Você está na página 1de 49

2005-09-22-Intraterra 2

2005-09-24-Intraterra 9
2005-10-15-Intraterra 19
2005-12-31-Intraterra 21
2007-08-04-Intraterra 27
2007-08-12-Intraterra 29
2007-11-04-Intraterra 36
2008-05-16-Intraterra 42
2008-05-23-Intraterra 47
INTRATERRA - 22 de setembro de 2005

Bem-vindos caras almas de Luz e filhos da Lei do Um.


Quando nós os chamamos, nós dizemos os filhos da superfície.
Com efeito, eu me apresento: eu sou um representante de um coletivo de 24 consciências unificadas que se dirige a
vocês por intermédio deste processo de ‘walk-in’ consciente bidirecional.
Há em nossa humanidade, que é bem profundamente diferente de vocês, um ‘plano evolutivo’ que nós respeitamos,
eis desde há muito tempo agora, que corresponde ao que vocês chamam em superfície um período correspondente a
320.000 anos.
Nós somos, na realidade, os guardiões deste planeta, os guardiões que devem acompanhar, desde 320.000 anos,
uma passagem deste planeta em direção a uma sacralidade muito mais importante, isto que vocês denominam,
realmente, “a sacralização”.
O que quer dizer que o planeta Terra que nos carrega e que nos hospeda vai, dentro de pouco tempo, penetrar
uma esfera vibratória totalmente diferente que vai fazer que ele se encontre religado ao que nós chamamos Sol
Central das galáxias a fim de permitir um estabelecimento de uma oitava vibratória suplementar, uma oitava vibratória
mais alta que esta com a qual vocês funcionam desde 52.000 anos.

***

De fato, a sua consciência, caros irmãos de superfície, evolui desde 52.000 anos em um mundo distanciado, em um
mundo separado onde o que vocês são é bem distinto do que vocês não são.
E o que vocês são é profundamente diferente do que é o outro.
Saibam que este mundo de consciência é um nível de consciência experimental desejado por alguns grandes seres
que lhes permitiram experimentar o fenômeno de individualização, mas também os fenômenos da separação,
os fenômenos da guerra, pelo não reconhecimento da Unidade final de toda forma fundamental de vida.
No que se refere a nós, nós, povo da Intraterra, que vivemos abaixo de vocês, nós temos acesso, evidentemente, a
outras dimensões.
Antes de ir adiante para a apresentação destas dimensões saibam simplesmente que nós não somos distanciados,
nós não somos separados.
Cada um dos pensamentos de uma individualidade apresentado sob a Terra é captado instantaneamente pelas
outras individualidades.

***
Nossos modos de funcionamento, que eu frequento agora desde tanto tempo, são totalmente diferentes dos seus que
eu frequento desde tão pouco tempo.
Isto que vocês estabeleceram como ‘laços’ sobre este mundo de superfície, laços de causalidade, laços que vocês
denominam familiares, laços ligados a um processo que vocês chamam de troca ou de economia são totalmente
inexistentes no nosso mundo da Intraterra.
Eu deixo explícito que quando eu falo do meu mundo da Intraterra, do nosso mundo da Intraterra, eu falo e eu me
expresso em nome do grande povo que nós somos que é representado essencialmente sob o continente norte
americano e, sobretudo, sul americano.
Existem outros povos, denominados intraterrestres, que não seguem as mesmas linhas diretoras, digamos.

***

Assim, nós guardamos um corpo de aparência corporal de terceira dimensão, se bem que este não tenha
absolutamente nada a ver com a sua conformação espacial, física, mas, no entanto, que podem se sobrepor no nível
dos atributos, no nível de certas funções.
Convém primeiramente precisar que nós não somos isto que vocês poderiam chamar de ‘seres de Luz’.
Nós somos, entretanto, seres em evolução da mesma forma que vocês, mas que já passaram as portas pelas quais
vocês vão passar nos próximos sete anos, desde agora muito tempo.

***

Vocês precisam compreender bem, caros amigos da superfície, que o mundo tal como vocês o conhecem, que a
expressão de tempo tal como vocês a conhecem, vive seus instantes finais.
Na realidade, não se trata do fim dos tempos, longe disso, mas do fim do tempo.
O tempo, tal como vocês o concebem, tal como a sua consciência experimenta desde 52.000 anos, dividido em três
partes - passado/presente/futuro -, e justificado pela descida, chamada erroneamente de “queda na encarnação”, é
algo que deve desaparecer muito proximamente.
E por isso, lhes convém aceitar conceber, conceituar que há outra realidade onde os espaços de separação não são
totalmente os mesmos, onde mesmo a propagação da Luz não segue mais as mesmas leis e onde a velocidade
mínima da Luz é justamente a velocidade da Luz.
Vocês precisam conceber e admitir, ou em todo caso conceituar, que existem modos de funcionamento perfeitamente
de acordo com a Unidade, com o ensinamento d'A FONTE onde a divisão não existe, onde a separação não existe,
onde a economia não existe, mas onde também os laços filiais fundamentais que vocês estabeleceram não existem.

***

Nós estabelecemos outros tipos de laços que são os laços de consciência e os laços de Espírito, os laços de
famílias de almas, de alma a alma, mas absolutamente não através da filiação que vocês conhecem do engendrar
genético.
A maior parte dos modos de funcionamento da sua superfície, que eu estudei agora, é totalmente inadequada ao
aparecimento da nova dimensão, ao aparecimento da nova consciência de vida que vocês mesmos vão experimentar
muito em breve.
Mas voltemos agora, se vocês o quiserem, a este papel de sacralização da nossa Terra.
Será necessário que vocês façam um esforço para admitir certo número de fatos indubitáveis que serão postos na
Luz e em funcionamento logo mais pelos seus cientistas da superfície.
A primeira coisa é compreender que os planetas são passagens dimensionais, são passagens que permitem a
passagem de dimensão a dimensão, não na atmosfera, não no nível dos polos, mas bem diretamente no nível da
Intraterra.
Isto que vocês chamam de “embarcação de Luz”, isto que vocês chamam de naves extraterrestres, não se desloca no
espaço, contrariamente ao que vocês poderiam crer, mas se desloca de planeta a planeta pelas ‘portas da Intraterra’.
Estas portas, estas passagens, se vocês preferirem, são portas, são chaves dimensionais que permitem, graças à
curvatura do espaço, passar de um mundo planetário a um mundo planetário situado a milhares de anos Luz e isto,
de maneira instantânea, simplesmente passando pelo limiar transacional e absolutamente não por vias aéreas, pelo
vácuo se vocês preferirem.
Neste sentido, nós, povo da Intraterra, somos os guardiões e as garantias da conformidade destas portas, destas
passagens dimensionais, com a lei da Unidade.
***

Nós somos, como vocês são, mas vocês ainda não sabem disso, filhos da mesma Fonte, da mesma Unidade.
Mas nós somos, quanto a nós, as garantias desta Unidade, as garantias da passagem de porta a porta na
Intraterra evidentemente inacessíveis à sua tecnologia da superfície, inacessíveis à noção de poder, inacessíveis à
noção de individualidade que vocês construíram há 52.000 anos.
Para aceder a esta porta, que está situada na quinta dimensão, necessita, tanto para as naves que transitam como
para alguns seres humanos tendo passado por estas portas raramente (eu não falo das portas da morte que, elas,
são passagens da terceira à quarta dimensão e não à quinta dimensão), de que é preciso compreender bem que é
necessário que vocês se despojem de tudo o que vocês chamaram de personalidade, do que vocês chamaram
de construções mentais, de apegos, assim vocês os nomeiam, pelo menos.
Apegos construídos pelo hábito, pelos laços que vocês estabeleceram, de ser a ser, através desta lei que vocês
denominaram “kármica”.

***

Nós nos manifestamos em consciência antes de nos manifestarmos fisicamente, dentro de pouco tempo, a fim de
fazê-los compreender a realidade de quem vocês são, isto é, um ser de pura Luz que perdeu a lembrança da sua
Fonte, de onde vem e para onde deve retornar.
Vocês são efetivamente filhos da Lei do Um.
Vocês são efetivamente filhos da Fonte, filhos da Unidade.
E neste sentido não há em vocês qualquer alteração.
A ilusão da alteração que vocês vivem está ligada a este processo de descida em níveis vibratórios cada vez mais
densos, cada vez mais grosseiros e cada vez mais causais no nível dos efeitos esperados.
Vocês precisam admitir isto e admitindo isto, gradualmente e à medida, vocês irão se aliviar.
Vocês precisam fazer o que nós chamamos de reversão, de passagem, de uma consciência dividida a uma
consciência unificada.
Vocês precisam fazer uma passagem do interior ao exterior a fim de compreender que o que está em cima é como o
que está em baixo.
Convém fazer a reversão necessária, como a Terra deve fazê-la na sua passagem de sacralidade, a fim de voltar a
serem os seres que vocês são, que nunca deixaram de ser, ou seja, seres de Luz autêntica.
Somente os apegos conduziram à situação presente.
Eu não me tardarei sobre as leis ontológicas que permitiram a esta consciência que vocês se tornaram, manifestar-se
sobre estes planos divididos e separados.
Mas, entretanto, saibam fundamentalmente que vocês são livres, totalmente.
Desde o momento em que vocês decidiram descer nestes planos densos da encarnação, até o momento em que
vocês voltarem, vocês serão totalmente livres de escolher continuar a ‘experiência da encarnação’ (e, portanto, da
dor) ou de voltar à identidade do que vocês são realmente: Fonte de Luz imanente, Fonte de Luz religada à Fonte
primária, da mesma forma que todas as entidades que povoam o universo e, isto, em todas as dimensões.

***

Certamente, a história além dos tempos é longa e alguns seres decidiram, não se desviar, mas descer ainda mais
profundamente nestes planos dimensionais a fim de apostar em uma criação separada da Fonte, mas isto aí chega ao
final.
Há, nisto que vocês são, a totalidade das possibilidades, a totalidade da realidade e a totalidade das dimensões.
Convém hoje aceitar ou não, pois vocês são inteiramente livres para permanecer atados ou para se liberar.
Este planeta deve, dentro de pouco tempo, evoluir em direção a um limiar quântico que vai fazer dele um ‘planeta
sagrado’ da mesma forma que outros planetas do nosso sistema solar.
Naquele momento será preciso que as entidades encarnadas em corpos possam seguir este movimento de ascensão
vibratória a fim de chegar inteiros, com este corpo, mas em outra frequência, para aceder a esta dimensão nova.

***
Mas estejam certos que nada disto que pertence ou pertencia à sua dimensão terceira terá lugar nesta dimensão
nova.
Os apegos, os modelos condicionados, sociais, econômicos, filiais, de parentesco que vocês construíram desde
agora muito tempo não poderão, em nenhum caso, dar o salto em direção a este novo estado de ser.
Entretanto, isto necessita, a despeito de tudo, de certo tempo de aprendizagem para a maior parte de vocês.
Mas, para ilustrar isto que disse o seu grande Mestre encarnado sobre a Terra, CRISTO, se vocês tivessem fé, vocês
deslocariam montanhas.
E hoje, eu posso dizer de novo no seu lugar, que se vocês tivessem fé suficiente no que eu lhes digo, vocês seriam
descondicionados e ascensionados à quinta dimensão instantaneamente.
Entretanto vocês têm em suas mãos uma ferramenta prodigiosa que foi posta aí para isto: lembrar das suas origens e
lembrar aonde vocês devem ir, pois em cada Espírito humano emanado da Fonte, em cada emanação da Fonte, é
encontrada a totalidade da Fonte.

***

Convém compreender que a Fonte Mãe é o nosso planeta, no seu centro sagrado, que é um centro de pura Luz de
cristal .
Da mesma forma, a sua Fonte Pai, cujo arquétipo de encarnação é o Sol, é ela também um cristal, reflexo e imagem
da Fonte.
Há em vocês uma perfeição que vocês não suspeitam.
Há em vocês o que vocês são e o que vocês são é esta perfeição, da mesma maneira que o Sol e a Terra.
Não há senão seus aspectos ligados aos seus sentidos, às suas concepções mentais errôneas, ligadas ao ‘fenômeno
da descida na encarnação’, que os afastou do objetivo último da sua vida que é reencontrar a Fonte que vocês são e
nada mais.

***

Nisto, convém se amar totalmente: não a personalidade intricada, em um espaço pequeno, que construiu os
mecanismos de defesa ao redor de vocês, os mecanismos de compensação ligados aos medos fundamentais
inscritos em todo ser humano, pela sua queda, ligada a sua descida na encarnação (que não é uma queda, mas que
entretanto cristalizou em tal grau o Espírito que é, hoje, incapaz sozinho de voltar para a Fonte).
É por isso que nós, povo da Intraterra, mas também as entidades arcangélicas, mas também as dimensões mais altas
como aquelas dos Regentes planetários que evoluem a partir da décima oitava, até mesmo na vigésima
quarta dimensão, descemos agora através destes corpos dimensionais para contatá-los e lhes permitir encontrar o
que vocês são realmente, o mais rápido possível na sua escala de tempo.

***

Questão: Quais são as diferenças notáveis entre a terceira e a quinta dimensão?

Isto é eminentemente complexo.


Nós vamos simplesmente tomar dois exemplos, se vocês quiserem.
Eu disse que nos modos de vida que têm acesso à quinta dimensão, contrariamente àqueles que não têm acesso, as
‘noções de separação’ não existem absolutamente.
Os tipos de comunicação são de tipo não verbal, mas telepaticamente diretos.
A linguagem, no sentido em que vocês a construíram, é uma configuração especial ligada ao seu funcionamento
dissociado e separado.
Portanto, nós não temos linguagem.
O apego, no sentido em que vocês o construíram através dos medos inerentes ao seu desenrolar de vida, não existe
absolutamente na quinta dimensão mesmo quando existe um corpo de terceira dimensão.
As diferenças são essenciais também, eu disse, no nível dos ‘modos de propagação’ tanto do pensamento quanto da
Luz, mas também no nível dos ‘modos de vida’, pois nós vivemos, estejam certos.
O que nós vemos não é o Sol exterior que vocês vêem, mas nosso teto é governado por uma Luz permanente que é a
Luz da Fonte Sol .
Vocês, vocês veem o Sol como uma entidade separada de vocês por uma distância extremamente importante, como
um astro que esquenta e que permite a vida.
Nós, nós podemos dizer que nós estamos em contato com as forças mais puras do Sol que estão diretamente acima
de nós.
A única analogia que nós encontramos é a ‘conexão com a Fonte’ que é exatamente a mesma: a Fonte Mãe que é a
sua e a nossa.
Nós caminhamos nela, da mesma forma que vocês caminham sobre seu Sol.
É extremamente complexo adentrar mais em conceitos que não são absolutamente conceitos que vocês podem
apreender com o seu mental nem com as suas concepções.
Mas, no entanto, a hierarquização da vida, tal como vocês construíram, absolutamente não existe.
Isto que vocês chamam de ‘alimentação’ no seu mundo não é de forma alguma concebido como no nosso mundo.
As diferenças são enormes, mas a diferença mais fundamental está no modo de funcionamento da consciência.
Vocês estão em consciência distanciada.
Nós estamos em consciência unificada.
Não há distância entre o meu pensamento e o pensamento de todos os seres da Intraterra.
E eu me expresso, aliás, através de um coletivo de 24 seres.
Sua ficção científica, seus filmes estão muito longe da realidade do funcionamento da quinta dimensão.
As projeções que são feitas através do que vocês construíram, através do que vocês chamam de ‘sétima arte’, por
exemplo, ou através das ‘ondas’, pertencem especificamente a tecnologias de terceira dimensão.
Na quinta dimensão, nós não temos interesse pela tecnologia exterior, nossa tecnologia é uma tecnologia do
Espírito, uma tecnologia mental .
Basta querermos criar para que a criação se faça pela ação da Luz.
Isto é válido também para os nossos habitats, ao menos a isso que vocês chamam de habitat.
Isto é válido para qualquer manifestação tangível na nossa realidade.
Basta pensar claramente de maneira sintética, de maneira autêntica a fim de que a materialização se faça a partir dos
‘tecidos de Luz’.
Lembrem-se do que eu lhes disse, a Luz não se apresenta e não evolui da mesma maneira no mundo que vocês
vivem (que é um mundo infra lumínico) como nós (em nosso mundo supra luminoso) onde a ação da Luz obedece ao
pensamento, o que não é o caso nesta dimensão que vocês construíram.

