Você está na página 1de 21

Todos os louvores são para Allah.

A oração ocupa um grande estatuto no Islam que não é partilhado por qualquer outro ato de
adoração. Isto é indicado pelo seguinte:

1 – Este é o pilar da religião, que não pode ficar sem ele.


De acordo com um hadith narrado por Mu'aadh ibn Jabal (que Allah esteja satisfeito com
ele), o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Não
hei de dizer-te da cabeça, do pilar e do ápice de todo o assunto? "Eu [Mu'aadh] disse: "Sim,
ó Mensageiro de Allah." Ele disse: "A cabeça da questão é o Islam, o seu pilar é a oração e
seu ápice é o jihad." Narrado por al- Tirmidhi, 2616; classificado como sahih por al-Albani
em Sahih al-Tirmidhi, 2110.
2 - Ele é o segundo em estatuto na Shahaadatein (o testemunho de fé) como mais uma
prova da solidez da crença de uma pessoa e, como evidência visível das crenças que
residem no coração.
O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "O Islam é
construído sobre cinco [pilares]: o testemunho de que não há outro deus senão Allah e que
Muhammad é Seu servo e Mensageiro, o estabelecimento da oração, o pagamento do
zakaah, a realização da peregrinação à Casa, e o jejum do Ramadan." Narrado por al-
Bukhari, 8; Muslim, 16.
Estabelecer a oração significa realizar a oração na íntegra com todas as suas palavras e
ações, nos tempos determinados, como é dito no Alcorão (interpretação do significado):
"Por certo, a oração, para os crentes, é prescrição com tempos marcados."

[Al-Nisa' 4: 103]
Isto é, em momentos definidos.

3 - A oração ocupa uma posição especial entre outros atos de adoração por causa da
maneira como foi ordenada.

Ela não foi trazida à Terra por um anjo, ao contrário, Allah quis abençoar Seu Mensageiro
Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) elevando-o ao céu e
dirigindo-se a ele diretamente com relação à obrigação da oração. Isso é algo que é
exclusivo para oração dentre todos os rituais do Islam.

A oração foi ordenada na noite do Mi'raaj [ascensão do Profeta aos céus], cerca de três anos
antes da Hégira (migração).

Cinquenta orações (por dia) foram ordenadas no início, então, o número foi reduzido para
cinco, mas a recompensa de cinquenta permanece. Isso é indicativo do amor de Allah para
com a oração e seu grande estatuto.
4 - Allah apaga os pecados por meio da oração

Al-Bukhari (528) e Muslim (667) narraram de Abu Hurairah que o Mensageiro de Allah (que a
paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse - e no hadith de Bakr é narrado que ele
ouviu o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizer - "O
que vós achais se houvesse um rio passando na porta de qualquer um de vós e uma pessoa
se banhasse nele cinco vezes por dia, haveria algum traço de sujeira sobre ela?" eles
disseram: "Nenhum vestígio de sujidade permaneceria nela." Ele disse: "Isso é como as
cinco orações diárias, por meio das quais Allah apaga o pecado."
5 - A oração é a última parte da religião a ser perdida, e, se for perdida toda a religião é
perdida.
Foi narrado que Jaabir ibn 'Abd-Allah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: O
Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Entre um
homem e o shirk [associar outros com Allah] e kufr [incredulidade] está seu abandono da
oração." Narrado por Muslim, 82.
Por isso, o muçulmano deve estar disposto a realizar as orações nos horários, e não ser
preguiçoso ou tomar este assunto displicentemente. Allah diz (interpretação do significado):
"Então, ai dos orantes, que são distraídos (negligentes) de suas orações."

[Al-Maa'un 107: 4-5]


E Allah adverte aqueles que perdem suas orações dizendo (na interpretação do significado):

"E sucederam, depois deles, sucessores, que descuraram da oração, e seguiram a lascívia.
Então, depararão uma desventura"
[Maryam 19:59]
6 - A oração é a primeira coisa pela qual a pessoa prestará contas no dia da Ressurreição:

Foi narrado que Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: Eu ouvi o
Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizer: "A primeira
ação pela qual uma pessoa prestará contas no dia da Ressurreição será a sua oração. Se for
boa, então ela terá prosperado e conseguido, mas se for ruim, então ela será condenada e
perderá. Se alguma coisa o faltar de suas orações obrigatórias, o Senhor dirá, 'Olhe e veja se
Meu servo ofereceu quaisquer orações voluntárias, e compense o déficit em suas orações
obrigatórias a partir daquelas." Em seguida, todos os seus atos serão tratados da mesma
forma." Narrado por al-Nasaa'i, 465; al-Tirmidhi, 413. Classificado como sahih por al-Albani
em Sahih al-Jaami', 2573.
Quais são as condições em que as orações são válidas?

18-10-2016 :‫تم النشر بتاريخ‬


Todos os louvores são para Allah.

"Condição" na terminologia de usul al-fiqh (princípios de jurisprudência) significa

aquilo que é essencial e sem a qual uma coisa não é válida.

Assim, as condições para que a oração seja válida referem-se àquilo sobre o que a

validade da oração depende, de maneira que se uma dessas condições for

quebrada, invalida a oração, como resultado. Essas condições são:

1.

Que o horário determinado para a oração tenha se iniciado – esta é a condição

mais importante. A oração feita antes de sua hora determinada não é válida, de
acordo com o consenso acadêmico, porque Allah diz (interpretação do

significado):

"Em verdade, As-Salaah (a oração) é ordenada sobre os crentes em horários

fixos"

[Al-Nisa '4: 103]

Allah mencionou as horas de oração em breves termos, em Seu Livro. Ele diz

(interpretação do significado):

"Cumpre a oração (Iqaamat-as-Salaah), do declínio do sol (meio-dia) até a

escuridão da noite, e cumpre a oração da aurora (ou seja, as orações zhur, ‘Asr,

Maghrib e ‘Isha’). Por certo, a oração da aurora (ou seja, Fajr) é testemunhada

pelos anjos (é presenciada pelos anjos encarregados da humanidade de dia e de

noite).”

[Al-Isra', 17:78].

