Você está na página 1de 4

Escola Secundária de Monserrate

Tipologia Ficha de gramática – Funções sintáticas

Curso Cientifico - Humanístico de Ciências e Tecnologias

Disciplina Português

Ano/Turma 12º Data: fev.2021

Lê o texto.

Fernando Pessoa (1888-1935)

“Eu sou um outro”, escreveu Rimbaud. “Contenho multidões”, exclamava Whitman. Fernando
Pessoa fundiu as duas ideias: foi outros, muitos outros, uma multidão de outros. O poeta secreto,
empregado de escritório com uma arca de textos quase infinita em casa, modernista da geração de
Orpheu, não se limitou a inventar os heterónimos; antes criou para si mesmo uma literatura inteira.
Talvez por isso, houve poucos escritores portugueses que se tenham abrigado à sua sombra, que é
dizer também à sombra de Álvaro de Campos, Alberto Caeiro ou Ricardo Reis. Por muito que paire
sobre nós, dominadora, a obra de Pessoa é tão excecional, tão fulgurantemente única, que não
deixou discípulos ou epígonos. No Estrangeiro, tornou-se entretanto o epítome das letras lusas e da
nossa problemática identidade, bem como do nosso imobilismo reflexivo e melancólico, tão bem
fixado nessa obra-prima absoluta que é o inacabado (e inacabável) Livro do Desassossego, de
Bernardo Soares.
O que nos ensinou: o milagre da heteronímia (através da qual antecipou as fragmentações e
desdobramentos da pós-modernidade).
SILVA, José Mário (2008). “Fernando Pessoa (1888-1935)”, in Os 50 Autores mais influentes do Século XX (suplemento da
revista Ler, abril de 2008).

1. Identifica a função sintática desempenhada pelos seguintes constituintes.

A) “Eu sou um outro” Complemento direto


B) “Whitman” Sujeito
C) “outros, muitos outros, uma multidão de outros” Predicativo do sujeito
D) “de Orpheu” Complemento do nome
E) “poucos escritores portugueses que se tenham abrigado à sua sombra” Complemento
direto
F) “que se tenham abrigado à sua sombra” Predicativo do complemento direto
G) “à sua sombra” Complemento obliquo
H) “dominadora” Modificador apositivo do nome
I) “de Pessoa” Complemento do nome
J) “discípulos e epígonos” Complemento direto
K) “o epítome das letras lusas e da nossa problemática identidade” Predicativo do sujeito
L) “Bernardo Soares” Complemento do nome
M) “reflexivo e melancólico” Modificador restritivo do nome
N) “tão bem fixado nessa obra-prima absoluta que é o inacabado (e inacabável) Livro do
Desassossego, de Bernardo Soares” Modificador apositivo do nome
O) “que é o inacabado (e inacabável) Livro do Desassossego, de Bernardo Soares”
Complemento do nome
P) “de Bernardo Soares” Complemento do nome
Q) “nos” Complemento direto

ORG.Prof. PRI.CCH.001/02
Página 1 de 4
Escola Secundária de Monserrate

R) “o que” ?
S) “da pós-modernidade” Complemento do nome

2. Lê o texto de apresentação de um espetáculo de marionetas inspirado em Fernando Pessoa,


produzido pelo grupo teatral Limite Zero.

Fernando Pessoa inspira Festival da Incerteza em Paris

Pela primeira vez, a biblioteca particular de Fernando Pessoa viajou “em bloco” para fora de
Portugal, com 800 dos 1200 títulos da coleção, uma vez que “não viajaram os livros que estavam
em estado mais frágil”, disse à Lusa Clara Riso, diretora da Casa Fernando Pessoa.
“Com a viagem da biblioteca, há a possibilidade de apresentar ao público francês a figura de
Pessoa como grande leitor. Sendo um autor que é muito lido e traduzido, estar aqui na biblioteca é
dar outra possibilidade de aproximação aos textos de Pessoa”, descreveu a responsável,
sublinhando a diversidade de temas que permite ver ”como os interesses de Pessoa têm uma
abrangência tão grande”.
“Fernando Pessoa inspira Festival da Incerteza em Paris” (Em linha). Sapo24(Consult. Em 04-10-2016).