***

Questão: O que se pode fazer contra as destruições das quais é vítima o planeta Terra?

É preciso que vocês tomem consciência, queridas almas de Luz, de que tudo o que vocês veem, tudo o que vocês
observam no exterior de vocês acontece no interior de vocês sem exceção.
O menor fogo, a menor tempestade que existir visualmente ocorre no interior de vocês e, isto, em todos os lugares do
mundo.
Vocês estão conectados pela totalidade dos eventos que acontecem sobre este planeta, mas, para tranquilizá-los,
nós jamais aceitaremos, e as hierarquias espirituais tampouco, qualquer que o seja seu plano vibratório e o seu plano
de vida, que este planeta em vias de sacralização seja destruído.
O ser humano será destruído bem antes, se tal for a sua escolha.
Em nenhum caso isto que vocês observam hoje, deve habituá-los a pensar que a Terra corre o risco ser destruída.
É a destruição do homem que vocês vivem através desta dimensão terceira.
Tudo o que vocês veem no exterior corresponde ao que acontece em vocês em graus diversos segundo o seu nível
evolutivo e o seu nível de transcendência.
Não é preciso ver a destruição da Terra como algo de inelutável ou algo de possível.
Certamente isto que vocês observam corresponde ao desregramento que existe no Espírito do homem, no corpo do
homem, mas em nenhum caso este planeta será destruído.
Em nenhum caso ele será perdido pelas forças da Luz galáctica.
A Terra é um planeta que é chamado, pela sua origem, a se tornar um ‘planeta sagrado’,com ou sem os homens.
O que quer dizer assim que tudo o que os colide através das imagens que vocês veem, através das concepções que
vocês têm, corresponde ao que acontece em vocês,totalmente.
O que acontece sobre a Terra, acontece em vocês.
Vocês podem chamar isto de destruição, de purificação.
Tudo depende de onde se coloca a confiança.
Mas em nenhum caso os eventos que são levados a ocorrer e que já estão ocorrendo, irão acarretar a destruição
planetária.
Certamente, é questão de re-harmonização.
É questão de novos céus.
De novas terras aparecendo regeneradas totalmente, despoluídas da presença dos seres humanos que não
compreenderam a lei da Unidade.
Mas lembrem-se de que tudo é Unidade, o que significa que mesmo o ser humano que vocês julgariam como
responsável, pela sua falta de consciência, corresponde em alguma parte ao que acontece em vocês no nível da falta
de consciência, qualquer que seja a confiança que mostrarem exteriormente, pois, se vocês fossem todos uma
entidade totalmente na pureza isto bastaria para transformar o que vocês observam.
Não há, portanto, responsável.
Não há, portanto, culpado.
Há simplesmente entidades de Luz que se recusam reconhecer a Luz que são.
Mas isto muda e mudará cada vez mais rápido ante a importância dos remanejamentos.
Os elementos estão trabalhando através do que vocês chamam de ‘destruição’, mas que um olhar mais elevado
chamaria de ‘regeneração’.
Certamente numerosos seres deixam este plano vibratório de vida.
Estas almas se sacrificaram e se sacralizaram, elas mesmas, a fim de atrair a atenção dos seus irmãos que
permanecem em terceira dimensão, a fim de abrir os seus corações, as suas dimensões espirituais e o seu retorno à
Unidade.

***

Questão: Como se poderia contribuir com esta preservação?

Minhas queridas almas de Luz, a única forma de contribuir é ascensionar a si mesmo, encontrar a sua Fonte.
A partir do momento em que todo ser humano se interessar pelo que acontecer nele e elevar o seu nível vibratório, o
planeta subirá o seu nível vibratório da mesma forma em função da ‘lei da realidade’ e não de causalidade.
O que está no exterior corresponde ao que acontece no interior e, isto, sobre todos os planos de vida e sobre todos
os planos dimensionais.
Naquele momento convém compreender que o trabalho mais essencial é um trabalho sobre si, não um trabalho
complicado que apela a técnicas que pertencem à terceira dimensão, mas simplesmente um trabalho de conexão com
sua Fonte, pois a partir do momento em que vocês estiverem reconectados com a sua essência, com a sua Unidade,
vocês poderão, naquele momento, elevar o nível vibratório do que vocês são e participar do esforço
de regeneração e de sacralização.
Não há outros caminhos, pois o caminho que quiser se opor a isto que é oposto à Luz iria se tornar, de fato, oposto à
Luz, pois a Luz jamais se opõe a nada.
E o Espírito jamais se expõe à divisão, à dualidade, ao julgamento, pois tudo o que ele vê corresponde ao que
acontece nele.
O erro hoje seria dicotomizar o que é visto, observado, ouvido, dito, como uma dicotomia entre o bem e o mal.
No nível da terceira dimensão o bem e o mal foram criados.
Na quinta dimensão, nós falamos de forma evolutiva e de forma não evolutiva.
A partir da sétima dimensão, esta dicotomia criada, ligada à descida, não existe mais, pois tudo participa,
absolutamente tudo, do retorno à Fonte.
O único trabalho autêntico que deverá ser empreendido é um trabalho de conexão à Fonte e de elevação da
vibração.

***
Questão: O desenvolvimento da telepatia permitirá uma comunicação mais franca?

Não somente mais franca, mas nós podemos dizer que esta linguagem, da qual vocês se orgulham na terceira
dimensão, é uma distorção total de comunicação.
A linguagem é um meio de projetar imagens e criações na terceira dimensão até sobre dimensões mais baixas.
A telepatia não pode enganar.
A telepatia exprime realmente a realidade do Espírito, enquanto que a linguagem exprime o que vocês querem
expressar e que nem sempre é a realidade.
E efetivamente, no nosso mundo intraterrestre, a linguagem absolutamente não existe.
Nós somos inteiramente telepatas.
Isso é a única garantia da pureza das nossas comunicações, evidentemente.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=37
22 de setembro de 2005

***

Versão do francês: Shylton Dias


Postado por Shylton Dias

***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
INTRATERRA – 24 de setembro de 2005

Bem-vindo, povo da superfície.

Estou aqui para responder, se possível, aos seus questionamentos, no que concerne aos mundos
dimensionais que vocês ainda não conhecem, a maior parte de vocês, a fim de ajudá-los a iluminar seu
caminho, a permitir-lhes compreender, mesmo intelectualmente, antes de vivê-lo, o que constituem os próprios
fundamentos de mundos multidimensionais diferentes do seu.

Espero, agora, as suas questões.

***

Questão: os humanos da nossa geração conhecerão a 5ª Dimensão?

Convém diferenciar dois pontos essenciais, através dessa questão.


Efetivamente, vocês todos aqui presentes viverão o que se chama de 5ª Dimensão, mas com um veículo,
infelizmente, concebido para a 3ª Dimensão.
Isso quer dizer que vocês viverão alguns dos aspectos da 5ª Dimensão, alguns dos aspectos do processo da
ascensão, mas apenas as crianças que nascerem numa 5ª Dimensão, realmente atualizada, portarão, nelas, os
corpos de 5ª Dimensão.
Há numerosas diferenças entre um corpo de 3ª Dimensão e um corpo de 5ª Dimensão.
Vou concentrar-me, obviamente, se há questões, no aspecto consciente e funcionamento da consciência e as
diferenças destes entre a 3ª e a 5ª Dimensão.
Mas há uma diferença essencial, também, no que concerne ao corpo.
Quando eu falo de corpo, eu falo, obviamente, do aspecto biológico, do aspecto celular, do aspecto genético,
mas, também, do aspecto forma, estrutura, mesmo, dessa forma.
Assim, os corpos que vocês têm são, no momento, corpos de 3ª Dimensão, identificáveis às suas estruturas
proteicas à base de núcleos de carbono, enquanto na 5ª Dimensão, as cadeias proteicas que os constituirão
serão constituídas de silício, ou seja, a própria elasticidade e a plasticidade de seus corpos será
profundamente diferente.
*
Agora, no que concerne ao DNA, há mudanças de estruturas extremamente profundas, que sobrevirão para o
corpo de 5ª Dimensão, que nascerão quando a 5ª Dimensão estiver atualizada e realmente presente.
O seu DNA é, no momento, um DNA de duas fitas, que foi profundamente limitado pelas regras da encarnação,
há 52.000 anos nessa dimensão de realidade a que vocês chamam de 3ª Dimensão.
Nos corpos novos que nascerão na 5ª Dimensão, o DNA será constituído de seis pares de fitas, o que quer
dizer que o seu DNA constitutivo será, novamente, multidimensional, e não mais limitado às três dimensões que
vocês conhecem.
Obviamente, certo número de estruturas, independentemente do silício, será totalmente diferente, e permitirá à
sua conformação geométrica espacial apresentar algumas diferenças em relação àquelas que vocês têm hoje.
Em especial, a extensão será a regra, no que concerne à raça humana, porque nós mesmos somos
profundamente diferentes do que vocês veem todos os dias.
Independentemente desse alongamento, a forma do crânio será profundamente diferente.
A noção de articulação, tal como vocês a vivem através dos seus ossos será, ela também, profundamente
diferente.
Mas, no que concerne aos seus corpos, que vão fazer a transição, que são, hoje, de 3ª Dimensão, vocês terão
a impressão de penetrar no que se poderia chamar uma névoa etérea, num fenômeno como algodão de Luz.
*
Vocês aprenderão, sobretudo, com esse veículo de 3ª Dimensão, a funcionar diferentemente, ao nível da
consciência.
Na 5ª Dimensão, de fato, não há distância entre as consciências e não há separação entre as consciências, o
que quer dizer que o mínimo dos seus pensamentos será captado, instantaneamente, pelo conjunto de células
que coabitará com vocês.
Eu entendo por ‘célula’ um corpo unificado de consciência, constituído de vinte e quatro entidades vivas.
Obviamente, o que vocês chamam de laços familiares e de laços de consciência genética serão totalmente
abolidos.
Vocês aprenderão a viver numa família livremente constituída, de vinte e quatro Unidades indivisas, entretanto,
coletivas.
Pouco a pouco, vocês se aperceberão de que o que construíram através da linguagem falada não tem mais
razão de ser – através da potência do pensamento e da instantaneidade deste, e da precisão deste – em
relação às suas palavras e à sua linguagem.
Portanto, nesse corpo, a linguagem existirá, ainda; o que não será mais o caso na próxima geração e para
aqueles de vocês que terão o que se chamam filhos.
Vocês se aperceberão de que eles já terão conformações geométricas espaciais e, também, funcionamentos
de consciência totalmente diferentes.
*
Entretanto, hoje, em sua 3ª Dimensão, a todos aqueles que o quiserem, a todos aqueles que o desejarem, a
todos aqueles que se abrirem a isso, é possível viver as primícias dessa 5ª Dimensão.
Essas primícias são constituídas por um funcionamento diferente, em especial, em relação às emoções.
Tudo o que vive na 5ª Dimensão é totalmente desprovido de emoção, ou seja, o que os porá em movimento
não será a emoção, o que vem de seus desejos e de seus instintos, mas o que vem, realmente, de
suas concepções, de sua ideação, de sua percepção e, absolutamente, não em relação a referências
passadas, mas, unicamente, em relação, eu diria, a um fenômeno simbiótico da consciência coletiva unificada,
através da família de vinte e quatro Unidades.
*
E, obviamente, certo número de conceitos que fizeram parte do jogo da experiência da encarnação na 3ª
Dimensão é chamado a desaparecer: todos os jogos de poderes, todos os jogos de dominações, todos os
jogos de perseguições e suas consequências dramáticas ao nível da humanidade, porque vocês
compreenderão, instantaneamente, a inutilidade de tal jogo, porque nada pode ser escondido na 5ª Dimensão,
e tudo deve obedecer não a regras formais e escritas, tais como vocês o fizeram em seu sistema de
civilização, mas a regras ditadas pelo próprio funcionamento da Luz.
*
Não se esqueçam de que a 5ª Dimensão está em relação com um modelo supraluminoso, ou seja, que a
velocidade da Luz é instantânea, ela não conhece a velocidade máxima que vocês atribuem a ela, com razão,
em sua 3ª Dimensão.
O pensamento desloca-se na velocidade da Luz supraluminosa, mas, também, a Luz conforma-se ao
pensamento.
Há, portanto, uma arquitetura, uma arquitetônica instaurada pelo pensamento que permite, de algum modo, a
materialização direta em função do mecanismo de pensamento da Unidade indivisa de vinte e quatro
consciências para dar forma, no sentido de criação, ao que o seu pensamento aspira e deseja no sentido da
Lei de Um.
*
Frequentemente foi-lhes feita referência da Lei de Um, ou seja, a lei da Unidade.
A Lei da Unidade é, no momento, para vocês, dificilmente conceituável.
Ela corresponde a um fenômeno unificado, um pouco como o que vocês denominam, sobre a Terra, «o campo
causativo final» da física, ou seja, o ‘tempo zero’, o momento em que o tempo não existe mais.
E, efetivamente, na 5ª Dimensão, mesmo se eu possa dizer que somos guardiões da Intraterra há 320.000
anos numa escala de tempo, isso, para nós, absolutamente, nada quer dizer, porque os três tempos –
passado/presente/futuro – são integrados num mesmo tempo.
Isso explica que as alternâncias que vocês conhecem na superfície (como as alternâncias dia/noite, como as
alternâncias de emoções) serão, totalmente, dissolvidas na Luz da 5ª Dimensão.
*
Mas retenham, efetivamente, entretanto, que, com os corpos que vocês têm, atualmente, vocês estarão ainda,
até o fim dos seus dias, nessa vida, num fenômeno de transição que misturará, intimamente, processos de 3ª
Dimensão e processos de 5ª Dimensão.
Entretanto, ao nível da consciência, esta funcionará, total e inteiramente, de acordo com as regras da 5ª
Dimensão.
Não pode ser de outro modo.
Uma consciência dividida, separada, presa à dualidade, não pode encontrar seu lugar na 5ª Dimensão.
É isso que vocês devem, de algum modo, deixar, soltar, abandonar, despojar-se de tudo o que é dual em
vocês e, sobretudo, ao nível da consciência.

***

Questão: o que você chama de «vinte e quatro Unidades»?

Isso se refere a uma organização extremamente importante da Luz, no mundo de 5ª Dimensão.


Eu não voltarei sobre processos históricos que aconteceram a nós, povo do Intraterra, há extremamente muito
tempo.
Hoje, a Luz é considerada como onda e corpúsculo em seu mundo de 3ª Dimensão.
Esse corpúsculo tem uma forma arredondada, que a tradição Oriental chamou, para vocês, de ‘glóbulos de
vitalidade’ ou, ainda, os glóbulos prânicos.
Essa forma redonda não é a mais adaptada à propagação da Luz.
De fato, essa arquitetura dá lugar a franjas de interferências e de incoerências, nas quais o vazio instaura
espaços entre os glóbulos de vitalidade.
Na 5ª Dimensão, a Luz apresenta-se como onda corpuscular, mas, também, na integração do tempo, o que
quer dizer que a forma é uma forma geométrica perfeita, hexagonal, que permite um agenciamento matemático,
arquitetural da Luz.
Assim, para responder a esse agenciamento hexagonal, a consciência da vida deve organizar-se, não mais na
base da Unidade, ou seja, da esfera separada e dividida das outras Unidades, mas deve apresentar faces de
coesão, de ressonância, através da estrutura hexagonal.
Ora, essa estrutura hexagonal não se espalha num plano, mas nas quatro direções do espaço porque,
efetivamente, na quinta dimensão há, não três, mas as quatro direções do espaço.
O que é, hoje, um pouco complicado, um pouco difícil a compreender para seu mental um pouco dividido.
*
Mas diremos, simplesmente, que as dimensões habituais que vocês conhecem ver-se-ão juntar-se a uma
dimensão, que nós chamaremos interior/exterior, que está em relação com a noção de reversão.
Entretanto, vocês devem compreender que esses hexágonos reúnem-se seis a seis, mas isso, nas quatro
direções possíveis do espaço, o que dá vinte e quatro possibilidades e, também, vinte e quatro
agenciamentos.
E, portanto, na 5ª Dimensão, a consciência unificada em acordo com a FONTE pode tomar apenas um sistema
de cristalização, de emissão, de recepção da Luz do pensamento, em acordo com vinte e três outras formas
que constituem uma única e mesma célula.
Isso quer dizer que, na 5ª Dimensão, em caso algum vocês perdem a experiência de sua individualidade, mas
que vocês funcionarão de modo perfeitamente natural na Unidade simbiótica de vinte e quatro consciências.
Há, obviamente, vinte e quatro corpos separados, que correspondem a essas vinte e quatro consciências, mas
o grau de organização desses corpos será profundamente diferente no próprio agenciamento dos citados.
Tudo o que eu posso dizer-lhes, simplesmente, é que, quando o seu cérebro realizar a fusão dessas diferentes
polaridades nele, o que é perfeitamente possível, devido à sua plasticidade cerebral e devido às energias que
lhes são fusionadas sobre a Terra, desde agora quase vinte anos, ser-lhes-á perfeitamente possível funcionar
na Unidade de coerência correspondente a essas vinte e quatro consciências unificadas.

