Você está na página 1de 30

RESUMO

VARIAÇÃO DA TEMPERATURA
VARIAÇÃO DO ESTADO DE TEMPO AO LONGO DO ANO
Qual é a diferença entre estado de
tempo e clima?

METEOROLOGIA é a ciência que estuda os estados do


tempo e faz previsões relativas à evolução destes.
(Estuda os fenómenos atmosféricos associados aos
estados do tempo).
Estado da atmosfera num determinado lugar e num curto período de
tempo resultante da conjugação dos vários elementos do clima, ou
seja, é o conjunto de fenómenos atmosféricos que se manifestam num
lugar preciso, num tempo curto.

Clima - Conjunto de estados de tempo numa dada


região na sua sucessão habitual, durante um longo período
de tempo. OBS: A caracterização de um CLIMA exige no
mínimo três décadas de acompanhamento meteorológico.
O CLIMA É CARACTERIZADO POR
ELEMENTOS DO CLIMA
O clima é composto por elementos do clima:
 TEMPERATURA;
 HUMIDADE;
 PRESSÃO ATMOSFÉRICA;
 VENTOS;
 NEBULOSIDADE;
 PRECIPITAÇÃO
Conjunto de todos os fenómenos meteorológicos
(temperatura, precipitação, pressão
atmosférica, nebulosidade, humidade...) que
definem e caracterizam o clima de
determinada região.
O CLIMA É INFLUENCIADO POR
FACTORES DO CLIMA

Factores do clima - são todas as circunstâncias que


condicionam o clima, pela influência que
exercem sobre os seus elementos (situações
naturais e fenómenos que influenciam o
comportamento dos elementos do clima).
 LATITUDE;
 RELEVO (ALTITUDE E ORIENTAÇÃO GEOGRÁFICA DAS MONTANHAS);
 PROXIMIDADE/AFASTAMENTO DO MAR (CONTINENTALIDADE )
 CORRENTES MARÍTIMAS;
 VEGETAÇÃO;
 EXPOSIÇÃO GEOGRÁFICA
ELEMENTOS DO CLIMA

TEMPERATURA - Grau de
aquecimento do ar.

ISOTÉRMICAS são linhas que unem pontos de igual valor de


temperatura média. (pág. 111)
ELEMENTOS DO CLIMA

PRECIPITAÇÃO – Queda de água, no


estado líquido ou sólido (em forma de
chuva, neve ou granizo).
ELEMENTOS DO CLIMA

HUMIDADE – corresponde à quantidade


de vapor de água encontrada na
atmosfera num determinado instante.
ELEMENTOS DO CLIMA

PRESSÃO ATMOSFÉRICA – força


exercida pela atmosfera (pelo peso do
ar) em cada unidade de superfície.
Exprime-se em milibares (mb) ou em
milímetros de mercúrio (mmHg).
ELEMENTOS DO CLIMA

VENTO - Movimento do ar com


uma determinada direcção e
intensidade devido às diferenças
de pressão atmosférica.
ELEMENTOS DO CLIMA

NEBULOSIDADE – Fracção do céu


coberto por nuvens.
CARTAS SINÓPTICAS

Mapas que representam as condições


atmosféricas através de símbolos que
permitem caracterizar e prever o
estado de tempo.
A variação da temperatura

ao longo do dia

 A temperatura varia ao longo do ano

de lugar para lugar


A variação da temperatura com a altitude
À medida que a
altitude
aumenta a
temperatura
diminui
A variação da temperatura com a altitude

À medida que a altitude aumenta a temperatura


diminui cerca de 0,6ºC por cada 100 metros
(gradiente térmico vertical), porque:
• À medida que a altitude aumenta diminui a
quantidade de vapor de água, dióxido de carbono e de
partículas sólidas e líquidas em suspensão que retêm o
calor, logo a absorção da radiação solar e da radiação
terrestre (a absorção de calor) diminui, o que tem
como consequência a diminuição da temperatura.
A variação da temperatura com a exposição das
vertentes
Vertentes soalheiras - as
vertentes mais expostas ao sol
(vertentes voltadas a sul no
hemisfério norte) recebem maior
quantidade de radiação solar e
registam temperatura do ar mais
elevada ao longo do ano.

Vertentes umbrias ou sombrias -


as vertentes voltadas a norte no
hemisfério norte estão menos
expostas à radiação solar,
recebem menor quantidade de
radiação solar e registam
temperatura do ar mais baixa ao
longo do ano.
A variação diurna da temperatura

A temperatura varia ao longo do dia.


A variação diurna da temperatura
 Ao longo do dia, existe
sempre:
- uma temperatura máxima e
- uma temperatura mínima
 Amplitude térmica diurna é a
diferença entre os valores da
temperatura máxima e da
temperatura mínima
registadas durante o dia.
 ATD = Tmáx – Tmin
 Ex: ATD = 18ºC-6,5ºC
ATD = 11,5ºC
Temperatura média diurna

 Obtém-se dividindo a soma das


temperaturas registadas ao
longo do dia pelo número de
observações (pelo número de
registos efectuados).