"Meio-dia" significa quando o sol passa o seu zênite. "A escuridão da noite"

significa no meio da noite. Essa hora, a partir da metade do dia até a metade da

noite, inclui a hora de quatro das orações: zhur, ‘Asr, Maghrib e ‘Isha’.

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) mencionou as horas

das orações em detalhes em sua Sunnah. Isto foi explicado na resposta à

pergunta nº 9940.

2.

Que a 'awrah (partes íntimas, que não devem ser mostradas) esteja coberta – se

uma pessoa reza com sua ‘awrah descoberta, sua oração não é válida, porque

Allah diz (interpretação do significado):

"Ó filhos de Adão! Tomai vossos ornamentos (usando roupas limpas), em cada

mesquita (enquanto orando) (...)."


[Al-A'raaf 7:31]

Ibn 'Abd al-Barr (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Eles estão

unanimemente de acordo que a oração daquele que não usa suas roupas quando

está apto a cobrir-se com elas, e reza nu, é inválida. Fim da citação.

Para mais informações consulte a resposta à pergunta nº 81281.

'Awrahs para as pessoas que estão orando caem em várias categorias:

(I) Awrah mínima – é a 'awrah do homem com idade entre sete e dez anos; sua

‘awrah é apenas as duas partes privadas, a parte da frente e a parte de trás.

(II) 'Awrah moderada – é a 'awrah daquele que tenha atingido a idade de dez anos

ou mais; sua ‘awrah é o que está compreendido entre o umbigo e o joelho.

(III) ‘Awrah máxima – é a 'awrah de uma mulher adulta, livre. Tudo em seu corpo é

‘awrah ao orar, exceto as mãos e o rosto. Os estudiosos diferem no que diz

respeito a mostrar os pés.

3. e 4.

Tahaarah (purificação), que é de dois tipos: purificação da impureza ritual

(hadath) e purificação da impureza evidente (najas).

(I) Purificação de maior e menor impureza ritual (hadath) - se uma pessoa reza

quando está em um estado de impureza ritual, então a sua oração é inválida de

acordo com o consenso acadêmico, por causa do relato narrado por al-Bukhari

(6954) de Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) a partir do Profeta

(que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), que disse: "Allah não aceita

a oração de um vós que estejais impuros ritualmente, a menos se façais wudu’”

(Ii) Purificação de najaasah ou impureza evidente – se uma pessoa reza com

alguma impureza sobre si, e está ciente disso e lembra-se de que aquela impureza

está lá, então sua oração não é válida.


O adorador deve evitar najaasah em três locais:

(a) No corpo – não deve haver qualquer najaasah ou impureza em seu corpo. Isto

é indicado pelo relato de Muslim (292) a partir de Ibn 'Abbaas (que Allah esteja

satisfeito com ele) que disse: “O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de

Allah estejam sobre ele) passou por duas sepulturas, e disse: ‘eles estão sendo

punidos, mas não estão sendo punidos por algo que era difícil de evitar. Um deles

costumava andar por aí espalhando fofocas maliciosas, e o outro não se protegia

de sua urina.’”

(b) Nas roupas – isto é indicado pelo relato narrado por al-Bukhari (337) a partir

de Asma’ bint Abi Bakr (que Allah esteja satisfeito com ela) que disse: “Uma

mulher veio ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e

disse: “Se uma de nós vir o sangue menstrual em sua roupa, o que deve fazer?”

Ele disse: "Raspe-o, em seguida esfregue-o com os dedos, enquanto despeja água

sobre ele e continue a derramar água (até que a roupa esteja limpa), e depois

reze na mesma."”

(c) No local em que a oração é oferecida – isto é indicado pelo relato narrado por

al-Bukhari, de Anas ibn Malik (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse: “Um

beduíno chegou e urinou na mesquita. As pessoas repreenderam-no, mas o

Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) lhes disse para não

fazer isso. Quando (o homem) tinha acabado de urinar, o Profeta (que a paz e

bênçãos de Allah esteja com ele) ordenou que um balde de água fosse derramado

sobre ela.”

5.

Voltar-se para a qiblah – se uma pessoa oferece uma oração obrigatória de frente

para qualquer lugar que não seja a qiblah, quando está apto a fazê-lo, então a sua
oração é inválida de acordo com o consenso acadêmico, porque Allah diz

(interpretação do significado):

"(...) Volta, pois, a face rumo à Mesquita Sagrada (a Mesquita Al-Haraam, em

Meca). E onde quer que estejais, voltai as faces (em oração) para o seu rumo (...)"

[Al-Baqarah 2:144]

E porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse, no

hadith sobre aquele que orou mal: "Então, vire-se em direção à qiblah e faça

takbir." Narrado por al-Bukhari (6667).

Para mais informações consulte a resposta à pergunta nº 65853.

6.Intenção (niyyah) – se uma pessoa reza sem formar a intenção adequada, então

a sua oração é inválida, por causa do relato narrado por al-Bukhari (1) a partir de

'Umar ibn al-Khattab (que Allah esteja satisfeito com ele), que disse: “Eu ouvi o

Mensageiro de Allah (paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) dizer: ‘as ações

valem pelas intenções e cada um terá aquilo que intencionou’”.

As seis condições supramencionadas aplicam-se somente à oração. A elas devem

ser adicionadas as condições gerais que se aplicam a todos os atos de adoração: o

indivíduo deve ser muçulmano, são, e da idade do discernimento

Com base nisso, as condições para a validade da oração são em nove, ao todo:Ser

muçulmano, ser são, ter discernimento, estar livre de impureza ritual, destituído

de impurezas evidentes, deve estar com a 'awrah coberta, que a hora da oração

tenha começado, que esteja direcionado à qibla e que tenha formado a intenção

correta

E Allah sabe melhor.

