Você está na página 1de 12

PLANO DE CURSO

1 - NOME DO CURSO:
Aprendizagem Industrial em Manutenção Elétrica Industrial

2 - ÁREA:
Eletroeletrônica

3 - TITULARIDADE PROFISSIONAL

Conclusão do 1º Módulo: Eletricista Instalador Industrial


Conclusão dos 1º e 2º Módulos: Eletricista de Manutenção

4 - PERFIL PROFISSIONAL

4.a – Perfil Profissional de Conclusão:

Executar a manutenção preventiva e corretiva em sistemas elétricos Industriais de baixa tensão , de


acordo com documentos técnicos específicos, normas técnicas e legislação brasileira, próprias de sua
área técnica de atuação, e àquelas referentes aos aspectos de qualidade, saúde e segurança e
preservação ambiental.

4.b – Detalhamento do Perfil Profissional:

• Ler e interpretar diagrama eletroeletrônico, desenho técnico mecânico básico e planta baixa.

• Pesquisar textos que apresentam conteúdo técnico relacionado à rotina de trabalho.

• Ler e interpretar catálogos técnicos de fabricantes de máquinas, ferramentas, componentes e


equipamentos industriais

• Executar procedimentos descritos em normas, em projetos e procedimentos técnicos relacionados


às áreas de manutenção elétrica, de qualidade, saúde e segurança, higiene e preservação
ambiental.

• Planejar a execução das atividades de manutenção, prevendo: estratégias, tempo, análise de


risco, materiais, ferramentas e equipamentos, dentre outros.

• Diagnosticar falhas em dispositivos, equipamentos, máquinas e instalações elétricas industriais.

• Executar manutenção elétrica corretiva e preventiva em dispositivos, equipamentos , máquinas e


instalações industriais.

• Instalar componentes, máquinas, instrumentos e equipamentos elétricos industriais, conforme


normas, projetos, procedimentos técnicos relacionados às áreas de manutenção elétrica,
qualidade, saúde, segurança, higiene e preservação ambiental.

• Realizar medições elétricas utilizando instrumentos específicos.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 1 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
Versão atual 10/11/2008
• Analisar medições elétricas para subsidiar intervenções na execução da manutenção .

• Elaborar relatórios das atividades de instalação, adaptação e manutenção executadas em


dispositivos, equipamentos e máquinas elétricas industriais.

• Desenvolver atividades profissionais individualmente ou em equipe.

• Comunicar-se com clareza e objetividade.

5 - QUADRO CURRICULAR:

Carga Horária
Componentes Curriculares TOTAL
1º Módulo 2º Módulo
1º semestre 2º semestre 3º semestre
Eletrotécnica 100 60 160
Medidas Elétricas 40 40
Máquinas elétricas 60 60 120
Desenho Técnico 40 40
Comandos elétricos 80 80
Instalações elétricas 80 100 180
Manutenção Industrial 40 80 120
Eletrônica 60 100 160
Acionamentos Automáticos 40 60 100
Eletroidráulica e Eletropneumática 100 100
Saúde e Segurança do Trabalho 40 30
Noções de Mecânica 60 60
Total 400 400 400 1200
Observação: Durante a realização dos componentes curriculares “Manutenção Industrial” a unidade
operacional poderá destinar até 10% da carga horária total para desenvolver atividades extras, focadas
na demanda específica de sua região

Temas Transversais:

• Qualidades Pessoais
− Organização e execução do trabalho: - Capacidade de auto-avaliação; Capacidade de
planejamento.
− Comunicação interpessoal: - Cooperação; Integração; Objetividade na argumentação.
− Autodesenvolvimento: - Capacidade de pesquisa; Capacidade de resolução de problemas;
Capacidade de transferência; Expressão oral e escrita; Leitura e interpretação de desenhos;
Leitura e interpretação de textos;
− Autonomia e responsabilidade: Consciência de qualidade; Consciência de segurança;
Disciplina, Envolvimento; Iniciativa; Reconhecimento das próprias limitações.
− Resistência à pressão: - Atenção; Capacidade de concentração; Perseverança;

• Conceitos da Qualidade Total


− Princípios da Qualidade Total; Ferramentas da Qualidade; Padronização, Programa “5S”.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 2 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
Versão atual 10/11/2008
• Preservação Ambiental
Histórico; Ecologia e a poluição ambiental; Riscos ambientais e contaminação,Desenvolvimento
sustentável; Conscientização ambiental.

