Você está na página 1de 7

UNIVERSIDADE LÚRIO

FACULDADE DE ENGENHARIA
CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA CIVIL

3. REACÇÕES DE APOIO EM ESTRUTURAS ISOSTÁTICAS

Geralmente, as obras de engenharia civil são apoiadas no terreno, sejam elas barragens,
edifícios, pontes, vias ferrovíarias etc, portanto. É necessário projectar elementos estruturais,
designados de apoios para que a estrutura possa transmitir de forma segura aos solos de
fundação as cargas que dela advêm. As reacções nos apoios são de extrema importância para
o cálculo estrutural, pois os apoios são os componentes estruturais que servem de suporte
para a estrutura. Ao calcular-se uma reacção num apoio está a tentar-se saber o “peso” que
este apoio suporta. É neste contexto que é introduzido o conceito de reacção de apoio.

3.1. CÁLCULO DE REACÇÕES DE APOIO

O conceito de reacções de apoio é assenta-se na 3ª lei de Newton (o princípio da acção-


reacção – a toda acção há sempre uma reacção oposta e de igual intensidade).

Considerando por exemplo um apoio simples posicionado na horizontal, sabe-se que este
impede apenas um movimento, o “vertical”, assim sendo, o apoio recebe um esforço que o
comprime contra o solo (por exemplo) e a sua reacção será na direcção contrária, ou seja,
para cima e de igual intensidade de modo que se possa manter o equilíbrio.

Em uma estrutura, após definição dos apoios, o cálculo das suas reacções é simples e
imediato, dado que elas são forças ou momentos de ponto de aplicação e direcções
conhecidas e tais que equilibram as cargas aplicadas na estrutura.

3.1.1. Equações de Equilíbrio

As reacções de apoio serão calculadas com base nas equações de equilíbrio da estática,
devendose procurar o equilíbrio de translação e de rotação.

FE – UNILÚRIO/LEC Mecânica das Construções


Em sistemas isostáticos, obtém-se um número de equações igual ao número
de incógnitas (reacções de apoio)

Dependendo das articulações que as estruturas podem ter, estas podem ser deformáveis ou
indeformáveis

Se for dado um sistema estático, substituem-se os apoios pelas reacções (forças) que elas
introduzem.

Em sistemas isostáticos, obtém-se um número de equações igual ao número de incógnitas


(reacções de apoio)

FE – UNILÚRIO/LEC Mecânica das Construções


FE – UNILÚRIO/LEC Mecânica das Construções
FE – UNILÚRIO/LEC Mecânica das Construções
FE – UNILÚRIO/LEC Mecânica das Construções
FE – UNILÚRIO/LEC Mecânica das Construções
FE – UNILÚRIO/LEC Mecânica das Construções