Você está na página 1de 33

CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE

CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE AlphaVille Ribeirão Preto
CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE AlphaVille Ribeirão Preto

AlphaVille Ribeirão Preto

É hora de Construir O que Faço Agora?
É hora de Construir
O que Faço Agora?
Planejamento
Planejamento

Como será a casa?

Planejamento Como será a casa? ESTILO ARQUITETÔNICO
Planejamento Como será a casa? ESTILO ARQUITETÔNICO

ESTILO ARQUITETÔNICO

Planejamento
Planejamento

Como será a casa?

Planejamento Como será a casa? ESTILO ARQUITETÔNICO
Planejamento Como será a casa? ESTILO ARQUITETÔNICO

ESTILO ARQUITETÔNICO

Planejamento
Planejamento

Como será a casa?

Sala de Estar Sala de Jantar Home theater Lareira Lavabo Sala de Almoço / Copa Cozinha Despensa Lavanderia Depósito

Adega

Dormitórios / Suítes Dormitório para hóspede Escritório / Biblioteca Varanda Churrasqueira Forno de Pizza Piscina / Ofurô Banheiros externos / Vestiário Instalações para funcionários Edícula

Garagem (nº carros)

Programa

Planejamento
Planejamento

Quanto Pretendo Gastar?

Planejamento Quanto Pretendo Gastar? 10% 90%
Planejamento Quanto Pretendo Gastar? 10% 90%
10%
10%

10%

10%
Planejamento Quanto Pretendo Gastar? 10% 90%
90%

90%

Planejamento
Planejamento

Quais são os projetos? Qual sua importância

Planejamento Quais são os projetos? Qual sua importância
Planejamento Quais são os projetos? Qual sua importância
Planejamento Quais são os projetos? Qual sua importância
Planejamento Quais são os projetos? Qual sua importância
Projetos
Projetos
Projetos CONTRATO • Objeto do serviço; • Abrangência do serviço; • Responsabilidades; • Valor e

CONTRATO

Objeto do serviço;

Abrangência do serviço;

Responsabilidades;

Valor e forma de pagamento;

Reajuste de remuneração;

Multas e encargos;

Negociação (serv. não inclusos);

Despesas reembolsáveis.

(serv. não inclusos); • Despesas reembolsáveis. FORMAS DE REMUNERAÇÃO • Valor por hora de trabalho;

FORMAS DE REMUNERAÇÃO

Valor por hora de trabalho;

Valor por m 2 de projeto;

Valor proporcional ao custo estimado da obra.

Projeto de Arquitetura
Projeto de Arquitetura

ESTUDOS PRELIMINARES

ANTE-PROJETO

PROJETO LEGAL

Associação

PROJETO EXECUTIVO

DETALHAMENTO

Projetos Complementares
Projetos Complementares
Projetos Complementares Fundação + Estrutura Instalações Elétricas Instalações Hidráulicas Ar condicionado

Fundação + Estrutura

Instalações Elétricas

Instalações Hidráulicas

Estrutura Instalações Elétricas Instalações Hidráulicas Ar condicionado Automação Segurança Paisagismo

Ar condicionado

Automação

Segurança

Paisagismo

4 meses1

mês

Projetos
Projetos

ESTUDOS

PRELIMINARES

4 meses1 mês Projetos ESTUDOS PRELIMINARES ANTE ASSOCIAÇÃO PROJETO PROJETO LEGAL PROJETO EXECUTIVO DETALHAMENTO
ANTE ASSOCIAÇÃO PROJETO PROJETO LEGAL
ANTE
ASSOCIAÇÃO
PROJETO
PROJETO
LEGAL

PROJETO

EXECUTIVO

PRELIMINARES ANTE ASSOCIAÇÃO PROJETO PROJETO LEGAL PROJETO EXECUTIVO DETALHAMENTO PROJETOS COMPLEMENTARES OBRA

DETALHAMENTO

PRELIMINARES ANTE ASSOCIAÇÃO PROJETO PROJETO LEGAL PROJETO EXECUTIVO DETALHAMENTO PROJETOS COMPLEMENTARES OBRA

PROJETOS

COMPLEMENTARES

PRELIMINARES ANTE ASSOCIAÇÃO PROJETO PROJETO LEGAL PROJETO EXECUTIVO DETALHAMENTO PROJETOS COMPLEMENTARES OBRA

OBRA

Obra
Obra
Obra POR EMPREITADA O proprietário contrata uma empreiteira responsável por todos os aspectos da obra. Dessa

POR EMPREITADA

O proprietário contrata uma empreiteira

responsável por todos os aspectos da obra.

