Você está na página 1de 9

História A 12.

º ano

Um novo equilíbrio global

1. Atenta no texto e responde à seguinte questão.

O Tratado de Versalhes (28 de junho de 1919)

[…] Art. 231 – Os governos aliados e associados declararam e a Alemanha reconhece que a Alemanha e os
seus aliados são responsáveis, por tê-los causado, por todas as perdas e danos, sofridos pelos governos
aliados e associados e seus naturais, em consequência da guerra. […]

Expõe as razões que terão levado a Alemanha a considerar o Tratado de Versalhes um Diktat.

2. Lê o texto e responde à seguinte questão.

“Até aqui era um facto elementar da geografia países longínquos; ela atraía aos seus portos o
económica que a Europa dominava o mundo com mercado dos géneros exóticos; ela acumulava
toda a sua alta e antiga civilização. A sua nos seus bancos os lucros do comércio para, de
influência e prestígio irradiavam desde há séculos seguida, os aplicar na exploração das regiões
até às extremidades da Terra. Enumerava com virgens; ela produzia nas suas fábricas os artigos
orgulho os países que tinha descoberto e lançado manufaturados que ela vendia por toda a parte
na corrente da vida, os povos que tinha aos povos menos apetrechados; ela fornecia aos
alimentado e moldado à sua imagem, as territórios vazios os colonos necessários ao seu
sociedades que tinha constrangido a imitá-la e a povoamento; numa palavra, da dispensava ao
servi-la. Quando se imaginam as consequências mundo inteiro as tesouros do seu dinheiro, da
da grande guerra que acaba de terminar, pode sua força e da sua vida. Mas, por um destes
perguntar-se se a estrela da Europa não desvios da sorte que fazem surgir em plena luz
empalideceu e se o conflito no qual tanto sofreu certos povos no lugar de outros, a nossa velha
não iniciou uma crise vital que anuncia a sua terra não estará ameaçada de declínio, eclipsada
decadência. Ao dizimar a sua multidão de por jovens nações que sobem? Já o fim do século
homens, vastas reservas de vida que abasteciam XIX nos tinha revelado a vitalidade e o poder de
o mundo inteiro; ao pilhar as suas riquezas certas nações extraeuropeias, umas, como os
materiais, precioso património ganho pelo Estados Unidos, alimentadas com o próprio
trabalho de gerações; ao desviar, durante várias sangue da Europa, outras, como o Japão,
anos, os espíritos e as braços do labor produtivo formadas por modelos próprios. Precipitando o
para a destruição bárbara; ao despertar por este desenvolvimento destes novos países,
abandono as iniciativas latentes ou adormecidas provocando o empobrecimento das virtudes
dos seus rivais, não teria a guerra vibrado um produtivas da Europa, criando assim um
golpe fatal na hegemonia da Europa sobre o profundo desequilíbrio entre eles e nós, não será
mundo? Desde a época dos grandes que a guerra abre uma crise de hegemonia e
descobrimentos, a Europa tinha imposto ao expansão para o nosso velho continente?”
mundo a sua direção económica; ela A. Démangeon, 1920 - Introduction du Déclin de
transportava nos seus navios os produtos dos l'Europe, Paris, Payot

Explica as alterações ocorridas na economia da Europa e dos Estados Unidos da América.

3. Responde à seguinte questão.

Indica as consequências políticas da 1.ª Guerra Mundial para os países europeus.

1/9
História A 12.º ano

4. Responde à seguinte questão.

Relaciona a Sociedade das Nações com a 1.ª Guerra Mundial.

5. Responde à seguinte questão.

Explica a prosperidade vivida nos Estados Unidos da América na segunda metade da década de
1920.

6. Responde à seguinte questão.

Explica o funcionamento orgânico da Sociedade das Nações.

