Você está na página 1de 35

ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PIRASSUNUNGUENSE

DE ENSINO SUPERIOR
FACULDADE DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA DE
PIRASSUNUNGA

AVALIAÇÃO DA ACURÁCIA POSICIONAL DO IBGE-PPP PARA


DIFERENTES TEMPOS DE RASTREIO E SOLUÇÃO

CAROLINE MARIA DA FONSECA LIMA

PIRASSUNUNGA-SP
2018
ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PIRASSUNUNGUENSE
DE ENSINO SUPERIOR
FACULDADE DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA DE
PIRASSUNUNGA

AVALIAÇÃO DA ACURÁCIA POSICIONAL DO IBGE-PPP PARA


DIFERENTES TEMPOS DE RASTREIO E SOLUÇÃO

CAROLINE MARIA DA FONSECA LIMA

Monografia apresentada como exigência


parcial para obtenção do título de
especialista em Georreferenciamento de
Imóveis Rurais, sob orientação do Prof.
Dr. Antonio Luiz Ferrari e do Prof. Dr.
Antônio Moacir Rodrigues Nogueira.

PIRASSUNUNGA-SP
2018
RESUMO

Vários serviços de processamento de dados GNSS (Global Navigation Satellite


System) online estão disponíveis, dentre os quais, pode-se destacar o IBGE-
PPP que processa os dados com método Posicionamento por Ponto Preciso
(PPP). O objetivo central desse trabalho é avaliar a acurácia posicional obtida
com o serviço de posicionamento online IBGE-PPP com diferentes tempos de
rastreio, comparando os resultados das soluções ultrarrápida, rápida e final.
Este trabalho foi realizado utilizando-se dados de 5 estações (PPTE, ROSA,
SPAR, SPBO e SPLI) da RBMC (Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo
dos sistemas GNSS), do dia 24 de outubro de 2017. Os intervalos de rastreio
analisados foram de 1, 2, 4, 6 e 8 horas, processadas com o IBGE-PPP com
solução ultrarrápida, rápida e final. A análise dos resultados foi realizada a
partir da comparação das coordenadas estimadas com as coordenadas de
referência, ambas referenciadas ao SIRGAS 2000. Desta forma, foi possível
calcular a precisão, discrepância e acurácia. De acordo com os resultados
obtidos na planimetria, observou-se que para uma e duas horas de rastreio a
solução final foi a mais acurada, a partir de quatro horas de rastreio a amplitude
entre a acurácia das soluções diminui, dessa forma acredita-se que o fator
mais determinante para melhoria da acurácia dos resultados deve-se ao
aumento do tempo de rastreio. Para a altimetria a solução final se apresentou
com a mais acurada na maioria das vezes, mas para intervalos de rastreio
maiores que quatro horas a amplitude entre a acurácia das soluções diminui.

PALAVRAS-CHAVE: GNSS, IGS, IBGE-PPP.


ABSTRACT

Several services of GNSS data processing (Global Navigation Satellite System)


are currently available online. Among them it is possible to highlight IBGE-PPP
service, which processes data based on the method of Precise Point
Positioning (PPP). The main goal in this work is to evaluate the obtained
positional accuracy with the positioning online service IBGE-PPP with different
screening time, comparing results from ultra-rapid, rapid and final solutions. In
this work there are data from 5 stations (PPTE, ROSA, SPAR, SPBO and SPLI)
of RBMC (Brazilian Network of Continuous Monitoring of GNSS Systems), since
October 24th, 2017. The analyzed screening intervals were of 1, 2, 4, 6 and 8
hours, processed with IBGE-PPP with ultra-rapid, rapid and final solutions.
Result analysis was done from a comparison of estimated coordinates with
reference coordinates, both referred to SIRGAS 2000. In this way it was
possible to calculate its precision, discrepancy and accuracy. According to the
results obtained in planimetry, it was possible to notice that for 1 and 2 hours of
screening the final solution was more accurate, for 4 hours of screening the
amplitude between the accuracy of solutions diminishes, in this way, the most
determinant factor to result accuracy improvement is believed to be the
increase in screening time. By altimetry the final solution presented itself to be
the most accurate in the most of times, but for screening intervals with more
than 4 hours the amplitude between the accuracy of solutions decreases.

KEY-WORDS: GNSS, IGS, IBGE-PPP


LISTA DE FIGURAS

Figura 1 - Estações Selecionadas ................................................................... 10


Figura 2 - Fluxograma das atividades desenvolvidas ....................................... 11
Figura 3 - Acurácia Planimétrica – PPTE ........................................................ 14
Figura 4 - Acurácia altimétrica – PPTE............................................................ 15
Figura 5 - Acurácia Planimétrica – ROSA........................................................ 16
Figura 6 - Acurácia altimétrica – ROSA ........................................................... 16
Figura 7 - Acurácia Planimétrica – SPAR ........................................................ 17
Figura 8 - Acurácia altimétrica – SPAR ........................................................... 18
Figura 9 - Acurácia Planimétrica – SPBO ........................................................ 18
Figura 10 - Acurácia altimétrica – SPBO ......................................................... 19
Figura 11 - Acurácia Planimétrica – SPLI ........................................................ 20
Figura 12 - Acurácia altimétrica – SPLI ........................................................... 20
SUMÁRIO