Dessa forma o contratante paga pela casa pronta, sem responsabilidade por sua execução.

Pontos fortes

Menos trabalhosa para o proprietário.

Pontos fracos Mais cara.

POR ADMINISTRAÇÃO

O proprietário contrata um responsável pela

obra que vai disponibilizar apenas seu

trabalho como executor, sem responsabilidade pela aquisição de materiais, contratação e

remuneração dos demais operários.

Pontos fortes

Mais barata.

Pontos fracos Bem mais trabalhosa para o proprietário.

Obra
Obra

TERRAPLANAGEM

Obra TERRAPLANAGEM GABARITO DA OBRA Vistoria Associação FUNDAÇÃO ESTRUTURA COBERTURA CONCRET. LAJE SUPERIOR

GABARITO DA OBRA

Vistoria Associação

FUNDAÇÃO

ESTRUTURA

COBERTURA

Vistoria Associação FUNDAÇÃO ESTRUTURA COBERTURA CONCRET. LAJE SUPERIOR Vistoria Associação VEDAÇÃO

CONCRET. LAJE SUPERIOR

Vistoria Associação

VEDAÇÃO

CONCRET. LAJE SUPERIOR Vistoria Associação VEDAÇÃO ACABAMENTOS LIB. PREFEITURA Vistoria Associação VISTORIA

ACABAMENTOS

LAJE SUPERIOR Vistoria Associação VEDAÇÃO ACABAMENTOS LIB. PREFEITURA Vistoria Associação VISTORIA HABITE - SE

LIB. PREFEITURA

Vistoria Associação

VISTORIA HABITE - SE OCUPAÇÃO

documentação necessária
documentação necessária
02 VIAS DO PROJETO - Plantas - Mínimo 02 cortes - Mínimo 02 elevações -
02 VIAS DO PROJETO
- Plantas
- Mínimo 02 cortes
- Mínimo 02 elevações
- Memorial de áreas
- Levantamento Planialtimétrico
CÓPIA DO CONTRATO DE COMPRA E VENDA (ou semelhante)
ARTs e/ou RRTs RECOLHIDAS
- Responsável pela autoria do projeto
- Responsável técnico
Regulamento
Regulamento

O que é?

O REGULAMENTO construtivo é um dos documentos que consta da pasta do comprador (Anexo B). Ele trata basicamente das regras e normas de ocupação determinadas para o empreendimento.

Para que serve?

O REGULAMENTO tem 3 objetivos principais:

Garantir a qualidade da ocupação dos lotes ao longo dos anos;

Preservar características de insolação, ventilação, privacidade, etc

Manutenção do patrimônio.

;

Orientações Gerais
Orientações Gerais

É importante a participação do Departamento Técnico da Associação ao longo do processo de elaboração do projeto de arquitetura, para orientação das regras do Regulamento.

O proprietário é responsável pela informação do profissional contratado sobre as normas do Regulamento.

Todos os projetos, tanto as unificações / desmembramentos de lotes quanto os

projetos das edificações, precisam ser aprovados primeiramente na Associação, para depois serem encaminhados para aprovação na Prefeitura.

As obras são fiscalizadas pelo Departamento Técnico da Associação, que emite documentos de liberação (início e ocupação) e vistorias.

Conceitos
Conceitos
Conceitos Lotes de Extremo de Quadra Lotes que têm uma das laterais voltada para via pública.

Lotes de Extremo de Quadra Lotes que têm uma das laterais voltada para via pública.