7. Lê o texto e responde à seguinte questão.

Os “14 pontos” do presidente Wilson

“O programa de paz no mundo, o único possível a causado à França pela Prússia em 1871, no que
nosso ver, é o seguinte: respeita à Alsácia-Lorena [...] deverá ser reparado
1. Convenções de paz, preparadas "às claras", após as [...].
quais não haverá mais acordos particulares e secretos; 9. Deve concretizar-se uma retificação das fronteiras
[...] a democracia agirá sempre francamente e à vista italianas, conformemente aos dados claramente
de todos. percetíveis do princípio das nacionalidades.
2. Liberdade absoluta de navegação nos mares, fora 10. Aas povos da Áustria-Hungria [...] deve ser
das águas territoriais, tanto em tempo de paz como em garantida, o mais cedo passível, a possibilidade de um
tempo de guerra [...]. desenvolvimento autónomo.
3. Supressão de todas as barreiras económicas e 11. A Roménia, a Sérvia e o Montenegro devem ser
estabelecimento de condições comerciais iguais para evacuados; à Sérvia deve ser assegurado um livre
todas as nações [...]. acesso ao mar [...].
4. Troca de garantias suficientes de que os 12. Às regiões turcas do atual Império Otomano devem
armamentos serão reduzidos ao mínimo compatível ser garantidas a soberania e a segurança; mas às
com a segurança interna. outras nações atualmente sob domínio turco deve ser
5. Uma concertação livremente debatida de todas as garantida uma segurança absoluta de existência [...].
reivindicações coloniais, baseada na estrita observação Os Dardanelos devem permanecer abertos como
do princípio segundo o qual, na regulação destas passagem livre para os navios e comércio de todas as
questões de soberania, os interesses das populações nações.
em jogo terão o mesmo peso que as reivindicações 13. Deve formar-se um Estado polaco, abrangendo os
equitativas do governo. territórios habitados pelas populações indiscutivelmente
6. Evacuação integral do território russo e regulação de polacas, às quais se deve garantir um livre acesso ao
todas as questões envolvendo a Rússia [...] com a mar [...].
finalidade de dar à Rússia toda a latitude para decidir, 14. É necessário que uma organização geral das nações
em plena independência, sobre o seu desenvolvimento seja constituída [...] tendo como objetivo assegurar as
político e a sua organização nacional [...]. garantias mútuas de independência política e
7. É imprescindível que a Bélgica seja evacuada e integridade territorial tanto aos pequenos como aos
restaurada [...]. grandes estados.”
8. Todo o território francês deve ser libertado e as T. W. Wilson, Mensagem ao Congresso, 8 de janeiro de
regiões invadidas devem ser restauradas; o prejuízo 1918

Enuncia as principais ideias apresentadas pelo Presidente Wilson, dos Estados Unidos da
América, no final da 1.ª Guerra Mundial.

2/9
História A 12.º ano

8. Observa o mapa e responde à seguinte questão.

A Europa e o Médio Oriente depois dos tratados de paz

Refere as principais alterações ocorridas no mapa da Europa.

9. Observa o mapa e responde à seguinte questão.

A Europa e o Médio Oriente depois dos tratados de paz

Refere as alterações ocorridas no antigo Império Otomano.

2/9
História A 12.º ano

10. Lê o texto e responde à seguinte questão.

O fordismo e o início da era do automóvel

“Henry Ford […] passou a pagar altos salários. Na sua opinião […] os operários bem pagos poderiam
economizar dinheiro suficiente para comprarem uma carripana! Na Ford, a produção melhorava todos os
dias: menos perdas de tempo, mais vigilantes, mais contramestres; quinze minutos para almoçar, três
para ir à casa de banho; por toda a parte a aceleração taylorizada: baixar, ajustar o berbequim, acertar a
porca, apertar o parafuso. Baixar-ajustar-o-berbequim-acertar-a-porca-apertar-o-parafuso […], até que a
última parcela de vida tenha sido aspirada pela produção e que os operários voltem à noite a casa,
trémulos, lívidos e completamente extenuados.“
Texto de John de Passos, The Big Money, Houghton Mifflin Books, 2000

Relaciona o texto com a prosperidade Americana após a 1.ª Guerra Mundial.

