Você está na página 1de 47

Gabarito das

Autoatividades

ESTATÍSTICA
Centro Universitário Leonardo da Vinci
Rodovia BR 470, Km 71, nº 1.040
Bairro Benedito - CEP 89130-000
Indaial - Santa Catarina - 47 3281-9000

2018

Elaboração:
Prof. André Marcelo Santos de Souza
Prof. Kiliano Gesser
Prof.ª Márcia Vilma Depiné Dalpiaz

Revisão, Diagramação e Produção:


Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 3
NEAD
GABARITO DAS AUTOATIVIDADES DE
ESTATÍSTICA

UNIDADE 1

TÓPICO 1

1 Identifique as diversas fases da Estatística no decorrer da história,


localizando-as no tempo e reconhecendo (descrevendo) suas
principais características.

R.: De 5000 a.C. a 1600 d.C. a estatística foi usada somente para controle
de dados – censo. Depois de 1600 d.C., a estatística começou a ser usada
para: probabilidade – amostragem – estimativas de parâmetros.

2 De acordo com o texto, qual é a importância da Estatística para a atual


conjuntura social, política e econômica, principalmente na tomada
de decisões?

R.: A direção de uma empresa, de qualquer tipo, incluindo as estatais e


governamentais, exige de seu administrador a importante tarefa de tomar
decisões. O conhecimento e o uso da Estatística facilitarão seu trabalho de
organizar, dirigir e controlar a empresa.

3 Qual é a importância da Estatística nas organizações?

R.: Facilitar o trabalho de planejar, organizar, dirigir e controlar a empresa, a


fim de que possa atingir suas metas.

TÓPICO 2

1 Complete: O método experimental é o mais usado por ciências como: E


________________ S
T
A
T
R.: Física, Química, Biologia etc. Í
S
T
2 As ciências humanas e sociais, para obterem os dados que buscam, I
C
lançam mão de que método? A
4 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
R.: Estatístico.

3 Cite as fases do método estatístico.

R.: 1 – Coleta dos dados.


2 – Crítica dos dados.
3 – Apuração dos dados.
4 – Exposição dos resultados.
5 – Análise dos resultados.

4 Para você, o que é coletar dados?

R.: Reunir informações para serem estudadas, normalmente é feito através


de questionários.

5 Para que serve a crítica dos dados?

R.: Para detectar e corrigir possíveis falhas no instrumento de coleta dos


dados, bem como na obtenção dos dados.

6 O que é apurar dados?

R.: Efetuar os cálculos pertinentes, bem como a elaboração de tabelas e


gráficos.

7 Como podem ser apresentados ou expostos os dados?

R.: Na sua maioria, através de tabelas ou gráficos.

8 As conclusões e as inferências pertencem a que parte da estatística?

R.: Estatística Inferencial.

TÓPICO 3

E 1 Existem os seguintes tipos de variáveis estatísticas:


S
T
A
T
a) Variável quantitativa discreta.
Í b) Variável quantitativa contínua.
S
T c) Variável qualitativa nominal.
I
C
d) Variável qualitativa ordinal.
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 5
NEAD
Classifique as variáveis a seguir, de acordo com as informações acima:
a) (C) Cor dos olhos das pessoas.
b) (B) Índice de liquidez nas indústrias do Maranhão.
c) (B) Produção de café no Brasil.
d) (A) Número de defeitos em aparelhos de TV.
e) (B) Estatura dos alunos de sua turma.
f) (C) Sexo.
g) (C) Cor dos cabelos.
h) (B) Peso.
i) (D) Signo.
j) (B) Estatura.
k) (B) Notas de Matemática (numéricas).
l) (D) Classificação em um concurso.
m) (A) Número de alunos em uma classe.