Conceitos
Conceitos
Conceitos Edícula Edificação acessória separada do corpo da edificação principal do lote. Só é permitida em
Conceitos Edícula Edificação acessória separada do corpo da edificação principal do lote. Só é permitida em

Edícula Edificação acessória separada do corpo da edificação principal do lote.

Só é permitida em alguns lotes residenciais.

Edificação Monobloco

Edificação única no terreno, com eventual edícula que será necessariamente incorporada à construção principal.

Desmembramento e Remembramento

Desmembramento e Remembramento Largura Mínima dos Lotes Residencial 14,00 m Área Mínima dos Lotes Residencial

Largura Mínima dos Lotes

Residencial

14,00 m

Área Mínima dos Lotes

Residencial

460,00 m 2

LOTES CONTÍGUOS POR DIVISA DE FUNDOS LOTES CONTÍGUOS POR DIVISA LATERAL
LOTES CONTÍGUOS POR
DIVISA DE FUNDOS
LOTES CONTÍGUOS POR
DIVISA LATERAL

Lotes Contíguos por Divisa Lateral

A profundidade padrão da quadra deve ser mantida.

Lotes Contíguos por Divisa de Fundos Lotes com duas frentes, com testadas mínimas de 12,00 m cada.

Taxas e Parâmetros
Taxas e Parâmetros
Taxas e Parâmetros ÁREA DO TÉRREO + ÁREA DO SUPERIOR + ÁREA DO SUBSOLO + ÁREA

ÁREA DO TÉRREO + ÁREA DO SUPERIOR

+

ÁREA DO SUBSOLO + ÁREA DA EDÍCULA

ÁREA DO TERRENO x CA

Taxa de Ocupação Máxima 50% da área do lote

Coeficiente de Aproveitamento Máximo

1,00

Taxas e Parâmetros
Taxas e Parâmetros
Taxas e Parâmetros Área Permeável Mínima 30% da área do lote As faixas de recuo podem
Taxas e Parâmetros Área Permeável Mínima 30% da área do lote As faixas de recuo podem

Área Permeável Mínima 30% da área do lote

As faixas de recuo podem ser computadas

Área Construída Mínima 150,00 m 2

Recuos Mínimos
Recuos Mínimos

Todos os recuos são medidos dos beirais até as divisas

O subsolo também deverá atender os recuos

dos beirais até as divisas O subsolo também deverá atender os recuos Recuo Frontal 5,00 m

Recuo Frontal

5,00 m

dos beirais até as divisas O subsolo também deverá atender os recuos Recuo Frontal 5,00 m

Recuo Lateral

2,00 m

Recuos Mínimos
Recuos Mínimos

Todos os recuos são medidos dos beirais até as divisas O subsolo também deverá atender os recuos.

as divisas O subsolo também deverá atender os recuos. Recuo de Fundo 4,00 m Recuo -

Recuo de Fundo 4,00 m

as divisas O subsolo também deverá atender os recuos. Recuo de Fundo 4,00 m Recuo -

Recuo - Edif. Principal e Edícula 3,00 m

Recuos Mínimos
Recuos Mínimos

Todos os recuos da piscina são medidos da parede interna até as divisas A casa de máquinas da piscina, assim como cisternas e outros equipamentos semelhantes, também deverão atender os recuos.

semelhantes, também deverão atender os recuos. Recuo Piscina Frontal 5,00 m Lateral 1,50 m

Recuo Piscina

Frontal

5,00 m

Lateral

1,50 m

Fundo

1,50 m

Gabaritos
Gabaritos
Gabaritos Altura Máxima (da topografia original ao ponto mais alto) 10,00 m Excluem-se caixas d´água e

Altura Máxima (da topografia original ao ponto mais alto)

10,00 m

Excluem-se caixas d´água e casa de máquinas com área máx. de 5,00 m² e altura de 2,80m e desde que tais volumes estejam recuados 1,50m das bordas da edificação.

volumes estejam recuados 1,50m das bordas da edificação. Nº Máximo de Pavimentos 2 (térreo + superior)

