Você está na página 1de 8

____________________________________________________________________________________

LISTA DE EXERCÍCIOS SOBRE DEMOGRAFIA

1) O envelhecimento da população está mudando radicalmente as características da


população da Europa, onde o número de pessoas com mais de 60 anos deverá chegar nas
próximas décadas a 30% da população total. Graças aos avanços da medicina e da ciência, a
população está cada vez mais velha. Isso ocorre em função do:

a) Declínio da taxa de natalidade e aumento da longevidade.


b) Aumento da natalidade e diminuição da longevidade.
c) Crescimento vegetativo e aumento da taxa de natalidade.
d) Aumento da longevidade e do crescimento vegetativo.
e) Declínio da taxa de mortalidade e diminuição da longevidade.

2) Da Copa de 1970 à Copa de 2014, a população brasileira passou de 93.139.037 para uma
população estimada em 200.000.000 habitantes (IBGE). Com base nos conhecimentos sobre a
dinâmica do crescimento vegetativo da população no Brasil, ao longo desses 40 anos, assinale
a alternativa correta.

a) A taxa de crescimento anual da população brasileira foi maior na primeira década do século
XXI que nos anos 1970, apesar da estabilização da taxa bruta de mortalidade.
b) A contínua redução da taxa de fecundidade explica a queda na taxa de crescimento anual
da população, apesar de o número total de habitantes ter mais que dobrado.
c) Nas duas últimas décadas, apesar do aumento das taxas brutas de natalidade, as taxas
anuais de crescimento vegetativo da população brasileira se estabilizaram devido ao
comportamento do saldo migratório.
d) O crescimento absoluto de aproximadamente 100 milhões de habitantes foi proporcionado
pela elevação das taxas de fecundidade no Brasil ao longo do período.
e) O fato de a população absoluta ter mais que dobrado no período se deve ao saldo migratório
positivo ocasionado pela absorção de centenas de milhares de imigrantes italianos e
japoneses.

3) De acordo com o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a população de idosos


no Brasil chegará a 20 milhões até 2030, o dobro da população atual. Além disso, o Brasil será
o quarto país com maior crescimento no número de idosos até 2030, perdendo apenas para a
China, Índia e Estados Unidos. Os motivos para o crescimento da população idosa podem ser
atribuídos:

a) ao aumento da População Economicamente Ativa (PEA).


b) ao aumento da taxa de natalidade e à redução da taxa de mortalidade.
c) à queda da taxa de natalidade e ao aumento da expectativa de vida.
d) à melhora da qualidade de vida no país e ao alargamento da base da pirâmide etária
brasileira.
e) ao aumento da taxa de fecundidade e à redução da mortalidade infantil.

4) “Acompanhando uma tendência mundial, o crescimento da população brasileira vem


diminuindo nas últimas quatro décadas. [...] Além de estar crescendo menos, a população
brasileira também apresenta outra característica: o envelhecimento.”
Este processo de mudanças no perfil da população brasileira, que é denominado “transição
demográfica”, tem como características:

I. O aumento da longevidade e da queda da fecundidade e da mortalidade, sobretudo, com o


progresso da medicina e das condições sanitárias.
____________________________________________________________________________________

II. A diminuição do número de filhos por famílias em razão das transformações econômicas e
sociais que levaram a mulher ao mercado de trabalho.
III. A mudança no desenho da pirâmide etária brasileira que passa a apresentar base mais
estreita e topo mais largo.
IV. O aumento da participação dos homens na pirâmide etária, que passaram a viver mais que
as mulheres, as quais se tornaram mais expostas à mortalidade por homicídios e acidentes.

Estão corretas apenas as proposições:

a) I, II e III.
b) III e IV.
c) I, III e IV.
d) II e III.
e) I, II e IV.

5) Assinale a opção CORRETA em relação às mudanças nas pirâmides etárias do Brasil:

( a ) O aumento significativo, na faixa de 15-19 anos, nesse período, foi decorrente da


diminuição da mortalidade infantil deste período.
( b ) A diminuição significativa na base da pirâmide, deve-se a diminuição da expectativa de
vida.
( c ) A base mais estreita da pirâmide de 2000, quando comparada com a de 1960, indica uma
redução na taxa de natalidade.
( d ) O alargamento do topo da pirâmide de 2000 indica um decréscimo da expectativa de vida
da população brasileira.

