Você está na página 1de 49

BRASIL AIC

MINISTÉRIO DA DEFESA – COMANDO DA AERONÁUTICA


N
DEPARTAMENTO DE CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO
33/18
Av. General Justo, 160 – CEP 20021-130 – Rio de Janeiro/RJ
26 ABR 18
http://www.decea.gov.br
CIRCULAÇÃO DE AERONAVES EM VOO VFR NA TERMINAL SÃO PAULO

Período de vigência: de 26 ABR 2018 a PERM

1 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1 FINALIDADE

Esta Circular de Informação Aeronáutica visa ao ordenamento do tráfego de


aeronaves voando VFR na Área de Controle Terminal São Paulo (TMA-SP), sob sua projeção e
em todas as demais Estruturas nela existentes, estabelecendo Rotas Especiais de Aeronaves em
Voo Visual (REA) e Rotas Especiais de Helicóptero (REH), de tal forma a:
a) evitar interferência com os tráfegos em voo IFR;
b) estabelecer e disciplinar a circulação de aeronaves em voo VFR nas Áreas
CONTROLADAS, com prestação de AFIS ou quando acima de 5000 pés, por
meio de Rotas COMPULSÓRIAS, permitindo o fluxo ordenado e seguro de
todas as operações aéreas;
c) otimizar a utilização do Espaço Aéreo e a prestação de Serviço de Tráfego Aéreo;
d) estabelecer Rotas RECOMENDADAS nas Áreas não Controladas da TMA-SP;
e) estabelecer referências visuais que auxiliem as aeronaves em voo VFR a prover
sua própria separação, quando se deslocando em espaço aéreo classe G, nas
Rotas RECOMENDADAS, efetuando autocoordenação;
f) considerar as características desses voos na prestação do serviço ATC; e
g) minimizar os efeitos ocasionados pelo ruído dessas aeronaves.

1.2 ÂMBITO

As orientações descritas nesta Circular são aplicáveis:


a) aos Órgãos do SISCEAB com jurisdição sobre os Espaços Aéreos delimitados
nesta AIC; e
b) às aeronaves sob Regra de Voo Visual (VFR) que pretendam voar nos Espaços
Aéreos CONTROLADOS ou NÃO CONTROLADOS sob a TMA-SP.
1.3 ANEXOS

A – Descritivo das Rotas Especiais de Aeronaves em Voo Visual (REA).


B – Descritivo das Rotas Especiais de Helicópteros (REH).

C – Rotas Especiais de Aeronaves em Voo Visual (REA).

D – Rotas Especiais de Helicópteros (REH).


Pág. 2 AIC N 33/18
1.4 CONCEITOS E ABREVIATURAS

1.4.1 Nesta AIC, as abreviaturas abaixo possuem os seguintes significados:


ACAS Sistema Embarcado de Anticolisão
AFIS Serviço de Informação de Voo de Aeródromo
ATC Controle de Tráfego Aéreo
ATIS Serviço Automático de Informação Terminal
ATS Serviço de Tráfego Aéreo
ATZ Zona de Tráfego de Aeródromo
C-AIS SP Centro de Informação Aeronáutica de São Paulo
CCV Carta de Corredores Visuais
CTR Zona de Controle
EAC Espaço Aéreo Condicionado
FCA Frequência de Coordenação entre Aeronaves
FIZ Zona de Informação de Voo
GND Solo
IFR Regra de Voo por Instrumentos
MSL Nível Médio do Mar
QNH Ajuste de Altímetro
REA Rota Especial de Aeronaves em Voo Visual
REH Rota Especial de Helicópteros
TMA Área Terminal
VFR Regras de Voo Visual

1.4.2 Nesta AIC, os termos abaixo possuem os seguintes conceitos:

AERONAVE
Qualquer aparelho que possa sustentar-se na atmosfera a partir de reações do ar que não
sejam as reações do ar contra a superfície.

ÁREA CONTROLADA
Designação genérica usada quando se faz referência, em conjunto ou em parte, à TMA-SP
2, às CTR e aos Circuitos de Tráfego dos Aeródromos Controlados.

AVIÃO
Aeronave mais pesada que o ar, propulsada mecanicamente, que deve sua sustentação em
voo principalmente às reações aerodinâmicas exercidas sobre as superfícies que permanecem
fixas durante o voo.

CORREDOR
Designação genérica das Rotas Visuais, utilizada em substituição à expressão Rota Especial
de Aeronaves em Voo Visual (REA) e Rota Especial de Helicópteros (REH).
Pág. 3 AIC N 33/18
MANOBRAS ELEMENTARES DE VOO COM HELICÓPTERO
São aquelas realizadas na formação inicial do piloto que, em geral, integram variações de
altitude ou velocidade, tais como voo pairado, autorrotação, curvas, entre outras.

PROJEÇÃO VERTICAL DE UMA ÁREA TERMINAL


Espaço Aéreo que vai do solo ou água até o limite vertical inferior de uma Área Terminal,
excluídas as CTR, ATZ e FIZ.

PORTÃO DE ENTRADA/SAÍDA
Espaço Aéreo definido para disciplinar a entrada e/ou saída de uma CTR, ATZ ou FIZ.
NOTA: Com a finalidade de precisar os pontos de ingresso e abandono, os Portões de
entrada e saída definidos nesta AIC terão as dimensões laterais de 1,0 NM (0,5 NM para cada lado
do seu eixo), à exceção do Portão JAPI, estendido e com 2,0 NM de largura.

ROTA ATS
Rota específica designada para canalizar o fluxo de tráfego aéreo, conforme necessário à
provisão dos serviços de tráfego aéreo, sendo expressão usada para significar, segundo o caso,
aerovia, rota de assessoramento, rota controlada ou não-controlada, rota de chegada ou de partida,
etc.

ROTA ESPECIAL DE AERONAVES EM VOO VISUAL (REA)


Rota ATS de trajetória de voo VFR, com dimensões laterais de 3 NM (1,5 NM para cada
lado do seu eixo), apoiada em pontos geográficos visuais no terreno, indicada como referência
para orientação do voo visual de aeronaves (aviões e helicópteros), disposta em forma de corredor
e de maneira a não interferir em procedimentos IFR, EAC e no tráfego local dos aeródromos
principais.

ROTA ESPECIAL DE HELICÓPTEROS (REH)


Rota ATS de trajetória de voo VFR, com dimensões laterais de 1,0 NM (0,5 NM para cada
lado de seu eixo), apoiada em pontos geográficos visuais no terreno, indicada como referência
para orientação do voo visual de helicópteros, disposta em forma de corredor e de maneira a não
interferir em procedimentos IFR, EAC e no tráfego local dos aeródromos principais.
NOTA: Para atender a condições operacionais específicas da TMA-SP, a dimensão lateral
das REH poderá ser:
a) nas Áreas NÃO CONTROLADAS, de até 250m para cada lado de seu eixo; e
b) nas CTR e ATZ, de até 100m para cada lado de seu eixo.

ZONA DE CONTROLE (CTR)


Espaço Aéreo Controlado, que se estende do solo ou água até um limite superior
especificado, com a finalidade de conter os Procedimentos IFR de pouso e decolagem.

ZONA DE INFORMAÇÃO DE VOO (FIZ)


Espaço aéreo ATS de classe “G”, de dimensões definidas, estabelecido em torno de um
aeródromo para a prestação do AFIS.

ZONA DE TRÁFEGO DE AERÓDROMO (ATZ)


Espaço aéreo de dimensões definidas, estabelecido em torno de um aeródromo, para
proteção do tráfego do aeródromo.
Pág. 4 AIC N 33/18
2 DISPOSIÇÕES GERAIS

2.1 Com os objetivos de otimizar a utilização do Espaço Aéreo e o Serviço de Tráfego Aéreo
prestado aos tráfegos em voo VFR, bem como de aumentar a Segurança Operacional, a Área de
Controle Terminal São Paulo (TMA-SP) é subdividida em:
Terminal São Paulo 1 (TMA-SP 1)
Terminal São Paulo 2 (TMA-SP 2)
Terminal São Paulo 3 (TMA-SP 3)
2.2 Na projeção dos limites laterais da TMA-SP, localizam-se as seguintes Estruturas do
Espaço Aéreo:
Zona de Controle de Taubaté (CTR-TA)
Zona de Controle de Campinas (CTR-KP)
Zona de Controle de São Paulo (CTR-SP)
Zona de Controle de Guarulhos (CTR-GR)
Zona de Controle de Guaratinguetá (CTR-GW)
Zona de Controle de São José dos Campos (CTR-SJ)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Marte (ATZ-MT)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Jundiaí (ATZ-JD)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Parati (ATZ-TK)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Atibaia (ATZ-TB)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Ubatuba (ATZ-UB)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Itanhaém (ATZ-IM)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Amarais (ATZ-AM)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Sorocaba (ATZ-CO)
Zona de Tráfego de Aeródromo de Americana (ATZ-AI)
Zona de Informação de Voo de Santos (FIZ-ST)
Zona de Informação de Voo de Bragança Paulista (FIZ-BP)
NOTA: A descrição da TMA-SP e de todos os Espaços Aéreos dentro de suas projeções
laterais consta do AIP BRASIL, parte ENR 2.
2.3 Tendo em vista ocasiões com alta demanda de tráfego concentrada, como em determinadas
datas festivas ou comemorativas, poderão ser alteradas, temporariamente, a classe de quaisquer
REA, de “G” para “D”, por meio de NOTAM. Esta medida tem como objetivo antecipar o ponto
de início da prestação do Serviço de Controle de Tráfego Aéreo bem como definir Pontos de Espera
Visual ao longo das REA.
2.4 O conjunto de informações presentes nesta Circular de Informação está transcrito e
publicado, em todo ou em parte, nas seguintes CARTAS DE CORREDORES VISUAIS (CCV):
a) CCV TMA-SP - ROTAS ESPECIAIS DE AERONAVES E DE HELICÓPTEROS NA
TMA-SP;
b) CCV REA TMA-SP 2 - ROTAS ESPECIAIS DE AERONAVES NA TMA-SP 2;
c) CCV REH TMA-SP 2 - ROTAS ESPECIAIS DE HELICÓPTEROS NA TMA-SP 2 e
SOB SUA PROJEÇÃO; e
d) CCV ÁREA DE CONTROLE HELICÓPTERO - ROTAS ESPECIAIS DE
HELICÓPTEROS NA CTR-SP (ÁREA DE CONTROLE HELICÓPTERO).
Pág. 5 AIC N 33/18
2.5 APRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DA TMA-SP – VISTA EM PLANTA
Pág. 6 AIC N 33/18
2.6 APRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DA TMA-SP – VISTA EM PERFIL
Pág. 7 AIC N 33/18
2.7 APRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DA TMA-SP 2 – VISTA EM PERFIL

2.8 APRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DA TMA-SP 3 – VISTA EM PERFIL


Pág. 8 AIC N 33/18
3 REGRAS GERAIS

3.1 Os pilotos OBRIGATORIAMENTE DEVERÃO manter o transponder Modos A/C ou


Modo S acionado durante o voo na TMA-SP, sob sua projeção e em todas as demais Estruturas
nela existentes, dada a intensidade de fluxo de tráfegos, aumentando a segurança gerada pelo uso
cada vez maior de tecnologias embarcadas de anticolisão, como o Sistema ACAS.
NOTA: Exceção é feita aos voos realizados por aeronaves sem transponder em aeródromos
existentes dentro de FIZ e de ATZ de aeródromos não controlados, que ficarão restritos ao Circuito
de Tráfego.
3.2 As aeronaves OBRIGATORIAMENTE DEVERÃO possuir e terem utilizados
radiocomunicadores aeronáuticos VHF homologados, dada a intensidade de fluxo de tráfegos,
aumentando a segurança gerada pela divulgação da posição de todas as aeronaves na TMA-SP, sob
sua projeção e em todas as demais Estruturas nela existentes.
3.3 Os pilotos OBRIGATORIAMENTE DEVERÃO manter os faróis de pouso ou táxi
acionados durante o voo, com o intuito de melhorar a percepção de outras aeronaves se deslocando
na TMA-SP ou sob sua projeção.
3.4 As referências visuais descritas nesta AIC são informadas com as coordenadas geográficas,
tendo como único objetivo auxiliar os pilotos na identificação visual da citada referência.
3.5 As aeronaves em voo nas REA, bem como os Helicópteros em voo nas REH, deverão
manter-se à DIREITA do eixo da rota.
NOTA: Para atender a condições operacionais e/ou de segurança, na descrição das Rotas
(Anexos A e B) constará a obrigatoriedade de voo no eixo ou do sobrevoo de uma referência visual
em determinada Rota.
3.6 Os helicópteros poderão fazer uso das REA desde que se enquadrem nas exigências dessas
rotas.
3.7 Para minimizar o efeito do ruído das aeronaves, recomenda-se que sejam mantidas as
altitudes máximas previstas nas REA ou REH, de acordo com o sentido voado, mesmo sobre área
urbana ou rural, salvo motivo de redução de teto.
3.8 A Velocidade Indicada MÁXIMA de voo dentro das Áreas CONTROLADAS é de 200kt.