2 Relacione a coluna da direita com a da esquerda:

(h) Concluiu-se que uma das perguntas do


a) Estatística. questionário obteve respostas confusas, por
ter sido mal formulada.
(j) Os resultados da pesquisa foram expostos
b) Método experimental.
em 3 tabelas e 7 gráficos.
(a) Ciência que trata de um conjunto de
processos que tem por objetivo a observação,
c) Análise dos resultados. classificação e análise de fenômenos coletivos,
bem como a introdução das leis a que tais
fenômenos estejam subjacentes.
(c) Ao concluir uma pesquisa, observou-se,
num determinado universo, que 80% dos
d) Coleta indireta.
estudantes da Universidade não simpatizam
com o Cálculo.
(b) Aplica-se uma nova droga numa cobaia
e) Coleta contínua. e observam-se as reações causadas em seu
organismo.
(d) Informações obtidas num cartório de
f) Coleta periódica. E
registros de imóveis. S
T
(i) Tabulam-se as respostas do questionário e A
g) Coleta ocasional. T
calculam-se os respectivos percentuais. Í
S
(e) O Professor de Estatística efetua a chamada T
h) Crítica dos dados. I
em todas as aulas. C
A
6 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
(g) Coleta de amostra sanguínea dos
i) Apuração dos dados. possíveis portadores do vírus da malária numa
comunidade infectada.
j) Apresentação dos
(f) Censo demográfico do Brasil.
dados.

3 A tabela a seguir mostra a matrícula dos alunos da escola M de


Ariquemes/AC, em 2000.

TABELA 7 – MATRÍCULA DA ESCOLA M DE ARIQUEMES/AC, EM 2000

Sexo Total
Série
M F %
1ª 50 70 120
2ª 40 52 92
3ª 35 45 80
4ª 25 35 60
5ª 16 14 30
Total 166 216 382
FONTE: Secretaria da Escola M – 2000

a) Refaça a tabela acrescentando o percentual em relação ao sexo e em


relação ao total.

Sexo Total
Série
M % F % MeF %
1ª 50 30,12 70 32,42 120 31,42
2ª 40 24,10 52 24,07 92 24,08
3ª 35 21,08 45 20,83 80 20,94
4ª 25 15,06 35 16,20 60 15,71
E 5ª 16 9,64 14 6,48 30 7,85
S
T Total 166 100 216 100 382 100
A
T
Í
S b) Refaça a tabela, excluindo o sexo e acrescentando a proporção em
T
I
relação ao total.
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 7
NEAD
Total
Série
MeF %
1ª 120 31
2ª 92 24
3ª 80 21
4ª 60 16
5ª 30 8
Total 382 100

4 Faça o arredondamento para duas casas decimais dos números a


seguir:

a) 3,37647887 = 3,38
b) 143,987654 = 143,99
c) 63245,215 = 63245,22
d) 897,465 = 897,46
e) 4578,1855 = 4578,19
f) 4321,7563 = 4321,76
g) 12,005 = 12,00
h) 900,995 = 901,00
i) 111,0009 = 111,00
j) 7865434,213 = 7865434,21

5 Faça o arredondamento para uma casa decimal dos seguintes


números:

a) 114,376= 114,4
b) 135654,0099 = 135654,0
a) 543,1111 = 543,1
b) 4,666666 = 4,7
c) 31246,05 = 31246,0
d) 157,55 = 157,6
e) 1,3333333 = 1,3
f) 1,99 = 2,0
g) 915,009 = 915,0 E
h) 12,12211221 = 12,1 S
T
A
T
6 Arredonde para inteiro. Í
S
T
a) 738,98 = 739 I
b) 123,55 = 124 C
A
8 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
c) 90765,501= 0766
d) 54,987320 = 55
e) 124,8 = 125
f) 219,2 = 219
g) 21,121212 = 21
h) 90,99999 = 91
i) 5,55555555555 = 6
j) 99,54331 = 100

TÓPICO 4

1 Para lançar no mercado um novo perfume, pediu-se a 200 pessoas,


escolhidas aleatoriamente, que o cheirassem e dissessem se
gostavam ou não do odor. Esse tipo de procedimento representa um
censo ou uma amostragem? Justifique.

R.: Amostragem, pois representa apenas parte de uma população.

2 Para realizar um estudo sobre o tempo gasto, em minutos, por 60


elementos de um clube de karting num circuito de 20 voltas, registrou-
se o tempo gasto por 16 desses elementos. Os resultados foram os
seguintes:

14,1 13,5 15,0 16,2 17,6 18,7 13,1 15,4


16,6 17,2 14,8 15,9 18,0 16,3 14,9 14,3

a) Indique a população e a amostra.

R.: População: 60 elementos – Amostra: 16 elementos.

b) Indique a variável estatística do estudo e classifique-a.

R.: Variável: voltas por minuto.


