Você está na página 1de 19

O que é o REINF?

A Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais EFD-Reinf é um dos


módulos do Sistema Público de Escrituração Digital - SPED, a ser utilizado pelas pessoas
jurídicas e físicas, em complemento ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais,
Previdenciárias e Trabalhistas – eSocial.
Tem por objeto a escrituração de rendimentos pagos e retenções de Imposto de Renda,
Contribuição Social do contribuinte exceto aquelas relacionadas ao trabalho e informações
sobre a receita bruta para a apuração das contribuições previdenciárias substituídas.
Substituirá, portanto, o módulo da EFD-Contribuições que apura a Contribuição Previdenciária
sobre a Receita Bruta (CPRB).
A EFD-Reinf junto ao eSocial, após o início de sua obrigatoriedade, abre espaço para
substituição de informações solicitadas em outras obrigações acessórias, tais como a GFIP, a
DIRF e também obrigações acessórias instituídas por outros órgãos de governo como a RAIS e o
CAGED.
Esta escrituração está modularizada por eventos de informações, contemplando a
possibilidade de múltiplas transmissões em períodos distintos, de acordo com a
obrigatoriedade legal.
Dentre as informações prestadas através da EFD-Reinf, destacam-se aquelas associadas:
- aos serviços tomados/prestados mediante cessão de mão de obra ou empreitada;
- às retenções na fonte (IR, CSLL, COFINS, PIS/PASEP) incidentes sobre os pagamentos diversos
efetuados a pessoas físicas e jurídicas;
- aos recursos recebidos por / repassados para associação desportiva que mantenha equipe de
futebol profissional;
- à comercialização da produção e à apuração da contribuição previdenciária substituída pelas
agroindústrias e demais produtores rurais pessoa jurídica;
- às empresas que se sujeitam à CPRB (cf. Lei 12.546/2011);
- às entidades promotoras de evento que envolva associação desportiva que mantenha clube
de futebol profissional.
R-1000

Evento em que são fornecidas pelo contribuinte informações cadastrais necessárias ao


preenchimento e validação dos demais eventos da EFD-Reinf, inclusive para apuração das
retenções e contribuições devidas. Este é o primeiro evento que deve ser transmitido pelo
contribuinte. As informações para geração deste evento serão provenientes do Cadastro de
Filiais e do Anexo Dados Fiscais.
Estas informações são enviadas para o TAF através do Registro T001 do Layout TAF. Uma vez
enviado com sucesso o registro não será mais enviado. A não ser quando algum campo que é
controlado pelo Log de Alterações for alterado. Neste caso, o registro deve ser reenvido para o
TAF para posterior envio ao Fisco.

Integração RM X TAF

Informações Gerais

Especificação
Produto RM Módulo Fiscal
Segmento
Serviços
Executor
Projeto 1 Integração RM X TAF IRM1
Requisito 1 FISCAL01-3559 Subtarefa1
Chamado2
Release de
Entrega 12.1.20 Réplica: 12.1.18, 12.1.19
Planejada
País (x) Brasil ( ) Argentina ( ) México ( ) Chile ( ) Paraguai ( ) Equador
( ) USA ( ) Colômbia ( ) Outro _____________.
Outros <Caso necessário, informe outras referências que sejam pertinentes a esta
especificação. Exemplo: links de outros documentos ou subtarefas
relacionadas>

Documentar as implementações do cadastro de controle das integrações das informações do


RM para o TAF para a geração da REINF
Definição da Regra de Negócio
 As informações serão geradas através do Gerador de Saídas em layout específico para
este fim.
 Os registros são gravados em tabela interna para posterior envio ao TAF
(DINTEGRACAOTAF).

 A visualização dos registros será feita através de cadastro desenvolvido.

 O cadastro permite a visualização dos registros em lista na qual poderão ser


selecionados um ou mais registros para a execução do processo de integração com o TAF

 O cadastro permite a abertura dos registros somente para a visualização. Não será permitida a

edição ou inclusão de registros com exceção dos registros com Status " - Incluído" ou " -
Registro integrado com erro"

 Os registros desta visão possuem um anexo onde é armazenado o log da integração,


semelhante ao existente na visão de Notas Fiscais Eletrônicas.

