Você está na página 1de 30

Simulado de Histologia para a prova/ prova final

- ​Esse simulado visa memorização e revisão geral da matéria. Logo, haverá muitas
questões repetidas, e termos repetidos a fim de conseguir penetrar nas mentes.

(•_•) ​ Bem, vamos ​( •_•)>⌐■-■ ​ começar o ​(⌐■_■)​ show ​ヾ(⌐■_■)ノ♪

Tecido Epitelial
1- O tecido epitelial possui células justapostas, quais fatores contribuem
para a união dessas células?

2- Por serem justapostas, essas células não são acompanhadas de muita


matriz extracelular e é avascularizado. Assim, surge a necessidade de
algo que fornece nutrientes a esse tecido. Por onde vem esses
nutrientes?

3- A estrutura acima citada é dividida em duas partes. Diga as suas duas


subestruturas, composição de cada uma e a origem de cada uma.

4- Ao olhar num corte histológico é perceptível observar “ondas” feitas pelo


tecido epitelial e o tecido conjuntivo. Qual o nome da projeção feita pelo
tecido epitelial e a projeção feita do tecido conjuntivo, respectivamente?

5- Sabe-se que dividindo o tecido epitelial do tecido conjuntivo existe a


___________. Essa possui a parte da ___________ que é originado
pelo epitélio e a _____________(composta pelos colagenos ____ e
____) que é derivada do tecido conjuntivo.

6- Na lâmina basal existe uma camada que está em contato direto com a
parte basal das células epiteliais denominada ___________, cuja
composição estão cadeias glicídicas do ________ das células
associadas a _________ do meio extracelular. Ainda nessa região
existe uma proteína formada por 6 isoformas alfa e 3 isoformas beta e
gama cujo nome é __________, essa se liga firmemente as proteínas
__________ (essas são componentes de uma estrutura basal das
células denominado _________ [ ele realiza ligações do tipo ________])

7- Ainda sobre a lâmina basal(estrutura da membrana basal), existe uma


outra parte que ocupa a região entre a lâmina lúcida e a lâmina reticular,
seu nome é _____________. Essa camada é composta por colágeno do
_________, glicoproteínas, entactina, proteoglicanas( cujo nome é

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


1
__________, proteoglicano rico em _________) e pelo menos uma
____(_______________, que é um polímero linear de dissacarídeos).

8- Na camada logo abaixo da lâmina basal há a _______________,


composta por colágeno do ____________. Ela pode ser visualizada
utilizando a técnica ___________________.

9- Ligando firmemente a lâmina basal proteínas denominadas de


_____________(formadas por colágeno ________) saem da
___________( formado por colágeno tipo IV) e vão até a derme papilar
(“relevo na lâmina histológica” formado pelo ___________) onde se
ligam as __________(formada por colágeno _______).

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar ​: (1-9)


A ​membrana basal​ é dividida em ​lâmina basal​ e ​lâmina reticular​ (essa
composta por ​colágeno do tipo I e III​). A lâmina basal é divida em ​lâmina
lúcida​(composto por laminina​, glicocalix e integrinas​) e ​lâmina
densa​(composto principalmente por ​colágeno tipo IV, perlecan de sulfato
de heparana e GAG​). Da lâmina densa parte ​fibrilas de ancoragem
(​colágeno tipo VII​) que se ligam a ​placa de ancoragem​ (​colágeno tipo IV​).

10-​ ​ As células do epitélio, possuem polaridade. Explique essa polaridade, e


em seguida cite o nome de três especializações de membrana na parte
apical.

11-​ ​ Na parte lateral das células epiteliais existem os complexos juncionais.


Cite todos os complexos juncionais. E além dessas estruturas existem
outros dois fatores que colaboram para a característica justaposta desse
tecido, quais são?

12-​ ​ O primeiro complexo juncional a ser tratado é exclusivo do epitélio. Ele


possui duas proteínas que fazem a ligações transmembrana. Qual é o
nome dessa estrutura e de suas proteínas? Além disso, elas dependem
de cálcio?

13-​ ​ ​Ainda sobre a estrutura a cima, as proteínas que fazem a ligação


intercelular recebem reforço de outras proteínas. Quais são elas e qual
se liga a ​nectina​? (Se tiver com saco, desenha como seria a estrutura
completa ¯​ \_(ツ)_/¯​ )

14-​ ​ ​Sr. Astrogiudo chegou ao consultório do Dr. José Edusa queixando de


terríveis dores nas áreas próximas aos túbulos renais, logo o médico

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


2
suspeitou de nefrocalcinose. Com base na matéria e seus
conhecimentos, descreva outros dois possíveis sintomas, o nome da
doença e qual proteína falta a ser codificada no corpo do Sr. Astrogiudo.

15-​ ​ Na questão 13 existe uma proteína no enunciado destacada (diga-se


de passagem, bem destacada), a falta de um tipo especifica dela pode
causar uma doença. Qual doença é essa e qual tipo de dessa proteína?

16-​ ​ A falta de Nectina 2 causa o que em ratos? Além disso, a falta de qual
proteína pode causar letalidade embrionária?

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (10-16)


A ​polaridade​ das células epiteliais pode ser explicada por um processo de
especialização​ na própria célula. Sendo cada ​região (polo apical,basal e
lateral)​ especializado em uma ​determinada função.
Os principais fatores responsáveis pela justaposição das células são ​o
glicocálice, íons cálcio (2+) e complexos unitivos​(juncionais, fica a
gosto do cliente). O primeiro a ser tratado fora a ​zônula de oclusão​ (ou
junção do tipo “tight”) essa é ​exclusiva do tecido epitelial​ e muito colabora
para impermeabilidade do tecido. As principais ​proteínas
transmembranas (cálcio INdependentes) são a ocludina​ (recebe ligação
da ZO1 e ZO3) e ​claudina​, e as de reforço são ​ZO1​, ​ZO2​ (liga-se a ZO1),
ZO3​ e ​afadina​ (essa ​se liga a nectina​).

Ainda fora citado a doença ​síndrome da perda renal de magnésio​ que


possui como sintomas ​hipomagnesemia, hipocalciúria e nefrocalcinose​.
Provocado pela alteração genética na codificação da ​claudina 16​. A outra
doença citada é a ​displasia ectodérmica com fenda lábio-palatina ​que é
provocada pela mutação no gene que codifica a ​nectina 1​.

A ​nectina 2​ e ​afadina​ causam, respectivamente, ​esterilidade​ e ​letalidade


embrionária.

17-​ ​ O próximo complexo juncional é a Zônula de Adesão. Qual o nome da


família e o nome específico das proteínas que compõem a ligação
transmembrana? Elas dependem de cálcio?

18-​ ​ Sabe-se que a ___________ possui uma placa protéica citoplasmática


que circunda internamente a célula, essa é composta por __________,
_________ e ___________.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


3
19-​ ​ Reforçando a atuação da zônula de adesão existe um elemento
chamado trama terminal. Qual sua composição? (Se tiver com saco,
desenha como seria a estrutura completa ¯​ \_(ツ)_/¯​ )

20-​ ​ Os desmossomos possuem no lado citoplasmático uma


____________, composta por, principalmente, __________,
___________ e __________.

21-​ ​ No desmossomo, existem caderinas realizando a conexão


transmembrana. Cite quais caderinas compõem o desmossomo, além
de dizer se há dependência de cálcio.

