Você está na página 1de 88

2019

2019

1
APRESENTAÇÃO
A disciplina Cálculo I faz parte de todas as matrizes curriculares dos cursos de Engenharia, Ciência da
Computação e cursos afins. Nele o estudante começa a ter contato com a matemática do ensino superior,
aplicada aos conhecimentos que serão úteis aos discentes nos demais semestres do curso.

Ao longo das aulas o estudante revisa alguns conteúdos da disciplina Fundamentos de Ciências Exatas e
aprende os conceitos e principais resultados associados aos conceitos de Limites, Derivadas e Integrais de
funções de uma variável, sempre focando na teoria e aplicações em problemas do dia a dia de um profissional
da área de exatas.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


2
ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS
Para tornar-se um profissional competente naquilo que faz, o mercado de trabalho exige que você mantenha
uma atitude de buscar aprender sempre, de modo cada vez mais ativo e autônomo. Pensando nisso, suas aulas
utilizam metodologias ativas, que buscam levá-lo(a) a envolver-se nas atividades e fomentar uma
aprendizagem realmente significativa. As aulas são estruturadas em 3 partes:

Todos esses momentos são importantes, pois constroem um todo planejado para que você compreenda e se
aproprie dos conhecimentos da disciplina. No entanto, isso não acontecerá de forma passiva: por melhor que
seja o plano de aula do professor ou sua didática, só VOCÊ pode construir seus conhecimentos. Por isso, é
essencial que você mantenha uma atitude positiva de aprendizagem, que se traduz em:

 Chegar no horário de início e ficar até o final da aula.


 Participar ativamente das propostas de trabalho de cada aula.
 Anotar as explicações e orientações do professor(a).
 Respeitar as opiniões divergentes de colegas ou do professor.
 Buscar fundamentar suas opiniões com dados científicos.
 Fazer os exercícios indicados como atividades extraclasse.

Além disso, organizamos um conjunto de orientações para ajudá-lo(a) a ir além do que você aprende nas aulas.
A seguir você encontrará uma ficha para cada aula, com indicações de sites, bibliografias e atividades para o
aprofundamento dos temas tratados em sala. Aproveite mais essa oportunidade de aprendizagem!

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


3
VOCÊ EM AÇÃO

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


4
SEMANA 1: Funções e conceito de Limite

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Recordar conceitos fundamentais sobre Funções Reais: Função Constante, Polinomiais de grau n,
Exponenciais, Logarítmicas e Trigonométricas.
 Aplicar os conceitos de funções ao esboçar gráficos de Funções Reais, bem como reflexões e translações.
 Compreender intuitivamente o conceito de limite de uma função real.
 Reconhecer e analisar, por meio de gráficos, os limites laterais, os limites no ponto, os limites infinitos e
no infinito.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Se quiser conhecer a história do Cálculo, quem são os criadores, entre outras curiosidades, assista ao
vídeo: “A História do Cálculo” (24:35). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=6HI47rcOiAE
 Compreenda e analise outros contextos relacionados ao surgimento do Cálculo, tais como o Problema da
Tangente e da Velocidade de um objeto no Capítulo 2 (p.76 a 86): STEWART, James. Cálculo – volume 1,
7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Pesquise possibilidade de aplicações de Limite na sua engenharia, dentro do contexto do seu curso de
graduação.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Defina uma função e teste, utilizando o esboço gráfico por meio do Geogebra, as conclusões
estabelecidadas em aula sobre os movimentos das funções.
 Crie um problema relacionado ao contexto do seu curso de graduação para ser analisado graficamente de
acordo com a aplicação pesquisada.
 Sugestão de exercícios para aplicar os conceitos estudados: 4 ao 10, p. 88-89. STEWART, James. Cálculo
– volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 Por que o estudo de funções é tão importante na área das Ciências Exatas, como na Engenharia?
 O que difere a análise gráfica de uma função real da análise de um limite de uma função real?
 Qual o objetivo ao determinarmos o limite de uma função real?

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


5
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM
1. Esboce o gráfico de cada função a seguir.
𝑥 + 1, 𝑠𝑒 𝑥 ≤ −1 0, 𝑠𝑒 𝑥 < −3 𝑜𝑢 2 < 𝑥 < 3
a) 𝑓(𝑥) = {2, 𝑠𝑒 − 1 < 𝑥 < 2 b) 𝑓(𝑥) = { |𝑥 2 − 4|, 𝑠𝑒 − 2 < 𝑥 ≤ 2
2𝑥 , 𝑠𝑒 𝑥 > 2 𝑙𝑜𝑔3 𝑥, 𝑠𝑒 𝑥 > 3

2. Usando movimentação gráfica, esboce o gráfico de cada função dada a seguir.


a) 𝑓(𝑥) = √𝑥 + 1 − 3
b) 𝑓(𝑥) = 4𝑥 + 2
c) 𝑓(𝑥) = ln(𝑥 − 2)
d) 𝑓(𝑥) = 𝑠𝑒𝑛(𝑥 − 𝜋)
e) 𝑓(𝑥) = cos(𝑥) + 3
f) f(𝑥) = 𝑒 𝑥 − 1

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


6
3. Explique o que significa dizer que lim− 𝑓(𝑥) = 4 e lim+ 𝑓(𝑥) = 9. Nesta situação, é possível que exista
𝑥→5 𝑥→5

o lim 𝑓(𝑥)? Por quê?


𝑥→5

4. (STEWART, 2013 - adaptada) Analise cada gráfico apresentado e defina cada quatidade, se existir. Se
não existir, explique por quê.

A)

B)

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


7
C)

D)

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


8
E)

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


9
SEMANA 2: Continuidade, Limites e Limites Indeterminados

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Compreender e aplicar o conceito de limite de uma função real.
 Deduzir e aplicar a Propriedade da Substituição Direta para o cálculo de Limites.
 Compreender e aplicar o conceito de continuidade de uma função (local e global).
 Aplicar as Propriedades de Limites.
 Reconhecer e analisar limites indeterminados (funções racionais com denominador zero).
 Criar estratégias algébricas para o cálculo de Limites Indeterminados.
 Calcular Limites aplicando as propriedades e Limites Indeterminados.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Analise as descontinuidades das funções reais e como essas influenciam no cálculo de limites através da
leitura da seção 2.2 (p. 80): STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning,
2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Para pensar em situações que utilizam o conceito de limite, assista ao vídeo: “Limites - Introdução” (8:10).
Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ajVlmbrgpDc&list=PLUyhCZ-
szXJdrBjcjRTBp3pC7yR_U-3t0

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Retorne aos cálculos de limites indeterminados. Utilizando o Geogebra plote a função original e a função
simplificada. Analise graficamente o limite da função. Corresponde ao limite calculado? As funções são
iguais?
 Exercícios para praticar Cálculo de Limites: 2, 10, 11 ao 31 (ímpares), p. 98. STEWART, James. Cálculo –
volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Exercícios para praticar Continuidade: 2, 3, 35, 37, 44, p. 117-118. STEWART, James. Cálculo – volume 1,
7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 Há aplicações reais que envolvam funções descontínuas? Quais possibilidades?
 Por que é relevante o estudo das funções descontínuas em Cálculo?
 Por que o resultado de um limite indeterminado equivale ao resultado do limite da função manipulada
algebricamente?

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


10
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM
1) Analisando o gráfico das funções f(x), g(x) e h(x), defina:

a) lim 𝑓(𝑥) e) lim 𝑔(𝑥) i) lim ℎ(𝑥)


𝑥→1+ 𝑥→1− 𝑥→1

b) lim 𝑔(𝑥) f) lim ℎ(𝑥) j) f(1)


𝑥→1+ 𝑥→1−

c) lim ℎ(𝑥) g) lim 𝑓(𝑥) k) g(1)


𝑥→1+ 𝑥→1
l) h(1)
d) lim− 𝑓(𝑥) h) lim 𝑔(𝑥)
𝑥→1 𝑥→1

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary


11
2) As funções acima são contínuas? O que é comum ao gráfico das três funções?

3) Dado o gráfico da função f abaixo, determine o que se pede, justificando suas respostas.

 l i m f(x)   l i m f(x) 
x   1 x  1 y
 

 
 
 l i m f(x)   l i m f(x) 
x   1 x  1
  
 
f(1)  f(1) 
 

x
f tem limite em xo=-1? f tem limite

em  xo=1?     


f é contínua nesse ponto? f é contínua nesse ponto?




4) a) Esboce o gráfico das funções abaixo e calcule os limites laterais nos pontos onde estas funções mudam
de sentenças:


𝑥 + 2; 𝑠𝑒 𝑥 < −1
𝑥 2 − 1; 𝑠𝑒 𝑥 < 2 𝑥 2 − 1; 𝑠𝑒 𝑥 < 2 2; 𝑠𝑒 𝑥 = −1
a) 𝑓(𝑥) = { 3; 𝑠𝑒 𝑥 = 2 𝑔(𝑥) = { 4; 𝑠𝑒 𝑥 = 2 ℎ(𝑥) = { 2
𝑥 ; 𝑠𝑒 − 1 < 𝑥 < 1
−𝑥 + 5; 𝑠𝑒 𝑥 > 2 −𝑥 + 5; 𝑠𝑒 𝑥 > 2
−𝑥 + 2; 𝑠𝑒 𝑥 ≥ 1

b) Verifique se as funções f e g são contínuas no ponto xo=2. Justifique suas respostas.

c) Verifique se a função h é contínua nos pontos x=-1 e x=1. Justifique suas respostas.

5) Calcule os seguintes limites indeterminados: (método da fatoração)

x 2  3x  2 2x 2  8 x3  8 x 3  27
a) lim b) lim c) lim d) lim
x 1 x 2  4x  3 x2 x 2  2x x2 x2  4 x 3 x 2  3x  18

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 15


6) Calcule os seguintes limites envolvendo raízes: (multiplicação e divisão pelo conjugado)

2x  18 x 2  16 x 5 2
a) lim b) lim c) lim
x 9 x 3 x4 x 2 x  1 x 1

7) Calcule os seguintes limites:

x2  4 x 2  2x  1 t2  4
a) lim b) lim c) lim
x 2 x 2  2x x 1 x3  1 t 2 3t 2  4t  4

3x 3  4x 2  x  2 ( 4  x )2  16 x 3  6x  9
d) lim e) lim f) lim
x 3 x 3  8 x  3
x1 2x  3x  1
3 2 x 0 x

2x 2  3 x  2 x3  8 x2  4
g) lim h) lim i) lim 3
x 1 2 8x 3  1 x 2 x2 x 2 3x 2  5x  2

x 2  16 x2  2 x 1
j) lim k) lim l) lim
x 4
x 2 x 0 x x 1 x 1

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 16


SEMANA 03: Limites Infinitos e no Infinito

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Identificar os limites com indeterminações que envolvem o infinito.
 Aplicar as propriedades operatórias para cálculo de limites envolvendo infinitos.
 Resolver limites infinitos e no infinito.
 Identificar as assíntotas horizontais e verticais de uma dada função.
 Resolver situações-problema envolvendo limites infinitos e limites no infinito.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
𝑥²−1
 Analise o comportamento da função real f(x) = 𝑥+1 , tornando os valores de x arbitrariamente
grandes (positivo e negativo) e em seguida verificar o que acontece com f(x). Em seguida, avalie os
limites dos exemplos 1, 2, 3, 8, 9 e 10 presentes na seção 2.6 (p. 117 a 124): STEWART, James. Cálculo
– volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 No intuito de visualizar situações que utilizem o conceito de limites envolvendo infinitos, assista ao
as aulas 10 e 11 do curso de Cálculo do professor Ferreto.
Disponível em:
Aula 10: https://youtu.be/sWY48bq1IoA?list=PLTPg64KdGgYhACfQUtMf3CuhWOfLoTf_a
Duração: 39’47’’
Aula 11: https://youtu.be/MKms8CesZn8?list=PLTPg64KdGgYhACfQUtMf3CuhWOfLoTf_a
Duração: 34’05’’

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
1 1
 Por meio de uma tabela, construa os gráficos das funções f(x) = 𝑥²
e g(x) = (𝑥+1)²
, em folha de papel
milimetrado, quando x se aproxima de 0 e -1 respectivamente, e analise os resultados obtidos.
𝟏 𝟏
 Use o Geogebra para analisar os limites 𝐥𝐢𝐦 𝟑−𝒙
e 𝐥𝐢𝐦 𝟑−𝒙
, o que você pode perceber quando a
𝒙→𝟑− 𝒙→𝟑−
variável x se aproxima do infinito? Você sabe o nome que é dado a este tipo de gráfico? Dialogue com
seus colegas e professor sobre o comportamento deste tipo de gráfico.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 17


COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
1. Onde podemos aplicar limites envolvendo infinitos?
2. O que são assíntotas e quais são as funções trabalhadas em cálculo que possuem assíntotas?

