Você está na página 1de 6

PLANO DE AULA

I. Plano de Aula: Data: 14/08/2018

II. Dados de Identificação:


SENAI – Dois Vizinhos
Professor (a): Eng. Mec. Felipe Gustavo de Oliveira
Disciplina: Metrologia
Série: 1° período
Turma: A
Período: Noturno

III. Tema:
Leitura e interpretação de medidas no sistema métrico utilizando micrômetro

IV. Objetivos: Aprender a utilizar micrômetros externos (centesimal e milesimal)

Objetivo geral: Realizar a leitura correta utilizando micrometro de encosto (externo) de peças
usando micrometro
Objetivos específicos: Identificar a importância da medição correta de peças, aprender sobre a
utilização do micrometro
ao nível de conhecimento – reconhecer o tipo de micrometro disponível e como realizar a
medição
ao nível de aplicação – medir corretamente as dimensões da peça utilizando o micrômetro,
calcular corretamente a medida através dos resultados obtidos na escala fixa da bainha, no tambor
graduado e no nônio da bainha (micrometro milesimal)
ao nível de solução de problemas – decidir corretamente qual micrometro utilizar e como realizar
a medida. Julgar se a medida está correta para a aplicação desejada (grau de precisão requerido).

V. Conteúdo:
-Sistema métrico – breve descrição com foco especial para o metro [m] e suas subdivisões:
centímetro [cm], milímetro [mm], décimos de milímetro [0,1 mm], centésimos de milímetro [0,01
mm] e milésimos de milímetro (0,001 mm ou 1 micrometro ou 1 mícron - [µm])

VI. Desenvolvimento do tema:

Metrologia é a ciência que estuda as medidas e medições Metro: medida, logia: ciência
Medição é o ato de medir (ação)
Medida é o resultado obtido da ação de medição
“Medir é comparar uma dada grandeza com outra de mesma espécie, tomada como unidade”

Como seria o mundo se cada um utiliza-se um padrão para as medidas?


Por esse motivo criou-se o “SI” - Sistema internacional de unidades, um conjunto de padrões e
definições para cada unidade medida, para uniformizar e facilitar as medições e relações
comerciais. O metro é a unidade-base para comprimento.
As unidades no SI são subdividas pela base 10, isto não é diferente para o metro, desta forma
temos como seus submúltiplos:
1 decímetro = 0,1 m
1 centímetro = 0,01 m
1 milímetro = 0,001 m
1 décimo de milímetro = 0,1 mm ou 0,0001 m (10^-4 m)
1 centésimo de milímetro = 0,01 mm ou 0,00001 m (10 ^-5 m)
1 milésimo de milímetro (micrometro ou micron) = 0,001 mm ou 10^-6 m
Para cada nível de grandeza devemos usar ferramentas adequadas, de nada adianta tentar medir
com precisão micrométrica utilizando uma trena comum graduada em centímetros e milímetros.
Para medição de comprimento (dimensão) com grande precisão utilizamos o micrômetro.
O micrometro é um instrumento bastante comum para medição de comprimentos, muito utilizado
para ajustagem de peças, eixos, mancais, rolamentos. Existem diversos tipos de micrômetros para
medições externas, internas, de furos, ranhuras, etc…, na aula será focado o micrômetro para
medidas externas.
Conhecendo o micrômetro (demonstração das partes do micrômetro)

Ao necessitar utilizar o micrômetro:


O primeiro ponto a ser analisado ao utilizar um micrometro é identificar o range (gama) do
micrometro. Por exemplo não adianta utilizar um micrômetro de 0-25mm para medir um eixo com
diâmetro de 32 mm
O segundo ponto é verificar a precisão do micrômetro necessário, podendo ser centesimal (0,01
mm de precisão) ou milesimal (0,001 mm de precisão), a escolha do micrometro deve ser feita com
base na precisão necessária na medição ou na peça.
Separado o micrômetro do range e precisão corretos, passa-se a etapa de realizar a medição:

Para realizar a medida é bastante simples, contudo, deve-se seguir o procedimento corretamente
para que a medida seja correta:

Primeiro, deve-se “zerar” o micrômetro, para isto, após verificar que as faces de medição estão
limpas, basta destravar o micrômetro e fechá-lo, girando o pela catraca, até aproximar os encostos,
ao aproximar, deve-se girar a catraca 3 voltar para garantir a pressão correta de medição. A medida
do tambor deve estar alinhada o “Zero” com a linha da bainha, caso não esteja, deve-se utilizar a
chave de ajuste e alinhar a bainha.
Após zerado o micrometro, abre-se o tambor para realizar a leitura, isto é feito girando a catraca
Uma vez aberto, a peça deve ser colocada encostada no batente fixo e deve-se aproximar o
encosto móvel girando a catraca, ao encostar na peça, deve-se girar 3 voltar para garantir a
pressão correta de medição. Recomenda-se travar o micrômetro para facilitar a leitura.