Erros de Salaah

1. Deixando o salaah completamente. Isso é realmente kufr (descrença) e a evidência é


encontrada
dentro do Alcorão, a autêntica sunnah e o consenso da ummah. Allah ta'aala

afirma: 11 Mas, se se arrependerem, observarem a oração e pagarem o zakat, então serão


vossos irmãos na religião, [Al-Qur'aan 9:11] E Allah ta'aala diz: O que foi que vos
introduziu no tártaro
As-Saqar (Inferno)? Eles disseram: Nós não somos daqueles que fizeram salaah
(almusalleen) or Responder-lhes-ão: Não nos contávamos entre os que
oravam, ... [Al-Qur'aan
76: 42-43] e assim por diante. Até a sunnah: o hadith de

Jaabir que o Profeta (sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: "Entre um homem e um shirk

(o que o protege do escanteio) é o abandono da salaah. [Muçulmano] é narrado

por Abu Dawood, An-Nisaa'i, Ibn Maajah e At-Tirmidhi sob a autoridade de Buraidah Ibn

Al-Husaib do Profeta (sallallahu 'alaihi wa sallam) que disse: O pacto

entre nós e eles (ou seja, o Profeta - e / ou seus sucessores - e aqueles que

afirmam ser muçulmanos) é o salaah para que qualquer um que abandone isso não tenha
acreditado. [

Ahmad e outros e é saheeh] No que diz respeito ao consenso (al-ijmaa '): Abdullah Ibn

Shaqeeq (radiallahu 'anhu) declarou: Os Companheiros de Muhammad (radiallahu' anhum)

não viu o abandono de qualquer outra ação, o kufr que não seja (abandonando) a salaah.

[At-Tirmidhi e outros com uma cadeia autêntica]

2. Atrasar o salaah desde o seu horário designado. Esta é uma violação de acordo com a
palavra de Allah ta'aala: Em verdade, a salaah foi nomeada para os crentes em momentos
específicos (mawqoot). [Al-Qur'aan 4: 103] Al-Mawqoot indica um horário específico e o O
adiamento de sallah além do tempo obrigatório (fardh) é um pecado importante e Allah é o
um sobre a quem dependemos. Com a autoridade de Anas que disse: ouvi o Mensageiro de
Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) dizendo: Este é o salaat do hipócrita (munaafiq); quando
ele fica observando o sol até que esteja entre os chifres de Shaitaan, então ele faz quatro
(rak'ah) lembrando-se de Allah pouco.[Muçulmano] Se esta é a salaa do hipócrita, então, o
que é a salaah de alguém que adia A oração até o período completo do salaat passou sem
qualquer desculpa?

3. Abandono da oração congregacional na masjista por homens capazes ou regularmente ou


ocasionalmente. O mandamento foi dado para realizar a salaah em congregação no
massajid. A congregação (al-jamaa'ah) salaah é um dever, exceto aqueles que têm um
desculpa válida de acordo com a sharia'h. O Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi
wasallam) disse: Quem quer que ouça o chamado (al-adhaan) e depois não responda (ou
seja, assista à salaah congregacional) há em salaah para ele, exceto por uma desculpa
válida [Relatado por Ibn Maajah e outros com uma forte cadeia (isnaad) e Al-Haafith Ibn
Hajar disseram: "Sua cadeia está de acordo com as condições do muçulmano"]. Allah ta'aala
também diz: E se curvar com aqueles que se curvam. {Al-Qur'aan 2:43] Em um hadith em
AlBukhaari e muçulmano (mutafaqun 'alaih): ... Eu então deixaria (depois da salaah ter
começou) e vá para aqueles homens que não atendem a salaah e queimam suas casas
sobre eles.

4. Falta de tranqüilidade (em-tama'neenah) dentro do salaat. Isso geralmente é feito fora de

ignorância e é um pecado aberto porque a tranquilidade é um pilar (rukn) da salaá sem

que o salaah está incorreto. O hadith sobre o homem que realizou sua salaah

mal é uma evidência clara disso. O significado de tama'neenah (tranqüilidade) é aquele

rezar é tranquilo no rukoo '(dobra), em pé (' itidaal), prostração (sujood) e

sentado entre as duas prostrações (juloos), e ele deveria entrar em posição onde cada

O osso se instala no lugar, ele não deve acelerar entre as porções da oração até que ele
tenha

alcançou tranquilidade e dá a cada um o devido tempo. O Profeta (sallallahu 'alaihi wa

sallam) disse àquele que estava correndo por sua salaá sem observar o bom

Tranqüilidade: volte e faça salaah porque você não fez a salaah. E em

O hadith de Rifaa'ah na história daquele que orou mal continua: depois ele

faz takbeer e arcos e coloca as mãos nos joelhos até que cada junta esteja instalada

e relaxado. Então ele diz 'sami'allahu liman hamida' (Allah ouve aquele que

o louve) e ergue-se em linha reta até que cada osso esteja em seu lugar.

5. Falta de reverência e humildade adequadas (khushoo ') no movimento salaat e excesso

lá no. O lugar do khushoo está no coração e é evidente na tranqüilidade dos membros

e humildade diante de Deus. Deus realmente louvou Seu escravo pela Sua declaração:
Aqueles

que oferecem sua salaah com toda a solenidade e submissão total. [Al-Qur'aan 23: 2]

Além disso, [ele elogiou] os profetas por sua afirmação: na verdade eles costumavam se
apressar

para fazer boas ações e costumavam invocar-nos com esperança e medo, e costumava

humilhar-se diante de nós. [Al-Qur'aan 21:90] É incumbente. Os membros do

O escravo na oração deve estar quieto e seu coração deve ser solene até ser recompensado

por sua salaah. É narrado com a autoridade de 'Ammaar Ibn Yaasir (radiallahu' anhu) ele

disse: Ouvi o mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) dizendo: verdadeiramente


um homem

deixa depois de completar sua oração e nada foi escrito para ele exceto um décimo de

sua salaah, um nono, um oitavo, um sexto, um quinto, um quarto, um terço ou metade


disso. [Abu Dawood,

An-Nisaa'i e outros e é um autêntico hadith] O motivo da lacuna em


Sua recompensa é a falta de khushoo 'no coração daquele que reza ou nos membros.