4 REGRAS ESPECÍFICAS PARA VOO EM ESPAÇO AÉREO NÃO CONTROLADO


SOB A PROJEÇÃO DA TMA-SP

4.1 As rotas estabelecidas nos Espaços Aéreos não controlados têm seu uso recomendado, não
sendo obrigatórias portanto, e têm como finalidade auxiliar o piloto em sua navegação e auto
coordenação com outras aeronaves, podendo ser acessadas ou abandonadas em qualquer ponto.
4.2 Quando em voo sob a TMA-SP 1, os altímetros deverão ser ajustados em QNH de acordo
com os valores fornecidos pelo Serviço Automático de Informação Terminal (ATIS) do Aeroporto
mais próximo do local de sobrevoo, devendo-se atualizar no decorrer do voo, sendo:
Aeroporto Indicativo ICAO Frequência ATIS
São Paulo – Congonhas SBSP 127.650 MHz
São Paulo – Guarulhos/Cumbica SBGR 127.750 MHz
São Paulo – Campo de Marte SBMT 127.725 MHz
Campinas – Viracopos SBKP 127.825 MHz
São José dos Campos SBSJ 127.925 MHz
NOTA 1: Consultar NOTAM e ROTAER quanto a possíveis alterações.
Pág. 9 AIC N 33/18
NOTA 2: Caso o piloto não consiga receber o ATIS de nenhum dos Aeroportos informados
acima, poderá obter a informação de QNH diretamente do APP-SP, conforme a região
de sobrevoo, conforme a figura do item 4.9.
4.3 As coordenações entre aeronaves no Espaço Aéreo NÃO CONTROLADO deverão ser
efetuadas em Frequências de Coordenação entre Aeronaves (FCA).
NOTA: Para otimizar o uso dessas FCA, a TMA-SP foi dividida em três Regiões, sendo
NORTE, SUL e LITORAL, delimitadas de forma a agregar as áreas de interesse do
setor de sobrevoo ou de aeródromos próximos, sendo assim distribuídas:
FCA Frequência
NORTE 135.675 MHz
SUL 126.650 MHz
LITORAL 122.925 MHz
NOTA: Consultar NOTAM e ROTAER quanto a possíveis alterações.
4.4 As aeronaves que pretendam ingressar em CTR, ATZ ou FIZ deverão observar a
obrigatoriedade de chamar o Órgão ATS correspondente ANTES do ingresso.
4.5 As aeronaves que pretendam aproximar-se dos aeródromos com ATZ sem Órgão ATS que
disponham de FCA específica, deverão coordenar com o tráfego desses aeródromos por meio da
respectiva FCA, conforme tabela a seguir:
Aeródromo Indicativo ICAO FCA
Amarais (Campinas) SDAM 125.775 MHz
Americana SDAI 135.025 MHz
Atibaia SDTB 126.250 MHz
Itanhaém SDIM 124.925 MHz
Parati SDTK 126.025 MHz
Sorocaba SDCO 125.675 MHz
Ubatuba SDUB 124.525 MHz

4.6 APRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DAS FCA NA TMA-SP


Pág. 10 AIC N 33/18
4.7 Para prover previsibilidade ao APP-SP, os AVIÕES que decolarem de localidades dentro
da TMA-SP e DESPROVIDAS de Órgão ATS, como também os procedentes de FORA da TMA-
SP, quando na TMA-SP deverão acionar os Códigos Transponder de acordo com a tabela a seguir:
Aeroporto de DESTINO Indicativo ICAO Código Transponder
São Paulo - Campo de Marte SBMT 2020
Jundiaí SBJD 2030
São José dos Campos SBSJ 2040
Bragança Paulista SBBP 2050
Campinas – Amarais SDAM 2060
Sorocaba SDCO 2070
Demais localidades - 2000
NOTA: A tabela acima não deverá ser considerada caso a aeronave receba de um Órgão
ATS, a qualquer momento do voo, um Código Transponder específico.
4.8 O Serviço de Informação de Voo e Alerta no Espaço Aéreo classe “G” será prestado pelo
APP-SP, quando factível, por meio da frequência 129.500 MHz, quando sob a TMA-SP 1, da
frequência 121.350 MHz (primária) ou 123.900 MHz (secundária), quando sob a TMA-SP 3, ou
ainda conforme indicação da ARC São Paulo-Rio ou NOTAM, caso haja:

4.9 Dada a densidade de voos na TMA-SP e visando a manutenção da segurança das operações,
as aeronaves em voo nos Espaços Aéreos NÃO CONTROLADOS, ao estabelecerem contato rádio,
devem ser BREVES na transmissão, informando:
- Matrícula;
- Rota (caso voando em uma)
- Posição;
- Altitude;
- Sentido de deslocamento; e
- Matrícula.
Exemplos:
“PR-OBE, Corredor QUEBEC, vertical PALMEIRAS, 4500 FT, proa REPRESA, OSCAR
BRAVO ECHO”.
“PT-BRO, Rota BRAVO, Posição IGARATÁ, 5000 FT, proa ATIBAIA, BRAVO ROMEO
OSCAR”.
Pág. 11 AIC N 33/18
5 REGRAS ESPECÍFICAS PARA VOO EM ESPAÇO AÉREO CONTROLADO OU
COM PRESTAÇÃO DE AFIS

5.1 As aeronaves em voo VFR que pretendam evoluir na TMA-SP 2, nas CTR, ATZ de
aeródromos Controlados, ou FIZ sob a projeção da TMA-SP, bem como na REA MIKE, entre as
Posições TRAVÉS NORTE IGARATÁ e CACHOEIRA, na REA FOXTROT, quando do
cruzamento da FIZ-ST entre as Posições PRAIA GRANDE e CANAL BERTIOGA, e nas REA
CHARLIE, ECHO, LIMA e OSCAR, em seus trechos que permitem ascensão acima de 5000ft,
deverão utilizar OBRIGATORIAMENTE as Rotas estabelecidas nesta AIC, ajustando-se aos
rumos e altitudes previstos, exceto quando receberem instrução ou autorização diferente do Órgão
ATS.
5.2 O ingresso ou a saída das CTR ou ATZ deverá, compulsoriamente, ser realizado pelos
Portões ou Posições de Entrada/Saída da área, exceto quando for dada instrução ou autorização
diferente por Órgão ATC, quando existente.
5.3 Nas Áreas CONTROLADAS, as aeronaves em descida deverão programar sua navegação
para estarem na altitude máxima indicada na carta a partir do ponto (Posição) dessa indicação.
5.4 Os altímetros deverão ser ajustados em QNH de acordo com os valores fornecidos pelo
Órgão ATS com jurisdição sobre Espaço Aéreo sobrevoado.
5.5 A frequência a ser utilizada, quando em voo nas REA da TMA-SP 2, será a do Controle
São Paulo (APP-SP), Setor Visual, sendo a 129.500 MHz.
5.6 Dada a densidade de voos na TMA-SP e visando a manutenção da segurança das operações,
as aeronaves devem ser BREVES na transmissão, informando:
- Matrícula;
- Rota;
- Posição ou Portão de Entrada/Saída;
- Altitude;
- Sentido de deslocamento; e
- Matrícula.
Exemplos:
“PP-ERE, Corredor FOXTROT, Portão CANAL BERTIOGA, 5000 FT, proa de PRAIA
GRANDE, ECHO ROMEO ECHO”.
“PT-ISI, Rota BRAVO, Posição MOGI BERTIOGA, 5500 FT, proa REPRESA RIBEIRÃO,
INDIA SIERRA INDIA”.
5.7 Os voos VFR Especiais, partindo ou chegando aos aeroportos de Campo de Marte (SBMT),
Jundiaí (SBJD), Campinas-Viracopos (SBKP) e São José dos Campos (SBSJ), poderão ser
autorizados pelo APP-SP, que estabelecerá as condições operacionais que garantam a manutenção
de uma operação segura e ordenada.
5.8 As aeronaves que pretendam decolar de Campo de Marte (SBMT), Jundiaí (SBJD) e
Campinas-Viracopos (SBKP), com Plano de Voo Completo com mudança de Regra de Voo VFR
para IFR (Plano ZULU), deverão aguardar autorização do APP-SP para mudança das regras de
voo, respeitando as altitudes mínimas e máximas impostas pelos corredores visuais a serem voados,
quando estes estiverem dentro da Área Controlada.
5.9 Em caso de planejamento de mudança de Regra de Voo para ponto significativo dentro da
TMA-SP 2 (Área CONTROLADA), esse ponto DEVERÁ coincidir com as Posições existentes
no limite lateral da TMA-SP 2 (DOM PEDRO, ATIBAIA, CABREÚVA, MAILASQUI,
VARGEM GRANDE, RÉGIS e PALMEIRAS). Se o ponto significativo escolhido for em Área
Pág. 12 AIC N 33/18
NÃO CONTROLADA (Espaço Aéreo classe G), o voo VFR ficará restrito a altitude máxima de
5000ft até que o APP-SP possa autorizar a mudança de regra, devendo a aeronave possuir dois
equipamentos rádio VHF para coordenação junto ao APP-SP e à FCA da região de sobrevoo (Norte,
Sul ou Litoral).
NOTA: No caso de Falha de Comunicação, o piloto deverá cumprir os dispositivos
previstos nas ICA 100-11 (Plano de Voo) e ICA 100-12 (Regras do Ar).
5.10 Quando em decolagem do aeroporto de Campo de Marte (SBMT), deverá ser observada
velocidade, altitude e raio de curva compatível para não ultrapassar os limites da ATZ-MT, de
forma a não interferir com as aproximações ou decolagens IFR do aeroporto de Congonhas (SBSP),
dentro da CTR-SP, bem como com a ÁREA DE CONTROLE HELICÓPTERO, também na CTR-
SP.
NOTA: A situação descrita acima refere-se à decolagem da pista 12, objetivando-se saída
via REA DELTA ou NOVEMBER, ou da pista 30, objetivando-se saída pela REA QUEBEC.
5.11 No caso de impossibilidade de realização de raio de curva compatível com a ATZ-MT, tal
informação DEVERÁ ser repassada à TWR-MT, sendo que a aeronave deverá,
COMPULSORIAMENTE, ser conduzida pelas REA existentes no setor de decolagem, para o
seguro contorno das CTR-SP e CTR-GR.
5.12 O ingresso de aviões nas CTR-KP, ATZ-MT e ATZ-JD só é permitido para pouso nos
respectivos aeroportos, sendo proibido para cruzamento, dada a intensidade de fluxo de tráfego
existente. O cruzamento sobre SBMT somente será permitido acima de 3600ft, sob autorização e
coordenação do APP-SP.
5.13 As aeronaves em chegada ou partida de Campinas - Viracopos (SBKP) deverão utilizar-se
dos Portões ANHANGUERA (setor E) ou INDAIATUBA (setor W) para ingresso ou saída da
CTR-KP, exceto quando for dada instrução ou autorização diferente pela TWR-KP. Ambos os
Portões possuem altitude máxima de 3600ft MSL e o contato deverá ser direto com a TWR-KP.
5.14 O ingresso de aviões na CTR-SJ só é permitido para pouso, sendo compulsório o uso dos
Portões previstos (CAÇAPAVA, REDENÇÃO, JACAREÍ e IGARATÁ). O cruzamento deverá,
COMPULSORIAMENTE, ser realizado pela REA MIKE (CONTROLADA) ou TANGO (NÃO
CONTROLADA), dada a complexidade de operações no aeroporto, composta por voos civis e
militares de ensaio, laboratório, teste, check ANAC, entre outros.
NOTA: Os helicópteros poderão ingressar para pouso em outra localidade dentro dos
limites da CTR-SJ, bem como para seu cruzamento, sendo compulsório chamar a TWR-SJ ao
ingressarem na CTR.
5.15 As aeronaves que pretendam decolar de outros aeródromos existentes dentro da CTR-SJ
deverão realizar contato telefônico prévio com a TWR-SJ, a fim de receberem instruções para
decolagem.
5.16 O ingresso de aviões e helicópteros na CTR-TA deverá ser feito pelas Posições TREVO
CARVALHO PINTO ou PEDÁGIO DUTRA, ambas na REA MIKE (CONTROLADA).
5.17 As aeronaves que pretendam decolar de qualquer aeródromo ou áreas de pouso ocasional
existentes dentro da CTR-TA devem apresentar PLN (preferencialmente junto à AIS-TA) e
posteriormente, antes do acionamento, realizar contato telefônico com a TWR-TA (12 2123 7445),
a fim de receberem instruções antes da decolagem, devido manobras militares.
5.18 As aeronaves em deslocamento pela REA MIKE no sentido Sudoeste/Nordeste, deverão
manter a vertical da Rodovia Dutra entre as Posições TREVO CARVALHO PINTO e TAUBATÉ,
a fim de evitarem o Circuito de Tráfego de SBTA (Base de Aviação do Exército, em Taubaté).
5.19 As aeronaves que pretendam decolar de outros aeródromos ou áreas de pouso ocasional
existentes dentro da CTR-GW deverão realizar contato telefônico prévio com a AIS-GW, a fim de
Pág. 13 AIC N 33/18
entregarem o PLN e receberem instruções para decolagem.
5.20 A Circulação Visual no setor E do Aeródromo de Jundiaí (SBJD), durante o horário de
funcionamento da TWR-JD, se dará por meio dos Portões LAGOA e ESTÁDIO e em função da
pista em uso, onde o ingresso e a saída do Circuito de Tráfego deverão ocorrer como segue:
PISTA EM USO SENTIDO DO FLUXO
INGRESSO: Portão LAGOA
18 SAÍDA: Portão ESTÁDIO
INGRESSO: Portão ESTÁDIO
36
SAÍDA: Portão LAGOA
NOTA: a informação sobre o sentido do fluxo será dada por intermédio da TWR-JD, para
as aeronaves que partem, e pelo APP-SP, para as que se aproximam.
5.21 O Portão JAPI, ligação da ATZ-JD com o setor W da TMA-SP, possui 2NM de largura e
altitude máxima de 4000ft MSL, sendo os Serviços de Informação de Voo e Alerta prestados pela
TWR-JD.
5.22 As aeronaves procedentes da TMA-RJ ou do Litoral Norte de São Paulo, em voo VFR
acima de 5000ft deverão, compulsoriamente, chamar o APP-SP na frequência 134.15 MHz ou
124.15 MHz para autorização de ingresso na TMA-SP 1 (Espaço Aéreo classe C, Controlado) a
pelo menos 5 minutos do ingresso.
5.23 É PROIBIDA a operação VFR de AVIÕES nos aeródromos de SBSP e SBGR. Em SBGR,
excetuam-se as aeronaves militares.