A medida é simples de ser obtida e é composta pelo somatório das medidas “cheias”, isto é,
considerando a última linha completamente ultrapassada da escala fixa, do tambor graduado e pela
leitura alinhada do nônio (vernier) quando existir. (Demonstração no modelo em cartolina)
Cuidados com o micrômetro:
Não bater, derrubar o instrumento
Nunca utilizar o tambor para “apertar a peça” isso danificará a ponta do encosto
Sempre zerar o micrômetro antes de realizar a medição
Sempre manter o micrômetro limpo
Sempre guardar corretamente o micrômetro após a utilização.

VII. Recursos didáticos: quadro branco para anotações, micrometro para medição de peças,
modelo em cartolina de micrômetro para leitura pela turma, exercícios práticos com peças padrão.

VIII. Avaliação:
- atividades respostas a leitura do modelo teórico do quadro
- critérios adotados: leitura correta da medida no micrometro
- avaliação (nota): Questionário com 2 perguntas de 4 alternativas (V/F): 2,0 pontos cada questão,
sendo, 0,5 por alternativa correta, sendo que cada alternativa errada elimina a pontuação de 1
alternativa correta: Total máximo: 4,0 pontos.
Questão com 3 exemplos de medidas de micrômetro para serem avaliadas, cada uma com valor
2,0 cada. Deve-se demonstrar a realização da medida (Bainha/Escala fixa + Tambor + Nônio),
medida correta e somatório correto: 1,0+1,0. Medida errada e somatório errado: 0,0, Uma das
leituras erradas ou somatório errado e leitura individual correta: 0,5,. Total 6,0 pontos. Total da
Avaliação 10,0.

XIX. Bibliografia: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, ABNT NBR NM ISO


3611:1997, DUBBEL. Manual do Engenheiro Mecânico. Editora Hemus, 1973.
AVALIAÇÃO

1. Responda com V para verdadeiro e F para falso


(2,0 pontos com eliminação de 01 acerto para cada erro)

( ) Metrologia é a ciência que estudas as medições e medidas

( ) O micrômetro é um instrumento de medição com precisão da ordem de metros

( ) O resultado das medidas realizadas com o micrômetro é feito pelo somatório da medida da
escala fixa (bainha) + medida do tambor + medida do nônio (quando o micrômetro possuir)

( ) Não é preciso zerar o micrômetro antes de ser utilizado

2. Responda com V para verdadeiro e F para falso


(2,0 pontos com eliminação de 01 acerto para cada erro)

( ) O micrômetro é bastante resistente, podemos bate-lo, joga-lo sem medo de ocorrer danos

( ) Para realizar uma medida deve-se girar diretamente pelo tambor e apertar até o máximo que
conseguirmos

( ) Para ler a medida da escala fixa deve-se considerar a última linha completamente ultrapassada.

( ) O nônio do micrômetro serve para medir a milésima parte do milímetro (0,001 mm)

3. Demonstre as medidas obtidas em cada micrômetro c mostrado no exemplo


(6,0 pontos)

BAINHA: 10 mm RESULTADO
TAMBOR: 0,40 mm
NÔNIO: 0,000 10,400 mm
BAINHA: _________

TAMBOR: _________

NÔNIO: __________

RESULTADO

______,__________ mm

BAINHA: _________

TAMBOR: _________

NÔNIO: __________

RESULTADO

______,__________ mm

BAINHA: _________ RESULTADO


TAMBOR: _________ ____,_____ mm
RESPOSTAS:

1) V, F, V, F

2) F, F, V, V

3)
a) 7 + 0,32 + 0,005 = 7,325 mm

b) 0+ 0,08 + 0,002 = 0,082 mm

c) 3 + 0,20 = 3,20 mm