.
wpclipart.com>. Acesso em out. e nov. 2009.

INTEGRADO - AZEVEDO, H. de A. A primeira dama da arte brasileira. São Paulo: Educação e Cia, 2005. / CHIANCA, R.; TEIXEIRA, F. M. P. 1ª Série do Ensino
Fundamental. São Paulo: Ática, 2001. / CLEMENTIN, M.; GIARETTA, L. A. De olho no futuro: natureza e sociedade. Educação infantil. (Coleção de olho no
futuro). São Paulo: Quinteto Editorial, 2007. /CRUZ, M.; FILIZOLA, R.; COLLODEL, V. E. G. As paisagens dos lugares onde vivemos. Curitiba: Positivo, 2004. /
CUNHA, S. Arte, educação e projetos: Tarsila do Amaral para crianças e educadores. São Paulo: Educação e Cia, 2005. (Coleção aprendendo com arte). / Guia
Prático para professores do Ensino Fundamental. São Paulo: Ed Lua, n/d 2008. / HOÇA, L. Portal do saber. Curitiba: Positivo, 2007. / IMAGENS , disponíveis em:
<http://picturebook.com>;<http://www.ecy.wa.gov/>;<http://programs/air/kids/kidspage.htm>;<http://www.budget.gov.hk>;<http://urahoro.com>;<http://
www.thecolor.com>;<http://recantodasletras.uol.com.br>;<http://netin.ese.ipcb.pt/alunos/primavera/pinta.htm>;<http://blogs.phillyburbs.com/.../>;http://
twittermoms.ning.com;<http://www.portalsaofrancisco.com.br>;<http://www.freewebs.com>;<http://www.printdesenhos.com>;<http://www.advir.com>;<http://
gnet.blogspot.com>;<http://www.abroaderview.org>;<http://www.clipartheaven.com>;<http://independentvisions.org>;<http://letras.terra.com.br>;<http://static.
blogstorage.hipi.com>;<http://amoaeducacaoinfantil.blogspot.com>;<http://zenello.wordpress.com>;<http://maiaporto.olx.pt>;<http://www.colombo.com.
br>;<http://blogdotreineu.blogspot.com/>;<http://www.kyumc.org>;<http://www.ecmafrica.org>;<http://www.clipartof.com>;<http://www.clipartof.com>;<www.
teambeat.com.au>;<http://http://magazine.carleton.ca>;<http://46edf7b40d2a508a.spaces.live.com>;<http://www.atarde.com.br>;<http://www.africanidade.
com>;<http://180graus.brasilportais.com.br>;<http://delgrande.blogspot.com>;<http://www.qdivertido.com.br>;<http://www.arthursclipart.org>;<http://
altafrequencia.no.comunidades.net>;<http://zedacultura.wordpress.com>;<http://terradosfrutos.blogspot.com>;<http://www.feriasbrasil.com.br>;<http://www.
observatoriodoalgarve.com>;<http://shivadollshop.blogspot.com>;<http://www.nationalchildrensstudy.gov>;<http;flick.com>;<http://www.mariosantos>;http://
www.fumira.jp>;<http://www.johansoedradios.semontijo.olx.pt>;<http://WWW.livrodobebê.com.br>;<http://WWW.moitadosferreiros.olx.pt>;<http://WWW.
thefreedictionary.com>;<http://WWW.blogbrasil.com.br>;<http://WWW.acdiainc.com>;<http://elizinharocha.blogspot.com>;<http://signaturereo.com>;<http://www.
kidsafetyhouse.com>;<http://www.cachoeirapaulista.sp.gov.r>;<http://www.hospitaldabaleia.org.br>;<http://www.prof2000.pt>;<http://amigapediatra.bogspot.
com>;<http://www.sereiatour.com.br>;<http://reciclavelxdescartavel.wordpress.com>;<http://www.correioescola.com.br/>;<http://www.tuta.com/tuta>;<http://
arthistory.about.com>;<http://curitibaneando.wordpress.com>;<http://www.ebordados.net>:<http://devcentral.f5.com>;< http://www.dulemba.com>. Acesso
entre os meses de abril a junho de 2009. / LUCCI, E. A.; BRANCO, A. L. Viver e aprender. 3. Ed. São Paulo: Saraiva, 2008. / PASCARELLI FILHO, N. Porta aberta:
Ciências, História, Geografia: Alfabetização. São Paulo: FTD, 2006. / PRESSER, M.; SILVA, S.; RODRIGUES, A. Vai começar a brincadeira: natureza e sociedade.
São Paulo: FTD, 2002. / PORTO, A.; AROEIRA, L. M. Novo fazer e aprender: ensino integrado. (Coleção Fazer e aprender). Belo horizonte: Dimensão, 2008. /
RIBEIRO, L. E. P. Para casa ou para a sala? (Coleção didática da alfabetização). São Paulo: Didática Paulista, 1999. / SIMIELLI, M. E.; CHARLIER, A. M. Meu
espaço, meu tempo. São Paulo: Ática, 2006. / SMOLE, K. S. S.; DINIZ, M. I.; CÂNDIDO, P. Figuras e Formas. (Coleção de 0 a 6). Porto Alegre: Artmed, 2000.
SOURIENT, L.; RUDEK, R.; CAMARGO, R. Interagindo com a história. São Paulo: Editora do Brasil, 2005. / SOUZA, J. Brincando com a História e a Geografia.
São Paulo: Editora do Brasil, 2003. / SOUZA, J. Brincando com Ciências. São Paulo: Editora do Brasil, 2003. / SOUZA, M. de M. e. África e Brasil africano.
São Paulo: Ática, 2008. / SOUZA, C. A. de. Et al. Entrelinhas. 1º ano. Curitiba: Base Editora,2007. Imagem p. 127 (Menina no togo), disponível em: <http://
www.trekearth.com/gallery/photo575540.htm>. Acesso em jun.2009. Imagem p. 127 (Crianças balançando), disponível em: <http://newsimg.bbc.co.uk/media/
images/42856000/jpg/_42856865_08_chad2_ap.jpg>. Acesso em jun.2009. Imagem p. 127 (Roda de meninos africanos), disponível em: <http://gravitando.files.
wordpress.com/2007/10/circleoflove.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p.127 (Meninos dançando), disponível em: <http://2.bp.blogspot.com/_q4eUHP2Qh_c/
SsCIjWUOOxI/AAAAAAAAADI/fzHknhC74S8/s400/Children+dancing+Uganda.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p. 133 (Menina indígena), disponível em:
<http://www.lenderbook.com/indio/layout/lenderbook%20001.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p.133 (Menina pulando corda), disponível em: <http://
upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/0d/Girl_playing_jump_rope.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p.135 ( Crianças indígenas brincando no rio),
disponível em: <http://www.webciencia.com/09_indios.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p. 135 (Crianças indígenas brincando), disponível em: <http://
brasil.indymedia.org/images/2009/02/441632.jpg>. Aceso em jun.2009. Imagem p. 219 (Crianças brincando na praça), disponível em: <http://quarupe.files.
wordpress.com/2009/09/boapraca1.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p.136 (Indígenas), disponível em: <http://www.terrabrasileira.net/folclore/manifesto/j-
indios.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p. 219 (Crianças na piscina, anexo da p. 135), disponível em: <http://www.ski-epic.com/2007_ari_coming_of_age/
p40b_ari_birthday_pool_party_kids_in_pool.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p.136 (Crianças correndo de costas), disponível em: <http://norris36.files.
wordpress.com/2010/10/children-wearing-backpacks.jpg>. acesso em jun. 2009. Imagem p. 160 (Máquina de escrever), disponível em: <http://farm3.static.flickr.
com/2086/2196928931_5e1843c1e1.jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p. 160 (Radiola), disponível em: <http://johansoldradios.se/files/images/radiola_1506_v.
jpg>. Acesso em jun. 2009. Imagem p.162 (Menina de rua em São Paulo), disponível em: <http://www.clickpb.com.br/artigo.php?id=20100903024227>. Acesso
em jun. 2009. Imagem p. 164 (Sobrado), disponível em: <http://www.ortegaelopes.com.br/terrasanta/TERRASANTASOBRADOS/tabid/2512/>. Acesso em jun.
2009. Imagem p.179 (foto de São Paulo), disponível em: <http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=830498>. Acesso em jun. 2009. Imagem p. 179
(Avenida Brasil), disponível em: <http://meutransporte.blogspot.com/2010/04/avenida-brasil-ganhara-corredor.html>. Acesso em jun.2009. Imagem p. 179 (Rua
da Ceal), disponível em: <http://www.ctec.ufal.br/arq_grad/projurb1/grupo13.htm>. Acesso em jun. 2009. Imagem p. 187 (foto da sala de aula em Campinas),
disponível em:< http://www.puc-campinas.edu.br/institucional/historia_fotos.asp>. Acesso em jun. 2009. Imagem p. 187 (sala de aula em Salvador), disponível
em: <http://bahianoticias.com.br/noticias/2010/4/16/noticia.html>. Acesso em jun. 2009.