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM
 Por meio de um celular, tablet ou computador, a resolva as questões sugeridas no link a seguir e em
seguida analise o seu desempenho discuta com os seus colegas as estratégias utilizadas por eles nas
questões assertivas.
https://forms.office.com/Pages/ResponsePage.aspx?id=nqplKssl7kiFm3JpfMgFXDlI0iW8hftCgfcN3zck9X
JUNlZFVDdCUlgzNzRXM1VPVkhLOVBVVDE4My4u

1) Calcule os limites a seguir, se existirem:

1
a) lim (𝑥 3 + √𝑥 + 𝑥 2 )
𝑥→0

b) lim (3𝑥 5 − 4𝑥 3 + 1)
𝑥→+∞

5𝑥+2
c) lim
𝑥→−1 |𝑥+1|

𝑥 2 +3𝑥+1
d) lim+
𝑥→2 𝑥 2 +𝑥−6

𝑥 2 +3
e) lim
𝑥→+∞ 𝑥+2

5−𝑥³
f) lim 8𝑥+2
𝑥→+∞

2𝑥 4 +3𝑥 2 +2𝑥+1
g) lim 4−𝑥 4
𝑥→+∞

𝑥 2 +3𝑥−1
h) lim
𝑥→+∞ 𝑥 3 −2

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 18


𝑥 2 +6𝑥−16
i) lim + 𝑥+3
𝑥→−3

2𝑥 ² −5𝑥+6
j) lim
𝑥→+∞ −𝑥 3 −6𝑥 2 −𝑥+2
2𝑥 ² −2𝑏𝑥+𝑎𝑥−𝑎𝑏
k) lim
𝑥→+∞ 3𝑐𝑥 2 −𝑐𝑘𝑥+3𝑑𝑥−𝑑𝑘

2) O custo médio por unidade (em dólares) que a Companhia Whasnt Ville tem ao fabricar X resistores é
3000
dado pela função C(x) = 1,8 + 𝑥
. Calcule lim 𝐶(𝑥) e interprete o resultado obtido.
𝑥→+∞

3) Um tanque contém 5000 litros de água pura. Salmoura contendo 30 g de sal por litro de água é
bombeada dentro do tanque a uma taxa de 25 l/minuto. Nestas condições, a concentração de sal após
30𝑡
t minutos (em gramas por litro) é dada por 𝐶(𝑡) 200+𝑡. O que acontece com a concentração de sal
quando t → +∞?

4) Considere a função f: R→R definida por:

2𝑥 + 1, 𝑠𝑒 𝑥 < 0
f(x) = { 𝑥 + 2, 𝑠𝑒 0 ≤ 𝑥 < 2
−(𝑥 − 3)2 + 4, 𝑠𝑒 𝑥 ≥ 2

a) Esboce o gráfico da função f(x), identificando sua imagem.


b) Com base no gráfico, complete a tabela abaixo.

f(0) + f(2) lim 𝑓(𝑥) lim 𝑓(𝑥) lim 𝑓(𝑥) lim 𝑓(𝑥) lim 𝑓(𝑥) lim 𝑓(𝑥)
𝑥→−∞ 𝑥→0− 𝑥→0+ 𝑥→2− 𝑥→2+ 𝑥→∞

5) Determine as assíntotas verticais e horizontais de cada curva. Confira seu trabalho por meio de um
gráfico da curva e das estimativas das assíntoras.

𝑥
a) f(x) =𝑥+4
2𝑥 2 +𝑥−1
b) f(x) = 𝑥 2 +𝑥−2
𝑥 3 −𝑥
c) f(x) =𝑥 2 −6𝑥+5

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 19


5
6.º) Faça uma conjectura sobre o valor do limite lim 𝑥²𝑠𝑒𝑛 𝑥²
𝑥→−∞

ao avaliar f (x) = x² sen(5/x²) para x = 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 20, 50 e 100. Então, confirme seu palpite
ao calcular exatamente esse limite.

7.º) Calcule o limite justificando cada passagem com as propriedades dos limites que forem usadas.

1
a) lim
𝑥→∞ 𝑥√𝑥
5+2𝑥
b) lim
𝑥→∞ 3−𝑥
𝑥+4
c) lim
𝑥→∞ 𝑥 2 −2𝑥+5
7𝑡 3 +4𝑡
d) lim
𝑥→∞ 3 −𝑡 2 +3
2𝑡
(1−𝑥)(2+𝑥)
e) lim
𝑥→−∞ (1+2𝑥)(2−3𝑥)

2𝑥 2 −1
f) lim √ 𝑥+8𝑥²
𝑥→−∞
1
g) lim
𝑥→∞ 3+√𝑥
𝑠𝑒𝑛²𝑥
h) lim 𝑥²
𝑥→−∞

Nos problemas 8 e 9, use o Geogebra para avaliar as seguintes situações:

8.º) Se f (x)  2x 1, dê o valor de:


a) lim f (x) x
b) lim f (x) x 2.

9.º) Para f (x)  x 1, dê o valor de:

a) lim f (x) x


b) lim f (x) x

10.º) Para f(x) = 2x³- 3x² - 3x + 2, Calcule:

a) lim 𝑓(𝑥)
𝑥→+∞

b) lim 𝑓(𝑥)
𝑥→−∞

c) lim 𝑓(𝑥)
𝑥→1/2

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 20


Resultados:
1.º)
a) + ∞
b) + ∞
c) - ∞
d) ∞
e) + ∞
f) - ∞
g) -2
h) 0
i) -∞
j) -5/6
k) 2/3c

2.º)

O cálculo mostra que, à medida que a produção de resistores cresce, o custo médio diminui e
se aproxima de 1,8 dólar por unidade.

3.º) A concentração de sal se aproxima de L = 30 g/litro por valores menores do que L.

4.º)

5.º)

a) y = 1, x = -4

b) y = 2, x = -2 e x = 1

c) x = 5

6.º) 5

7.º)
a) 0
b) -2
c) 0

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 21


d) 7/2
e) 1/6
f) 1/2
g) 0
h) 0

8.º) a)   b)  
9.º) a)   b)  
10.º)
a)  
b)  
c) 2

REFERÊNCIAS

STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 22


SEMANA 04: Derivadas

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Reconhecer a derivada como medida de taxa de variação, o que pode ser identificada a partir do
coeficiente de uma reta tangente.
 Calcular, a partir da derivada, a equação de retas tangentes e normais ao gráfico de uma função.
 Aplicar a tabela de derivadas e regras de derivação (soma e produto por constante) para derivar
combinações lineares de funções elementares (funções constantes, potência, exponenciais,
logarítmicas, trigonométricas e arcos trigonométricos).

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Verifique como surgem os limites quando tentamos encontrar a tangente a uma curva ou a
velocidade de um objeto através da leitura da seção 2.1 (p. 73 - 76): STEWART, James. Cálculo –
volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Observe que este tipo de limite é chamado de derivada e que o mesmo pode ser interpretado como
uma taxa de variação.
 Construa um mapa mental sobre os conceitos iniciais de derivadas usando para isso o material de
apoio do site somatemática.
Link: https://www.somatematica.com.br/superior/derivada.php
 Para pensar em situações que utilizam o conceito de derivadas, assista ao vídeo: “Afinal, para que
servem as derivadas?” (10:22). Disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=1OPjFQeGa9Y&index=20&list=PLUyhCZ-
szXJdrBjcjRTBp3pC7yR_U-3t0

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
𝒇(𝒙+𝒉)−𝒇(𝒙)
 Calcule o 𝐥𝐢𝐦 𝒉
das funções dadas nos exemplos a seguir e em seguida use as regras de
𝒙→𝟎
derivação da secção 3.1 da referência bibliográfica descrita abaixo, para confrontar com os resultados
obtidos.

Exemplos:
I) f(x) = x² + 1
II) f(x) = x³ - x
III) f(x) = x² + 5x +9
𝟐
IV) f(x) = 𝒙²

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 23


 Exercícios para praticar Cálculo de derivadas: Seção 3.1 (p. 166 e 167-Exercícios ímpares): STEWART,
James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 O que é a inclinação de uma reta tangente à uma curva?
 Como determinar a inclinação de uma reta tangente à uma curva em um ponto dado? É possível calcular
a inclinação da reta tangente em todos os pontos da função?
 Como usar o conceito de derivadas em situações-problema?
 Quais foram as principais técnicas de derivação estudadas?

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

Atividade A:

1.º) Derive as funções seguintes usando as regras estudadas, justificando detalhadamente cada
passagem.
a) f(x) = x5
b) f(x) = 4x3
c) f(x) = 3x9 + 4x7 – 5x6
d) f ( x)  x
e) f ( x)  x  2 3 x  3x 2
1
f) f ( x )  x 3  7
x
2.º) Dada a função f(x) = x² - 2x + 1, determine a equação da reta tangente à curva f(x) no ponto
cuja abscissa é 2.
3.º) Dadas as funções f(x) = x²+ Ax e g(x) = Bx, determinar A e B de tal forma que

 f ' ( x)  g ' ( x)  1  2x

f(x) - g(x)  x²

4.º) Considere as funções f(x) = x³ - 3x² - 24x + 2 e g(x) =  3 x ²  9 x . Determine os
3
intervalos/pontos em que as derivadas f’(x) e g’(x) são positivas, nulas ou negativas.
5.º) Encontre a derivada das seguintes funções usando a definição e em seguida use as regras de
derivação para encontrar as derivadas das funções:
a) y = 8x² + 3x
b) y = 7x² - 5x + 3

6.º) Determine a equação da reta tangente à parábola y = x²- 8x + 9 no ponto (3, -6).

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 24


1  1
7.º) A equação da reta tangente ao gráfico f(x)  no ponto  5,  será:
x  5

a) 25y  x  10  0.

b) 10y  x  7  0.

c) 7y  2x  2  0.

d) 10y  x  10  0.

e) 5y  x  10  0.

8.º) A derivada da função f, de IR em IR, definida por f(x) = -2x5 + 4x3 + 3x - 6, no ponto de abcissa
x0 = -1, é igual a:

a) 25
b) 19
c) 9
d) 5
e) 3

9.º) Determine uma equação da reta normal a curva y = x3 – 4 no ponto (2,4)

10
10º) Determine uma equação da reta normal a curva y  no ponto (4,-5)
14  x 2
11.º) Determine a equação da reta tangente ao gráfico da função f(x) = x 3 + x + 3 no ponto de abscissa x0 =
0.

12.º) Determine a equação da reta tangente ao gráfico da função f(x) = x 2 - 3 + 4 no ponto (1, f (1)).

13.º) Uma partícula se move sobre uma trajetória segundo a equação abaixo onde S é dado em metros e t
em segundos. Determine a velocidade e aceleração nos valores indicados:

a) S t   2t 2  10t  1 . Determine a velocidade no instante t = 3 s.

b) S t   t 2  3t . Determine a velocidade no instante t = 2 s.

c) S t   t 3  t 2  2t  1 . Determine a velocidade no instante t = 1 s e aceleração em t = 2 s.


14.º) A taxa de desemprego varia com o tempo. A tabela fornece a porcentagem de desempregados na
força de trabalho australiana em meados de 1995 a 2004.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 25


(a) Qual o significado de U´(t)? Quais são suas unidades?

(b) Construa uma tabela de valores para U´(t) .

15.º) Seja a P(t) porcentagem da população das Filipinas com idade maior que 60 anos no instante t. A
tabela fornece projeções dos valores desta função de 1995 a 2020.

a) Qual o significado de P´(t)? Quais são suas unidades?


b) Construa uma tabela de valores para P´(t).
c) Faça os gráficos de P e P´.

REFERÊNCIAS

STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 26


SEMANA 5: Regras de derivação

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Aplicar a tabela de derivadas e regras de derivação (soma e produto por constante) para derivar
combinações lineares de funções elementares (funções constantes, potência, exponenciais, logarítmicas,
trigonométricas e arcos trigonométricos).
 Identificar funções que necessitem das regras do produto e/ou quociente para o cálculo de sua derivada
 Empregar as regras de derivação (soma, produto por constante, produto e quociente) para calcular
derivadas de funções.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Analise as diferentes técnicas de derivação do cap. 7 do livro: GUIDORIZZI, Hamilton. Um curso de
cálculo. Volume 1. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1986 comparando-as e relacionando-as
com a folha de fórmulas dada em anexo.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Reflita sobre as relações entre limites e derivadas e faça um registro de suas recordações.
 Baixe o software gratuito Geogebra para as representações do gráfico e de derivadas das funções a serem
analisadas. Plote, no Geogebra, uma função constante e gerar a reta tangente através dos comandos do
mesmo e verifique a inclinação desta reta tangente comparando com a fórmula correspondente da
derivada desta função na folha de fórmulas (em anexo). Plote o gráfico da função identidade, 𝑦 = 𝑥,
gerar a reta tangente e verificar que o ângulo formado em seguida, calculem a tangente do mesmo,
sempre relacionando o resultado com a fórmula correspondente. Você pode fazer o gráfico das outras
funções e suas respectivas derivadas, sempre relacionando com o cálculo das derivadas e fazendo a
correspondência com a folha de fórmulas.
 Exercícios para praticar Cálculo de Limites: 2, 10, 11 ao 31 (ímpares), p. 98. STEWART, James. Cálculo –
volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Exercícios para praticar Continuidade: 2, 3, 35, 37, 44, p. 117-118. STEWART, James. Cálculo – volume 1,
7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 Qual relação do limite com a derivada?
 O que é inclinação?
 O que é reta tangente?
 O que é inclinação da reta tangente?
 É possível obter essa inclinação da reta tangente em todos os pontos da função?