1-INTRODUÇÃO...................................................................................................................... 1
2-OBJETIVO ............................................................................................................................ 3
2.1 Objetivo geral ............................................................................................................. 3
2.2 Objetivos específicos ................................................................................................ 3
3-JUSTIFICATIVA ................................................................................................................... 4
4-REVISÃO BIBLIOGRÁFICA.............................................................................................. 5
4.1-GNSS ............................................................................................................................... 5
4.2-Sistemas geodésicos de referência ............................................................................ 5
4.3-IBGE-PPP ....................................................................................................................... 6
5-MATERIAL E MÉTODOS ................................................................................................... 9
5.1-Materiais .......................................................................................................................... 9
5.2-Métodos ......................................................................................................................... 10
6-RESULTADOS .................................................................................................................... 14
6.1-Estação PPTE .............................................................................................................. 14
6.2-Estação ROSA ............................................................................................................. 15
6.3-Estação SPAR .............................................................................................................. 17
6.4-Estação SPBO ............................................................................................................. 18
6.5Estação SPLI ................................................................................................................. 19
7-CONCLUSÃO ..................................................................................................................... 21
APÊNDICES ........................................................................................................................... 24
APÊNDICES 1 - DISCREPÂNCIAS DA LATITUDE, LONGITUDE, ALTITUDE
GEOMÉTRICA E PLANIMÉTRICA .................................................................................... 24
APÊNDICE 2 - PRECISÃO (SIGMA) DA LATITUDE, LONGITUDE, ALTITUDE
GEOMÉTRICA E PLANIMÉTRICA .................................................................................... 27
1

1-INTRODUÇÃO

Quando se pensa em posicionamento com precisão, praticidade, rapidez,


simplicidade e baixo custo operacional, remete-se aos Sistemas de Navegação
Global por Satélites (GNSS). Atualmente, dois sistemas GNSS estão operacionais: o
sistema americano denominado GPS (Global Positioning System) e o sistema russo
GLONASS (Global Orbiting Navigation Satellite System). Ambos foram
desenvolvidos para fins militares, mas suas funcionalidades foram parcialmente
estendidas também para uso civil (VAZ; PISSARDINI; FONSECA JUNIOR, 2013).
Também há outros sistemas GNSS em desenvolvimento, onde se incluem o sistema
da Comunidade Europeia, denominado GALILEO, desenvolvido pela comunidade
civil, e o sistema chinês BEIDOU, de uso civil e militar, ambos previstos para
estarem operacionais até o ano de 2020 (ECONOMIST, 2012; EUROPEAN
REPORT, 2012). A tecnologia GNSS traz um grande benefício em relação aos
métodos convencionais de posicionamento topográfico, ou seja, a não necessidade
das estações serem intervisíveis, além de funcionar sob qualquer condição climática.
Dois métodos de posicionamento com GNSS se destacam: o posicionamento
relativo e o posicionamento por ponto, também conhecido como posicionamento
absoluto. O posicionamento relativo, consagrado e tradicionalmente o mais utilizado
em levantamentos de precisão, permite o transporte de coordenadas a partir de uma
ou mais bases com coordenadas conhecidas. Para realizar esse tipo de
posicionamento, no mínimo dois receptores devem rastrear dados simultaneamente,
possibilitando que as observações sejam combinadas, minimizando ou até mesmo
eliminando erros.
No posicionamento por ponto, a determinação da coordenada é feita de forma
absoluta, ou seja, utilizando apenas as observáveis de um receptor. Monico (2000),
subdivide o posicionamento por ponto quanto à precisão que pode ser obtida. O
posicionamento por ponto convencional é aquele obtido usando apenas
pseudodistância, é muito utilizado em navegação de baixa precisão. No
2

Posicionamento por Ponto Preciso (PPP), além da pseudodistância, são


empregadas as observáveis da fase da onda portadora L1 ou L1/L2. Este tem como
ponto central a não utilização das efemérides transmitidas, substituídas pelas
efemérides e correções para o relógio dos satélites produzidas pelo IGS
(Internacional GNSS service). Além disso, modelos de correção de erros podem ser
empregados. Para realizar o PPP, tem-se empregados os serviços de
posicionamento online.
Vários serviços online de processamento de dados GPS (Global Positioning
System) têm sido desenvolvidos e disponibilizados gratuitamente por diferentes
organizações (GHODDOUSI-FARD; DARE, 2006; OCALAN, ERGAN;
TUNALIOGLU, 2013). Dentre esses serviços há os que permitem a realização do
Posicionamento por Ponto Preciso (PPP). As ferramentas gratuitas mais utilizadas
que permitem realizar o PPP são: CSRS-PPP (Canadian Spatial Reference System
– Precise Point Positioning), o IBGE-PPP (Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística – Posicionamento por Ponto Preciso), o GAPS (GPS Analysis and
Positioning Software) e o APPS (Automatic Precise Positioning Service).
2-OBJETIVO

2.1 Objetivo geral

Este trabalho tem como objetivo avaliar a acurácia posicional obtida com o
serviço de posicionamento online IBGE-PPP.

2.2 Objetivos específicos

Os seguintes objetivos específicos são propostos:


 Avaliar a acurácia posicional dos resultados advindos do serviço online IBGE-
PPP para 5 estações da RBMC em diferentes tempos de rastreio com solução
do tipo ultrarrápida;
 Avaliar a acurácia posicional dos resultados advindos do serviço online IBGE-
PPP para 5 estações da em diferentes tempos de rastreio com solução do tipo
rápida;
 Avaliar a acurácia posicional dos resultados advindos do serviço online IBGE-
PPP para 5 estações da RBMC em diferentes tempos de rastreio com solução
do tipo final.
3-JUSTIFICATIVA

Quando não existem bases próximas, até 100 km, do ponto cujas
coordenadas se deseja determinar, ou se dispõe de apenas um receptor GNSS, o
processamento pelo serviço de posicionamento online IBGE-PPP é uma alternativa
para a obtenção das coordenadas. Esse serviço, desponta-se como uma importante
ferramenta para a geodésia devido à praticidade e bons resultados apresentados.
Nesse sentido, faz-se necessário pesquisar o desempenho em termos de precisão e
acurácia do IBGE-PPP.
4-REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