ANOTAÇÕES
PREFEITURA MUNICIPAL DE BARUERI

MATERIAL DIDÁTICO DO ENSINO FUNDAMENTAL

EDIÇÃO 2010

Caderno de Apoio - 1º ano - 1º Semestre


Registro nº - 381.705 e 381.778

Registro de Direitos Autorais junto ao EDA - Escritório de


Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional – Ministério
da Cultura.

A relação nominal dos autores e ilustradores da presente obra


consta na Secretaria de Educação de Barueri.

© Copyright 2010 – Prefeitura Municipal de Barueri


São Paulo-SP
É proibida a reprodução deste material no todo ou em parte,
de acordo com a legislação em vigor.

Capa - Morandini

Nascido em São Paulo, Morandini é formado em Comunicação Social além de ter


estudado Design Gráfico e Ilustração.
Em 1985 abriu seu estúdio, onde desenha logotipos, objetos, faz ilustrações, desenvolve
programas de identidade visual, pinta murais e painéis. Desde então, vem criando novas
linguagens para que empresas, produtos, serviços e pessoas ganhem destaque nesse
mundo de signos, símbolos e imagens cada vez mais competitivo.
Seus desenhos, artes e ilustrações têm sido usados em revistas, embalagens,
publicidade, peças gráficas, logotipos, arquitetura, capas de CD, livros, vídeos e na Internet.
Faz parte do seleto grupo de artistas convidados pela Cow Parade, o maior evento de arte
urbana do mundo, onde criou a Muuuwatch, trabalho patrocinado pela Swatch.
Seu trabalho é caracterizado por imagens alegres, de aparente simplicidade, mas que dizem muito além daquilo que
inicialmente conseguimos ver. Mensagens e sensações variadas que constituem uma nova gramática visual, marcada pela
força das cores e composições inusitadas. Morandini cria mundos onde há muito prazer em se deixar levar.
O maior objetivo do seu trabalho é levar um pouco de alegria e positivismo a quem quer que seja. Acredita que
dessa forma a arte e o design podem ser ferramentas importantíssimas para a transformação da sociedade e um agente
fundamental para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.
Alguns dos seus links na web: site: www.morandini.com.br ; blog: http://blog.morandini.com.br ; matérias e entrevistas:
www.morandini.com.br/press