6. Intencionalmente precedendo o imaam nos movimentos da oração ou não seguindo seu

movimentos. Isso anula a salaah ou o rak'ah para quem se curvar diante de suas ruínas
imaam

seu próprio rak'ah, a menos que ele o acompanhe mais tarde com outra reverência. Tal é o
mesmo com o

resto do arkaan (pilares) da salaah. É obrigatório que a pessoa praying siga a

imaam completamente sem precedê-lo ou ficar atrás dele em qualquer rukn (pilar) ou

Mais. Abu Dawood e outros transmitem com uma cadeia autêntica de Abu Hurairah que

O Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: Em verdade, o imaam deve ser

completamente seguido, então, se ele fizer takbeer, então você faz takbeer e não faz

takbeer até que ele faça isso, e se ele se inclinar, então se curvar e não curvar-se até que
ele o faça ...

Sua origem está nos dois saheehs e Al-Bukhaari tem outro como narrado por Anas. o

Aquele que esquece ou o que é ignorante é desculpado.

7. Permanente para completar um rak'ah perdido antes que o imaam tenha terminado
completamente

o segundo tasleem (isto é, encerrando a oração dizendo 'As-salaamu' alaikum wa

rahmatullahi à direita e à esquerda). É relatado em Saheeh Muslim que o Mensageiro de

Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: Não me precede no rukoo' (curvando-se) não dentro

o sujood (prostração) nem a saída da oração (al-insiraaf). Os estudiosos disseram

que o significado de al-insiraaf é at-tasleem e é chamado de tal porque a reza

A pessoa pode sair depois e ele sai somente depois do segundo gosto. Aquele que

precede o imaam deve ficar em seu lugar até que o imaam tenha completado sua salaah,

então ele deveria ficar parado e completar tudo o que ele perdeu, e Allah sabe melhor.

8. Fazendo a intenção de orar em voz alta. Este é um bid'ah (inovação), e nós temos

menciona anteriormente a proibição contra bid'ah. O Profeta (sallallahu 'alaihi wa

sallam) nunca fez a intenção de salaah em voz alta. Ibn Al-Qayyim, rahimahullah, afirmou
em

"Zaad Al-Ma'aad" ou em "Al-Hudaa An-Nabawiyy": "Quando o Profeta (sallallahu 'alaihi wa

sallam) representaria salaah, ele disse: 'Allahu Akbar' e não disse mais nada antes

ele pronunciou sua intenção em voz alta. Nem ele disse: "Vou orar por Allah salaah como

enquanto enfrentam o Qamaa quatro raka'aat como imaam ou seguidor ". Nem ele disse:
"Cumprindo
A tempo, não inventando, nem o tempo de fardh ', cujos dez são bid'ah para os quais não

um relatou que ele fez com uma cadeia autêntica, nem mesmo um fraco, nem musnad,

nem mursal, nem uma única palavra. Na verdade, nenhuma narração do sahaabah ou o
melhor dos

após a geração (taabi'een), nem os quatro imaams ".

9. Não recitando Al-Faatihah na salaah; A recitação de Al-Faatihah é um pilar (rukn) e

A salaah de quem não recita é vazia. Isto é de acordo com o Profeta

(sallallahu 'alaihi wa sallam) dizendo: Quem faz uma salaah em que Al-Faatihah é

não recitado, então é khidaaj (abortado) - e ele o repetiu três vezes -

incompleto. [Muçulmano de Abu Hurairah] Também relatado nos dois saheehs é o hadith

de 'Ubaadah Ibn Saamit (radiallahu' anhu) marfoo'an (atribuível ao Profeta,

sallallahu 'alaihi wa sallam): o salaah é nulo para quem não recitou o

Abertura do Livro. Em outra redação de 'Ubaadah: pode ser que você recita

atrás do seu imaam? Nós dissemos: sim. Ele disse: Não o faça, exceto com a Abertura de

O Livro (Al-Faatihah) para o salaah é nulo de quem não o recita. [Ahmed,

Abu Dawood, At-Tirmidhi, Ibn Hibbaan. Isso é prova de sua obrigação para o seguidor.

A recitação do seguidor é absoluta ou em orações em voz alta, em oposição ao que é longo

conhecido. Se a recitação de Al-Faatihah é absoluta ou apenas nas orações recitadas

em voz alta é uma antiga diferença de opinião entre os estudiosos. É waajib ou caiu? o

A maioria dos estudiosos (al-jumhoor) diz que é descartado, no entanto, fazer isso é mais
claro a partir de

possível erro e mais precaução para deen. A maioria dos que tem a opinião disso

sendo descartado dizer que é, no entanto, desejável recitá-lo.

10. Recitação do Qur'aan em rukoo '(posição de curvatura) ou durante sujood (prostração).


Isto é

proibido com base em uma narração de ibn Abbaas (radiallahu 'anhu) que o Profeta

(sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: eu fui impedido de recitar o Alcorão

Ao curvar-se ou em prostração ... [Muslim] Ali (radiallahu 'anu) narra que ele disse: The

Mensageiro de Deus (sallallahu 'alaihi wa sallam impediu-me de recitar o

Qur'aan enquanto se curvava ou se prostrava. [Muçulmanos e outros]

11. Levantar os olhos para o céu durante o salaat ou olhar para a direita e para a esquerda
sem vencer

causa. No que diz respeito à elevação dos olhos, é proibido e traz ameaça de punição. Isto é
narrado por Jabir Ibn Samurah (radiallahu 'anhu) que disse: O Mensageiro de Allah

(sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: Deixe as pessoas parar de levantar os olhos para o céu
no

salaah ou deixe sua visão não retornar a eles. [Muslim]

12. No que diz respeito a olhar desnecessariamente, é uma deficiência na sala do adorador

desde que ele não tenha transformado seu corpo inteiro em outra direção [i.e. longe de

Qiblah]. Se, no entanto, o corpo inteiro é virado, então o salaah é invalidado. É narrado

por 'Aisha (radiallahu' anhaa) que disse: perguntei ao Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi

wa sallam) sobre olhar ao redor na salaah. Ele disse: é a apropriação indevida roubada

por Shaitaan da salaah do adorador. [Al-Bukhaari]. At-Tirmidhi também

coletou um hadith autêntico: seja avisado de virar ou olhar ao redor na salaah

porque é destruição. E há outros comentários em olhar ao redor no

salaah.

