Você está na página 1de 17

2.1 FUEIROS OU “L”

2 . 1 FUEIROS OU “L” OS FUEIROS SÃO APOIOS PARA OS PAINEIS DE MÁRMORE, GRANITOS

OS FUEIROS SÃO APOIOS PARA OS PAINEIS DE MÁRMORE, GRANITOS E DEMAIS ROCHAS ORNAMENTAIS, FIXADOS AOS “CARROS PORTA-BLOCOS UTILIZADOS NA INDUSTRIA DE ROCHAS

DE MÁRMORE, GRANITOS E DEMAIS ROCHAS ORNAMENTAIS, FIXADOS AOS “CARROS PORTA-BLOCOS UTILIZADOS NA INDUSTRIA DE ROCHAS
DE MÁRMORE, GRANITOS E DEMAIS ROCHAS ORNAMENTAIS, FIXADOS AOS “CARROS PORTA-BLOCOS UTILIZADOS NA INDUSTRIA DE ROCHAS

2.2 CARRO PORTA-BLOCO E CARRO TRANSPORTADOR

2 . 2 CARRO PORTA-BLOCO E CARRO TRANSPORTADOR Carro porta-blocos: Equipamento utilizado para transportar e suportar

Carro porta-blocos: Equipamento utilizado para transportar e suportar os blocos nas operações de corte das rochas nos teares. Carro transportador: Equipamento utilizado para movimentar o carro porta-bloco.

Equipamento utilizado para movimentar o carro porta-bloco. CARROS PORTA-BLOCO + CARROS TRANSPORTADOR COM UM BLOCO DE

CARROS PORTA-BLOCO + CARROS TRANSPORTADOR COM UM BLOCO DE ROCHA NO TEAR DE CORTE

para movimentar o carro porta-bloco. CARROS PORTA-BLOCO + CARROS TRANSPORTADOR COM UM BLOCO DE ROCHA NO

2.3 PATIO DE ESTOCAGEM

2 . 3 PATIO DE ESTOCAGEM O PISO DOS PÁTIOS DE ESTOCAGEM NÃO PODE SER ESCORREGADIO

O PISO DOS PÁTIOS DE ESTOCAGEM NÃO PODE SER

ESCORREGADIO E DEVE SER NIVELADO E COM RESISTÊNCIA

PARA SUPORTAR AS CARGAS E DEVERÁ TER COBERTURA PARA PROTEGER A ÁREA DE INTEMPÉRIES

DEVE SER NIVELADO E COM RESISTÊNCIA PARA SUPORTAR AS CARGAS E DEVERÁ TER COBERTURA PARA PROTEGER
DEVE SER NIVELADO E COM RESISTÊNCIA PARA SUPORTAR AS CARGAS E DEVERÁ TER COBERTURA PARA PROTEGER

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

a) os cavaletes devem garantir adequado apoio das chapas e possuir altura mínima de um metro e cinquenta centímetros (1,5m );

1,50m
1,50m
1,50m
1,50m
1,50m
1,50m

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

b) os cavaletes verticais devem ser compostos de seções com largura máxima de vinte e cinco centímetros

(0,25m);

1,50m
1,50m
0,25m
0,25m

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

c) os palitos dos cavaletes verticais devem ter espessura que possibilite resistência aos esforços das cargas usuais e ajustados ou soldados em sua base, garantindo a estabilidade;

resistência aos esforços das cargas usuais e ajustados ou soldados em sua base, garantindo a estabilidade;

1,50m

resistência aos esforços das cargas usuais e ajustados ou soldados em sua base, garantindo a estabilidade;

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

d) cada cavalete vertical deve ter no máximo 6 metros de comprimento, sendo que as peças das extremidades devem possuir maior resistência;

BARRAS DE REFORÇO
BARRAS DE REFORÇO
6,00m
6,00m

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

e) deve ser garantido um espaço, devidamente sinalizado, com no mínimo oitenta centímetros entre os

extremos e as laterais dos cavaletes;

0,80m
0,80m
1,50m 0,80m 0,80m
1,50m
0,80m
0,80m

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

f) a distância entre cavaletes e as paredes do local de armazenagem deve ser de no mínimo cinquenta

centímetros (0,5m);

f) a distância entre cavaletes e as paredes do local de armazenagem deve ser de no
f) a distância entre cavaletes e as paredes do local de armazenagem deve ser de no

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

g) a área principal de circulação de pessoas deve ser demarcada e possuir no mínimo um metro e vinte centímetros de largura (1,20m);

1,20 1,20
1,20
1,20
1,20 1,20
1,20
1,20

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a

garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

h) os cavaletes devem ser mantidos em perfeitas condições de uso: pintados, sem corrosão e sem danos à sua estrutura; i) é proibido o uso de prolongadores a fim de ampliar a capacidade de armazenamento dos cavaletes em formato triangular;

i) é proibido o uso de prolongadores a fim de ampliar a capacidade de armazenamento dos
i) é proibido o uso de prolongadores a fim de ampliar a capacidade de armazenamento dos
i) é proibido o uso de prolongadores a fim de ampliar a capacidade de armazenamento dos

2.4

CAVALETES

2 . 4 CAVALETES Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com

Estrutura metálica com uma base de apoio, em formato triangular ou com barras verticais, usada para armazenagem de chapas de rochas ornamentais.

