Você está na página 1de 24

Motores à combustão

Interna
Fórmulas e explicações
Exercícios

Alexandre Pizzolatto – Prof Área Exatas 2017


Potencia Todo o calor que a
Ideal queima do combustível
Q = mc x pci Sigla Significado

(Q) pode oferecer


Q Potencia Ideal
Ƞt = Ni / Q
mc Vazão de combustível em
•Rejeição massa
• térmica
pci Poder calorífico Inferior
Ni = Ne + Na Ni Potência Indicada
Potencia Toda a potência Ne Potência Efetiva
Indicada disponível na câmara
de combustão Na Potência de Atrito
(Ni)
Te Torque efetivo
Ta Torque de Atrito
Ƞm = Ne/Ni
•Perdas por Torque
Fe Força efetiva
atrito Fa Força de atrito
Ne = 2*¶*Fe*b*n b Braço do dinamômetro
Potencia Toda a potência
Efetiva disponível no eixo Na = 2*¶*Fa*b*n n Rotação do motor
(Ne) virabrequim
Rotação
Sigla Significado
Ƞg = Ne / Q ou
Ƞg Rendimento Global
Ƞg=Ƞt x Ƞm
Ƞt Rendimento Térmico
Ƞm Rendimento Mecânico
Cunit =((¶*Øp²)/4)*( Curso)) Cunit Cilindrada Unitária
Ctotal Cilindrada total
Ctotal = No cilindros * Cunit M ar Massa de ar
R Constante Universal gases
Densidade (ρ) = massa/volume
T Temperatura (em Kelvin)
Clapeyron P*V=n*R*T
n = m/M(*)

m ar t = (Ctotal * ρ entrada * n) / i M=1 p/ 1Mol de gás


Sigla Significado

Ce Consumo específico
Pe Potência Específica
Pm Pressão média
mac Massa de ar real
mae Massa de ar na entrada
Pressão média indicada (teórica)
ȠV Rendimento Volumétrico
Pressão média efetiva

Pressão média de atrito


Motores - Exercícios
Exercicio 1ª lista

1. Converta 10 Nm para kgfm.

2. Converta 10 kgfm para Nm.

3. Converta 22 kgfm para Nm.

4. Converta 12 kgfm para Nm.

5. Converta 22 Nm para kgfm.

6. Converta 12 Nm para kgfm.

7. Converta 74 kW para cv.

8. Converta 74 cv para kW.

9. Converta 1 kW para cv.

10. Converta 1 cv para kW.

11. Converta 1 kgf para gf.


Exercicio 1ª lista

12. Converta 1000 kgf para gf.

13. Converta 1000 gf para kgf.

14. Converta 5000 rpm para rps.

15. Converta 5000 rph para rps.

16. Converta 5000 rph para rpm.

17. Converta 1 rps para rpm.

18. Dê exemplos de 3 unidades de potência e de 2 unidades de torque.


Exercicio 1ª lista

19. Um motor foi ensaiado em um dinamômetro com braço de comprimento igual a 2 m. Foram obtidos os
seguintes resultados no eixo do motor: - Leitura da Balança no instante do ensaio: 5,9 kgf - Rotação do Motor:
5750 rpm

De posse dos valores acima efetue a análise e responda as questões abaixo: a) Qual é o torque do motor em Nm
no instante do ensaio?

b) Qual a potência do motor em kW no instante do ensaio?

c) Baseado nas informações acima, é possível afirmar que o torque que foi calculado na questão é:
1) ( ) Torque Observado Indicado.
2) ( ) Torque Observado Efetivo.
3) ( ) Torque Reduzido Efetivo.
4) ( ) Torque Reduzido Indicado.
5) ( ) Torque Observado Reduzido

Justifique sua resposta comentando as informações em que você se baseou.


Exercicio 1ª lista

20. Um motor foi ensaiado em um dinamômetro com braço de comprimento igual a 2m. Foram obtidos os
seguintes resultados no eixo do motor: - Potência Observada do Motor: 82 kW - Rotação do Motor: 5750 rpm

Devido a problemas operacionais, o operador perdeu os dados lidos da força na balança durante o ensaio. Diante
disso e conhecendo-se apenas os dados acima, responda as questões abaixo:

a) Qual é a força lida na balança em N no instante do ensaio?

b) Qual é a força lida na balança em kgf no instante do ensaio?

c) Qual é o torque do motor em Nm no instante do ensaio?

d) Qual é o torque do motor em kgfm no instante do ensaio?