***

Questão: vocês viveram a 3ª Dimensão, tal como nós a vivemos sobre a Terra?

Nós a conhecemos, obviamente, há extremamente muito tempo, há mais de 300.000 anos.


Um momento memorável da nossa história como delfinoides, no momento em que um de nós tomou
consciência de que a consciência podia funcionar de maneira sincrônica, não unicamente através de um casal
ou através de uma relação filial, mas, realmente, de ser a ser, de congênere a congênere, para criar essa
Unidade coletiva.
Esse momento foi para ficar gravado em nossa história, porque ele corresponde, verdadeiramente, à
emergência total da 5ª Dimensão.
Mas nossa estrutura genética, nossa estrutura física não era, absolutamente, a mesma que a sua, hoje, caros
irmãos da superfície.
Nós já tínhamos, devido à nossa constituição cerebral, química mesmo, deveríamos dizer, uma aptidão um
pouco mais natural do que a sua, para funcionar em 5ª Dimensão.
Bastou-nos tomar consciência disso para podermos passar à 5ª Dimensão.
O que, seguramente, não é o seu caso, devido à profundidade de sua descida na encarnação de 3ª Dimensão.

***

Questão: vocês são «imortais», no sentido em que se entende?

Nós escapamos do tempo.


A forma que lhes fala aí, hoje, estava presente há 52.000 anos (o que vocês chamam de 52.000 anos), mas,
para nós, esse período de tempo, extremamente, nada quer dizer.
Não se esqueçam de que nossa estrutura genética pertence à 5ª Dimensão desde 320.000 anos de seus
anos.
Em caso algum eu posso falar de imortalidade.
Nós temos, efetivamente, um fim.
Nós temos, efetivamente, um início, mas não no sentido em que vocês entendem.
A ruptura da consciência não existe mais.
Eu estou num processo de linearidade de consciência há mais de 300.000 anos, o que não quer dizer que
formei esse mesmo corpo há 320.000 anos.
Entretanto, a imortalidade da consciência, o que eu chamo de linearidade permanente da consciência, está
perfeitamente estabelecida.

***

Questão: existe uma graduação na passagem das dimensões?

Não, absolutamente não, cara alma.


Nós temos fenômenos quânticos dispostos de passagens dimensionais.
Todas as dimensões são possivelmente viáveis.
Entretanto, existem oitavas, que são perfeitamente identificadas, que correspondem a manifestações
harmoniosas, qualquer que seja o grau de desarmonia de suas dimensões baixas.
Assim, nós podemos, continuando esquemático, em todo caso acessível a um cérebro humano, definir trinta e
quatro dimensões.
As dimensões 2 são acessíveis ao Espírito humano; elas corresponderam à consciência coletiva que
preexistia antes da individualização da consciência sobre o continente de Mû.
A dimensão três – 3ª Dimensão - que vocês conhecem.
Em seguida, passamos à 5ª Dimensão e, pouco depois, à 7ª Dimensão, depois à 11ª Dimensão e, em
seguida, saltamos às 18ª, 24ª e 33ª Dimensões.
Além daí, arriscaria contundir seu cérebro dividido.
*
Entretanto, nós podemos dizer que os planos intermediários são planos constitutivos de dimensões
imediatamente próximas.
Assim, a 4ª Dimensão corresponderia ao que vocês chamam de corpo mental, no qual encontramos um
entrelaçamento de planos que vem da 5ª e da 3ª Dimensões, com suas subdivisões em mental inferior – o
que vocês chamam de razão – e em mental transcendido – que corresponde a esse mental iluminado, que
não tem necessidade de análise para compreender.
Agora, se falamos da 5ª Dimensão, nós temos acesso, eu lhes dizia, a essa consciência coletiva e a esse
corpo de 3ª Dimensão sem, contudo, conhecer o estado emocional no qual vocês vivem.
Nós possuímos, certamente, um corpo.
A qualidade do nosso sangue nada mais tem a ver com o seu, quanto ao nível de suas características
químicas, físicas, térmicas.
Entretanto, nós temos consciência, obviamente, de consciências superiores que, para vocês, estão ainda bem
distantes, como a 7ª e a 11ª Dimensões.

***
Questão: qual é o sentido da vida da 5ª Dimensão, quais são suas alegrias?

Quer isso concirna, cara alma, à 5ª Dimensão, à 7ª Dimensão, à 11ª Dimensão ou à 33ª Dimensão, há um único
sentido para a vida.
E esse sentido, quanto mais se sobe nas hierarquias espirituais e hierarquias vibratórias multidimensionais, é
sempre o mesmo, e ele se chama «serviço».
Não há outros sentidos para a vida, que não o de servir à FONTE Una, o de fazer a experiência
multidimensional e voltar a essa FONTE da qual nós emanamos, todos, a fim de enriquecer a Fonte que nós
somos.
Portanto, a palavra chave é serviço.
O que vocês chamam de «alegria» consiste, para nós, em manter-nos nesse estado de alinhamento perfeito
com nossa Fonte, em ter-nos em comunhão permanente com nossas vinte e três outras células, essas vinte e
quatro células que estão, por sua vez, elas também, em comunhão com vinte e quatro outras células, e assim
por diante.
Nós geramos harmônicas perfeitas de ressonância sintônica entre oitavas bem precisas.
Nós encontramos, aí, nossa realização, uma vez que saímos do tempo e estamos, permanentemente,
alinhados com essa consciência Una.
Nós obedecemos à Lei de Um.
Não pode ali haver experiências, no sentido que vocês entendem, de alegria, de sofrimento, de prazer ou de
desprazer, porque nosso estado de ser, no sentido que vocês entendem, é totalmente unificado e em
ressonância total com a FONTE.
Creiam-me, as alegrias da experiência da encarnação são bem insípidas e bem tristes, comparadas ao que
nós vivemos.

***

Questão: na 5ª Dimensão não há mais sofrimentos, guerras...?

Obviamente, a 5ª Dimensão é aquela que subentende, devido à sua responsabilidade, todas as dimensões
inferiores, abaixo dela, se preferem.
Efetivamente, ao nível do modo de vida, nós estamos abaixo, entretanto, são vocês que estão no exterior.
Nós estamos no interior da vida.
Eu lhes garanto que, se nós não estivéssemos aí, para reajustar, permanentemente, as redes magnéticas da
Terra, há, efetivamente, muito tempo que esse planeta teria explodido, diante da intensidade ainda que apenas
dos seus pensamentos.
Um dia dos seus pensamentos, como alma individual sobre esta Terra, bastaria para destruir milhares de
sistemas solares.
Assim, obviamente, na 5ª Dimensão, a harmonia total, devido à confirmação da Luz, não deixa lugar para
qualquer sombra.
E, aliás, num plano estritamente encarnado em nossa 5ª Dimensão, a sombra não pode existir, uma vez que a
Luz vem de toda parte.
O que vocês vivem, através do seu Sol, ao nível do mundo da superfície, é apenas a pálida representação do
Sol que nós temos em nossos Céus.

***

Questão: vocês são numerosos?

O número não lhes importa.


O que eu posso, simplesmente, dizer é que, no que concerne à administração do que me ocupo, nós somos,
efetivamente, várias centenas de milhares.
No que concerne a outras administrações, que estão em comunicação conosco, pode-se dizer que a nossa
cifra sobe a várias dezenas de milhões, mas, certamente, não tanto como em seu mundo da superfície.

***

Questão: o que se tornará o princípio de «ressurreição dos mortos» na 5ª Dimensão?

Você faz alusão, cara alma, a algumas palavras que foram pronunciadas por seu Mestre, quando de Sua
passagem sobre essa Terra.
Ele falava, efetivamente, da ‘ressurreição dos mortos’, mas Ele entendia, com isso, aqueles que estavam
mortos em sua consciência, mas não mortos nos corpos.
Nós não temos o que fazer com corpos que já voltaram ao pó.
A ressurreição de consciências não corresponde a uma ressurreição de corpos enterrados e dissolvidos há,
efetivamente, muito tempo, o que, no plano biológico, é um absurdo.
A menos que vocês estejam planejando encontrar-se em 300 ou 400 bilhões sobre esse planeta.

***

Questão: você conhece o comandante Ashtar?

Nós somos os guardiões das portas intradimensionais na Intraterra.


Nós vemos passar inúmeras embarcações da frota galáctica, que se deslocam assim, de planeta a planeta,
pela faixa de operações da banda de Moebius, de maneira instantânea, com planetas que estão distantes
milhares, ou mesmo bilhões de anos luz em seu tempo calculado.
O importante não é dizer se eu conheço aquele a quem vocês chamam de Ashtar Sheran.
O importante é dizer que tudo o que é nomeado na superfície de sua Terra existe, mas que forças não
evolutivas, digamos, vão servir-se desses nomes para usurpar algo.
Convém, portanto, ser extremamente prudente e cuidadoso – vocês diriam, em sua linguagem – sobre o que
vocês podem ler, ouvir, através dos comandos galácticos.
Certamente, existe uma força intergaláctica de apoio.
Certamente, existem embarcações de Luz que transitam, em número extremamente importante, pela nossa
Intraterra e pelas portas dimensionais, de maneira a colocar-se na atmosfera.
Entretanto, tudo o que diz ser tal coisa não o é, necessariamente.
Cabe-lhes fazer ato de discernimento, através do conteúdo do que é dito.
E a diferença é simples a fazer, entre o que viria da Fonte falaciosa da 3ª Dimensão e da Fonte inspirada da 5ª
Dimensão: tudo o que vem da 3ª Dimensão nada de novo aporta, aporta apenas o já visto, já ouvido, já dito.
O que vem da 5ª Dimensão é profundamente inovador, profundamente transformador, profundamente em
acordo com o que vocês podem sentir em seu coração, quaisquer que sejam seus medos e suas apreensões
efetivamente humanas.

***

Questão: por que a terceira dimensão foi criada?

É preciso, efetivamente, compreender que a FONTE (o que poderíamos chamar, mas não é completamente
exato: a FONTE última, a Luz, o que vocês chamam, eu creio, de Divino) tem necessidade de conhecer-se a si
mesma.
E, para isso, ela emana outras Fontes, que são portadoras de todos os potenciais, e isso, até graus indefinidos
que correspondem a essas famosas dimensões.
Há, portanto, um fenômeno de criação ex nihilo [a partir do nada] de certo número de Fontes que são, elas
mesmas, religadas à FONTE.
Mas, para as necessidades da experimentação, certo número de Fontes manifestou o desejo de explorar
planos de consciência cada vez mais densos, cada vez mais materiais, vocês diriam, cada vez mais
distanciados e separados.
Entretanto, esse desejo de certo número de Fontes necessitou do acordo de uma entidade solar de grande
nível, para permitir a passagem nessas fases e nesses estratos do esquecimento a que vocês denominam «a
experiência da vida» em 3ª Dimensão.
Isso se tornou possível pela intervenção do Regente planetário [ORIONIS], diretamente, por ele sozinho, uma
vez que ele tomou a responsabilidade, devido à sua demanda, de conduzi-los a essa experiência de vida,
separada e dividida da FONTE.
Isso fez parte de um cenário físico muito específico, ao qual vocês tiveram que enfrentar por seu próprio
desejo.
O desejo de empurrá-los-á, sempre, mais longe na experimentação, na exploração de emoções, na exploração
de apegos, de emoções, de desejos de todas as espécies.
*
Compreendam, efetivamente que, em momento algum, a FONTE inicial (para nós: o Divino) quis levá-los até
essa fase.
Entretanto, por Amor, Ela aceitou esse sacrifício da descida, da experiência.
Mas, por Amor, foi-lhes, também, certificado que um dia viria, no qual lhes seria possível retornar a Ela e que,
naquele momento, qualquer que fosse o afastamento que vocês tivessem, em relação à FONTE primária, ser-
lhes-ia possível e permitido reintegrar essa Fonte da 5ª Dimensão.
Saibam que há, sobre esta Terra, seres humanos que vêm de bem mais longe, ao nível dimensional.
Há, por exemplo, aqueles a quem vocês chamam de Guerreiros da Luz que, eles, vêm da 11ª Dimensão.
Há seres que se sacrificaram desde a 18ª Dimensão, não para que fizessem a experiência da matéria, mas
para acompanhar a criação em sua descida e servir, de algum modo, de proteção, quando isso fosse possível,
porque, obviamente, a partir do momento em que se afasta ou se divide si mesmo, cada vez mais, da FONTE,
não é sempre fácil gerir as interferências e as incoerências que sobrevêm.
*
Em certo estágio, alguns seres perdem, totalmente, a noção da sua própria Divindade, e vêm considerar-se,
eles mesmos, como a Fonte.
Ora, eles são Fontes, mas não são «a» FONTE.
Naquele momento, essas almas participam de um plano involutivo ainda mais avançado que o seu, que tem por
palavra manipulação, dissimulação e dominação.
Esses seres, qualquer que seja o nome que se queira, efetivamente, dar a eles em seu mundo da superfície,
não são menos, eles também, filhos da FONTE, que deverão fazer, eles também, retorno à Unidade.
E são eles que, rebelando-se, permitiram, infelizmente, que sua experiência de sofrimentos fosse prolongada
além do necessário, mas que, entretanto, deviam esperar a abertura de algumas janelas cósmicas (em especial
do realinhamento com o Sol Central das galáxias, ao que vocês denominam Sirius), a fim de permitir o retorno
a essa forma de Unidade, que é a 5ª Dimensão.

***

Questão: quais são suas relações eventuais com Shamballa?

Cara alma, há, na Intraterra, um domínio muito específico, que é muito próximo de uma porta dimensional, que
não é uma porta pela qual passem o que se chama de embarcações de Luz, mas um lugar onde passam almas
muito evoluídas, que são aqueles a quem vocês chamam, em seu mundo da superfície: os Mestres
Ascensionados.
*
NOTA: Não confundir com os 7 Mestres dos 7 raios que estão fechados, eles mesmos, na matriz, criando
uma ilusão a mais (ARCANJO ANAEL – 17.10.2010).
*
Eles têm a particularidade de reunir-se numa estrutura de 5ª Dimensão, que não é como na região que eu
governo, porque desprovida de corpo de 3ª Dimensão.
Eles têm, no mínimo, na descida, um corpo de 5ª Dimensão.
Esse lugar, geograficamente localizado, é sob a Terra, sob o Himalaia; ele tem por nome Agartha.
*
Agora, o que vocês chamam de Shamballa, com o qual nós estamos em contato pelas portas dimensionais do
Intraterra, corresponde a espaços atemporais, não-situados, não-localizados ou deslocalizados, situados fora
dos planetas de 3ª Dimensão (como este no qual nós vivemos) ou fora dos planetas que têm uma contrapartida
física.
São, portanto, mundos de pura Luz, situados em interstícios de tempo no momento em que o espaço se curva,
de modo privilegiado.
Pode existir, aí, numa ressonância específica, o que nós chamamos de Shamballa e o que vocês chamam
de Shamballa.
Há apenas uma única Shamballa.
Ela está situada num mundo dimensional, que se encontraria entre a 7ª Dimensão e a 11ª Dimensão.
A maior parte dos mestres ascensionados, mesmo da 5ª Dimensão, tem acesso, de maneira temporária, a
essa Shamballa.

***

Questão: é correto reativar os lugares e redes magnéticas potentes?

