Você está na página 1de 10

GEOMETRIA - TRIGONOMETRIA

Sequência Didática 12 – ARCOS E ÂNGULOS

Atividade 1 - Arcos e ângulos


Considere uma circunferência de centro P e raio r = 3 cm, arco AB e ângulo indicados na figura:

B
6 cm

A
P r = 3 cm

a) Se considerarmos o raio r como unidade de medida, quantas vezes o raio cabe no arco AB?

Fique sabendo que...

Nesse caso, temos 6 que pode ser também escrito como c , em que c é a medida
3 r
do comprimento do arco AB e r é a medida do raio. Essa razão, c , nos dá a medida
r
do ângulo , e também a medida do arco correspondente, em radianos (rad).
= c rad
r
Lembrando que o comprimento de uma circunferência é dado por 2 π r e aplicando o
que acabamos de saber, podemos escrever que o ângulo P de uma circunferência é:
P = c rad = 2 π r rad = 2 π rad, que equivalem a 360°
r r
Portanto, podemos escrever que π rad equivale a 180°.

b) Antes de passarmos para o próximo item da atividade, vamos ver alguns pontos importantes que precisam ser esclarecidos:
O que é, enfim, radiano? Por que usamos essa nova unidade e não continuamos apenas com grau?
Para responder a esses questionamentos vamos considerar a atividade que está no anexo 1 dessa sequência.

Sequência Didática 12 – Matemática 1


c) A partir dessas informações, determine:
• a medida do ângulo de 60°, em radianos.

• a medida do arco 2 π  rad, em graus.


5

• a medida do arco de 120º, em radianos.

d) Um triângulo tem ângulos internos medindo , 2 e 3 . Determine as medidas desses


ângulos, em radianos. Lembrete: A soma das
medidas dos ângulos in-
ternos de um triângulo
é sempre 180°.

e) Calcule o comprimento do arco contido em uma circunferência de 5 cm de raio, sabendo que esse arco mede π   .
4
Adote π = 3,14.

2
Atividade 2
Antes de começarmos:

Fique sabendo que...


+
C
A Em uma circunferência, fixado um ponto A, podemos definir 2 sentidos:
– anti-horário (sentido do ponto C: positivo) e horário (sentido do ponto
B: negativo).
B

Temos também definidos, nessa circunferência, arcos orientados:


AB = - BA AC = - CA

Para realizar essa parte da atividade, você vai precisar de régua e compasso:
a) Trace, no espaço abaixo, um par de eixos cartesianos e nomeie-os por x e y; em seguida, com centro no cruzamento
desses eixos, trace uma circunferência de raio qualquer. Vamos considerar a medida desse raio como a unidade: 1.

• Em quantos arcos essa circunferência ficou dividida, pelos eixos x e y?


• Esses arcos têm a mesma medida?
• Vamos chamar esses arcos de quadrantes, portanto temos quadrantes.
• Nomeie esses arcos, partindo do ponto A (1,0) no sentido positivo (anti-horário), por AB, BC, CD e DA.
• A circunferência tem 360° ou 2π rad, então cada um desses arcos mede ou .
• Complete com as medidas dos arcos, em graus e rad:
AB = AC = AD =
Marque essas medidas na figura.

Fique sabendo que...

Essa figura é chamada de Circunferência Trigonométrica


ou Ciclo Trigonométrico.

Sequência Didática 12 – Matemática 3


b) Vamos reproduzir a circunferência trigonométrica e marcar o arco AE.

B 90° ou π rad
2

C
180° ou π rad O A 360° ou 2π rad

D 270° ou 3π rad
2

• Esse arco, de origem em A e extremidade em E, no sentido positivo, tem medida de 30° ou π  . Será que essa é
6
a única medida possível para esse arco? Que outras medidas ele pode ter?

Obs.: lembre-se que podemos dar infinitas voltas no ciclo; por conta disso, ele recebe esse nome: ciclo – algo que
se repete.
Então, a partir do ponto E, dê uma volta completa na circunferência, e mais uma, e mais uma... E vá marcando essas
medidas.
Lembre-se que uma volta inteira é de 360° ou 2π.
• E se considerarmos o sentido negativo, esse arco pode ter quais medidas?

Concluindo:
• temos no sentido positivo: 30° ou π  ; 30° + 360° ou π   + 2π; 30° + 2 × 360° ou π   + 2 . 2π
6 6 6
e assim por diante... infinitamente.