4.1-GNSS

A evolução da tecnologia na era espacial proporcionou o desenvolvimento de


sistemas de posicionamento por satélites, conhecidos como GNSS. Esses sistemas
têm como princípio de funcionamento a determinação da distância entre uma fonte
transmissora e uma receptora. As distâncias são computadas a partir do tempo de
propagação dos sinais GNSS.
O termo GNSS surgiu pela primeira vez em 1991, durante a décima (10ª)
Conferência de Navegação Aérea (Air Navigation Conference), quando a
Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO) reconheceu a importância de um
sistema global de navegação para o século 21. Essa terminologia é utilizada para os
sistemas GPS (americano) e o GLONASS (russo) que já estão em operação há
vários anos, ou ainda para os sistemas GALILEO (europeu) e BEIDOU (chinês), que
estão prestes a entrar em operação nos próximos anos.
O GNSS tem sido dividido em duas fases (SEEBER, 2003). A primeira,
intitulada GNSS-1, baseia-se nos sistemas GPS e GLONAS. Já a segunda fase,
denominada GNSS-2, engloba a segunda geração dos sistemas de navegação por
satélite, incluindo o bloco IIF do GPS e o sistema GALILEO.

4.2-Sistemas geodésicos de referência

Um Sistema Geodésico de Referência (SGR) é definido com base num


conjunto de parâmetros e convenções, junto a um elipsóide ajustado às dimensões
da Terra e devidamente orientado, constituindo um referencial adequado para a
atribuição de coordenadas a pontos sobre a superfície física. Estes, por sua vez,
estão associados a uma superfície que mais se aproxima da forma da Terra, e sobre
6

a qual são desenvolvidos todos os cálculos das suas coordenadas (DALAZOANA,


2001).
O elipsóide de referência é uma superfície matematicamente definida que se
aproxima do geóide, sendo que, em função da superfície geoidal ser muito irregular,
adotou-se o elipsóide de revolução como a forma geométrica da Terra para
realização dos cálculos geodésicos. Um sistema geodésico de referência moderno
deve ser definido com base na adoção de um elipsóide de revolução cuja origem
coincida com o centro de massa da Terra. Além disso, deve ser materializado
através de uma rede de estações com coordenadas geodésicas tridimensionais
conhecidas.
Atualmente, a figura geométrica de referência recomendada pela Associação
Internacional de Geodésia (IAG) na definição de sistemas é o GRS80 (Geodetic
Reference System, 1980). O referencial geodésico mais preciso é o ITRS
(International Terrestrial Reference System), cuja materialização é chamada de ITRF
(International Terrestrial Reference Frame) (IBGE, 2000). As efemérides precisas
calculadas pelo IGS estão referenciadas ao IGS14. Para observações GNSS
realizadas a partir do dia 29 de janeiro de 2017 (semana GPS 1934), um novo
referencial (IGS14) e um novo conjunto atualizado de calibração de antenas
(igs14.atx) serão utilizados pelo serviço IBGE-PPP (IBGE, 2017).
No Brasil, o sistema de referência oficial é o SIRGAS 2000, sendo este
referenciado e materializado no ITRS, denominado de ITRF 2000, tendo como
época de referência 2000,4 (IBGE, 2000).

4.3-IBGE-PPP

O PPP é um método de posicionamento que utiliza um único receptor GNSS,


e possui precisão compatível com levantamentos geodésicos. Esta possibilidade
surge devido à acurácia dos produtos IGS, que disponibiliza as órbitas precisas dos
satélites e uma boa estimativa dos erros dos relógios dos satélites. Associando estes
produtos à utilização das observáveis da fase da onda portadora, coletadas com
receptores de duas frequências, é possível obter a determinação precisa das
coordenadas do receptor.
7

Segundo Monico (2007), o IGS produz três tipos de efemérides e correções


para o relógio do satélite:
 IGS ou final, que resulta das combinações das órbitas produzidas pelo centro
de análises do IGS e fica disponível com a latência da ordem de 13 dias,
apresentando acurácia melhor que 5 cm e posição e 0,1 ns para as correções
dos relógios dos satélites;
 IGR ou rápida, resultante da combinação das órbitas rápidas produzidas pelo
centro de análises ficando disponível com uma latência de 17 horas, e com
nível de qualidade similar ao das efemérides IGS; e
 IGU ou ultrarrápida, composta de uma parte determinada com base em dados
(observada) e outra predita. Enquanto a primeira apresenta latência de 3
horas, a segunda fica disponível em tempo real. A acurácia da primeira parte
da ultrarrápida é da ordem de 5 cm em posição e 0,2 ns nas correções dos
relógios. Já a parte predita tem acurácia imposição da ordem de 10 cm e de 5
ns nas correções dos relógios.
O IBGE-PPP é um serviço online gratuito para o pós-processamento de dados
GNSS (GPS e GLONASS) que faz uso do programa CSRS-PPP (Canadian Spatial
Reference System – Precise Point Positioning), desenvolvido pelo Geodetic Survey
Division of Natural Resources of Canada (NRCan). Ele permite que os usuários com
receptores GPS e/ou GLONASS obtenham coordenadas de boa precisão no
Sistema de Referência Geocêntrico para as Américas (SIRGAS 2000) e no
International Terrestrial Reference Frame (ITRF) (IBGE, 2013). Salienta-se que
atualmente o IBGE-PPP fornece as coordenadas referenciadas no IGS14 (ITRF,
2014), na época de coleta de dados.
Para a utilização desde serviço, basta informar uma conta com e-mail. É
possível processar dados que foram coletados por receptores de uma ou duas
frequências no modo estático ou cinemático. Acessando o site
<http://www.ppp.ibge.gov.br/ppp.htm>, o usuário deve informar o arquivo RINEX
(Receiver Independent Exchange Format) a ser processado, e um e-mail válido.
Após o processamento, é disponibilizado um link para download dos resultados.
Além das efemérides precisas e estimativas do erro do relógio do satélite, o IBGE-
PPP também estima a ondulação geoidal por meio do modelo MAPGEO 2015, faz a
8

correção do centro de fase da antena, correção de cargas oceânicas, correção do


erro de troposfera, ionosfera etc.
9

5-MATERIAL E MÉTODOS

5.1-Materiais

Para alcançar os objetivos do trabalho, foram utilizados os dados de


observáveis do sistema GPS, no formato RINEX, disponibilizados pelo IBGE,
referentes a cinco estações da RBMC. Os dados foram coletados em 5 dias
referentes ao mês de agosto de 2017. As informações dessas estações são dadas
na Tabela 1.

