Você está na página 1de 3

LEI Nº 8.112/90 – EXERCÍCIOS – Prof.

Rodrigo Borges

(Cespe-analista judiciário/área administrativa/TST) Adriana ocupou por dois anos um cargo comissionado no TST, tendo sido
esse o seu primeiro vínculo com o serviço público. Posteriormente, ela foi aprovada e nomeada em concurso público para
provimento de cargo de analista judiciário no referido tribunal, motivo pelo qual pediu exoneração do cargo comissionado
que ocupava. A partir dessa situação hipotética, julgue os itens seguintes.
01. A exoneração de Adriana, referida acima, acarreta a vacância do cargo comissionado que ela ocupava.
02. Após a referida exoneração, o TST deveria oferecer a Adriana a oportunidade de optar entre receber indenização pelas
férias ainda não gozadas e manter os períodos aquisitivos para serem utilizados no cargo para o qual ela já havia sido
nomeada.
03. Caso Adriana venha a ser reprovada no estágio probatório referente ao cargo de analista judiciário, ela não poderá ser
reconduzida ao cargo que ocupava anteriormente no TST.

(Cespe - analista judiciário/área judiciária/TST) Considere que Carlos seja servidor público ocupante de cargo comissionado
em um tribunal regional do trabalho (TRT). Nessa situação hipotética, julgue o item que se segue.
04. Caso Carlos e sua esposa adotem uma criança, ele terá direito a licença-paternidade de cinco dias, independentemente
da idade da criança adotada.

(Cespe - analista judiciário/área judiciária/TST) Julgue o item a seguir.


05. Considere-se que um servidor do TST esteja sendo submetido a processo administrativo disciplinar que apura o
recebimento de vantagem econômica para que fosse adiado um ato que ele deveria praticar de ofício. Nessa situação,
embora a conduta imputada ao servidor configure ato de improbidade administrativa, o referido processo administrativo não
pode resultar em aplicação de pena de suspensão de direitos políticos.

(Cespe - delegado de polícia civil/Secadto) O exercício de uma função pública é, antes de tudo, poder trabalhar em prol do
bem comum. Por isso, existem regras próprias para disciplinar tal mister sob todos os aspectos. Julgue os itens a seguir, a
respeito do exercício de função pública.
06. Todos aqueles que exercem função pública, independentemente de sua natureza, ainda que por período determinado,
são considerados agentes públicos.
07. Os agentes políticos constituem categoria especial, pois gozam de prerrogativas diferenciadas e têm grandes
responsabilidades com a sociedade, como é o caso dos prefeitos.
08. O cargo público ocupado por servidor concursado e estável pode ser extinto a qualquer tempo, haja vista sempre
prevalecer o interesse da administração pública.
09. Um delegado de polícia civil, ainda que já tenha adquirido a estabilidade, poderá ser demitido por insuficiência de
desempenho, conforme estabelecido em lei complementar e observada a ampla defesa em todo o processo.
10. Em toda atividade desenvolvida pêlos agentes públicos, o princípio da legalidade é o que precede todos os demais.

11. (Universa - escrivão de polícia/PCDF) Julgue os itens a seguir, relativos à responsabilidade dos servidores públicos civis.
I - Caso fosse tão-somente omissiva e culposa a conduta irregular de um servidor, então seria inconcebível a sua
responsabilização civil em face de prejuízos causados ao erário ou a terceiros.
II - Não há óbice legal a que, em decorrência de um só ato praticado no exercício irregular de suas atribuições, o servidor
sofra tríplice sanção: de natureza penal, podendo até ser condenado a pena de reclusão; e de natureza civil, podendo ser
condenado a reparar os danos patrimoniais decorrentes dos seus atos.
III - A obrigação do servidor de reparar o dano causado ao erário é personalíssima, haja vista a sua natureza de sanção, não
se estendendo, conseqüentemente, aos seus sucessores, na hipótese de falecimento do obrigado previamente à liquidação
da obrigação.
IV - Se, em razão de ato delituoso praticado no exercício de suas atribuições, o servidor foi demitido, vindo a ser também
processado criminalmente, e se, todavia, concluída a instrução criminal, ele foi absolvido por falta de prova que
demonstrasse suficientemente a sua participação no delito, então, nessa hipótese, a sanção de natureza administrativa
subsistiria.
V - Considerando que um servidor da PCDF tivesse sido condenado a reparar dano causado ao erário - decorrente de
adulteração dolosa da folha de pagamento -, então a indenização por ele devida será preferencialmente liquidada por meio
de descontos mensais de até dez por cento da sua remuneração.
A quantidade de itens certos é igual a
a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5