 Os registros terão seus status controlados de acordo com os processos executados.


Eles poderão assumir os seguintes valores:

 Incluído: Status inicial do registro quando ele é gravado na tabela "DINTEGRACAOTAF" e


que ainda não foi integrado com o TAF.

 "Registro Enviado para o TAF" ou "Enviado Integração Banco x Banco": O


status deverá ser apresentado quando o registro for enviado para a integração TAF via
processos "Integração TAF - WebService - Envio" ou "Integração TAF - Banco x Banco".

 Registro com erro na integração. O status é apresentado quando o registro integrado com o
TAF apresentar erros de estrutura ou de validação realizado pelo TAF.

 Registro integrado com sucesso com o TAF. O status é apresentado quando o registro for
integrado com sucesso pelo TAF.

 Registro integrado via banco de dados. O status é apresentado quando o registro for
integrado com sucesso pelo TAF a partir da tabela TAFST1.

 (Melhoria - Implementação futura) Cada registro deverá indicar sua origem conforme relação
a ser criada com base nos registros do layout TAF conforme exemplo abaixo:
 Registro TAF T001 - Complemento do Cadastro de Estabelecimentos =>
Cadastro de Filiais no RM.

 Registro TAF T013 - Cadastro de Documentos Fiscais => Lançamentos de


Entrada/Saída no RM.

 (Melhoria - Implementação futura) Deverá ser feito o controle dos registros do RM que já
foram integrados para que no processo possa-se escolher integrar todos os registros, somente
os nãos integrados ou somente os já integrados.

 (Melhoria - Implementação futura) Para que não sejam gerados problemas de


performance a tabela que armazena os registros da integração será incluída no processo de
Liberação de Período.

 O envio das informações da REINF para a receita e controle de seus recibos será feito somente
pelo TAF não sendo retornadas para o TOTVS Gestão Fiscal.

 O TOTVS Gestão Fiscal fará somente o controle das informações integradas com o TAF para a
geração da REINF.

Descrição do processo
Processo "Geração de Registros - TAF Fiscal"

Este processo seleciona os lançamentos de acordo com os parâmetros passados para o Layout do
Gerador de Saída e grava os dados selecionados na tabela DINTEGRACAOTAF.

Primeiro deve-se importar para o sistema o Layout atualizado (na tela de Gerador de Saídas,
disponibilizado no diretório de instalação do sistema. Vide exemplo:
C:\TOTVS\CORPORERM\ObjetosGerenciais\Layout - TAF.TOTVSGEN) para integração com o TAF. Ao
executar o processo informe os parâmetros para seleção e demais informações solicitadas pelo
layout.

DICA! Marque o campo "Gravar preferências do Usuário" para agilizar novas (re) gerações

Especificação das tabelas criadas para auxiliar o processo

Nome da Tabela: DINTEGRACAOTAF

Uma vez que os dados desta tabela são a ligação entre as informações do TOTVS Gestão Fiscal
e o TAF não será permitida a exclusão do mesmo. (Melhoria - Implementação futura) Para
solucionar um possível problema com desempenho deverá ser criada uma tabela espelho
desta (DINTEGRACAOTAFHIST) para que os registros desta tabela sejam transferidos via
processo de Liberação de Período.

PERMITE
CAMPO TIPO TAMANHO PRECISÃO SCALE DESCRIÇÃO
NULO
Código da
CODCOLIGADA int - não
Coligada
ID de Integração
IDINTEGRACAOTAF int - não
RM x TAF
Empresa e Filial
TAFFIL varchar 40 sim
de integração
Tipo da
TAFCODMSG varchar 1 não mensagem de
integração
Sequencial da
TAFSEQ varchar 3 sim mensagem de
integração
Tipo do Registro
TAFTPREG varchar 10 sim
a ser integrado
Chave do
TAFKEY varchar 100 sim Registro a ser
integrado
Mensagem de
TAFMSG text 16 sim
integração
Status do
TAFSTATUS varchar 1 sim
Registro
Código do Lote
TICKETCODE varchar 50 sim
do Registro

Tabela de log da integração

Nome da Tabela: DINTEGRACAOTAFLOG

Nesta tabela serão gravados os registros referentes às tentativas de integração do


registro RM com o TAF.
CAMPO TIPO TAMANHO DESCRIÇÃO
CODCOLIGADA int - Código da Coligada
IDLOG int - Id do Log da Integração RM x TAF
DATALOG datetime Data do Log da Integração RM x TAF
CODIGOERRO int - Código do erro na Integração RM x TAF
MENSAGEM memo 256 Log da Integração RM x TAF
IDINTEGRACAOTAF int - Sequencial do registro da DINTEGRACAOTAF

O Cadastro

Acesse o menu Obrigações Fiscais | TAF, o sub-menu "Integração RM X TAF".