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 27


ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM
1. Calcule as derivadas das funções abaixo:
x2 5
a) y  2x 3    3
3 x

x 3 x2
b) y  3 tgx    6 x  ln(3)
3 2

c) y  x 4  4 x  3lnx  2 e3

d) y  (x 2  3) cos x  3 tgx

e) y  x 2 ln x  e x senx

x2  1
f) y
3x  4

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 28


senx
g) y
4x  1

2. Ache a derivada em relação a x de:


a) f ( x)  x  x b) f ( x)  2 x  1.
2

3. a) Ache a derivada em relação a x de f ( x)  x .


b) Ache a inclinação da reta tangente a y  x em x  9 .

df
4. Dada a função f ( x)  x 2  3x  1, determine
dx
.

5. Determine a derivada das funções:


a) f ( x)  11

b) f ( x )  x  4

c) f ( x)  5 x 3

d ) f ( x)  2sen x
2 3
e) f ( x )  x
3
f ) f ( x)  2 x

g ) f ( x)  48 x

h) y  3 x 4  5 x 2  4 x
i ) y  sen x  2 cos x

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 29


6. Se f ( x)  2 x 3 calcule f ' (2).

7. Dada a função f ( x)  sen x , calcule f ' ( 6).

8. Dada a função f ( x)  3 x 2 , calcule a derivada de f(x) no ponto x  8.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 30


SEMANA 6: Regra da Cadeia

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Identificar funções compostas.
 Aplicar a Regra da Cadeia para derivação de funções compostas.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Pesquise mais sobre outras possibilidades e/ou problemas de aplicação que envolvam a derivação por
meio da Regra da Cadeia. Você pode iniciar sua pesquisa estudando o Capítulo 3 do livro: Exercícios
Resolução de Problemas com Regra da Cadeia: 58, 79, 80, 81, 82 e 83, p. 185 - 186. STEWART, James.
Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Após o estudo das aplicações envolvendo Regra da Cadeia pratique resolvendo os Exercícios/Problemas
de Aplicação: 58, 79, 80, 81, 82 e 83, p. 185 - 186. STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo:
Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Exercícios para praticar a Derivação – Regra da Cadeia: 1 - 35, p. 185. STEWART, James. Cálculo – volume
1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Exercícios para Aplicação Equação Reta Tangente com Regra da Cadeia: 51 e 53, p. 185. STEWART, James.
Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Valide a resolução das aplicações da equação da Reta Tangente plotando as funções e às equações
calculadas no Geogebra.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 Como identificar a função composta? Há alguma característica para identificar?
 Há aplicações reais que envolvam funções compostas? Quais possibilidades?
 Dada duas funções: 𝑦 = 𝑓(𝑥) 𝑒 𝑦 = 𝑔(𝑥) a derivada da 𝑓𝜊𝑔 é igual a derivada da 𝑔𝜊𝑓?

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 31


ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

1) Dada a função, determine a derivada:

a) 𝑦 = (𝑥 3 + 9)7
3
b) 𝑦 = √𝑥 + 7

c) 𝑦 = 𝑒 𝜋+𝑥

d) 𝑦 = 𝑒 −2𝑥 cos(3𝑥)

𝑥 2 +5𝑥−7
e) 𝑦 = √ 𝑥²+4𝑥

f) 𝑦 = 𝑠𝑒𝑛4 (5𝜃)
2)
g) 𝑦 = 𝑒 −3𝑡.cos(𝑡

h) 𝑦 = 𝑡𝑔(cos(2θ))

2) Usando as regras de derivação, determine a expressão da derivada de cada uma das seguintes funções:

 
a) y  x sen  3x 
5 

 5
b) y  log 3 x 2  3x  3
x

c) y  3x x 3 arctgx

d) f(x)  1  arcsen(2x 3 )

2
 
e) y  cos  x 
5 

f) f(x)  ln(arc cos(x3  1) )

2𝑥
3) Determine a 𝑦 ′ 𝑒 𝑦′′ da função 𝑦 = 𝑒 𝑒 .

3
4) Determine uma equação da reta tangente ao gráfico de 𝑦 = (1 + 𝑥 + √𝑥 )2 no ponto de abscissa xo=1.
Ilustre no Geogebra para validação da equação.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 32


5) Encontre a equação da reta que tangencia a curva 𝑦 = 𝑠𝑒𝑛(𝑠𝑒𝑛(𝑥)) no ponto (π, 0).

6) (STEWART, 2013 – adaptada) O deslocamento de uma partícula em uma corda vibrante é dado por
1
𝑠(𝑡) = 10 + 4 𝑠𝑒𝑛(10𝜋𝑡), onde s é medido em centímetros e t, em segundos. Qual a velocidade da

partícula após 3 segundos?

7) (STEWART, 2013 – adaptada) O movimento de uma mola sujeita a uma força de atrito ou a uma força
de amortecimento (tal como o amortecedor em um carro) é frequentemente modelado pelo produto
de uma função exponencial e uma função trigonométrica. Suponha que a equação de movimento de
um ponto nessa mola seja 𝑠(𝑡) = 2𝑒 −1,5𝑡 cos(2𝜋𝑡), onde s é medido em centímetros e t, em segundos.
Encontre a velocidade após t segundos.

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 33


SEMANA 7: Derivação Implícita e Retas Tangentes

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Identificar funções implícitas.
 Derivar funções implícitas.
 Calcular, por meio da derivada de função implícitas, equações de retas tangentes.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Você estudou em aula algumas funções especiais, pois receberam um nome de acordo com seu esboço
gráfico. Pesquise outras funções especiais e analise-as para verificar se são funções implícitas ou não.
Plote as funções pesquisadas no Geogebra e identifique um ponto pertencente à função para calcular a
reta que tangencia-na nesse ponto. Valide seu cálculo plotando a reta calculada e, se necessário, ajuste.
 Pesquise aplicações de funções implícitas na área da Engenharia, em especial, no seu curso.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Retorne aos cálculos de derivada de funções implícitas aplicadas ao cálculo de equações tangente.
Utilizando o Geogebra plote a função original e a função derivada. Analise-as graficamente. É compatível?
 Exercícios para praticar a Derivação Implícita: 1 - 23, p. 194. STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed.
São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Exercícios para Aplicação Equação Reta Tangente: 25, 26, 33, 34, p. 194. STEWART, James. Cálculo –
volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Exercícios para Derivação Implícita Sucessiva: 35-40, p. 194. STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed.
São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 Como identifico a função implícita?
 Sempre será possível reescrever a função implícita em explícita? Por quê?
 A derivada das funções que são possíveis de escrever explícitamente são iguais quando derivadas de
maneira implícita?
 Quais são as diferenças da derivada de funções explícitas e implícitas?
 E quanto as derivadas sucessivas?! Quais são as diferenças de explícitas e implícitas?

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 34


𝑑𝑦
1) Determine 𝑑𝑥 diferenciando implicitamente cada função:

a) 𝑥 2 𝑦 + 2𝑥𝑦 3 − 𝑥 = 7
3 1
b) 𝑦
+𝑥 =4
𝑥−𝑦
c) 𝑥 2 =
𝑥+𝑦

d) cos(𝑥 2 𝑦 2 ) = 𝑥
e) 𝑡𝑔3 (𝑥𝑦 2 ) = 𝑦 + 𝑥
f) 𝑦 + 𝑙𝑛𝑥𝑦 = 1

𝑑²𝑦
2) Determine por diferenciação implícita da função:
𝑑𝑥²

a) 𝑥 3 + 𝑦 2 = ln 𝜋
b) 𝑥𝑠𝑒𝑛𝑦 = 𝑥
c) 2𝑥𝑦 − 𝑦 2 = 5
d) 𝑦𝑐𝑜𝑠𝑥𝑦 = 𝑦

3) Cada função descrita é especial, pois sua forma gráfica nomea a função.
- Para cada função calcule a equação da reta que tangencia a função no ponto dado.
- Simule, utilizando o Geogebra, a função e a equação de reta calculada. Verifique se a intersecção da função
com a reta realmente é o ponto de tangenciamento. Caso contrário, ajuste seu cálculo e o esboço gráfico.
- Analisando a simulação, arraste, ou seja, modifique o ponto de tangenciamento da função. O que ocorre?
A equação da reta tangente permanece a mesma?

A) A Curva do diabo: 𝑦 4 − 4𝑦 2 − 𝑥 4 + 5𝑥 2 = 0 , P(0, -2)

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 35


B) Lemniscata (infinito): 2(𝑥 2 + 𝑦 2 )2 − 25𝑥 2 + 25𝑦 2 = 0, P(3, 1)

C) Cardioide: 𝑥 2 + 𝑦 2 = (2𝑥 2 + 2𝑦 2 − 𝑥)², P(0; 0,5)

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 36


SEMANA 08: Taxas Relacionadas

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Identificar e interpretar problemas que envolvem taxas relacionadas.
 Aplicar as regras de derivação para resolução de problemas de taxas relacionadas.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:

 Nas semanas anteriores, estudamos várias aplicações que envolvem o conceito de derivadas. Quais
delas estão relacionadas com taxas relacionadas? Liste 5 aplicações de derivadas envolvendo as taxas
relacionadas e aponte a solução da situação-problema.
 Conheça um pouco mais sobre as taxas relacionadas, assistindo ao vídeo: “Introdução às taxas
relacionadas” (03:43). Disponível em: https://pt.khanacademy.org/math/ap-calculus-ab/ab-diff-
contextual-applications-new/ab-4-4/v/rates-of-change-between-radius-and-area-of-circle
 Realize a leitura da secção 3.9: STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage
Learning, 2013, no intuito de aprofundar seu estudo sobre as taxas relacionadas. Disponível na Minha
Biblioteca.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Vamos praticar? O você que acha de resolver algumas situações envolvendo taxas relacionadas?
Sugestões:

Exemplo 01 – Água entra em um tanque cônico a uma taxa de 9 pés³/min. O tanque tem o vértice voltado
para baixo e altura de 10 pés, e o raio da base é de 5 pés. Qual será a taxa de aumento do nível de água
quando a profundidade for de 6 pés?

Exemplo 02 - Um balão de ar quente, que sobe na vertical a partir do solo, é rastreado por um telêmetro
colocado a 500 pés de distância do ponto de decolagem. No momento em que o ângulo de elevação do
𝜋
telêmetro é 4 , o ângulo aumenta a uma taxa de 0,14 rad/min. A que velocidade o balão sobe nesse momento?

Exemplo 03 – Uma partícula P se desloca no sentido horário, a uma taxa constante, ao longo de um círculo
de raio 10 pés, com o centro na origem. A posição inicial da partícula é (0, 10) sobre o eixo y, e seu destino
final é o ponto (10, 0) no eixo x. Uma vez que a partícula se encontra em movimento, a reta tangente em P
cruza o eixo x no ponto Q( que se desloca ao longo do tempo). Se a partícula leva 30 segundos para se deslocar
do início ao final, qual a velocidade de deslocamento do ponto Q ao longo do eixo x quando estiver a 20 pés
do centro do círculo?

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 37


Exemplo 04 – Um avião a jato voa a uma altitude constante de 12000 pés acima do nível do mar à medida
que se aproxima de uma ilha do Pacífico. A aeronave se aproxima na linha direta de visão de uma estação de
radar localizada na ilha e o radar indica que o ângulo inicial entre o nível do mar e sua reta de visão até a
aeronave é de 30°. Qual a velocidade (em milhas por hora) do avião ao se aproximar da ilha e ao ser detectado
pela primeira vez pelo instrumento de radar, se ele gira para cima(sentido anti-horário) à taxa de 2/3° s para
manter a aeronave dentro de sua linha direta de visão?

Exemplo 05 – Se o comprimento original x do lado de um cubo de 24 m diminui à taxa de 5 m/min quando x


= 3, a que taxa a área do cubo varia? O volume do cubo varia?

Exemplo 06 – O comprimento l de um retângulo diminui a uma taxa de 2 cm/s, enquanto a largura w aumenta
a uma taxa de 2 cm/s. Determine as taxas variação para:
a) a área
b) o perímetro
c) os comprimentos das diagonais quando l = 12 cm e w = 5 cm
Quais medidas estão diminuindo e quais estão aumentando?

Respostas:
No momento em questão, o nível da água está aumentando cerca de 0,32 pé/min.
01) No momento em questão, o balão sobe a uma velocidade de 140 pés/min.
02) No momento em questão, o ponto Q se desloca para a origem à velocidade de aproximadamente 108,8
pés/min.
03) A aeronave se aproxima da ilha a uma velocidade de cerca de 380 milhas/h quando detectada pela
primeira vez pelo radar.
04) -180m²/min e -135m³/min.
05) a) 14 cm²/s, crescente; b) 0 cm/s , constante ; c) -14/13 cm/s, decrescente.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?