Classificação: variável quantitativa contínua.

3 Planeja-se um levantamento por amostragem para avaliar diversas


E
S características da população de estudantes da Instituição “A”. Estas
T
A características (parâmetros) são especialmente: idade média, renda
T per capita, local de origem etc. Utilizando a tabela a seguir, com dados
Í
S referentes a 2006, qual deve ser o tamanho mínimo de uma amostra
T
I aleatória simples, tal que possamos admitir que os erros amostrais
C não ultrapassem 4%?
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 9
NEAD
TABELA 9 – MATRÍCULAS DOS CURSOS DE
GRADUAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A EM 2006

Curso Alunos Amostra

CEX 287

CON 266

DIR 555

FIN 245

INF 329

MDA 340

MKT 423

NEF 270

PEP 370

REH 357

REP 110

TUR 194
TOTAL
FONTE: Secretaria da Instituição A

R.: N = 3746 (população)


1a Etapa: Cálculo da Amostra Ideal:

2a Etapa: Cálculo da Amostra Mínima:

E
S
T
3a Etapa: Cálculo do Estimador da Amostra: A
T
Í
S
T
I
C
A
10 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
4a Etapa: Aplicação do Estimador aos Estratos: Estrato . Estimador

TABELA 9ª – MATRÍCULAS DOS CURSOS DE


GRADUAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A EM 2006

Curso Alunos Amostra


CEX 287 42
CON 266 39
DIR 555 80

FIN 245 36

INF 329 48

MDA 340 49

MKT 423 61

NEF 270 39

PEP 370 53

REH 357 52

REP 110 16

TUR 194 28

TOTAL 3746 543

FONTE: Secretaria da Instituição “A”

4 Como administrador de uma grande empresa presente em diversos


países, cujo número de funcionários é apresentado na tabela a seguir,
você fará uma pesquisa por amostragem estratificada proporcional,
levando em conta um erro de, no máximo, 5%. Qual será o número
mínimo de funcionários de cada país coletado para a amostra?
E
S
T
1a Etapa: Cálculo da Amostra Ideal:
A
T
Í
S
T 2a Etapa: Cálculo da Amostra Mínima:
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 11
NEAD
3a Etapa: Cálculo do Estimador da Amostra:

FUNCIONÁRIOS DA MULTINACIONAL POR PAÍSES

País Funcionários AMOSTRA


Argentina 1.050 7
Brasil 8.090 51
China 18.675 116
EUA 12.000 75
Índia 10.000 62
Japão 6.500 41
Rússia 8.000 50
TOTAL 64315 402

TÓPICO 5

1 Quais são as cinco regras de apresentação de uma tabela estatística?

R.: O título, o corpo, o cabeçalho, a coluna indicadora e a fonte.

2 O que é uma série estatística?

R.: Denominamos série estatística toda a tabela que apresenta a distribuição


de um conjunto de dados estatísticos em função da época, do local ou da
espécie.

3 Como são diferenciadas as séries estatísticas?

R.: Podemos diferenciar uma série estatística pela existência de três


elementos ou fatores: o tempo, o espaço e a espécie.
E
S
4 Classifique as séries seguintes em: históricas, geográficas ou T
A
específicas: T
Í
S
a) Histórica. T
I
C
A
12 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
TABELA 24 – PREÇO DO ACÉM NO VAREJO
SÃO PAULO - 1995 A 2000

ANO Preço Médio (US$)


1995 2,24
1996 2,73
1997 2,12
1998 1,89
1999 2,04
2000 2,62
FONTE: APA

b) Geográfica.

TABELA 25 – DURAÇÃO MÉDIA DOS ENSINOS SUPERIORES - 1994

PAÍSES No de ANOS
Itália 7,5
Alemanha 7
França 7
Holanda 5,9
Inglaterra Menos de 4
FONTE: Revista Veja

c) Específica.

TABELA 26 – REBANHOS BRASILEIROS - 1992

QUANTIDADE
ESPÉCIES
(1.000 CABEÇAS)
Bovinos 154.440,8
Bubalinos 1.423,3
Equinos 549,5
E
Asininos 47,1
S Muares 208,5
T
A Suínos 34.532,2
T
Í
Ovinos 19.955,9
S Caprinos 12.159,6
T
I Coelhos 6,1
C
A TOTAL 223.323,0
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 13
NEAD
FONTE: IBGE

5 Diga quais são os três principais tipos de gráficos estatísticos.

R.: Diagramas – Cartogramas – Pictogramas.