22-​ ​ Existe uma estrutura na parte basal da célula epitelial denominada


___________ ( que são cálcio/magnésio ________ e realizam ligação
_________) que é rico em ____________, essas conectam a
__________ presentes na __________ da ___________ da _________.

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (17-22)


A ​zônula de adesão​ é um complexo unitivo que possui um cinturão(
formado por ​desmoplaquina I e II, placoglobina e placofilina​) que
circunda a célula toda. Possui proteínas ​caderinas​ (​desmocolina e
desmogleina I e II​) ​cálcio dependentes​. Ainda conta com ​a trama
terminal​, inserido na placa proteica citoplasmática, ​constituída por
filamentos intermediários, filamentos de actina e espectrina​.

O ​desmossomo​, possui em suas ​placas de ancoragem​ a mesma


composição da zônula de adesão (​desmoplaquina I e II, placoglobina e
placofilina​), suas ​caderinas​ também possuem mesmo
nome(​desmocolina e desmogleina I e II​) e são cálcio dependentes. Já os
filamentos intermediários de queratina​ (​tonofilamentos​) são formados
por ​desmocalmina e queratocalmina​.

O ​hemidesmossomo​ está presente na parte basal da célula e possui


integrinas​, ​moléculas cálcio/magnésio dependentes​ e de ​ligação
heterofílica​. Podem se ligar ao ​colágeno tipo IV​ ou ​laminina​.

23-​ ​ Dr. José Pesi estava de boa na lagoa quando se perguntou o que é
mesmo a Doença de Naxos? Qual proteína tem sua codificação afetada,
quais os sintomas?

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


4
24-​ ​ Sabe-se que é a falta de codificação de duas proteínas que podem
gerar ao CVDA. Quais são essas proteínas? E escreva o que é e o que
provoca o CVDA.

25-​ ​ Há uma doença autoimune caracterizada por gerar bolhas na pele.


Qual o nome dessa doença? Ela pode acometer o tecido epitelial e o
conjuntivo?

26-​ ​ A doença a cima citada possui quatro formas conhecidas, descreve as


quatro formas abaixo. (lembre-se de citar suas especificidades)

|​ (• ​◡​•)| (​❍​ ​❍ʋ​)​ ​Hora de ​lembrar:​ (22-26)


A ​doença de Naxos​ é provocada pela mutação do gene que codifica a
placoglobulina​. Provocando ​cabelos lanosos, queratoderma
plantopalmar e CVDA (cardiopatia ventricular direita arritmogênica)​,
essa provoca a substituição progressiva das células do miocárdio em
tecido fibrogorduroso​. A má codificação de ​desmoplaquina​ também
provoca CVDA e cabelo lanoso.

Pênfigo​ é uma doença autoimune que pode provocar bolhas no epitélio ou


no conjuntivo. ​Pênfigo vulgar​ (cuja variação benigna é o pênfigo
vegetante) causa bolhas que começam na ​camada conjuntiva e logo vai
para a pele​. Já o ​Pênfigo foliáceo​ (cuja variação benigna é o pênfigo
eritematoso), também chamado de fogo selvagem, ​ataca somente a
epiderme​.

27-​ ​De o epitélio/tecido conjuntivo de cada órgão:


Túbulo contorcido proximal:
Duodeno:
Esôfago:
Endotélio:
Bexiga:
Traqueia:
Epiderme:
Epidídimo:
Derme Papilar:
Derme Reticular:

28-​ ​ Qual o nome da mudança adaptativa do epitélio e que é reversível?

29-​ ​ Qual o tipo de metaplasia presente em fumantes crônicos e quando


apresenta carência de vitamina A?

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


5
30-​ ​ Um aluno de medicina após virar noites tomando café e com muita azia
estudando para sua prova final em histologia foi a um médico.
Chegando lá o médico conversando com o aluno diz que possivelmente
estaria ocorrendo uma mudança no tecido do esôfago. Qual seria um
possível diagnóstico baseado nos conhecimentos adquiridos na matéria.
E o que causou essa possível alteração?

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (27-30)


Ocorreu uma breve caracterização de epitélio e reconhecimento.
Lembrando que um epitélio de revestimento pode ser
simples/estratificado; cúbico/prismático/pavimentoso ou ser
diferenciado como o pseudoestratificado com células caliciformes;
transição​.

Metaplasia​ é a alteração reversível e adaptativa de um tecido que está


sobre uma situação que não é a sua habitual. Como por exemplo, a
metaplasia da traqueia​ em fumantes​, metaplasia escamosa​ por falta de
vitamina A e a ​esofagite de Barret​, a troca do epitélio do esôfago por
acidez excessiva

Tecido conjuntivo (células)


31-​ ​ Qual a origem embrionária do tecido conjuntivo e suas principais


funções?

32-​ ​ Descreva, sucintamente, um fibroblasto e o que ele produz.

33-​ ​ Como o fator de crescimento do fibroblasto (FGF) atua?

34-​ ​ Os fibroblastos podem se diferenciar em células capazes de ajudar na


cicatrização. Quais células são essas e com qual célula do tecido
muscular ela se assemelha?

35-​ ​ Um indivíduo negro chegou ao consultório do Dr. Antonio Sa e logo o


médico notou uma cicatrização anormal em sua pele. O que fora visto
pelo médico? Explane um pouco sobre.

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (31-35)

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


6
O tecido conjuntivo tem origem do ​mesoderma​, esse originará o
mesênquima e as células mesenquimais. Por volta das 3 a 8 semana o
tecido conjuntivo é formado. Suas principais funções são ​manutenção,
estrutural,defesa e reserva energética.

O fibroblasto possui um ​citoplasma basófilo, núcleo claro e oval, além


de organelas adaptadas a síntese de moléculas.​ Ele sintetiza
componentes da substância fundamental amorfa (SFA)​ como GAG,
proteoglicanas, glicoproteínas, além de fibras do sistema colágeno e
elástico. Eles podem se diferenciar em ​miofibroblastos​, células similares
a muscular lisa, que ajuda na cicatrização.

Queloides​ são ​hiperplasias fribosas​ que resulta numa anormal e


esteticamente indesejada cicatrização, ​comum em indivíduos negros​. Se
trata de uma tumoração benigna.

36-​ ​ Macrófagos são células de defesa que fazem parte do


______________. Locomove-se por movimentos amebóides, possui
superfície irregular, citoplasma acidófilo com lisossomos,endossomos e
retículo endoplasmático rugoso e núcleo _______________.

37-​ ​ Qual é a origem do macrófago? E suas diferenças dos monócitos?

38-​ ​ Cite o exemplo de Macrófagos residentes(fixos).

39-​ ​ Para a bactéria ser fagocitada é necessária ela ser __________.


Assim, o macrófago digere parcialmente a bactéria deixando
_________(pequenos polipeptídeos) que se ligam às moléculas
_______ na membrana do macrófago. Deixando a mostra para linfócitos
__________ interpretar as proteínas como de antígenos, liberando
_________. Essas ativarão os linfócitos _____, promovendo sua
proliferação que serão transformados em __________ e no
____________ no conjuntivo.
OBS: Caso fossem linfócitos ______ reconheceria diretamente no
complexo _______.