Tabela 1 – Informações das estações selecionadas


Estação
Identificação Localização Latitude Longitude Alt. Elip. (m)
Presidente - 22° 07' 11,6570" - 51° 24' 30,7224" 431,049
PPTE
Prudente (SP)
ROSA Rosana (SP) - 22° 31' 23,8933" - 52° 57' 7,51851" 299,693
Araçatuba - 21° 11' 4,7980" - 50° 26' 23,2372" 410,351
SPAR
(SP)
SPBO Botucatu (SP) - 22° 51' 8,8825" - 48° 25' 56,2820" 803,122
SPLI Lins (SP) - 21° 39' 54,7350" - 49° 44' 1,3023" 463,283

As estações foram escolhidas devido rápida disponibilidade do seu arquivo


RINEX, possibilitando seu processamento com solução ultrarrápida. As estações
escolhidas são exibidas na Figura 1.
10

Figura 1 – Estações Selecionadas. Fonte: Autor.

Na edição dos arquivos no formato RINEX, foi utilizado o software livre TEQC
(Translate Edit Quality Check) desenvolvido pela UNAVCO Consortium. O TEQC foi
utilizado para fragmentação de arquivos em diferentes intervalos de rastreio.
No processamento PPP, foi utilizado o aplicativo de processamento gratuito
online IBGE-PPP, disponível no sitio do IBGE.
O software Excel, do pacote Microsoft Office, foi utilizado para determinação
das discrepâncias, acurácias e para geração dos gráficos que compõem os
resultados.

5.2-Métodos

Os procedimentos metodológicos são ilustrados pela Figura 2.


11

Estações RBMC:

PPTE, ROSA, SPAR, SPBO, SPLI

Aquisição de dados GNSS

Observações: Pseudodistância e fase da onda portadora L1 e L2

Aquisição dos Relatório das Cortes das observações no


estações TEQC, 1h, 2h, 4h, 6h e 8h

Coordenadas de Processamento IBGE-PPP


Referencia (ϕ, λ, h)
em SIRGAS 2000

Coordenadas
IBGE PPP (ϕ, λ, h)
em SIRGAS 2000

Cálculo das discrepâncias e precisão (sigma)

Acurácia planimétrica e Altimetria do IBGE-


PPP
Figura 2 - Fluxograma das atividades desenvolvidas. Fonte: Autor.

Para obter os dados RINEX, realizou-se o download dos dados de rastreio


dos receptores GNSS da RBMC. Foram utilizados os dados do dia 24 de outubro de
2017, das estações mostradas na Figura 1.
12

A primeira etapa do trabalho envolveu o processamento de dados GPS pelo


serviço de posicionamento online. Os arquivos RINEX foram editados no software
TEQC. Para cada estação, foram gerados 5 arquivos com diferentes intervalos de
rastreio (1h, 2h, 4h, 6h e 8h).
Os arquivos RINEX editados foram processados no serviço online IBGE-PPP
<http://www.ppp.ibge.gov.br/ppp.htm>. No IBGE-PPP os resultados são gerados na
sequência e as coordenadas são referenciadas ao sistema SIRGAS 2000 época
2000,4 e ao sistema ITRF 2014, época de coleta dos dados.
Na segunda etapa do trabalho, foi realizada a aquisição das coordenadas das
estações da RBMC constantes nos respectivos descritivos (referenciadas ao sistema
SIRGAS 2000, época 2000,4), essa coordenadas foram tidas como coordenadas de
referência para realizar a comparação com as coordenadas obtidas com o
processamento do IBGE-PPP.
Em posse das coordenadas determinadas pelo IBGE-PPP e as coordenadas
de referência, todas referenciadas ao sistema SIRGAS 2000, foi realizada a
comparação das coordenadas. Inicialmente calculou-se a discrepância a partir das
expressões 1 a 4:

Δφ (rad) |φ(calculado)-φ(referência)|
| Δλ (rad) | = | |λ(calculado)-λ(referência)| | (1)
Δh (m) |h(calculado)-h(referência)|

Δφ(m)=M.Δφ(rad) (2)

Δλ(m)=N.cosφ.Δλ (rad) (3)

Dp(m)=√Δφ(m)2 +Δλ(m)2 (4)

Onde,
Δφ = discrepância entre latitude de referência e calculada;
Δλ = discrepância entre longitude de referência e calculada;
Δh = discrepância entre altitude elipsoidal de referência e calculada;
M = raio de curvatura da seção meridiana;
13

N = raio de curvatura da seção primeira vertical; e


Dp = discrepância planimétrica

A precisão ou sigmas das coordenadas obtidas pelo IBGE-PPP foi fornecida


nos relatórios de processamento, em metros. A precisão planimétrica foi calculada
de acordo com a expressão 5:

σp(m)=√σφ(m)2 +σλ(m)2 (5)

Onde,
σφ = precisão da latitude;
σλ = precisão da longitude.
Assim é possível calcular a acurácia planimétrica e altimétrica usando as
expressões 6 e 7 (MIKHAIL & ACKERMAN, 1976):

ACP (m)=√Dp(m)2 +σp(m)2 (6)

ACAlt (m)=√∆h(m)2 +σh(m)2 (7)

Onde,
ACp = acurácia planimétrica;
ACAlt = acurácia altimétrica;
σh = Precisão da altitude elipsoidal.
14

6-RESULTADOS

Para cada estação, há dois gráficos – Acurácia Planimétrica e Acurácia


Altimétrica. As discrepâncias da latitude, longitude e altimétricas, e os sigmas da
latitude, da longitude e da altitude utilizados no cálculo da acurácia estão contidas no
Apêndice 1 e Apêndice 2.