Pode-se dizer que vocês podem continuar a se divertir com suas pálidas redes magnéticas de superfície.
As redes magnéticas terrestres estão sob a influência de engenheiros da 5ª Dimensão da Intraterra, dos quais
eu não faço parte, que têm o encargo de limpar, todos os dias de seu tempo terrestre, essas redes
magnéticas, que são diferentemente mais importantes do que suas redes da superfície, e que mantêm a
coesão nesta Terra.
Entretanto, existe certo número de redes sobre a Terra, no mundo da superfície, que são chamadas a reativar-
se de maneira formal, antes do advento da 5ª Dimensão, mas esses locais não são, absolutamente, situados
no continente europeu.
Eles são situados na China, no Egito e, sobretudo, no México.
Em caso algum a reativação dos locais europeus tem qualquer influência no desenrolar do plano de
sacralização da Terra.
No máximo, poderia ter uma ação sobre algumas almas locais, para permitir a elas alinhar-se e reencontrar sua
própria Luz.
Portanto, ao nível individual, pode ser correto continuar a reativar essas linhas magnéticas, mas as linhas
magnéticas as mais importantes não estão ao seu alcance, porque não estão em ressonância com o seu
mundo.

***

Questão: as redes sagradas solares terão, ainda, importância no futuro?

Cara alma, eu me pergunto, de qualquer forma.


A resposta é: só o Pai sabe.
Nós não temos, no momento, os meios para conceber ou desenhar as futuras redes magnéticas em acordo
com a 5ª Dimensão porque, não se esqueça de que, no momento do advento total da 5ª Dimensão, deve
produzir-se um processo extremamente importante, que é chamado de Reversão.
A posição da reversão das redes sagradas solares será em função da importância dessa reversão e do
número de almas que aceitarão essa reversão.
E, portanto, em caso algum nós podemos definir um papel futuro para essas redes sagradas solares e,
igualmente, para todas as redes existentes nesse mundo da superfície.
Nós estamos, em contrapartida, perfeitamente atentos, em todo caso, aqueles que disso se ocupam, sobre a
coerência das redes sagradas da Intraterra que, elas, governam a passagem das portas.

***

Questão: qual é a relação entre a China, o Egito e o México?

Restam, infelizmente, apenas poucos vestígios, tanto escritos como arquiteturais, do que existiu na China, que
fazia parte de uma das províncias do continente de Mû.
Eu não posso responder, seria, efetivamente, demasiado longo, sobre essas civilizações que habitaram
nesses pontos estratégicos.
Entretanto, há uma concordância passada entre as redes magnéticas da Intraterra e essa triangulação precisa
da rede na superfície do planeta.
Nada mais há a acrescentar nessas circunstâncias.

***

Questão: na 5ª Dimensão, poderemos reencontrar almas conhecidas na Terra?

Obviamente, uma vez que os véus da ignorância, da separação de consciência não existirão mais.
Ser-lhes-á revelada, totalmente, para aqueles que ali estiverem, a realidade dos contratos de almas, a realidade
das relações de almas, a realidade das afinidades de almas e das famílias de almas.

***

Questão: quando dessa passagem à 5ª Dimensão, haverá entidades que não poderão voltar à
FONTE?

Uma quantidade muito pequena de almas é concernida pelo retorno à FONTE, porque há escolhas e uma
liberdade total de escolha.
Aqueles que considerarem não ter feito, suficientemente, a experiência da encarnação, prosseguirão a
experiência da encarnação.
Lembrem-se de que a passagem à 5ª Dimensão necessita do abandono de certo número de funcionamentos,
de certo número de relações e de que o simples fato de querer aceder à 5ª Dimensão necessitará do
abandono de padrões obsoletos.
Mas inúmeras almas já decidiram não juntar-se a esse movimento de ascensão, porque elas têm necessidade
de amadurecer um pouco mais.
Elas têm necessidade de viver um pouco mais a experiência da separação.
Não cabe a ninguém julgar.
A decisão é totalmente livre.
Ela pertence a cada ser.
A cada Unidade de consciência retorna a escolha de sua escolha.
A liberdade é total.
Nós esperamos, quanto a nós, que um máximo de almas aceite dar o salto transicional, mas não nos cabe,
absolutamente, nem a qualquer hierarquia de outros lugares decidir, em função de qualquer carma ou de
qualquer valor, quem acederá a essa dimensão ou de quem ali não acederá.
Trata-se de uma escolha estritamente pessoal, clara, nítida e precisa para cada alma que estará em face de
uma escolha com o total conhecimento e a total liberdade dessa escolha: ou o acesso à Luz autêntica, ou uma
regressão nos processos iniciais da encarnação na 3ª Dimensão (com um véu, obviamente, colocado,
novamente, sobre o que foi vivido no ciclo precedente de 52.000 anos).
Aqueles que aceitarem, livremente, recusar a 5ª Dimensão, ver-se-ão, devido à sua escolha, sujeitos ao ciclo
de reencarnações na 3ª Dimensão, totalmente, para um novo ciclo.

***

Questão: o que será do princípio da reencarnação?

O próprio princípio da reencarnação não tem mais sentido algum, a partir do momento em que vocês penetram
os mundos da 5ª Dimensão, os mundos do Éter, os mundos da Luz autêntica, porque não há mais ruptura da
consciência.

***

Questão: quem são as crianças ditas «índigos»?

As crianças chamadas de «índigos» possuem estruturas de 5ª Dimensão.


O seu DNA é um pouquinho diferente, mas ele não corresponde à totalidade dos corpos de 5ª Dimensão.
Entretanto, elas são portadoras, nelas, de primícias da 5ª Dimensão, mas não na totalidade.
Restam anomalias biológicas e genéticas a corrigir, totalmente, se elas não o foram ainda.
Um corpo de 5ª Dimensão não poderia, em caso algum, viver na 3ª Dimensão, exceto pelo processo ao qual
vocês assistem nesse momento, que é esse processo de walk-in consciente bidirecional.
Em contrapartida, dentro de pouco tempo, alguns seres da superfície poderão vir aos mundos da Intraterra,
viver e experimentar a 5ª Dimensão.

***

Questão: o que é das crianças ditas «arco-íris»?

Nós estamos diante de uma oitava superior.


Crianças que são como as índigos, diríamos, mas que têm a reminiscência um pouco mais acentuada da sua
origem cósmica, o que não é o caso de todos os índigos.

***

Questão: quando vai desenrolar-se essa passagem à 5ª Dimensão?

Cara alma, nós não somos adivinhos.


Podemos apenas responder que isso se faz num intervalo de tempo que corresponde a agora e, o mais tardar,
até o fim do ano de 2012.
Pode ser imediatamente.
Pode ser num tempo terrestre estimado em um ano, cinco anos, sete anos.
Só o Pai sabe.
Isso depende da capacidade de cada ser humano para elevar-se, voluntária e espontaneamente, para a 5ª
Dimensão.
Quanto mais o número for grande, mais a Terra, que é, ela mesma, tomadora de decisão nesse ato, será capaz
de Ascensionar, porque o fenômeno de ascensão é um fenômeno coletivo e individual, que concerne, antes de
tudo, ao corpo planetário.

***

Questão: como facilitar a passagem à 5ª Dimensão?

A primeira palavra da facilitação da passagem à 5ª Dimensão é a palavra «aceitação».


Na aceitação há muito mais do que o que vocês chamam de soltar ou de desenvolvimento pessoal.
Na aceitação há o que o seu Mestre chamou o fiat lux [faça-se a luz]: «que haja Luz, e houve Luz».
Na aceitação há «que sua vontade seja feita e não a minha», como dizia o Mestre, o seu Mestre.
Na aceitação há um reconhecimento em ser uma Unidade, filho do Pai, filho da Lei de Um e aceitar a lei da Luz.
Aí estão as únicas condições.
Obviamente, a aceitação acompanha-se de certo número de desagregações, de descristalizações de medos,
de condicionamentos, de esquemas evolutivos falsificados devido aos ensinamentos ditos espirituais sobre
este planeta.
Entretanto, isso foi útil para certo desenvolvimento.
Convém, hoje, entrar na aceitação.
Convém abandonar-se à sua própria mestria.
Eu lhes agradeço, caros irmãos da superfície.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=39
24 de setembro de 2005

***

Tradução de Célia G. www.leiturasdaluz.bolgspot.com

***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
INTRATERRA – 15 de outubro de 2005

Bem, bem-vindos a vocês, caros irmãos e irmãs da superfície.

Primeiramente, permitam-me apresentar-me: eu sou um dos Governadores de uma região situada em algum lugar sob
os seus pés.

Eu faço parte de uma região chamada de Intraterra por alguns dos seus médiuns e entidades que entraram em
contato conosco, há extremamente muito tempo.

Eu represento um coletivo unificado de consciência, pelo qual eu me expresso através dessa entidade da superfície
que está aqui presente.

Nós somos, de algum modo, seus irmãos e irmãs, mesmo não pertencendo à sua humanidade, nós somos os
guardiões da evolução da nossa Terra comum.
Nós somos, também, os guardiões das portas interdimensionais.

Nós somos os guardiões do núcleo central deste planeta, que é constituído de cristal.

Como guardião, eu venho a vocês para permitir-lhes explorar, um pouco mais adiante, os mundos dimensionais que
vocês têm muito pouca oportunidade de conviver ou de alcançar, devido ao seu fenômeno de involução, de
encarnação que, quanto a nós, povo da Intraterra, superamos, amplamente, há agora 320.000 anos dos seus anos da
superfície.
***

Assim, é-nos permitido, neste período de transição e de transformação do nosso planeta, transmitir-lhes certo número
de elementos que irá lhes permitir, eu espero, aceder um pouco mais livremente a essas dimensões novas que vêm
para vocês, a fim de que vocês não fiquem perdidos, quando chegar a hora, e a fim de que vocês trabalhem para um
pouco mais de consciência unificada, melhorada, recentrada, e a fim de permitir-lhes tornar-se o que vocês são,
realmente (o que vocês não são, no momento).
Nisso, os cristais são, efetivamente, um dos meios que lhes é permitido conviver, a fim de elevar as suas
vibrações/consciência, de ampliar os seus campos de coerência, até níveis não experimentados até o presente sobre
este planeta e que, entretanto, veem, hoje, pelos portais dimensionais abertos, a realização desses estados
multidimensionais na sua encarnação.
Nisso, ser-me-á permitido, por intermédio do coletivo geodésico de vinte e três outras almas de consciência unitária
pelo qual eu me exprimo, estar mais perto da chave que irá lhes permitir aceder e transcender as suas limitações
atuais, a fim de penetrar (em um primeiro tempo, durante suas noites, mas, em seguida, de maneira muito consciente)
esses estados multidimensionais tão importantes, porque eles são o seu futuro muito próximo.

De fato, os esquemas de funcionamento que vocês têm experimentado, progressivamente e à medida das suas
encarnações sucessivas, vão, em breve, desaparecer, totalmente, para deixar lugar a um mundo de Luz autêntica, no
qual não haverá mais lugar para a divisão, para a separação, mas no qual tudo funcionará em um modo, eu diria,
muito mais rápido, mais desprendido do seu tempo linear de três eixos.
***

Lembrem-se das palavras-chave que são, efetivamente, «um novo modo de funcionamento», que não deixa mais
lugar para qualquer sombra, para qualquer apego, para qualquer limite.
Vocês vão, enfim, redescobrir que são muito mais do que o que acreditavam há 50.000 anos, não seres limitados,
confinados, mas, efetivamente, seres livres, totalmente livres.
E como se tornar livres se vocês não aceitarem, em sua alma e consciência, essa eventualidade como
potencialmente real?
De fato, a um dado momento na história deste planeta, no seu mundo da superfície, vocês serão levados a fazer,
livremente, a escolha, a escolha da liberdade ou a escolha da prisão.
A escolha de um novo ciclo de 50.000 anos de reencarnações sucessivas ou a escolha da liberação, ou seja, do
acesso a esses mundos multidimensionais que estão chegando para vocês.
A maior parte de vocês está se dizendo que é fácil escolher a liberdade ao invés da prisão.

Pense outra vez.


A liberdade dá mais medo do que a prisão.
A liberdade é uma responsabilidade.

A liberdade é uma diligência de autenticidade, que não suporta qualquer sombra e qualquer trapaça.
Nisso, inúmeros seres humanos escolheram a prisão, porque eles têm medo dessa liberdade nova que está
chegando para eles.
Mas não importa.

Essa liberdade fundamental de escolha está inscrita por contrato, desde a sua descida nesta terceira dimensão, há
extremamente muito tempo.
***

Eu lhes agradeço pela sua atenção.

Eu lhes trago a minha saudação fraternal.

E nos deixamos, agora.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=44
15 de outubro de 2005
***

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com.br/


***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
INTRATERRA – 31 de dezembro de 2005

Bem-vindos a vocês, caros irmãos da superfície.

Há extremamente muito tempo, eu não me encontrava em tão boa companhia e, novamente, nessa superfície
planetária que, parece-me, não está no melhor de sua forma, pelo que pudemos observar em nossos mundos
intraterrestres, com os diferentes Governadores de diferentes regiões.

Nós temos observado, efetivamente, que as redes magnéticas e terrestres tinham dificuldade para conformar-se –
devido à resistência da humanidade, na sua totalidade indivisa – para reajustar-se às novas frequências harmônicas
que chegaram há alguns dias do seu tempo terrestre da superfície, e que invadiram cada parcela viva no nível desse
Sistema Solar.

Um trabalho enorme foi, no entanto, efetuado, há agora quarenta dias do seu tempo, para preparar esse advento do
que alguns de vocês chamam de energia do Sol Central, que nós mesmos chamamos, em linguagem antiga, de
Shekina, e que corresponde a uma efusão do Espírito Santo: papel pré-ascensional que era previsível neste fim de
ano.
Entretanto, pareceu que a totalidade da humanidade coletiva indivisa/una não pôde, no momento, aceitar e integrar,
totalmente, essa qualidade energética, essa qualidade vibratória, para poder realizar um fenômeno pré-ascensional,
tal como vocês o descrevem na sua linguagem.
***

O que nós podemos dizer, ainda, é que esse conjunto de modificações que sobrevieram no nível sutil corresponde,
também, a uma abertura essencial de portas no nível dos mundos intraterrestres de quinta dimensão.
De fato, as portas de acesso estão, doravante, abertas, permanentemente, para permitir vais-e-vens e, sobretudo,
irrupções em sua realidade de terceira dimensão que se preparam para poder intervir nos momentos oportunos e agir
no mundo da superfície, o que é uma coisa extremamente nova e extremamente constrangedora para nossas
individualidades coletivas da Intraterra, em todo caso, para nós, povo delfinoide desta parte da Intraterra.
***

Os atrasos inerentes à natureza humana, ainda uma vez eu o repito, frearam, de maneira considerável, e obstruíram,
de maneira considerável, a possibilidade da Terra e do seu núcleo intraterrestre poderem, não ascensionar, mas pré-
ascensionar em um modo de quarta dimensão.

Isso não poderia ser atrasado por muito mais tempo, sob pena de desgastes importantes que nós não poderemos,
obviamente, tolerar, de maneira alguma, seja quanto ao futuro deste planeta, da Intraterra e do conjunto de seres
vivos, onde quer que eles estejam situados (tanto na superfície como em dimensões outras da Intraterra, ou em
outros lugares).
***

Há, no nível da Intraterra, nesse momento mesmo, uma reunião extremamente importante de seres da Intraterra, mas,
também, de hierarquias que vêm de sistemas solares desconhecidos, que estão em relação com a evolução sagrada
deste planeta, para determinar até quando podemos manter a elasticidade e a distorção existentes nessa rede geo-
magneto-telúrica e sagrada que permite evitar que a onda de Luz, que vocês têm recebido desde alguns dias, seja,
na sua polaridade feminina encarnante, desviada de algumas forças que não iriam ao sentido da Luz autêntica e
desejada pelas dimensões galácticas e intraterrestres da Luz autêntica.
Para alguns de vocês há, agora, possibilidade concedida de poder interrogar, quanto ao conjunto de fenômenos
chamado de pré-ascensão.
***

Questão: como facilitar a comunicação com vocês?

A comunicação consciente entre o mundo de superfície e o mundo intraterrestre de quinta dimensão torna-se possível
devido ao fenômeno de elevação, em consciência, à quinta dimensão.

Essa elevação da consciência à quinta dimensão, devido à sua expansão, permite, ela mesma, alcançar o nosso
contato, porque, lembrem-se de que nós vivemos há 320.000 anos na quinta dimensão.

Vocês começam, unicamente, a abrir as portas para a nossa dimensão e para a nossa diferença mórfica, conceitual,
funcional.

Um conjunto de diferenças existentes entre o mundo humano e o mundo dos delfinoides que evoluem na quinta
dimensão, faz uma ligação entre o que vocês chamam, caros irmãos, de 24 anciões.

Os 24 anciões fazem referência ao concílio que representa os Senhores e Juízes do karma, que zelam pela aplicação
de regras estritas de funcionamento da humanidade da superfície, em relação a regras predefinidas de
funcionamento na terceira dimensão.