40-​ ​ Os macrófagos são responsáveis pela produção do __________ que


liga às proteoglicanas (_______) e favorecem a _________ dos
fibroblastos.

41-​ ​ Caso um macrófago absorva uma tinta ou um coloide, qual será o


nome dele e do processo feito?

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


7
42-​ ​ Qual interleucina favorece a proliferação de plasmócitos por meio dos
linfócitos?

43-​ ​ Indique os complexos de histocompatibilidade de macrófagos e


linfócitos TCD8 e TCD4.

| (• ​◡​•)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (36-41)


Os macrófagos são ​células de defesa​ do​ sistema mononuclear
fagocitário (SMF)​, originado a partir dos ​monócitos​ (cuja principal
diferença ​é a capacidade ​fagocitária​ e a maior ​presença de RER​ e
ribossomos​ no macrófago) provindos da ​unidade formadora de colônia
granulócito, mastócito (CFU-GM)​. Eles produzem o fator de crescimento
de fibroblastos ​(FGF)​, esse se junta proteoglicana ​sindecana​ e favorece a
mitose​ do fibroblasto.

A reação de reconhecimento (o macrófago é uma ​Célula apresentadora de


antígenos [APC]​) e defesa que o macrófago faz começa após a
opsonização​ da bactéria. Com ela opsonizada se torna possível ​fagocitar​ e
digerir o antígeno. Desse processo é gerado ​epítopos​, pequenos
polipeptídeos que se ligarão a ​MHCII​. Assim ocorrerá a ativação dos
linfócitos TCD4​ que liberarão ​interleucinas (normalmente o grande
grupo das citocinas)​ ativando os ​linfócitos B​. Estes darão origem a
células de memória e plasmócitos.
OBS: Caso o epítopo for para o complexo ​MHCI​ quem reconhece é o
linfócito CD8,​ diretamente.

Coloidopexia​ é o ato de ingerir um ​colóide​ que o corpo não consegue ser


digerido, tornando o macrófago um ​histiócito​. Esse é um ​macrófago
residente ou fixo​, ou seja, ele permanece na área do corpo que penetrou.
Outros exemplos:​ células de Kupffer, células de Langerhans, Células de
poeira e microglia.

44-​ ​ Ainda sobre plasmócitos, qual tipo de resposta imunitária ele realiza no
corpo? Represente a estrutura da molécula de imunoglobulina mais
abundante, caracterizando a parte pesada (Fc region) e leve (Fab
fragment).

45-​ ​ O que é uma reação anamnéstica? Quais são os anticorpos e qual é o


mais comum?

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (44-45)

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


8
Os plasmócitos são células com núcleo ovóide e citoplasma basófilo. São
originados da proliferação e ​diferenciação dos linfócitos B​,
desempenhando a ​síntese de anticorpos​, como: IgA, IgD,​ IgE​,​ IgG​ e IgM.
São responsáveis principalmente pela resposta imunológica secundária
(​reação anamnéstica​).

As ​imunoglobulinas​ possuem uma região de ​cadeia pesada​ (Fc region) e


uma de ​cadeia leve ​(Fab fragment).

46-​ ​ Explique a metacromasia dos mastócitos.

47-​ ​ Existem receptores na membrana do mastócito para que


imunoglobulina? (seja específico a parte da imunoglobulina ligada).

48-​ ​ Após serem excitados os mastócitos começam uma resposta localizada


chamada de ___________________, podendo, em casos extremos,
resultar em um _______________ levando a óbito.

49-​ ​ Quando ocorre um segundo contato com o antígeno ele é apresentado


ao mastócito, utilizando o IgE como proteína reconhecedora de
membrana. Dessa forma são produzidas moléculas para ativar a
produção e liberação dos fatores de resposta secundário. Quais são
elas e o que fazem?

50-​ ​ Em caso de uma resposta de mediadores primários quais seriam


liberados pelo mastócito?

51-​ ​ Em caso de uma resposta de mediadores secundários quais seriam


liberados pelos mastócitos?

52-​ ​ O que são eicosanóides? Cite três exemplos.

53-​ ​ Cite a tríade da inflamação (causadores de edemas) classificando o


responsável pelo calor, dor e vermelhidão.

| (• ​◡​•)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (46-53)


Mastócitos são originados de precursores provindos da medula óssea. É
uma célula globosa de núcleo esférico e central, possuindo grânulos
citoplasmáticos eletro densos (difícil visualização no ME) e eles podem ser
vistos por meio de​ metacromasia (capacidade de algumas moléculas de
trocarem de cor corantes)​. São responsáveis pela ​reação alérgica​, eles
podem ser até ​hipersensibilizados​ desencadeando uma ​reação

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


9
anafilática. ​Na sua membrana plasmática há anticorpos ​IgE​ que quando em
contato, pela segunda vez, com o antígeno libera mediadores de produção
de moléculas de ​mediadores secundários​. Esses ativam a ​adenilato
ciclase​ (responsável por induzir liberação de cálcio(2+) que provoca a saída
fulminante de mediadores primários) e​ fosfolipase A2 ​(responsável, por
produzir os ​eicosanóides​, ou seja, mediadores provindos do ​ácido
araquidônico).

Os ​mediadores primários​ são ​histamina, heparina e ECF/NCF​ (fator


quimioterápico dos eosinófilos/neutrófilo). Já os ​secundários​ envolvem
prostaglandina, tromboxanos, leucotrienos [estes sendo derivados do
ácido araquidônico, ou seja eicosanóides]​ citocinas, bradicininas,
interleucinas, fator ativador de plaqueta, fator de necrose tumoral. Sendo, os
responsáveis por​ dor, rubor e calor , respectivamente, bradicinina,
prostaglandinas e histamina.

54-​ ​ Existe uma célula capaz de controlar o fluxo sanguíneo em capilares e


possuem natureza contráctil (miosina, actina e tropomiosina). Que célula
está sendo tratada?

55-​ ​ Qual hormônio é produzido pelos adipócitos?

56-​ ​Diferencie os dois tipos de adipócitos.

57-​ ​ Um jovem rapaz chega ao consultório do Dr. Patch e diz achar que ele
tem facilidade para ganhar peso. Após um pouco de conversa o médico
começa explicar ao paciente os dois tipos de alterações que as células
de gordura podem sofrer a hipertrofia e a hiperplasia, o que o doutor
deveria dizer corretamente para esclarecer seu paciente?

| (• ​◡​•)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (54-57)


Pericito​ é uma célula capaz de ​controlar o fluxo sanguíneo dos capilares.

Adipócito armazena gordura e ​produz leptina​. Existe o ​unilocular​ que


possui somente uma grande gota de gordura, e o ​multilocular​ que conta
com inúmeras gotículas de gordura e muita mitocôndria. A ​obesidade
hipertrófica​ vem do crescimento do volume dos adipócitos, já a
hiperplásica​ pelo aumento do número dessas células.
OBS: coalescência = fusão de gotas de gordura.