6 REGRAS ESPECÍFICAS PARA HELICÓPTEROS

6.1 Voos de reportagem que não sejam cotidianas e breves, de inspeção de linhas elétricas,
panorâmicos ou sobrevoos de acompanhamento de eventos esportivos, entre outros, que possam
afetar as decolagens ou aproximações e que necessitem ser realizados nas CTR-SP, CTR-GR,
CTR-KP ou ATZ-MT, devem ser coordenados previamente com o Controle São Paulo, via C-AIS
SP, salvo se tais operações já estiverem autorizadas previamente junto ao SRPV-SP, via trâmite
documental, como nos casos previsíveis, em que se possa ter planejamento.
6.2 Os helicópteros que se destinam ou procedam de heliponto ou localidade que não estejam
situados ao longo das REH existentes nas CTR ou ATZ de aeródromos controlados, deverão
abandonar ou ingressar nessas rotas obedecendo ao percurso mais curto possível entre o local de
partida ou pouso e a REH mais próxima destes, sendo proibido, no entanto, cruzar o alinhamento
das pistas dos aeródromos e das trajetórias IFR sem a AUTORIZAÇÃO do Órgão ATC
correspondente.
6.3 É vedado o treinamento de manobras elementares de voo com helicópteros nas CTR-SP e
CTR-GR.
6.4 Na TMA-SP, todas as REH terão 250m para cada lado de seu eixo, exceto aquelas que
estiverem dentro de CTR ou ATZ, que terão 100m para cada lado de seu eixo.
6.5 Será denominada COORDENAÇÃO HELICÓPTERO a FCA (127,350 MHz) que deverá
ser utilizada quando em voo sobre ou dentro do perímetro interno ao Rodoanel (Rodovia SP-21,
que circunda o centro metropolitano de São Paulo e cidades vizinhas), à exceção das Áreas
CONTROLADAS internas a esse perímetro. Fora do perímetro, os helicópteros deverão utilizar
as FCA NORTE ou SUL, de acordo com a região de sobrevoo e conforme a figura a seguir:
Pág. 14 AIC N 33/18

NOTA: Para padronização de uso das FCA NORTE e SUL quando do voo sobre as
Rodovias que as delimitam, será padronizada como frequência a ser utilizada, em ambos
os sentidos de voo, conforme segue:
- sobre a Rodovia Castelo Branco: FCA SUL (126,650 MHz);
- sobre a Rodovia Fernão Dias: FCA NORTE (135,675 MHz).
6.6 Ao se estabelecer contato rádio a transmissão deverá ser BREVE, informando:
- Matrícula;
- Posição;
- Altitude;
- Sentido de deslocamento; e
- Matrícula.
Exemplos:
“PT-LOR, vertical CEBOLÃO, 3200 FT, proa Marte, LIMA OSCAR ROMEO”.
“PP-ENA, Posição TREVO IMIGRANTES, 3500 FT, proa TREVO, ECHO NOVEMBER
ALFA”.
6.7 Os helicópteros que operarem entre localidades desprovidas de Órgão ATS, nos Espaços
Aéreos classe “G” sob toda a TMA-SP, deverão manter acionado o Código Transponder 0100
durante todo o tempo de voo, salvo recebam de um Órgão ATS, a qualquer momento do voo, um
Código Transponder específico.
Pág. 15 AIC N 33/18
7 REGRAS ESPECÍFICAS PARA HELICÓPTEROS NA ÁREA DE CONTROLE
HELICÓPTERO

7.1 Denomina-se ÁREA DE CONTROLE HELICÓPTERO a porção da CTR-SP (Espaço


Aéreo Controlado) na qual o voo VFR de helicópteros poderá ser autorizado, desde que obedecidos
os procedimentos específicos descritos no AIP BRASIL.

8 DISPOSIÇÕES FINAIS

8.1 Os critérios e procedimentos estabelecidos nesta AIC não dispensam os pilotos e órgãos
envolvidos do cumprimento das demais disposições constantes nas legislações em vigor.
8.2 Para voo VFR na TMA-RJ, deverá ser observada a AIC sobre circulação visual naquela
Terminal.
8.3 Esta AIC entra em vigor em 26 ABR 2018, revogando, nesta data, a AIC N 36/17 -
“CIRCULAÇÃO VISUAL NA TERMINAL SÃO PAULO”, de 10 de novembro de 2017.
8.4 Os casos não previstos serão resolvidos pelo Exmo. Sr. Chefe do Subdepartamento de
Operações do DECEA.
Pág. 16 AIC N 33/18
ANEXO A
DESCRITIVO DAS ROTAS ESPECIAIS DE AERONAVES EM VOO VISUAL (REA)

1. Nas Áreas CONTROLADAS, as altitudes MÁXIMAS descritas, de acordo com o sentido do


voo, DEVEM ser obedecidas, sob risco de serem infringidas as separações mínimas ou de provocar
conflito com outras aeronaves cumprindo trajetórias IFR, voando acima.
2. Nas Áreas NÃO CONTROLADAS, é PROIBIDO o voo VFR acima da altitude de 5000ft, dada
a malha de procedimentos IFR existentes acima dessa altitude, salvo nas Rotas onde outra altitude
está descrita especificamente. Nas Rotas RECOMENDADAS estão apontadas altitudes
RECOMENDADAS MÁXIMAS de acordo com o sentido do voo.
3. As altitudes MÍNIMAS descritas nas REA correspondem às ALTITUDES LIVRES DE
OBSTÁCULOS de cada segmento, que provê separação com obstáculos naturais e artificiais em
solo, bem como de algumas REH existente abaixo, e NÃO DESOBRIGA o Piloto de manter
referência visual com o solo. Voos abaixo da altitude indicada em cada trecho de rota são de
RESPONSABILIDADE DO PILOTO EM COMANDO, quanto ao cumprimento das Regras do
Ar.
4. OBRIGATÓRIA a consulta a NOTAM e ROTAER para verificação de possíveis alterações.
5. Nas CTR, ATZ e FIZ com Portões designados, os movimentos de ingresso ou saída dos Circuitos
de Tráfego deverão ser realizados por tais Portões, visando a organização, a previsibilidade e a
segurança das operações do respectivo aeródromo, exceto quando for dada instrução ou
autorização diferente do Órgão ATS. Os aeródromos e seus Portões previstos são:
AERÓDROMO PORTÃO COORDENADAS
1 PAULÍNIA 22°47’29’’S/047°09’38’’W
Amarais 2 UNICAMP 22°47’33’’S/047°03’13’’W
(Campinas) 3 SHOPPING 22°52’02’’S/047°01’04’’W
4 ANHANGUERA 22°57’24’’S/047°03’24’’W
1 REPRESA 22°42’54’’S/047°15’28’’W
Americana
2 NOVA ODESSA 22°47’02’’S/047°17’59’’W
1 GUARIPOCABA 22°56’55’’S/046°29’47’’W
Bragança 2 FERNÃO DIAS (SAÍDA) 23°01’44’’S/046°32’24’’W
Paulista 3 BOCAINA 23°00’57’’S/046°34’33’’W
4 VOR (SAÍDA ACFT em INSTRUÇÃO) 22°56’06’’S/046°33’43’’W
1 COMETA (ENTRADA) 23°31’04’’S/046°34’40’’W
Campo
2 DUTRA (SAÍDA) 23°31’45’’S/046°35’27’’W
de Marte ABRIL 23°30’08’’S/046°41’55’’W
3
1 CACHOEIRA 22°40’31’’S/044°59’53’’W
Guaratinguetá 2 SUL BASÍLICA 22°51’05’’S/045°13’55’’W
3 PEDÁGIO DUTRA 22°55’49’’S/045°21’39’’W
Guarulhos 1 ITAQUERA (MILITAR SOMENTE) 23°32’33’’S/046°27’56’’W
1 LAGOA 23°08’44’’S/046°51’42’’W
2 ESTÁDIO 23°11’03’’S/046°51’14’’W
3 TREVO (SAÍDA) 23°14’29’’S/046°52’50’’W
Jundiaí
JAPI (MÁX. 4000ft MSL) 23°13’15’’S/047°07’25’’W
4 Posição TRAVÉS SUL ITUPEVA 23°12’08’’S/047°02’42’’W
Posição ELÓI 23°11’15’’S/046°57’53’’W
1 PARANAPIACABA 23°45’16’’S/046°18’27’’W
2 CANAL BERTIOGA 23°53’26’’S/046°10’38’’W
Santos
3 PRAIA GRANDE 24°00’13’’S/046°25’18’’W
4 INTERLIGAÇÃO 23°54’26’’S/046°29’08’’W
Pág. 17 AIC N 33/18

AERÓDROMO PORTÃO COORDENADAS


1 MELO 23°05’13’’S/045°46’53’’W
São José 2 REDENÇÃO 23°15’40’’S/045°33’58’’W
dos Campos 3 JACAREÍ 23°20’39’’S/045°57’58’’W
4 IGARATÁ 23°12’59’’S/046°05’10’’W
1 INDUSTRIAL 23°26’29’’S/047°25’51’’W
Sorocaba 2 RAPOSO 23°30’14’’S/047°25’05’’W
3 ARAÇOIABA 23°29’56’’S/047°33’25’’W
1 PEDÁGIO DUTRA 22°55’49’’S/045°21’39’’W
Taubaté
2 TREVO CARVALHO PINTO 23°03’46’’S/045°36’52’’W
Viracopos 1 ANHANGUERA 22°57’24’’S/047°03’24’’W
(Campinas) 2 INDAIATUBA 23°05’50’’S/047°12’42’’W

LEGENDA DA DESCRIÇÃO DAS REA

NOME DA ROTA
(Rota de Sentido Único) (Rota de Sentido Duplo)
RUMO° (Rumo válido RUMO° RUMO°
para mais de um
segmento/trecho
Altitude Máxima à frente) Altitude Máxima Altitude Máxima
Recomendada Obrigatória Obrigatória
Altitude Livre Altitude Livre Altitude Livre
1 2 3
de Obstáculos de Obstáculos de Obstáculos

POSIÇÃO 1 POSIÇÃO 2 POSIÇÃO 3


Fixo de Fixo de Fixo de
Compulsório (Rota RECOMENDADA) Compulsório (Rota OBRIGATÓRIA) Compulsório
Contato com Contato com Contato com
FCA Específica Órgão ATS Órgão ATS

Coordenadas Coordenadas Coordenadas


Observações e Observações e
Referências Referências no Referências no
Procedimentos Especiais Procedimentos Especiais
no Terreno (HOT SPOTS) Terreno (HOT SPOTS) Terreno
Classe do Espaço Aéreo Classe do Espaço Aéreo
FCA PARA CONTATO ÓRGÃO ATS PARA CONTATO
FREQUÊNCIA DA FCA FREQUÊNCIA DO ÓRGÃO ATS
Pág. 18 AIC N 33/18

REA ALFA
228° 048° 189° 009°

4500ft 5000ft 4500ft 5000ft


1 3200ft 3200ft 2 3200ft 3 4 3200ft 5

TRAVÉS
CAPIVARI RONDON ÉDEN TOBIAS
AMERICANA
22°39'49"S/ 22°59'46"S/ 23°13'52"S/ 23°24'36"S/ 23°31'34"S/
047°19'04"W 047°29'56"W 047°26'38"W 047°24'03"W 047°22'28"W
Cruzamento da Rodovia
Bairro Tobias, próx.
Través N da Cidade Marechal Rondon Bairro do Éden, próx.
Vertical da cruzamento da Rod.
de Americana Través E da Cidade de cruzamento da Rod.
Cidade de Raposo Tavares
Rodovia Anhanguera Porto Feliz Castelo Branco
Capivari Pedreiras de
Cidade de Limeira Través W da Cidade de Sorocaba
mineração
Cidade de Itu
classe G
FCA NORTE
135.675 MHz

142° 322° 127° 307°

4500ft 5000ft 5000ft 5000ft 5000ft 4500ft 4500ft


5 4100ft 4100ft 6 4300ft 4300ft 7 4300ft 4300ft 8 4100ft 9

REPRESA
TOBIAS FURNAS EMBU-GUAÇU INTERLIGAÇÃO
ALUMÍNIO
23°31'34"S/ 23°35'42"S/ 23°40'15"S/ 23°49'45"S/ 23°53'35"S/
047°22'28"W 047°14'50"W 047°06'23"W 046°48'45"W 046°33'51"W
Bairro Tobias, próx. Vertical de Braço da Vertical da
Trevo da Interligação
cruzamento da Rod. Represa, Subestação de Energia Vertical da Cidade
entre as Rodovias
Raposo Tavares entre as Cidades de Través E da de Embu-Guaçu
Imigrantes e Anchieta
Pedreiras Alumínio e Ibiúna Cidade de Ibiúna
classe G classe G
FCA NORTE FCA SUL
135.675 MHz 126.650 MHz
Pág. 19 AIC N 33/18

REA BRAVO
131° 311° 157° 337°

4500ft 5000ft 4500ft 5000ft


1 3200ft 2 3200ft 3 4400ft 4 4400ft 5

LIMEIRA COSMÓPOLIS JAGUARIÚNA MORUNGABA ATIBAIA


22°35'57"S/ 22°38'17"S/ 22°42'33"S/ 22°52'39"S/ 23°06'01"S/
047°18'36"W 047°11'23"W 046°58'12"W 046°47'38"W 046°34'10"W
Vertical do
Través SE da Vertical da Vertical da entroncamento
Cidade de Cidade de Cidade de das Rod. Fernão Dias
Limeira Cosmópolis Morungaba e Dom Pedro I, na
Cidade de Atibaia
Vertical da
ATENÇÃO ! Cidade de
ATENÇÃO ! Jaguariúna
Área Proibida SBP-402
Saindo da TMA-SP, ATENÇÃO !
(Refinaria de Paulínia),
chamar o APP-YS Aeródromo de Vale Eldorado (SDVH) sob a
entre a Rota e o
na frequência REA, través W da Cidade de Bragança.
Aeródromo de Amarais
122.400MHz
(SDAM).