O Log de integração é acessado através do Menu Anexos | Log da Integração do Registro.


Os registros não poderão ser editados ou excluídos, apenas visualizados conforme imagem
abaixo.

Observação: As notas de retenção serão integradas no movimento e já vem com todos os


dados para ser enviados para o REINF.
R-1070

Neste evento devem ser informados os Processos Judiciais e Administrativos que influenciam
na apuração dos tributos e somente aqueles que possuem decisão favorável ao contribuinte,
tanto aqueles de autoria do próprio declarando como o de terceiros que afetem a retenção do
tributo.

Quando o processo ainda não estiver transitado em julgado, o valor do imposto deve ser
informado como devido e o valor discutido como suspenso. Durante o andamento do trâmite,
o evento deve ser alterado informando o fim da validade da informação anterior e informando
o início da validade da nova informação.

As informações desse registro são provenientes do Cadastro de Processo


Judicial/Administrativo, desde que ele esteja associado em algum Lançamento Fiscal.

Estas informações são enviadas para o TAF através do Registro T001AB do Layout TAF. Uma vez
enviado com sucesso o registro não será mais enviado. A não ser quando algum campo que é
controlado pelo Log de Alterações for alterado. Neste caso, o registro deve ser reenvido para o
TAF para posterior envio ao Fisco.

IMPORTANTE! O TAF guarda as informações dos processos por Filial. Portanto, quando um
mesmo Processo for referenciado em Lançamentos de mais de uma Filial, ao processar a
integração das Filiais, marque o parâmetro "Gerar Processo Judicial/Administrativo
obrigatoriamente" que está na aba Demais Parâmetros 3 do Processo de Geração dos
Registros.
R-2010 / R-2020

R-2010 - Retenções Contribuição Previdenciária – Serviços Tomados

Evento que comporta as informações relativas aos serviços contratados, com as


correspondentes informações sobre as retenções previdenciárias, e realizados mediante cessão
de mão de obra ou empreitada, nos termos do art. 31 da Lei nº 8.212, de 1991, inclusive
quando a empresa prestadora se sujeitar ao regime da contribuição previdenciária sobre a
receita bruta – CPRB, consoante preconiza o art. 7º, §6º da Lei nº 12.546, de 2011.

Este evento deve ser enviado por filial. Caso o prestador possua determinação judicial que
suspenda a retenção das contribuições previdenciárias, o declarante deve informar o
respectivo processo no evento R-1070 - Tabela de Processos Administrativos/Judiciais e indicá-
lo neste evento.

A origem dos dados para geração desses registros é Gestão Fiscal através dos lançamentos
de entrada que possuem o tributo INSS associado e o campo Classificação do
Serviço preenchido em anexos do produto\serviço vinculado ao lançamento.

R-2020 - Retenção Contribuição Previdenciária - Serviços Prestados

Esse evento deve ser enviado pelo prestador de serviços executados mediante cessão de mão
de obra, empreitada e subempreitada, contendo as informações relativas aos tomadores dos
serviços, com as correspondentes informações sobre as retenções previdenciárias destacadas
no documento fiscal.

Este evento deve ser enviado por filial. Caso a filial possua determinação judicial que suspenda
a retenção das contribuições previdenciárias, deve-se informar o respectivo processo no
evento R-1070 - Tabela de Processos Administrativos/Judiciais e referenciá-lo neste evento.

A origem dos dados para geração desses registros é Gestão Fiscal através dos lançamentos
de saída que possuem o tributo INSS associado e o campo Classificação do Serviço preenchido
em anexos do produto\serviço vinculado ao lançamento.
R-2010: Necessário possuir lançamento de entrada com tributo INSS informado no item do
lançamento.