Tecido conjuntivo (síntese de fibras)


José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)
10
58-​ ​ Quais colágenos formam fibrilas?

59-​ ​ Quais os dois principais colágenos que são associados a fibrilas?.

60-​ ​ Quais colágenos formam redes?

61-​ ​ Quais formam fibra? E qual forma feixe?

62-​ ​ Qual é o colágeno de ancoragem? E quais os outros colágenos ele se


liga?

63-​ ​ Onde está presente o colágeno tipo IV?

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (58-63)


Colágenos que ​formam​ ​fibrila​: tipos I, II, III, V e XI.
Colágenos ​associados​ às ​fibrilas​: tipos IX (se associa ao tipo II) e XII (se
associa ao tipo I).
Colágenos ​formadores ​de​ redes​: tipo IV e VII.
Proteínas ​semelhantes​ ao colágeno: tipos XVII (associados aos
hemidesmossomos) e XVIII (lâmina basal de vasos sanguíneos).
Colágenos de ​ancoragem​: tipo VII (se ligam ao tipo I ou III).
Colágenos que ​formam fibras​: tipos I e III.
Colágenos que ​formam feixe​: tipo I.
Colágenos ​FACIT​: tipos IX, XII, XIV, XVI, XIX, XX e XXI (os IX e XII são os
principais o resto botei por desencargo de consciência).

64-​ ​ Qual o número médio de aminoácidos de uma cadeia alfa?

65-​ ​ Numa sequência de proteína colágena há uma repetição de três


componentes, quais são eles?

66-​ ​ A polimerização das moléculas de tropocolageno determina estriação,


diga quais são e o motivo.

67-​ ​ A hidroxiprolina forma que ligações entre as cadeias alfas?


68-​ ​ Qual o nome das enzimas que hidroxilizam a prolina e lisina? Quais
seus co-fatores?

69-​ ​ Qual é a molécula comum que todo colágeno recebe glicosilação?

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


11
70-​ ​ Qual elemento é responsável pelo alinhamento das cadeias alfa? E
qual nome da molécula que esse evento origina?

71-​ ​ Em quais colágenos ocorre a glicosilação final nos peptídeos de


registro? Quem transporta da vesícula com o procolageno?

72-​ ​ Para formar os colágenos que produzem fibrila ocorreu algo com os
peptídeos de registro. O que ocorreu, quem faz, quais colágenos sofrem
e qual a dependência para ocorrer esse evento?

73-​ ​ Quando não são clivados os propetideos ocorre formação de que? E


quais colágenos participam?

74-​ ​ O que é colágeno FACIT? Quais fazem isso?

75-​ ​ As hidroxiprolinas realizam ligações do tipo ________________ dando


estabilidade à tripla hélice. Em colágenos que necessitam de mais força
, como o do tendão, há a _____________ que permite ligações entre
__________ formando __________ ( que são __________)

76-​ ​ As fibras reticulares promovem sustentação das células dos órgãos


hematopoiéticos. Qual colágeno essa estrutura é constituída?

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (64-76)

O colágeno é formado por três cadeia polipeptídicas formando uma ​tripla


hélice​, cada cadeia é chamada de cadeia alfa e possui 1050 aminoácidos.
A união das cadeia alfa formam o ​tropocolágeno​ (não é o colágeno).

Dentro dessas cadeias alfas, a sequência preferencial de aminoácidos é


glicina, prolina e hidroxiprolina​. Elas colaboram para a polimerização
devido à formação de​ ligações de hidrogênio.​ Essa polimerização
determina a formação de ​regiões claras e escura​. Senda a clara chamada
de​ regiões de sobreposição​, pois há menor espaço para deposição de
material contrastante. Já as regiões claras são denominadas ​regiões
lacunares​, pois existem espaços vazios que permite maior entrada de
material contrastante.

Etapas da síntese do colágeno:


1- A síntese do colágeno começa com a ​produção do RNAm​, que será
enviado para o REG onde será traduzido, assim produzindo uma

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


12
sequência de cadeia alfa com um número a mais de aminoácidos nas
suas extremidade ​(essa será o propeptídeo ou peptídeo de registro)​.
2)A- Em seguida, no REG as ​enzimas hidroxilases (prolina hidroxilase e
lisina hidroxilase)​, cujo cofator é a ​vitamina C​, hidrolisam a prolina e a
lisina. ​Fator importante para formação de ligações de hidrogênio.
B- Ocorre a ​glicosilação da hidroxilisina.​ ​Todo​ colágeno possui
galactose ou glicosil galactose​ ligado a hidroxilisina, a diferença está
na quantidade.
C- Os peptídeo de registro vão ​alinhar as cadeias alfas​ formando uma
molécula de​ procolágeno​, eles ​não​ permitem a​ polimerização​ da
molécula.
3- Então são encaminhadas até o Golgi por vesículas de transporte. Ali os
colágenos​ I, II, III, V e XI​ sofrem ​glicosilação final ​nos peptídeos de
registro. Em seguida ocorre o transporte por meio de ​cinesina​ e é
exocitado (exocitose constitutiva).
4- O colágeno termina de ser sintetizado no meio extracelular. E para a
formação de​ tropocolágeno​ do tipo ​I, II, III, V e XI​ ocorre a ação de
procolágeno peptidases​ que ​clivam​ o peptídeo de registro. (essa ação
depende da ​glicosilação da etapa 3).
Obs: Nos colágenos que não formam fibrilas não há clivagem dos
propeptídeos, formando redes. ​(colágeno tipo IX e XII).

Colágeno ​FACIT​ são interrupções na tripla hélice, deixando o ​colágeno


paralelo.​ Isso aumenta a ​flexibilidade​, e é formado pela falta de ​ligações
de hidrogênio.​ ​(Colágenos IX e XII principalmente).

A estabilidade da tripla hélice é feita pela hidroxiprolina e suas ligações de


hidrogênio, porém, caso necessário, à ​enzima lisil-oxidase​ permite
ligações entre lisinas​ formando ​pontes cruzadas​ (ligações intramolecular
e covalentes) reforçando a força de coesão.

Fibras reticulares fazem a ​sustentação​ do tecido hematopoiético e é


composta por ​colágeno tipo III.

77-​ ​Ó mar salgado, quanto do teu sal


São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar! - Fernando Pessoa; Poema: Mar Português.
Edições Ática: Lisboa. 1959.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


13
No famoso poema “Mar Português” de Fernando Pessoa, grande poeta
Português, retrata um período da história do mundo: As grandes
navegações. Os marinheiros costumavam a ficar mundo tempo em
barcos e por conta disso não se nutriam corretamente, resultando em
doenças. Uma dessas é a... Descreve a doença referida, qual vitamina
ausenta, o que ela promove e o que é “Turn over” (relacione com os
principais sintomas da doença).

78-​ ​ No filme “Corpo fechado” podemos encontrar o personagem Elijah


Price (protagonizado por Samuel L. Jackson), esse personagem sofre
de uma doença que proporciona uma fraqueza excessiva aos seus
ossos (eles quebram semelhantes a cristais). Essa situação deixa nele
um pensamento: queria que meus ossos tivessem muito, mas muito
cálcio. Assim eu não teria essa doença.
Qual possível doença de Elijah? (fale fornecendo a causa e a falta de
colágeno proporciona tal estado; além de possíveis razões para um
óbito precoce). E existe alguma doença que caracteriza o excesso de
mineralização óssea, caso exista é benéfica? Por que da sua resposta?