12. (Fepese - procurador geral do MP/TCE/SC) Assinalar a alternativa correta:


a) A investidura em cargo público federal ocorrerá com a posse, após a nomeação.
b) Se nomeado em caráter efetivo para cargo público, sem concurso, permanece a regra de aquisição de estabilidade
somente após dez anos de serviço.
c) Os vencimentos dos cargos do Poder Executivo e do Poder Legislativo não poderão ser superiores aos pagos pelo Poder
Judiciário.
d) Após dois anos de exercício, adquirem estabilidade os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo, em virtude
de concurso público.

13. (Cespe - TSE) Um TRE publicou edital de concurso público para provimento de uma única vaga de ortodontista. O edital
continha cláusula determinando que o concurso seria válido por seis meses, contados da homologação do concurso. Nessa
situação, é correto afirmar que essa cláusula é:
a) Válida.
b) Inconstitucional, pois a Constituição da República determina que a validade mínima de concursos públicos é de 2 anos.
c) Ilícita, pois a lei determina que os concursos públicos devem valer por, no mínimo, 1 ano.
d) Inválida, porque é incompatível com o princípio da moralidade administrativa.

14. (FCC-técnico judiciário/área administrativa/TRF5a Região) É correto afirmar que o servidor público federal substituto
assumirá automática e cumulativamente, sem prejuízo do cargo que ocupa, o exercício, entre outros, da função de direção,
nos impedimentos legais ou regulamentares do titular, hipótese em que:
a) Deverá continuar recebendo a remuneração do cargo de provimento efetivo.
b) Receberá os vencimentos da função em substituição durante um período de 30 (trinta) dias.
c) Deverá optar pela remuneração de um deles durante o respectivo período.
d) Deverá optar pelo vencimento de um deles a ser recebido pelo período de 60 (sessenta) dias.
e) Receberá o vencimento da função em substituição durante o respectivo período.

15. (FCC-técnico judiciário/área administrativa/TRF5a Região) Em matéria de direitos do servidor público federal, analise:
I. O servidor em débito com o erário que tiver sua disponiblidade cassada terá um prazo legal para quitar esse débito.
II. O servidor ficará obrigado a restituir a ajuda de custo quando, injustificadamente, não se apresentar na nova sede dentro
de um prazo legal. Nesses casos, os prazos acima referidos, serão, respectivamente, de
a) 60 (sessenta) e 30 (trinta) dias. d) 120 (cento e vinte) e 45 (quarenta e cinco) dias
b) 90 (noventa) e 60 (sessenta) dias e) 45 (quarenta e cinco) e 10 (dez) dias
c) 30 (trinta) e 15 (quinze) dias

16. (Esaf-analista/MPOG) Invalidada por sentença judicial a demissão de servidor estável, será ele reintegrado. O eventual
ocupante de sua vaga, se estável, será:
a) Posto em disponibilidade com remuneração integral.
b) Aproveitado em outro cargo.
c) Reconduzido ao cargo de origem, com direito a indenização.
d) Aposentado, com proventos proporcionais.
e) Exonerado, com indenização proporcional ao tempo de serviço.

17. (Esaf-AFRF) Em relação ao regime constitucional dos servidores públicos, é correto afirmar:
a) Os cargos de provimento em comissão são privativos dos servidores de carreira.
b) É vedado o direito de greve aos servidores públicos.
c) Os casos de contratação portempo determinado são destinados, exclusivamente, ao atendimento de necessidade
temporária de excepcional interesse público.
d) A admissão de pessoas portadoras de deficiência, para cargos efetivos, independe de concurso público.
e) É permitida a vinculação para o efeito de remuneração no serviço público.