• Empreendedorismo
Conceito; Perfil Empreendedor ; Plano de Negócio.

• Português Aplicado
− Elementos da comunicação; Comunicação verbal; Elaboração de relatórios e memorandos
técnicos; Elaboração de currículo profissional.

• Saúde e Segurança no Trabalho


− Causas e conseqüências dos acidentes de trabalho; Equipamentos de proteção individual e
coletiva; Prevenção e combate a incêndio; Segurança e higiene; Mapa de risco, normas.

6 – EMENTÁRIO:

Componentes
Conteúdos Formativos
Curriculares
 Origem da eletricidade
 Eletrostática. Lei de Coulomb e Carga Elétrica
 Campo elétrico, potencial elétrico e grandezas elétricas.
 Eletrodinâmica, condutores e isolantes.
 Fontes de eletricidade
 Lei de ohm, resistividade e resistência.
 Potência elétrica e efeito Joule
 Análise de circuitos série, paralelo e misto com resistências.
Eletrotécnica  Magnetismo e eletromagnetismo
 Circuitos Resistivos, Indutivos e Capacitivos.
 Tensão e corrente em CA – valores instantâneo e eficaz
 Indutância, capacitância, reatância e impedância.
 Potência e fator de potência e correção de Fator de Potência
 Circuitos trifásicos equilibrados.
 Gerador elétrico elementar
 Motor elementar – principio de funcionamento
 Aterramento elétrico
 Medição de uma grandeza.
 Ordem de grandezas (unidade padrão, múltiplos e submúltiplos).
 Erros de medição.
 Padrões elétricos.
 Fundamentos dos medidores
 Dispositivos de amortecimento.
 Ponteiro e escalas.
Medidas Elétricas  Tipos de medidores
 Principio construtivo
 Principio de funcionamento
 Amperímetro para CC e CA.
 Voltímetros para CC e CA.
 Medição das grandezas elétricas tensão, corrente e potência.
 Medição de corrente contínua através de shunt.
 Ohmímetro, Luxímetro, Tacômetro, Wattímetro, Osciloscópio, Varmetro,
Cossifímetro, Terrômetro, Megômetro.
 Multímetro

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 3 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
Componentes
Conteúdos Formativos
Curriculares
 Alicate amperímetro e alicate wattímetro
 Instrumentos de indução
 Medição de energia em residências
 Medição indireta
 Transformadores de potencial (TP) e transformadores de corrente (TC)
 Medição em média e alta tensão
 Medição de nível, vazão, temperatura e pressão.
 Gerador DC
 Gerador CA
 Motores elétricos DC
 Transformadores monofásicos e trifásicos
 Motores elétricos monofásicos
Máquinas
 Motores elétricos trifásicos
Elétricas
 Características do motor trifásico: tensão e corrente nominais, potência,
rendimento, escorregamento, fator de serviço, fator de potência,
conjugado, sobrecarga
 Motores elétricos trifásicos de múltiplas velocidades
 Proteções elétricas
 Caligrafia técnica
 Linhas convencionais
 Projeções ortogonais
 Dimensionamento
 Perspectivas
 Representação de elementos de máquinas
Desenho Técnico  Técnicas de representação de acordo com as normas da ABNT
 Simbologias (inclusive eletroeletrônica)
 Escalas
 Cortes e seções
 Leitura e interpretação de planta baixa.
 Leitura e interpretação de desenho de conjunto.
 Leitura e interpretação de projeto elétrico e eletrônico.
 Apresentação e funcionamento dos componentes de uma instalação elétrica;
 Elementos de um comando elétrico
o Chaves manuais para comandos elétricos.
o Contatores eletromagnéticos:
 Funcionamento, dimensionamento e seleção.
Comandos o chaves, botoeiras, e relés, sensores
Elétricos o fusíveis, relés bimetálicos, disjuntores e chaves seccionadoras e
autotransformadores
 Cálculos de corrente de motores trifásicos e monofásicos
 Lógica de comando e carga
 Estudo dos tipos de partidas (trifásica – direta, reversível, frenagem, duas
velocidades, estrela triângulo, compensada e resistência rotórica)
 Noções de comandos elétricos automatizados.
 Instalações Elétricas Prediais
• Normas para instalação elétrica de em Baixa Tensão
• Diagramas unifilar e multifilar
Instalações • Noções de projeto elétrico
Elétricas o Levantamento de cargas
o Divisão de circuitos
o Dimensionamento de condutores, dutos e proteções.
o Cálculo de Demanda

