Você está na página 1de 3

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho


Cálculo Diferencial e Integral III
Professores: Fábio Santos e Serginei Liberato
Primeiro Semestre 2018
Lista 4: Integrais de Superfı́cies sobre Campos Vetorias, Teorema de Gauss e Teorema de Stokes
F~ · dS nos seguintes casos
RR
1. Calcule as integrais de superfı́cie
S

a) F~ (x, y, z) = (zexy , −3zexy , xy) e S é o paralelogramo de equações paramétricas x = u + v, y = u − v,


z = 1 + 2u + v, 0 ≤ u ≤ 2, 0 ≤ v ≤ 1 com orientação ascedente.

− →
− →

b) F~ (x, y, z) = x i + y j + z k e S é o triângulo de vértices (1, 0, 0), (0, 1, 0) e (0, 0, 1), onde o vetor normal n tem
compontente z não negativa.
c) F~ (z, y, z) = (z, y, x) e S é o helicóide de equações vetoril r(u, v) = (u cos v, u sin v, v), 0 ≤ u ≤ 1, 0 ≤ v ≤ π com
orientação ascedente.
d) F~ (x, y, z) = (x, y, z) e S é a superfı́cie do sólido W , onde W = {(x, y, z) ∈ R3 tal que x2 +y 2 ≤ 1 e x2 +y 2 +z 2 ≤
4}com vetor n exterior.

− →
− →

e) F~ (x, y, z) = xy i + yz j + zx k e S é parte do parabolóide z = 4 − x2 − y 2 que esta acima do quadrado
0 ≤ x ≤ 1, 0 ≤ y ≤ 1 orientação ascedente.

− →
− →

f) F~ (x, y, z) = (z 2 − x) i − xy j + 3z k e S é a superfı́cie do sólido limitado por z = 4 − y 2 , x = 0, x = 3 e o plano
xy, com vetor n exterior.

− →
− →

g) F~ (x, y, z) = −x i − y j + z 3 k e S é parte do cone z = x2 + y 2 que esta entre os planos z = 1 e z = 3
p

orientação descedente.
h) F~ (x, y, z) = (yz, xz, x2 + y 2 ) e S é a superfı́cie de revolução obtida girando-se o segmento de reta que liga os


pontos (1, 0, 1) e (0, 0, 3) em torno do eixo z, onde o vetor normal n satisfaz n · k ≥ 0.
i) F~ (x, y, z) = (x, −z, y) e S é parte da esfera x2 + y 2 + z 2 + 4 no primeiro octante, com orientação para a origem.
(x, y, z)
j) F~ (x, y, z) = 3 e S é a esfera z 2 + x2 + y 2 = a2 , com vetor normal n exterior. O que significa este
(z 2 + x2 + y 2 ) 2
resultado?
2. Verefique o Teorema de Gauss, isto é, ZZ ZZZ
F~ · dS = divF~ dV
S S

para o F~ (x, y, z) = (x, y, z) no sólido W limitado pelas superfı́cies z = x2 + y 2 e z = 4.


3. Verefique o Teorema de Stokes, isto é, Z ZZ
F~ · dr = rotF~ dS
C S

para o campo F~ (x, y, z) = (y, −x, 0), sendo S o parabolóide z = x2 + y 2 , com 0 ≤ z ≤ 1 e n apontado para fora de
S.
4. Sejam o campo F~ (x, y, z) = (x2 + cos yz, y 3 , z) e S a superfı́cie parte do cilindro x2 + y 2 = 4 compreendida entre os
planos z = 0 e z = 2 com o vetor normal apontado para fora do cilindro. Determine o fluxo de F~ sobre S utilizando:
a) A definição.
b) O Teorema de Gauss.
c) O Teorema de Stokes.
ZZ
5. Calcule (2x + 2y + z 2 ) dS onde S é a esfera x2 + y 2 + z 2 = 1.
S

6. Demosntre a identidade ZZ ZZZ


∇f · n dS = ∆f dV,
S G
supondo que S e G satisfaçam as hipóteses do Teorema da Divergência e que f (x, y, z) cumpra os requisitos de
diferenciabilidade necessários. Acima,

∂2f ∂2f ∂2f


∆f = 2
+ 2 + 2
∂x ∂y ∂z
é denominado Laplaciano de f .

1
7. Prove a seguinte identidade ZZ
~ · n dS = 0,
rot F
σ

supondo que F~ e S satisfaçam as hipóteses do Teorema de Gauss.