13. Sentado nas ancas (Al-Iq'aa) durante a salaah e prostrando-se com os cotovelos
(AlIftiraash)

no chão. Al-Iqaa 'é proibido como relacionado por Abu Hurairah (radiallahu

'Anhu) que disse: Meu querido amigo me proibiu três coisas: ele me proibiu de picotear

como um galo [apenas tocando a cabeça em prostração - trans], sentado no

toca como um cachorro e olha ao redor como uma raposa. Transmitido por Ahmed e outros

e sua isnaad (cadeia) tem por hasan gradualmente (bom) por Al-Mundhiri e Al-Haithami.

O Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) proibiu um homem de espalhar o seu

braços no chão como uma fera de rapina. Resumindo um hadith coletado por muçulmanos

de Aisha (radiallahu 'anhaa), bem como por At-Tirmidhi, Ahmed e outros de Jaabir

(radiallahu 'anhu) marfoo'an (atribuível ao Profeta): se algum de vocês se prostrar

(sajdah) então fique reto e não estique seus braços como a sentada de um cachorro.

14. Usar uma peça fina (transparente) que não cobre suficientemente o 'auwrah (privado

área). Este é um invalidador da salaah porque a cobertura do 'auwrah é uma condição

para uma sala de som. O 'aurah do homem é - de acordo com o que é mais autêntico - do

umbigo para o joelho. Do mesmo modo, ele deve cobrir seus ombros ou um deles1 de
acordo

com a declaração de Deus: ó filhos de Aadam usam adornos para todos

Masjid. [Al-'Araaf 31] É suficiente usar uma única peça para cobrir o 'auwrah

de acordo com o que é narrado de 'Umar Ibn Salamah (radiallahu' anhu): ele viu o
Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam rezando em uma única peça de vestuário
(thowub) em

a casa de Umm Salamah, ele tinha lançado os dois lados sobre si mesmo. [Al-Bukhaari e

Muçulmano]

Ibn Qudaamah (rahimahullah) declarou: É obrigatório cobrir o suficiente para esconder a cor

da pele, pois se é magro o suficiente para que a cor da pele possa ser vista de trás para a

na medida em que a brancura ou vermelhidão da pele é percibida do que a salaah não é

permitido naquela cobertura não foi alcançada.

15. Uma mulher não cobrindo a cabeça com o khimaar em salaah e não cobrindo os pés. o

'Aurah do swoman no sallah é seu corpo inteiro com a exceção de seu rosto. Nem é

Há algum dano se ela cobre seu rosto devido à passagem de homens ou similares. Isto é

obrigatório para ela usar um khimaar que é uma cobertura de cabeça que também cobre o
peito.

Isto de acordo com a declaração (slallahu 'aliahi wa sallam): Allah não aceita o

salaah da mulher menstruada, a menos que ela esteja vestindo um khimaar. [Coletado por

Ahmed e os colecionadores dos seis livros mais autênticos, exceto An-Nisaa'i e tem sido

autenticado por Ibn Khuzaimah e outros. Também é obrigatório que ela cubra os topos de

seus pés em conformidade com o hadith "Toda a mulher é" auwrah "Coletada por
AtTirmidhee

com um isnaad autêntico. Ao longo desse mesmo significado é o que é transmitido por

Malik e Abu Dawood e outros de Muhammad Ibn Said Inb Qunfudh de seu

mãe que perguntou a Umm Salamah (radiallahu 'anhaa), a esposa do Profeta (sallallahu

'Alaihi wa sallam), sobre o que uma mulher deve rezar. Ela respondeu: Ela deve rezar em um
khimaar e uma camisa cheia e solta que esconde os topos de

os pés dela. Também com este significado é o hadith de Umm Salamah: Abaixe-o por um
braço

comprimento.

16. Caminhando na frente da pessoa praying se eles são o imaam ou rezando sozinhos e

pisando as pessoas durante o Jumua'h khutbah. É um pecado sobre a pessoa que

passa na frente de alguém que está rezando. Se o que praying não tem sutrah, então, ele
shold

ser estimado no local de prostração para que o transeunte possa passar além

esse ponto. Conforme narrado nas coleções de al-Bukhari e muçulmanos por Abu Juhaim Ibn

Haarith (radiallahu 'anhu), que disse: O Mensageiro de Allah (sallallahu' alaihi wa sallam)
disse: se alguém que passa na frente da pessoa praying soube o quão grave é um pecado

era para ele fazê-lo, seria melhor para ele aguardar quarenta do que entrar

na frente dele. [Quarenta podem se referir a quarenta dias, meses ou anos, e Allah sabe
melhor -

Trans.]

Aquele que empurra entre as pessoas durante o Jumua'h khutbah prejudica as pessoas

através do seu atraso na salaa de acordo com a declaração de Al-Mustafah (sallallahu

'Alaihi wa sallam): Sente-se para você ter causado danos e chegar atrasado. [Ahmed e
outros.

É proibido cortar entre as pessoas. Quem entra no Masjid deve sentar-se onde

Há espaço a menos que ele veja uma área genuinamente aberta onde ele deveria então ir
para ele e

sentar.

17. Não dizendo o takbeeratul-ihraam (takbeer de abertura) ao entrar no

congregação enquanto o imaam está em rukoo '. Este é um grande erro na medida em que
o takbeeratulihraam

é um pilar (rukn) da salaah que deve ser feito pelo que reza quando está de pé

para o salaah e, em seguida, junte-se ao imam na posição de curvatura (rukoo '). Fazer

o takbeer (al-ihraam) e depois outro takbeer antes de giong em rukoo 'é mais

completo e completo. Abu Hurairah (radiallahu 'anhu) narrou: o mensageiro de

Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) faria takbeer quando ele representou o sallah

e então faria takbeer ao se curvar.

18. Não seguindo o imaam (entrando na mesma posição) ao chegar atrasado e ao

imaam está sentado ou em sujood (prostrando). É muito preferido e muito seguro para
aquele

Quem entra no Masjid que ele se junta ao imam em qualquer posição em que ele esteja,
seja

Ele está em Sajdah ou de outra forma. É relatado por Abu Dawood e outros com um saheeh

isnaad que o Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: se você vier ao

salaah e estamos fazendo sujood então você também faz sujood. Para um adorador

Atrasar que a sajdah deve ter efetivamente impedido de um ato de adoração que

Deus ama. Ali Ibn Abi Talib e Mua'dh ibn Jabal (radiallahu 'anhumaa) declararam:

Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: Se um de vocês vem ao salaah


e o imaam está em uma posição, então, faça o que o imaam está fazendo. Isso é coletado
por

At-Tirmidhi com um isnaad fraco no entanto está de acordo com o hadith anterior. isto

também é reforçada por uma narração coletada por Abu Dawood de Mua'dh (radiallahu

'Anhu): Eu nunca vi ele (o imaam) em uma posição exceto que eu também estava sobre ele.
o

Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: Verily Mua'dh realizou um

Ative isso também para você, então faça o mesmo.