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 4 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
 Elementos e tipos de instalação elétrica
- Instalações elétricas expostas
- Instalações elétricas embutidas
- Fios e cabos elétricos
- Tomadas e interruptores
- Lâmpadas / iluminação
- Tipos de Interruptores
- Dispositivos de proteção e segurança
- Aterramento elétrico
- Interruptores fotoelétricos
- Sensores de presença
- Noções de automação predial
- Relés temporizadores
- Sistema de portão eletronico
- Sistemas de segurança (câmeras, sensores).

• Instalações Elétricas Industriais.


o Diagramas elétricos: unifilar, multifilar, funcional, layout.
o Descargas atmosféricas e proteções elétricas
o Sistemas de partida de motores elétricos (conjugado do motor,
sistemas diretos e indiretos).
o Partida de motor elétrico monofásico por chave de comando
manual
o Partida direta de motor monofásico com chave reversora manual.
o Partida direta com reversão de motor trifásico através de chave
reversora manual.
o Partida direta e com reversão de motor elétrico monofásico por
chave manual.
o Partida direta com reversão de motor elétrico trifásico com
frenagem eletromagnética.
o Partida direta e com reversão de motor elétrico trifásico
o Partida de motor elétrico trifásico de duas velocidades com
reversão (Dhallander e duas velocidades).
o Sistemas de partida com tensão reduzida
 Instalação de Partida estrela-triângulo para motores
trifásicos.
 Instalação de Partida estrela-triângulo com reversão para
motores trifásicos.
 partida compensada de motor de indução trifásico
 partida de motor de indução trifásico e resistência rotórica

 Conceito
 Diagnóstico de falhas e substituição equipamentos, instrumentos,
dispositivos e materiais
 Manutenção Corretiva:
 Manutenção Preventiva:
Manutenção  Manutenção Preditiva
Industrial  Sistema de controle de Manutenção
 Manutenção produtiva Total (TPM)
 Gestão da qualidade aplicada à manutenção (Ferramentas)
 Administração da manutenção
 Relatórios de manutenção
 Manutenção de instalações elétricas de baixa tensão

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 5 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
 Manutenção em quadros de medição e comandos elétricos
 Análise de defeitos em circuitos de comandos eletroeletrônicos
 Bloqueio de equipamentos e métodos de bloqueio
 Noções de NR10
 Eficiência energética

 Semicondutores
 Diodos retificadores e Zener
 Retificação de ca em cc
 Capacitores
Eletrônica  Transistor bipolar
 Lógica digital combinatória e seqüencial
 Conversor Analógico e digital
 Tiristores (SCR, DIAC, TRIAC e UJT)

 Soft Start;
 Inversores de freqüência:
 PLC’S:
− Introdução, histórico.
Acionamentos − Funcionamento, diagramas de ligações ( entradas, saídas )
Automáticos − Tipos de linguagens de programação ( IEC 61131-3)
− Hardware do PLC, vantagens
− Programação LADDER
− Carregamento de programas via computador