18. (Fepese - procurador geral do MP/TCE/SC) Assinalar a alternativa correta:


a) Ao contrário do ocorrente quando o vínculo é contratual, não se constitui em favor do servidor público estatutário direito
adquirido à persistência dos direitos e deveres existentes à época de sua investidura no cargo.
b) Os servidores aposentados por invalidez permanente perceberão proventos integrais, sempre que, na data da
aposentadoria, contarem sessenta anos de idade.
c) O servidor público investido no mandato de vereador ficará afastado do seu cargo.
d) Não se aplica aos servidores públicos o salário mínimo, fixado em lei, para os trabalhadores, nos termos do art. 7°, da
Constituição da República.
e) A proibição constitucional de acumular não se estende às subsidiárias das sociedades de economia mista.

19. (Fapeu -TRE/SC) Assinale a alternativa correta. Segundo as disposições do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis
da União (Lei 8.112, de 11/12/90):
a) O processo disciplinar poderá ser revisto, no prazo de 180 (cento e oitenta dias), a pedido ou de ofício, quando se
aduzirem fatos novos ou circunstâncias suscetíveis de justificar a inocência do punido ou a inadequação da penalidade
aplicada.
b) Sempre que o ilícito praticado pelo servidor ensejar a imposição de qualquer uma das seguintes penalidades: suspensão
por mais de 30 (trinta) dias, demissão, cassação de aposentadoria ou disponibilidade, destituição de cargo em comissão,
será obrigatória a instauração de processo disciplinar.
c) As denúncias sobre irregularidades serão objeto de apuração, não havendo necessidade de identificação e de endereço do
denunciante.
d) O julgamento fora do prazo legal implica nulidade do processo disciplinar.

20. (Fepese - procurador geral do MP/TCE/SC) Sobre os servidores públicos é correto afirmar que:
a) Os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário deverão publicar mensalmente os valores da remuneração das chefias
imediatas.
b) São estáveis após dois anos de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude de
concurso público.
c) Como condição para aquisição da estabilidade, é obrigatória a avaliação especial de desempenho por comissão instituída
para essa finalidade.
d) O servidor público titular de cargo será aposentado voluntariamente, desde que cumprido tempo mínimo de quinze anos
de efetivo exercício no serviço público e dez no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria.
e) Ao servidor ocupante, exclusivamente, de cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração, bem
como de outro cargo temporário ou de emprego público, não se aplica o regime geral de previdência social.

(Cespe - técnico de seguro social/INSS) Em cada um dos itens a seguir, é apresentada uma situação hipotética envolvendo
servidores públicos, seguida de uma assertiva a ser julgada com base na Lei n° 8.112/1990.
21. Mara, jornalista, dirigiu-se a determinada repartição pública e solicitou, com o objetivo de preparar matéria para o jornal
do bairro onde trabalha, informações sobre uma lista de itens, que incluía dados sobre o efetivo policial e nomes de policiais
da área de inteligência que trabalham sem uniforme no bairro em questão. O servidor atendeu-a rápida e polidamente, mas
negou-se a fornecer-lhe informações sobre os referidos itens, pois tratava-se de dados sigilosos. Nessa situação, a atitude do
servidor está correta, pois é seu dever atender com presteza ao público em geral, prestando as informações requeridas,
ressalvadas aquelas protegidas por sigilo.
22. Joaquim, após demanda judicial, obteve sentença favorável ao recebimento de indenização a qual, esperava ele, seria
incorporada ao seu vencimento. Entretanto, no mês posterior à publicação da sentença, verificou, no contracheque, não ter
havido alteração em seu vencimento. Nessa situação, o setor de pagamentos agiu corretamente, pois verbas de natureza
indenizatóría não podem ser incorporadas ao vencimento.
23. Decorridos cinco anos de sua posse, Mônica, com o intuito de aperfeiçoar sua qualificação profissional, solicitou licença
para terminar curso de pós-graduação que deixara incompleto. Ao receber resposta negativa, Mônica decidiu apresentar
recurso, alegando que a licença capacitação é direito subjetivo do servidor e que, em situações como a sua, é dever da
administração concedê-la. Nesse caso, a legislação apoia todos os argumentos apresentados por Mônica.

GABARITO
01. C 02. E 03. C 04. C 05. C 06. C 07. C 08. C 09. E 10. C
11. b 12. a 13. a 14. c 15. a 16. b 17. c 18. a 19. b 20. c
21. C 22. C 23. E