79-​ ​ Andando nos corredores do hospital da santa casa um aluno percebe


um senhor com uma cicatriz em papel de cigarro, logo vem a mente dele
uma doença. Qual doença é essa e qual colágeno falta na manifestação
do tipo IV da doença? Quais áreas a má formação do colágeno citado
por você pode afetar e qual a consequência?

80-​ ​ A mutação no gene COL2A1 provoca que doença e que colágeno é


afetado? Além disso de alguns sintomas.

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (77-80)

A primeira doença relacionada ao colágeno é o ​escorbuto.​ Doença


causada pela falta de​ vitamina C​ como cofator da ​prolina e lisina
hidroxilase, ​causando fragilidade do conjuntivo. (Lembrando que ​turnover
é o tempo de ​síntese e degradação do colágeno​,” tempo de troca”)

A segunda doença é a ​Osteogênese imperfeita​ causada pela modificação


de um nucleotídeo nos genes para sintetizar ​colágeno do tipo I.​ Causando
ossos frágeis​ e podendo ​levar a surdez ​por má formação dos ossículos
do ouvido e até​ insuficiência cardíaca.

A terceira é a síndrome de ​Ehlers-Danlos​, Leva a ​hiperelasticidade da


pele e hipermobilidade de articulações.​ A doença no ​tipo IV​ é falha de

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


14
colágeno do ​tipo III​ podendo causar ruptura da aorta e do intestino.
Apresenta cicatriz em ​papel de cigarro​ (pele frágil).

A última ​síndrome de​ ​stickler​, mutação no gene COL2A1 que afeta o


colágeno tipo II,​ causando miopia e artrite.

81-​ ​ Quais são os dois componentes das fibras elásticas?

82-​ ​ Primeiro estágio da fibra elástica que possui apenas microfibrilas.

83-​ ​ Segundo estágio da fibra elástica que possui microfibrilas e fibras


elásticas.

84-​ ​Diferencie os três tipos de fibras.

85-​ ​ Quais aminoácidos formam ligações cruzadas fornecendo elasticidade


à elastina?

86-​ ​ No século 1865, um grande professor chamado Dr. Rilds recebia em


seu anatômico o corpo de um sujeito chamado Abrão Lincone. No
primeiro momento ele observou que no corpo havia uma modificação no
tamanho das extremidades e o peito apresentava uma forma atípica.
Logo ele suspeitou ser uma doença provocada pela mutação no gene
do cromossomo 15. Qual doença é essa? Qual proteína tem a produção
comprometida?

87-​ ​ Ainda sobre a questão acima, quais são os três sistemas afetados pela
doença? E existe mulher com essa doença?

88-​ ​ Existe uma manifestação “mais leve” da doença descrita a cima, qual é
ela, qual cromossomo afeta, o que prejudica a sintetizar e afeta mais de
um sistema?

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar:​ (81-88)

As fibras colágenas são sintetizadas pelos fibroblastos, elas são


constituídas por ​microfibrilas e elastina.​ Em seu primeiro estágio de
formação denominado fibra ​oxitalânica há somente microfibrilas.​ Já no
segundo estágio, ​fibra elaunínica, há microfibrilas com pouca elastina.
E na forma final de ​fibra elástica há muita elastina e pouca microfibrila.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


15
Elastina é produzida por ​fibroblastos​ e células lisas musculares dos vasos
sanguíneos. Possui um grande número de ​ligações cruzadas​ de lisina na
presença de lisil oxidase, além de ​desmosina e isodemosina ​fazendo
ligações cruzadas conferindo ​elasticidade​ a elastina.

Síndrome de Mafan​ é uma mutação no ​cromossomo 15 ​que afeta a


codificação da ​fibrilina 1​. Afetando o​ sistema ocular​ (miopia), ​esquelético
(aracnodactilia, mandíbula para frente e tórax escavado) e ​cardiovascular
(prolapso mitral e da aorta fica frágil e não aguenta a pressão sanguínea,
pode causar aneurismas).

Outra doença é a ​aracnodactilia contratual congênita​ mutação do


cromossomo 5 ​e erro na síntese da ​fibrilina 2,​ afeta somente o sistema
esquelético.

Tecido ósseo

89-​ ​ Descreva a matriz óssea

90-​ ​ Qual é o colágeno predominante no osso?

91-​ ​ Quais são as glicoproteínas adesivas e qual liga a integrina?

92-​ ​ O que é a célula osteogênica e onde está localizada?

93-​ ​ Onde estão os osteoblastos e qual seu papel?

94-​ ​ Descreva osteóide.

95-​ ​ O que são os osteócitos e qual sua função?

96-​ ​ Como as células a cima conseguem nutrientes?

97-​ ​ O que são células de revestimento ósseo? E quais são os tipos de


fratura óssea?

98-​ ​ Qual a origem dos osteoclastos e onde eles ficam alojados no osso?

99-​ ​ Explique a ação do paratormônio para a formação de osteoclastos a


partir de pré-osteoclastos.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


16
100-​ Qual enzima é ativada em pH baixo?

101-​ Quais enzimas liberadas pelo osteoclastos e suas funções?


102-​ ​A pessoa que perde as paratireoides acaba adquirindo uma


condição de hipocalcemia que alteração isso pode resultar aos
músculos e sistema nervoso?

103-​ ​Quais são as duas camadas do periósteo e o que há em cada uma


delas? E defina calo ósseo.E o que são fibras de Sharpey?

104-​ O que é o endósteo?


105-​ ​Qual o sentido dos canais de Havers e Volkmann, além disso o que
passam neles?

106-​ Quais são os quatro sistemas do osso compacto?


107-​ ​Defina histologicamente dando características tecido ósseo imaturo


ou primário.

108-​ ​Defina histologicamente dando características tecido ósseo


secundário ou lamelar

109-​ ​O canal medular do osso esponjoso pode apresentar duas medulas


o que são e o que contêm?

110-​ Descreva a ossificação intramembranosa (ossificação direta)


111-​ ​A “moleira” é que tipo de ossificação e o que significa ela estar


deprimida?

112-​ Descreva a ossificação endocondral )ossificação indireta).


113-​ ​Indivíduo com anomalias genéticas que atingem a cartilagem tem


problemas na formação dos ossos. Qual o nome dado a essa má
formação genética e que tipo de ossificação está relacionado essa
condição?

114-​ O que é o disco epifisário e quais suas zonas?


José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


17
| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar ​: (89-114)

O tecido ósseo é composto com mineral de​ fosfato de cálcio ​compondo


cerca de 65% de sua estrutura. O restante é matéria orgânica composta por
colágeno do tipo I, glicoproteínas: osteopontinas, osteonectinas( se
liga a integrina) e osteocalcinas.

As células do tecido ósseo envolvem ​células osteoprogenitoras​ que


originam qualquer célula óssea, mas ​não​ são totipotentes e estão no
periósteo.