 Introdução a hidráulica e pneumática


 Princípio de Torriceli
 Teorema de Pascal
 Princípio da prensa hidráulica
 Compressores
 Unidade de condicionamento
 Válvulas direcionais
Eletroidráulica e  Válvulas de comando
eletropneumática  Atuadores lineares e rotativos
 Válvulas de controle de fluxo
 Circuitos eletropneumáticos
 Bombas hidráulicas
 Acumuladores
 Válvulas controladoras de pressão
 Circuitos eletrohidráulicos
 Práticas
 Introdução à segurança com eletricidade;
 Riscos em instalações e serviços com eletricidade: choque elétrico,
mecanismos e efeitos, arcos elétricos, queimaduras e quedas, campos
eletromagnéticos.
 Técnicas de análise de riscos.
 Medidas de controle de risco elétrico: desernegização, aterramento
Saúde e
funcioanl (TN/TT/IT) de proteção e temporário, equipotencialização,
Segurança do
seccionamento automático da alimentação, dispositivos a corrente de fuga,
Trabalho
extra baixa tensão, barreiras e invólucros, bloqueios e impedimentos,
obstáculos e anteparos, isolamento das partes vivas, isolação dupla ou
reforçada, colocação fora de alcance, separação elétrica.
 Normas Técnicas brasileiras: NBR 5410, NBR 14039 e outras
 Regulamentações do MTE; normas regulamentadoras, NR 10
 Equipamentos de Proteção Coletiva e Individual

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 6 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
. - Óculos de proteção incolor com lentes anti-embaçantes
- Protetor auricular tipo plugue
- Capacete em polietileno,com três nervuras na parte superior aba
frontal.
- Luva de segurança confeccionada em fios de algodão tricotada em
uma só peça, com aplicação de pontos de pvc na palma da mão ou na palma e
no dorso, acabamento em overloque, punho com elástico e modelo reversível.
- Luva de segurança confeccionada em vaqueta curtida ao cromo, com
tira de reforço externo em vaqueta entre o polegar e o indicador, costura
interna na palma e elástico no dorso.
- Luvas de borracha isolante para testes elétricos 2KV
- Calçado de segurança para eletricista
- Touca para cabelo comprido

 Rotinas de Trabalho: procedimentos em instalações desenergizadas,


liberação para serviços, sinalizações, inspeções de áreas ,serviços,
ferramental e equipamento.
 Documentação de instalações elétricas
 Riscos adicionais: altura, ambientes confinados, áreas classificadas,
umidade, condições ambientais.
Proteção e Combate a incêndios: noções básicas, medidas preventivas,
métodos de extinção.
 Noções sobre Mecânica aplicada
 Instrumentos de Medição e Controle
 Ajustagem mecânica.
 Instrumentos de traçagem
 Furadeiras
 Brocas
 Machos e Cossinetes para rosca
 Alargadores
 Esmeril
 Morsa de bancada
Noções de
 Serra Manual
Mecânica
 Ferramentas de corte e de rosca
 Peças metálicas de união
 Elementos de Fixação
 Higiene e segurança
 Conjuntos mecânicos
 Acoplamentos
 Transmissão de força e de movimento
 Rolamentos.
 Lubrificação

Observação: Durante a realização dos componentes curriculares “Instalação Elétrica e Manutenção


Industrial” a unidade operacional poderá destinar até 10% da carga horária total para
desenvolver atividades extras, focadas na demanda específica de sua região.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 7 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
7 – PRÁTICAS / ATIVIDADES PROFISSIONAIS (OBRIGATÓRIAS)

Práticas experimentais:

 Medições elétricas
 Circuito elétrico
 Comprovação Lei de Ohm
 Comprovação Leis de Kirchhoff
 Magnetismo e eletromagnetismo
 Gerador elementar
 Motores elétricos elementar
 Indutores e capacitores
 Transformador elétrico
 Medição de iluminação ambiente (nível de iluminamento)
 Medição de potencia ativa e reativa
 Aproveitamento de energia com correção de fator de potencia
 Ligações do motor elétrico monofásico
 Ligações do motor elétrico trifásico

Noções de Mecânica

- Executar medidas empregando paquímetro, micrômetro e trena;


- Limar superfícies planas, paralelas e perpendiculares;
- Serrar manualmente;
- Puncionar;
- Furar com furadeira;
- Rebitar chapas finas;
- Roscar manualmente com macho e cossinete;
- Afiar ferramenta de corte e broca helicoidal;
- Abrir rosca em eletroduto de PVC;
- Curvar eletrodutos de PVC;
- Realizar lubrificação em conjunto mecânico
- Realizar montagem e desmontagem de rolamento em conjunto mecânico
- Verificar alinhamento de acoplamento mecânico(eixo-,motor)

