Você está na página 1de 4

A charge apresentada ilustra uma situação que nos leva a refletir sobre as facilidades que a

tecnologia nos brinda, no que concerne à busca rápida por referenciais em diversas fontes por
meio da internet; por outro lado, essa mesma facilidade nos coloca em xeque quando utilizamos
fragmentos de textos, pesquisa ou dados sem dar o devido crédito ao autor, fazendo uso do
famoso: “cópia e cola”. Essa prática viola direitos autorais e direitos de divulgação, e os
praticantes podem ser responsabilizados pela ação como plágio.
A finalidade dessa trilha é destacar, portanto, o cuidado que se deve ter com relação ao uso de
dados, textos, imagens ou qualquer que seja a informação de outros autores. Além de subsidia-
lo com materiais que o façam compreender a importância e o uso correto de citações, além de
apresentar ferramentas que podem ser utilizadas para esse fim. Então, pronto para iniciar?
Vamos lá!
Compreendemos que o uso de citações é algo recorrente e necessário nos trabalhos científicos,
uma vez que sua não utilização incorre em plágio. Vamos iniciar justamente por esse ponto,
veja a informação que trouxemos sobre citação:
Segundo UFPR (2001, p. 29), a citação pode ser compreendida como a utilização de partes de
textos publicadas ou apresentadas por um autor consultado, que fornece subsídio ou ilustração
ao assunto tratado por você.
Viu como é simples! Com esse primeiro exemplo, mostramos a você como fazer um, dos
diversos tipos possíveis de citação, no caso, citação indireta. A citação indireta tem esse nome,
pois apresenta a ideia do autor, mas reescrita com suas palavras. Ela deve ser utilizada no texto
de duas maneiras:
1. Seja apresentando o autor no início, seguido das informações da data e da página,
separadas por vírgula e entre parênteses, e então, insira a frase reescrita com suas
palavras (parafraseada) a partir da ideia do autor. Exemplo:

Sobrenome do autor (data, página), insira o texto parafraseado.

2. Seja inserindo a frase reescrita com suas palavras (parafraseada) a partir da ideia do
autor, mas referenciando-o somente no final. Inserindo SOBRENOME DO AUTOR em
maiúsculo, data e página, separada por vírgula, entre parênteses. Exemplo:
Texto parafraseado (SOBRENOME DO AUTOR, data, página).

A frase do primeiro exemplo pode ser citada no seu trabalho assim como ela é apresentada pelo
autor no texto original. Para isso, devemos utilizar a citação direta, que recebe esse nome por
fazer uso da transcrição literal das palavras de um autor, assim como a reprodução de todos os
itens pontuados por ele no texto original. A citação direta ainda merece atenção no que diz
respeito à quantidade de linhas que a frase ocupará no seu trabalho, se for até três linhas, a
citação direta será curta e a configuração dela no texto deve ser da seguinte forma:

1. Insira a citação direta entre aspas duplas.


2. Use o mesmo tamanho de fonte utilizado no texto.
3. Deve ser indicado o número de página (s).

Exemplo:
De acordo com UFPR (2001, p. 29), “Citação é a menção no texto de uma informação ou de
trechos extraídos de outra fonte com a finalidade de esclarecer, ilustrar ou sustentar o assunto
apresentado”.

Ou,

“Citação é a menção no texto de uma informação ou de trechos extraídos de outra fonte com a
finalidade de esclarecer, ilustrar ou sustentar o assunto apresentado” (UFPR, 2001, p. 29).

Se a frase do autor ocupar mais de três linhas, a citação direta será longa e a configuração dela
no texto deve ser da seguinte forma:
1. Utilize uma linha em branco antes e depois do parágrafo da citação direta longa.
2. Transcreva a frase do autor que deseja utilizar, em um parágrafo novo.
3. Use recuo de 4 cm da margem esquerda.
4. Use fonte 10 e espaçamento simples.
5. Indique o número da página em que você extraiu a frase.

Você deve se perguntar: O que são


6. Use ponto final após a frase.
Referências Bibliográficas?
A ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas fixa as
normas relativas às referências. A NBR 6023 (2002, p. 1) “fixa a
ordem dos elementos das referências e estabelece convenções
para transcrição e apresentação da informação originada do
documento e/ou outras fontes de informação”.
Assim, Referência é o conjunto padronizado de elementos
descritivos, retirados de um documento, que permite sua
identificação individual (ABNT 6023, 2002).
Corroborando com a definição apresentada pela ABNT, você
precisa estar ciente de onde localizar os respectivos elementos
que irão compor as Referências Bibliográficas, sempre que
possível devem ser retirados da folha de rosto e da ficha
catalográfica. Observe como estão dispostas as informações que
se referem à folha de rosto do Livro de Metodologia Científica da
UNIASSELVI.
Você deve se perguntar, quais são os elementos necessários
para compor uma referência?
Elementos essenciais, esses são encontrados em uma ficha
catalográfica:
 Autor(es); Título da obra; Subtítulo da obra (se houver);
Edição; Local; Editora.

Além dos elementos essenciais, existem os elementos


complementares:
 Coleção; Série; Número de ISBN; Número de páginas;
Edição exclusiva para assinantes.

Simplificando o que foi descrito até o momento, a Figura 1


apresenta a ficha catalográfica do Livro Didática de Metodologia
Científica, observe a localização de cada informação necessária
para a construção da atividade desta fase de seu trabalho
científico:
Figura 1 – Folha de rosto do Livro de Metodologia Científica
Consequentemente, após citar uma obra é necessário que você
separe as informações indicadas na obra (atividade estudada na
etapa anterior desta disciplina) e inicie o processo de construção
das Referências Bibliográficas de seu trabalho.
Para facilitar seu entendimento, na sequência constam alguns
exemplos que você poderá fazer uso no desenvolvimento das
atividades.

Exemplo de Referência de livro com um autor


QUEIROZ, E. O crime do Padre Amaro. 25. ed. Rio de Janeiro:
Ediouro, 2000.

 Exemplo de Referência de livro com dois autores


ADES, L.; KERBAUY, R. R. Obesidade: realidade e indignações.
Psicologia USP, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 197-216, 2002.
 Exemplo de Referência de periódico
SILVA, V. A.: ANDRADE, L. H. C. Etinobotância Xucuru:
espécies místicas. Biotemas, Florianópolis, v. 15. M. 1, p. 45-57,
2002.

Ao elaborar as Referências do seu trabalho, lembre-se de que as


obras devem ser apresentadas em ordem alfabética!

Para mais exemplos, revisite as informações que foram


estudadas na disciplina de Metodologia Científica, por meio do
arquivo em pdf disponível aqui em especial o capítulo 3 –
Citações e Referências.

Lembra o início da escrita quando foram abordadas ferramentas


disponíveis no mercado que podem auxiliá-lo nesta atividade e
facilitar o trabalho do pesquisador, deixando todas padronizadas?
Seguem as dicas:

A pesquisa serve para nos fazer gerar e adquirir conhecimentos, visto que o mundo está em
constante mudanças por isso é imprescindível que se realize pesquisa e se busque entender a
realidade com o olhar mais crítico. E é aí que está o grande desafio das universidades, pois elas
devem se situar como centros de formação e reelaboração do saber.