6 O que são diagramas e quais são os quatro tipos de gráficos em


diagramas?

R.: Os diagramas são gráficos numéricos de, no máximo, duas dimensões,


para o qual fazemos uso do sistema cartesiano.
Tipos de Diagramas: 1 - Linhas ou curvas; 2 - colunas ou barras; 3 - setores
(pizza); 4 - polar (radar).

7 O que é um gráfico polar?

R.: É o gráfico ideal para apresentar séries temporais cíclicas, isto é, séries
temporais que apresentam certa periodicidade, como, por exemplo: a variação
da precipitação pluviométrica ao longo do ano, a variação de temperatura
ao longo do dia, o consumo de energia elétrica ao longo do mês, o número
de passageiros de uma linha de ônibus ao longo da semana. O gráfico polar
faz uso do sistema de coordenadas polares.

8 O que é um cartograma?

R.: É a representação sobre uma carta geográfica. Este gráfico é empregado


quando se quer relacionar os dados estatísticos diretamente com as áreas
geográficas ou políticas.

9 O que é um pictograma?

R.: É um dos processos gráficos que melhor fala ao público, pela sua forma
ao mesmo tempo atraente e sugestiva. A representação gráfica consta de
figuras que substituem as barras.

10 Na administração de um sistema escolar de certo município, 70% das


despesas vão para o ensino, 12% para a administração e manutenção E
e 18% para órgãos auxiliares, encargos fixos e despesas ocasionais. S
T
O gráfico que melhor representa esta situação é: A
T
Í
R.: Colunas ou barras, pois retrata uma especificidade do fenômeno. S
T
I
C
A
14 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
UNIDADE 2

TÓPICO 1

1 Os dados a seguir são referentes a vendas diárias de ventiladores,


durante três meses do ano, em uma grande rede de lojas.

19 10 9 15 12 19 11 10 12 14
12 16 10 13 12 15 11 12 12 13
14 11 12 12 14 15 14 12 15 12
12 12 14 15 11 14 14 15 13 12
14 6 16 14 12 12 15 15 14 11
14 14 12 11 15 12 15 17 11 14
12 13 11 14 12 11 14 10 11 13
11 10 13 13 14 13 14 11 11 11
9 17 18 13 12 16 10 12 9 9

Os dados apresentados na tabela acima são dados brutos.

a) Organize-os em rol.

R.:
6 10 11 12 12 12 13 14 15 15
9 10 11 12 12 13 14 14 15 16
9 11 11 12 12 13 14 14 15 16
9 11 11 12 12 13 14 14 15 16
9 11 11 12 12 13 14 14 15 17
10 11 11 12 12 13 14 14 15 17
10 11 11 12 12 13 14 14 15 18
E 10 11 12 12 12 13 14 14 15 19
S
T 10 11 12 12 12 13 14 14 15 19
A
T
Í
S b) Qual a amplitude amostral?
T
I
C R.:
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 15
NEAD
c) Organize os dados em uma distribuição de frequência com intervalos
de classes.

R.:
Vendas Diárias fi
6 1
9 4
10 6
11 14
12 21
13 9
14 17
15 10
16 3
17 2
18 1
19 2
Total 90
d) Obedecendo aos passos para construir uma distribuição de frequência
com intervalos de classes:

i. calcule quantas classes devem ser formadas através da Regra de


Sturges;

ii. calcule o intervalo das classes;

iii. construa a distribuição de frequência.


E
S
R.: i Classes fi T
A
T
1 1 Í
S
T
2 4 I
C
A
16 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
3 20

4 30

5 27

6 5

7 3
Total 90

e) Qual é a amplitude total da distribuição com intervalos de classes?

R.:

f) Qual é o limite inferior da segunda classe?

R.:

g) Qual é o limite superior da distribuição? Esse limite é um valor que


está na amostra? Qual motivo fez surgir esse limite superior?

R.:
Esse valor não está na amostra.
Como, no intervalo de classe, o limite superior não entra na classe, sempre
temos que ter um último limite superior maior que o dado máximo no ROL.