11. Ordena cronologicamente os seguintes acontecimentos ocorridos nos primeiros anos do


século XX.

A. Assinatura do Armistício alemão.


B. Tratado de Trianon (paz com a Hungria).
C. Constituição da Sociedade das Nações.
D. Queda do Império Russo.

12. Seleciona a opção correta.

Entre 1920-21, os E.U.A. tiveram uma crise curta, mas violenta.

a) Deveu-se à diminuição da procura externa.


b) Ficou ligada à crise bolsista.
c) Esta crise não aconteceu.

13. Seleciona a opção que completa corretamente a frase.

Em 1922, na Conferência de Génova, ficou decidido que as moedas europeias voltariam à


convertibilidade através do…

a) Gold Dólar.
b) Gold Standard.
c) Gold Exchange Standard.

3/9
História A 12.º ano

14. Lê o texto e responde à seguinte questão.

Keynes julga as condições de paz

“O tratado não compreende qualquer disposição que vise a restauração económica da Europa, nada decide
para colocar os impérios centrais vencidos no meio de bons vizinhos, nada para organizar os novos
estados europeus ou para salvar a Rússia. Não cria um contrato de solidariedade económica entre os
próprios aliados. Nenhuma disposição é tomada para restabelecer as finanças desreguladas da França e da
Itália […].”
J. M. Keynes, Economic Consequences of the Peace, 1919

Aponta as críticas feitas pelo economista Keynes à política seguida nas Conferências de Paz.

15. Responde à seguinte questão.

Aponta aspetos dos Tratados de Paz que deixaram alguns vencedores insatisfeitos.

16. Seleciona a opção que completa corretamente a frase.

Os Estados Unidos da América não ratificaram o Tratado de Versalhes nem participaram na


Sociedade das Nações…

a) uma vez que pretendiam ser o Estado mais poderoso da Sociedade das Nações.
b) por considerarem errado os vencedores asfixiarem economicamente os vencidos.
c) pois não queriam que a Alemanha fosse um dos estados-membros da Sociedade das
Nações.

17. Classifica as seguintes afirmações em verdadeiras (V) ou falsas (F).

Com o fim da 1.ª Guerra Mundial, a economia europeia…

a) apresentava uma desvalorização monetária e crises inflacionistas.


b) estava arruinada, sobretudo nos países obrigados a pagar indemnizações de guerra.
c) apresentava uma desvalorização monetária e crises deflacionárias.
d) estava cada vez mais dependente dos E.U.A.

4/9
História A 12.º ano

18. Classifica as seguintes afirmações em verdadeiras (V) ou falsas (F).

A partir de 1923, os E.U.A. tiveram um crescimento importante, falando-se de uma “era de


prosperidade”.

a) Esse crescimento foi feito dentro de um espírito de socialismo.


b) Esse crescimento foi feito dentro de um espírito de capitalismo liberal.
c) Houve um intenso desenvolvimento técnico, novos métodos de produção e exploração de
novas fontes de energia, como a eletricidade.
d) Houve um intenso desenvolvimento técnico, novos métodos de produção e exploração de
novas fontes de energia, como a nuclear.
e) Incentivou-se o consumo de massa, através da publicidade e das vendas a crédito.

19. Responde à seguinte questão.

Identifica o responsável pelo grande desenvolvimento da indústria automóvel, no início do


século XX.

20. Responde à seguinte questão.

O Pacto da Sociedade das Nações faz parte de um importante Tratado internacional. Identifica-
o.

5/9
História A 12.º ano

Um novo equilíbrio global Soluções

1.
- O tratado considera a Alemanha responsável pela guerra;
- Perdeu território e população (perdeu a Prússia Oriental);
- Perdeu minas, frota (guerra e mercante) e colónias;
- Foi desmilitarizada, perdendo homens, artilharia pesada e carros de assalto.