O próprio fato de elevar a sua consciência, regularmente, progressivamente, de maneira intermitente, também,
permite-lhes, progressivamente, ativar canais de comunicação, de maneira extremamente natural.

A técnica, agora, que vocês devem empregar para facilitar essa comunicação corresponde a algo que eu já havia
dado ao meu walk-in, que é tentar funcionar em consciência individual a 24 Unidades.

A Unidade coletiva de 24 consciências, que vai rearranjar as suas moléculas atômicas, rearranjar a sua Luz no nível
das auras, de maneira a permitir-lhes funcionar, agora e já, em algumas ocasiões, em alguns momentos, em modo da
quinta.

Penso ter respondido à interrogação.


***

Questão: como, concretamente, criar essa sinergia de 24?


Na vida, caro irmão, que vocês qualificam de habitual e comum, isso me parece, efetivamente, muito difícil.

Convém criar espaços, momentos, nos quais esse modo de comunicação seja possível.

Convém reunir-se, primeiro, em 6, em seguida, em 12, e, depois, em 18, e, enfim, em 24; trabalhar, primeiro, em uma
unidade de 6.

Lembrem-se de que a Luz possui seis faces na quinta dimensão.


A partir do momento em que seis seres estiverem reunidos, em momentos não comuns, em momentos que vocês
poderão chamar, caro irmão, de momentos de oração ou de momentos de meditação ou, em todo caso, de momentos
de comunhão, nesses momentos privilegiados e especiais, o simples fato de reunir-se em seis, adotando uma
disposição geométrica perfeita de hexágono e na qual cada um vai levar a sua consciência, simplesmente, aos cinco
outros seres humanos presentes.
Cada um fazendo isso nos cinco outros, irá isso estabelecer uma comunicação de consciência individual coletiva em
seis Unidades.
Isso pode levar algumas respirações, alguns minutos, ou algumas sessões.

Quando isso for conseguido e realizado pelo menos uma vez, vocês irão sabê-lo, instantaneamente, devido à
qualidade vibratória emitida, recebida por cada um dos participantes da consciência coletiva.

Quando o princípio de seis for realizado no nível do objetivo vibratório, vocês poderão, naquele momento, integrar um
grupo de seis outros indivíduos que, ou já fizeram, previamente, eles mesmos, o trabalho entre eles ou absolutamente
não, e recriar um duplo hexágono, agrupados por pares.
Naquele momento, no duplo hexágono, cada um deverá, primeiro, levar a sua consciência e a sua atenção ao par ao
lado de si e, em seguida, e unicamente após, aos outros pares e aos dois constituintes de cada par.
Assim, vocês criarão uma consciência coletiva indivisa individual e, entretanto, unificada, em doze entidades
humanas.
O mesmo esquema reproduzir-se-á por triângulo de três, para os 18, e, enfim, pelo quaternário de seis, ou seja, 24,
sempre no mesmo processo em triângulo ou em quaternário, antes de passar à totalidade de 18 ou de 24.
Tranquilizem-se, não é um processo abstrato, mas, realmente, energético e de consciência, que irá acontecer no
momento em que isso se realizar.
Vocês compreenderão, em sua consciência, que conseguiram ativar, em vocês, alguns circuitos que não poderão,
nunca mais, desaparecer em vocês.
Quando vocês tiverem a consciência coletiva individual unificada de 24 entidades, vocês terão atingido, totalmente, o
seu objetivo.
Não há algo de extraordinário nisso, nem algo de mágico, mas, simplesmente, o objetivo de consciências, que é o de
funcionar, não mais de maneira distanciada, separada, compartimentada, mas, bem ao contrário, unificada.
***

Questão: uma consciência unificada implica em pensar a mesma coisa, ao mesmo tempo?

Caro irmão, absolutamente não, felizmente.

Vocês não têm que atingir o nível de consciência para poder funcionar em consciência coletiva de maneira
permanente.

A partir do momento, em contrapartida, em que isso ocorrer uma vez, os canais serão definitivamente ativados em
vocês.

Vocês irão compreendê-lo, senti-lo e vivê-lo de maneira perfeitamente lógica.


Vocês não podem assimilar, intelectualizar algo que ainda não assimilaram, não intelectualizaram e, ainda menos,
viveram.
Os canais que se ativam nesses momentos de comunicação são canais que jamais foram empregados no ser
humano, na raça humana, devido aos fatores limitantes da terceira dimensão.
Entretanto, o fato de ter trabalhado e ativado em vocês alguns canais extremamente precisos que permitem a
ativação da recepção da Luz no nível da cabeça, a ativação de alguns canais que permitem a criação de raízes de
Luz no nível dos seus pés, é um argumento extremamente potente sobre a facilidade que vocês terão para
estabelecer essa consciência coletiva nesses momentos, eu repito, ainda uma vez, privilegiados, e não comuns.

O importante não é funcionar, permanentemente, assim, mas ativar, em vocês, esses canais que serão bem úteis,
posteriormente.

Mas lembrem-se de que o objetivo não é reunir, fundir consciências, mas, verdadeiramente, constituir uma
consciência coletiva.

Não é, de modo algum, o mesmo objetivo.

O importante é criar, ativar, despertar esses novos canais de comunicação que lhes serão bem úteis quando chegar a
hora.
***

Questão: as vibrações transmitidas atualmente são ligadas ao Sol Central?

Caro irmão, elas podem apenas vir do Sol Central.


A energia esperada quando do São João, que é impactada sobre a Terra desde 27 de dezembro, corresponde, real e
totalmente, à polaridade feminina da energia Divina fecundadora, que permite fecundar as células de toda partícula
viva sobre este planeta, de maneira a despertar à sua dimensão mais espiritual.

E essa energia está, obviamente, em relação com o Sol Central da galáxia, apropriadamente, nomeado Sírius A.
***

Questão: quais serão os impactos físicos dessas evoluções?


Bem, caro irmão, se vocês pudessem ver o aspecto de delfinoides de quinta dimensão, vocês iriam compreender,
perfeitamente, qual tipo de evolução pode ser visível na matéria, nessa matéria de quinta dimensão, após o impacto
da energia do Espírito Santo e do aparecimento da consciência coletiva de quinta dimensão.

Há certo número de modificações corporais que sobrevém, conforme o tipo de raça e o tipo humanoide ou não
humanoide que vive essa transformação.
Nós podemos, entretanto, esquematizar.

Uma das transformações mais importantes sobrevém no nível do próprio funcionamento do receptáculo da energia,
que é o cérebro.
Há, primeiro, efetivamente, uma comunicação de maneira muito mais intensa, direta e fácil entre os dois hemisférios
do cérebro, que corresponde ao aparecimento de uma ponte de substância que une, de modo muito mais intenso, o
que o ser humano, atualmente encarnado, chama de dois hemisférios cerebrais.

Há, em seguida, o desenvolvimento de uma parte específica, acima das orelhas do ser humano, o que explica o
aparecimento de um apêndice (existente nos golfinhos), que poderemos chamar de terceiro lobo do cérebro (de fato,
terceiro e quarto lobos do neocórtex, que são as zonas paralímbicas) e que corresponde à percepção de sinais
sensoriais, que nada têm a ver com os seus cinco sentidos, mas que integram, neles, o sentido elétrico e o sentido
magnético correspondente ao sentido do Divino.

Essas modificações são extremamente centradas em uma modificação vascular que sobrevém ao conjunto da cabeça
da raça que vive essa transformação, que se vive por fenômenos congestivos extremamente marcados no nível dos
orifícios sensoriais, que podem induzir sangramentos de nariz, congestões no nível ocular, congestões no nível dos
ouvidos, mas, também, das gengivas, provocando, por vezes, sangramentos importantes nos seres submetidos a
essa transformação.

Há, efetivamente, outras transformações que sobrevêm nos níveis bioquímico, biológico, celular, genético também,
mas seria extremamente fastidioso, no momento, entrar mais adiante em detalhes dessa transformação, que é
perfeitamente mensurável, quantificável com os seus meios técnicos atuais existentes na superfície da sua Terra.
A transformação é transitória.

O resultado, quanto a ele, será permanente no nível das estruturas, mas a vida necessita do retorno ao equilíbrio e à
homeostasia, mesmo se o nível de consciência estiver profundamente diferente e o nível vibratório estiver
profundamente elevado.
Conclui-se, daí, que, após uma semana do desaparecimento desses fenômenos congestivos e de estases no nível da
cabeça, o retorno ao normal, no nível biocondutor, será a regra.
***

Questão: qual é a sua relação com O.M. Aïvanhov?

Eu, pessoalmente, encontrei o Mestre Aïvanhov durante a sua vida, quando da sua estada na Índia.
Ele foi para Agartha.
Ele foi recebido pelo conselho dos 24 anciões.

É necessário, aliás, saber que a última encarnação do Mestre Orionis sobre este planeta – eu deveria dizer, de
preferência, o fenômeno de walk-in com transferência de consciência dos corpos – foi realizada no curso do século
XX, na vida do seu próprio Mestre, que era Peter Deunov.
Assim, Peter Deunov era a totalidade da encarnação do Espírito do nosso Mestre, de todos nós, Orionis.
***

Questão: quais seriam as consequências de um atraso nas efusões de energia?

O atraso de tempo poderia estender-se de 15 dias a três semanas.


As consequências poderiam ir até a perda total da Terra e do conjunto dos seus habitantes da superfície.
Não da Intraterra, obviamente, que terá tido, amplamente, tempo de evacuar este planeta, que teria falhado no seu
papel de sacralização.
***

Questão: poderia explicar o que são essas energias?

Caro irmão, a energia, a potência do Sol Central, que é derramada há tantos anos e que encontrou o seu apogeu no
momento do solstício, não era destinada a fazê-los funcionar em consciência coletiva, mas era destinada a elevar o
nível vibratório da Terra, de maneira a permiti-la passar à quinta dimensão, pela quarta, em um primeiro tempo.
Mas, antes de passar à quinta, é necessário, agora, subir à quarta.

Ora, certo número de forças de resistências, ligadas aos seres da superfície, conteve a expansão do nível quarto e
impediu o aparecimento e a eclosão do nível quinto, com um atraso que já é de vários dias.
As redes magnéticas e as redes sagradas terrestres, que são mantidas, eu repito, pelos povos da Intraterra
(delfinoides ou não) estão aí para zelar pelo agenciamento eletrônico das estruturas da superfície, em relação,
obviamente, com as estruturas do núcleo cristalino do planeta, em relação, ele mesmo, com o Sol Central.
O que nós pudemos constatar, infelizmente, é a dificuldade de fazer vibrar o núcleo e, portanto, de fazer ressoar os
mundos da superfície em relação à distorção e à intensidade existente dessa distorção entre o limiar necessário à
ativação quântica dessa quarta dimensão e a realidade do que foi observado em 27.

Isso traduz algo de extremamente prejudicial para a evolução do conjunto do planeta, obviamente, mesmo se esse
processo já tendo ocorrido em outros tempos e em outros lugares, em outros planetas, se preferirem.
***

Questão: poderia nos fazer um relatório do nível vibratório, hoje, sobre a Terra?
Isso se resume a uma incapacidade para atingir, devido a essa distorção existente, o nível desejável e indispensável
para passar a esse nível intermediário quarto.
Um impulso vibratório extremamente importante foi induzido pelo Sol Central, que induziu, por reação, um impulso do
núcleo que corresponde, aliás, a um aumento observado no nível da camada intermediária, chamada de magma.
Esse aumento de pressão deveria induzir, obviamente, um impulso no nível da crosta e, portanto, um conjunto de
modificações geológicas elementares no nível do conjunto do planeta, que, infelizmente, absolutamente, não ocorreu,
tendo induzido, com isso, uma incapacidade da Terra para responder, no nível da crosta da superfície, ao impulso
espiritual que foi dado.

Os estragos, no momento, não são irreversíveis no nível do núcleo, mas a pressão aumenta, muito rapidamente.
Imaginem uma pressão extensiva, à qual se opõe uma pressão compressiva
Quem vai ganhar?
***

Questão: podemos ajudar esse processo?

Todo ser humano, tomado a título individual, pode ajudar o fenômeno coletivo.
Mas as forças de compressão impedem, elas mesmas, de encontrar a Luz, impedindo, também, as forças de
expansão do núcleo.

Elas são ligadas, eu dizia, precedentemente, ao conjunto de consciências encarnadas que vivem no mundo da
superfície.
Obviamente que cada pensamento de Luz, obviamente que cada emissão positiva de Luz vem aliviar o fenômeno
compressivo, mas o esforço necessário, no momento, é, sobretudo, demandado no nível daqueles que já tiveram
acesso.

Nós podemos apenas reforçar, ainda mais, o nível da Intraterra e do núcleo, a força de expansão influenciada e
semeada pelo Sol Central, até um ponto de distorção extrema entre as forças expansivas e as forças compressivas.
Nós estamos nesse período de incerteza quanto à hesitação de diferentes energias, em um sentido ou no outro.
***

Questão: o que pode acontecer?


Caro irmão, existem três casos de hipóteses possíveis: ou as forças de expansão conseguem imprimir e irradiar,
sobre a crosta terrestre, a totalidade de energias recebidas do Sol Central, caso em que haverá reajustes
elementares e geológicos essenciais, mas não finais, que permitem à Terra alinhar-se, realinhar-se sob as influências
cósmicas, eu diria, um pouco mais positivas, caso em que é o resultado esperado pelas forças da Luz autêntica e
pela Confederação Intergaláctica.
Segunda hipótese: o nível de compressão, a força de oposição, torna-se tal que nada possa ser feito para evitar o
que se chama de explosão planetária.
Terceira hipótese, o mais difícil de obter, que consiste em equilibrar, em um fenômeno de status quo, as forças
compressivas e as forças expansivas até um novo limiar de influência de energias expansivas, agora a crosta
terrestre, a concha terrestre, em um nível de tensão extrema, entretanto, suportável, esperando que um novo limiar,
que deve ocorrer antes do verão do ano de 2006 [inverno, no hemisfério sul] permita, enfim, às forças de expansão
chegar ao seu objetivo.
Agora, se o status quo for mantido até uma próxima efusão, isso irá se refletir, entretanto, no nível do ser humano, por
fenômenos de tensões cada vez maiores, de distorções cada vez maiores no nível da alma humana, entre essas
polaridades compressivas de atração para a matéria e expansivas de expansão para a Luz.

Mas tudo é possível, porque esse episódio de status quo, de equilíbrio entre as duas forças opostas é um fenômeno
extremamente instável por natureza.
Mas isso depende de todas as vontades, orientadas em um sentido ou no outro, tanto no nível do mundo da
superfície como de diferentes facções existentes na Intraterra.

Isso depende, unicamente, de forças opostas e da realidade da confrontação de forças opostas.


***

Questão: os cristais podem facilitar a integração dessas energias?


Há, nesse nível, caros irmãos e irmãs, não pedra específica a cada alma, mas, efetivamente, alguns cristais que
podem permitir-lhes realizar um alinhamento mais favorável para a livre expressão do processo expansivo de descida
da irradiação do Sol Central Sírius no interior das suas estruturas

Por exemplo, a pedra que vai permitir-lhes alinhar as suas estruturas físicas, mentais e espirituais com essa vibração
e, ao mesmo tempo, enraizá-los: a obsidiana celeste, levá-la, permanentemente, não, necessariamente, em lugares
precisos (chakras ou outros), mas, simplesmente, com vocês.
***

Será tempo, para mim, de voltar à minha região de quinta dimensão, e deixar o meu walk-in voltar, após a sua
pequena viagem.
Eu os saúdo.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=62
31 de dezembro de 2005
***
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com.br
***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
Intraterra – 4 de agosto de 2007

Bem, caros irmãos e irmãs da superfície, eis-me que volto entre vocês.
Desde agora mais de vinte anos da superfície que nós preparamos, se eu puder ousar dizer, o terreno para o
que vocês estão vivendo no nível individual ou coletivo.
A ativação de algumas funções, de algumas vibrações, em vocês e sobre o planeta, está associada à chegada
de novos códigos vibratórios.
Esses novos códigos são cinco novos sons, cinco novas frequências que têm por vocação acender o que
vocês chamaram de Corpo de Luz, o seu corpo de ascensão e o seu corpo de conexão às Fontes.
Vocês são filhos da Fonte, essa Fonte é Pai e Mãe.
A imagem e a vibração da Fonte Mãe correspondem ao núcleo central desse planeta, mesmo vocês não sendo
originários dessa Terra.
A Fonte Pai corresponde, no nível da sua superfície, ao Sol, ele mesmo o reflexo vibratório do Sol Central.
A ativação das cinco novas frequências, dos cinco novos sons em vocês corresponde a uma ligação mais
íntima à sua Fonte intraterrestre e solar.
Não pode haver ascensão sem conexão à Fonte Mãe.
A ascensão acontecendo sem conexão à Fonte Mãe é qualificada de ascensão Luciferiana, o que significa
que a ascensão sem o corpo irá levá-los a fazer parte do que se convencionou chamar de forças Luciferianas.
Forças que evoluem não em oposição à Luz, mas incompletas, pelo próprio fato delas não participarem do que
desceu ao mais baixo da vibração, do impulso do retorno para a Fonte.
Esse processo luminoso seria, portanto, desconectado da Fonte Terra e evoluiria sem levar a Fonte Terra para
a Fonte Mãe e para a Fonte Pai.
Há, portanto, violação das leis de equilíbrio.

