Você está na página 1de 1

CURSO INTENSIVO DE PREGAÇÃO EXPOSITIVA PARA INICIANTES – Pr.

Leonardo Félix 1

MÓDULO 1

I. Por que um curso de pregação expositiva?


A. Para a proclamação fiel do evangelho de Jesus Cristo. Cremos que a Palavra de Deus nos revela a vontade de Deus,
logo nos cabe, como pregadores, expor O QUE AS ESCRITURAS DIZEM.
B. A “PSICOLOGIZAÇÃO DOS PÚLPITOS” tem relegado a palavra de Deus a um segundo plano.
C. Para a capacitação ministerial da igreja. TODA a igreja de Cristo deve saber fazer uso fiel das Escrituras na
evangelização e edificação uns dos outros.

II. O que é a pregação expositiva?


A. A pregação expositiva é antes de qualquer coisa um COMPROMISSO COM A AUTORIDADE DE DEUS
REVELADA NA BÍBLIA.
B. A pregação expositiva é a LEITURA, EXPLICAÇÃO E APLICAÇÃO (L.E.A) da Palavra de Deus aos nossos
ouvintes.
C. MITO: a pregação expositiva é uma forma de sermão (entre o textual, temático etc.)? NÃO. A pregação expositiva é
a pregação da palavra propriamente dita. Não há como pregar a Bíblia, sem expô-la.

III. Quais os pré-requisitos espirituais para a pregação expositiva?


A. Oração. A pregação é o meio de graça usado soberanamente por Deus para falar aos homens. O pregador deve pedir
a Deus que lhe use na exposição do texto bíblico (Ef. 6.19).
B. Fé no poder da Palavra. A palavra de Deus cria (Gn. 1.3), controla (Sl. 147.15-18), persuade (Jr. 23.28-29), cumpre
seus propósitos (Is. 55.10-11), anula os motivos humanos (Fp. 1.18) e é capaz de aperfeiçoar o homem para toda boa
obra (2 Tm. 3.16,17).

IV. Conceitos básicos:


A. Exegese é o estudo da mensagem dada por Deus aos primeiros leitores da Bíblia.
B. Hermenêutica são os princípios utilizados na interpretação do texto bíblico. Ela nos orienta na aplicação da verdade
bíblica hoje.
C. A reflexão (meditação) é o ato meditativo onde aplicamos a verdade de Deus a algum (ns) aspecto(s) da nossa
própria vida.
D. A pregação é arte de expor o sermão. A pregação é a percepção que o pregador passa para os seus ouvintes.
E. O sermão é a pregação estruturada e escrita.

PARTE 1 DA PREGAÇÃO EXPOSITIVA – A LEITURA

I. Como fazer uma boa leitura da Bíblia?


A. Adote uma postura de ensino no momento da leitura. O estudo prévio da passagem que você irá pregar lhe dará o
TOM das palavras que você irá lê para a igreja.
B. Observe as pontuações do texto na hora da leitura. Exemplo: ponto final – parada longa; vírgula – sequência,
enumeração etc.; dois pontos: explicação, segmentação etc. Adote uma tradução bíblica que seja adequada para você
e o público a quem você irá expor o texto sagrado.

II. Qual tradução usar durante a pregação?


A. As traduções da Bíblia adotam dois princípios: TRADUÇÃO FORMAL (mais literal e menos compreensiva –
Exemplo: Corrigida) e TRADUÇÃO DINÂMICA (mais compreensiva e menos literal – Exemplo: NVI). Escolha a
tradução que atenda às necessidades de compreensão da sua igreja (exemplo: ARA – Atualizada).

III. Como selecionar a perícope da pregação?


A. A perícope (gr. “cortar ao redor”) é a passagem da Bíblia que tem uma UNIDADE EXPOSITIVA. Essa unidade
expositiva deve ter as seguintes características:
a. Ter uma única ideia. Exemplo: Sl. 23.1-3. Ideia: O cuidado pastoral de Deus sobre o seu povo. Obs.
Busque o significado pela exegese.
b. Ter fatos ou argumentos que revelem ou provem a ideia central da passagem. Exemplo: Deus é
identificado como pastor; ele prover para suas ovelhas; ele guia as suas ovelhas.

EXERCÍCIO: 1) Selecione uma perícope na Bíblia para pregação. 2) Mostre a ideia da perícope e os fatos e/ou argumentos
que apontam para a ideia da passagem.