 Qual é a relação entre as taxas relacionada e a derivada de uma função?

 Cite 6 aplicações de taxas relacionadas à sua área de conhecimento.

 Você consegue elaborar uma estratégia para a resolução de problemas envolvendo taxas
relacionadas?

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 38


1. Se a área de um círculo é crescente a uma taxa constante de 4cm²/s, a que taxa está crescendo
o raio no instante em que o raio é 5 cm?

2. A área A de um retângulo é decrescente a uma taxa constante de 9 centímetros quadrados por


segundo. Num instante qualquer, o comprimento l do retângulo é decrescente duas vezes mais
rápido que a largura w. num certo instante está a 1 centímetro por centímetro quadrado. Neste
instante, quão rapidamente a largura está decrescendo?

3. Duas rodovias interceptam-se perpendicularmente. O carro A numa rodovia está a ½ km da


interseção e se move a uma razão de 96 km/h, enquanto o carro B na outra rodovia está a 1 km
da interseção e caminha para ela a uma razão de 120 km/h. A que razão está variando a distância
entre os dois carros neste instante?

4. Um homem com 1,80 m de altura está a 12 m da base de um poste de luz com 20 m de altura e
caminha em direção ao poste a uma velocidade de 4,0 metros por segundo. Com que taxa o
comprimento de sua sombra está variando?

5. A água está escoando para fora de um funil cônico a uma vazão de 3 centímetros cúbicos por
segundo. O funil possui um raio de 2 centímetros e altura de 8 centímetros. Quão rápido
abaixará o nível da água que se escoa quando ela estiver a 3 centímetros do topo?

6. A pressão P e o volume V de uma amostra de gás que sofre uma expansão adiabática estão
relacionados pela equação 𝑃𝑉 1,4 = 𝐶, onde C é uma constante. Num determinado instante, o
volume da tal amostra é 4 cm³, a pressão é 4000 𝑘𝑔⁄𝑐𝑚² e o volume está crescendo a uma taxa
constante de 2 cm³/s. A que razão a pressão está variando neste instante?

7. O esforço de um trabalhador solicitado por uma indústria para fabricar x unidades de um certo
1
produto é dado pela equação y = 2 √𝑥. Determine a taxa instantânea à qual o esforço do
trabalhador seria crescente se, no momento, existe uma demanda de 40000 unidades do
produto, mas a demanda é crescente a uma razão de 10000 unidades por ano.

8. Uma placa circular de metal expande-se quando aquecida, de modo que seu raio cresce a uma
razão constante de 0,02 cm/s. A que razão a área de superfície (de um lado) estará crescendo
quando o raio for 4 cm?

9. A água está sendo bombeada a uma razão de 1,5 m³/min dento de uma piscina com 20 m de
comprimento por 10 m de largura. A profundidade da piscina decresce uniformemente a partir
dos 7 m de uma extremidade e 1 m da outra extremidade. Com que rapidez o nível da superfície
da água estará baixando no instante em que sua profundidade no extremo mais fundo for 6m?

10. Se a área de um círculo decresce à razão constante de 3 cm²/s, a que razão o raio r estará
decrescendo no instante em que r = 2 cm?

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 39


REFERÊNCIAS
STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.
MUNEM, M. A. e FOULIS, D. Cálculo - volume 1. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1982.

SEMANA 09: Exercícios de revisão

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 40


 Fazer um resgate dos conteúdos vistos até o momento e em seguida, resolver exercícios de
revisão.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:

 Realize a leitura do livro: STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning,
2013, no intuito de elaborar um resumo teórico apontando os principais conteúdos estudados até o
momento. Disponível na Minha Biblioteca.
 Revise o conteúdo de limites e derivadas, bem como algumas aplicações assistindo ao vídeo:
“Revisão-Cálculo I” (01:08). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=j-rtyoR67f4.

EXPERIMENTE!
Realize uma revisão do que está aprendendo através da resolução dos exercícios abaixo:

 Exercícios de revisão:

1.º) Calcule os seguintes limites:


4𝑥 5 +9𝑥+7
a) lim 3𝑥 6 +𝑥3 +1
𝑥→𝟏
𝑥 3 +3𝑥 2 −9𝑥−2
b) lim 𝑥 3 −𝑥−6
𝑥→𝟐
𝑥 2 −9
c) lim
𝑥→𝟑 𝑥 2 −3𝑥
𝑥 6 +2
d) lim
𝑥→𝟎 10𝑥 7 −2
𝑎 2 −𝑏²
e) lim 2 +2𝑎𝑏+𝑏 2
𝑎→𝟎 𝑎
2−𝑥
f) lim
𝑥→𝟐 2−√2𝑥
𝑡 4 −1
g) lim
𝑡→𝟏 3𝑡 2 −4𝑡+1

√𝑡+4 −2
h) lim 𝑡
𝑡→𝟎
1
i) lim
𝑥→𝟎 √𝑐𝑜𝑠2 (𝑥)+1−1

𝑥 3 +8
j) lim
𝑥→−𝟐 √𝑥+2

2.º) Determine l tal que:


3
a) lim (3𝑙𝑥 2 − 5𝑙𝑥 + 3𝑙 − 1) =
𝑥→𝟓 2

b) lim(𝑥 2 − 5𝑥 + 6) = 0
𝑥→𝒍

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 41


c) lim (5𝑥 4 − 3𝑥 2 + 2𝑥 − 2) = 𝑙
𝑥→𝟐
𝑙−𝑥²
d) lim 𝑥+𝑘 = −1
𝑥→𝟓

3.º) Calcule os seguintes limites no infinito:


2𝑥 3 +5𝑥+1
a) lim
𝑥→+∞ 𝑥 4 +5𝑥 3 +3
3𝑥 4 −2
b) lim
𝑥→+∞ √𝑥 8 +3𝑥+4
𝑥 2 −2𝑥+3
c) lim
𝑥→+∞ 3𝑥 2 +𝑥+1
𝑥
d) lim
𝑥→+∞ 𝑥 2 +3𝑥+1
1
(𝑥 2 +1)2
e) lim
𝑥→+∞ 3𝑥+2
1
(𝑥 2 +1)2
f) lim
𝑥→−∞ 3𝑥+2
3
√𝑥 3 +2𝑥−1
g) lim
𝑥→+∞ √𝑥 2 +𝑥+1

h) lim √𝑥 + 1 − √𝑥 + 3
𝑥→+∞

4.º) Obtenha os limites:

x2  9 x 4  2 x 3  5 x 2  12x  4
a) lim i) lim
x 3 x3 x   2 2 x 4  7 x 3  2 x 2  12 x  8

5 x 1  2x  x 2  1
b) lim j) lim
x 5 25  x 2
x 0 x
x3
c) lim 1 x  1 x
x 0 2 x 2  x k) lim
x 0 x
x3  8
d) lim 2x  x  1
x2 x2 l) lim
x 1 x 1
x  4x  3
2
e) lim
x 1 x3 1
x2  4
m) lim
x 2
x  2  3x  2
x  3x  x  3
3 2
f) lim
x  1 x3  x2  2 x 2  3x  3  x 2  3x  3
n) lim
x 1 x 2  3x  2
x 3  3x 2  6 x  4
g) lim
x 1 x 3  4 x 2  8 x  5
o) lim x (5x 3  3x 2  2 x  1) 
x 3  3x  2
h) lim 4
x 1 x  4 x  3
p) lim x (2 x 5  x 4  2 x 2  1) 

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 42


2x 2  1
u) lim x 
q) lim x (3x 4  2 x 2  1)  x2 1

3x 3  5 x 2  2 x  1
v) lim x 
r) lim x (3x 4  5x 2  8)  9 x 3  5x 2  x  3

w) lim x   4 x  5 x  x 
3 2

s) lim x (5 x 3  3x  2) 


x  7x 2
4

x) lim x   3 x  x  7 x 
5 4

t) lim x ( x 2  3x  2)  6 x  8 x 4  20
5

y) lim x   4 x  12 x  5 x 
5 2

x 3  4x 2  2

5.º) Determine as assíntotas (se existirem), o intercepto das funções no eixo y, analise a
continuidade e esboce o gráfico das funções abaixo:

5
a) y
x3
3x  1
b) y 
x 1
2
c) y 
x
2
d) y
( x  1) 2
e)
 x2 1
 se x  1
y   x 1
1 se x  1

 1
 se x  2
f) y  x  2
3 se x  2

3
g) y
x  x6
2

1
h) y 
x 1
2

x3
i) y
x2

© 2018 Laureate International Universities®|Confidential & Proprietary 42


6.º) Encontre os limites abaixo:

sen3x
a) lim x 0 
2x
senx
b) lim x 0 
4x
tg 2 x
c) lim x 0 
3x
sen4 x
d) lim x 0 
sen3x
tg 3x
e) lim x0 
tg 5 x

7.º) Avalie os limites abaixo:

2x
 1
a) lim x 1   
 x

x
 1
b) lim x  1  
3

 x

x2
 1
c) lim x 1   
 x

x
 4
d) lim x 1   
 x

8.º) Use as técnicas de derivação estudadas para calcular a derivada das funções abaixo:

a) f ( x)  3  cos x4  cos4 x

b) f ( x)  2  ( x  3x)  3 x  2
2 5 3

x2
c) f ( x)  e  3 ln (3x  9)

9.º) Dada a função y  f ( x)  2x2  x :


a) Calcular a sua derivada:

b) Calcular f´(3)

c) Determine a equação da reta tangente à curva y  f (x ) no ponto x = 3

43
10.º) Calcular a derivada das funções:

a) f ( x)  sen ( x  x2 )  tg ( x  1)

b) f ( x)  ( x  4x3 )9  (2x  8)

( x 2  1)3
c) f ( x) 
2x  4

1
11.º) Calcular a derivada de ordem 3 da função f ( x)  3x 5  2 x 4  .
x

12.º) Use a regra da cadeia para calcular a derivada das funções abaixo:

a) f ( x)  3 ( x2  4x)6  2 x3  5
b) f ( x)  2 sen x4  2 sen 4 x

13.º) Encontre os pontos críticos e classifique-os (máximo, mínimo e ponto de inflexão).


a) y = 40 – 6x + x2
b) y = 2x2 – x3
c) y = x5 + 5x3 + 5
d) Seja C = q3 – 9q2 + 40q + 50 uma função Custo Total.

14.º) P = 130 + 2x3/2 é a função que dá, em milhões de habitantes, a população de um país em função do tempo
x, em anos, a partir de hoje.

a) Determine a função Crescimento Populacional. Por que a derivada da função População é a função
Crescimento Populacional?
b) Quantos Habitantes terá esse país daqui a quatro anos?
c) Quanto a população estará crescendo por ano daqui a exatamente quatro anos?

Respostas:

1.º) a) 4 b) 15/11 c) 2 d) -1 e) -1 f) g) 2 h) ¼ i) √2+1 j) 0


2.º) a) k = 5/106 b) k = 2 c) k = 70 d) k = 0
3.º) a) 0 b) 3 c) 1/3 d) 0 e) 1/3 f) -1/3 g) 1 h) 0
4.º) a) 6 b) 1/10 c) 0 d) 12 e) -2/3 f) -4/5 g) 1 h) ½ i) 7/8 j) -1 k) 1 l) √2/4 m) -8 n) 3 o) +∞
p) - ∞ q) -∞ r) +∞ s) +∞ t) -∞ u) 2 v) 1/3 w) 0 x) ½ y) ∞
5.º)
a) x = 3 é a assíntota vertical e y = 0 é a assintota horizontal intercepto eixo y=-5/3

b) x = 1 é a assíntota vertical e y= 3 é a assintota horizontal intercepto eixo y=-1

c) x = 0 é a assíntota vertical e y = 0 é a assíntota horizontal intercepto eixo y = não intercepta

44
d) x = 1 é a assíntota vertical e y = 0 é a assíntota horizontal intercepto eixo y= 2

e) não tem assíntotas intercepto eixo y = 1

f) x=-2 é a assíntota vertical e y = 0 é a assíntota horizontal intercepto eixo y = ½


g) x=-3 e x=2 são as assíntotas verticais e y = 0 é a assíntota horizontal intercepto eixo y=-1/2

h)x=-1 e x=1 são as assíntotas verticais e y = 0 é a assíntota horizontal intercepto eixo y=-1

i) x = -2 é a assíntota vertical e y = 1 é a assíntota horizontal intercepto eixo y=-3/2


6.º)

a) 3/2
b) ¼
c) 2/3
d) 4/3
e) 3/5

7.º)

a) e2
b) e1/3
c) e
d) e4

8.º)

a) f ' ( x)  3 cos x4  4x3  4 cos3 x  ( sen x)