***

Nisso, é fundamental, após ter despertado e estabilizado a vibração das suas sete harmônicas principais,
denominadas chakras, e antes de construir esse novo corpo ascensional, conectado, eu repito, à Intraterra,
vocês deverão conectar, de maneira consciente e vibratória, as suas novas raízes.
Até o presente, a vida no seu mundo da superfície corresponde a uma encarnação na superfície.
A encarnação na profundeza é a garantia da sua elevação, conforme a vontade da Fonte Pai.
É, portanto, extremamente importante, em um primeiro momento, religar-se a essa Fonte Intraterrestre, antes
de considerar uma subida total, agora e doravante possível, para a totalidade do seu ser.
O que nós chamamos de totalidade do seu ser é o conjunto dos seus corpos densos e menos densos,
associados à sua reconexão Fonte Terra, Fonte Pai.
Eu não falo, no momento, para penetrar a Intraterra, mas para conectar a Intraterra.
A penetração duradoura corresponde ao que vocês chamam de ascensão.
Ela apenas pode acontecer se o que codifica e o que codificava os seus bancos memoriais forem totalmente
purificados.

***

Essas cinco novas frequências que vocês irão descobrir, em seguida, estão ligadas às suas novas
potencialidades de estarem conectados à sua Própria Fonte Mãe e à sua própria Fonte Pai.
É indispensável compreender e assimilar que, se vocês fizerem a escolha da ascensão, vocês não poderão
penetrar com os defeitos ligados à encarnação, que são associados aos apegos, aos medos e às memórias.
Será conveniente, portanto, especificamente, vigiar para liberar as memórias de apegos, as memórias
kármicas.

***

Bem, irmãos e irmãs na humanidade da superfície, eu vou agora retornar aos meus espaços e desejar-lhes um
bom divertimento, através dessas diferentes novas harmônicas que vão, doravante, fazer parte da sua nova
consciência.
Eu lhes digo até muito em breve.
Eu os saúdo.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=161
04 de agosto de 2007

***

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com.br/

***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
INTRATERRA - 12 de agosto de 2007

Humanidade da superfície, irmãos e irmãs, eu venho trazer-lhes talvez respostas talvez formas de informações
relativas às suas perguntas.

***

Questão: Você tem informações sobre as novas formas de vida?

As formas de vida da quinta dimensão são tão diversas e variadas quanto às formas de vida de terceira dimensão
tanto no interior deste sistema solar quanto em outras galáxias.
O modelo no qual eu vou entreter-lhes concerne a um dos modelos que os humanos podem escolher após sua
ascensão.
Este modelo corresponde à troca de um corpo de terceira dimensão por um corpo de quinta dimensão cujas
estruturas celulares, vibratórias, atômicas, orgânicas, metabólicas são profundamente diferentes, mas outras formas
de vida na quinta dimensão são possíveis.
Não há só uma forma de ascensão e uma destinação, mas múltiplas.
Entretanto pode-se propor uma linha diretiva nas diferentes evidências entre uma vida em terceira dimensão e uma
vida consciente em quinta dimensão, qualquer que seja o elemento de origem e qualquer que seja a filiação genética
existente.

O primeiro elemento manifestado na vida em quinta dimensão, que é fundamentalmente diferente da vida em terceira
dimensão, é a não existência da sombra e de todos os fenômenos inerentes à sombra.
Trata-se também da ‘sombra contida’ (porque a claridade não virá mais de um ponto, mas da totalidade dos pontos
dos céus).
A alternância dia/noite não pode, portanto, existir.
Não pode não mais ali haver alternância vigília/sono.

A ‘comunicação’ faz apelo à radiação, à vibração.


A única ‘tecnologia’ possível, se tanto que esta palavra seja aplicável, é a tecnologia da Luz.
Com efeito, a Luz em quinta dimensão é o pensamento, eu diria mesmo que a Luz é a concretização do pensamento.
Algumas características da terceira dimensão não existirão mais.
As diferenças são importantes segundo o meio de vida e os éteres frequentados pelos humanos em fase
ascensional e não pode então ser desenhado um quadro unitário das manifestações orgânicas.
*

De uma maneira mais global as ‘necessidades’ inerentes à existência em terceira quase não existem mais nos corpos
ascensionais quer se tratem de necessidades nutritivas, necessidades afetivas, necessidades sexuais que são mais
ou menos extintas nos mundos diversos de quinta dimensão.
As ‘regras sociais’ de grupo não são mais em função de linhagem no sentido genético, mas de filiação no sentido
espiritual.
A ligação entre os indivíduos é uma ligação de grupo no sentido disso que vocês chamaram de alma/grupo
animal com, entretanto, um sentido agudo de individualidade posto em proveito da coletividade.
Nesse sentido os ‘valores de trocas’ conhecidos no mundo de terceira dimensão baseados sobre noções
de competição, sobre a ordem de precessão, sobre a filiação, não têm absolutamente mais curso.
Os meios de troca tecnológicas que vocês chamaram de dinheiro no sentido de compra, propriedade, venda, não
podem simplesmente mais existir em quinta dimensão, qualquer que seja o modo de manifestação, porque a criação é
instantânea e não depende de um poder qualquer mas antes de uma realidade comum.

A ‘interrupção de consciência’ ligada a isto que vocês chamam, em terceira dimensão, de a morte, não pode mais
existir.
Quando um veículo de quinta dimensão está gasto (o desgaste não sobrevindo sobre uma mesma escala de tempo
quaisquer que sejam os mundos de quinta dimensão) a consciência se transfere simplesmente a um novo veículo.
A partir da vida em quinta dimensão o acesso e a percepção mais ou menos consciente das outras dimensões é
praticada, é conhecida.
A quinta dimensão pode se definir como um lugar de vida intermediária entre a terceira dimensão e a nona
dimensão.
Assim a quinta dimensão é um mundo de passagem e de transição em direção aos mundos densos de terceira
dimensão e em direção aos mundos de luminescência mais ágeis de nona dimensão, onde se comunicam entre
si diferentes sociedades de grupo vivendo nas diferentes dimensões dos éteres de quinta dimensão.

Estas informações não devem confundi-los.


Elas estão aí simplesmente para mantê-los informados.
Segundo alguns walk-in tendo existido entre a intra-Terra e o mundo de superfície, o que lhes parece mais diferente
é a ausência de sombra, a ausência de doença e a imanência da Luz e ao mesmo tempo sua impermanência e
sua permanência.
A Luz é a base da quinta dimensão, coisa que vocês não conhecem.
Salvo no momento de algumas experiências chamadas de morte ou ‘experiência de morte iminente’.
Eis a trama de vida global nos mundos de quinta dimensão, mas existem diferenças fundamentais, como na terceira
dimensão, entre os povos primitivos e grupos hiper mecanizados.

Se há dúvidas que restaram onde eu possa ir, eu quero muito tentar ajudá-los.

***

Questão: Existe comunicação entre as diferentes formas de vida em quinta dimensão?

Sim.
Da mesma forma que vocês têm diferentes modos de comunicação.
Simplesmente eles não são técnicos, mas telepáticos, diretos e instantâneos de um extremo ao outro dos mundos de
transições da quinta dimensão.

***
Questão: Existe uma forma de hierarquia?

Não há mais ordem de precessão.


A hierarquia não é entendida no sentido em que vocês entendem, mas simplesmente nós temos delegados, estes são
enviados a nos representar, mas eles fazem mais que nos representar por causa do eixo de comunicação telepática.
Eles emprestam seus veículos a nossos pensamentos.
Há, no entanto, ‘estruturas de controle’, não de nossa liberdade, não de nossa dimensão, mas de outras dimensões
das quais somos encarregados.
É o único momento em que uma linha hierárquica qualquer está presente.
Não há diferença hierárquica entre um governador, um administrador de estruturas geodésicas e um
simples meditador ou um simples artesão de Luz.
Eles são todos simples.
Cada um se ocupa de seu pólo de interesse de maneira total.

***

Questão: O que você chama de “artesão de Luz”?

Estes são nossos artistas que são capazes de construir com a Luz de maneira mais fácil e mais alegre que alguns
outros habitantes.

***

Questão: O que você chama “meditador”?

Os meditadores poderiam corresponder a isto que vocês chamam de seus sacerdotes.


Simplesmente nossos sacerdotes para nós são bem evidentemente ligados a dimensões superiores de maneira, eu
diria, mais direta que o conjunto de nossa coletividade.
Eles se ocupam disso que nós não queremos nos ocupar e de transmitir fielmente os propósitos e os pensamentos.

***

Questão: Isto significa que os seres não pensam por eles mesmos?

Eles pensam por eles mesmos, mas o pensamento é um pensamento de Luz.


Não podem existir pensamentos de divisão, pensamentos não voltados em direção ao coletivo.
O pensamento se difunde ao conjunto da coletividade.
A soma de pensamentos individuais não é uma adição, mas, antes, uma harmônica diferente cuja síntese é captada
por outras coletividades.

***

Questão: A desarmonia pode existir?

A partir do momento em que as emoções (no sentido de vosso cérebro de ser humano de terceira dimensão desta
dimensão) não existem, a partir do momento em que não há senão um canto comum de Luz, não pode ali haver
desarmonia.

***
Questão: O que se torna o corpo quando está gasto?

Ele é entregue à Luz.


Não há sepultura no sentido em que vocês entendem porque não há morte.

***

Questão: Há crianças e casais?

Nós não chamamos isto de casais, mas de pares.


Eles não têm as mesmas relações que os outros.
Bem evidentemente, não há posse.
As crianças não pertencem a um par.
O nascimento existe, mas o nascimento apenas se cria quando um corpo está desgastado.
Não há aumento, não há diminuição.
As noções de multiplicação apenas existem na terceira dimensão, isso representa que quanto mais elevadas são as
dimensões, mais vocês encontram as mesmas pessoas.

***

Questão: Segundo que critérios são emparelhados os pares?

Segundo múltiplos critérios que vão sempre ao sentido da coletividade.


É uma liberdade total.
Não é como com vocês.
Muitos seres decidem ficar sós ou funcionar a três ou quatro.
E quando eu digo funcionar não se trata de vida estruturada assim como as suas, mas bem do momento em que os
seres têm necessidade de compartilhar, eu diria, certa forma de intimidade (não de isolamento) com relação à
coletividade, mas uma forma particular de modo de relação.

***

Questão: Como os novos corpos são gerados?

Há procriação por via sexual, se é que se pode falar de sexualidade, que não tem nada a ver com o que vocês
praticam.
A procriação recorre àqueles que desejam, no momento oportuno, dar nascimento a um novo corpo para a
consciência que deve se separar.
Mesmo se há continuidade da consciência, há necessidade de reformatar, de alguma forma, a nova consciência, um
pouco como se vocês educassem as crianças salvo que, lá, as crianças são tão velhas como os que as educam.
Tem-se que educar um corpo, o que necessita um amadurecimento.
A consciência está consciente totalmente do corpo que foi deixado e consciente de seu novo corpo
instantaneamente, mas há, entretanto, um período de aprendizagem ou de reaprendizagem ligada à nova estrutura
do corpo que (sobre uma escala de tempo que não tem nada a ver com sua escala de tempo) deve crescer e se
estabilizar.

***

Questão: Há uma forma de alimentação?


A alimentação é um ritual que é um rito diferente segundo os diferentes modos de vidas da quinta dimensão.
Para nós, nós decidimos manter uma forma de nutrição que parece mais a um ritual , não indispensável, mas muito
amistoso, através de uma planta, se é que se pode utilizar esta palavra, da qual nós absorvemos alguns nutrientes de
tempo em tempo.
Nós nos alimentamos mais frequentemente de Luz e de pensamentos que são Luz.
A nutrição e a alimentação do veículo corporal se fazem através da Luz.

***

Questão: O que são suas habitações?


Trata-se de ‘estruturas em ninho de abelha’ [favo de mel] de seis lados que são mais como ilhotas.
Compreendam bem que nós não temos que nos proteger de nada.
A Luz está por toda parte.
Essas pseudo paredes são constituídas de Luz.
Elas permitem ao pares ou aos trios se isolar por certo tempo.

***

Questão: Vocês conhecem o conceito de destruição?

Eu não compreendo este conceito.


O que vocês chamam de destruição?
A partir do momento em que nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.
Isso que era parede de Luz se torna Luz.
A parede, no sentido em que vocês a entendem, pode se tornar nutriente.

***

Questão: Os artistas de terceira dimensão permanecerão, eles, artistas na quinta dimensão?

Em quinta dimensão, em todos os mundos, nós somos todos criadores.

***

Questão: Mas eles escolhem particularmente este papel de artista?

É seu desejo durante certo tempo.

***

Questão: Eles podem mudar de função?

Evidentemente, mas vocês buscam um pouco em demasia estabelecer corolários com isso que vocês vivem.

***

Questão: Suas individualidades são polarizadas?


Sim.
Tendo as duas polaridades, um indivíduo pode decidir experimentar a polaridade que lhe convém, seja tomando outro
corpo, seja mudando de corpo.
A plasticidade é a regra.

***

Questão: O pensamento permite de deslocar?

Evidentemente.
Não há outras tecnologias.
A tecnologia de Luz é a regra na quinta dimensão.

***

Questão: Quando a Terra passar a quinta dimensão qual será sua destinação?

Que questão engraçada.


Perder uma atmosfera, se tornar aos olhos que estarão em terceira dimensão um mundo desértico, frio, não povoado
de vida, já que a vida é colocada no interior.
Isto é difícil de compreender.
A terra existe em múltiplas dimensões e em múltiplos exemplares.
Mas isto é eminentemente complexo, pois vocês o tentam compreender com seus olhos de carne.

***

Questão: O que se chama “nova terra”?

Eu gostaria muito de saber.

***

Questão: Na quinta dimensão nós veremos as estrelas?

Nos mundos no qual eu vivo, nós vemos a Luz.


O que torna visível as estrelas?
A noite.

***

Questão: Há sons no seu mundo?

O pensamento é som.
A Luz é som.

***
Eu retorno aos meus espaços de vida.
Saudações a vocês e certamente até breve.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=170
12 de agosto de 2007

***

Versão do francês: Shylton Dias


Postado por Shylton Dias

***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
INTRATERRA – 4 de novembro de 2007

~ ATA VIBRATÓRIA DA TERRA ~

Bem vindos, irmãos e irmãs de superfície.


Vamos, agora, dar-lhes um balanço energético, uma ata vibratória da Terra.

Desde o início deste ano terrestre, nós trabalhamos, grandemente, na preparação das redes em relação com a
ascensão planetária.

Doravante, e desde o fim do verão, o planeta está pronto para ascensionar.

Certo número de revoluções dessas redes está em curso.


Falta apenas a boa vontade humana.

O que nós chamamos tomada de consciência em número importante de almas para efetuar essa passagem.
O que eu quero dizer com isso é que tudo está pronto, no nível das redes intraterrestres, no nível das redes
magnéticas.
Nós não esperamos mais do que o bom querer humano, a vontade de ascensão da humanidade em uma
percentagem que permitirá efetuar esse salto.
Existem oportunidades, não planetárias, mas cósmicas que se instauram antes do fim deste ano.

Isso não quer dizer que, obrigatória e necessariamente, a Terra irá ascensionar naquele momento.
Entretanto, os alinhamentos geomagnéticos e geocósmicos estarão em alinhamento perfeito neste fim desse ano
terrestre.
Trata-se de uma oportunidade vibratória, que se chama de porta das estrelas, que vai pôr em alinhamento total o
Sistema Solar e o conjunto de seus planetas com o centro galáctico.