2.4.1 Os cavaletes devem estar instalados sobre bases construídas de material resistente e impermeável, de forma a

garantir perfeitas condições de estabilidade e de posicionamento, observando-se os seguintes requisitos:

j) as atividades de retirada e colocação de chapas em cavaletes devem ser realizadas obrigatoriamente com pelo menos um trabalhador em cada extremidade da chapa;

k) cada par de cavaletes deve possuir sistema de travamento ou amarração entre si a fim de garantir a estabilidade do equipamento.

de cavaletes deve possuir sistema de travamento ou amarração entre si a fim de garantir a
de cavaletes deve possuir sistema de travamento ou amarração entre si a fim de garantir a

2.5 MOVIMENTAÇÃO DE CHAPAS COM O USO DE VENTOSAS

2 . 5 MOVIMENTAÇÃO DE CHAPAS COM O USO DE VENTOSAS Utilização de equipamento a vácuo
2 . 5 MOVIMENTAÇÃO DE CHAPAS COM O USO DE VENTOSAS Utilização de equipamento a vácuo

Utilização de equipamento a vácuo na movimentação de chapas de rochas

ornamentais.

a vácuo na movimentação de chapas de rochas ornamentais. 2.5.1 Na movimentação de chapas com o
a vácuo na movimentação de chapas de rochas ornamentais. 2.5.1 Na movimentação de chapas com o

2.5.1 Na movimentação de chapas com o uso de ventosas, devem ser observados os seguintes requisitos mínimos:

a) a válvula direcional das ventosas deve ter acesso e localização facilitados ao operador, respeitando-se a postura e a segurança do operador;

b) as ventosas devem ser dotadas de dispositivo auxiliar que garanta a contenção da mangueira, evitando seu ricocheteamento em caso de desprendimento

acidental;

c) as mangueiras devem estar protegidas, firmemente presas aos tubos de saída e de entrada e afastadas das vias de circulação;

d) as borrachas das ventosas devem ter manutenção periódica e imediata substituição em caso de desgaste, defeitos ou descolamento;

e) procedimentos de segurança a serem adotados para garantir a movimentação segura de chapas em caso de falta de energia elétrica.

2.5.2 As ventosas com vácuo gerado por equipamento elétrico devem possuir alarme sonoro e visual que indique pressão fora dos limites de segurança

estabelecidos.

2.6

MOVIMENTAÇÃO DE CHAPAS COM O USO DE CABOS DE AÇO, VIGAS DE SUSPENSÃO, CINTAS, CORRENTES, GARRAS, OVADOR DE CONTÊINERES E OUTROS EQUIPAMENTOS

PONTE ROLANTE COM CINTAS
PONTE ROLANTE COM CINTAS
OVADOR DE CONTÊINERES
OVADOR DE CONTÊINERES
CAMINHÃO MUNCK COM O USO DE CABOS DE AÇO
CAMINHÃO MUNCK COM O USO DE CABOS DE AÇO

2.6.1 - Na movimentação de chapas com a utilização de vigas de suspensão, garras, ovador de contêineres e outros equipamentos de movimentação, devem ser observadas a capacidade de sustentação destes meios de içar e a capacidade de carga do equipamento de elevação, atendendo às especificações técnicas e recomendações do fabricante.

2.6.1.1 Os cabos de aço, cintas, correntes e outros acessórios devem estar devidamente dimensionados, de acordo com as características das cargas a serem movimentadas.

2.6

MOVIMENTAÇÃO DE CHAPAS COM O USO DE CABOS DE AÇO, VIGAS DE SUSPENSÃO, CINTAS, CORRENTES, GARRAS, OVADOR DE CONTÊINERES E OUTROS EQUIPAMENTOS

RETIRADA MANUAL
RETIRADA MANUAL
RETIRADA MANUAL
RETIRADA MANUAL
VIGAS DE SUSPENSÃO COM GARRA
VIGAS DE SUSPENSÃO COM GARRA

2.6.2 O empregador deve manter no estabelecimento à disposição da fiscalização

as notas fiscais de aquisição dos cabos de aço, correntes, cintas e outros acessórios, com os respectivos certificados.

2.6.3 A movimentação de chapas com uso de garras só pode ser realizada pegando-se uma chapa por vez.

2.6.4 As chapas movimentadas com uso de carro de transferência devem possuir

amarração com cintas ou material de resistência equivalente.

Alunos:

Alexandre Costa

Bruno Ramadam

Credinaldo Lima Letícia Costa Luis Antônio

Márcio Aquino

Patricia Paixão