1
1 3 
b) f ' ( x)  2  5 ( x  3x)  (2 x  3)  3  ( x  2) 2  3x
2 4 2
2

2 33 3
c) f ' ( x)  e x  2 x   2 xe 
3x  9 x3
9.º)

a) f ' ( x)  Re sp : 4 x  1

b) f ' (3) : Re sp : 4  3  1  13

c) Resp: y  13 x  18

10.º)

a) Resp: f ' ( x)  cos( x  x2 )  (1  2x)  sec2 ( x  1)  (1)

b) Resp: f ' ( x)  9 ( x  4x3 )8  (1  12x2 )  (2x  8)  (21  0)  ( x  4x3 )9

(2 x  4)  3 ( x 2  1) 2  (2 x)  ( x 2  1)3  (2)
c) Resp: f ' ( x)  2
(2 x  4)

45
11.º) f ' ' ' ( x)  180x2  48x  6x4
12.º)
1
1 3 
a) Resp: f ' ( x)  18 ( x  4 x)  (2 x  4)  2  ( x  5) 2  (3x )
2 5 2
2

b) Resp: f ' ( x)  2 cos x4  4x3  2  4 sen3 x  cos x


13.º)
a) y = 40 – 6x + x2
y’=  6  2 x  0 , resolvendo esta equação temos x = 3. Assim, o único ponto crítico desta função é (x, y)
= (3, 31).

y’’= 2. Então o ponto (3,31) é de mínimo.

b) y = 2x2 – x3
y’= 4 x  3x 2  0 , (x = 0 ou x = 4/3).

y’’= 4  6 x [em x = 0 / y’’= 4 (Ponto de Mínimo)]

[em x = 4/3 / y’’=  4 (Ponto de Máximo)]

c) y = x5 + 5x3 + 5
y’= 5x 4  15x 2  x 2 ( x 2  3)  0 , (x = 0).
y’’= 20x 3  30x , [em x = 0 / y’’= 0, mas y3 = 30 (Ponto de Inflexão)]

d) C = q3 – 9q2 + 40q + 50
C’= 3q 2  18q  40  0 , (C’  0q  R)
Como não existe q que faça C’= 0, a função não possui pontos críticos.

14.º)

a) fcp( x)  P' ( x)  3x1/ 2


Porque a derivada dá a variação na população correspondente à variação de um ano no tempo.

b) P(4)  130  2(4)  130  22 43  130  2 64  130  2  8  130  16


3/ 2

=146 milhões de hab.

c) P' (4)  3(4)


3/ 2
= 6 milhões de hab por ano.

46
COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?

 O que é o limite de uma função polinomial? Quais são as principais leis dos limites estudadas?

 O que são limites laterais? Quando podemos afirmar que uma função é contínua em um ponto?

 Qual a diferença entre limites infinitos e limites no infinito? O que são assíntotas?

 Como determinar o coeficiente angular de uma curva em um ponto? Como medir a taxa de
variação de uma função? Qual é a relação entre a taxa de variação e a derivada de uma função?
Quais foram as principais técnicas de derivação estudadas até o momento?

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

Atividade A :
1) Para a função representada graficamente na Figura a seguir, determine, se existir, cada item abaixo. Caso
não exista, justifique.
a) lim f(x) b) lim f(x) c) lim f(x) d) lim f(x) e) f(3)
x 0 x 3 x 3- x 3

2) Para a função representada graficamente na Figura a seguir, determine, se existir, cada item abaixo. Caso
não exista, justifique.
a) lim f(x) b) lim f(x) c) lim f(x) d) lim f(x) e) f(3) f)f(-2) g) lim f(x) h) lim f(x)
x 3- x 3 x 3 x 1 x   2- x  2 

47
3) Para a função representada graficamente na Figura a seguir, determine, se existir, cada item abaixo. Caso
não exista, justifique.
a) lim f ( x) b) lim f ( x) c) lim f ( x) d) lim f ( x) e) lim f ( x)
x3 x3 x3 x 2 x 2

f) lim f ( x) g) f(2) h)f(1) i) f(-3) j) lim f ( x)


x 2 x 1

4) Para a função representada graficamente na Figura a seguir, determine, se existir, cada item abaixo. Caso
não exista, justifique.
a) lim f ( x) b) lim f ( x) c) lim f ( x) d) lim f ( x) e) lim f ( x)
x0 x0 x0 x 4 x 4

f) lim f ( x) g)f(4) h)f(0) i) f(-5) j) lim f ( x)


x 4 x5

5) Para a função representada graficamente na Figura a seguir, determine, se existir, cada item abaixo. Caso
não exista, justifique.

48
a) lim f ( x) b) lim f ( x) c) lim f ( x) d) lim f ( x) e) lim f ( x)
x9 x9 x9 x4 x4

f) lim f ( x) g) f(-9) h)f(0) i) f(6) j) lim f ( x)


x4 x 3

𝒙𝟑 −𝒙𝟐 −𝟐𝒙
6.º) Calculando-se forma 𝐥𝐢𝐦
𝒙→𝟐 𝒙𝟐 −𝟑𝒙+𝟐
, obtém-se

a) 0.
b) 1.
c) 2.
d) 4.
e) 6.
√𝒙−𝟑
7.º) O 𝐥𝐢𝐦 é igual a
𝒙→𝟗 𝒙²−𝟗𝒙

a) 1/9.
b) 1/27.
c) 1/243.
d) 1/243.
e) 1/54.

√𝒙𝟐 +𝒙+𝟏 −√𝒙𝟐 −𝒙+𝟏


8.º) O valor de 𝐥𝐢𝐦 é
𝒙→∞ 𝒙²−𝟗𝒙

a) 0.
b) 1.
c) 2.
d) 3.
e) ∞.

9.º) Seja 𝒇(𝒙) = {√𝒙 − 𝟒, 𝒔𝒆 𝒙 ≥ 𝟒 . O valor de k para oqual f(x) é contínua em x = 4 é


𝒌 − 𝟐𝒙, 𝒔𝒆 𝒙 < 𝟒

49
a) 2.
b) 4.
c) 6.
d) 8.
e) 10.
𝒙
10.º) Sobre a função 𝒇(𝒙) = 𝒙+𝟒
, foram feitas as afirmações abaixo, sendo apenas uma verdadeira.

Assinale-a:
a) Seu gráfico tem a reta x = 4 como uma assíntota vertical.
b) Seu gráfico tem a reta y = 0 como uma assíntota vertical.
c) Seu gráfico passa pelo ponto (0,0).
d)

e)

11.º) Observando o gráfico correspondente à função f(x), assinale a única alternativa incorreta:
a)

b)

c)

d)

e) f(1) = 2

f  x0  x   f x0 
12.º) Calcule as derivadas abaixo através da definição lim .
x 0 x
a) f(x) = 3x + 2
b) f(x) = 1 – 4x²
1
c) 𝑓(𝑥) =
𝑥+2

d) f(x) = 2x² - x + 12

13.º) Para cada função f(x), determine a derivada f’(x) no ponto x0 indicado:

50
a) f ( x)  x 2 para x0  4
b) f ( x )  2 x  3 para x0  3
c) f ( x)  3x para x0  1
d ) f ( x)  x 2  3x para x0  2
e) f ( x )  x 2  4 para x0  0
f ) f ( x)  5 x 4  x 3  6 x 2  9 x  4 para x0  0
1
g ) f ( x)  para x0  2
x
5 x 2  3x  9
h) f ( x )  para x0  5
x2  5
i ) f ( x)  x 2  3x  4 para x0  6

Respostas:
1) a) 3 b) 2 c) 4 d) não existe e) 3
2) a) 2 b) -2 c) não existe d) 3 e) 1 f) -3 g) -1 g) -1

3) a) 1 b) 1 c) 1 d) 1 e) 2

f) não existe g) 1 h) 1 i) não existe j) -1

4) a) +  b) -  c) não existe d) -  e) - 

f) não existe g) não existe h) não existe i) não existe j) não existe

5) a) +  b) -  c) não existe d) -  e) - 

f) não existe g) não existe h) 1,5 i) 0 j) não existe

6.º) E

7.º) E

8.º) B

9.º) D

10.º) C

11.º) C

12.º)

a) 3 b) - 8x c) 1 d) 4x – 1
 x  2 2
13.º)
a) 8 b)2 c) - 3 d) 1 e) 0 f) 9 g) - 1/4 h) 14/45 i) 9

51
REFERÊNCIAS

STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.
MUNEM, M. A. e FOULIS, D. Cálculo - volume 1. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1982.

52
SEMANA 10: Estudos de Funções (máximos e mínimos)

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Descrever funções crescentes e decrescentes.
 Realizar os testes da 1◦ e 2◦ derivadas.
 Verificar os pontos de máximos e mínimos de uma função.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
Nessa aula serão tratados o conceito de máximos e mínimos, utilizando a analogia de uma montanha e de um

vale destacando os picos e os vales existentes. Cálculo dos Limites utilizando a Derivadas.

Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=qb8fO9udclo>.


Duração: 9’59’’

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
Nessa aula, será apresentada a resolução de um problema de otimização com uso do Cálculo I. (busca das
dimensões de uma lata cilíndrica com capacidade para 2L, cuja base é um disco, de modo a minimizar os custos
com o material utilizado). Para acessar é só clicar no link a seguir:
http://eaulas.usp.br/portal/video.action?idItem=2750

Bom estudo!

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
3. Quais os passos para encontrar o máximo e/ou mínimo relativo?
4. Para que servem os testes da primeira e segunda Derivadas?
5. O que são os pontos críticos?

53
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM
1) Encontre os intervalos onde a função 𝑓(𝑥) = 𝑥 3 − 12𝑥 + 11 é monótona (isto é, ou crescente ou
decrescente).
a) Crescente: (−∞, −𝟐] e [𝟐, ∞) ; Decrescente: [−𝟐, 𝟐]
b) Crescente: [−∞, −2] ; Decrescente: [−2, 2]
c) Crescente: [−∞, 2) ; Decrescente: [−2,2]
d) Crescente: (−∞, 2); Descrescente: (−2, 2)

𝑥2 − 1
2) Dada a função 𝑓(𝑥) = , determine os intervalos nos quais a concavidade da curva é para cima, e
2𝑥 + 1
os intervalos nos quais a concavidade da curva é para baixo.
a) Concavidade para cima no intervalo: (−∞, − 𝟏⁄𝟐]; Concavidade para baixo no intervalo: (− 𝟏⁄𝟐 , ∞)
b) Concavidade para cima no intervalo: [−∞, − 1⁄2)]; Concavidade para baixo no intervalo: (− 1⁄2 , ∞)
c) Concavidade para cima no intervalo: (−∞, 1⁄2]; Concavidade para baixo no intervalo: (1⁄2 , ∞)
d) Concavidade para cima no intervalo: [−∞, − 1⁄2]; Concavidade para baixo no intervalo: [− 1⁄2 , ∞]

3) Encontre os pontos de máximo relativo e de mínimo relativo da função: 𝑓(𝑥) = 𝑥 3 − 3𝑥 2 + 5


a) Máximo relativo: (𝟎, 𝟓); Mínimo relativo: (𝟐, 𝟏)
b) Máximo relativo: (5, 0); Mínimo relativo: (2, 1)
c) Máximo relativo: (0, 5); Mínimo relativo: (1, 2)
d) Máximo relativo: (5, 0); Mínimo relativo: (1, 3)

ln 𝑥
4) Seja a função 𝑓(𝑥) = 𝑥
. Encontre o ponto de inflexão:

a) 𝒙 = √𝒆𝟑
b) 𝑥 = 𝑒
1
c) 𝑥 = 𝑒 2
1
d) 𝑥 = 𝑥

54
Atividade 2

1) Encontre os intervalos onde cada função é monótona (isto é, ou crescente ou decrescente).

3
a) 𝑓(𝑥) = 𝑥 + 𝑥2
4
b) ℎ(𝑥) = √𝑥 + 𝑥
2
𝑥 − 5, 𝑠𝑒 𝑥 < 4
c) 𝑓(𝑥) = {
10 − 3𝑥, 𝑠𝑒 𝑥 ≥ 4

2) Indique os intervalos onde o gráfico de cada função é côncavo para baixo ou para cima.