Nº Máximo de Pavimentos

2 (térreo + superior)

+

1 subsolo

Gabaritos
Gabaritos
Gabaritos Área edícula ≤ 25% da Edificação Principal Edícula Pé-direito mínimo Altura máxima 2,60 m
Gabaritos Área edícula ≤ 25% da Edificação Principal Edícula Pé-direito mínimo Altura máxima 2,60 m

Área edícula ≤ 25% da Edificação Principal

Edícula Pé-direito mínimo Altura máxima

2,60 m

4,00 m

Fechamentos
Fechamentos
Fechamentos Muro de Divisa Alt. Máx. = 2,00 m Deve-se respeitar o recuo de frente Muro

Muro de Divisa

Alt. Máx. = 2,00 m

Deve-se respeitar o recuo de frente

Alt. Máx. = 2,00 m Deve-se respeitar o recuo de frente Muro de arrimo (lateral e

Muro de arrimo (lateral e fundo)

Alt. Máx. = 2,00 m

Deve-se respeitar o recuo de frente

Fechamentos
Fechamentos

Lote de Extremo de Quadra

Fechamentos Lote de Extremo de Quadra Gradil (lateral e fundo) Altura máxima gradil 1,50 m Altura

Gradil (lateral e fundo) Altura máxima gradil

1,50 m

Altura máxima mureta

0,50 m

Gradil + mureta

2,00 m

(lateral e fundo) Altura máxima gradil 1,50 m Altura máxima mureta 0,50 m Gradil + mureta
Faixa de Servidão
Faixa de Servidão

Faixa de Servidão Todo associado é obrigado a conceder gratuitamente servidão para passagem de

canalização pública e/ou privada de esgoto

sanitário e/ou drenagem de águas pluviais nas faixas de recuo lateral e de fundo.

pública e/ou privada de esgoto sanitário e/ou drenagem de águas pluviais nas faixas de recuo lateral
pública e/ou privada de esgoto sanitário e/ou drenagem de águas pluviais nas faixas de recuo lateral
pública e/ou privada de esgoto sanitário e/ou drenagem de águas pluviais nas faixas de recuo lateral
APROVAÇÃO PROJETO
APROVAÇÃO PROJETO

APROVAÇÃO ASSOCIAÇÃO

APROVAÇÃO PROJETO APROVAÇÃO ASSOCIAÇÃO APROVAÇÃO PREFEITURA APRESENTAÇÃO DO PROJETO APROVADO PELA PREFEITURA E

APROVAÇÃO PREFEITURA

PROJETO APROVAÇÃO ASSOCIAÇÃO APROVAÇÃO PREFEITURA APRESENTAÇÃO DO PROJETO APROVADO PELA PREFEITURA E ALVARÁ

APRESENTAÇÃO DO PROJETO APROVADO PELA PREFEITURA E ALVARÁ À ASSOCIAÇÃO

EMISSÃO DO ALVARÁ DE OBRASPREFEITURA APRESENTAÇÃO DO PROJETO APROVADO PELA PREFEITURA E ALVARÁ À ASSOCIAÇÃO EMISSÃO DA CARTA DE LIBERAÇÃO

PROJETO APROVADO PELA PREFEITURA E ALVARÁ À ASSOCIAÇÃO EMISSÃO DO ALVARÁ DE OBRAS EMISSÃO DA CARTA

EMISSÃO DA CARTA DE LIBERAÇÃOPREFEITURA APRESENTAÇÃO DO PROJETO APROVADO PELA PREFEITURA E ALVARÁ À ASSOCIAÇÃO EMISSÃO DO ALVARÁ DE OBRAS

PROJETO APROVADO PELA PREFEITURA E ALVARÁ À ASSOCIAÇÃO EMISSÃO DO ALVARÁ DE OBRAS EMISSÃO DA CARTA

Departamento de Implantação Aprovação de Projetos Arq. Renato / Renan rscordeiro@alphaville.com.br Tel: (11) 3030-5118