classe G
FCA NORTE
135.675 MHz

127° 307° 173° 353° 145° 325° 192° 012°

5000ft 4900ft 5000ft 4500ft 5500ft 5000ft


5 4900ft 4900ft 6 3500ft 7 3500ft 8 4600ft 4600ft 9

REPRESA
ATIBAIA IGARATÁ GUARAREMA SALESÓPOLIS
RIBEIRÃO
23°06'01"S/ 23°12'21"S/ 23°24'50"S/ 23°31'50"S/ 23°39'15"S/
046°34'10"W 046°09'33"W 046°02'14"W 045°50'46"W 045°49'24"W

Vertical da
Cidade de
Vertical do Igaratá Vertical Represa
entroncamento Vertical da Vertical da
ATENÇÃO ! Través S da
das Rod. Fernão Dias e Cidade de Cidade de
Observar operação de Cidade de
Dom Pedro I, na Guararema Salesópolis
Helicópteros abaixo, no Salesópolis
Cidade de Atibaia
cruzamento
sobre a REH CAMPOS.
classe G classe G classe G
FCA NORTE FCA SUL FCA LITORAL
135.675 MHz 126.650 MHz 122.925 MHz
Pág. 20 AIC N 33/18

REA CHARLIE
126° 306° 147° 327° 323°

5500ft 6500ft 5000ft 6000ft 5000ft 5500ft 5000ft 4800ft 4500ft


1 3200ft 3200ft 2 3200ft 3200ft 3 4800ft 4800ft 4 4500ft 4500ft 5 4000ft 6

PORTO PEDÁGIO
RONDON ITU CABREÚVA SANTANA
FELIZ CASTELO
23°11'59"S/ 23°13'52"S/ 23°16'00"S/ 23°18'23"S/ 23°26'41"S/ 23°30'41"S/
047°34'23"W 047°26'38"W 047°17'53"W 047°07'53"W 046°55'05"W 046°48'05"W
Pedágio na Rod.
Rod. Mal. Rondon Vertical da Vertical da Cid. de Castelo Branco
Través W da
Través E da Cidade Vertical da Cidade Cidade de Santana de Parnaíba Entroncamento
Cidade de
de Porto Feliz e W de Itu Cabreúva Cruzamento de Rod. Castelo
Porto Feliz
da Cidade de Itu Rodovias Branco com
Rodoanel
ATENÇÃO !
ATENÇÃO ! O APP-SP definirá, em função ATENÇÃO !
Rota com altitude OBRIGATÓRIA para aeronaves que do sequenciamento para Marte (SBMT), Rotas de
desejem subir além de 5000ft. NÃO VIOLAR as altitudes se a partir da Posição CABREÚVA a Helicópteros
máximas, devido voos IFR acima. Para mudança de rumo, aeronave prosseguirá via REA’s C e D abaixo, a
SOMENTE a 5000ft ou abaixo. (SANTANA PERUS) ou via 3200ft.
REA’s L e D (PEDÁGIO PERUS)

classe G classe C
FCA NORTE APP-SP
135.675 MHz 129.500 MHz

REA DELTA
169° 169° 169° 349° 169° 349°

4500ft 4300ft 4100ft 4100ft 3600ft 4100ft


1 4500ft 2 4100ft 3 4100ft 4100ft 4 3600ft 3600ft 5

TRAVÉS ECHO
TREVO PEDÁGIO PERUS ABRIL
JARAGUÁ
23°14'29"S/ 23°19'22"S/ 23°25'34"S/ 23°27'54"S/ 23°30'08"S/
046°52'50"W 046°49'26"W 046°45'06"W 046°43'28"W 046°41'55"W
Trevo entre as
Pedágio da Rod. Prédio da Abril
Rodovias Clube Campestre
Bandeiranttes Vertical do Rodoanel Editora
Anhanguera e Escola de Soldados
Distrito de Jordanésia Distrito de Perus Rio e via Marginal
Bandeirantes da Policia Militar
(Cajamar) Tietê
Cidade de Jundiaí
classe C
APP-SP
129.500 MHz
Pág. 21 AIC N 33/18

REA ECHO
023° 015° 195°

4200ft 5000ft 4500ft


1 4000ft 2 4000ft 3 4000ft 4

PERUS MORATO TRAVÉS JARINU DOM PEDRO


23°25'34"S/ 23°15'21"S/ 23°07'47"S/ 23°00'07"S/
046°45'06"W 046°44'50"W 046°45'46"W 046°46'43"W
Vertical da
Vertical do Rodoanel Norte da Cidade de Través SW da Cidade de Jarinu
Rod. Dom Pedro
Distrito de Perus Francisco Morato Través E da Cidade de Jundiaí
Cidade de Itatiba
classe C
APP-SP
129.500 MHz

015° 195° 040° 220° 039° 219°

5000ft 4500ft 5000ft 4700ft 7500ft 6500ft


4 4300ft 4300ft 5 4300ft 4300ft 6 5000ft 5000ft 7

DOM PEDRO MORUNGABA TRAVÉS AMPARO SERRA NEGRA


23°00'07"S/ 22°52'39"S/ 22°43'06"S/ 22°34'48"S/
046°46'43"W 046°47'38"W 046°44'14"W 046°41'20"W
Vertical da Cidade Vertical da Cidade
de Amparo de Serra Negra
Vertical da ATENÇÃO !
Vertical da Cidade
Rod. Dom Pedro Rota obrigatória para saída ou entrada na TMA-SP pelo setor.
de Morungaba
Cidade de Itatiba NÃO VIOLAR as altitudes máximas, devido voos IFR acima. NÃO
VIOLAR lateralmente, devido à existência de vários SBR nas
laterais.
classe G
FCA NORTE
135.675 MHz
Pág. 22 AIC N 33/18

REA FOXTROT
082° 262° 085° 265° 091° 271°

5000ft 5500ft 5500ft 5000ft 6000ft 5500ft 6500ft 6000ft


1 2500ft 2 2500ft 3 2500ft 2500ft 4 2000ft 2000ft 5 2000ft 2000ft 6

PRAIA CANAL BARRA


PERUÍBE ITANHAÉM RIVIERA
GRANDE BERTIOGA DO UNA
24°18'57"S/ 24°11'40"S/ 24°00'13"S/ 23°53'26"S/ 23°50'07"S/ 23°45'14"S/
047°01'25"W 046°47'20"W 046°25'18"W 046°10'38"W 046°00'42"W 045°46'06"W
Cidade de Canal de Bertioga
Cidade de Cidade de
Praia Grande Bairro Caruara,
Peruíbe Itanhaém
Orla Marítima entre as cidades de
Orla Marítima Orla Marítima Riviera de São Foz do Rio
Forte Bertioga e Guarujá
Lourenço Praia do Una
ATENÇÃO !
Orla Marítima Praia de Juquehy
ATENÇÃO ! Observar SBR abaixo,
Ponta de Indaiá Orla Marítima
Aeródromo de Itanhaém (SDIM) sob a REA, de teto 2500ft (Asa
com Circuito de Tráfego a até 1500ft AMSL. Delta, Parapente e
Paramotor).
G G G
FCA SUL RÁDIO SANTOS FCA LITORAL
126.650 MHz 118.650 MHz 122.925 MHz

091° 271°

6500ft 6000ft FL095 FL085 6500ft FL085


6 4000ft 4000ft 7 4000ft 8 4000ft 9 3000ft 3000ft 10

BARRA USINA ILHA


LARANJEIRAS PONTA
DO UNA CARAGUÁ ANCHIETA
23°45'14"S/ 23°39'39"S/ 23°31'19"S/ 23°22'25"S/ 23°18'20"S/
045°46'06"W 045°29'30"W 045°04'56"W 044°39'01"W 044°27'00"W
Ponta da Joatinga
Ilha Grande
Vertical da Usina Través SE da Baía de
Ilha Anchieta Condomínio
Barra do Una Termoelétrica Parati
Través S da Cidade Laranjeiras
Orla Marítima Través E da Cidade Saindo da TMA-SP,
de Ubatuba Cidade de Parati
de Caraguatatuba chamar o APP-RJ
na frequência
124.950MHz
classe G
FCA LITORAL
122.925 MHz
Pág. 23 AIC N 33/18

REA GOLF
139° 319° 126° 306°

6500ft 5500ft 6500ft 6200ft


1 5200ft 5200ft 2 6200ft 6200ft 3

ROSEIRA CUNHA BAÍA


22°54'08"S/ 23°04'17"S/ 23°10'03"S/
045°18'24"W 044°57'30"W 044°33'22"W
Baía de Parati
Cidade de Parati
Cidade de Roseira Vertical da
Saindo da TMA-SP,
Rodovia Dutra Cidade de Cunha
chamar o APP-RJ na
frequência 124.950 MHz

D classe G
APP-GW FCA LITORAL
120.150 MHz 122.925 MHz

REA HOTEL
347° 167° 359° 179°

5000ft 4500ft 5000ft 4500ft


1 3200ft 3200ft 2 3200ft 3200ft 3

ITU CAPIVARI PEDRAS


23°16'00"S/ 22°59'46"S/ 22°49'29"S/
047°17'53"W 047°29'56"W 047°34'25"W
Sul da Cidade
de Piracicaba
Través E da Cidade
Vertical da Vertical da de Rio das Pedras
Cidade de Itu Cidade de Capivari
Saindo da TMA-SP,
chamar o APP-YS na
frequência 122.400MHz
classe G
FCA NORTE
135.675 MHz
Pág. 24 AIC N 33/18

REA INDIA
098° 279°

4500ft 5000ft
1 3000ft 2 3000ft 3

TRAVÉS
PIRACICABA COSMÓPOLIS
AMERICANA
22°43'09"S/ 22°39'49"S/ 22°38'17"S/
047°34'29"W 047°19'04"W 047°11'23"W
Través E da Cidade
de Piracicaba Través N da Cidade de Americana Vertical da
Saindo da TMA-SP, chamar Rodovia Anhanguera Cidade de
o APP-YS na frequência Cidade de Limeira Cosmópolis
122.400MHz
classe G
FCA NORTE
135.675 MHz

REA JULIETT CANCELADA

REA KILO
102° 282°

5000ft 4500ft
1 4100ft 4100ft 2

TRAVÉS
ATIBAIA
JARINU
23°07'47"S/ 23°06'01"S/
046°45'46"W 046°34'10"W
Través SW da Vertical do entroncamento
Cidade de Jarinu das Rod. Fernão Dias
Través E da e Dom Pedro I
Cidade de Jundiaí Cidade de Atibaia
classe C classe G
APP-SP FCA NORTE
129.500 MHz 135.675 MHZ
Pág. 25 AIC N 33/18

REA LIMA
115° 295° 068° 248° 079° 259° 056° 236°

5000ft 5000ft 5000ft 4500ft 6500ft 5500ft 7500ft 7000ft


1 4800ft 4800ft 2 4100ft 3 4100ft 4 5000ft 5000ft 5 6000ft 6000ft 6

CAMANDU
CABREÚVA PEDÁGIO MORATO ATIBAIA JOANÓPOLIS
CAIA
23°18'23"S/ 23°19'22"S/ 23°15'21"S/ 23°06'01"S/ 22°55'43"S/ 22°46'44"S/
047°07'53"W 046°49'26"W 046°44'50"W 046°34'10"W 046°16'31"W 046°09'52"W
Pedágio da Rod.
Vertical da Bandeirantes Través SW da
Vertical da Cidade de
Cidade de Distrito de Cidade de
Joanópolis
Cabreúva Jordanésia Camanducaia
(Cajamar) Vertical do
entroncamento
Norte da Cidade de das Rod. ATENÇÃO !
Francisco Morato Fernão Dias Rota com altitude OBRIGATÓRIA para
ATENÇÃO !
e Dom Pedro I aeronaves que desejem subir além de
Aeronaves com altitudes
Cidade de Atibaia 5000ft. NÃO VIOLAR as altitudes
semelhantes no trecho.
máximas, devido voos IFR acima. Para
Elevações de até
mudança de rumo, SOMENTE a 5000ft ou
4000ft no setor.
abaixo. Observar a existência de vários
SBR nas laterais.

classe C classe G
APP-SP FCA NORTE
129.500 MHz 135.675 MHz
Pág. 26 AIC N 33/18

REA MIKE
115° 295° 101° 281° 116° 296° 082° 262°

4000ft 4000ft 5500ft 4500ft


4600ft
1 2 3800ft 3 3500ft 4 3500ft 5 3500ft 6

TRAVÉS TRAVÉS TREVO


ATIBAIA NORTE NORTE CAÇAPAVA CARVALHO TAUBATÉ
IGARATÁ SÃO JOSÉ PINTO
23°06'01"S/ 23°07'28"S/ 23°04'54"S/ 23°05'45"S/ 23°03'46"S/ 23°01'18"S/
046°34'10"W 046°09'23"W 045°54'05"W 045°40'40"W 045°36'52"W 045°32'08"W
Vertical do
entroncamento Través E da Entroncamento Vertical da
Través N da Cidade Través N da
das Rod. Cidade de Caçapava Rodovias Cidade de
de Igaratá Cidade de São José
Fernão Dias Vertical da Través N da Taubaté e da
(5 NM) dos Campos
e Dom Pedro I Rodovia Dutra Rodovia Dutra Rodovia Dutra
Cidade de Atibaia
ATENÇÃO !
Aeródromo da Base de Aviação do Exército (SBTA) sob a
ATENÇÃO ! REA, través SE da Posição TAUBATÉ.
REH CAMPOS cruzando Aeronaves em deslocamento entre/sentido TREVO
abaixo, a 3000ft. CAVALHO PINTO TAUBATÉ deverão manter a
vertical da Rodovia Dutra para evitar o Circuito de Tráfego
de SBTA.
classe G classe C classe D
FCA NORTE APP-SP TWR-TA
135.675 MHz 134.150 MHz / 124.150 MHz 119.900 MHz