1
a) 𝑓(𝑥) = 2𝑥 3 − 𝑥 2 − 7𝑥 + 2
2

b) 𝑓(𝑥) = 𝑥 4 + 4𝑥 3 + 6𝑥 2 + 4𝑥 − 1
4
c) ℎ(𝑥) = 𝑥 −
𝑥2

3) Determine os valores mínimos e máxomo absolutos no intervalo dado.

a) 𝑓(𝑥) = √4 − 𝑥 2 , −2 ≤ 𝑥 ≤ 1
−𝜋 5𝜋
b) 𝑓(𝜃) = 𝑠𝑒𝑛(𝜃) , 2
≤ 𝜃 ≤ 6
𝜋 2𝜋
c) 𝑔(𝑥) = 𝑐𝑜𝑠𝑠𝑒𝑐 (𝑥) , 3
≤𝑥 ≤ 3

d) 𝑓(𝑥) = 𝑥𝑒 −𝑥 , −1 ≤ 𝑥 ≤ 1
1
e) 𝑓(𝑥) = 𝑥
+ 𝑙𝑛𝑥 , 0,5 ≤ 𝑥 ≤ 4

Resultados

1)
3
a) Crescente: (−∞, 0) e [√6 , ∞) b) Crescente: [4, ∞) c) Crescente: [0, 4)
3
Decrescente: (0, √6] Decrescente: (0, 4] Decrescente: (−∞, 0] e [4, ∞)

55
2)
1 1
a) Concavidade para baixo: (−∞, ) ; Concavidade para cima: ( , ∞)
12 12
b) Concavidade para cima em (−∞, ∞)
c) Concavidade para baixo em (−∞, 0) e (0, ∞)

3)

a) Máximo absoluto: 2; mínimo absoluto: 0


b) Máximo absoluto: 1; mínimo absoluto: -1
2
c) Máximo absoluto: 3 ; mínimo absoluto: 1

d) Máximo absoluto: 1⁄𝑒 ; mínimo absoluto: −𝑒
1
e) Máximo absoluto em (4, 4
+ 𝑙𝑛4); mínimo absolute em (1,1)

REFERÊNCIAS

STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.

56
SEMANA 11: Revisão de conteúdos(Aula de exercícios)

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:

 Fazer um resgate dos conteúdos vistos até o momento e em seguida, resolver exercícios de
revisão.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:

 Realize a leitura do livro: STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning,
2013, no intuito de elaborar um resumo teórico apontando os principais conteúdos estudados até o
momento. Disponível na Minha Biblioteca.
 Revise o conteúdo de limites e derivadas, bem como algumas aplicações assistindo ao vídeo: “Revisão-
Cálculo I” (01:08). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=j-rtyoR67f4.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Exercícios para praticar:
1.º) Usando as propriedades e os teoremas sobre limites, calcule os limites abaixo:
a) lim 3x 3  2 x  7
x2 x 2
 
b) lim x 2  3 x  4

4x2  6x  3
c) lim1 d) lim 15
x 2 16 x 3  8 x  7 x 2

2 x 2  5x  3 6s  1
e) lim1 f) lim
x 2 6 x 2  7 x  2 s 4 2 s  9

(4t 2  5t  3) 3 2  5 x  3x 2
g) lim h) lim 3
t 1 (6t  5) 4 x3 x 2 1

i ) lim 3x 2  4  3 3x  2
x 2

9
 se x < -3
j) lim f(x) sendo  x 2
x 3
4 + x se x  3

x 3 se x 2
k ) lim f ( x), sendo f(x) = 
x 2
4 - 2x se x >2

57
3  x se x 1

2.º) Considere a função definida por: f ( x)  4 se x  1 , determine:
x2  1 x 1
 se
(a) lim f ( x) (b) lim f ( x) (c) lim f ( x)
x 1 x 1 x 1

3.º) Considerando as funções definidas nos itens a, b e c, encontre os limites abaixo, se existirem:

(i ) lim f ( x) (ii) lim f ( x) (iii) lim f ( x)


x 1 x 1 x 1

 x 2 se x 1

c ) f ( x )  2 se x 1
4  x x 1 x - 2 x 1
se 3x  1 se x 1  se
a) f ( x)   2 b) f ( x )  
x  1 se x 1 3 - x se x  1

4.º) Calcule os seguintes limites laterais:

x2 x x
a ) lim b) lim c) lim
x 2 x  4 x2 x  2 x4 x  4
2

x2 x6 x
d ) lim 2 e) lim 2 f ) lim 2
x 2 x  4 x 6 x  36 x 3 x  9

 x2  4
 se x  2
5.º) Calcule o lim f ( x ) sendo: f ( x)   x  2
x 2
5 se x  2

6.º) Verifique se as funções são contínuas nos pontos especificados:

1
3 x
a) f ( x )  em x  5 b) f ( x)  1  e em x  0
x
x2
 x 2  3x  2
 , se x  -1
 x 1
 7x - 6, se x  2
c) f ( x)  1, se x  1 em x  - 1 d) f ( x)   2 em x  2
3x, se x  -1 2x , se x  2


7.º) Determine o valor de a para que as seguintes funções sejam contínuas no ponto indicado:

 x 2  5x  6
 , se x  2
a) f ( x)   x  2 em x  2
a, se x  2

58
 x 2
 , se x  4
b) f ( x)   x  4 em x  4
3x  a, se x  4

 x2 2
 , se x  0
c) f ( x)   x em x  0
3x 2  4 x  a, se x  0

𝑓(𝑥+∆𝑥)−𝑓(𝑥)
8.º) Calcule lim em cada caso a seguir:
∆𝒙→𝟎 ∆𝑥

a) f(x) = x³
b) f(x) = ax²+bx+c
c) f(x) = √𝑥
d) f(x) = 4x² + 5x + 8

9.º) A figura abaixo mostra um ponto P sobre a parábola e o ponto Q dado pela interseção da mediatriz do
segmento OP com o eixo y. À medida que P tende ao vértice da parábola, o que acontece com o ponto Q? Ele
tem uma posição limite? Se sim, encontre-a.

10.º) Encontre todos os valores de a para os quais a função y = f(x) a seguir é contínua para todos os valores
de x:
𝑥 + 1, 𝑝𝑎𝑟𝑎 𝑥 ≤ 𝑎
f(x) = {
𝑥 2 , 𝑝𝑎𝑟𝑎 𝑥 > 𝑎
11.º) Determine a equação da reta r tangente ao gráfico de y = x² + 3x + 1 e que é paralela à reta de equação
y = 4x + 7.

12.º) Mostre que a reta de equação y = −x é tangente à curva de equação y = x³ − 6x² + 8x. Encontre o ponto
de tangência.

13.º) O raio de uma bola cresce à razão cm/s. Determine a taxa de variação do volume da bola no instante
em que o raio é 8 cm.

14.º) Dois carros partem de um mesmo ponto. Um viaja para o sul a 60 km/h, e o outro para oeste a 25 km/h.
A que taxa está aumentando a distância entre os carros duas horas depois da partida?

59
15.º) Determine os intervalos de crescimento e decrescimento de cada função a seguir:

a) y = 3x4− 16x³ + 18x²

b) y = x³ − 3x²+ 1.

16.º) Determine, se existirem, os valores máximos e mínimos de cada função a seguir, no intervalo
indicado:
a) f(x) = x³ - 3x + 1, [0,3]
𝝅 𝝅
b) f(x) = x – 2 sen x, [− 𝟐 , 𝟐 ]

c) f(x) = (x²-1) ³, [-1, 2]


d) f(x) = x³ - 3x + 1, na reta.
17.º) Uma pulga, ao saltar, teve sua posição no espaço descrita em função do tempo pela expressão
h(t) = 4t − 5t², sendo h a altura atingida, em metros e t em segundos. Em que instante a pulga atinge
a altura máxima do solo?

18.º) Um cartaz deve ter uma área de 600 cm² para a mensagem a ser impressa; as margens no topo
e na base devem cada uma 7,5 cm e de 5 cm nas margens laterais. Determine as dimensões do cartaz
para que seja mínima a quantidade de papel usada.

Respostas:


1) a)-13 b) 5 2  4  c) –1 d) 15 e) 0 f) –23 g) –64 h) 3  5
4
i) 6 j) 1 k ) não existe

2) a) lim f ( x)  2; lim f ( x)  2 logo lim f ( x)  2


x 1 x 1 x 1

3) a ) lim f ( x)  0; lim f ( x)  3 logo não existe lim f ( x)


x 1 x 1 x 1

b) lim f ( x)  2; lim f ( x)  2 logo lim f ( x)  2


x 1 x 1 x 1

c) lim f ( x)  1; lim f ( x)  1 logo lim f ( x)  1


x 1 x 1 x 1

4) a)   b)  c) -  d)  e)  f) 

5) lim f ( x)  4
x 2

6) a) sim b) não c) não d) sim

60
7) a) a = -1 b) a   47 c) a  2
4 4
𝟏
8) a) 3x² b) 2ax + b c) 𝟐 d) 8x+5
√𝒙

𝟏
9) 𝑸 → (𝟎, 𝟐)

𝟏±√𝟓
10) a = 𝟐

11) y = 4x + 3/4
12) (3,-3)
13) R: 768πcm³/s
14) R: 65m/s
15) (a) Cresce para 0 < x < 1 e 3 < x < +∞, decresce para −∞ < x < 0 e 1 < x < 3. (b) Cresce para −∞ <
x < 0 e 2 < x < +∞, decresce para 0 < x < 2.
16) (a) Máximo: y = 19 em x = 3; Mínimo: y = −1 em x = 1;
𝝅 −𝝅 𝝅 𝝅
(b) Máximo: y = √𝟑 − 𝟑
em x = 𝟑
, mínimo: y = −√𝟑 + 𝟑
em x = 𝟑 ,

(c) Máximo: y = 27 em x = 2; Mínimo: y = −1 em x = 0;

(d) Não tem máximo nem mínimo em −∞ < x < ∞.

17)
R: 0,4 segundos.
18)
R: largura: 30 cm e altura 45 cm.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?

 Quais foram as principais técnicas de limtes estudadas até o momento? Por que é importante
estudar limites e onde podemos aplicar o conceito de limites?

 Como podemos definir a derivada de uma função? Quais são as principais técnicas de derivação
estudadas? Onde podemos aplicar o conceito de derivada?

61
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

Atividade prática A - Revisão de limites:

1.º ) Avalie os limites a seguir, usando os métodos estudados:

a) 𝐥𝐢𝐦 (𝒙𝟐 − 𝟑 + 𝟐)
𝒙→𝟒
𝑥 2 +2𝑥−24
b) 𝐥𝐢𝐦
𝒙→𝟒 𝑥−4
4𝑥 5 −𝑥²
c) 𝐥𝐢𝐦 𝑥²
𝒙→𝟎
𝑥 2 +5𝑥−36
d) 𝐥𝐢𝐦 𝑥+9
𝒙→−𝟗
8𝑥 2 −26𝑥+15
e) 𝐥𝐢𝐦 4𝑥−3
𝒙→ 𝟑/𝟒

7𝑥 2 −10𝑥+3 2−7𝑥
f) 𝐥𝐢𝐦 ( + )
𝑥−1 𝑥+1
𝒙→𝟏
𝑥 3 +8
g) 𝐥𝐢𝐦
𝒙→−𝟐 𝑥+2
2𝑥 3 −7𝑥 2 −33𝑥+18
h) 𝐥𝐢𝐦 𝑥 2 −9
𝒙→−𝟗
𝑥−9
i) 𝐥𝐢𝐦
𝒙→𝟗 √𝑥−3

x2
j) lim
x 2
2x  4
x4
k) lim
x 4 x 2
x
l) lim
x 0 2  4  x

x
m) lim
x 0 2  2x
2 3 x
n) lim
x 1 x 1
x
o) lim
x 0
x 1 1
1  2x  3
p) lim
x 4 x 2

62
Respostas:

a) 6
b) 10
c) -1
d) -13
e) -7/2
f) 3/2
g) 12
h) -21/2
i) 6
j) 0
k) 4
l) 4
m) 2√𝟐
n) -1/4
o) 2
p) 4/3

2.º) Seja a função definida por partes, f(x) abaixo, determine:

4 − 𝑥³ ; 𝑠𝑒 𝑥 < −1
−10; 𝑠𝑒 𝑥 = −1
𝑓(𝑥) = { 3
4 − 𝑥 ; −1 < 𝑥 < 2
6 − 5𝑥; 𝑠𝑒 𝑥 ≥ 2

a) 𝐥𝐢𝐦 𝒇(𝒙) 𝒃) 𝐥𝐢𝐦 𝒇(𝒙) 𝒄) 𝐥𝐢𝐦 𝒇(𝒙) d) 𝐥𝐢𝐦 𝒇(𝒙)


𝒙→−𝟑 𝒙→𝟏𝟏 𝒙→−𝟏 𝒙→𝟐

Respostas:
a) 31 b) -49 c) 5 d) -4

3.º) O gráfico a seguir representa uma função f de [6, 9] em  . Determine:

63
a) f (2)

b) lim f ( x )
x2

c) lim f ( x )
x2

d) lim f ( x )
x 2

e) f (2) =

f) f (7) =

g) as raízes da função f

Solução:

a) f (2)  3

b) lim f ( x )  2
x2

c) lim f ( x )  5
x2

d) Não existe o limite pedido, pois: lim f ( x )


x2
 lim f ( x )
x2

e) f (2)  0

f) f (7)  0

g) Observe que -2 e 7 são as raízes (ou zeros) da função f.