2. Com a 1.ª Guerra Mundial, a Europa vê a sua economia arruinada. Enquanto isso, os Estados
Unidos da América aproveitam o período da guerra para fornecer a Europa e outros países,
desenvolvendo a sua indústria.

3.
- As democracias triunfaram;
- Desmoronaram-se os Impérios autocráticos;
- Os países europeus apoiaram-se e reconheceram-se as “minorias nacionais”;
- Substituíram-se (algumas) monarquias por repúblicas.

4. O horror da 1.ª Guerra Mundial levou à criação de um organismo que trouxesse a esperança
de que tal situação não voltaria a acontecer.

5.
- A Europa está cada vez mais dependente dos E.U.A.;
- Novos métodos de produção e organização do trabalho nos E.U.A. torna-os cada vez mais
dominantes.

6.
- Com sede em Genebra, na Suíça, onde se reunia a Assembleia Geral, composta pelos
representantes dos estados-membros;
- O Conselho geria os conflitos que pudessem vir a degenerar em guerra, sendo composto por
nove estados-membros (França, Grã-Bretanha, Itália, Japão e China, juntamente com quatro
países rotativos a cada três anos);
- Secretariado, responsável pela preparação dos trabalhos;
- Tribunal Internacional de Justiça;
- Banco Internacional;
- Organização Internacional do Trabalho;
- Comissão Permanente dos Mandatos.

7. O discurso apresentado ao Congresso Americano, a 8 de janeiro de 1918:


- defendeu a redução dos armamentos;
- apoiou o respeito pelas nacionalidades;
- defendeu a necessidade de existir uma diplomacia transparente;
- defendeu a liberdade de navegação e trocas;
- propôs a criação de uma liga de nações, ideia que dará origem, em 1919, à Sociedade das
Nações.

6/9
História A 12.º ano

8.
- Desmoronamento do Império Russo, Austro-Húngaro e Alemão;
- Finlândia, Estónia, Letónia e Lituânia libertam-se do Império Russo;
- Polónia, Checoslováquia, Jugoslávia e Hungria surgem como territórios independentes;
- a França recupera a Alsácia-Lorena;
- a Bélgica fica com os cantões de Eupen e Malmédy;
- a Itália fica com o Tirol e a Ístria;
- a Roménia fica com a Transilvânia e a Bessarábia;
- a Grécia fica com a Trácia.

9.
- Surge a Turquia com Constantinopla e Anatólia Superior (em 1923, a Turquia fica com toda a
Anatólia);
- a Síria e o Líbano transformam-se em mandatos (tutela provisória) da França;
- a Mesopotâmia e a Palestina transformam-se em mandatos (tutela provisória) da Grã-
Bretanha.

10.
- Entre 1923 e 1929, os E.U.A. viveram um boom industrial, comercial e financeiro, que levou a
um optimismo geral;
- Este boom industrial foi, em parte, possibilitado pelos novos métodos de produção e
organização do trabalho;
- Henry Ford, inspirado no Taylorismo, produziu em série e em massa o seu Ford T, levando à
estandardização.

11. D; A; B; C

12. a)

13. c)

14.
- Keynes sublinha a sua oposição ao facto de os povos vencedores pretenderem reconstruir-se à
custa dos perdedores, não dando a estes a oportunidade de recuperação;
- Foi também este o motivo que levou os E.U.A. a não ratificarem o Tratado de Versalhes e a
desistirem da Sociedade das Nações.

15.
- A Itália não ficou, como imaginara, com a Dalmácia nem com o Fiúme (cidade da Ístria);
- Portugal foi um dos que se sentiu esquecido, ao não receber compensações;
- Muitas “minorias nacionais” ficaram insatisfeitas com o traçado das fronteiras (por exemplo,
na Jugoslávia havia eslovenos, croatas, italianos, entre outros).

16. b)

17. a) V; b) V; c) F; d) V

18. a) F; b) V; c) V; d) F; e) V

7/9
História A 12.º ano

19. Henry Ford.

20. Tratado de Versalhes.

8/9