Você está na página 1de 10

Estudos Avançados em

Avaliação
Planejamento e
Intervenção
Psicossocial – EAAPIP

“A ÉTICA DA
COMPREENSÃO”

Profa. Ana Cristina Alencar


Agosto/2017
Sugestão de vídeo – Edgar Morin
 Programa Roda Viva: apresentação de diferentes
possibilidades de aplicação do “Pensamento
complexo” proposto por Edgar Morin e reflexões
sobre a necessidade de “reforma do pensamento” e
da perspectiva do “pensamento não-fragmentado”.
https://www.youtube.com/watch?v=gCA_SxVmMrk
https://www.youtube.com/watch?v=sKGMQunjClk
https://www.youtube.com/watch?v=vIezsTp8c5k
https://www.youtube.com/watch?v=RP7a3avLl0U
Compreensão X Incompreensão
 A INCOMPREENSÃO impera nas relações entre os
seres humanos: tanto a incompreensão de si quanto
a de outros;

 O sentimento de incompreensão reforça os mal-


entendidos, as falsas percepções do que é o outro, os
erros em relação ao outro, restando como
consequências a hostilidade, o desprezo e o ódio.
Incompreensão X Alteridade
 “Tudo o que se afirma de maneira
autocêntrica (colocando-se no centro do
mundo) resiste à compreensão da alteridade:
etnia, nação, religião, gangues, indivíduo.”

 Alteridade entendida como “a dimensão de


um outro” ou “das relações com outros”.
Como aprender a Compreender?
 Necessidade de desenvolvimento da
“autoética”:
 Como uma ética de si e para si que desemboca
naturalmente numa ética para o outro;
 A autoanálise só pode acontecer por meio de um
olhar capaz de autocrítica;
 A autocrítica, como uma cultura psíquica
cotidiana e permanente, permite uma abertura
ao outro, consequentemente, a compreensão do
outro.
Como aprender a Compreender?
 Compreensão OBJETIVA: compreende dados e
informações objetivas sobre uma pessoa;
 Compreensão SUBJETIVA: resulta de uma
compreensão de sujeito a sujeito:
 Compreende o que vive o outro: seus sentimentos,
motivações interiores, sofrimentos e desgraças;
 Compreensão COMPLEXA: envolve explicação, ou
seja:
Compreensão Objetiva + Compreensão Subjetiva
A Compreensão Complexa
 É multidimensional e por isso recusa a redução do
outro a um único aspecto;

 Insere o sujeito no seu contexto, avaliando além das


fontes psíquicas dos seus atos, as fontes culturais e
sociais, suas condições históricas...

 Nos permite compreender que “mesmo nos mais


belos espíritos existem manchas de desumanidade e
de incompreensão”.
A Ética da Compreensão
Exige que compreendamos a incompreensão:
• Um conhecimento comum dos mesmos fatos e dados
não é suficiente para a compreensão mútua;
• O erro nas comunicações é uma fonte permanente de
incompreensão;
• A indiferença “calcifica” nossa compreensão para
com o sofrimento do outro;
• Os determinismos culturais geram a incompreensão
intercultural;
A Ética da Compreensão
“A compreensão rejeita a rejeição, exclui a
exclusão”.
Todo o potencial de compreensão existe em
cada um de nós, mas em estado de
subdesenvolvimento;
“Compreender não é compreender tudo, mas
reconhecer que há algo de incompreensível”.
Para reflexão...
“Os homens erram ao julgar como um
todo o que eles só conhecem uma
pequena parte .”
(Voltaire)

“A crueldade dos tiranos origina-se de


uma vida interior que é comum a todos
nós”
(Pierre Guyotat)