6.1-Estação PPTE

A seguir são apresentadas as figuras que mostram a acurácia planimétrica


(Figura 3) e a acurácia altimétrica (Figura 4) da estação PPTE em diferentes tempos
de rastreio e tipo de solução do IBGE-PPP.

Acurácia Planimétrica - PPTE


0.035
0.030
0.025
0.020
0.015
0.010
0.005
0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.033 0.025 0.021 0.014 0.009
Rápida 0.031 0.021 0.022 0.019 0.011
Final 0.028 0.018 0.019 0.016 0.011

Figura 3 – Acurácia Planimétrica – PPTE. Fonte: Autor.

Analisando a Figura 3 observa-se que para pequenos tempos de rastreio (1


hora e 2 horas), a utilização da solução final proporcionou uma maior acurácia, a
partir de 4 horas a utilização da solução final tende a perder importância, sendo que
15

para 8 horas de rastreio a acurácia para solução final e rápida foi a mesma, e a
solução ultrarrápida foi mais acurada.

Acurácia Altimétrica - PPTE


0.060

0.050

0.040

0.030

0.020

0.010

0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.054 0.045 0.031 0.021 0.021
Rápida 0.043 0.041 0.022 0.017 0.017
Final 0.039 0.034 0.021 0.015 0.016

Figura 4 - Acurácia altimétrica – PPTE. Fonte: Autor.

Analisando a Figura 4 observa-se que em todos tempos de rastreio a


utilização da solução final apresentou maior acuraria paras as componentes
altimétricas.

6.2-Estação ROSA

A seguir são apresentadas as figuras que mostram a acurácia planimétrica


(Figura 5) e a acurácia altimétrica (Figura 6) da estação ROSA em diferentes tempos
de rastreio e tipo de solução do IBGE-PPP.
16

Acurácia Planimétrica - ROSA


0.060

0.050

0.040

0.030

0.020

0.010

0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.051 0.031 0.025 0.024 0.023
Rápida 0.044 0.032 0.029 0.030 0.023
Final 0.041 0.028 0.028 0.027 0.021

Figura 5 – Acurácia Planimétrica – ROSA. Fonte: Autor.

Analisando a Figura 5 observa-se que para 1 e 2 horas de rastreio a solução


final apresentou uma maior acurácia, salienta-se que para 1 hora de rastreio a
diferença entre a acuraria da solução final e da solução ultrarrápida foi da ordem de
1 cm. Para 2, 4 e 6 horas de rastreio a solução rápida teve pior desempenho que as
demais. Para 4 e 6 horas a solução ultrarrápida apresentou maior acurácia. Para 8
horas de rastreio a solução final foi a mais acurada.

Acurácia Altimétrica - ROSA


0.060

0.050

0.040

0.030

0.020

0.010

0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.049 0.030 0.019 0.017 0.017
Rápida 0.044 0.023 0.014 0.015 0.018
Final 0.046 0.024 0.014 0.014 0.017

Figura 6 - Acurácia altimétrica – ROSA. Fonte: Autor.


17

Analisando a Figura 6 observa-se a solução ultrarrápida apresentou pior


desempenho para todos os tempos de rastreio, exceto 8 horas de rastreio. A solução
rápida foi a mais acurada para 1 e 2 horas de rastreio. Com 8 horas de rastreio a
soluções praticamente se igualaram em termos de acurácia.

6.3-Estação SPAR

A seguir são apresentadas as figuras que mostram a acurácia planimétrica


(Figura 7) e a acurácia altimétrica (Figura 8) da estação SPAR em diferentes tempos
de rastreio e tipo de solução do IBGE-PPP.

Acurácia Planimétrica - SPAR


0.040
0.035
0.030
0.025
0.020
0.015
0.010
0.005
0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.034 0.032 0.030 0.027 0.018
Rápida 0.031 0.031 0.033 0.030 0.021
Final 0.029 0.028 0.030 0.027 0.021

Figura 7 – Acurácia Planimétrica – SPAR. Fonte: Autor.

Analisando a Figura 7 observa-se que a solução final obteve a melhor


acurácia para 1 e 2 horas, para 4 e seis horas as melhores acurácias foram
encontradas para as soluções ultrarrápida e final, e para 8 horas de rastreio a
solução ultrarrápida apresentou melhor desempenho.
18

Acurácia Altimétrica - SPAR


0.070
0.060
0.050
0.040
0.030
0.020
0.010
0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.062 0.045 0.023 0.023 0.022
Rápida 0.049 0.044 0.022 0.021 0.021
Final 0.045 0.038 0.021 0.019 0.019

Figura 8 - Acurácia altimétrica – SPAR

Analisando a Figura 8 observa-se que em todos tempos de rastreio a


utilização da solução final apresentou maior acuraria paras as componentes
altimétricas.

6.4-Estação SPBO

A seguir são apresentadas as figuras que mostram a acurácia planimétrica


(Figura 9) e a acurácia altimétrica (Figura 10) da estação SPBO em diferentes
tempos de rastreio e tipo de solução do IBGE-PPP.

Acurácia Planimétrica - SPBO


0.035
0.030
0.025
0.020
0.015
0.010
0.005
0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.031 0.014 0.013 0.010 0.007
Rápida 0.025 0.012 0.012 0.012 0.006
Final 0.025 0.010 0.010 0.010 0.006

Figura 9 – Acurácia Planimétrica – SPBO. Fonte: Autor.


19

Analisando a Figura 9 observa-se que a solução final foi a mais acurada para os
menores intervalos de rastreio, seguida da solução rápida e por fim da ultrarrápida.
Para 6 e 8 horas de rastreio a pior acurácia foi da solução rápida e ultrarrápida
respectivamente.

