Você está na página 1de 2

Eliminar fiação exposta.

Eliminar fusível de neutro, pois a folga dos condutores, ou sua retira retirada inadvertida, poderá causar
o desbalanceamento das fases.

Eliminar ou proteger pontos aparente desencapados da fiação, nos bornes do disjuntor de cabeceira.

Eliminar quaisquer informes ou avisos da área do quadro elétrico.

Fiação elétrica passando por leitos até os pontos de tomadas de utilização.

Identificar circuitos na caixa de passagem e instalar tampo adequada, removível somente para
manutenções, reparos ou inspeções.

Identificar de forma legível e indelével a tensão e a potência máxima da TUE – Tomada de Uso
específico.

Identificar de forma legível e indelével, o dispositivo de proteção de modo que não haja confusão na
manobra, para manutenção ou inspeção, conforme a NBR 5410/2004 Item 6.1.5.

Instalar identificação da tensão de alimentação onde faltar.

Instalar proteção dos barramentos e conexão, em material translúcido, não condutor.

Lâmpadas instaladas em luminárias com fita metálica anti queda, das lâmpadas.

Manter área do quadro elétrico totalmente desobstruída

Necessário indicar a correte nominal de proteção dos fusíveis NH.

Necessário instalar sinalização padrão de risco no exterior do invólucro metálico.

Necessário seguir as cores padrão, sendo fios de cor vende, sendo utilizados como fase, de acordo com
a NBR 5410/2004 Item 6.1.5.3.1.

O condutor neutro deve seguir a tabela 48 e o condutor proteção a tabela 58 da NBR 5410/04

O fechamento do involucro metálico não deve permitir a fácil abertura por pessoas inadvertidas, quando
expor parte vivas.

Organizar e identificar os ramais dos condutores elétricos.

Organizar fiação no interior do quadro, identificando cada ramal de alimentação.


Os disjuntores devem ser adequados a quantidade de fases que protegera, não podendo ser utilizados
disjuntores tripolares em circuitos bipolares.

Proteger barramentos energizados contra contato direto acidental, ou indireto, com material não
condutor.

Proteger barramentos energizados contra contato direto acidental, ou indireto por martes condutores

Prover tomadas de 3 pinos, sendo um deles o aterramento, conforme padrão da Lei 12.119/09 e NBR
14136:2002.

Realizar estudo de cargas atualizado para dimensionamento correto dos condutores que apresentam
sinais de sobrecarga.

Realizar limpeza técnica para eliminar acumulo de poeiras.

Realizar manutenção nos barramentos de terra e neutro, mantendo cada condutor neutro ou terra em
um ponto de conexão no barramento.

Substituir a chave faca sem proteção em seus barramentos, por disjuntor de caixa moldada.

Substituir fusíveis do tipo cartucho danificado com emenda irregular, por disjuntor adequado.

Substituir fusíveis do tipo cartucho, por disjuntor adequado.

Toda fiação deve passar por eletroduto.