Você está na página 1de 1

LEWIS, Bernard. História dos povos árabes.

Prólogo

Parágrafo primeiro

 Busca isolar e analisar o lugar ocupado pelos Árabes na história da Humanidade.


Relata a identidade, empreendimentos, traços mais salientes numa perspectiva
evolutiva.

Parágrafo segundo

 Discorre sobre a não indicação de fontes dos fatos e interpretações referidas.

Introdução

Primeiro parágrafo

 Discorre sobre a expressão étnica (árabe). Trabalha com os termos nação (talvez
os árabes constituam uma nação) e nacionalidade (não são por enquanto uma
nacionalidade no sentido legal). Afirma existir estados árabes, uma liga de
Estados árabes e ausência de um Estado árabe único (de que todos os Árabes
sejam nacionais).

Paragrafo segundo

 Afirma que o arabismo (sentimento de pertença a um Estado Árabe) constitui


uma realidade. Interroga se a língua árabe seria fator de unificação. Relata que a
expressão árabe é utilizada de forma coloquial no Egito e no Iraque para
distinguir o beduíno dos desertos do camponês indígena dos vales dos grandes
rios.

Parágrafo terceiro

 Cita encontro efetuado com vários chefes árabes e a definição do conceito de


árabe como: aquele que vive no país, fala a língua, educado na cultura e
demonstra orgulho da glória árabe. Cita a definição do professor Gibb de
Harvard: Árabes são aqueles que reconhecem a missão de Maomé e a memória
do Império Árabe como cerne da história. Ainda, preservem a língua e a herança
cultural Árabe como patrimônio comum. Compara ambas explicações (nenhuma
é puramente linguística), observa (requisito religioso numa delas) afirma ser
preciso (interpretar historicamente as duas expressões para verificar o caráter
mutante e incerto da palavra árabe).