6) É correto afirmar-se sobre as características atuais da estrutura da população brasileira:

A) No Brasil, o crescimento vegetativo ou natural continua apresentando índices muito baixos,


típicos de países desenvolvidos.
B) De 1992 para 2001, a participação dos menores de 10 anos na população total vem
aumentando de 18,7% para 22,1%.
C) A atual estrutura da população brasileira apresenta aumento das taxas de natalidade e de
mortalidade e redução da expectativa de vida.
____________________________________________________________________________________

D) No processo de transição demográfica, vem aumentando a participação da população de


jovens e reduzindo-se a de idosos no conjunto total da população.
E) No processo de transição demográfica, vem se reduzindo a participação da população
jovem e aumentando a de idosos no conjunto total da população.

7) Enquanto países europeus como a Bélgica e a Suíça apresentam taxas de mortalidade


infantil inferiores a 5 por mil, países como Serra Leoa, Angola e Somália, na África, apresentam
taxas de mortalidade infantil acima de 100 por mil. A comparação entre essas taxas nos revela
que

a) as condições climáticas temperadas são mais favoráveis à vida humana que as tropicais.
b) países de povoamento muito antigo tiveram mais condições de superar os problemas
demográficos que os países novos.
c) os efeitos dos avanços alimentares e médico-sanitários não atingem de forma semelhante os
vários países do mundo.
d) apesar das diferenças na mortalidade infantil, a expectativa de vida aumenta na mesma
proporção nos dois grupos de países.
e) as taxas de mortalidade mais elevadas tornam a estrutura da população dos países
africanos semelhante à dos países europeus.

8) Os riscos que o crescimento demográfico representa para a humanidade são


diferenciados. Dependem dos interesses econômicos, do desenvolvimento social e das
políticas internas que os diferentes países adotam para controlar a natalidade e a dimensão
das famílias. Acerca dos riscos das diferentes formas de crescimento demográfico, e das
intervenções dos governos para evitá-los, é possível afirmar, corretamente, que:

a) as altas taxas de natalidade aliadas à redução da mortalidade ocasionam a explosão


demográfica manifestada, em especial, entre os países mais desenvolvidos.
b) os baixos índices de natalidade, associados à elevada mortalidade decorrente do
envelhecimento da população, ocasionam as implosões demográficas, típicas de países ricos.
c) A redução da natalidade, motivada pelas políticas demográficas, em médio prazo leva à
carência de mão de obra, ocasionando graves prejuízos à economia dos países onde ocorre.
d) A atual redução do crescimento populacional em áreas marginais aos rios e mares decorre
do risco de furacões, enchentes e inundações a que estas áreas estão sujeitas.
e) A queda da mortalidade resulta da melhoria do padrão de vida das populações, mas
ocasiona o crescimento demográfico que resulta em desemprego e déficit habitacional.

9) Embora o Brasil esteja colocado entre os países mais populosos do mundo, quando se
relaciona sua população total com a área do país obtém-se um número relativamente baixo. A
essa relação de população x área, damos o nome de:

a) Taxa de crescimento.
b) Índice de desenvolvimento.
c) Densidade demográfica.
d) Taxa de natalidade.
e) Taxa de fertilidade.

10) Leia com atenção a notícia que se segue:

França pagará 750 euros mensais por terceiro filho

O governo francês irá pagar uma licença de 750 euros (cerca de R$ 2.050,00) por mês durante
um ano a famílias que decidirem ter um terceiro filho, anunciou ontem o primeiro ministro do
país, Dominique Villepin.
____________________________________________________________________________________

Folha de S. Paulo, 23/09/2005. Folha mundo, p. A-16.

A medida anunciada pelo governo francês está diretamente relacionada:

a) à política anti-imigração (xenófoba) e de purificação racial adotada pela França nas últimas
décadas.
b) às elevadas taxas de natalidade verificadas no país e em toda a Europa.
c) à sobrecarga no sistema de previdência social francês, em que um número cada vez menor
de jovens precisa sustentar um número cada vez maior de aposentados.
d) à aproximação do governo francês com as ideias da Igreja Católica, que proíbe o uso de
métodos contraceptivos não naturais.
e) à ideia imperialista de que o poderio econômico de uma nação está diretamente ligado ao
tamanho de sua população.