Acurácia Altimétrica - SPBO


0.050
0.045
0.040
0.035
0.030
0.025
0.020
0.015
0.010
0.005
0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.045 0.026 0.018 0.016 0.014
Rápida 0.039 0.020 0.009 0.010 0.011
Final 0.041 0.016 0.009 0.009 0.009

Figura 10 - Acurácia altimétrica – SPBO. Fonte: Autor.

Analisando a Figura 10 observa-se que para 1 hora de rastreio a solução mais


acurada foi a solução ultrarrápida. Para 2, 6 e 8 horas de rastreio o melhor
desempenho foi obtido com a solução final.

6.5Estação SPLI

A seguir são apresentadas as figuras que mostram a acurácia planimétrica


(Figura 11) e a acurácia altimétrica (Figura 12) da estação SPLI em diferentes
tempos de rastreio e tipo de solução do IBGE-PPP.
20

Acurácia Planimétrica - SPLI


0.035
0.030
0.025
0.020
0.015
0.010
0.005
0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.033 0.028 0.025 0.019 0.016
Rápida 0.031 0.027 0.027 0.023 0.017
Final 0.028 0.024 0.024 0.020 0.014

Figura 11 – Acurácia Planimétrica – SPLI. Fonte: Autor.

Analisando a Figura 11 observa-se que a solução final foi a mais acurada


para todos os intervalos de rastreio, exceto para 6 horas de rastreio onde a solução
ultrarrápida teve melhor desempenho.

Acurácia Altimétrica - SPLI


0.070
0.060
0.050
0.040
0.030
0.020
0.010
0.000
01:00:00 02:00:00 04:00:00 06:00:00 08:00:00
Ultrarrápida 0.059 0.043 0.037 0.025 0.021
Rápida 0.049 0.040 0.031 0.024 0.023
Final 0.044 0.033 0.029 0.022 0.021

Figura 12 - Acurácia altimétrica – SPLI. Fonte: Autor.

Analisando a Figura 12 observa-se que a solução final foi a mais acurada


para 1, 2, 4 e 6 horas de rastreio. Para 8 horas a solução final e ultrarrápida foram
as mais acuradas.
21

7-CONCLUSÃO

Analisando a acurácia planimétrica apresentada pelo IBGE-PPP com


diferentes soluções conclui-se que a solução final tende a apresentar melhores
resultados que as demais para pequenos intervalos de rastreio (1 e 2 horas). A
partir de 4 horas de rastreio a amplitude entre a acurácia das soluções diminui
significativamente e nem sempre a solução final se apresenta como a mais
acurada, dessa forma acredita-se que a partir de 4 horas de rastreio o fator
mais determinante para melhoria da acurácia dos resultados deve-se ao
aumento do tempo de rastreio.
Para a acurácia altimétrica a solução final se apresentou com a mais
acurada na maioria das vezes, ainda que tenha-se que a amplitude entre a
acurácia das soluções diminui, sugerindo mais uma vez que o fator mais
determinante para melhoria da acurácia dos resultados deve-se ao aumento do
tempo de rastreio.
Neste trabalho realizou-se o experimento para apenas um dia de rastreio
devido a indisponibilidade dos arquivos RINEX em um período que fosse
possível realizar o processamento com a solução ultrarrápida. Recomenda-se,
para obtenção de um resultado mais conclusivo, que este experimento seja
refeito para mais dias de rastreio afim de analisar o comportamento do
processamento pelo IBGE-PPP de forma mais completa.
Ainda que os resultados apresentados demonstrem uma pequena
discrepância entre as soluções ultrarrápida, rápida e final do IBGE-PPP, para
levantamentos de alta precisão deve-se adotar a solução final como a mais
indicada, uma vez que essa solução apresenta uma maior rigor nas correções
que são realizadas pelo IBGE-PPP.
22

8-REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

DALAZOANA, R. Implicações na Cartografia com a Evolução do Sistema


Geodésico Brasileiro e Futura Adoção do SIRGAS. 130p. Dissertação (Pós
Graduação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2001.

ECONOMIST. Rocket Galore: China’s Space Programme. (January 7, 2012).


Disponível em: <http://www.economist.com/node/21542379>. Acesso em: 18
nov. 2015.

EUROPEAN REPORT. Transport Council: Ministers Agree on Continuation of


Galileo (June 11, 2012). Disponível em: <http://www.highbeam.com/doc/1G1-
292373230.html>. Acesso em: 18 nov. 2014.

GHODDOUSI-FARD, R.; DARE, P. Online GPS processing services: an initial


study. GPS solutions, v. 10, n. 1, p. 12-20, 2006.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Proposta Preliminar para


a Adoção de um Referencial Geocêntrico no Brasil. Documento Preliminar –
texto para discussão. Grupos de Trabalho I E II. Rio de Janeiro, Outubro de
2000.

______. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Manual do Usuário


Aplicativo Online IBGE-PPP. Dezembro de 2013.

______. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Posicionamento por


Ponto Preciso (PPP). Disponível em:
23

https://ww2.ibge.gov.br/home/geociencias/geodesia/ppp/informacoes_important
e.shtm. Acesso em: 24 jan. 2018.

INPE. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Conceitos Básicos sobre


Posicionamento por Satélites Artificiais. XVI Curso de uso Escolar de
Sensoriamento Remoto no Estudo do Meio Ambiente, Julho de 2011.

MONICO, J. F. G. Posicionamento pelo NAVSTAR-GPS. São Paulo: Editora


Unesp, 287 p., 2000.

MONICO, J. F. G. Posicionamento pelo GNSS: Descrição, fundamentos e


aplicações. São Paulo: Editora Unesp, 476 p., 2008.

OCALAN, T.; ERDOGAN, B.; TUNALIOGLU, N. Analysis of web-based online


services for gps relative and precise point positioning techniques. Boletim de
Ciências Geodésicas, Curitiba, 19, n. 2, abr-jun 2013. 191-207. Disponível
em: <http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/bcg>. Acesso em: 13 jun. 2015.