Exercicio 1ª lista

21. Um motor de combustão interna operando em plena carga, ciclo Otto, 4 tempos, 4 cilindros e aspiração
natural foi ensaiado em um dinamômetro localizado a uma altitude de 600 metros acima do nível do mar. O
relatório de ensaio forneceu os seguintes dados: - Potência Máxima Efetiva Observada Líquida: 69 kW a 5500 rpm
- Potência Máxima Efetiva Reduzida Líquida: 73,9 kW a 5500 rpm - Torque Máximo Efetivo Observado Líquido:
130,6 Nm a 3500 rpm - Torque Máximo Efetivo Reduzido Líquido: 140 Nm a 3500 rpm - Fator de Redução: 1,072

Admitindo-se que o mesmo motor seja ensaiado também em plena carga a nível do mar e que as condições de
temperatura e umidade permaneçam inalteradas, o que é esperado que ocorra com os valores de potência e
torque observados?
a) ( ) Aumento do torque e diminuição da potência.
b) ( ) Aumento da potência e diminuição do torque.
c) ( ) Aumento do torque e da potência.
d) ( ) Diminuição do torque e da potência.
e) ( ) Os valores do torque e da potência permanecem inalterados.
Exercicio 2ª lista

1. Calcule o rendimento térmico de um motor que possui uma potência indicada de 158 cv quando este é ensaiado
consumindo 0,6 kg/min de um combustível de poder calorífico inferior de 10400 kcal/kg.

2. Quais são os rendimentos mecânico e global de um motor que tem uma potência efetiva de 68kW, operando com um
combustível de poder calorífico inferior de 6,4kcal/g, consumido em uma vazão de 36 kg/h, com rendimento térmico de 30%?

3. Dado um motor originalmente 4 cilindros com 1.000 cm3 e diâmetro do êmbolo de 55mm, que teve seu curso aumentado
em 30%, calcule: a) Qual a nova cilindrada do motor em litros e cm3? b) Na hipótese de se manter a cilindrada conforme
calculada no item “a”, porém mantendo-se o curso conforme o motor original e variando-se o diâmetro do êmbolo, qual é a
variação percentual do diâmetro?

4. Através de cálculos verificou-se que um automóvel terá sua velocidade máxima atingida quando o motor de combustão
interna fornecer um torque efetivo observado líquido de 79,8 Nm a 5750 rpm.
O departamento de projetos ao efetuar o desenvolvimento da bomba de combustível do veículo especifica uma vazão
máxima de 20 l/h. Foram efetuados ensaios em um dinamômetro com o referido motor simulando-se a condição de
velocidade máxima do veículo. Verificou-se que os valores de torque eram obtidos naquela rotação bem como o rendimento
global do motor era de 27% quando operava em lâmbda 1,000. Sabe-se que o combustível utilizado tem pci de 9400 kcal/kg e
que sua densidade é 0,75 kg/l.
Analise essas informações e responda: a vazão de combustível definida pelo departamento de projetos é suficiente para o
funcionamento do motor quando o veículo está em velocidade máxima? Justifique sua resposta, realizando os cálculos
necessários.
Exercicio 2ª lista

5. Qual o rendimento global de um motor com rendimento térmico de 30% e rendimento mecânico de 87%?

6. Os seguintes dados foram fornecidos através de um relatório de testes de um motor em dinamômetro. - Rotação do motor:
6000 rpm - Torque Efetivo Observado: 76,3 Nm - Potência Indicada Observada: 40 kW

Um técnico avalia os resultados e os considera incoerentes. Justifique a análise do técnico.

7. Um motor 4 cilindros ciclo Otto tem as seguintes características: - Diâmetro do êmbolo = 77 mm - Curso do êmbolo = 75,2
mm - Espessura da junta do cabeçote antes da montagem = 1,6 mm - Volume total da câmara de combustão sem a junta = 30
cm3 Sabendo-se que o fabricante da junta especifica que a mesma sofre uma redução de 10% em sua espessura após a
montagem no motor, pede-se: a) a cilindrada do motor. b) a taxa de compressão teórica do motor. c) Qual seria a nova taxa
de compressão do motor se ele tivesse sua junta de cabeçote substituída por uma com espessura de 1,2 mm antes da
montagem?