4.º) Um gás (vapor d’água) é mantido à temperatura constante. A medida que o gás é comprimido, o volume
V decresce até que atinja uma certa pressão (P) crítica. Além dessa pressão, o gás assume forma líquida.
Observando a figura a seguir, determine:

a) lim  V b) lim  V c) lim V


p 100 p 100 p 100

64
Solução:

a) lim  V = 0,8
p 100

b) lim  V = 0,4
p 100

c) Não existe o limite pedido, pois: lim  V  lim V


p 100 p 100

5.º ) Avalie os limites a seguir, usando os métodos estudados:

a) lim (5x 3  3x 2  2x  1)
x  
Resposta: 
b) lim (2x 5  x 4  2x 2  1) Resposta:  
x  

c) lim (3x 4  2x 2  1) Resposta:  


x  

d) lim (3x 4  5x 2  8)
x  
Resposta: 
e) lim (5x 3  3x  2) Resposta:  
x  

f) lim (x 2  3x  2) Resposta:  


x  

2x 3  3x 2  x  1
g) lim Resposta: 
x   x2  x  3
2x 2  1
h) lim Resposta: 2
x   x 2  1

3x
i) lim Resposta: 0
x   x  3
2

3x 3  5x 2  2x  1
j) lim Resposta: 1/3
x   9 x 3  5x 2  x  3

65
2 x 3  5x 2  8
k) lim Resposta: 0
x   4 x 5  8x  7

5x 3  2 x 2  1
l) lim Resposta: 
x   x7
x2  x  1
m) lim Resposta:1/3
x   ( x  1) 3  x 3

(3x  2)3
n) lim Resposta: 9/8
x   2 x (3x  1)(4 x  1)

x2  x  1
o) lim Resposta: 1
x   x 1
x  x 1
2
p) lim Resposta:-1
x   x 1
2 x  3x  5
2
q) lim Resposta: 2
x  
x4  1
2x 2  3x  5
r) lim Resposta: 2
x 
x4 1

Atividade prática B - Revisão de derivadas:

3 2
1.º) Seja f a função da variável real x, definida por f(x)  2x  3x  3x  4. O máximo relativo de f vale:

4 3
a)
2
4 3
b)
2
3 3 4
c)
2
43 3
d)
2
3 3
e) 4
2

2x
2.º) Assinale a opção que apresenta o intervalo onde a função f, de variável real, definida por f(x)  xe , é
côncava para cima.

a) [ 2,  1[
b) ]  1,  [
c) [ 1,  [
d) ]  ,  1[

66
 1 
e)   ,   
 2 

3.º) A concentração de um certo remédio no sangue, t horas após sua administração, é dada pela fórmula
y(t) 
10t
, t  0. Em qual dos intervalos abaixo a função y(t) é crescente?
(t  1)2

a) t  0
b) t  10
c) t  1
d) 0  t  1
1
e)  t  10
2

2 x
4.º) Considere a função real de variável real f(x)  x e . A que intervalo pertence à abscissa do ponto de
máximo local de f em ]  ,  [ ?

a) [ 3,  1]
b) [ 1, 1[
 1
c)  0, 
 2
d) ]1, 2]
e) ]2, 4]

 4 16  h  2 
5.º) Se o limite lim   representa a derivada de uma função real de variável real y  f(x) em
h0  h 
x  a, então a equação da reta tangente ao gráfico de y  f(x) no ponto (a, f(a)) é

a) 32 y  x  48
b) y  2 x  30
c) 32 y  x  3048
d) y  32 x  12
e) y  2 x  0

6.º) Dentre todos os terrenos de formato retangular de 100 m2 de área, a diagonal do que possui menor
perímetro é :

a) 10 2.
b) 5 17.
c) 5 2.
d) 10.
e) 20.

x
7.º) Assinale a afirmação incorreta referente à função f(x) = 2
, que tem como domínio e contradomínio
x 1
o conjunto dos números reais.

67
1  x2
a) f '(x) 
(x 2  1)2
b) Os pontos críticos de f são x = 1 e x = -1.
c) f é uma função crescente no intervalo (-1, 1).
d) O valor máximo de f é 0,6.
e) O gráfico de f no intervalo (-6,6) é

4 3
8.º) Considere a função real de variável real definida por f(x)  3x  4x  5. É verdade afirmar que :

a) f tem um ponto de mínimo em  ,0 .


 1 1
b) f tem um ponto de inflexão em   ,  .
 2 2
c) f tem um ponto de máximo em 0,   .
d) f é crescente em 0,1.
e) f é decrescente em  1,2.

9.º) O preço de custo, por m2, do material das faces de uma caixa retangular é de R$ 50,00 para a base, R$
60,00 para a face superior e R$ 40,00 para as faces laterais. O volume da caixa deve ser de 9m 3, e a altura
de 1m. Qual o comprimento da base, se a área total da superfície da caixa deve custar o mínimo possível?

a) 2,8 m
b) 3,0 m
c) 3,2 m
d) 3,4 m
e) 3,6 m

2 2
10º) A equação da reta tangente à curva de equação x  4y – 100  0 no ponto P(8,3) é:

a) 2x  3y – 25  0
b) x  y – 11  0
c) 3x – 2y – 18  0
d) x  2y – 14  0
e) 3x  2y – 30  0

68
11.º) O valor da derivada da função f(x) = (7  x) no ponto ( -2, 3 ) é:
1
a) 
2
1
b) 
6
1
c)
6
d) 2
e) 3

12.º) A equação da reta tangente à curva de equação y = x3 + 2x - 1, no ponto em que x = -1, é :

a) y = 5x + 1
b) y = 4x + 1
c) y = 3x - 1
d) y = -3x + 1
e) y = -4 + 1

13.º) A derivada da função f, de IR em IR, definida por f(x) = -2x5 + 4x3 + 3x - 6, no ponto de abcissa x0 = -1, é
igual a

a) 25
b) 19
c) 9
d) 5
e) 3

14.º) A tangente à curva y=x3 no ponto (1,1) tem coeficiente angular igual a:

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

REFERÊNCIAS

STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.
MUNEM, M. A. e FOULIS, D. Cálculo - volume 1. Rio de Janeiro: Guanabara Dois, 1982.

69
SEMANA 12: Otimização

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Analisar o crescimento/decrescimento de uma função utilizando derivadas.
 Calcular os valores máximos e mínimos de uma função utilizando os Testes da 1ª e 2ª derivada.
 Identificar problemas que podem ser resolvidos utilizando Teoria da Otimização.
 Solucionar problemas de otimização.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Pesquise possibilidade de aplicações de derivadas dentro do contexto do seu curso.
 Conheça um pouco mais sobre Otimização lendo o Capítulo 4 - STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª
ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Relembre conceitos e técnicas trabalhados na aula anterior, sobre estudo de funções a partir da derivada.
Usado como exemplo a função: f(x) = x 3 − 3x 2 + 5, verifique seu comportamento e seus extremos
relativos. Após, gere o gráfico da função com Geogebra ou outro software para fazer a correspondência
com à análise feita.
 Encontre as dimensões para cercar um terreno retangular com 100 m de cerca disponível, cuja área seja
a maior possível. Revise os conteúdos teóricos da aula anterior, buscando ligações para estabelecer a
melhor estratégia para solução da situação problema proposta.
 Identifique conceitos e conteúdos necessários para solução de problemas de otimização, ligue os
conceitos e conteúdos por ordem de importância e estabeleça relações entre os conteúdos por meio de
linhas
 Crie e registre um roteiro para solução de problemas de otimização.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 É possível analisar o comportamento de uma função e a identificação de seus extremos sem a visualização
do gráfico?
 Você vê alguma contribuição para sua formação, ao saber resolver problemas de otimização? Quais?
 E quanto as derivadas sucessivas?! Quais são as diferenças de explícitas e implícitas?

70
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

1. Pediram para que você projetasse uma lata com capacidade de 1 litro com a forma de um cilindro
reto. Quais dimensões exigirão menos material?

2. Você está projetando uma lata (cilindro reto) com capacidade de 1000cm³ cuja manufatura levará em
conta o desperdício. Não há desperdício ao cortar a lateral de alumínio, mas tanto a base como o topo,
ambos de raio r, são recortados de quadrados que medem 2r de lado. Portanto a quantidade total de
alumínio utilizada para fazer as latas será de A = 8r² + 2πrh. Quais deverão ser as dimensões da lata
para que se tenha a maior economia de material considerando o desperdício? Comparando com o
exercício feito em aula para projetar uma lata de mesma capacidade sem considerar o desperdício, o
que você observa em relação as dimensões?

3. Considerando:
r(x) = receita proveniente da venda de x itens.
c(x) = custo da produção de x itens.
p(x) = r(x) – c(x) = lucro sobre a produção de x itens.
Os economistas usam os termos receita marginal, custo marginal e lucro marginal para
denominar as derivadas r’(x), c’(x) e p’(x) das funções, receita, custo e lucro.
Sabendo que em uma determinada empresa temos r(x) = 9x como função receita e c(x) = x³ -
6x²+ 15x como função custo, onde x representa milhares de unidades de tocadores de MP3
produzidos. Existe um nível de produção que maximize o lucro? Se sim, qual é?

4. Uma folha de papelão com medidas 24 x 36 pol. é dobrada ao meio para formar um retângulo de 24
x 18 pol., como mostra a figura a seguir. Depois, quatro quadrados congruentes com lados medindo x
são recortados dos vértices do retângulo dobrado. A folha é desdobrada e seis abas são dobradas para
cima, formando uma caixa com laterais e uma tampa (parecida com uma mala). Escreva a fórmula V(x)
para o volume da caixa. Determine o volume máximo da caixa e o valor respectivo de x que o fornece.

5. Qual é o menor perímetro possível para um retângulo cuja área é 16m², e quais suas dimensões?

6. Se 1200cm² de material estiverem disponíveis para fazer uma caixa com uma base quadrada sem
tampa, encontre o maior volume possível da caixa.

7. Uma área retangular em uma fazenda será cercada por um rio, e nos outros três lados será usada uma
cerca elétrica feita com apenas um fio. Com 800m de fio à disposição, qual é a maior área que você
poderá cercar, e quais são suas dimensões?

71
8. Uma folha de papelão mede 10x15cm. Dois quadrados iguais são recortados dos vértices de um lado
com 10cm como mostra a figura. Dois retângulos iguais são recortados dos outros vértices, de modo
que as abas possam ser dobradas para formar uma caixa retangular com tampa.

a) Escreva uma fórmula V(x) para o volume da


caixa.
b) Qual o volume máximo possível?
c) Qual medida de x para que o volume seja
máximo?

SEMANA 13:

72
VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
0 ∞
 Recordar alguns limites de funções que apresentam indeterminações do tipo: ( , , ∞ − ∞, 00 ,
0 ∞
∞0 , ∞∞ , 1∞ ).

 Apresentar a regra de L’Hospital.


 Aplicar a regra de L’Hospital em limites que apresentam indeterminações.
 Esclarecer a diferença entre: a Regra do Quociente e a regra de L’Hospital.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
Na aula 34 do curso de Cálculo I da Unicamp é apresentada a Regra de L’Hôpital a partir de algumas

0
indeterminações do tipo: 0 . Nessa aula, é apresentado o cálculo dos Limites utilizando a
Derivadas.

Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=gzOkqOFEJFE&t=154s>.


Duração: 43’22’’

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
Onde aplicar? E como ter situações práticas para verificação, são algumas das indagações dos estudantes
quanto ao uso da Regra de L’Hospital. Nesse link, https://www.youtube.com/watch?v=M_-RHAA43ig, você
encontra alguns exercícios resolvidos para melhor compreensão prática do assuntos. Bom estudo!

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
6. Quando aplicar a Regra de L’Hospital?
7. Quais as vantagens e desvangatens dessa Regra?
8. Apresente um exemplo de uma relação de indeterminação em que não se pode utilizar a regra de
L´Hospital.

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

73
Utilizando a Regra de L´Hospital, resolva os seguintes limites:
𝑒 𝑥 −𝑥−1
1) lim cos(𝑥)−1
𝑥→0

a) −𝟏
b) 0
c) 1
d) 2

𝑡𝑔(𝑥)−𝑥
2) lim 𝑥3
𝑥→0
𝟏
a) 𝟑

b) 0
c) 1
d) −1

3
√𝑥
3) lim 𝑙𝑛𝑥
𝑥→∞

a) ∞
b) 0
c) 1
d) 𝐼𝑛𝑑𝑒𝑡𝑒𝑟𝑚𝑖𝑛𝑎𝑑𝑜
1
𝑠𝑒𝑛( )
4) lim 𝑥 𝑥
𝑥→∞

a) 𝟏
b) −1
c) 0
d) 𝑒

A – Limites Indeterminados: Regra de L´Hospital

1) Encontre o limite. Use a regra de L´Hospital quando for apropriado. Caso a regra de L´Hospital não seja
aplicada, explique o porquê.