SEEBER, G. Satellite geodesy: foundations, methods and applications. 2. Ed.,


Berlin; New York: Walter de Gruyter, 2003. 589p.

VAZ, J. A.; PISSARDINI, R. S.; FONSECA JUNIOR, E. S. Comparação da


cobertura e acurácia entre os sistemas GLONASS e GPS obtidas dos dados de
observação de uma estação da Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo.
Revista Brasileira de Cartografia – RBC. Nº 65/3: 529-539, 2013.
24

APÊNDICES

APÊNDICES 1 - DISCREPÂNCIAS DA LATITUDE, LONGITUDE, ALTITUDE


GEOMÉTRICA E PLANIMÉTRICA

Altitude
ULTRARRÁPIDA Latitude Longitude Discrepância
Geométrica
Discrepância Discrepância Planimétrica
Estação Tempo de Rasteio Discrepância
ppte 01:00:00 0.005 0.020 0.039 0.021
ppte 02:00:00 0.008 0.020 0.039 0.022
ppte 04:00:00 0.008 0.017 0.029 0.019
ppte 06:00:00 0.005 0.012 0.019 0.013
ppte 08:00:00 0.005 0.006 0.019 0.008
rosa 01:00:00 0.029 0.014 0.007 0.032
rosa 02:00:00 0.016 0.017 0.003 0.023
rosa 04:00:00 0.019 0.011 0.013 0.022
rosa 06:00:00 0.019 0.011 0.013 0.022
rosa 08:00:00 0.019 0.011 0.013 0.022
spar 01:00:00 0.012 0.018 0.051 0.022
spar 02:00:00 0.003 0.029 0.041 0.030
spar 04:00:00 0.000 0.029 0.021 0.029
spar 06:00:00 0.000 0.027 0.021 0.027
spar 08:00:00 0.000 0.018 0.021 0.018
spbo 01:00:00 0.015 0.005 0.004 0.016
spbo 02:00:00 0.002 0.008 0.018 0.008
spbo 04:00:00 0.001 0.011 0.014 0.011
spbo 06:00:00 0.001 0.008 0.013 0.008
spbo 08:00:00 0.001 0.005 0.012 0.005
spli 01:00:00 0.006 0.020 0.044 0.021
spli 02:00:00 0.006 0.025 0.038 0.026
spli 04:00:00 0.009 0.022 0.035 0.024
spli 06:00:00 0.006 0.017 0.024 0.018
spli 08:00:00 0.006 0.014 0.020 0.015
25

Altitude
RÁPIDA Latitude Longitude Discrepância
Geométrica
Discrepância Discrepância Planimétrica
Estação Final Discrepância
ppte 01:00:00 0.011 0.020 0.029 0.023
ppte 02:00:00 0.005 0.017 0.036 0.018
ppte 04:00:00 0.005 0.020 0.020 0.021
ppte 06:00:00 0.005 0.017 0.015 0.018
ppte 08:00:00 0.005 0.009 0.016 0.010
rosa 01:00:00 0.026 0.017 0.017 0.031
rosa 02:00:00 0.022 0.017 0.007 0.028
rosa 04:00:00 0.022 0.017 0.008 0.028
rosa 06:00:00 0.019 0.023 0.012 0.030
rosa 08:00:00 0.019 0.011 0.016 0.022
spar 01:00:00 0.009 0.021 0.040 0.023
spar 02:00:00 0.006 0.029 0.041 0.030
spar 04:00:00 0.000 0.032 0.020 0.032
spar 06:00:00 0.003 0.029 0.020 0.030
spar 08:00:00 0.003 0.021 0.020 0.021
spbo 01:00:00 0.012 0.008 0.010 0.014
spbo 02:00:00 0.002 0.008 0.013 0.008
spbo 04:00:00 0.001 0.011 0.000 0.011
spbo 06:00:00 0.002 0.011 0.008 0.011
spbo 08:00:00 0.001 0.005 0.009 0.005
spli 01:00:00 0.000 0.022 0.036 0.022
spli 02:00:00 0.003 0.025 0.037 0.025
spli 04:00:00 0.006 0.025 0.029 0.026
spli 06:00:00 0.003 0.022 0.023 0.023
spli 08:00:00 0.003 0.017 0.022 0.017
26

Altitude
FINAL Latitude Longitude Discrepância
Geométrica
Discrepância Discrepância Planimétrica
Estação Final Discrepância
ppte 01:00:00 0.008 0.017 0.022 0.019
ppte 02:00:00 0.005 0.015 0.029 0.016
ppte 04:00:00 0.005 0.017 0.019 0.018
ppte 06:00:00 0.002 0.015 0.013 0.015
ppte 08:00:00 0.005 0.009 0.015 0.010
rosa 01:00:00 0.022 0.014 0.022 0.026
rosa 02:00:00 0.019 0.014 0.011 0.024
rosa 04:00:00 0.022 0.014 0.007 0.026
rosa 06:00:00 0.019 0.017 0.011 0.026
rosa 08:00:00 0.019 0.008 0.014 0.021
spar 01:00:00 0.009 0.018 0.034 0.020
spar 02:00:00 0.003 0.027 0.034 0.027
spar 04:00:00 0.000 0.029 0.019 0.029
spar 06:00:00 0.003 0.027 0.018 0.027
spar 08:00:00 0.003 0.021 0.019 0.021
spbo 01:00:00 0.012 0.008 0.017 0.014
spbo 02:00:00 0.001 0.005 0.004 0.005
spbo 04:00:00 0.001 0.008 0.000 0.008
spbo 06:00:00 0.002 0.008 0.006 0.008
spbo 08:00:00 0.001 0.005 0.007 0.005
spli 01:00:00 0.000 0.020 0.029 0.020
spli 02:00:00 0.003 0.022 0.029 0.023
spli 04:00:00 0.006 0.022 0.028 0.023
spli 06:00:00 0.003 0.020 0.021 0.020
spli 08:00:00 0.003 0.014 0.020 0.014
27