Esse período representa uma oportunidade de ascensão, mas, também, a partir de 15 de dezembro, uma
oportunidade máxima de manifestação de povos que vocês chamam extraterrestres em seus céus.

Isso dependerá do desejo, da oração, se preferirem, do coletivo humano em favor dessa aparição.
Como vocês sabem, os elementos – como o haviam anunciado alguns mestres em contato com vocês – estão,
doravante, em plena fase de manifestação de natureza regeneradora.
O cinturão do Pacífico, ao nível de vulcões e, portanto, do elemento fogo, entrou em atividade há algumas semanas e
continuará seu despertar.
O elemento água é onipresente e está modificando a conformação das terras, a toda velocidade, coisa que vocês
nem sempre sabem pelos seus meios de comunicação.
Isso quer dizer que vocês entraram, realmente, em uma fase de transformação.
A duração, a importância e a severidade dessa transformação será função de capacidades de resposta do conjunto
de povos de superfície.
Quanto a nós, nós concluímos e levamos a efeito, tanto quanto possível, a preparação do núcleo terrestre para essa
revelação.
Cabe a vocês, nas semanas ou mesmo nos alguns anos que lhes restam nessa dimensão, pôr ordem e pôr-se em
acordo com suas aspirações profundas e não as aspirações que esperam de vocês a sociedade e seus próximos.
É indispensável que, no espaço de tempo que lhes resta, vocês estejam, totalmente, em acordo com os desejos
profundos de sua alma, quanto ao desenrolar de sua vida, agora e já, nessa dimensão.
A conformação de seu desenrolar de vida com seu plano de vida – que vocês programaram antes de encarnar – é,
hoje, mais do que nunca, desejável para permitir, no momento vindo, uma eventual ascensão, com ou sem o corpo.
Cabe a vocês, hoje, decidir, tomar as resoluções que levarão à plena liberdade e à plena expressão de sua alma.

Nenhum elemento exterior, seja de ordem afetiva, geográfica, financeira, pessoal – a título de conveniência pessoal –
deve entravar o pleno desabrochar de seu projeto de vida.

Cabe a vocês, portanto, cortar, mudar o que deve sê-lo, para evitar, ao máximo, os períodos inexoráveis de
confrontação, tanto com as sociedades como com os aspectos elementares geográficos que irão desde a
manifestação visível e tangível de seus elementos, mas, também, na qualidade de seus meios de transporte e de
alimentação.
Vocês devem reencontrar as ferramentas que lhes permitem realinhar-se, recentrar-se e reencontrar seu coração
espiritual.
Nenhuma concessão deve intervir.

Vocês devem mostrar e demonstrar sua determinação, sua firmeza para aceder a essa Divindade.

Foi dito, frequentemente, que a árvore será julgada por seus frutos.
A árvore não é exterior e os frutos são aqueles que vocês mesmos portam, e esses frutos têm por nome honestidade,
justiça, alegria, serenidade e paz.
Vocês devem, a todo custo, buscar isso.

A Terra, os elementos, varrerá aqueles que não são capazes de conformar-se aos seus objetivos e planos de vida.

Não há qualquer punição aí, há, simplesmente, uma conformação de leis divinas com o humano.
Cabe a vocês escolher entre uma vida de desejo e de experiências ou, eu digo, efetivamente, «ou», uma vida
religada à Fonte e uma vida divina.
Não há compromissos possíveis nos níveis individuais, de grupos sociais, de etnias, de países, de continentes.

A espada de verdade já se abateu sobre vocês, ela corresponde à modificação profunda da distribuição da água e
das riquezas.

Eu entendo por riqueza não o que vocês chamam dinheiro, que não existe na quinta dimensão, mas, efetivamente, a
repartição de riquezas alimentares e riquezas de coração que permitem, a si mesmas, manter a vida, qualquer que
seja a dimensão.
Vocês estão em face de escolhas, de confrontações, de decisões que vocês, sozinhos, podem tomar.

Qualquer que seja o desvendamento do plano pelos povos extra ou intraterrestres, qualquer que seja a emergência
deles em sua realidade de terceira dimensão, ninguém poderá dar o passo em seu lugar.

Vocês entraram no que inúmeros seres humanos chamarão turbulências elementares, financeiras, sociais,
econômicas e, no primeiro plano, alimentares.

A perturbação de que vocês são o alvo não é inevitável, ela faz parte de uma pequena era de transformação,
necessária, que sobrevém a cada fim de ciclo.

Não há catastrofismo, não há visão destruidora, há arranjo, reajuste e conformação.

Então, alguns povos sofrerão a fome, alguns povos sofrerão a água, alguns povos sofrerão o frio, alguns povos
sofrerão o fogo, alguns povos sofrerão tudo isso.

Só o modo pelo qual vocês estão alinhados, estão recentrados, permitirá a vocês dirigir esse afluxo suplementar no
interior de seu corpo.
interior de seu corpo.

Frequentemente, muito frequentemente neste mundo, vocês buscaram, em seu tempo linear, conhecer datas.
Não há mais data, uma vez que vocês estão nas datas há algumas semanas e alguns meses.

Vocês estão no interior do que foi chamado, em seu livro sagrado, os tempos reduzidos – chamados dois tempos, a
metade de um tempo e um tempo – que corresponde ao período de dois anos e meio.

Isso não é em dez anos, é agora.


As decisões para seu futuro engajarão sua alma para um ciclo de cinquenta mil anos, no mínimo.

Suas escolhas serão definitivas.

Não se trata de uma advertência, porque ninguém, qualquer que seja a escolha, julgará sua alma.
Cada alma nasceu e permanece livre de suas escolhas.

Não há qualquer julgamento, qualquer escala de valores em tudo isso.

Há apenas um tempo que está aí e que impõe, por modificações geomagnéticas e geocósmicas, estabelecer a
certeza de suas escolhas e ali mantê-los.

Eu repito: isso não é em uma semana ou em alguns anos, isso é agora, e vocês estão nesse agora.
Se vocês não veem as coisas assim, se não querem ver o que muda, coloquem-se a questão de «o que é que resiste,
em vocês, à mudança?».
Mas a Terra já mudou, as redes ascensionais já estão no lugar.

A modificação dos elementos está em pleno andamento, e esse será o caso nos meses que vêm, até o fim do ano de
2008.

Essas perturbações climáticas são inscritas na história dos ciclos da humanidade, e sobrevêm em períodos regulares
na história desse planeta.

Elas não são ligadas a qualquer punição, evolução, involução terrestre, humana, mas, efetivamente, a um balé
cósmico dos céus, nos quais as órbitas planetárias põem-se em ressonância com o Sol Central.

Poder-se-ia comparar isso, se querem, à rã que está na água fria e a água aquece-se, progressivamente.

A rã deixa-se escaldar.
Ela não tomou consciência de que o ambiente mudava.

A experiência poderia ser feita no outro sentido.

A temperatura da água baixa, progressivamente.


A água congela-se, e a rã é congelada.
Vocês estão nessa situação, na qual vocês devem alinhar-se no projeto de sua alma para perceber, sentir, em
verdade, as mudanças que já estão aí.
Vocês querem extrair-se do magma ou acompanhar o magma?
Mas não pode haver meias-medidas.

Ou vocês mudam de frasco, ou permanecem no frasco.


A decisão é difícil a tomara porque, saindo do frasco, há outro bocal.
Todas as descrições que eu poderia dar-lhes de mundos intraterrestres de quinta dimensão com o corpo seriam
apenas descrições.

Eu poderia, como aprendi a palavra, fazer-lhes a publicidade, a propaganda, mas isso seria apenas a propaganda.
Há um frasco fora desse frasco?
Não há apenas um, há vários deles.

Mas é preciso, para isso, aceitar extrair-se de seu frasco.


Vocês estão na situação da rã, vocês estão imersos em uma realidade que se transforma.
Contrariamente ao que vocês creem, coletivamente, não há um antes e um depois, a um instante T.
Esse será o caso, unicamente, no momento do basculamento na esfera ascensional, mas, antes, vocês estão no
frasco, e as mudanças, mesmo se se aceleram, vocês não têm, mesmo, mais consciência delas.
Imaginem, simplesmente, que vocês possam extrair-se do ambiente no qual vivem e mergulhar no ambiente de seu
tempo terrestre vinte anos atrás.

Vocês descobririam um oásis de paz, de serenidade, de alegria.


Imaginem que, se os remetam a esse tempo presente.
Vocês seriam bombardeados de ondas ditas negativas.

Vocês ficariam apavorados pela mudança de atmosfera vibratória e, no entanto, mesmo se vocês a sintam ou
pressintam, vocês ainda continuam no frasco.
É sobre essa visão, esse aspecto metafórico que eu gostaria que vocês meditassem: a realidade que vocês vivem
não é mais, absolutamente, a mesma que aquela de há vinte anos e, no entanto, vocês têm a impressão de que as
coisas quase não mudaram.
Mas há um mundo de vibração entre essa Terra de há vinte anos e esta Terra de hoje.
Uma pessoa que teria deixado essa Terra há vinte anos e voltasse, não poderia ali viver e, no entanto, vocês ali
vivem.

As forças em presença jogaram na adaptação do ser humano às modificações que sobrevieram de maneira
progressiva.
Hoje, vocês devem despertar, totalmente.

Quanto a nós, nós estamos serenos.


A Terra está pronta, as redes magnéticas estão prontas.
Nós confiamos, inteiramente, na vontade divina para cada um.

Cada ser estará no lugar que escolheu, livre e totalmente.


Aí estão as algumas informações que eu queria partilhar com vocês.
Se vocês tiverem interrogações, eu gostaria de tentar responder.
***

Questão: a partir de qual proporção de pessoas essa ascensão poderá acontecer?


Não é uma questão de número, mas de nível de consciência.
Bastam cem seres humanos que toquem um nível de consciência extremamente elevado, que favoreça o
basculamento.

Pode haver dez milhões de seres despertos, eles não bastarão para assegurar o basculamento.
É uma questão de qualidade de despertar.
Isso não se mede em número de pessoas.

Aí está o erro fundamental.


***

Questão: essa qualidade de despertar é atingida, hoje?


Vocês ainda estão aí.

A resposta está dada.


***

Questão: qual seria o melhor meio de atingir essa qualidade de despertar?


Eu creio que vocês receberam vibrações de uma grande deusa que os fez aproximar-se do que é a totalidade do
despertar (ndr: MA ANANDA MOYI).
Não basta, de fato, querer definir novos paradigmas, dizer «eu vou comer biológico», «eu vou viver em uma casa com
normas ecológicas», «vou à igreja todos os dias», «eu subo em vibração todos os dias».
O melhor despertar é aquele que se refere à adequação entre a sua alma e a manifestação da sua alma em
encarnação.
A qualidade vibratória situa-se nesse nível, e isso necessita de estar na justiça, na verdade, fugir da mentira, fugir da
dualidade, fugir das contradições e das confrontações.
Não fugir para salvar-se, mas resolvê-los, é o termo o mais adequado.
***

Questão: nesses momentos de passagem, o mental não é um freio enorme?


Tudo depende de pelo que é alimentado o que vocês chamam de mental.
Se o mental for alimentado pelas suas emoções, efetivamente, ele será um freio.

Se o mental for alimentado pela energia do ego, efetivamente, ele será um freio.
Se o mental for alimentado pelo pensamento iluminado, ou seja, pela alma, naquele momento, ele será uma ajuda.
Vocês receberam isso, durante um período de ensinamentos sobre os apegos, o desapego e a mestria, eu os remeto
a eles.
***

Questão: há um cristal mais específico para as evoluções atuais?


Há milhares de cristais.

Essa questão não tem sentido.


Vocês estão em ressonância, a cada instante da sua vida, em função das suas diferentes funções, com várias
centenas de vibrações cristalinas.
***

Questão: na terceira dimensão, nós exteriorizamos o pensamento por palavras e...


É falso.
As palavras são a tradução do seu mental e não do seu pensamento.

Há uma enorme distância entre o seu pensamento e as suas palavras.


O pensamento real apenas pode ser captado pelo pensamento e não pelas palavras.
O que eu chamo de pensamento é, simplesmente, emitir um pensamento.

O mental é uma construção que não é um pensamento.


***

Questão: em sua dimensão, portanto, os pensamentos são emitidos e...


E captados pelo conjunto da comunidade.

Não pode ali haver interpretação.


Um pensamento é um pensamento, é um trem de ondas.
Uma onda é uma onda, ela não leva interpretação, contrariamente à linguagem, que é outra forma de ondas que
passou pelo filtro mental de outra pessoa.

Uma onda primária não pode ser modificada no âmbito do pensamento.


O que é, sistematicamente, o caso no âmbito da linguagem.
É o que vocês chamam de seus quadros de referência e de seus modos de funcionamento psicológicos.
***

Questão: o que você chama de ponto central de Deus corresponde ao que chamamos de Fonte divina?
Não completamente.
Isso é mais complexo.

Isso está fora do assunto, no momento.


A Fonte, para vocês, é a Intraterra e o Sol.
***

Será tempo, agora, que eu volte aos meus espaços.

Recebam a minha saudação fraterna.


Recebam as saudações do povo Intraterrestre.
E, sobretudo, o que eu posso dizer-lhes é «boa escolha».

Bem a vocês, caros irmãos e irmãs.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=182
04 de novembro de 2007
***

Versão do francês: por Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com.br/