TMD = Soma das temperaturas registadas ao longo do dia


Número de registos (número de observações)
TMD=9,1+8+6,5+7,2+12,7+16,4+18+16,1+14,2+11,3+10,6+9,5
12
TMD= 139,5 ºC  TMD= 11,6ºC
12
A variação da temperatura
 A variação da temperatura encontra-se
directamente relacionada com o número de
horas de sol com a quantidade de energia
solar recebida que, por sua vez, dependem de
um conjunto de diferentes factores entre os
quais se destacam os movimentos da Terra.
O movimento de rotação da Terra
Movimento que a Terra executa em torno do seu eixo de
Oeste para Este e que dura cerca de 24 horas.

É responsável pela sucessão dos dias e das noites e pelo


movimento diurno aparente do sol.
O movimento de rotação da Terra
Girando em torno do seu eixo imaginário, a Terra ora
expõe os lugares ao Sol (o dia natural) ora os coloca na
obscuridade (noite).
Movimento que o sol parece realizar ao longo do dia, de Este para
Oeste, em resultado do movimento de rotação da Terra.

Movimento diurno aparente do sol

A figura representa a relação entre a inclinação dos raios solares ao


longo do dia natural e a quantidade de energia recebida na superfície
da Terra.
•Quanto maior é a inclinação dos raios solares, menor é a energia recebida
na superfície da Terra, por unidade de superfície;
•Ao nascer do sol, os raios solares são recebidos com grande inclinação:

-a espessura da atmosfera por eles atravessada é muito maior, daí que a


quantidade de energia solar que chega à superfície terrestre seja muito
menor, pois grande parte da mesma é absorvida no seu longo trajecto no
seio da atmosfera;
-a superfície aquecida por um determinado feixe de raios solares é
muito maior, logo a energia recebida por cada unidade de superfície é
muito menor, o que tem como consequência um menor aquecimento e
uma temperatura relativamente menor.
Posição do sol ao meio-dia solar no hemisfério Norte, acima do
Trópico de Câncer

•Ao meio dia, o sol vai-se elevando no horizonte


- a inclinação dos raios solares solares vai diminuindo;
-a espessura da atmosfera atravessada é então cada vez menor, do que
resulta uma maior quantidade de energia recebida e, portanto , o
aumento da temperatura;
•A partir do meio dia, dá-se o inverso:
- a temperatura diminui porque a quantidade de energia solar
recebida é cada vez menor em resultado da maior inclinação dos raios
solares.
•Entre o nascer e o pôr-do-sol (dia natural), a atmosfera de um lugar
recebe energia proveniente das radiações do Sol (radiação solar) e da
Terra (radiação terrestre);
•Durante a noite os lugares não recebem radiação solar, apenas recebem
radiação terrestre (energia calorífica libertada pela superfície terrestre);
Dia natural – período de
tempo entre o nascer do
sol e o pôr-do-sol, ou seja,
em que o Sol está acima
da linha do horizonte.

•Os valores mais baixos da temperatura observam-se antes do nascer do


sol, pois durante a noite os lugares não recebem radiação solar e o lugar
esteve toda a noite a perder a energia acumulada. O seu aquecimento
resulta apenas da radiação terrestre que vai diminuindo durante a noite,
logo a temperatura continua a baixar até um pouco antes do nascer do Sol.
•A temperatura máxima regista-se após o meio-dia solar, por volta das 14
horas, pois é nesta altura que o somatório da radiação solar recebida e da
radiação terrestre atinge o valor máximo.
A variação anual da temperatura
A temperatura varia ao longo
dos meses do ano.
No Hemisfério Norte
- as temperaturas médias mais
baixas registam-se no Inverno
(em Janeiro)
- os valores máximos verificam-
se no Verão (em Julho)

Amplitude térmica anual é a diferença entre a temperatura


média do mês mais quente e a do mês mais frio.
ATA = Tmáx – Tmin Ex: ATA = 22,5ºC-10,8ºC
ATA = 11,7ºC
A variação anual da temperatura

MOVIMENTO DE TRANSLAÇÃO DA TERRA – Movimento que a


Terra executa à volta do sol, com uma duração de 365 dias e 6
horas.
O Movimento de Translação é responsável pela sucessão das
estações do ano e pela duração dos dias e das noites.
A variação anual da temperatura

Em Junho, os raios solares incidem com menor inclinação no Hemisfério


Norte e os dias são maiores do que as noites, contribuindo para um
maior aquecimento destas zonas.
Em Dezembro, os raios solares incidem com uma grande inclinação no
Hemisfério Norte e a duração dos dias naturais é menor do que a das
noites, contribuindo para um menor aquecimento.