Instalações Elétricas

• Medir grandezas elétricas , utilizando multímetro, alicate volt-amperimétrico, megohmetro e


tacômetro;
• Executar soldagem de condutores elétricos;
• Instalar disjuntor de proteção geral em caixa de medição
• Instalar circuito para comandar iluminação incandescente e fluorescente
• Instalar rede de eletrodutos de PVC;
• Instalar em rede de canaletas de Sistema X,
• Instalar circuito residencial contendo iluminação comandado por interruptores em 3 pontos
distintos, tomadas em 127 vca e 220 vca, campanhia,
• Instalar circuito com comando de iluminação por temporizador
• Curvar eletrodutos de PVC;
• Instalar circuito de iluminação comandado por sensor de presença e relé foto-elétrico de
• Instalar em rede de eletrodutos de PVC exposta, com chave magnética e botoeiras motor de
indução trifásico

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 8 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
• Instalar sistema elétrico de acionamento de portão eletrônico

• Instalar Partida de motor elétrico monofásico por chave de comando manual


• Instalar Partida direta de motor monofásico com chave reversora manual.
• Instalar Partida direta com reversão de motor trifásico através de chave reversora manual.
• Instalar Partida direta e com reversão de motor elétrico monofásico por chave manual.
• Instalar Partida direta com reversão de motor elétrico trifásico com frenagem eletromagnética.
• Instalar Partida direta e com reversão de motor elétrico trifásico
• Instalar Partida de motor elétrico trifásico de duas velocidades com reversão (Dhallander e duas
velocidades).
• Instalação Partida estrela-triângulo para motores trifásicos.
• Instalação Partida estrela-triângulo com reversão para motores trifásicos.
• Instalar Partida compensada de motor de indução trifásico
• Instalar Partida de motor de indução trifásico e resistência rotórica
• Executar ligação de TC e TP em sistema elétrico industrial, e seus respectivos instrumentos de
medida;
• Executar instalação física de um PLC com alimentação, entradas e saídas.

Comandos elétricos

• Demonstração dos componentes dos circuitos elétricos

• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida de motor elétrico monofásico por chave
de comando manual
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida direta de motor monofásico com chave
reversora manual.
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida direta com reversão de motor trifásico
através de chave reversora manual.
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida com reversão de motor elétrico
monofásico por chave manual.
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida direta com reversão de motor elétrico
trifásico com frenagem eletromagnética.
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida direta e com reversão de motor elétrico
trifásico
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida de motor elétrico trifásico de duas
velocidades com reversão (Dhallander e duas velocidades).
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida estrela-triângulo para motores trifásicos.
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida estrela-triângulo com reversão para
motores trifásicos.
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida compensada de motor de indução trifásico
• Desenvolver esquema elétrico para instalação de partida de motor de indução trifásico e resistência
rotórica
• Executar ligação de TC e TP em sistema elétrico industrial, e seus respectivos instrumentos de
medida;
• Desenvolver projeto para Executar instalação física de um PLC com alimentação, entradas e saídas
• Acionar circuito eletrohidráulicos e eletropneumáticos por comando elétrico convencional;
• Acionar circuito eletrohidráulicos e eletropneumáticos por PLC

Manutenção

• Desenvolver plano de manutenção em instalação elétrica com emissão de planejamento da


execução.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 9 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
• Executar a manutenção em quadros de medição e distribuição de energia elétrica,
• Executar manutenção em sistema de iluminação, identificando o componente defeituoso,
promovendo sua substituição, obedecendo as normas de segurança e saúde ocupacional;
• Executar a manutenção em sistema de motobomba;
• Executar a manutenção em sistema elétrico de acionamento de portão eletrônico, obedecendo às
normas de segurança e saúde ocupacional;
• Desenvolver plano de manutenção para motores CA
• Realizar o diagnóstico para execução de manutenção em Motores CA.
• Executar a manutenção em painel de comando para partida de Motores de Indução Trifásico
• Executar o plano de manutenção em motor de corrente continua;
• Realizar o diagnóstico para execução de manutenção em Motor de corrente contínua;
• Realizar diagnóstico para execução de manutenção e ou substituição de placa eletrônica;
• Executar a manutenção em sistema de acionamentos automáticos, identificando, e
• substituindo componentes;
• Realizar diagnóstico de identificação de defeitos em sistemas eletropneumáticos e
eletrohidraulicos
• Realizar manutenção em sistemas eletropneuméticos e e eletrohidraulicos
• Emitir relatórios de manutenção.