• temos no sentido negativo: 30° – 360° ou π   – 2π; 30° – 2 × 360° ou π  – 2 . 2π; 30° – 3 × 360°


6 6
ou π   – 3 . 2π e assim por diante... infinitamente.
6

4
Podemos escrever que...
Quando medimos em graus, esses arcos podem ser representados por: x = xo + k . 360°, k   Z;
e quando medimos em radianos, podem ser representados por: x = xo + k . 2 . π, k   Z.

Atividade 3 - Localizando ângulos


a) Sendo xo = 45°, se dermos uma volta no sentido positivo, vamos chegar ao ângulo que vai estar no
quadrante.

b) Se partirmos do ângulo 120° e dermos meia volta no sentido negativo, vamos chegar ao ângulo que vai estar
no quadrante.

c) Se xo = π  e k = - 3 , o ângulo final será de e se localizará no quadrante.


3

d) Para k = 2 e xo = 40°, x = e está localizado no quadrante.

e) O ângulo x = 1680° está localizado no quadrante.

Sequência Didática 12 – Matemática 5


Atividade 4 - Representando arcos no ciclo trigonométrico
a) Represente no ciclo trigonométrico abaixo as extremidades dos arcos de medida: 45°, 120°, 200°, 225°, 300°, 405° e 450°.

B 90°

C 0°
180° O A 360°

D 270°

Tem algum par ou pares de arcos cujas extremidades coincidem? Quais são eles?

Fique sabendo que...

Quando as extremidades dos arcos coincidem, dizemos que os arcos são côngruos, isto é,
a diferença entre suas medidas é de 360° ou 2π ou qualquer outro múltiplo de 360° ou 2π.

b) Represente no ciclo trigonométrico as extremidades dos arcos de medidas: x = π  + k . π  , para k = -2, -1, 0, 1 e 4.
4 2

π rad
B 2

C 0 rad
π rad O A 2π rad

D 3π rad
2

Existe algum par de arcos côngruos nessa representação? Qual?

6
Atividade 5
Para finalizar resolva as questões:
a) Encontre um arco côngruo a 132π rad.
5

b) Sendo x =  π + kπ, k   Z, quais valores de x estão no intervalo 0 ≤ x ≤ 2π?


4

c) Escreva a expressão geral dos arcos côngruos a:


• 25°

• - π 
3

Sequência Didática 12 – Matemática 7


ANEXO 1 Atividade 1

Atividade - Para saber mais...


Para realizar essa atividade você vai precisar de régua, barbante e transferidor.
1. Considere as três circunferências (C1, C2 e C3) desenhadas abaixo, em que foram assinalados os arcos AB, CD e EF ,
respectivamente.

B D F
O

2. Meça o comprimento dos arcos e dos raios de cada circunferência. Anote os resultados:
med AB = med CD = med EF =
med raio de C1 r1 = med raio de C2 r2 = med raio de C3 r3 =

Sequência Didática 12 – Matemática 9


3. Calcule a razão entre as medidas dos arcos e dos raios de cada circunferência:
med AB =   = med CD =   = med EF =   =
r1 r2 r3
4. Qual resultado encontraram? Foi o mesmo para cada razão?
Como você pode explicar isso?

5. O ângulo que define esses arcos têm a mesma medida?


Podemos então concluir que, quando a medida do comprimento do arco coincide com a medida do raio, a razão é sempre 1?

Nesse caso podemos dizer que no arco cabe 1 raio?

Fique sabendo que...

Para esse tipo de situação foi estabelecida uma nova medida de arco e de ângulo: o radiano.
Radiano: é um arco unitário cujo comprimento é igual ao comprimento do raio da circunferência que contém o arco.

arco de 1 radiano ou 1 rad


ângulo de 1 radiano ou 1 rad esticando o arco

arco medida igual


à medida do raio

raio raio

medida de = 1 rad

Podemos então dizer que o radiano pode ser tanto uma medida linear quanto angular.
Por que usamos radiano?
Historicamente, no início dos estudos de trigonometria, a medida dos ângulos e arcos envolvidos nesse estudo
estava relacionada à divisão da circunferência em 360 partes, o que atualmente chamamos de graus. Por conve-
niência, a medida dos ângulos e arcos foi substituída pelo radiano, por utilizar como parâmetro, em vez do número
arbitrário 360, o próprio raio que naturalmente aparece na circunferência.

10