2.1. Transcreve do texto um constituinte que desempenhe as funções sintáticas indicadas.


a. Modificador apositivo do nome. “diretora da Casa Fernando Pessoa”
b. Modificador restritivo do nome. “francês” ou “particular”
c. Complemento do nome. “de Fernando Pessoa”
d. Complemento direto. “Festival da Incerteza”
e. Complemento indireto. “ao público francês”
f. Complemento oblíquo. “para fora de Portugal”
g. Predicativo do sujeito. “em estado mais frágil”
h. Predicativo do complemento direto. “como grande leitor”

2.2. Assinala a opção correta.

2.2.1. O sujeito da oração “estar aqui a biblioteca” (l.5) classifica-se como


(A) Sujeito (nulo) subentendido.
(B) Sujeito (nulo) indeterminado.
(C) Sujeito simples.
(D) Sujeito composto.

2.2.2. Assinala a frase em que está presente um complemento do adjetivo.


(A) Inspirado em Fernando Pessoa, o Festival da Incerteza decorre em Paris.
(B) A responsável pelo Festival sublinha o interesse da biblioteca de Pessoa.
(C) A figura de Pessoa como grande leitor vai ser conhecida no Festival.
(D) Os interesses de Pessoa têm uma grande abrangência.

3. A ordem normal dos elementos frásicos em português é a seguinte:

. Sujeito → verbo → complementos (→ modificadores)


. Nome → complemento do nome
. Nome → modificador do nome

ORG.Prof. PRI.CCH.001/02
Página 2 de 4
Escola Secundária de Monserrate

3.1. Ricardo Reis, nas suas odes, recorre frequentemente a inversões sintáticas. Sublinha
as que estão presentes na ode seguinte.

Da lâmpada noturna

Da lâmpada noturna
A chama estremece
E o quarto alto ondeia.

Os deuses concedem
Aos seus calmos crentes
Que nunca lhes trema
A chama da vida
Perturbando o aspeto
Do que está em roda,
Mas firme e esguiada
Como preciosa
E antiga pedra,
Guarde a sua calma
Beleza contínua.

3.2. Reescreve a ode, organizando as frases pela ordem normal.


R: A chama lâmpada noturna estremece e ondeia o quarto alto. Os deuses concedem os
seus crentes calmos que a chama da vida nunca lhes trema, perturbando o aspeto do que
está em roda, mas a sua calma firme e esguiada, como preciosa pedra antiga, guarde
beleza contínua.

3.3. Identifica o recurso expressivo a que as inversões sintáticas dão origem.


R: Anástrofe

4. Escreve frases que contenham as estruturas sintáticas indicadas.


a) Sujeito simples (nome + complemento do nome) →vocativo → Predicado (verbo +
complemento agente da passiva + modificador do grupo verbal)
R: A vida da Maria, senhor, começa a mudar por conta do seu trabalho com
destreza.
b) Sujeito composto → Predicado (verbo + complemento direto + predicativo do
complemento direto)
R: O Tio Patinhas e o Relâmpago Marquinhos marcaram a minha geração de
aventuras.

c) Sujeito simples (nome + modificador apositivo do nome) → Predicado (verbo+


predicativo do sujeito (adjetivo + complemento do adjetivo)

R: Dorminhoco, o meu cão, é lerdo de nascença.

5. Lê a entrada de diário que Fernando Pessoa escreveu no dia 14 de março de 1913.

Diário de Fernando Pessoa

Vim para baixo às 9, para o escritório do Mayer. Fui ao do Lavado depois, onde escrevi uma carta. –
De noite na Brasileira com Corado (?). Saí com ele, falando sobre vários assuntos num passeio
longo, que foi até a Alcântara e volta.

ORG.Prof. PRI.CCH.001/02
Página 3 de 4
Escola Secundária de Monserrate

Identifica as funções sintáticas desempenhadas pelos constituintes sublinhados.

“para baixo” – complemento oblíquo


“às 9” – modificador
“do Lavado” – complemento do nome
“onde escrevi uma carta” – modificador apositivo do nome
“sobre vários assuntos” – complemento oblíquo
“que” – sujeito

In do Caderno de Atividades de Encontros 12

ORG.Prof. PRI.CCH.001/02
Página 4 de 4