082° 262° 075° 255° 071° 251°

5500ft 5000ft 5500ft 5000ft 6000ft 5500ft 6500ft 6000ft


6 3500ft 7 3500ft 8 4100ft 4100ft 9 3500ft 3500ft 10 3100ft 3100ft 11

PEDÁGIO FÁBRICA
TAUBATÉ ROSEIRA BASÍLICA CACHOEIRA
DUTRA DUTRA
23°01'18"S/ 22°55'49"S/ 22°54'08"S/ 22°51'05"S/ 22°46'41"S/ 22°40’31’’S/
045°32'08"W 045°21'39"W 045°18'24"W 045°13'55"W 045°08'18"W 044°59’53’’W
Pedágio na
Vertical da Rod.
Rodovia Vertical da Rod.
Vertical da Rod. Dutra Dutra, entre as
Vertical da Cidade Dutra Dutra
Través S da Basílica da Cidades de
de Taubaté e da Través E da Cidade de Roseira Través N da
Cidade de Aparecida Lorena e
Rodovia Dutra Cidade de Rodovia Dutra Fábrica às margens
do Norte Cachoeira
Pindamo- da Rod. Dutra
Paulista
nhangaba
ATENÇÃO !
ATENÇÃO !
ATENÇÃO ! Proximidade com
ATENÇÃO ! Aeródromo de Guaratinguetá (SBGW)
Proximidade com a Curva a Curva Base dos
Aeródromo de Pindamonhangaba no limite Norte da REA.
Base dos Procedimentos Procedimentos
(SDPD) no limite Norte da REA. ATENÇÃO !
NDB de SBGW RNAV de SBGW,
Final da RWY 02 de SBGW
a Norte da REA.
classe D classe D
TWR-TA APP-GW
119.900 MHz 120.150MHz
Pág. 27 AIC N 33/18

REA NOVEMBER
101° 281° 276° 276° 294°

4500ft 5000ft 4500ft 5000ft 3700ft 3700ft 3700ft


1 4500ft 4500ft 2 4500ft 4500ft 3 3700ft 4 3600ft 5 3600ft 6

REPRESA PEDÁGIO
MAILASQUI ITAPEVI ANHANGUERA ABRIL
ALUMÍNIO CASTELO
23°35'42"S/ 23°34'01"S/ 23°32'41"S/ 23°30'41"S/ 23°29'58"S/ 23°30'08"S/
047°14'50"W 047°04'20"W 046°55'58"W 046°48'05"W 046°45'21"W 046°41'55"W

Pedágio na Rod.
Vertical de Castelo Branco Cruzamento à
Cruzamento à Entroncamento vertical da Rod. Prédio da Abril
Braço da Vertical da
vertical da Rod. Rod. Castelo Branco Anhanguera Editora
Represa, Cidade de
Raposo Tavares com Rodoanel Rio e via
entre as Itapevi
Bairro Mailasqui Marginal Tietê
Cidades de ATENÇÃO !
Través SE da
Alumínio e Rotas de Helicópteros abaixo, a 3200ft.
Cidade de São Roque
Ibiúna
Mediante específica necessidade operacional do APP-SP,
este trecho poderá ter seu sentido de voo invertido.
classe G classe C
FCA NORTE APP-SP
135.675 MHz 129.500 MHz

REA OSCAR
073° 253° 029° 209° 104°

6000ft 6500ft 4500ft 5000ft 4500ft 5000ft 4500ft 4300ft


1 5000ft 5000ft 2 4000ft 4000ft 3 4000ft 4000ft 4 4200ft 5 4100ft 6

VARGEM
TAPIRAÍ FURNAS ITAPEVI SANTANA PERUS
GRANDE
23°51'05"S/ 23°40'15"S/ 23°36'20"S/ 23°32'41"S/ 23°26'41"S/ 23°25'34"S/
047°21'08"W 047°06'23"W 047°00'59"W 046°55'58"W 046°55'05"W 046°45'06"W
Vertical da
Través NE da
Subestação de
Cidade de
Energia
Tapiraí, a
Través E da Vertical da
10NM
Cidade de Ibiúna Cidade de Vargem Vertical da Cid. de Vertical do
Vertical da
ATENÇÃO ! Grande Paulista Santana de Parnaíba Rodoanel
Cidade de
Rota com altitude OBRIGATÓRIA Cruzamento da Cruzamento de Distrito de
Itapevi
para aeronaves que desejem subir Rodovia Raposo Rodovias Perus
além de 5000ft. NÃO VIOLAR as Tavares
altitudes máximas, devido voos IFR
acima. Para mudança de rumo,
SOMENTE a 5000ft ou abaixo.
classe G classe C
FCA SUL APP-SP
126.650 MHz 129.500 MHz
Pág. 28 AIC N 33/18

REA PAPA
181° 001° 198° 018°

5000ft 4500ft 5000ft 4500ft


1 4000ft 2 4000ft 3 3500ft 3500ft 4

EMBU
ITAPEVI RÉGIS ITANHAÉM
GUAÇU
23°32'41"S/ 23°42'05"S/ 23°49'45"S/ 24°11'40"S/
046°55'58"W 046°52'13"W 046°48'45"W 046°47'20"W
Vertical da
Cidade de Itanhaém
Cidade de
Vertical da Vertical da Rodovia Orla do Litoral
Embu-Guaçu
Cidade de Régis Bittencourt e da
Itapevi Cidade de Itapecirica da Serra ATENÇÃO !
Aeródromo de Itanhaém (SDIM) sob a REA.
Observar Circuito de Tráfego a até 1500ft AMSL.
classe C classe G
APP-SP FCA SUL
129.500 MHz 126.650 MHz

REA QUEBEC
130° 113°

5000ft 5500ft 5500ft 5500ft


1 4100ft 2 4100ft 3 4700ft 4 4700ft 5

PARQUE DO MOGI REPRESA USINA


PALMEIRAS
CARMO BERTIOGA RIBEIRÃO CARAGUÁ
23°35'16"S/ 23°38'35"S/ 23°38'52"S/ 23°39'15"S/ 23°39'39"S/
046°29'23"W 046°18'39"W 046°07'02"W 045°49'24"W 045°29'30"W

Limite E do
Parque do Carmo
Través SE do Vertical da Rodovia
Shopping Aricanduva Vertical Represa Vertical da Usina
Distrito de Palmeiras Mogi-Bertioga
Través S da Cidade Termoelétrica
Través S da Través S da Cidade de
ATENÇÃO ! de Salesópolis Través E da Cidade
Cidade de Suzano Biritiba e E da Represa
Observar operação de Caraguatatuba
Taiaçupeba
de Helicópteros
abaixo, a partir de
DUTRA.
classe C classe G
APP-SP FCA LITORAL
129.500 MHz 122.925 MHz
Pág. 29 AIC N 33/18

REA ROMEO
309° 304º 282º 291°

4000ft 5000ft 5000ft 5000ft 5000ft


1 3700ft 2 3700ft 3 4100ft 4 4600ft 5 3800ft 6

REPRESA REPRESA ILHA


ITAQUERA RODOANEL SALESÓPOLIS
SUZANO PARAIBUNA ANCHIETA
23°32'33"S/ 23°34'39"S/ 23°35'40"S/ 23°31'50"S/ 23°31'37"S/ 23°31'19"S/
046°27'56"W 046°20'48"W 046°15'48"W 045°50'46"W 045°29'14"W 045°04'56"W
Vertical da
Estação e Pátio Represa Suzano Vertical da Cidade de
Vertical do
de Metrô Través SW da Salesópolis
cruzamento com o Vertical da Represa Ilha Anchieta
Arena de Cidade de Suzano
Rodoanel Paraibuna Través S da
Futebol
ATENÇÃO !
Través N da Cidade Cidade
Aeródromo de Irohy (SDIH) sob a REA,
ATENÇÃO ! de Caraguatatuba de Ubatuba
través W da Cidade de Biritiba-Mirim.
Observar operação de Helicópteros ATENÇÃO !
abaixo, até próximo a COMETA. Cruzamento com a REA SIERRA.
classe C classe G classe G
APP-SP FCA SUL FCA LITORAL
129.500 MHz 126.650 MHz 122.925 MHz

REA SIERRA
056° 236° 064° 244° 063° 243° 070° 250°

5000ft 4500ft 4500ft 5000ft 4500ft 5000ft 4500ft


1 4000ft 2 4000ft 3 4000ft 4 4000ft 4000ft 5 4000ft 4000ft 6

RIO REPRESA GUARA


ITANHAÉM INTERLIGAÇÃO PALMEIRAS
GRANDE SUZANO REMA
24°11'40"S/ 23°53'35"S/ 23°44'17"S/ 23°38'35"S/ 23°35'40"S/ 23°24'50"S/
046°47'20"W 046°33'51"W 046°24'26"W 046°18'39"W 046°15'48"W 046°02'14"W
Cidade de Trevo da Interligação Vertical da Cidade Distrito de Palmeiras
Itanhaém entre as Rodovias de Rio Grande Través S da
Orla Marítima Imigrantes e Anchieta da Serra Cidade de Suzano
ATENÇÃO !
Vertical da
Aeródromo de Vertical da
ATENÇÃO ! Represa Suzano
Itanhaém Cidade de
Rota obrigatória para cruzamento da final da RWY 35 de SBSP Través SW da
(SDIM) sob a Guararema
pelo setor sul. NÃO VIOLAR a altitude máxima, devido voos IFR Cidade de Suzano
REA. Observar
acima. NÃO VIOLAR lateralmente, devido procedimentos IFR em
Circuito de
SBSP e SBST.
Tráfego a até
1500ft AMSL.
classe G
FCA SUL
126.650 MHz
Pág. 30 AIC N 33/18

REA TANGO
071° 251°

4300ft 4300ft
1 4100ft 2 4100ft 3

SALESÓPOLIS PARAIBUNA REDENÇÃO


23°31'50"S/ 23°23'18"S/ 23°15'59"S/
045°50'46"W 045°39'45"W 045°30'17"W
Vertical da Cidade
de Paraibúna Través E da Cidade
Cruzamento da de Redenção da Serra
Vertical da Rodovia dos Tamoios
Cidade de ATENÇÃO !
Salesópolis Rota obrigatória para cruzamento próximo da final da RWY 33 de
SBSJ pelo setor sul. NÃO VIOLAR a altitude máxima, devido voos
IFR acima. NÃO VIOLAR lateralmente a Norte devido
procedimentos IFR em SBSJ.
classe G
FCA SUL
126.650 MHz

REA UNIFORM
158° 338° 145° 325°

5000ft 4900ft 5500ft 5300ft


1 4800ft 4800ft 2 4800ft 4800ft 3

ILHA
CAÇAPAVA REDENÇÃO
ANCHIETA
23°05'45"S/ 23°15'59"S/ 23°31'19"S/
045°40'40"W 045°30'17"W 045°04'56"W
Través E da
Cidade de Caçapava Través E da Cidade
Vertical da de Redenção da Serra
Rodovia Dutra Ilha Anchieta
ATENÇÃO ! Través S da Cidade
Rota obrigatória para acesso à REA M pelo setor sul. NÃO VIOLAR a altitude máxima, devido de Ubatuba
voos IFR acima. NÃO VIOLAR lateralmente a Leste, devido procedimentos IFR e exercícios
aéreos militares na Base Aérea de Taubaté (SBTA), nem a Oeste, devido procedimentos IFR em
SBSJ. Observar SBR de uso Militar na lateral E da rota, de teto 4000ft.
classe G classe G
FCA SUL FCA LITORAL
126.650 MHz 122.925 MHz
Pág. 31 AIC N 33/18

REA VICTOR
055° 235°

4500ft 5000ft
1 3200ft 3200ft 2

ÉDEN ITU
23°24'36"S/ 23°16'00"S/
047°24'03"W 047°17'53"W
Bairro do Éden, próx.
cruzamento da Rod. Vertical da
Castelo Branco Cidade de Itu
Cidade de Sorocaba
classe G
FCA NORTE
135.675 MHz
Pág. 32 AIC N 33/18
ANEXO B
DESCRITIVO DAS ROTAS ESPECIAIS DE HELICÓPTEROS (REH)
1. Nas Áreas CONTROLADAS, as altitudes MÁXIMAS descritas DEVEM ser obedecidas, sob
risco de serem infringidas as separações mínimas ou de provocar conflito com outras aeronaves
VFR, nas REA, ou cumprindo trajetórias IFR, voando acima.
2. Nas Áreas NÃO CONTROLADAS, é PROIBIDO o voo VFR acima da altitude de 5000ft, dada
a malha de procedimentos IFR existentes acima dessa altitude, salvo nas Rotas onde outra altitude
está descrita especificamente.
3. As altitudes MÍNIMAS descritas nas REH correspondem à ALTITUDE LIVRE DE
OBSTÁCULOS de cada segmento, que provê separação com obstáculos naturais e artificiais em
solo, e NÃO DESOBRIGA o Piloto de manter referência visual com o solo. Voos abaixo da altitude
indicada em cada trecho de rota são de RESPONSABILIDADE DO PILOTO EM COMANDO,
quanto ao cumprimento das Regras do Ar.
4. OBRIGATÓRIA a consulta a NOTAM e ROTAER para verificação de possíveis alterações.
5. Nas CTR, ATZ e FIZ com Portões designados, os movimentos de ingresso ou saída dos Circuitos
de Tráfego DEVERÃO ser realizados por tais Portões, visando a organização, a previsibilidade e
a segurança das operações do respectivo aeródromo, exceto quando for dada instrução ou
autorização diferente do Órgão ATS. Os aeródromos e seus Portões previstos são:

AERÓDROMO PORTÃO COORDENADAS


1 HONDA 22°49’15’’S/047°11’47’’W
Amarais
2 SHOPPING 22°52’02’’S/047°01’04’’W
(Campinas) 3 SANTOS DUMONT 22°55’58’’S/047°04’26’’W
1 REPRESA 22°42’54’’S/047°15’28’’W
Americana
2 PEDÁGIO AMERICANA 22°46’15’’S/047°14’20’’W
1 GUARIPOCABA 22°56’55’’S/046°29’47’’W
Bragança 2 FERNÃO DIAS (SAÍDA) 23°01’44’’S/046°32’24’’W
Paulista 3 BOCAINA 23°00’57’’S/046°34’33’’W
4 VOR (SAÍDA ACFT em INSTRUÇÃO) 22°56’06’’S/046°33’43’’W
1 PORTUGUESA (Saída E) 23°31’14’’S/046°37’07’’W
Campo 2 ESTADÃO (Saída W) 23°30’46’’S/046°40’18’’W
de Marte 3 LUZ (Entrada S e E) 23°32’06’’S/046°38’07’’W
4 MEMORIAL (Entrada W) 23°31’36’’S/046°39’52’’W
1 CACHOEIRA 22°40’31’’S/044°59’53’’W
Guaratinguetá 2 SUL BASÍLICA 22°51’05’’S/045°13’55’’W
3 PEDÁGIO DUTRA 22°55’49’’S/045°21’39’’W
Guarulhos 1 DUMONT 23°32’33’’S/046°27’56’’W
1 LOUVEIRA 23°08’44’’S/046°51’42’’W
Jundiaí 2 TREVO ANHANGUERA-BANDEIRANTES 23°15’43’’S/046°51’59’’W
3 TRAVÉS SUL ITUPEVA 23°12’08’’S/047°02’42’’W
1 PARANAPIACABA 23°45’16’’S/046°18’27’’W
2 CANAL BERTIOGA 23°53’26’’S/046°10’38’’W
Santos
3 PRAIA GRANDE 24°00’13’’S/046°25’18’’W
4 INTERLIGAÇÃO 23°54’26’’S/046°29’08’’W
Pág. 33 AIC N 33/18

AERÓDROMO PORTÃO COORDENADAS


1 MELO 23°05’13’’S/045°46’53’’W
São José 2 REDENÇÃO 23°15’40’’S/045°33’58’’W
dos Campos 3 JACAREÍ 23°20’39’’S/045°57’58’’W
4 IGARATÁ 23°12’59’’S/046°05’10’’W
1 INDUSTRIAL 23°26’29’’S/047°25’51’’W
Sorocaba 2 RAPOSO 23°30’14’’S/047°25’05’’W
3 ARAÇOIABA 23°29’56’’S/047°33’25’’W
1 PEDÁGIO DUTRA 22°55’49’’S/045°21’39’’W
Taubaté
2 TREVO CARVALHO PINTO 23°03’46’’S/045°36’52’’W
Viracopos 1 ANHANGUERA 22°57’24’’S/047°03’24’’W
(Campinas) 2 INDAIATUBA 23°05’50’’S/047°12’42’’W

LEGENDA DA DESCRIÇÃO DAS REH

NOME DA ROTA
(Rota de Sentido Único) (Rota de Sentido Duplo)

Altitude Máxima Altitude Máxima Altitude Máxima


Recomendada Obrigatória Obrigatória
Altitude Livre Altitude Livre Altitude Livre
1 2 3
de Obstáculos de Obstáculos de Obstáculos

POSIÇÃO 1 (Rota RECOMENDADA) POSIÇÃO 2 (Rota OBRIGATÓRIA) POSIÇÃO 3

Referências no Terreno Referências no Terreno Referências no Terreno


Classe do Espaço Aéreo Classe do Espaço Aéreo
FCA PARA CONTATO ÓRGÃO ATS PARA CONTATO
FREQUÊNCIA DA FCA FREQUÊNCIA DO ÓRGÃO ATS
Descritivo da rota

Observações e Procedimentos Especiais (HOTSPOTS)


Pág. 34 AIC N 33/18

REH ACLIMAÇÃO
3400ft 3400ft
1 3300ft 2 3 4 3300ft 5

PARQUE ALCÂNTARA
CEBOLINHA ANA ROSA ITAÚ CTO
ACLIMAÇÃO MACHADO
Viaduto em
Estação de Metrô Prédio do ITAÚ
Complexo Viário Vertical do Lago do cruzamento da
Cruzamento da Rua Cruzamento da
Parque do Ibirapuera Parque da Aclimação ferrovia com a Av.
Vergueiro Av. do Estado
Radial Leste
classe D classe G
CONTROLE HELICÓPTERO COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
118.350 MHz 127.350 MHz
Complexo Viário João Jorge Saad (Posição CEBOLINHA), Largo Ana Rosa (Posição ANA ROSA), Parque da
Aclimação (Posição PARQUE ACLIMAÇÃO), Prédio do Banco junto à Avenida dos Estados (Posição ITAU
CTO), Viaduto Alcântara Machado (Posição ALCANTARA MACHADO)
ATENÇÃO !
Observar o cruzamento com aeronaves ingressando e saindo do Circuito de Tráfego de SBMT.

REH ANCHIETA
3300ft 3300ft 3500ft 3500ft
1 3300ft 3300ft 2 3300ft 3 3300ft 4

PEDÁGIO
ENTRONCAMENTO MERCEDES TREVO ANCHIETA
ANCHIETA
Complexo viário Montadora Mercedes-Benz Rodovia Anchieta
Pedágio na Rod. Anchieta
Terminal de Ônibus Sacomã Complexo Viário Entroncamento com o Rodoanel
Braço da Represa Billings
Início Rodovia Anchieta Hipermercado Braço da Represa Billings
classe G classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO FCA SUL
127.350 MHz 126.650 MHz
Complexo Viário Escola de Engenharia Mackenzie (Posição ENTRONCAMENTO), Via Anchieta, Carrefour
Anchieta, Fábrica da Mercedes Benz, Represa Billings e Pedágio na Via Anchieta.
Pág. 35 AIC N 33/18

REH ANHANGUERA NORTE


3000ft 3000ft 3000ft 3000ft
1 3000ft 2 3000ft 3 3000ft 3000ft 4

TREVO PEDÁGIO
SANTOS DUMONT HONDA
VINHEDO AMERICANA
Pedágio na Rod.
Trevo de Acesso à Entroncamento entre Rod. Anhanguera
Montadora Honda
Cidade de Vinhedo Anhanguera e Rod. Través SE do
Complexo Viário
Rodovia Anhanguera Santos Dumont Aeródromo de
Americana

classe G (a REH) classe G classe G


FCA NORTE FCA Amarais FCA Americana
135.675 MHz 125,775 MHz 135.025 MHz
Trevo da Cidade de Vinhedo na Rodovia Anhanguera, Cidade de Campinas, Cruzamento das Rodovias Santos
Dumont e Anhanguera (Posição SANTOS DUMONT), Cruzamento da Rodovia Anhanguera com a Rodovia José
Lozano de Araújo junto à Fábrica da HONDA (Posição HONDA), Pedágio na Rodovia Anhanguera no município
de Americana (Posição PEDÁGIO AMERICANA).
ATENÇÃO !
1) Rota classe G inserida na CTR-KP, classe C. Não desviar-se da Rota sem autorização da TWR-KP
(118.250MHz), observando o cruzamento com o Portão Anhanguera (de Viracopos), próximo à Posição SANTOS
DUMONT;
2) Na CTR-KP, especial cuidado deverá ser tomado para evitar-se confusão entre as Rodovias Anhanguera (eixo
da Rota, mais distante de SBKP) e Bandeirantes (paralela, mais próxima a SBKP), que não pode ser sobrevoada
sem autorização da TWR-KP;
Observar a SBR-403 (teto 2700ft, Aeromodelismo) entre a Rod. Anhanguera e o setor sul da pista de Amarais
(SDAM), na ATZ-AM;
3) Efetuar coordenação nas FCA dos aeródromos de Amarais (SDAM) e Americana (SDAI) para cruzamento das
respectivas ATZ; e
4) Observar operação de helicópteros da Rádio Patrulha no setor W do cruzamento da Rodovia Anhanguera com
a Rodovia Santos Dumont (SDYH).

REH ANHANGUERA SUL


3200ft 3200ft 3500ft 3500ft
1 3200ft 3200ft 2 3400ft 3 3400ft 4

TREVO
MARCO ZERO PÃO DE AÇÚCAR JARAGUÁ ANHANGUERA
BANDEIRANTES
Entroncamento entre
Marginal Rio Tietê Centro de Distribuição Entroncamento entre
Rod. Anhanguera e
Rodovia Anhanguera do Pão de Açúcar Rod. Anhanguera e Rodoanel
Rod. Bandeirantes
classe G classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO FCA NORTE
127.350 MHz 135.675 MHz
Viaduto da Rodovia Anhanguera sobre a marginal Tietê (Posição MARCO ZERO), Rodovia Anhanguera, Centro
de Distribuição do Grupo Pão de Açúcar junto à Rodovia Anhanguera (Posição PÃO DE AÇUCAR), Cidade de
Cajamar, Entroncamento das Rodovias Bandeirantes e Anhanguera (Posição TREVO ANHANGUERA-BAND).
ATENÇÃO !
Observar operação Aviões nos cruzamentos das REA DELTA, LIMA, NOVEMBER e OSCAR, acima.
Pág. 36 AIC N 33/18

REH ARICANDUVA
3100ft 3100ft 3200ft 3200ft
1 3100ft 2 3100ft 3 3200ft 3200ft 4

PONTE ELEVADO PARQUE DO


SÃO MATEUS
ARICANDUVA ARICANDUVA CARMO
Rotatória
Grande Elevado
Marginal Rio Tietê Área Verde (Parque) Terminal Rodoviário
Cruzamento com Radial Leste
Avenida Aricanduva SESC Itaquera Cruzamento Av.
Metrô Penha
Sapopemba
classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Ponte sobre a Marginal Tietê (Posição PONTE ARICANDUVA), Elevado Aricanduva sobre a Radial Leste (Po-
sição ELEVADO ARICANDUVA), Av. Aricanduva, Parque do Carmo, Av. Ragueb Chohfi, Terminal rodoviário
de São Mateus (Posição SÃO MATEUS).
ATENÇÃO !
Observar operação de Aeronaves acima, nos cruzamentos das REA QUEBEC e ROMEO, em aproximação final
para pouso, ou em subida, após decolagem de SBMT.

REH CAMPOS
043 º 223 º 081 º 261 º

3600ft 3600ft 3200ft 3200ft 3300ft 3300ft


1 3400ft 2 3400ft 3 3200ft 3200ft 4 3200ft 3200ft 5

GM TRAVÉS ISABEL IGARATÁ SÃO JOSÉ LOBATO


Vertical da Estrada de
Montadora GM Vertical da Cidade acesso à Cidade de
Entroncamento Rod. Través E da Cidade de de Igaratá Monteiro Lobato Vertical da Cidade de
Ayrton Senna e Rod. Santa Isabel Cruzamento da Rod. Través NW da Monteiro Lobato
Mogi-Dutra Dom Pedro I Refinaria de
São José, a 9NM

classe G classe C
FCA SUL APP-SP
126.650 MHz 134.150 MHz / 124.150 MHz
Montadora General Motors em Mogi das Cruzes (Cruzamento da Rodovia Ayrton Senna com Rodovia Mogi-
Dutra), Través da cidade de Santa Isabel (Posição TRAVÉS ISABEL), Represa de Igaratá, Cidade de Igaratá
(Posição IGARATÁ), Represa Jaguari, Rodovia Monteiro Lobato - SP050 (Posição SÃO JOSÉ), prosseguindo à
vertical dessa Rodovia até a Cidade de Monteiro Lobato (Posição LOBATO).
ATENÇÃO !
Observar operação de Aeronaves acima, nos cruzamentos das REA BRAVO e MIKE.
Pág. 37 AIC N 33/18

REH CASTELO
3400ft 3400ft 3700ft 3700ft
1 3400ft 2 3400ft 3 3700ft 3700ft 4

RODOANEL
CEBOLÃO BARUERI ARAÇARIGUAMA
CASTELO
Confluência dos Rios
Entroncamento da Viaduto da Praça Rotary
Tietê e Pinheiros Vertical da Cidade de
Rod. Castelo Branco Rod. Castelo Branco
Entroncamento das Marginais Araçariguama
com o Rodoanel Cidade de Barueri
com a Rod. Castelo Branco

classe G classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO FCA NORTE
127.350 MHz 135.675 MHz
Encontro do Rio Tietê com o Rio Pinheiros (Posição CEBOLÃO), Entroncamento da Rod. Castelo Branco com o
Rodoanel (Posição RODOANEL CASTELO), Trevo da Cidade de Barueri (Posição BARUERI), Rodovia Presi-
dente Castelo Branco, Cidade de Jandira, Cidade de Araçariguama (Posição ARAÇARIGUAMA).
ATENÇÃO !
1) Proibido sobrevoo da Área Proibida SBP-433 (Barueri – Reservatórios PETROBRAS), no través N da Rota,
junto ao cruzamento com a REH RODOANEL.
2) Observar operação Aeronaves acima nos cruzamentos das REA CHARLIE, NOVEMBER e OSCAR.

