Você está na página 1de 1

Prova Escrita de Biologia e Geologia (Teste Global 2.

o Período)

Proposta de resolução

GRUPO I
1. Opção (B)
2. Opção (D)
3. Opção (C)
4. Opção (B)
5.1. Opção (C)
5.2. Opção (A)
5.3. Quando as condições ambientais são adversas, como, por exemplo, existindo falta de alimento, ao
aumentar a sua taxa de recombinação homóloga, as células de E. histolytica garantem o aumento
da variabilidade genética, em função do incremento das combinações génicas disponíveis na
população de indivíduos. Este aumento de variabilidade genética é essencial para garantir a
sobrevivência da espécie perante as mudanças ambientais.
6. C – A – E – B – D
7. A – 1; B – 3; C – 2; D – 5; E – 7; F – 4

GRUPO II
1. A – V; B – V; C – F; D – F; E – F; F – V; G – F; H – V
2. Crossing-over durante a prófase I; segregação independente dos cromossomas durante a divisão I
da meiose.
3. Opção (A)
4. Opção (D)
5. Opção (B)
6. Opção (C)
7. Os resultados de Fennessy mostram que existem quatro espécies de girafas que vivem isoladas
umas das outras, o que as torna mais suscetíveis às pressões do ambiente. Se houver modificações
ambientais adversas isso pode condicionar a sobrevivência das girafas, daí a necessidade de haver
medidas de proteção ambiental, que controlem a caça e reduzam a ocupação do habitat por
humanos.
8.1. Opção (C)
8.2. Numa população ancestral ocorreram mutações genéticas em girafas que lhes originaram o
desenvolvimento de pescoços mais compridos. Nas lutas pela conquista das fêmeas, os machos que
tinham pescoços mais compridos tinham vantagem reprodutiva, transmitindo mais esta
característica à descendência.

GRUPO III
1. Opção (D)
2. Opção (A)
3. Opção (B)
4. Opção (D)
5. Opção (B)
6. Os impactes do megatsunami na baía de Lituya não foram significativos, uma vez que não há
ocupação antrópica na região, fruto do isolamento geográfico.

GRUPO IV
1. A – I; B – II; C – II; D – II; E – I; F – II; G – I; H – III
2. Opção (B)
3. Opção (D)
4. Opção (C)
5. Recurso não renovável/geológico/não metálico/não energético.
6. A–D–B–E–C
7. A lonsdaleite forma-se em condições de elevadas pressões e temperaturas, só possíveis em impactes
meteoríticos de corpos celestes contendo carbono na sua constituição, funcionando como um
marcador destes fenómenos geológicos.

Desafios, Biologia e Geologia 11.o ano


© ASA, 2017