11) A distribuição populacional não ocorre de forma homogênea. Esse fenômeno é constatado
através das disparidades nos números de habitantes de diferentes continentes, países,
regiões, estados e cidades. Indique a alternativa que corresponde ao país mais populoso do
planeta.

a) Estados Unidos.
b) China.
c) Índia.
d) Brasil.
e) Rússia.
12) Existem duas formas principais de se abordar o quantitativo populacional em um espaço.
De um lado temos as taxas de __________________, que representam o número de
habitantes por quilômetro quadrado; de outro, temos as taxas de __________________, que
estão relacionais ao número de habitantes independente do tamanho do território.
A alternativa que completa corretamente as lacunas acima é:

a) densidade demográfica e superpovoamento


b) crescimento vegetativo e população absoluta
c) população local e população geral
d) densidade demográfica e população absoluta
e) crescimento vegetativo e população geral.

13) De acordo com o Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil alcançou uma população absoluta de 198.700.000
pessoas, totalizando 23.3 habitantes por km². Levando em consideração os conceitos de
populoso e povoado diante desses números, podemos concluir que o país é:

a) Populoso e povoado
b) Populoso e não povoado
c) Povoado e não populoso
d) Não populoso e não povoado
e) Nenhuma das alternativas anteriores

14) O índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa usada para
classificar a qualidade de vida oferecida por um país aos seus habitantes, levando em
consideração três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde.
____________________________________________________________________________________

O IDH vai de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, mais desenvolvido é o país. Analise a tabela a
seguir:

Expectativa Média Rendimento

Classificação País IDH Vida em Escolar Nacional Bruto

Anos Anos em US$


1° Noruega 0,943 81,1 12,6 47.557
2° EUA 0,910 78,5 12,4 43.017
45° Argentina 0,797 75,9 9,3 14.527
51° Cuba 0,776 79,1 9,9 5.416
84° Brasil 0,718 73,5 7,2 10,162
173° Zimbábue 0,376 51,4 7,2 376
174° Etiópia 0,363 59,3 1,5 971

Pode-se concluir corretamente que

a) a Etiópia, por contar com a qualidade nos serviços de saúde e de saneamento ambiental,
ampliou a expectativa de vida de seus habitantes.
b) o Zimbábue apresenta a média de anos de escolaridade igual à do Brasil e tem o
Rendimento Nacional Bruto superior ao da Etiópia.
c) Cuba, apesar de ter o rendimento nacional bruto elevado, não investe no setor educacional e
na saúde de sua população.
d) a Argentina, por estar em crise econômica, apresenta os índices de renda, educação e
saúde inferiores aos do Brasil.
e) a Noruega tem a maior classificação no IDH por, entre outros fatores, garantir vários anos de
escolaridade para seus habitantes.

15) O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) permite avaliar as condições de qualidade de


vida e de desenvolvimento de um país, de uma região ou de uma cidade, a partir de seus
indicadores de renda, longevidade e educação. Cada indicador varia de 0 (nenhum
desenvolvimento) a 1 (desenvolvimento máximo). A tabela apresenta os valores de IDH de três
municípios brasileiros, X, Y e Z, medidos nos anos de 1991 e 2000.

IDH – Renda IDH – Longevidade IDH – Educação


Município
1991 2000 1991 2000 1991 2000
X 0,431 0,402 0,456 0,551 0,328 0,568
Y 0,374 0,370 0,459 0,548 0,422 0,634
Z 0,501 0,420 0,611 0,648 0,188 0,448

(Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil)

Mudanças desses indicadores de IDH podem ser obtidas com a implantação de políticas
públicas tais como:

I Expansão dos empregos com melhoria de renda média.


II Ações de promoção de saúde e de prevenção de doenças.
III Ampliação de escolas de ensino básico e de educação de jovens e adultos.
____________________________________________________________________________________

Os resultados apresentados em 2000 são compatíveis com a implementação bem sucedida em


todos esses três municípios, ao longo da década de noventa, das políticas:

a) I, II e III.
b) I e II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) II, apenas.

