Você está na página 1de 11

20/11/2018

F2 – Sistemas termodinâmicos,
elétricos e magnéticos
UFCD 6705

Curso de Aprendizagem

Técnico/a de Informática de Sistemas 11

Formadora: Raquel Pires

O que é um circuito elétrico?

Circuito elétrico – “caminho” próprio para a corrente


elétrica.

Componentes de um circuito elétrico:


 Fontes de energia – têm como objetivo fornecer energia ao circuito.
Ex: pilhas, baterias, geradores…
 Recetores de energia – recebem a energia proveniente das fontes.
Ex: lâmpadas, resistências, motores, campainhas, reóstatos…
 Interruptores – permitem ligar e desligar os recetores.
 Fios de ligação – estabelecem a ligação entre a fonte de energia e o recetor.

1
20/11/2018

Símbolos de alguns dispositivos elétricos

Dispositivo Símbolo Dispositivo Símbolo

Pilha Reóstato

Interruptor
Gerador
aberto
Interruptor
Lâmpada
fechado

Resistência Fio de ligação

Motor Voltímetro

Campainha Amperímetro

Esquematização de circuitos elétricos

 Uma pilha, uma lâmpada, um motor e um interruptor aberto

 Um gerador, uma campainha e um interruptor fechado

 Duas lâmpadas intercaladas com uma resistência, duas pilhas e um


interruptor aberto

X X X
M

2
20/11/2018

O que é a corrente elétrica?

Corrente elétrica – movimento orientado de partículas com carga elétrica, através


de um circuito fechado.

 Metais, ligas metálicas e grafite  Soluções condutoras


 
A corrente elétrica é um movimento A corrente elétrica é um movimento
orientado de eletrões livres. orientado de iões positivos, num sentido,
e iões negativos, em sentido oposto

Em que sentido circula a corrente elétrica?

Sentido real – os eletrões movem-se do pólo negativo para o pólo positivo.


+ -

X
Sentido convencional – sentido da corrente do pólo positivo para o pólo
negativo.
+ -

3
20/11/2018

Circuitos em série e em paralelo

Circuito em série – no circuito existe um só caminho para a corrente


elétrica.

Vantagens:
 Simplicidade de montagem;
 Utilização de um único interruptor para controlar o
funcionamento de todos os recetores do circuito.

Desvantagem:
 A avaria de um recetor impede o funcionamento
dos outros.

Circuitos em série e em paralelo

Circuito em paralelo – existe no circuito mais que um caminho para a


passagem da corrente elétrica.

Vantagens:
 O interruptor instalado no circuito principal
comanda todas as lâmpadas, mas o interruptor
da ramificação comanda apenas a lâmpada
dessa ramificação.
 A avaria de uma lâmpada não impede o
funcionamento das outras.

Desvantagem:
 Mais complexos, exigindo a utilização de mais sistemas de ligação.

4
20/11/2018

Associação mista

O que acontece se…

 Se L1 fundir?  Todas as outras lâmpadas


se apagam.

L2  Se L2 fundir?  As restantes lâmpadas


L1
continuam acesas.

L4
L3  Se L3 fundir?  A lâmpada L4 apaga-se
mas L1 e L2 continuam
acesas.

Diferença de potencial ou tensão

 Mede a quantidade de energia que é necessária utilizar para movimentar

uma unidade de carga eléctrica entre dois pontos do circuito.

 Aparelho de medida: voltímetro (analógico ou digital)



Instala-se em paralelo
+ -
 Unidade SI: volt (V)

X
V

5
20/11/2018

Diferença de potencial ou tensão

Recetores associados em série Recetores associados em paralelo

+ - V
+ -

L1 L2
V1
X X
X
V1 V2
X
V V2

Usérie = U1 + U2 + … Uparalelo = U1 = U2 = …

Intensidade de corrente

 Quantidade de carga elétrica que passa numa seção do circuito, por unidade

de tempo.

 Aparelho de medida: amperímetro (analógico ou digital)



Instala-se em série

 Unidade SI: ampere (A)


+ -

A X

6
20/11/2018

Intensidade de corrente

Recetores associados em série Recetores associados em paralelo

+ -
+ -
I
I
A
A1 A3
I1 I
I I A1 X
A2 X I2
A2 X

I1 = I2 = I3 = … I = I1 + I2 + …

Resistência elétrica

Será que todos os materiais conduzem igualmente a


corrente elétrica?

 Bons condutores elétricos: materiais através dos quais a corrente elétrica passa
facilmente.
Ex: Metais, grafite, soluções aquosas…
 Maus condutores elétricos: materiais através dos quais a corrente elétrica não
passa.
Ex: Algodão, plástico, borracha, madeira, vidro…

Bons condutores Resistência pequena

Maus condutores Resistência grande

7
20/11/2018

Resistência elétrica

Resistência elétrica – grandeza física, que a uma determinada temperatura,


mede a oposição que o condutor oferece à passagem de corrente elétrica.

 Unidade SI: ohm (W)

Resistência elétrica

Como se mede a resistência de um condutor?


 Método indireto: quando o condutor está intercalado no circuito, mede-se a tensão
com um voltímetro e a intensidade de corrente com um amperímetro.

 Método direto: utilizando um ohmímetro ou um multímetro,


sem que o condutor esteja intercalado no circuito.

8
20/11/2018

Lei de Ohm

Atividade: Montou-se um circuito simples como o G


demonstrado na figura. Efetuaram-se variações na tensão
fornecida pelo gerador e observou-se que para cada tensão V

aplicada, o voltímetro e o amperímetro assinalavam um par de A


R
valores, registados na tabela.

U (V) I (A) U/I (W)


a) Determina o quociente U/I para cada tensão
1,5 0,20 7,5
aplicada.
2,4 0,32 7,5
b) Constrói um gráfico de U em função de I.
4,5 0,60 7,5
c) Que conclusões podes retirar?
6,0 0,80 7,5

Lei de Ohm

Lei de Ohm – a tensão nos terminais de um condutor metálico filiforme e homogéneo,


a temperatura constante, é diretamente proporcional à intensidade da corrente que o
percorre.

U (V)
Condutor
óhmico
Condutor
não-óhmico

I (A)

9
20/11/2018

Associação de resistências…

… em série
𝑹𝐞𝐪 = 𝐑 𝟏 + 𝐑 𝟐

… em paralelo
𝟏 𝟏 𝟏
= +
𝐑 𝐞𝐪 𝐑 𝟏 𝐑 𝟐

Potência elétrica

 Mede a quantidade de energia que um recetor transforma durante o tempo que


está ligado.
P – potência (W)
E – energia (J)
Dt – intervalo de tempo (s)

 Aparelho de medida: wattímetro

 Unidade SI: watt (W)

 Relaciona-se com a intensidade de corrente e com a tensão

10
20/11/2018

Efeito de Joule

 O efeito térmico da corrente também é conhecido por efeito Joule.

 Consiste no aquecimento de um condutor quando percorrido por uma corrente


elétrica, levando a uma dissipação de energia como calor para a vizinhança.
Aplicações: aquecedor, torradeira, ferro de engomar, secador…

E – energia elétrica (J)


R – resistência (W)
I – intensidade da corrente (A)
Dt – intervalo de tempo de funcionamento (s)

11