R-2020: Necessário possuir lançamento de saída com tributo INSS informado no item do
lançamento.

R-2010: Necessário que o campo Classificação do Serviço esteja preenchido no cadastro do


Produto\Serviço vinculado ao lançamento de entrada.

R-2020: Necessário que o campo Classificação do Serviço esteja preenchido no cadastro do


Produto\Serviço vinculado ao lançamento de saída.
Cadastros | Produtos | Selecione o produto\serviço | Anexos - Dados Fiscais do Produto | Aba
Identificação.

Após esse cadastro realizar a integração RMxTAF no RM Fiscal.

Principais Cadastros

Integração/Cadastro Manual

A primeira etapa é possuir os cadastros mencionados em Pré-requisitos preenchidos. O TAF


disponibiliza duas alternativas para preenchimento destes cadastros:
 Integração → Mais informações em Modelos e Processos de Integração.

 Cadastro Manual → Veja abaixo.


Complemento de Empresa

O cadastro de Complemento de Empresa serve como base para geração das informações do
evento R-1000 → Informações do Contribuinte.

Este cadastro pode ser preenchido de forma manual por meio do programa TAFA050 ou pode
ser integrado por meio do Layout T001.

Exemplo de cadastro preenchido:


Monitor de Transmissão

Rotina disponibilizada para a transmissão e exibição de eventos do Reinf, com uma interface
que permita o usuário transmitir e visualizar as apurações realizadas, além do conteúdo e
mensagens de retorno do governo.

Pode ser acessado tanto pela tela de apuração, quanto pelo menu em Atulizações → Eventos
Reinf → Monitoramento/Transmissão Eventos.

Tela Inicial

Ao selecionar a opção Monitor Reinf através do menu do TAF, será apresentada a tela abaixo,
para seleção do período de apuração a ser monitorado.

Após a seleção do período, será apresentada a tela abaixo, contendo todos eventos do Reinf
juntamente com seus respectivos status.

→ Botão Atualizar Tela: Atualiza (Refresh na tela) o painel de Status Geral das movimentações;

→ Botão Transmitir ao Governo: Permite a transmissões dos eventos para o governo;

→ Botão Monitorar Transmissões: Permite monitorar eventos que já foram transmitidos ao


governo.

Ao terminar de visualizar as informações desejadas, clique em Transmitir ao Governo.


→ Status Não processados: Registros na base de dados que ainda não foram transmitidos ao
governo.

→ Status Sem retorno: Registros na base de dados já submetidos ao processo de transmissão,


aguardando retorno do Governo.

→ Status Inconsistente: Registros na base de dados já submetidos ao processo de transmissão


e retornados pelo Governo com erros. Avaliar necessidade de ajustes.

→ Status Consistente: Registros na base de dados já submetidos ao processo de transmissão e


retornados com sucesso pelo Governo.

Parâmetros para filtro de transmissão

Utilize as configurações desta tela para definição de filtros que serão utilizados na tela
seguinte.

Ao finalizar a parametrização, clique em Confirmar.


Transmissão de eventos

Ao clicar na opção Transmitir ao Governo, será apresentada a tela abaixo, contendo todos
eventos filtrados conforme a tela anterior, e que estão disponíveis para transmissão ao
governo.

Ao terminar de visualizar as informações desejadas, selecione um evento e clique


em Transmitir.

As informações serão transmitidas e poderão ser visualizadas na tela de monitoramento de


transmissões.
Monitoramento de Transmissões

O monitoramento de transmissões demonstra, de forma detalhada, uma listagem de registros


de determinado evento, trazendo uma visualização prática das principais informações de cada
registro, inclusive o status do registro em relação a base de dados do Governo.

As colunas são adaptadas para cada tipo de evento, consolidando as principais informações e
facilitando a visualização dos registros que necessitam de intervenção do usuário.

Recursos Adicionais

Através do botão "Imprimir Browse", o sistema traz uma séria de recursos que facilitam a
extração e análise dos dados, permitindo que essas informações sejam geradas em uma
planilha excel, um arquivo PDF ou até mesmo que sejam enviados para um e-mail