19. Buscando-se com assuntos que levam um afastado da salaah. Isso é evidência de

preferência da vida fundamental sobre a da outra vida, seguindo desejos e sentimentos vãos

muito ocupado para obedecer a Deus. Esta é, de fato, ruína e consequência maligna para
quem faz

isto. Allah ta'aala diz: Ó você que acredita, não deixe a riqueza ou os seus filhos se
desviarem

você, da lembrança de Deus por quem o faz, estará entre os

perdedores. [Al-Munafiqoon 9] E ele diz em louvor dos crentes: homens que não são

desviado por negócios ou comércio da lembrança de Deus e desempenho de

salaah. [An-Noor 37] Preocupação com qualquer ato sobre a salaah ou que leva a ser

negligente ou preguiçoso em direção a ele, como ficar acordado muito tarde e sim, não é
permitido. este

é porque qualquer coisa que leva ao que é haraam é ela mesma, e Allah é o único

que orienta o caminho certo.

20. Jogando com a roupa ou com a roupa ou com os outros. Este é um ato que nega o
khushoo '. o

evidência para khushoo 'foi apresentada anteriormente no ponto 5 [ver agosto Issue - Ed.].

O Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) proibiu os seixos de fricção durante a

salaah devido ao seu efeito negativo no khushoo 'quando ele disse: se algum de vocês
realizar o

A oração deixe que ele não esfregue seixos porque a misericórdia é virada para ele. [Ahmed
e os seis Coleções de hades com um isnaad autêntico] Uma pessoa pode aumentar jogando
ao redor

até o ponto de movimento excessivo que está fora da salaah e, assim, anulá-lo.

21. Fechando os olhos sem motivo. Este é um ato censurável (makrooh) como Ibn Al-Qayyim

(rahimahullah) mencionou: "Fechando os olhos não era da orientação do Rasool

(sallallahu 'alaihi wa sallam). "Ele também disse:" Os estudiosos do fiqh diferiram em sua
detestabilidade. Imam Ahmed e outros julgaram detestable e disseram que era de

os hábitos dos judeus. No entanto, um grupo deles determinou que era permitido sem
nenhum

detestablility e eles disseram que pode ser um meio mais próximo de alcançar o khushoo '

qual é o espírito da salaah, seu coração e seu objetivo ".

"Mais correto é que, se os olhos abertos não tiverem efeito prejudicial sobre o khushoo"

então é preferível fazê-lo. Se decorações, adornos ou similares estão em torno da

adorador ou entre ele e o qiblah até o ponto de distração, então há

absolutamente nenhuma objeção ao fechamento dos olhos. Na verdade, a afirmação de que


fazer isso é

desejável (mustahabb) neste caso está mais próximo do espírito da lei e dos seus objetivos
do que o

declaração de que é censurável. E Deus sabe melhor. "

22. Comer ou beber ou rir no salaah, anulando-o. No que diz respeito a comer e beber

há consenso com respeito ao fardh. Ibn Al-Mundhir declarou: "Os estudiosos (Ahlul-

'Ilm) estão de acordo consenso que o único que reza está proibido de comer e

bebendo. Existe também um consenso entre eles de que, para isso, necessita
intencionalmente

repetição da salaah ". Ibn Al-Mundhir também transmite que existe consenso de que a

A salaah é anulada pela risada.

23. Levantar a voz em recitação ao ponto de distrair aqueles que estão por aí. É
recomendado

(mustahabb) que se ouve, não no ponto em que interrompe quem é

recitando o Alcorão ou fazendo salaah. Al-Bukhaari e muçulmano transmitem de

'Umraan Ibn Husain (radiallahu' anhu) que o Mensageiro de Allah (sallallahu 'alaihi wa

sallam) rezou para Dhuhr e havia um homem atrás dele, recitando 'sabbihisma rabbikal -

'Alaa', então, quando ele (sallallahu 'alaihi wa sallam) terminou, ele disse: Quem entre vocês
era

recitando ou quem foi o recitador? O homem disse: "Eu". Então ele (sallallahu 'alaihi wa
sallam)

disse: pensei que alguns de vocês discutiam comigo nele. Os estudiosos afirmam: o

O significado de suas palavras é uma desaprovação do ato. Ibn Taymiyyah (rahimahullah)


declarou:

Quem está recitando o Alcorão e as pessoas estão orando uma oração adicional, então não
é
corrija para ele recitar em voz alta, perturbando-os porque o Profeta (sallallahu 'alaihi

saw sallam) deixou alguns de seus companheiros enquanto eles estavam orando As-Sahr
(antes do amanhecer)

e ele disse: ó pessoas, cada um de vocês está buscando a salvação de seu Rabb, portanto,
não

dominem um ao outro com sua recitação.

24. Acumular os que estão orando. Este é um tipo de proibido infligir danos. Isto é

sobre a pessoa praying para orar em um lugar onde o espaço termina a menos que ele veja
um

abrindo o suficiente para ele passar e então não há mal. No entanto, para causar danos,

especialmente em Yaum Al-Jumu'ah (sexta-feira), geralmente é proibido. O Profeta


(sallallahu

'Alaihi wa sallam) disse sobre aqueles que cortaram a linha de oração: sente-se, porque
você prejudicou e

venha tarde.