16) O IDH é usado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) para
avaliar a qualidade de vida e o desenvolvimento de um país. Ele combina a renda per capita do
país e indicadores em saúde e educação. Além da renda per capita do país, quais são os
outros critérios levados em conta na avaliação do IDH? Assinale a alternativa correta.

a) Mortalidade infantil, renda per capita e número de analfabetos.


b) Criminalidade, número de crianças matriculadas em escolas e acesso à energia elétrica.
c) Renda total da família, números de crianças nascidas por ano e acesso a internet.
d) Expectativa de vida, média de anos de escolaridade e taxa de analfabetismo.
e) Número de casas com esgoto, número de analfabetos e número de anos que se espera que
as crianças permaneçam na escola.

17) Observe atentamente as pirâmides etárias da população brasileira que se encontram a


seguir:

(A). a primeira pirâmide populacional é típica de um país em desenvolvimento – maioria da


população é jovem –, já a segunda aponta para um país subdesenvolvido, onde as altas taxas
de mortalidade infantil fazem com que a população mais jovem “encolha”.
(B). as melhores condições de vida no campo geraram um aumento de expectativa de vida da
população, mas não tiveram impacto sobre as elevadas taxas de natalidade, que mantém
ainda o país como predominantemente jovem.
(C). as pirâmides mostram que o Brasil, ao longo dos trinta anos que se passaram, efetuou a
chamada transição demográfica, apresentando um envelhecimento de sua população.
(D). devido ao elevado número de jovens do país as alterações ocorridas na distribuição
etária da população brasileira ao longo desses trinta anos não provocaram impacto algum na
economia brasileira.
(E). não existem alterações substanciais na distribuição da população brasileira, já que a taxa
de natalidade se manteve constante ao longo do período.
____________________________________________________________________________________

18) A partir da década de 1980, o Brasil ingressou naquilo que se qualifica como “transição
demográfica”. Isso passou a ocorrer em função de alguns fatores, a saber:

I. Elevação das taxas de densidade demográfica;


II. Diminuição intensiva dos índices de natalidade;
III. Aumento da expectativa de vida;
IV. Manutenção das taxas de fecundidade;
V. Inversão gradativa da pirâmide etária.

Estão corretas as alternativas:

a) I e III
b) II, IV e V
c) I, III e IV
d) II, III e V
e) I, II e IV

19) Responder à questão com base na figura abaixo, sobre Pirâmide Etária.

Considerando a pirâmide, só não é possível afirmar:

a) A população de 0 a 9 anos é menos numerosa que a de 15 a 24 anos, tanto entre homens


como entre mulheres.
b) A pirâmide caracteriza um país europeu com alta taxa de natalidade e baixa taxa de
mortalidade infantil, retratada em uma base larga e um topo estreito.
c) A pirâmide pode representar os Estados Unidos, pois apresenta uma alta expectativa de
vida.
d) A pirâmide caracteriza as condições econômicas do país, pois é capaz de comparar a
natalidade com a expectativa de vida.
e) A alta esperança de vida representada na pirâmide resulta de uma equilibrada distribuição
da renda que possibilita uma boa alimentação e assistência médica de qualidade.

20) “O conceito de transição demográfica foi introduzido por Frank Notestein, em 1929, e é a
contestação factual da lógica malthusiana. Foi elaborada a partir da interpretação das
transformações demográficas sofridas pelos países que participaram da Revolução Industrial
nos séculos 18 e 19, até os dias atuais. A partir da análise destas mudanças demográficas foi
____________________________________________________________________________________

estabelecido um padrão que, segundo alguns demógrafos, pode ser aplicado aos demais
países do mundo, embora em momentos históricos e contextos econômicos diferentes.”

Fonte: MENDONÇA, Cláudio. Demografia: transição demográfica e crescimento


populacional. Disponível em . Acesso: 20 nov. 2012.

Com base nos dados do trecho e do gráfico, o Brasil se encontra:

a) Na 1a Fase da Transição Demográfica.


b) Entre a 2a e a 3a Fases da Transição Demográfica.
c) Na 2a Fase da Transição Demográfica.
d) Na 3a Fase da Transição Demográfica.

GABARITO

1-A 5-C 9-C 13-B 17-C


2-B 6-E 10-C 14-E 18-D
3-C 7-C 11-B 15-D 19-B
4-A 8-C 12-D 16-D 20-B