Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE DO PORTO

Faculdade de Engenharia
Departamento de Engenharia Civil Ano lectivo 2006-2007

Estruturas de Betão 2
Folha 4 03 de Maio de 2007

1) A figura representa a laje de piso de um edifício constituída por 6 painéis apoiados em vigas. A
escada exterior representada em planta é constituída por um lanço apoiado directamente numa fundação
corrida e segue num patamar em continuidade com o painel B da laje de piso. A laje de piso e a escada
devem ser dimensionadas para suportarem para além do seu peso próprio, uma sobrecarga de 5kN/m2
(ψ1 = 0.4, ψ2 = 0.2) e uma carga permanente de 3kN/m2 na laje (revestimentos e divisórias na laje) e de
1.5kN/m2 na escada. Materiais: C25/30, A500.
8.00 8.00

C D

6.00

A B 5.00 3.60

8.00 5.00
A B

D E

6.00

a) Identifique o funcionamento estrutural


Corte A-B
dos diversos painéis da laje e da escada.
5.00 3.60
Admita que a fundação da escada tem
capacidade de restringir os deslocamentos 0.30
horizontais. 0.30 0.18

b) Pré dimensione a espessura da laje de


piso admitindo uma espessura constante
em todos os painéis. Pré dimensione a
espessura do patamar e do lanço da
escada.
c) Avalie os esforços de dimensionamento dos diversos painéis de laje e da escada. Dimensione as
armaduras principais da escada e dos painéis de laje A e B .
d) Represente em plantas separadas as armaduras inferiores e superiores dos painéis A e B cotando
convenientemente todas as armaduras.
e) Represente em corte todas as armaduras da escada.
f) Discuta a importância dos deslocamentos horizontais no apoio inferior da escada estarem ou não
impedidos pela fundação. Identifique o funcionamento estrutural da escada, esboçando o respectivo
diagrama de momentos, na hipótese de a fundação não restringir os deslocamentos horizontais.
2) A figura representa em planta uma laje fungiforme apoiada numa malha rectangular de pilares com
secção quadrada 0.6x0.6m2. A laje, maciça com 0.30m de espessura, está sujeita, para além do seu peso
próprio, a uma acção permanente de 2.5kN/m2 e a uma sobrecarga de 3kN/m2 (ψ1 = 0.4, ψ2 = 0.2).
Materiais: C25/30, A500.

2.00 7.50 7.50 7.50 7.50 2.00

2.00

7.50

Pórtico Ay

7.50

P1
C

Pórtico Ax
7.50

7.50

A
2.00

1 2 3 4 5

a) Verifique a segurança em relação ao punçoamento na ligação da laje ao pilar central P1,


dimensionando se necessário armaduras específicas de punçoamento. Represente em planta e em
corte a solução de armaduras adoptada.
b) Defina as dimensões de um capitel saliente (espessura e dimensões em planta) de modo a não serem
necessárias armaduras para se garantir a segurança em relação ao punçoamento.
c) Tendo por base um modelo simplificado de análise (modelo de viga contínua) avalie os diagramas
de momentos flectores dos pórticos equivalentes Ax (alinhamento C) e Ay (alinhamento 3)
assinalados na figura.
d) Tendo por base os diagramas obtidos em c) e efectuando, caso se justifique, uma redistribuição dos
momentos nos apoios, dimensione as armaduras das faixas, central e lateral, dos pórticos
equivalentes Ax e Ay.
e) Represente em plantas separadas devidamente cotadas as armaduras superiores e inferiores da zona
central da laje assinalada.

[Tempo médio previsto para a resolução da Folha 4: 12h (2,5 semanas)].