25. Não fazer as linhas diretas. Allah ordenou o bom desempenho de salaah dizendo

"E estabelecer (aqeemu) o salaah". O Profeta (sallallahu 'alaihi wa sallam) tem

Declarou também: Endireite suas linhas para alisar completamente as linhas é uma parte da
correção

desempenho de salaah (iqaamis-salaah). Al-Bukhaari e muçulmano de Anas. Também


AlBukhaari

Narra de An-Nu'maan Ibn Basheer (radiallahu 'anhu): endireite suas linhas

ou Deus causará oposição entre seus corações. A ordem para endireitar as linhas e

Ter cuidado em fazê-lo é mencionado em um número de hadith. (Também deve ser


mencionado que

Isso inclui não deixar lacunas nas linhas, como é comumente negligenciado - Ed.)

26. Levantar os pés do chão em sujood. Isso é contra o que é comandado como é

confirmado nos dois sahehs de Ibn Abbaas (radiallahu 'anhu): o Profeta (sallallahu

'Alaihi wa sallam) foi ordenado a prostrar-se com sete membros e não cortar o cabelo

ou a roupa: a testa (incluindo o nariz), as (palmas das) duas mãos, os joelhos

e os dois pés. Então, o único orando é comandado a rezar com os dois pés tocando o

chão e a forma completa disso é ter os dedos apontando para o Qiblah. Parte

de cada pé deve tocar o chão e se alguém levanta qualquer um deles, seu sajdah

(prostração) está incorreta se continuar a fazê-lo durante a prostração.


27. Colocando a mão direita à esquerda e elevando-os até o pescoço. Isso está em
contradição com

a Sunnah porque o Profeta (sallallahu 'alaihi wa sallam) costumava colocar a mão direita

sobre a esquerda sobre o peito. Este é um hadith de Hasan de vários fracos

transmissões em si mesmas, mas que, em conjunto, se fortaleçam. A sunnah é

também para colocar as mãos no meio do baú ou sobre o coração porque o coração é

no baú como Allah ta'aala afirma: são os corações dentro dos seios que são cegos.

Aumentando as mãos (fazendo takbeer) ao entrar em sujood ou quando se erguendo. Isto é

um erro para levantar as mãos para o pescoço e isso se opõe à sunnah. O que é atribuído a
Ali

(radiallahu 'anhu) na explicação do verso: Portanto, reze para o seu Rabb e

sacrifício (wanhar - no qual o verbo é interpretado como se referindo ao pescoço [an-nahr]


-Ed.)

é fraco e não constitui uma prova. (Também incorreto é a prática incorreta de segurar

as mãos sobre ou abaixo do umbigo, pois não há provas fundamentadas da

autêntica sunnah para esta prática - Ed) 28. Levantar as mãos no momento de sujood ou
quando sair de sujood. Isso está em oposição

para a bem conhecida sunnah que foi transmitida pela maioria dos companheiros que

narrou sobre levantar as mãos. O aluno do conhecimento (sharee'ah) deve ficar com

a bem conhecida sunnah, a menos que em privacidade, ele pode acreditar que uma ação
seja mais

correto da sunnah que, no entanto, contradiz a prática da generalidade da

estudiosos. O imaam das pessoas deve fazer o que é conhecido, para o que é comumente e

bem conhecida como a Sunnah sobre a qual a maioria da prática dos estudiosos é suficiente

e satisfatório. (A sabedoria aqui é que, para um estudante, insistir na prática pública de

O que não é considerado pelos estudiosos geralmente como a Sunnah pode levar a
prejudicar e

confusão que equivaleria a abandonar um fardh, isto é, a prevenção de danos, para a

por causa do estabelecimento de uma sunnah - e que não está totalmente acordado nisso -
e

ficaria assim em erro. Os estudiosos geralmente não se unem em nenhuma prática sem

evidência, embora o aluno qualificado possa discordar de uma determinada decisão ou


conclusão baseada

sobre a compreensão dos textos e depois de um estudo sincero e aprofundado e alcançando


um
estado de estar pessoalmente satisfeito com o seu resultado. - Ed.)

28. Hastiness de alguns imaams na salaah e falta de tranquilidade dentro dele, não
permitindo assim

Tempo para os seguidores estarem tranquilos em sua salaah ou tempo para recitar Al-
Faatihah, especialmente

no último rak'ah. O imã é responsável por tornar a qualidade da salaah boa

porque ele está sendo seguido. É, portanto, seu dever cuidar de seguir a Sunnah,

e a tranquilidade é um pilar (rukn) de que o imã é mais obrigado a cuidar devido à sua

sendo seguido. Da mesma forma, a recitação de Al-Faatihah é um rukn que os seguidores no

A salaah deve ter tempo suficiente para cumprir. Nós já apresentamos a evidência para

a obrigação de manter a tranquilidade (tama'neenah) e recitar Al-Faatihah.

29. Não tendo o cuidado de fazer sujood sobre os sete "membros" (ou seja, a testa junto
com o

nariz, as palmas das mãos, os joelhos e os dedos dos dois pés). Abbaas Ibn AbulMuttalib

(radiallahu 'anhu) informou que ele ouviu o Mensageiro de Allah (sallallahu

'Alaihi wa sallam) dizendo: Se o escravo prostrar, então sete partes do corpo devem prostrar

com ele: o rosto, as mãos, os dois joelhos e os dois pés dele. Relacionado com muçulmanos,
também atribuído

para Al-Majd em "Al-Muntaqaa", Al-Muzzee e relacionados por outros.

Ibn Abbaas (radiallahu 'anhumaa) narrou: O Profeta (sallallahu' alaihi wa sallam)

disse: fui ordenado a prostrar-se com sete "ossos" (ou seja, partes do corpo): após o

na frente - e ele apontou para o nariz - ambas as mãos, ambos os joelhos e os dois pés.

Há pessoas que não se postam sobre a testa e o nariz ou quem

levanta os pés ou não tocam as palmas das mãos no chão, tudo isso é

em oposição ao que é comandado.