Eletrônica

- Identificar componentes eletrônicos empregando o multímetro;


- Testar semicondutores de potência;
- Realizar substituição de placas eletrônicas

Acionamentos automáticos

- Comprovar a parametrização de inversores de freqüência;


- Executar programação em PLC;
- Simulação de processo industrial em PLC;
- Instalar PLC para comandar circuitos eletro hidráulicos e eletropneumáticos
- Instalar PLC para comandar partida de motores com uso de inversores de freqüência e ou soft-
starters.

8 – RELAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO:

- Óculos de proteção;
- Bota de segurança;
- Guarda – pó;
- Luva de vaqueta;

Obs.: A unidade operacional deverá respeitar as diretrizes estabelecidas no item “Dos Equipamentos de
proteção, uniforme e afins”, do documento “Diretrizes Estratégicas Operacionais”.

9 – REFERÊNCIA DE INFRA-ESTRUTURA MÍNIMA

- Lima;
- Jogo de machos e cossinete;
- Trena, paquímetro e micrômetro;
- Punção;
- Furadeira elétrica e brocas;

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 10 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
- Tarracha;
- Saca polia;
- Chave de fenda;
- Chave Phillips;
- Alicate universal;
- Alicate de bico chato;
- Alicate de bico meia cana;
- Alicate decapador;
- Alicate de corte diagonal;
- Conjunto mecânico com acoplamento
- Eixo para montagem e desmontagem de rolamentos
- Rolamentos
- Paquímetro
- Micrômetro
- Voltimetro
- Amperímetro
- Wattímetro
- Varímetro
- cossifimetro
- Multímetro;
- Megohmetro;
- Tacômetro;
- Terrômetro
- Luxímetro
- Boxes para praticas de eletricidade predial;
- Bancadas com morsas para as atividades mecânicas;
- Painéis, para práticas de comandos industriais,;
- Botoeiras;
- Fusíveis Diazed;
- Contatores;
- Relés térmicos;
- Relés temporizadores;
- Autotransformadores;
- Transformadores;
- Quadro de distribuição de iluminação e força com medidores;
- Chaves Seccionadares;
- Disjuntores;
- TC e TP;
- Motores para manutenção;
- PLC;
- Inversor de freqüência;
- Soft Starter;
- Motores trifásicos;
- Ponte retificadora monofásica
- Sistemas eletrohidraulicos e eletropneumáticos
- Planilhas de manutenção e manuais de máquinas e equipamentos;

Para a implantação do curso é imprescindível o levantamento prévio de todos os utensílios,


instrumentos, ferramentas e respectivo quantitativo em função do número de alunos, por turma,
bem como das práticas profissionais que serão realizadas. Recomenda-se ainda a realização de
pesquisa de mercado visando à atualização tecnológica.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 11 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br
10 – REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA DOCÊNCIA:
− Desejável habilitação em nível superior ou técnica
− Experiência nas áreas de instalação predial, instalação industrial e manutenção industrial.

11 – EQUIPE TÉCNICA

- Anderson Rodrigo Paschoal (CFP/AG)


- Eugenio Sérgio de Macedo Andrade (CFP/PMG)
- Mauro Lúcio Costa (CFP/GD)
- Iara Pereira Mendes (GEP)
- Ualger Luiz Lourenço da Costa (GEP)

Coordenação Pedagógica
- Iara Pereira Mendes (GEP)
Coordenação e revisão Técnica
- Ualger Luiz Lourenço da Costa (GEP)

12 – VALIDADE DO PLANO DE CURSO

Elaboração: junho/2008
Validade: 01 ano

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial


Av. do Contorno, 4520 – 7º andar – Funcionários – CEP 30.110-916 – Belo Horizonte – MG – Brasil Pág. 12 de 12
Telefone: (31) 3263-4319
www.senaimg.com.br