74
2𝑥+1
a) lim
𝑥→ +∞ 𝑥+3

𝑥 3 −2𝑥 2 −𝑥+2
b) lim
𝑥→ 1 𝑥 3 −7𝑥+6

1 1

c) lim 𝑥𝑥−22
𝑥→2

√𝑥 − √7
d) lim
𝑥→ 7 √𝑥+7 − √14

𝑠𝑒𝑛 (6𝑥)
e) lim
𝑥→ 0 4𝑥

f) lim √𝑥 2 + 3𝑥 + 2 − 𝑥
𝑥→ +∞

g) lim √𝑥 2 − 𝑥 + 1 − 𝑥
𝑥→ +∞

√𝑥 2 −2𝑥+2
h) lim
𝑥→ −∞ 𝑥+1

𝑥+1 𝑥
i) lim (𝑥−1)
𝑥→ ∞

1
j) lim (1 + 3𝑥)𝑥
𝑥→ 0

𝑥3𝑥
k) lim 3𝑥 −1
𝑥→ 0

𝑒 2𝑥 −1
l) lim
𝑥→ 0 𝑡𝑔(𝑥)

m) lim(𝑐𝑜𝑠𝑠𝑒𝑐 𝑥 − 𝑐𝑜𝑡𝑔 𝑥)
𝑥→0

n) lim+ 𝑥 √𝑥
𝑥→0

75
1
o) lim 𝑥 𝑥
𝑥→∞

1−𝑠𝑒𝑛𝜃
p) lim
𝜃→ 𝜋/2 𝑐𝑜𝑠𝑠𝑒𝑐 𝜃

Resultados:

a) 2
1
b) 2
−1
c) 4

d) √2
3
e) 2
3
f)
2
1
g) −
2

h) −1
i) 𝑒2
j) 𝑒3
1 1
k) log 3
ou ln 3

l) 2
m) 0
n) 1
o) 1
p) 0

REFERÊNCIAS

STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.

SEMANA 14: Integral Definida

76
VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Reconhecer a integral definida como a soma de infinitas parcelas que, quando positivas, resultam numa
área.
 Calcular áreas delimitadas por gráficos de funções utilizando o Teorema Fundamental do Cálculo.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Analise a importância do cálculo de integrais definidas, suas propriedades e se aproxime do Teorema
Fundamental do Cálculo através da leitura do Capítulo 11 GUIDORIZZI, Hamilton. Um curso de Cálculo –
volume 1. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1986. Disponível na Minha Biblioteca.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Pesquise e liste aplicações da integral definida.
 Plote no Geogebra a função 𝑓(𝑥) = 2𝑥 e calcule a integral definida no intervalo [0,2], usando o Teorema
Fundamental do Cálculo. Compare a resposta do cálculo usando uma fórmula da geometria, já que a área
limitada forma um triângulo retângulo de altura 4 e largura 2.
 Exemplifique as propriedades da integral indefinida com o auxílio de plotagens no Geogebra.
 Plote a função 𝑓(𝑥) = 𝑥 3 − 6𝑥 2 + 8𝑥 no Geogebra e calcule a área real e área líquida da mesma função,
relacione as aplicações: áreas (superfícies) e montante financeira a cada tipo de área.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 Há aplicações reais que envolvam integrais definidas? Quais possibilidades?
 Por que quando é aplicado o Teorema Fundamental do Cálculo não há necessidade de incluir uma
constante de integração?
 Qual diferença entre área real e área líquida?
 Qual importância dos limites de integração para o cálculo de diferentes áreas?

ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

77
1. Verifique se o resultado das seguintes integrais é positivo, negativo ou zero, sem calculá-las.
3

 (x  2 x  3)dx
2

a) 1

2

 sen t dt
b) 0

2. Use a integral definida para encontrar a área sob a curva y  f (x) no intervalo dado e verifique sua
resposta usando uma fórmula adequada de geometria.

a) f ( x)  x ; 0,5

b) f ( x)  5 ; 3,9

3. Calcule as integrais definidas.


1

 (2 x  x 3 )dx
2

a) 1

1
 1 1 
  x
3
2

x3
 dx

b)

 x  2 dx
c) 2

x 1
3

x 2
 2x
dx
d) 1

 3 
4

  t
 5 t  t 3 2  dt

e) 1

78
3
 x , x0
f)  f ( x) dx , onde
2
f ( x)   2
x , x0

3
2𝑥 3 − 4𝑥 2 + 5
𝑔) ∫ 𝑑𝑥
1 𝑥2

1
3
ℎ) ∫ 𝑡 2 ( √𝑡 − √𝑡)𝑑𝑡
0

6
𝑖) ∫ |𝑥 − 4| 𝑑𝑥
−3

4. Verifique a região limitada pela reta 𝑦 = 𝑥 e o eixo Ox, em que 1 ≤ 𝑥 ≤ 3 , mostrada na figura a seguir.
Determine:
y

x
         



(a) a área da região limitada, indicada na figura,


 usando conteúdo de integração.


(b) Confira o resultado obtido no item (a) calculando a área indicada, usando conteúdo estudados no ensino
médio. 





79
SEMANA 15: Conceito integral e integrais indefinidas, principais técnicas

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Determinar a antiderivada 𝐹 de uma função 𝑓.
 Usar a regra da Potência Generalizada, a Regrada Exponencial e a Regra do Logartimo para calcular
antiderivadas.
 Calcular a integral de uma combinação linear de funções elementares a partir da tabela de integrais
imediatas.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
Nessa aula será mostrada o critério e a formalização do conceito de integral, apresentando a integral como a
soma das partições de um determinado intervalo. Será também apresentado a visualização da integral através

do Geogebra .

Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=ci5CTNfyYn0>.


Duração: 16’38’’

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
Nessa vídeos serão apresentadas a resolução de algumas integrais imediatas de modo a contribuir na fixação
do entendimento sobre as diversas maneiras de aplicar as técnicas de solução das integrais. Para acessar é só
clicar no link a seguir:
https://www.youtube.com/watch?v=Xc-K_EZQbVQ
Bom estudo!

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
9. Qual a relação entre Integral e Derivadas?
10. Qual(is) a aplicação prática da Integral?
11. Como utilizar as Tabelas de Integração?

80
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

Atividade 1

1
5) Encontre o valor da integral ∫ 𝑒 2𝑥 𝑑𝑥
𝟏
e) 𝟐𝒆𝟐𝒙 + 𝑪
1 1𝑥
f) 𝑒2 +𝐶
2
1
g) 𝑒 2𝑥 + 𝐶
1
h) 2
√𝑒 𝑥 +C

2𝑥
6) Calcule a integral ∫ 𝑥 2 +4 𝑑𝑥

e) 𝒍𝒏(𝒙𝟐 + 𝟒) + 𝑪
1
f) 𝑥 2 +4
+ 𝐶
𝑥
g) + 𝐶
𝑥 2 +4

h) 𝑥 2 + 4 + 𝐶

7) Calcule a integral fazendo a substituição dada: ∫ cos 3𝑥 𝑑𝑥, 𝑢 = 3𝑥


𝟏
e) 𝟑
𝒔𝒆𝒏 𝟑𝒙 + 𝑪
1
f) 3
cos 𝑥 +𝐶
g) 3𝑠𝑒𝑛 𝑥 + C
h) 3𝑥𝑠𝑒𝑛𝑥 + 𝐶)

8) Calcule ∫ 𝑑𝑥

e) 𝒙
f) 1
g) 0
h) 𝑒

81
Atividade 2:

2) Calcule a integral indefinida

q) ∫ 𝑥(4 + 𝑥 2 )10 𝑑𝑥

𝑑𝑡
r) ∫ (1−6𝑡)4

3
s) ∫ 𝑥 2 𝑒 𝑥 𝑑𝑥

𝑠𝑒𝑛 √𝑥
t) ∫ 𝑑𝑥
√𝑥

u) ∫ 𝑐𝑜𝑡𝑔𝑥 𝑑𝑥
𝑥 4 +3𝑥 2 +5
v) ∫ 𝑑𝑥
𝑥2

𝑥+1
w) ∫ 𝑑𝑥
𝑥

𝑥
x) ∫ 1+ 𝑥 4 𝑑𝑥

2
y) ∫ 𝑥 𝑑𝑥

𝑥 2 +6𝑥+1
z) ∫ 𝑑𝑥
𝑥 2 +1

3𝑥 2 +2𝑥−1
aa) ∫ 𝑑𝑥
𝑥2

1
bb) ∫ 1+ 𝑒 −𝑥 𝑑𝑥

82
Resultados

1)
1
a) (𝑥 2 + 4)11 + 𝐶
22

1
b) 18(1−6𝑡)3 + 𝐶

3
𝑒𝑥
a) 3
+𝐶

b) −2 cos(√𝑥) + 𝐶

c) ln(𝑠𝑒𝑛(𝑥)) + 𝐶

𝑥3 5
d) 3
+ 3𝑥 − 𝑥
+𝐶

e) 𝑥 + ln(𝑥) + 𝐶

1
f) 2
𝑎𝑟𝑐𝑡𝑔(𝑥 2 ) + 𝐶

g) 2 ln|𝑥| + 𝐶

h) 𝑥 + 3 ln(𝑥 2 + 1) + 𝐶

1
i) 3𝑥 + 2 ln|𝑥| + +𝐶
𝑥

j) ln(𝑒 𝑥 + 1) + 𝐶

REFERÊNCIAS

STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013. Disponível na Minha
Biblioteca.

83
SEMANA 16: Cálculo de Áreas por Integração Definida

VERIFIQUE!
Prepare seus estudos! Nesta semana, você deverá ser capaz de:
 Calcular áreas delimitadas por gráficos de funções reais utilizando o Teorema Fundamental do Cálculo.

PESQUISE!
Aprofunde seus estudos pesquisando na internet e consultando a bibliografia da disciplina sobre:
 Pesquise sobre o cálculo de áreas, como calculamos áreas não regulares? Você poderá assistir ao vídeo:
Calculo 1 - O que é integral, introdução intuitiva ao conceito (12:10). Disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=XZJlOuKh8eA e a partir dele elencar estratégias para o cálculo de
área.
 Pesquise qual a relação de Leibniz com o cálculo, em especial, com o cálculo de área.
 Pesquise sobre quais resolvedores de integração online calculam passo-a-passo integração definida, pois
assim você poderá validar suas resoluções e cálculos de áreas.

EXPERIMENTE!
Realize aplicações práticas sobre o que está aprendendo:
 Exercícios da seção 6.1 – p. 386-387. STEWART, James. Cálculo – volume 1, 7ª ed. São Paulo: Cengage
Learning, 2013. Disponível na Minha Biblioteca.
 Utilizando o Geogebra plote as funções integradas e analise-as sob o intervalo de integração.
Impiricamente aplique as estratégias estudadas para o cálculo de áreas para estimativa do resultado
confronte-no com os resultados oriundos da integração. É aceitável? Coerente? Valide no resolvedor
online pesquisado o passo-a-passo das áreas calculadas.

COLABORE!
Algumas perguntas chave ligadas às aulas dessa semana merecem sua atenção. O que acha de
discuti-las com os seus colegas?
 É possível calcular qualquer área por meio da integração?
 Utilizamos limite e derivada para o cálculo de área por meio da integração?
 Será que a integração definida serve para o cálculo de área plana e espacial? Qual relação há em 2D e em
3D?
 É possível calcular a área sem a visualização geométrica da função?

84
ATIVIDADES DE APRENDIZAGEM

1) Verifique, na figura indicada a seguir, a região limitada pelas retas 𝑦 = 𝑥 + 1, 𝑦 = −𝑥 + 5, e os eixos


coordenados OX e OY. Determine:

(a) a área da região limitada, indicada na figura, usando conteúdo de integração.

(b) Confira o resultado obtido no item (a) calculando a área indicada, usando conteúdo estudados no ensino
médio.

y
2) Calcule a área determinada pelo gráfico da função 𝑦 = 𝑥 2 + 1
y = 1+x^2

(parábola) pela reta 𝑦 = 2𝑥 + 4 , e os eixos coordenados Ox e Oy. y = -2x+4

3) Para cada região abaixo, indique a expressão que resulte na área indicada.

85
4) Calcule a área da região indicada abaixo. Dê a resposta usando uma precisão de 3 casas decimais.

86
5) Esboce, no plano cartesiano abaixo, as curvas 𝑦 = 𝑥 2 e 𝑦 = √𝑥. Hachure a área delimitada pelas curvas e
utilize integração para calcular a área obtida.

6) Determine o valor das áreas sombreadas nas figuras abaixo. Se possível verifique suas respostas usando
áreas conhecidas no Ensino Médio (triângulos, trapézios) ou em um programa computacional.
a)

b)

87
c)

d)

7) Visualize os gráficos abaixo e determine a área da região do plano limitada por essas curvas.

a) 𝑥𝑦 = 4 𝑒 𝑥 + 𝑦 = 5

88
b) y = 2x , y = 2x − x 2 , x = 0 e x = 2

c) 𝑦 = 2𝑥, 𝑦 = 1 𝑒 𝑦 = 2⁄𝑥

d) y = x 3 e y = x 2 + 2x

89
e) 𝑦 = 9⁄𝑥 , 𝑦 = 9𝑥, 𝑦 = 𝑥

8) Encontre a área da região limitada pelas curvas 𝑦 = 𝑥 3 − 3𝑥 e 𝑦 = 2𝑥 2 sem a construção do gráfica.

90