APÊNDICE 2 - PRECISÃO (SIGMA) DA LATITUDE, LONGITUDE,


ALTITUDE GEOMÉTRICA E PLANIMÉTRICA

Altitude
Latitude Longitude Precisão
ULTRARRÁPIDA Geométrica
Sigma Sigma Planimétrica
Sigma
Estação Tempo de Rasteio
ppte 01:00:00 0.013 0.022 0.038 0.026
ppte 02:00:00 0.006 0.011 0.022 0.012
ppte 04:00:00 0.003 0.007 0.012 0.007
ppte 06:00:00 0.002 0.006 0.009 0.006
ppte 08:00:00 0.002 0.004 0.008 0.005
rosa 01:00:00 0.026 0.030 0.049 0.040
rosa 02:00:00 0.010 0.017 0.030 0.020
rosa 04:00:00 0.004 0.010 0.014 0.011
rosa 06:00:00 0.002 0.008 0.011 0.008
rosa 08:00:00 0.002 0.006 0.010 0.006
spar 01:00:00 0.012 0.023 0.035 0.026
spar 02:00:00 0.005 0.010 0.020 0.012
spar 04:00:00 0.002 0.007 0.011 0.007
spar 06:00:00 0.002 0.006 0.008 0.006
spar 08:00:00 0.002 0.004 0.008 0.004
spbo 01:00:00 0.014 0.022 0.045 0.026
spbo 02:00:00 0.005 0.011 0.019 0.012
spbo 04:00:00 0.002 0.007 0.010 0.007
spbo 06:00:00 0.002 0.005 0.008 0.006
spbo 08:00:00 0.002 0.004 0.008 0.004
spli 01:00:00 0.013 0.022 0.039 0.026
spli 02:00:00 0.005 0.011 0.020 0.012
spli 04:00:00 0.002 0.007 0.011 0.007
spli 06:00:00 0.002 0.005 0.008 0.006
spli 08:00:00 0.002 0.004 0.008 0.004
28

Altitude
RÁPIDA Latitude Longitude Precisão
Geométrica
Sigma Sigma Planimétrica
Sigma
Estação Tempo de Rasteio
ppte 01:00:00 0.0111 0.0173 0.0318 0.021
ppte 02:00:00 0.0049 0.0081 0.0179 0.009
ppte 04:00:00 0.0022 0.0055 0.0096 0.006
ppte 06:00:00 0.0015 0.0047 0.0072 0.005
ppte 08:00:00 0.0014 0.0031 0.0062 0.003
rosa 01:00:00 0.0212 0.023 0.0413 0.031
rosa 02:00:00 0.0079 0.0123 0.022 0.015
rosa 04:00:00 0.0029 0.0085 0.0123 0.009
rosa 06:00:00 0.002 0.0063 0.009 0.007
rosa 08:00:00 0.0017 0.0039 0.0082 0.004
spar 01:00:00 0.0105 0.0175 0.0289 0.020
spar 02:00:00 0.0043 0.0079 0.0162 0.009
spar 04:00:00 0.0019 0.0053 0.0084 0.006
spar 06:00:00 0.0013 0.0044 0.0065 0.005
spar 08:00:00 0.0012 0.003 0.0058 0.003
spbo 01:00:00 0.0118 0.0172 0.0377 0.021
spbo 02:00:00 0.0044 0.008 0.0155 0.009
spbo 04:00:00 0.0019 0.0054 0.0091 0.006
spbo 06:00:00 0.0013 0.0044 0.0068 0.005
spbo 08:00:00 0.0012 0.003 0.0059 0.003
spli 01:00:00 0.0112 0.0174 0.0331 0.021
spli 02:00:00 0.0044 0.008 0.0162 0.009
spli 04:00:00 0.0019 0.0053 0.0084 0.006
spli 06:00:00 0.0013 0.0044 0.0065 0.005
spli 08:00:00 0.0012 0.003 0.0058 0.003
29

Altitude
FINAL Latitude Longitude Precisão
Geométrica
Sigma Sigma Planimétrica
Estação Tempo de Rasteio Sigma
ppte 01:00:00 0.011 0.0172 0.0316 0.020
ppte 02:00:00 0.0048 0.008 0.0178 0.009
ppte 04:00:00 0.0022 0.0055 0.0096 0.006
ppte 06:00:00 0.0015 0.0046 0.0072 0.005
ppte 08:00:00 0.0014 0.0031 0.0062 0.003
rosa 01:00:00 0.0211 0.0229 0.041 0.031
rosa 02:00:00 0.0079 0.0123 0.0218 0.015
rosa 04:00:00 0.0029 0.0085 0.0122 0.009
rosa 06:00:00 0.002 0.0063 0.009 0.007
rosa 08:00:00 0.0017 0.0039 0.0082 0.004
spar 01:00:00 0.0104 0.0173 0.0287 0.020
spar 02:00:00 0.0043 0.0079 0.0161 0.009
spar 04:00:00 0.0019 0.0053 0.0083 0.006
spar 06:00:00 0.0013 0.0044 0.0065 0.005
spar 08:00:00 0.0012 0.003 0.0057 0.003
spbo 01:00:00 0.0118 0.017 0.0374 0.021
spbo 02:00:00 0.0043 0.0079 0.0154 0.009
spbo 04:00:00 0.0019 0.0053 0.0091 0.006
spbo 06:00:00 0.0013 0.0044 0.0068 0.005
spbo 08:00:00 0.0012 0.003 0.0059 0.003
spli 01:00:00 0.0111 0.0173 0.0329 0.021
spli 02:00:00 0.0043 0.0079 0.0161 0.009
spli 04:00:00 0.0018 0.0053 0.0084 0.006
spli 06:00:00 0.0013 0.0044 0.0065 0.005
spli 08:00:00 0.0012 0.003 0.0058 0.003