***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
INTRATERRA – 16 de maio de 2008 - Autres Dimensions

*
Eu os saúdo, caros irmãos da superfície.
Eu sou um ser delfinoide e não terrestre, que vive em outra dimensão que não a sua.
Eu conservei um corpo de densidade física, entretanto, que percorre espaços de quinta dimensão, situados ao
nível da Intraterra.
O meu papel, e aquele de alguns afins, é de natureza múltipla.
Minha intervenção é destinada a fornecer-lhes certo número de informações quanto às suas estruturas, às suas
evoluções, às suas transformações.
Primeiro, estou extremamente satisfeito por reencontrá-los nesse espaço que eu não conheço, e contatar
alguns irmãos, algumas irmãs Terrestres que eu ainda não tive o privilégio de encontrar.
Meu pedido de intervenção é, de algum modo, conjuntural, ligado, ao mesmo tempo, à presença, neste lugar,
de um grupo de pessoas que vocês são, mas, também, a imperativos ligados à organização energética,
magnética, da superfície de nosso planeta.
Para fazer mais amplo conhecimento com cada um de vocês e impregnar-me de suas vibrações, para
comunicar-lhes suas chaves cristalinas, terei necessidade de ouvir, um por vez, repetido de maneira distinta,
por três vezes, seu nome.
Eu lhes darei as chaves cristalinas individuais, que lhes permitirão acelerar o processo de transformação, ligado
a um processo preciso que visa tornar sincrônico o funcionamento de seus hemisférios cerebrais, para ajudá-
los a sair dos modos de funcionamento, em breve, obsoletos, de seu mental e de seus funcionamentos.
O modo de proceder ou de utilizar essas chaves cristalinas ser-lhes-á comunicado após minha partida, por meu
canal ou pela entidade que acompanha meu canal, assim que ele tiver voltado de sua viagem Intraterrestre.
Então, se quiserem, vamos começar por isso, mas terei outras coisas a dar-lhes, importantes, a título coletivo,
e eu poderei começar a falar-lhes de outro tipo de trabalho, que utiliza os minerais, a título coletivo e, também, a
título individual, mas em um tempo ulterior.
Comecemos, primeiro, se quiserem, por essa primeira etapa, que permitirá, também, familiarizar-me com suas
particularidades individuais.
Ndr: as chaves cristalinas pessoais – que facilitam a «fusão dos hemisférios» – são comunicadas às
pessoas presentes.
Como vocês sabem, ou como o pressentem, há muito tempo ou mais recentemente, para alguns de vocês,
nosso planeta vive um processo de transformação.
Chegado há, agora, alguns anos, no período crucial, vocês chamaram esse processo a ascensão.
Eu lhes comuniquei, em diferentes reprises, precedentemente, certo número de exercícios que favorecem,
que preparam, de algum modo, esse processo complexo que vocês chamaram ascensão.
Vocês receberam um ensinamento e regras de utilização que permitem ativar alguns canais e algumas portas,
que utilizam ou não cristais.
Existe, de fato, um processo que pode ser manuseado por qualquer indivíduo sincero em sua diligência, que
visa preparar o conjunto de seus canais e o conjunto de suas portas que não são, propriamente ditas, as
chaves ascensionais, mas, efetivamente, uma preparação geral e uma repetição geral, que visa afinar suas
estruturas sutis, para permitir a elas, no momento vindo, encontrar, mais facilmente, o caminho da ascensão.
Eu lhes comunicarei, em um segundo tempo, um processo mais individualizado, que é próprio à sua vibração,
que lhes permite, da mesma maneira, com dois cristais, colocados, um, sobre o chacra da raiz, o outro, sobre o
chacra da coroa, facilitar a abertura do canal ascensional.
O canal ascensional corresponde, em grande parte, ao canal mediano da coluna vertebral, aumentado de uma
capacidade específica que faz com que se adicione a esse canal outro canal, mais largo, chamado canal
ascensional.
Existem numerosos modos de favorecer o despertar dos novos corpos, de preparar as diferentes estruturas
aos processos ascensionais.
A abertura de novas potencialidades, ao nível da Terra, muito recentes, permite ir, diretamente, agora, trabalhar
no canal ascensional, diretamente, sem passar, necessariamente, pelas etapas que vocês viveram, alguns de
vocês, aqui, no ano precedente.
O processo de preparação coletivo do conjunto de estruturas humanas, que permite uma fluidificação de seus
circuitos energéticos e prepara, de algum modo, seu veículo e seu canal ascensional, é constituído pelas cinco
formas geométricas perfeitas, colocadas em círculo, na ordem de complexidade de forma do que vocês
chamam as formas platônicas.
Esse é um trabalho preparatório, que pode ser realizado à sua conveniência.
Em seguida, suas chaves ascensionais pessoais são, portanto, destinadas a serem colocadas, para a primeira
chave, ao nível do chacra raiz, e a segunda chave, ao nível do chacra coroa, permitindo, assim, a
implementação progressiva desse segundo canal, no interior do canal da coluna vertebral.
Paralelamente a isso haverá, obviamente, técnicas, digamos, de ginástica, de movimentos, de posturas físicas
e mentais que lhes serão comunicadas em um tempo ulterior e que permitirão agir nas estruturas em vias de
ficarem obsoletas, para que elas não sejam um obstáculo para a liberação total dos esquemas obsoletos.
Assim, vou dar-lhes, pela primeira vez, essas famosas chaves ascensionais cristalinas.
A primeira chave deve ser colocada sobre o primeiro chacra raiz.
A segunda chave deve ser aplicada sobre o segundo chacra coroa.
O ideal é praticar, regularmente, a cada três a quatro dias, uma sessão na calma, na posição deitada (e não em
pé, o que seria demasiado perigoso), durante meia hora de seu tempo.
Então, se quiserem, vamos dar-lhes essas chaves ascensionais, cada um na sua vez, porque elas são
específicas e não mudam.
Ndr: as chaves ascensionais pessoais são comunicadas às pessoas presentes.
Agora, se vocês tiverem algumas questões que não concirnam a aspectos demasiado pessoais ou ligados ao
seu futuro individual, eu gostaria de ali levar algum esclarecimento.

***

Questão: quais são as modificações que você evocou?


Trata-se, simplesmente, de reajustes, como se produzem, bastante regularmente, ligados à ativação ou à
modificação das redes magnéticas terrestres, concernentes a alguns continentes e que permitem reajustar
algumas zonas da Terra sob a influência do Sol Central.

***

Questão: o que acontece na China é ligado a esses reajustes?


Grandemente.
***

Questão: em que as condições de passagem da vida à morte mudaram, recentemente?


Nada que seja mais útil, se não que, efetivamente, esse reajuste, também, permitiu suprimir algumas etapas
ditas astrais ou intermediárias de viagem no que vocês chamam o além.
***

Questão: isso significa que o corpo astral do planeta e dos humanos está sublimado?
Ele não está, ainda, sublimado, caso contrário, vocês não estariam mais aí.
Ele está, simplesmente, em vias de clarificação.
Essa palavra é a mais exata.
O que pode explicar que, em função de resistências ou de facilidades individuais, coletivas, familiares, de país,
de nacionalidade, isso seja mais ou menos fácil.
***

Questão: quais são as estruturas em vias de ficarem obsoletas?


Não é necessário, para vocês, ter as explicações concernentes a isso, porque isso faria trabalhar seu mental
demasiadamente.

***

Questão: quais são as chaves ascensionais coletivas?


Esperando que as pessoas tenham a revelação individual dessas chaves ascensionais, existem dois cristais,
em forma específica, que permitem, colocados ao nível do chacra raiz e do chacra coroa, favorecer o
processo de nascimento do canal ascensional.
Trata-se do cristal denominado «Merkabah».

***

Questão: como elas se articulam com as chaves pessoais?


Não há qualquer articulação.
Não há qualquer razão de fazer o protocolo coletivo, se vocês têm suas chaves individuais.
Questão: a que correspondem, então, as chaves ascensionais coletivas?
Para aqueles que não conhecem as próprias chaves individuais.

***

Questão: qual é a mandala de sobrevivência que você evocou?


As mandalas de sobrevivência são mandalas que lhes permitirão, no momento em que o corpo astral do
planeta romper-se, não ser afetado, por esse evento, qualquer que seja o estado de seu canal ascensional.
Convirá, então, colocar-se no interior de uma mandala, constituída, simplesmente, de quatro águas marinhas,
quaisquer que sejam a forma e a cor, dispostas em cruz.
Isso isolará a estrutura astral planetária de sua estrutura astral individual, para evitar as emoções ligadas a essa
morte coletiva.
Desse processo, vocês podem, agora e já, testar a pertinência.
***

Questão: o que vai acontecer, no momento dessa diluição do astral?


Para nada serve programar, em seu mental, esses elementos, uma vez que, de qualquer modo, eu lhes
comuniquei – e isso deve ser comunicado de maneira ampla – o modo o mais direto de escapar dessa morte.
***

Questão: pode-se se colocar em vários, no interior dessa mandala?


Tudo é possível.
***

Questão: pode-se ter informações específicas sobre nossa evolução?


Não me cabe revelar isso, como eu disse.
***

Questão: você tem informações sobre as patologias de pessoas presentes?


O mais importante não é a evolução de suas patologias, mas sua evolução, simplesmente, sabendo que,
progressivamente e à medida que sua consciência voltar-se não para suas patologias, mas para sua ascensão,
as patologias não terão mais razão de ser.
Uma nova etapa nasceu.
Ela necessita de um aprendizado específico, que é o de esquecer-se, tanto quanto possível, de maneira
progressiva, a dicotomia na qual vocês têm vivido há tantas e tantas vidas na terceira dimensão.
Isso necessita de tomadas de consciência, mas, também, e em um primeiro tempo, uma vontade, um
comportamento, emoções voltadas para a Unidade e, portanto, para o não julgamento, em bem ou em mal, em
bom ou mau, ou em Sombra ou Luz.
Isso, eu repito, é um aprendizado, mas, agora e já, tenham consciência de que isso é uma preparação tão
importante quanto as chaves ascensionais que eu lhes dei e que eu lhes peço experimentar o mais breve
possível, para trocar suas impressões.
Isso não é importante ao nível de seus sentires, mas, como vocês se aperceberão, isso os confortará em um
processo iniciático comum, com sensações comuns, apesar da disparidade das chaves que lhes são próprias.
Trata-se, eu repito, de um processo que é diferente da descida da Luz ou do despertar da Kundalini.
Trata-se de criar um segundo canal em torno do canal, quer ele esteja despertado ou não.
A criação desse segundo canal, no interior ou no exterior do primeiro canal, acompanha-se de certo número de
sensações e de manifestações que eu os engajo a associar.
***

Questão: a saúde do corpo é uma condição sine qua non ao processo ascensional?
No que concerne à saúde, sim.
No que concerne às doenças, por vezes, que levam à invalidez, na terceira dimensão, elas não serão um
obstáculo, porque essas estruturas são destinadas a desaparecer.
Alguns seres poderão viver uma ascensão corporal, apesar das doenças, porque a doença desaparecerá, ela
pertence à terceira dimensão.
Cada caso é um caso, e individual.
Não há regra absoluta, mas, quanto mais vocês prepararem esse canal ascensional, mais será fácil, após ter
fluidificado suas estruturas sutis pelos protocolos que eu dei, mais vocês serão capazes de aceitar, digamos,
os protocolos ascensionais, sabendo, também, que, qualquer que seja o estado das estruturas energéticas,
qualquer que seja o avanço espiritual, o desenrolar desse processo final depende, antes de tudo, de sua
consciência, e unicamente dela, e não de qualquer estado de saúde ou de qualquer estado energético.
A consciência prevalece sobre o conjunto.
Entretanto, é importante, também, compreender que o trabalho nas redes magnéticas pessoais, através do
canal ascensional, ajudará, necessariamente, sua consciência.
***

Questão: você havia, igualmente, falado de exercícios?


Isso será ensinado, amplamente, mais tarde, como eu disse, em um tempo ulterior, e serão comunicados pela
ia a mais ampla.
***

Questão: como evoluem os lugares preparados para os eventos a vir?


Dada a multiplicação de problemas que nós encontramos, devido ao conjunto do mundo de superfície, em
relação com o que são chamados «os guardiões» que eram seres preparados e programados há muito tempo,
e diante do fracasso quase geral, na escala do planeta, nós decidimos suprimir essas operações, vocês diriam,
e fazer de forma a que os lugares que escolhemos, doravante – e isso tornou-se possível pelas mutações
recentes – estejam, diretamente, sob o controle de elementos e não mais de seres encarnados.
Eu entendo por elementos as entidades ditas angélicas.
Portanto, os guardiões, ou supostos guardiões, não têm mais qualquer importância.
Não temos mais perguntas, agradecemos.
Então, caros humanos de superfície, recebam minhas saudações as mais respeitosas em seu futuro tão
radiante que se perfila.
E não vejam, absolutamente, o que quer que aconteça, tanto a vocês como ao seu redor, como quaisquer
eventos gratificantes ou penosos.
Nem um, nem outro.
Cada ser segue seu caminho e vive suas escolhas.
Hoje, mais do que nunca, não há nem punição nem recompensa, há caminhos que mudam de rota, há
caminhos diferentes para cada um.
Isso deve ser respeitado, totalmente, porque é uma decisão de cada consciência individual, de cada filho da
Lei de Um.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=202
16 de maio de 2008

***

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com.br/


***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************
INTRATERRA – 23 de maio de 2008 – Chaves Ascensionais

~ CHAVES ASCENSIONAIS ~

Eu me apresento a vocês, irmãos da superfície, com paz, com amor, com fraternidade.
Meu nome não importa.
Saibam, simplesmente, que meu espaço de vida situa-se sob os seus pés, no interior desse planeta que é,
também, o seu.
Vocês são irmãos da superfície e irmãos do exterior.
Nós somos seus irmãos do interior.
Eu não me exprimo por mim mesmo, mas venho transmitir-lhes isso.
Eu sou, portanto, o porta-voz do Conselho, denominado, no seu mundo da superfície e em outros tempos, os
vinte e quatro Anciões.
Basta-lhes saber que eu sou um dos governadores do povo da Intraterra, que nós evoluímos, há mais de
trezentos mil anos, no interior do manto da Terra, na verdadeira vida, que assegura um papel essencial como
guardião da sua evolução.
No que me concerne, eu não pertenço à raça humana e, entretanto, eu sou seu irmão em manifestação.
Foi feita referência, há muito tempo agora, no seu mundo da superfície, a um processo denominado elevação,
ascensão, mudança dimensional.
Foi-me solicitado, hoje, para trazer-lhes a seguinte informação, que caberá a vocês comunicar ao maior número
de pessoas, porque ela não choca qualquer sensibilidade religiosa, de confissão, de crença.
Essa informação é adaptável e adotável por qualquer ser humano de boa vontade que queira manter a
integridade de seus campos energéticos e que queira participar do esforço de colocação na Luz desse
planeta, para permitir à vida expandir-se, à Luz manifestar-se e à Luz concretizar-se.
Vocês são, como sabem, ou talvez não, filhos do Céu e da Terra.
Vocês participam de um projeto que vem do céu que se encarna sobre esta Terra, que toma seu apoio e volta
a partir para o Céu.
***
Não me cabe, neste espaço, comunicar chaves ascensionais cristalinas pessoais, mas, efetivamente,
comunicar-lhes o processo acessível a qualquer ser humano, eu o repito, a qualquer ser humano, sem
distinção de nível evolutivo, sem distinção de idade ou de país, de poder conectar-se durante esse período de
maneira intensa, sólida e definitiva, à sua origem e ao seu destino de alma.
Para isso, dois atos são necessários.
O primeiro consiste em consagrar alguns minutos do seu tempo a religar-se ao Céu e à Terra, com uma técnica
que lhes é próxima: o simples fato de afirmar a sua conexão bastará para gerá-la, nesses períodos específicos
que vivemos todos.
Outro meio consiste em colocar, no nível do púbis, conjuntamente, no nível do topo da sua cabeça (e
consagrar meia hora do seu tempo deitado, na horizontal), pedras precisas, adaptáveis a qualquer ser humano:
colocar um cristal chamado de Merkabah nesses dois lugares precitados.
No mínimo, vocês poderão colocar dois cristais com sua forma natural, qualquer que seja a procedência,
qualquer que seja a origem do cristal (ndr: de rocha), na condição de que ele seja intacto, não polido, não
lapidado, não cortado.
Colocados nos dois lugares precitados: o púbis e o topo do crânio.
Fazendo isso regularmente, vocês irão assegurar uma conexão à sua Essência íntima, mas, além disso, irão se
tornar, por sua vez, um canal de Luz, que permite o estabelecimento e a facilitação do principal evento para
essa humanidade, que deve sobrevir em tempos extremamente reduzidos.
***
Vocês irão ajudar, desse modo, muito mais facilmente, de maneira muito mais fluida, o estabelecimento da
nova dimensão e o processo ascensional planetário.
É-lhes solicitado isso, vigorosamente, por todo meio à sua conveniência, assim como, do nosso lado, nós
asseguramos, também, através de outras vias, a divulgação dessa informação essencial à sua Fonte e à sua
origem.
Através do cristal, através da consciência, através da natureza, também, é-lhes solicitado, vigorosamente,
lembrar-se de que vocês são filhos do Céu e da Terra, de que vocês participam de um processo evolutivo
muito mais importante do que o seu caminho pessoal e do que as suas encarnações pessoais, com seus
prazeres e seus desesperos.
Essa mensagem é uma mensagem solene.
Eu sou apenas o porta-voz do coletivo vibratório mais evoluído das dimensões e dos mundos.
Vocês estão na aurora de um novo dia.
A noite faz apenas começar.
A aurora desse dia novo encontra-se ao alcance da mão e da consciência.
A duração da noite depende apenas da sua vontade de bem, através dessa simples conexão, através da
simples reminiscência da sua origem.
Através dessa conexão energética e de consciência, vocês afirmam, assim, a sua filiação e, sobretudo, vocês
se tornam, eu repito, o canal privilegiado da nova energia e da nova consciência.
Vocês ajudarão, com isso, melhor do que por qualquer outro modo, todos os irmãos desse mundo da
superfície, a penetrar, por sua vez, nessa conexão.
Isso é muito simples.
Isso pode parecer simplista, insignificante, mas, quando tiverem experimentado esse processo, vocês irão se
aperceber, rapidamente, instantaneamente para alguns, da potência da Luz que é a sua e da potência da Luz
do Céu e da Terra.
***
Irmãos e irmãs da superfície, eu lhes trago toda a minha bênção, todo o meu amor.
Vou retirar-me, agora, e deixo-os continuar o objetivo da sua presença aqui.
Mas não se esqueçam do objetivo da sua presença, simplesmente, que é o de irradiar a Luz, de irradiar a
Fonte, de irradiar a indizível Luz que vocês são.
Não se deixem abusar pelas vestes da personalidade, pelas vestes da sociedade, pelas vestes de
convenções e de forças que iriam querer impedir a eclosão do que está chegando.
Porque isso está chegando, isso É, isso bate à porta e isso pede para entrar.
Paz a vocês, paz às suas almas, paz aos seus destinos.
Sejam abençoados.
Eu lhes transmito a Graça do Conselho.

************

Mensagem da INTRATERRA no site francês:


http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=206
23 de maio de 2008
***

Versão do francês por Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com.br/


***

Transcrição e edição: Zulma Peixinho


http://portaldosanjos.ning.com

************