Osteoblastos ​que estão na ​periferia​ do osso em arranjos ​epitelióide


(similar ao epitelial, porém não é), são responsáveis pela maior parte da
composição do tecido ósseo. ​Osteóide é uma região do osso ainda não
calcificada,​ composto apenas por componente orgânico.

Osteócito são osteoclastos ​presos pela matriz mineralizada em lacunas,


a fim de conseguir nutrientes eles emitem ​prolongamentos contíguos
(​canalículos,​ derivados de ​junções gap).​ Eles fazem a manutenção da
matriz.

Células de ​revestimento ósseo​ são ​osteoblastos quiescentes​ que


podem retornar a ativa para reparação de fratura. ​As fraturas são em
galho verde, completa, exposta e cominutiva.

Osteoclastos​ são originados do ​CFU-MG,​ os pré-osteoclastos se unem


devido ao ​OPG-L ​produzido pelos osteoblastos que foram excitados pelo
paratormônio. ​Localizam-se nas lacunas de ​Howship.​ Suas enzimas são
colágena​ (age no​ colágeno tipo I e íons Ca(2+))​ e ​gelatinase
(responsável pela ​digestão das glicoproteínas adesivas [osteonectina,
osteopontina e osteocalcina]).

O ​periósteo​ possui uma ​camada fibrosa externa composta de TCPD


não modelado​ e uma ​camada interna de células osteoprogenitoras e
osteoblastos.​ ​Fibras de Sharpey​ são ​fibras de colágeno​ que prendem o
periósteo ao osso.

O​ endósteo ​é um ​tecido conjuntivo frouxo ​que reveste o canal medular.

Canais de Havers, canal paralelo, e Volkman, canal perpendicular ao


de Havers, que passam vasos sanguíneos e nervos.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


18
Há quatro sistemas:​ circunferencial externo, circunferencial interna, de
Havers e Intermediário.

Tecido ósseo imatura​ é o primeiro osso a se formar ​composto apenas


por fibras colágenas​ sem organização definida e baia concentração de
minerais. ​Tecido ósseo secundário​ tecido ósseo em adultos ​bem
calcificado.

Canal medular esponjoso pode ser medula óssea vermelha e óssea


amarela(flava, tutano).

A ​ossificação intramembranosa​ se ossifica na membrana do tecido


mesenquimal, sem molde de cartilagem. ​Ossificação endocondral​ existe
um molde de cartilagem, pode ser afetado por acondroplasia.

115-​ ​Como o paratormônio age nos fibroblastos e consequentemente nos


osteoblastos? (seja específico)

116-​ ​Explique o hipertireoidismo e o hipotireoidismo com relação a


absorção e reabsorção óssea.

117-​ ​Quem produz a calcitonina e o que ela faz aos osteoclastos e ao


osso?

118-​ ​Explique quem produz o GH, onde ele atua, qual o consequente
produto do órgão que ele atua e o destino final.

119-​ ​O excesso de GH e a falta dele produz que doenças nas crianças e


adultos?

120-​ ​Hipotireoidismo provoca que doença e que hormônios são


prejudicados a serem produzidos?

121-​ ​Relacione estrógeno e osteoporose. E qual a ordem dos eventos: o


idoso cai e se fratura ou se fratura e cai?

122-​ Explica a osteopetrose e seus malefícios.


123-​ Qual a calcemia normal do corpo humano?


124-​ ​O que faz a vitamina D. Quais doenças sua falta provoca em adultos
e crianças?

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


19
125-​ Qual a doença que está relacionada a falta de vitamina C?

Caso exista uma ____________ significa que está ocorrendo uma _______
de cálcio dos ossos (resultando em osteomalácia). Caso for uma
_____________ está relacionado com a __________ de cálcio pelo osso
(osteopetrose).

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar ​: (114-125)

O ​paratormônio​ age nos osteoblastos que param de sintetizar matriz e


induzem os osteoclastos a fazerem a reabsorção de cálcio.
Calcitonina​ faz a fixação de cálcio no osso e inibe a reabsorção óssea.
GH​ age no fígado, ele produz somatomedinas que age no disco epifisário
favorecendo o crescimento ósseo. Deficiência causa​ nanismo​ e excesso
gigantismo​ e ​acromegalia.
T3 e T4​ em falta causa cretinismo.
Osteoporose​ é a perda de massa óssea a falta de estrógenos favorece a
maior fragilidade do osso.
Osteopretose​ é a deposição excessiva de cálcio no osso que resulta em
diminuição da medula óssea, consequente ​pancitopenia​ (queda na
produção dos elementos figurados do sangue.)
A ​vitamina D​ colabora na absorção intestinal de cálcio. Sua deficiência
causa osteomalacia em adultos e raquitismo em crianças.

Tecido Cartilaginoso

126-​ Composição básica da cartilagem?


127-​ Quais os três tipos de cartilagens e suas características.


128-​ ​Do que é composto o pericôndrio(suas camadas)? Qual sua função?


E Qual tipo de cartilagem ele não está presente?

129-​ ​Diga brevemente a composição dos condroblastos. E por que são de


suma importância?

130-​ Quais são as principais secreções dos condrocitos?


131-​ Quais hormônios estimulam a ação dos condrocitos?


José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


20
132-​ ​Qual é o nome da glicoproteína adesiva presente na matriz da
cartilagem hialina?

133-​ O que as células de um grupo isógeno tem em comum?


134-​ Em que locais do corpo há cartilagem hialina?


135-​ Qual o principal colágeno que compõe a hialina, qual é sua GAG?

136-​ ​Qual é a proteína que permite a associação do ácido hialurônico às


moléculas de proteoglicanas?

137-​ Qual a função da cápsula pericelular e quais colágenos a compõe?


138-​ Como ocorre a degeneração da cartilagem hialina?


139-​ ​A cartilagem hialina possui pericôndrio? Como é o crescimento


dessa cartilagem?

140-​ Qual o principal colágeno da cartilagem elastina?


141-​ Qual a técnica utilizada para visualizar a elastina:


142-​ Onde é encontrada a cartilagem elástica?


143-​ ​A cartilagem elástica possui pericôndrio? Como é o crescimento


dessa cartilagem?

144-​ Como é à disposição dos condrócitos na cartilagem fibrosa?


145-​ ​Cartilagem fibrosa possui matriz básica ou ácida? E como se deve


seu crescimento?

146-​ Cartilagem fibrosa possui pericôndrio?


147-​ Onde está a cartilagem fibrosa?


148-​ Caracterize o crescimento intersticial e aposicional.


149-​ Quem se ossifica no centro de ossificação primária e secundária?


José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


21
150-​ ​Quais os componentes da matriz territorial e interterritorial? E qual a
diferença entre elas?

151-​ ​Caracteriza a hérnia de disco, onde ela é mais frequente(na coluna)


e quais esportes podem proporcionar isso.

152-​ ​Qual a doença que tem mutação no gene COL10A1, qual colágeno
é prejudicado na produção e as chagas da doença.

153-​ ​Doença que se caracteriza por massas circunscritas de cartilagem e


dispostas de forma linear no interior dos ossos. Como é o tratamento?

154-​ Caracterize Artrite e Artrose.