REH CONGONHAS
3300ft 3300ft 3300ft
1 3300ft 2 3300ft 3300ft 3

VIADUTO
CEBOLINHA CLUBE SÍRIO
ANTÁRTICA
Complexo Viário Clube Sírio-Libanês
Avenida Antártica
Parque, Obelisco e Aeroporto de
Arena de Futebol
Ginásio do Ibirapuera Congonhas
classe D
CONTROLE HELICÓPTERO
118.350 MHz
Viaduto Antártica, Avenida Sumaré, Avenida Paulo VI, Cemitério São Paulo, Avenida Henrique Schaumann,
Avenida Brasil, Ginásio do Ibirapuera, Obelisco, Complexo Viário João Saad (Posição CEBOLINHA), Avenida
Rubem Berta e Clube Sírio.
ATENÇÃO !
1) uso exclusivo para operação na região dos Jardins;
2) entrada compulsória, no través N pela Posição VIADUTO ANTÁRTICA;
3) observar a presença de Aviões na Perna do Vento da pista 12 do Aeroporto Campo de Marte, a 3600ft, bem
como decolados da pista 30, curvando em direção ao setor Leste;
4) o Arena Allianz Parque e o Cemitério São Paulo deverão ser deixados à direita da Rota.
5) há procedimento especial para espera sobre a Posição CLUBE SÍRIO e continuidade do voo para pouso em
Congonhas, seguindo sobre a Av. Rubem Berta até o través N da pista 17L, fins evitar sobrevoo de hospitais no
Planalto Paulista.
Pág. 38 AIC N 33/18

REH ECOLÓGICO
3100ft 3100ft 3200ft 3200ft
1 3100ft 2 3100ft 3 3200ft 3200ft 4

SHOPPING
PONTE ARICANDUVA BARRAGEM TIETÊ DUMONT
TATUAPÉ
Ponte no cruzamento da
Shopping Via Marginal
Barragem no Rio Tietê Av. Santos Dumont com a
Av. Radial Leste do Rio Tietê
Parque Ecológico Rod. Ayrton Senna
Metrô Tatuapé Avenida Aricanduva
Cidade de Guarulhos
classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Shopping Metrô Tatuapé (Posição SHOPPING TATUAPÉ), Ponte Aricanduva sobre a Marginal Tietê (Posição
PONTE ARICANDUVA), Barragem do rio Tietê no parque Ecológico do Tietê (Posição BARRAGEM TIETÊ),
Rodovia Ayrton Senna, Través Sul da USP leste, e Viaduto da avenida Santos Dumont sobre a Rodovia Ayrton
Senna (Posição DUMONT).
ATENÇÃO !
1) Observar cruzamento de Aviões na chegada/saída de SBMT.
2) Para pouso em Guarulhos (SBGR), ingressar pelo Portão DUMONT, prosseguindo SOMENTE SOB
AUTORIZAÇÃO DA TWR-GR, aguardando orientação para posicionamento no Circuito de Tráfego.

REH ESPRAIADA
3300ft 3300ft
1 3200ft 3200ft 2

PONTE WASHINGTON
ESTAIADA LUÍS
Cruzamento com a AV.
Ponte Estaiada sobre
Washington Luís
o Rio Pinheiros
Aeroporto de Congonhas
classe D
CONTROLE HELICÓPTERO
118.350 MHz
Complexo viário Jornalista Roberto Marinho sobre o Rio Pinheiros (Ponte Estaiada), Edifício da Globo, Avenida
Jornalista Roberto Marinho, Viaduto Luís Eduardo Magalhães.
ATENÇÃO !
Observar obstáculo de 2830 FT (Ponte Estaiada) junto à Avenida Jornalista Roberto Marinho.
Pág. 39 AIC N 33/18

REH ESTÁDIO
3400ft
1 3300ft 2 3

AVENIDA EXTRA SHOPPING


MORUMBI JAGUARÉ CONTINENTAL
Través W da Ponte
Estaiada e S do Hipermercado Shopping Center
Palácio dos Entroncamento viário Av. dos Autonomistas
Bandeirantes
classe D classe G
COORDENAÇÃO
CONTROLE HELICÓPTERO
HELICÓPTERO
118.350 MHz 127.350 MHz
Avenida Morumbi, Estádio do Morumbi, Hipermercado Extra (Posição EXTRA JAGUARÉ) e Shopping Conti-
nental.
ATENÇÃO !
1) Proibido sobrevoo da Área Proibida SBP-436 (Cidade Universitária - USP);
2) A referência visual Estádio do Morumbi deve ficar à direita da rota; e
3) É proibido o sobrevoo do Palácio dos Bandeirantes.

REH ESTADO

3400ft 3400ft
1 3200ft 2 3 4 5 3200ft 6

VD SÃO VD GRANDE ESTAÇÃO


BARTIRA UTINGA WALMART
CARLOS SÃO PAULO SALADINO
Viaduto sobre Viaduto e
Ferrovia Entroncamento Fábrica Estação de Trem
Estação de Trem Hipermercado
Avenida do Viário Hipermercado Terminal Rodoviário
Estado Rio Tamanduateí

classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Viaduto São Carlos sobre a Linha Férrea (Posição VIADUTO SÃO CARLOS), Avenida do Estado, Viaduto
Grande São Paulo, Fábrica de móveis Bartira (Posição BARTIRA), trevo de Utinga (Posição UTINGA), Termi-
nais Ferroviário e Rodoviário (Posição ESTAÇÃO SALADINO), Hipermercado Walmart junto à Avenida dos
Estados (Posição WALMART).
ATENÇÃO !
Não sobrevoar os tanques de combustível entre as Posições BARTIRA e UTINGA.
Pág. 40 AIC N 33/18

REH EXTERNO
3300ft
1 3000ft 2

EXTRA PONTE
JAGUARÉ JAGUARÉ
Ponte sobre o Rio
Hipermercado Pinheiros
Entroncamento viário Proximidade da Raia
Olímpica da USP
classe D
CONTROLE HELICÓPTERO
118.350 MHz
Hipermercado Extra (Posição EXTRA JAGUARÉ), Avenida Jaguaré, Helicidade (SIBH) e Ponte do Jaguaré
(Posição PONTE JAGUARÉ).
ATENÇÃO !
Compulsório o abandono da REH EXTERNO na PONTE JAGUARÉ e ingresso na REH PINHEIROS.

REH FÁBRICA
129º 309º 051º 231º

3300ft 3300ft 3300ft 3300ft


1 3300ft 2 3300ft 3 3300ft 3300ft 4

ESTAÇÃO
PIRATININGA KENTINHA MERCEDES
SALADINO
Fábrica Estação de Trem
Barragem da Represa Billings Estação de Trem
Cruzamento da Rodovia Terminal
Início do Rio Pinheiros Terminal Rodoviário
Imigrantes Rodoviário

classe D classe G
COORDENAÇÃO
TWR-SP
HELICÓPTERO
127.150 MHz 127.350 MHz
Reservatório Piratininga (Posição PIRATININGA), Posição KENTINHA (Empresa Kentinha – prédio de for-
mato triangular), Rodovia dos Imigrantes, Fábrica da Mercedes Benz (Posição MERCEDES), Rodovia Anchieta,
Terminais Ferroviário e Rodoviário (Posição ESTAÇÃO SALADINO).
ATENÇÃO !
1) Não sobrevoar Presídio na lateral sul da Rota;
2) Chamar a TWR-SP para autorização de ingresso e trânsito na CTR-SP; e
3) Observar Antena na lateral Norte da Rota, a 0,2NM (370m) da lateral, instalada a 0,72NM (1330m) da Posição
Piratininga. Coordenadas: 23° 42 11S/046° 39 40W.
Pág. 41 AIC N 33/18

REH FERNÃO
3100ft 3100ft
1 3100ft 2 3 3100ft 4

PONTE CEMITÉRIO POLÍCIA


DUTRA
ARICANDUVA FERNÃO RODOVIÁRIA
Via Marginal do Rio Tietê Cruzamento Cemitério lado W da Rodovia Posto da Polícia
Avenida Aricanduva Rodovia Dutra Fernão Dias Rodoviária Federal

classe G classe C
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO TWR-GR (MONITORAMENTO)
127.350 MHz 132.750 MHz *
Ponte sobre a Marginal Tietê (Posição PONTE ARICANDUVA), Cruzamento da Via Dutra (Posição DUTRA).
Na vertical da Rodovia Fernão Dias, Cemitério às margens da Rodovia Fernão Dias (Posição CEMITÉRIO
FERNÃO), Posto da Polícia Rodoviária Federal (Posição RODOVIÁRIA)...
ATENÇÃO !
1) Manter escuta da TWR-GR para conhecimento dos tráfegos em pouso / decolagem, bem como para chamada
da TWR-GR em caso de Emergência.
2) Atenção quanto à possibilidade de esteira de turbulência dos Aviões (Média, Pesada ou Super) em operação no
Aeroporto de Guarulhos (SBGR).
3) Sintonizar ATIS (127.750 MHz) antes do ingresso na REH FERNÃO para informação sobre a operação do
A380, inserida quando da entrada dessa aeronave na Terminal e 10 minutos antes da decolagem, assim como a
frequência em uso pela TWR-GR (*), que pode operar em diferentes frequências.
4) Observar operação de Aeronaves acima, no cruzamento da REA ROMEO, em aproximação final para pouso
em SBMT.

3600ft 3600ft 4500ft 4500ft


4 3300ft 3300ft 5 4100ft 6 4100ft 7

POLÍCIA TREVO
TÚNEL MAIRIPORÃ
RODOVIÁRIA TREMEMBÉ
Posto da Polícia Rodoviária Ponte do trevo para acesso ao Túnel no topo da Serra da
Cidade de Mairiporã
Federal Bairro do Tremembé Cantareira

classe C classe G
TWR-GR (MONITORAMENTO) FCA NORTE
132.750 MHz * 135.675 MHz
Na vertical da Rodovia Fernão Dias: Trevo de acesso ao bairro Tremembé (Posição TREVO TREMEMBÉ), Túnel
da Rodovia Fernão Dias (Posição TUNEL), Cidade de Mairiporã (Posição MAIRIPORÃ).
ATENÇÃO !
1) Manter escuta da TWR-GR conhecimento dos tráfegos em pouso / decolagem, bem como para chamada da
TWR-GR em caso de Emergência.
2) * A TWR-GR pode operar em diferentes frequências. Verificar no ATIS (127.750 MHz) a frequência em uso.
Pág. 42 AIC N 33/18

REH FERROVIA
3600ft 3600ft
1 3300ft 3300ft 2

RIBEIRÃO
WALMART
PIRES
Estação de Trem
Hipermercado
Cidade de
Avenida do Estado
Ribeirão Pires
classe G classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO FCA SUL
127.350 MHz 126.650 MHz
Hipermercado Walmart junto à Avenida do Estado (Posição WALMART), linha férrea, cruzamento
com o Rodoanel, Estação de Trem de Ribeirão Pires (Posição RIBEIRÃO PIRES).

REH GUARAPIRANGA
205º 025º

3600ft 3600ft
1 3300ft 3300ft 2

EMPRESARIAL PARELHEIROS
Ponte sobre o
Rio Pinheiros, entre o Bairro de Parelheiros
Shopping SP Market e o Vertical do Rodoanel
Centro Empresarial
Classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Ponte Transamérica sobre o Rio Pinheiros (Posição EMPRESARIAL), Centro empresarial, Represa
de Guarapiranga, setor sul da Represa e Estrada de Parelheiros sob o Rodoanel (Posição
PARELHEIROS).
ATENÇÃO !
Observar Antena na lateral Oeste da Rota, instalada a 1,9NM (3.520m) da Posição Piratininga. Coordenadas:
23° 41’03”S/046° 44’33”W.
Pág. 43 AIC N 33/18

REH IMIGRANTES
3600ft 3600ft
1 3400ft 2 3400ft 3

TREVO PEDÁGIO
KENTINHA
IMIGRANTES IMIGRANTES
Fábrica Pedágio na
Entroncamento da
Cruzamento da Rodovia Imigrantes
Rodovia Imigrantes
Rodovia Braço da Represa
com o Rodoanel
Imigrantes Billings
classe G classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO FCA SUL
127.350 MHz 126.650 MHz
Estádio Diadema, prédio triangular da Empresa Kentinha (Posição KENTINHA), Rodovia dos Imigrantes,
cruzamento do Rodoanel com a Rodovia dos Imigrantes (Posição TREVO IMIGRANTES), Represa Billings,
pedágio na Rodovia dos Imigrantes (Posição PEDÁGIO IMIGRANTES).