30. Não querendo aprender as regras da salaah. Isso é diferente do que qualquer
muçulmano deve fazer. Não

dúvida salaah é o maior dos pilares islâmicos que requerem ação corporal. Comandos de
Allah

Sua performance - "Aqimis-Salaah" (Realizar a salaah) - em mais de setenta ayaat. Isto é

não é possível realizá-lo sem ter conhecimento de seus fundamentos ou saber como

O Profeta (sallallahu 'alaihi wa sallam) fez a salaah. Não há espaço para a ignorância de
as regras da salaah, conhecendo seus pré-requisitos ou suas partes essenciais, obrigações,
as regras

por seguir ou compensar erros e outros. É fardh conhecer estas questões e a

A falta de conhecimento dessas questões é uma causa de um muçulmano desconhecer o


que

anula ou estraga sua salaah, e Allah é o Guia e Provedor de Sucesso

31 - 34. Carelessness ao recitar Al-Faatihah e com pronúncia adequada, como dizer

al-'Aalimeen em vez de al-'Aalameen, ahdinaa em vez de ihdinaa, an'amtu em vez de


an'amta,

e assim por diante. Todos esses erros e similares são o tipo de erros linguísticos que devem
ser evitados

e ninguém que lidere o salaat deve comprometer-los. Alguns podem conter impossível

significados como quando se pronuncia o "t" (taa ') em "an'amta" como "da" (daad) e,
portanto,

O salaat seria prejudicado.

35. Rachando os nódulos em salaah. Isto é das ações detestadas no salaah e é

assim proibido. No que diz respeito a quebrar os nódulos em geral, Ibn Abi Shaibah narra em
um

declaração com boa isnaad, de Shu'bah Mawlaa ibn Abbaas como afirmando: rezei ao lado
de Ibn

Abbaas e eu abrimos os dedos, então, quando eu terminei meu salaah, ele disse: "Você pode
perder seu

mãe! Você quebra seus dedos enquanto está em salaah? "Proibição de quebrar

os juncos são transmitidos em um mardão de Hadade de Ali na coleção de Ibn Maajah, no


entanto,

é fraco (da'eef) e não é suficiente em si mesmo (ghairu munjabir).

36. Entrelaçando os dedos (em tashbeek) durante e antes da salaah. Isso também está
entre os

assuntos detestáveis. Ka'ab Ibn 'Ujrah (radiallahu' anhu) narra: Ouvi o Mensageiro de

Allah (sallallahu 'alaihi wa sallam) dizendo: Se um de vocês faz wudhoo, então vai para

o masjid para salaah, deixe-o não juntar as mãos, pois ele realmente está no

salaah. Ahmed, Abu Dawood, At-Tirmidhi. Com alguma diferença em relação à sua cadeia,
AdDaarimi,

Al-Haakim e outros transmitem de Abu Hurairah em um marfoo 'hadith: "Se um dos

Você faz wudhoo em sua casa, então vem para o Masjid, ele está em salaah até ele

retorna. Portanto, não faça assim - e ele juntou os dedos ".


Há outros hadiths que se apoiam mutuamente sobre esse assunto de tashbeek.

37. Colocando alguém para liderar o salaah como imaam quando não é o lugar dele para
fazer isso

e há outros presentes mais meritórios. Isso contradiz o propósito proposto de ter

um imaam (al-imaamah), que deve ser um exemplo a seguir (al-iqditaa '). É necessário que

o imaam tem compreensão do deen e é capaz de recitar corretamente o Alcorão

de acordo com o satateto do Profeta (sallallahu 'alaihi wa sallam): o imam de um

as pessoas devem ser as que melhor recitam o Alcorão ...) Transmitidas pelos muçulmanos
de Abu

Mas'ood Al-Ansaari (radiallahu 'anhu). Os estudiosos decidiram que não se deveria colocar

Avante como imaam cuja recitação não é boa, ou que exibe abertamente pecaminosas, ou
quem tem

uma aparência indigna, ou quem é um inovador, ou quem é corrupto ou como eles. No


entanto,

tais pessoas são apresentadas, a salaah dos seguidores está correta.

38. Recitação imprópria do Alcorão. Esta é uma deficiência aberta e o direito do Alcorão

é que seja lido corretamente sem aberração e que o muçulmano se esforça para melhorar e
superar

em sua recitação. Allah ta'alaa afirma: recitar o Alcorão com tarteel [tom medido correto]

e quando ensinamos o Alcorão, siga a sua recitação. Significado, recitação como é


apropriado

de acordo com a língua árabe, com clareza e livre de distorção. Nessa mesma linha é o

superioridade daquele que purifica sua intenção como é narrado por 'Kaisha (radiallahu'
anhaa)

que disse: O Mensageiro de Deus (sallallahu 'alaihi wa sallam) disse: "O que é

proficiente com o Alcorão será com os escribas (anjos) honrados e obedientes. Enquanto o

aquele que recita o Qur'aan de forma hesitante e encontra dificuldade (enquanto se esforça
para recitá-lo corretamente)

recebe uma dupla recompensa. "[matafaqun 'alaih]

39. Some men praying behind women in the Haram (The Grand Masjid) of Makkah. Doing so there or
elsewhere is a detestable action in the salaah. It is from the sunnah that the rows of the women are
behind those of the men. The salaah of a man behind a women may be a cause of him losing all
khushoo’ and a disturbance in the salaat through his looking (at the woman) or otherwise. A man should
therefore never line up for salaah behind a woman. This is not detestable if due to necessity such as not
missing the ‘Eid salaah, or Salaatul-Jumu’ah, or the congregational salaah and other similar situations
(i.e. that make it impossible to join the front rows with the men – Trans.). A group of scholars have
stated: “The Haram of Makkah is an exception.” Shaykh Abdul-Aziz Ibn Baz (may Allah preserve him) is of
this opinion. 40. Women coming to the masjid beautified or made-up and perfumed. This is one of the
open and witnessed evils that become apparent during Ramadhan and outside it. The woman is coming
out to worship her Master, not to show off the beauty of her clothing! Perhaps men may see her and she
would then be sinful and she would suffer a loss of reward for her deed. The Prophet (sallallahu ‘alaihi
wa sallam) stated: “Let not any woman who is scented attend the ‘Ishaa with us.” [Muslim] Imam Ahmed
transmits along with Abu Dawood with an authentic chain from Abu Hurairah (radiallahu ‘anhu) that the
Prophet (sallallahu ‘alaihi wa sallam) said: “Do not forbid the bondwomen of Allah from the houses of
Allah, and let them go out tafilaat.” The meaning of the word “tafilaat” is: Not beautified with
adornments or perfumed