155-​ ​ Qual remédio pode ser usado para regenerar a cartilagem que
reveste as articulações?

| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ ​Hora de ​lembrar ​: (126-155)

O ​tecido cartilaginoso​ é ​avascular,​ logo sua regeneração é difícil. A


nutrição dele é feita lentamente por ​difusão.​ É um tecido muito ​resistente
a compressão e impacto.

O ​pericôndrio​ é uma membrana de bainha conjuntiva de ​TCPD não


modelado.​ Ela possui uma ​camada fibrosa externa​ composta por
colágeno tipo I​ e uma ​camada interna contendo células
condrogênicas, precursoras de condroblastos.

Os ​condroblastos​ são importantes na produção da ​parte orgânica da


matriz​ e da substância fundamental amorfa. Possuem​ RER e complexo de
golgi ​bastantes desenvolvidos, além de um citoplasma altamente basófilo.

Os ​condrócitos ​são responsáveis por produzir ​condronectina,​ ​colágeno


(principalmente tipo II)​ e ​proteoglicanas.​ A fonte de energia vem da
respiração anaeróbica​ da glicose. Sua ação pode ser ​estimulada ​pela
tiroxina e testosterona e ​diminuída​ pela cortisona,hidrocortisona e
estradiol. O ​GH​ pode​ estimular​ a síntese de ​somatomedinas​ no fígado,
essas estimulam os ​condroblastos a se multiplicarem.

Grupos isógenos​ são condrócitos​ provindos de um mesmo


condroblasto​ que ocupam uma mesma lacuna.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


22
Capsula pericelular​ é uma estrutura ​pobre em colágeno e rica em
proteoglicanas, sendo basófila. É constituída pelos colágenos IX, X e
XI. ​Participa da nutrição e proteção mecânica.

Existem três tipos de cartilagens


1- ​Cartilagem Hialina: ​participa da ​ossificação endocondral​ como molde
para o osso. Podem ser encontrado nos ​discos epifisários.​ Sua matriz
é composta principalmente por ​colágeno do tipo II.
Possui agrecana​ que é uma associação de proteoglicanas com ácido
hialurônico, é responsável por manter a rigidez da matriz.
A condronectina ​serve como glicoproteína adesiva, participando do
arcabouço macromolecular da matriz aos condrócitos.
A cartilagem hialina é muito suscetível a processos de ​degeneração. ​Ela
ocorre por meio da ​calcificação com o surgimento de cristais de
hidroxiapatita,​ dificultando, assim, a nutrição das células.

2- ​Cartilagem elástica​ possui​ fibras elásticas finas e colágeno tipo II.


Presente nas tubas de Eustáquio, na epiglote e no pavilhão
auditivo.​ Cresce por aposição e tem pericôndrio, além de ser menos
sujeita a processos degenerativos.

3- ​Cartilagem fibrosa​ ​não possui pericôndrio,​ ela sempre está associada


a uma camada de conjuntivo denso (esse origina e nutre a cartilagem).
Composto de ​colágeno tipo I. Presente na sínfise púbica, tendões e
discos intervertebrais.

A cartilagem pode​ crescer por intersticial, ​os condrócitos sofrem mitose e


se afastam pela produção de matriz, ou ​aposicional​ que é a partir de
condroblastos da camada interna do pericôndrio.

O centro de ossificação primário e secundário envolvem a diáfise e epífises,


respectivamente.

A ​hérnia de disco ​é caracterizada por ​rompimento da fibrocartilagem


que sustenta o ​núcleo pulposo, ​extravasando e fazendo uma compressão
nos nervos da medula. ​Comum ocorrer entre L4 e L5 ou L5 e S1.

Condrodisplasia metafisária de Schmidt​ é uma alteração no gene


COL10A1 para o ​colágeno X.(pelo amor de Deus, é ​colágeno 10​ não
colágeno X)​ O paciente apresenta encurtamento e curvatura das pernas,
baixa estatura e andar cambaleante.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


23
Doença de Ollier ​é a presença de massas dentro das cartilagens, o
tratamento envolvem curetagem e enxerto.

Artrite ​é a inflamação da articulação.


Artrite​ reumatoide atinge as pequenas articulações dos pés e mãos.
Artrose ​é o desgaste prolongado da cartilagem, sendo causado por
envelhecimento, genético, obesidade, diabetes e hipotireoidismo. Resulta
em muita dor.
Artrolive ​regenera cartilagem.

TECIDO MUSCULAR ​ (último nem to crendo​ ಠ


​ _ಥ )

156-​ ​Quais são os tipos de tecidos cardios e suas características


básicas.?

157-​ ​Defina Sarcolema, sarcoplasma, retículo sarcoplasmático e


sarcossomas.

158-​ Qual a composição do epimísio? E do endomísio?


159-​ O que rever o epimísio, o perimísio e o endomísio?


160-​ Desenhe um sarcômero indicando todas as bandas e linhas.


161-​ Qual a composição de todas as linhas e bandas do sarcômero?


162-​ O que é miomesina?


163-​ A __________ é a repetição de vários ___________


164-​ ​ Composição dos filamentos grosso e filamentos finos.

165-​ Descreva o processo de montagem de um filamento fino.


166-​ Esboce o papel da troponina e suas três áreas.


167-​ Quais são as proteínas encontradas no infarto?


168-​ ​O que ocorre quando a miosina é submetida a uma enzima


proteolítica?

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


24
169-​ ​Qual enzima age na meromiosina pesada a fim de causar sua
proteólise e o que produz?

170-​ ​Proteína acessória fina e longa que vai da linha z até metade do
sarcômero.

171-​ ​Proteína que funciona na manutenção do tamanho e posição do


filamento fino.

172-​ ​O que se liga a parte (+) e (-) do filamento fino? E qual a função
dessas proteínas?

173-​ ​Proteína que se enrola em torno da linha Z. E local de inserção


dessa proteína.

174-​ Proteína que fixa as desminas entre si dando mais estabilidade.


175-​ Proteína que protege a desmina de estresse mecânico.


176-​ ​Complexo que prende as actinas até o sarcolema. E do que é


composto?

177-​ Doença de deficiência da distrofina. Qual nome e ligada a que gene?


178-​ ​Remédio utilizado na doença acima e fibrose cística podendo


reverter o quadro.

179-​ Doença por distrofina defeituosa.


180-​ Invaginação do sarcolema.


181-​ Local de armazenamento de cálcio.


182-​ Explique tríade e díade.


183-​ Fale os mecanismos da contração muscular.


184-​ Sequenciar os acontecimentos da contração.


185-​ Onde o cálcio se liga?


José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


25
186-​ Onde há ATP conectado?

187-​ Quem retorna o cálcio até o retículo sarcoplasmático?


188-​ ​Doença que anticorpos brigam com acetilcolina pelo sítio do receptor
na membrana pós-sináptica.

189-​ Ocorre destruição de receptores da doença a cima?


190-​ ​Na ______________ os anticorpos _____________ os receptores


pós-sinápticos com a ____________. Eles _______ destroem os
receptores.

191-​ ​Na doença citada qual é um dos primeiros sintomas e qual um


motivo de óbito?