REH JUNDIAÍ
3400ft 3400ft 3100ft 3100ft 3000ft 3000ft
1 3400ft 3400ft 2 3100ft 3100ft 3 3000ft 4 5 3000ft 6

TREVO EXTRA TREVO


ANHANGUERA BAHIA ESTAÇÃO
JUNDIAÍ LOUVEIRA VINHEDO
BANDEIRANTES
Centro de Trevo de Acesso
Entroncamento entre distribuição Estação de à Cidade
Rod. Anhanguera e Casas Bahia Trem, Linha Hipermercado Cidade de Louveira de Vinhedo
Rod. Bandeirantes Rod. Férrea Rodovia
Anhanguera Anhanguera
classe G - classe G
FCA NORTE TWR-JD (MONITORAMENTO) FCA NORTE
135.675 MHz 118.750 MHz 135.675 MHz
Cruzamento das Rod. Anhanguera e Bandeirantes (Posição ANHANGUERA-BAND), até o Centro de Distribui-
ção Casas Bahia (Posição BAHIA), Estação Ferroviária (Posição ESTAÇÃO), Hipermercado Extra (Posição EX-
TRA JUNDIAÍ), Avenida lateral ao Hipermercado, complexo viário, Rod. Louveira-Jundiaí, Cidade de Louveira
(Posição LOUVEIRA), Trevo de acesso à Cidade de Vinhedo na Rod. Anhanguera (Posição TREVO VINHEDO).
ATENÇÃO !
Manter escuta da TWR-JD para conhecimento dos tráfegos operando em SBJD, bem como para aviso por essa
TWR em caso de Emergências.
Pág. 44 AIC N 33/18

REH MARTE

3200ft 3200ft 3100ft 3100ft 3200ft 3200ft


1 3200ft 2 3200ft 3 3100ft 3100ft 4 3200ft 5 3200ft 6

MARCO ALCÂNTARA VD SÃO


CEBOLÃO VD ANTÁRTICA LUZ
ZERO MACHADO CARLOS
Confluência Rios Via Marginal do
Viaduto em Viaduto sobre
Tietê e Pinheiros Rio Tietê,
Avenida Antártica Estação de Trem cruzamento da Ferrovia
Entroncamento das Monumento
Arena de Futebol Parque da Luz ferrovia com a Av. Avenida do
Marginais com Vertical, Rod.
Radial Leste Estado
Rod. C. Branco Anhanguera

classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Confluência dos Rios Tietê e Rio Pinheiros (Posição CEBOLÃO), ponte Anhanguera (Posição MARCO ZERO),
via férrea, viaduto Antártica junto ao Shopping West Plaza (Posição VIADUTO ANTÁRTICA), Memorial da
América Latina, Parque da Luz, Estação de Trem Luz (Posição LUZ), Viaduto Alcântara Machado sobre a Radial
Leste (Posição ALCÂNTARA MACHADO), viaduto São Carlos (Posição VD SÃO CARLOS).
ATENÇÃO !
1) a referência visual ESTRADA DE FERRO deverá ser mantida à esquerda do piloto e COMPULSORIA-
MENTE dentro dos limites laterais da REH;
2) a referência visual Arena Parque Antártica deverá ser deixada SEMPRE ao SUL da rota;
3) para ingresso ou saída do Circuito de Tráfego de helicóptero do Aeródromo Campo de MARTE, deverá ser
utilizado COMPULSORIAMENTE o seguinte procedimento:
a) Entrada – SETOR SUL/LESTE: Portão LUZ; SETOR OESTE: Portão MEMORIAL;
b) Saída – SETOR LESTE: Portão PORTUGUESA; SETOR OESTE: Portão ESTADÃO.
4) da ROTA MARTE para a Área CONTROLE HELICÓPTERO, ingressar via sobrevoo do Viaduto Antártica
e Avenida Sumaré (Arena Parque Antártica deverá ser deixada à direita do piloto).
5) observar a presença de Aviões na Perna do Vento da pista 12/30 do Aeroporto Campo de Marte, a 3600ft, bem
como decolados da pista 30, curvando após a decolagem.

REH MORUMBI
296° 116° 308° 128°

3500ft 3500ft 3600ft 3600ft


1 3400ft 3400ft 2 3400ft 3 3400ft 4

PONTE AVENIDA EXTRA


RAPOSO
ESTAIADA MORUMBI TABOÃO
Hipermercado Entroncamento da Rod.
Ponte Estaiada sobre o Rio Través W da Ponte Estaiada e
Entroncamento de Avenidas com Raposo Tavares com
Pinheiros S do Palácio dos Bandeirantes
início da Rod. Régis Bittencourt o Rodoanel
classe C classe G
CONTROLE HELICÓPTERO COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
118.350 MHz 127.350 MHz
Ponte Estaiada sobre o Rio Pinheiros (Posição PONTE ESTAIADA), Avenida Morumbi, Hipermercado Extra
Taboão (Posição EXTRA TABOÃO), cruzamento do Rodoanel com a Rodovia Raposo Tavares (Posição RA-
POSO).
ATENÇÃO !
É proibido o sobrevoo do Palácio dos Bandeirantes.
Pág. 45 AIC N 33/18

REH OESTE
3300ft 3300ft 3600ft 3600ft
1 3200ft 3200ft 2 3400ft 3 3400ft 4

SHOPPING EXTRA
CEBOLÃO EMPRESARIAL
CONTINENTAL TABOÃO
Confluência dos Rios Ponte sobre o
Hipermercado
Tietê e Pinheiros Shopping Center Rio Pinheiros, entre o
Entroncamento de Avenidas com
Entroncamento das Marginais Av. dos Autonomistas Shopping SP Market e o
início da Rod. Régis Bittencourt
com a Rod. Castelo Branco Centro Empresarial
classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Encontro do Rio Tietê com o Rio Pinheiros (Posição CEBOLÃO), Shopping Center Continental, linha de Alta
Tensão, Hipermercado Extra Taboão (Posição TABOÃO), Ponte Transamérica junto ao Centro Empresarial (Po-
sição EMPRESARIAL).

REH PINHEIROS

3300ft 3300ft 3300ft 3300ft


1 3300ft 2 3300ft 3 3300ft 4 5 3300ft 6

PONTE PONTE GRANJA PIRATI-


CEBOLÃO EMPRESARIAL
JAGUARÉ ESTAIADA JULIETA NINGA
Confluência dos
Rios Tietê e Ponte sobre o
Ponte sobre o Rio Barragem da
Pinheiros Rio Pinheiros, entre
Pinheiros Ponte Estaiada sobre o Estação de Trem Represa Billings
Entroncamento o Shopping SP
Proximidade da Raia Rio Pinheiros Hipermercado Início do Rio
das Marginais Market e o Centro
Olímpica da USP Pinheiros
com a Rod. Empresarial
Castelo Branco
classe G classe G
COORDENAÇÃO classe D COORDENAÇÃO
HELICÓPTERO CONTROLE HELICÓPTERO HELICÓPTERO
118.350 MHz
127.350 MHz 127.350 MHz
Confluência do Rio Tietê com Rio Pinheiros (Posição CEBOLÃO), Rio Pinheiros, Usina da Traição, Ponte Estai-
ada (Posição PONTE ESTAIADA), Estação de Trem da Granja Julieta (Posição GRANJA JULIETA), Rio Juru-
batuba e Barragem Piratininga (Posição PIRATININGA).
ATENÇÃO !
1) Proibido sobrevoo da Área Proibida SBP-436 (Cidade Universitária - USP), a 1.300m do eixo da Rota.
2) Entre a Raia da USP e a Usina da Traição, observar os tráfegos em aproximação IFR para a pista 17 de
Congonhas, que têm prioridade.
3) O abandono da REH EXTERNO para a REH PINHEIROS, com proa sul, deverá, compulsoriamente, deixar
a Raia Olímpica da USP à direita da linha de voo.
4) Entre a Ponte do Jaguaré e a Ponte Estaiada manter obrigatoriamente a calha do Rio Pinheiros, sendo proi-
bido o sobrevoo do Jóquei Clube.
5) Abandonar da Rota Pinheiros somente no ponto mais próximo da aproximação final para o heliponto de
destino.
6) É proibido efetuar esperas após a Raia Olímpica da USP.
Pág. 46 AIC N 33/18

REH RADIAL
3100ft 3100ft
1 3100ft 2 3 3100ft 4

ALCÂNTARA SHOPPING ELEVADO


ITAQUERA
MACHADO TATUAPÉ ARICANDUVA
Viaduto em cruzamento da Shopping Grande Elevado
Estação e Pátio de Metrô
ferrovia com a Av. Radial Av. Radial Leste Cruzamento com Radial Leste
Arena de Futebol
Leste Metrô Tatuapé Metrô Penha
classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Viaduto Alcântara Machado (Posição ALCÂNTARA MACHADO), Radial Leste, Shopping Metro Tatuapé, (Po-
sição SHOPPING TATUAPÉ), Complexo viário Aricanduva (Posição ELEVADO ARICANDUVA), Arena Corin-
thians, Estação do Metrô Itaquera (Posição ITAQUERA).
ATENÇÃO !
Observar Aviões em aproximação e saída do Aeroporto Campo de Marte.

REH RAPOSO
3600ft 3600ft 3600ft 3600ft
1 3400ft 3400ft 2 3600ft 3600ft 3

VARGEM
RAPOSO EXTRA COTIA
GRANDE
Entroncamento da
Hipermercado Extra
Rod.
Hipermercado Cidade de Vargem
Raposo Tavares
Atacadão Grande Paulista
com
Cidade de Cotia
o Rodoanel
classe G
FCA SUL
126.650 MHz
Cruzamento do Rodoanel com a Rodovia Raposo Tavares (Posição RAPOSO) Cidade de Cotia (Posição COTIA),
Cidade de Vargem Grande Paulista (Posição VARGEM GRANDE).
ATENÇÃO !
Cruzamento de Aviões nas REA PAPA (Posição EXTRA COTIA) e OSCAR (Posição VARGEM GRANDE).
Pág. 47 AIC N 33/18

REH REFINARIA
048° 228°

3300ft 3300ft
1 3300ft 3300ft 2

WALMART SÃO MATEUS


Rotatória
Hipermercado Terminal Rodoviário
Av. do Estado Cruzamento Av.
Sapopemba
classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Hipermercado Walmart junto à Avenida dos Estados (Posição WALMART), Través Oeste da Petroquímica de
Mauá, Terminal Rodoviário São Mateus (Posição SÃO MATEUS)
ATENÇÃO !
Proibido sobrevoo da Área Proibida SBP-429 (Petroquímica Mauá), paralela em todo o través E da Rota.

REH RODOANEL

3600ft 3600ft 3200ft 3200ft


1 3400ft 2 3 3400ft 4 3200ft 5 3200ft 6

TREVO TREVO RODOANEL


PARELHEIROS RAPOSO IMPERIAL
ANCHIETA IMIGRANTES CASTELO
Rodovia Anchieta
Entroncamento da
Entroncamento Entroncamento da Bairro de Parelheiros Entroncamento da
Rod. Raposo Túnel no Bairro
com o Rodoanel Rodovia Imigrantes Vertical do Rod. Castelo Branco
Tavares Imperial
Braço da Represa com o Rodoanel Rodoanel com o Rodoanel
com o Rodoanel
Billings

classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO
127.350 MHz
Vertical do Rodoanel, cruzando por sobre o entroncamento com as Rodovias Anchieta (Posição ANCHIETA) e
Imigrantes (Posição IMIGRANTES), pelo Bairro de Parelheiros (Posição PARELHEIROS), entroncamento com
as Rodovias Régis Bittencourt, Raposos Tavares (Posição RAPOSO) e Castelo Branco (Posição RODOANEL
CASTELO), Túnel no Bairro Parque Imperial (Posição IMPERIAL) e Entroncamento com a Rod. Anhanguera
(Posição JARAGUÁ).
ATENÇÃO !
Proibido sobrevoo da Área Proibida SBP-433 (Barueri – Reservatórios PETROBRAS), no través E da Rota, junto
ao cruzamento com a REH CASTELO.
Pág. 48 AIC N 33/18

REH SENNA
3300ft 3300ft 3500ft 3500ft
1 3300ft 3300ft 2 3300ft 3 3300ft 4

PEDÁGIO PEDÁGIO
DUMONT GM
ITAQUÁ SENNA
Ponte no cruzamento da Av. Pedágio próximo à
Pedágio próximo ao Montadora GM
Santos Dumont com a Rod. bifurcação/junção entre Rod.
cruzamento com o Rodoanel. Entroncamento Rod. Ayrton
Ayrton Senna Ayrton Senna e Rod. Carvalho
Cidade de Itaquaquecetuba Senna e Rod. Mogi-Dutra
Cidade de Guarulhos Pinto
classe G classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO FCA SUL
127.350 MHz 126.650 MHz
Cruzamento Av. Santos Dumont com a Rodovia Ayrton Senna (Posição DUMONT), Rodovia Ayrton Senna, pe-
dágio rodoviário na Cidade de Itaquaquecetuba, Montadora General Motors em Mogi das Cruzes (Posição GM),
Pedágio no município de Guararema (Posição PEDÁGIO SENNA).
ATENÇÃO !
1) Para pouso em Guarulhos (SBGR), ingressar pela Posição DUMONT, prosseguindo até o Portão BASE
(ponto médio da pista 09R/27L), SOMENTE SOB AUTORIZAÇÃO DA TWR-GR. Manter a Base Aérea à es-
querda durante a aproximação.
2) Proibido sobrevoar a Rodovia Dutra devido à interferência nas áreas de proteção da aproximação e decolagem
das pistas 27 e 09 do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

REH SUZANO
108° 288°

3300ft 3300ft 3400ft 3400ft 3400ft 3400ft


1 3300ft 3300ft 2 3400ft 3400ft 3 3100ft 3100ft 4

ITAQUERA FÁBRICA FERRAZ SUZANO JUNDIAPEBA


Estação de Trem
Fábrica
Estação e Pátio de Metrô Estação de Trem Distrito de Jundiapeba
Cidade de Ferraz de
Arena de Futebol Cidade de Suzano Cidade de Mogi das
Vasconcelos
Cruzes
classe G classe G
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO FCA SUL
127.350 MHz 126.650 MHz
Estação do Metrô Itaquera (Posição ITAQUERA), rumo direto para Fábrica de Brinquedos Bandeirante (Posição
FÁBRICA FERRAZ), Estação de Trem de Suzano (Posição SUZANO), vertical da linha férrea até a Estação de
Trem de Jundiapeba (Posição JUNDIAPEBA).
Pág. 49 AIC N 33/18

REH TANCREDO
3300ft 3300ft
1 3300ft 2 3300ft 3

VD GRANDE
ENTRONCAMENTO MARIA MALUF
SÃO PAULO
Complexo Viário,
Viaduto e Entroncamento Complexo viário Túnel
Viário Terminal de Ônibus Sacomã Cruzamento entre Av.
Rio Tamanduateí Início Rodovia Anchieta Bandeirantes e Rod.
Imigrantes
classe G classe D
COORDENAÇÃO HELICÓPTERO TWR-SP
127.350 MHz 127.150 MHz
Viaduto Grande São Paulo (Posição VD GDE SÃO PAULO), Avenida das Juntas Provisórias, Complexo Viário
Escola de Engenharia Mackenzie (Posição ENTRONCAMENTO), Avenida Presidente Tancredo Neves, Túnel
Maria Maluf e Viaduto Ministro Aliomar Baleeiro, Cruzamento da Rodovia Imigrantes com Complexo Viário
Maria Maluf (Posição MARIA MALUF).
ATENÇÃO !
Uso exclusivo para operação no Aeroporto de Congonhas (SBSP).