8. Dados: - Diâmetro do pistão = 80 mm - Distância entre centros entre munhão e moente = 34 mm - Volume total da câmara
de combustão com a junta = 50 cm3 - Rotação do motor = 4000 rpm - Motor 4 tempos - 4 cilindros Determinar: a) Cilindrada
total do motor. b) Relação de compressão teórica. c) Velocidade média do pistão. d) Velocidade angular do comando de
válvulas.
Exercicio 3ª lista

1) Um motor ciclo Otto 4 cilindros 4 tempos com cilindrada total de 1,6 l possui diâmetro do êmbolo de 81 mm. Foram
efetuadas modificações na biela e árvore de manivelas de maneira que a cilindrada total do motor passou a ser 1800 cm3.
Baseado na figura abaixo calcule:
a) quais deverão ser as cotas A e B em mm das árvores de manivelas de ambos os motores.
b) As distâncias referem-se as linhas de centro de munhões OU moentes?

2) Qual a velocidade média do êmbolo (em m/s) dos motores do exercício anterior quando os mesmos operam a 6000 rpm?

3) Dados: Diâmetro do pistão = 85 mm Curso do êmbolo = 68 mm Volume total da câmara de combustão = 40 cm3 ; Rotação
do motor = 4500 rpm Motor 4 tempos, 4 cilindros, ciclo Otto Determinar a relação de compressão teórica
Exercicio 3ª lista

4) Um motor ciclo Otto 4 tempos, operando a 5750 rpm em um dinamômetro com braço de 0,8 m, forneceu uma
força de 24 kgf lida na balança e um consumo de 45 l/h de um combustível com poder calorífico inferior de 10400
kcal/kg e densidade de 0,75 kg/l. Sabe-se que a relação lambda no instante do ensaio é igual a 1,000 e que a relação
estequiométrica do combustível é 14,3:1 Na mesma rotação o motor foi acionado pelo dinamômetro onde verificou-
se que a força lida na balança era de 5 kgf.
De posse dos valores fornecidos calcule:

a) A potência efetiva observada em kW;


b) A potência indicada observada em kW;
c) O rendimento mecânico do motor;
d) O rendimento térmico do motor;
e) O rendimento global do motor;
f) A vazão em massa do gás de escape.
Exercicio 3ª lista

5) Um motor com 4 cilindros, 4 tempos à álcool, é testado em um dinamômetro hidráulico à rotação constante de
3000 rpm. Nestas condições verificou-se que o torque efetivo observado do motor é de 170 Nm e que a potência de
atrito é 12 kW. Sabe-se que durante os ensaios a relação lambda era de 0,9 e que 68,7 litros de combustível foram
consumidos em 2 horas de funcionamento constante do motor nas condições citadas anteriormente. Dados que o
álcool tem poder calorífico inferior de 6496 kcal/kg, densidade de 0,810 kg/l e relação estequiométrica de 9:1.
Pede-se:
a) O rendimento mecânico do motor nas condições do ensaio
b) O rendimento térmico do motor nas condições de ensaio
c) A vazão em massa do ar admitido
d) O calor perdido (em kcal) nas 2 horas de funcionamento do motor (gás escape, arrefecimento, etc)

6) Um motor 4 cilindros, ciclo Otto, 4 tempos com curso de 76 mm utiliza uma junta de cabeçote com espessura de
1,7 mm. O volume da câmara de combustão na região do cabeçote vale 30 cm3. O pistão tem diâmetro de 81 mm e
um rebaixo com cota de profundidade de 6mm em um diâmetro de 20 mm. Sabendo-se que a junta do cabeçote
sofre deformação de 10% após a montagem pede-se:
a) Qual a taxa de compressão teórica do motor?
b) Admitindo-se que o motor tenha os pistões substituídos por outros planos, calcule a nova taxa de compressão do
motor.
Exercicio 4ª lista
Exercicio 4ª lista (cont.)
Exercicio 5ª lista