192-​ Qual a droga que inibe a acetilcolinesterase?


193-​ Qual a função dos discos intercalares?


194-​ Descreva rapidamente como é uma célula cardíaca


​| (• ​◡•​)| (​❍​ ​❍​ʋ)​ Hora de ​lembrar ​: (156-194)


Tipos de tecidos muscular:


Estriado esquelético:​ contração forte e voluntária.
Estriado cardíaco:​ contração forte e involuntária.
Liso:​ contração fraca e involuntária

Tecido muscular estriado esquelético:


O músculo é revestido pelo ​epimísio (tecido conjuntivo denso),​ os feixes
são envolvidos pelo ​perimísio​ e cada célula é circundada pelo​ endomísio
(formado pela lâmina basal e fibras reticulares).

A miofibrila é composta por vários sarcômeros, cada um desse contêm uma


Banda A: ​formada por miofilamentos grossos e miofilamentos finos.
Banda I:​ Formado por miofilamentos finos.
Linha M: ​Contém a proteína miomesina (une os filamentos grossos.
Zona H: ​Formado por miofilamentos grossos.
Linha Z: ​O espaço entre duas linhas Z existe um sarcômero.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


26
Miofilamentos grossos: ​formados por miosina II
Miofilamentos finos:​ formados por actina, tropomiosina e troponina.

Montagem dos filamentos finos:


A ​actina-G ​(globular) começa a se condensar e formar ​actina-F
(filamentosa), formando a actina em ​dupla-hélice.​ Cuja extremidade (+) se
liga a linha Z e a extremidade (-) vai até o centro do sarcômero e ali é
ligada. Em seguida, a ​tropomiosina​ é formada por duas cadeias
polipeptídicas envolvidas em dupla-hélice e interage com o sulco existente
na actina-F. E a última parte do processo envolve a ​troponina,​ essa
composta por ​TnT, TnC e TnI.​ A função de cada área é , respectivamente,
conectar a troponina a tropomiosina, manter a tropomiosina no sulco e se
ligar ao cálcio iônico

Montagem dos filamentos grossos:


A montagem é vista através da quebra da proteína. Quando utilizado a
enzima ​tripsina proteolítica​ a ​miosina​ é divida em ​meromiosina leve
(apenas com o bastão) e ​meromiosina pesada​ (parte do bastão + cabeça
globular). Em seguida, utilizando papaína a meromiosina pesada resulta em
segmentos S1 e S2,​ sendo eles, respectivamente, ​cabeça que se liga
ATP e pedaço do bastão.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


27
Proteínas que mantém a estrutura do sarcômero:
Titina: ​proteína que liga o meio do filamento grosso até a linha Z
Alfa-actinina: ​está presente na linha Z, local de ancoragem dos filamentos
finos e a Titina.
Nebulina:​ envolvem o filamento fino colaborando em segurar o filamento
da linha Z. Atua como molde/régua para regular o comprimento dos
filamentos de actina.
Desmina: ​filamento intermediário que liga a linha Z de uma miofibrila a
outro linha Z de outra miofibrila.
Costâmeros: ​realizam a ancoragem da desmina no sarcolema.
Plactina: ​Une os filamentos de desmina.
Alfa-beta-cristalina:​ Protege a região da linha Z.
CAP Z:​ controla a extremidade (+) da actina na ação de polimerizar e
despolimerizar
Tropomodulina: ​controla a extremidade (-) da actina na ação de
polimerizar e despolimerizar.
Distrofina: ​Formada por distroglicanos e sarcoglicanos, liga extremidades
da actina ao sarcolema.

Casos clínicos:
Distrofia muscular de Duchenne: ​doença causada por recessividade
ligada ao cromossomo X, proporciona a deficiência de distrofina.

Distrofia de Becker: ​a pessoa apresenta defeito na distrofina.

Ataluran: ​medicamento usado para reverter a distrofia de Duchenne.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


28
Miastenia grave:​ indivíduo produz anticorpos que competem pelo receptor
da membrana pós-sináptica com a acetilcolina. Ele não destrói a
acetilcolina, somente compete.

Piridostigmina:​ é uma anticolinesterase, ele impede a ação da


acetilcolinesterase em destruir acetilcolina. (Assim havendo mais
acetilcolina na fenda pós-sináptica e, consequentemente, maior chance
dela ocupar o receptor).
OBS:​ Algumas neurotoxinas (como: bungarotoxina) se ligam aos
receptores de acetilcolina e causam paralisia e morte.

Contração muscular: ​(Teoria do deslizamento de Huxley)

Tubulo T: i​nvaginação do sarcolema.


Retículo sarcoplasmático:​ armazena íons Ca(2+) e reabsorve
(calsequestrina).
Tríade:​ presente no músculo esquelético composto por duas expansões de
retículo sarcoplasmático e um túbulo T
Díade: ​presente no músculo cardíaco composto por uma expansão de
retículo sarcoplasmático e um túbulo T.
(No músculo liso, o cálcio vem do meio extracelular)

Etapas:
1. Um ​impulso nervoso ​é transmitido ao longo do sarcolema e chega
ao interior da fibra por meio dos túbulos T, sendo conduzido até à
cisterna terminal​ do retículo sarcoplasmático.
2. Íons de cálcio​ são liberados das cisternas, entram no citosol e se
ligam à troponina C, isso causa a ​mudança conformacional ​da
estrutura. (em seguida a ​calsequestrina​ retorna o cálcio ao retículo
sarcoplasmático).
3. A modificação da troponina resulta em uma ​alteração da posição​ da
tropomiosina no sulco, permitindo a ​movimentação da cabeça​ da
miosina.
4. O ​ATP presente no S1 da miosina é hidrolizado​ gerando energia (o
fosfato inorganico e o adp são liberados).
5. Ocorre o deslizamento.
6. Um ​novo ATP entra no fragmento S1, ​causando a liberação da
actina-miosina (essa ligação tem um nome eu esqueci)

Célula cardíaca:
Células alongadas com discos intercalares que são pontos de ​união no sentido

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


29
longitudinal.​ Os ​discos intercalares são formados por zônula de adesão,
desmossomos e junção comunicante do tipo gap.
Ao redor do núcleo possui áreas claras de​ grânulos de lipofuscina ​(acumulan-se
durante o tempo/idade) e ​grânulos atriais.​ Esse último, aumenta a excreção de
sódio e água, inibindo a produção de aldosterona pela supra-renal e diminui a
excreção de renina pelo rim ​(diminui a pressão arterial).

​ಠ_​ಠ

┬──┬ ​ノ​
(゜​ ​
-​゜ノ​
)

┻━┻​​︵ヽ​(`Д´)​ノ︵
​ ​ ​┻━┻ (cabo essa porra) 
 
)​ノ​*:​・゚✧​
(​ノ◕ヮ◕​ Boa prova ​✧゚・​: *​ヽ​
(​◕ヮ◕ヽ​)

Agradecimentos/bibliografia:
Caderno de bases estruturais - João Eugênio - Turma 62 (2016/2)
Histologia essencial - Gartner; Hiatt
Professora Maria Angélica e Novaes.

José Antonio Rocha Daleprani - Turma 65 (2017/2)


30