ZZ
8. Utilizando o Teorema de Stokes, transforme a integral rotF~ · ndS numa integral de linha e calcule. F~ (x, y, z) =
S

− →

x j , S a superfı́cie S : {(x, y, z) ∈ R3 ; 0 ≤ z ≤ 1, x2 + y 2 = 1, x ≥ 0, y ≥ 0}, sendo n a normal satisfazendo n · i > 0.
9. Calcule as integrais de linha
I
a) ydx+zdy+xdz, onde C é a curva obtida pela interseção do plano x+y = 2 com a esfera x2 +y 2 +z 2 = 2(x+y).
C
Z
−3z 2 y, x3 + 3xy 2 , 3(x2 + y 2 ) · dr, onde C é a circunferência de centro (0, 0, 1), raio 1, paralela ao plano xy,

b)
C
com uma de suas orientações.
Z
c) (y − z, z − x, x − y) · dr e C é a curva interseção do cilindro x2 + y 2 = 1, com o plano x + z = 1, orientada no
C
sentido anti-horário quando vista de cima.
Z
d) ydx + zdy + xdz e C é a fronteira do triângulo de vértices (1, 0, 0), (0, 1, 0) e (0, 0, 1), percorrido nessa ordem.
C
Z  2 
2 x z
e) 2xydx + [(1 − y)z + x + x]dy + + e dz, onde C é a curva obtida como interseção do cilindro x2 + y 2 =
C 2
1, z ≥ 0, como o cone z 2 = x2 + (y − 1)2 .

10. Sendo F~ (x, y, z) = (cx2 y 3 , x − cz, sinh(xyz)), c uma constante, determine c sabendo que é nulo o fluxo do rotacional
de F~ através da superfı́cie 4x2 + y 2 + 4(z − 1)2 = 4, z ≥ 1, com uma de suas orientações.
√ →

11. Seja C uma elipse de semieixos 3 e 4, situada ~
Z no plano y = z, cujo centro tem ordenada 2. Sendo F = y i +

− →

x j + xy k , calcule os possı́veis valores de F · dr.
C
 
~ x y
12. Seja F (x, y, z) = ex sin y + x
, e cos y + 2 , z . Mostre que o valor da integral do campo F~ ao longo
2
x2 + y 2 x + y2
de qualquer curva fechada C que não intercepte o eixo z é zero.
  I
y x
13. Seja F~ (x, y, z) = − 2 , , z . Mostre que F · dr = 2π, onde C é a curva x2 + y 2 = 4, z = 0 orientada
x + y 2 x2 + y 2 C
no sentido anti-horário.
14. Determine:
 2

a) O fluxo de F~ sobre S onde F~ (x, y, z) = z 2 x − ey z ln(1 + z 2 ), x2 y − cos(z 2 x), y 2 z − x2 e S é a parte superior
p
da semi-esfera superior S : z = 1 − x2 − y 2 orientada com a normal apontando para fora de S.
b) O fluxo de rotF~ sobre S onde F~ (x, y, z) = (x − x2 z, yz 3 − y 2 , x2 y − xz) e S é qualquer superfı́cie cujo bordo seja
uma curva fechada no plano xy.
c) O fluxo de F~ sobre S onde F~ (x, y, z) = (0, 0, 2z), onde S é a superfı́cie do paralelepı́pedo limitado pelos planos
coordenados e pelos planos x = 1, y = 2 e z = 3, exceto a face superior.
d) O fluxo de F~ sobre S onde F~ (x, y, z) = (5x3 + 12xy 2 , y 3 + ey sin z, 5z 3 + ey cos z) e S é a superfı́cie do sólido
entre as esferas x2 + y 2 + z 2 = 1 e x2 + y 2 + z 2 = 2.

− →
− x2 y2 z2
e) O fluxo de rotF~ sobre S onde F~ (x, y, z) = 2xy i − xy k e S é superfı́cie do elipsóide + + = 1.
4 9 16
f) O fluxo de F~ sobre S onde F~ (x, y, z) = (x, y, z), onde S : x2 + y 2 + z 2 = a2 com z ≤ 0.

− →
− →

g) O fluxo de rotF~ sobre S onde F~ (x, y, z) = xy 2 i + x j + z 3 k e S é qualquer superfı́cie cujo bordo seja
parametrizado por σ(t) = (2 cos t, 3 sin t, 1) com t ∈ [0, 2π] e normal apontando para cima.

− →
− →

h) O fluxo de F~ sobre S onde F~ (x, y, z) = z arctan(y 2 ) i + z 3 ln(x2 + 1) j + z k , onde S : z = 2 − x2 − y 2 , com
1 ≤ z ≤ 2.
2
i) O fluxo de rotF~ sobre S onde F~ (x, y, z) = (x2 eyz , y 2 ex , z 2 exy ) e S é o hemisfério x2 + y 2 + z 2 = 4, z ≥ 0, com
n apontando para cima.

2
RESPOSTAS

1. a) 4 c) 1 173 g) − 1712π 4π
e) 15 i) −
180 3
1 √ π
b) d) (8 − 3 3)4π f) 16 h) j) 4π
2 2

2. -
3. -

4. a) 48π b) 48π c) 48π


5. V (B) = 3
6. -
7. -
8. 0
√ 9π 3
9. a) −2π 2 b) c) −4π d) − e) π
2 2

10. 2
11. ±12π
12. -
13. -

14. a) 11π/4 c) 0 e) 0 g) 6π i) 0
√ 3

b) 0 d) 12(4 2 − 1) f) 2πa h)
2