2 Temos a seguir, os pesos (em gramas) de 50 ratos usados em um


estudo de deficiência de vitaminas. Agrupe estes pesos em uma
distribuição de frequência, segundo a regra de Sturges.

136 92 115 118 121 137 132 120 104 125


119 101 129 87 108 110 133 135 126 127
115 103 110 126 118 82 104 137 120 95
146 126 119 119 105 132 126 118 100 113
E 106 125 117 102 146 129 124 113 95 148
S
T
A R.: Regra de Sturges: i = 1 + 3,3 · log n
T
Í i = 1 + 3,3 · log 50
S
T
i = 1 + 3,3 · 1,69897
I i = 1 + 5,6066
C
A i = 6,6066
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 17
NEAD

Logo:
Distribuição de frequência dos pesos de ratos

i Peso (em gramas) Nº. ratos


1 82 ├ 92 2
2 92 ├ 102 5
3 102 ├ 112 9
4 112 ├ 122 14
5 122 ├ 132 10
6 132 ├ 142 7
7 142 ├ 152 3
Total 50

3 A seguir, a tabela apresenta uma distribuição de frequência das áreas


de 400 lotes de terreno urbano:

TABELA 31 – TAMANHO DOS LOTES DA


CIDADE DE PAULO LOPES/SC - 2005

i ÁREAS (m2) No DE LOTES


1 300├ 400 14
2 400├ 500 46
3 500├ 600 58
4 600├ 700 76
5 700├ 800 68
6 800├ 900 62
7 900├1000 48
8 1000├1100 22
9 1100├1200 6
FONTE: Dados hipotéticos (fictícios) E
S
T
A
Em relação à tabela anterior, determine: T
Í
S
a) a amplitude total; T
I
C
A
18 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
R.: AT = X(máx) – X(min) = 1200 - 300 = 900 m2.

b) o limite superior da quinta classe;

R.: 800 m2.

c) o limite inferior da oitava classe;

R.: 1000 m2.

d) o ponto médio da sétima classe;

R.: Ponto médio:

e) a amplitude do intervalo da segunda classe;

f) a frequência da quarta classe;

R.: f4 = 76 lotes.

g) a frequência relativa da sexta classe;

R.:

h) a frequência acumulada da quinta classe;

R.: Fa5 = 262 lotes.

i) o número de lotes cuja área não atinge 700 m²;

R.: 194 lotes.

E j) o número de lotes cuja área atinge e ultrapassa 800 m²;


S
T
A R.: 138 lotes.
T
Í
S
T
k) a porcentagem dos lotes cuja área não atinge 600 m²;
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 19
NEAD

R.:

l) a porcentagem dos lotes cuja área seja maior ou igual a 900 m2;

R.:

m) a porcentagem dos lotes cuja área é de 500 m², no mínimo, mas


inferior a 1000 m²;

R.:

n) a classe do 72º lote;

R.: 3ª classe.

o) até que classe estão incluídos 60% dos lotes?

R.: Até a 5ª classe.

4 Um administrador está acompanhando a cotação de uma ação no


primeiro trimestre do corrente ano. Os resultados obtidos estão
apresentados a seguir. Faça uma tabela de classes usando a regra
de Sturges.

24,08 27,97 24,07 26,63 22,14 26,95 26,34 26,58 24,68


24,00 26,87 25,67 23,41 22,95 22,69 23,74 25,77 23,71
24,90 25,24 25,02 27,30 23,70 28,00 24,36 27,91 23,28
22,90 25,00 22,78 25,24 23,68 24,66 26,79 28,00 24,43
24,96 27,29 23,78 25,98 22,26 26,49 27,32 24,23 26,47
23,83 27,11 25,07 26,26 26,95 24,69 24,42 25,24 27,13
25,05 27,68 22,36 26,45 27,85 27,07 28,00 24,35 25,58
24,60 25,14 27,14 26,06 27,06 23,32 24,67 25,39 24,31
23,89 24,12 24,64 26,45 24,31 22,56 24,94 25,37 24,78 E
S
23,45 27,48 22,27 25,51 22,55 26,68 24,69 22,47 24,73 T
A
T
Í
S
T
I
C
A
20 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
R.: 1º ROL

22,14 22,9 23,74 24,31 24,67 25 25,39 26,45 26,95 27,32


22,26 22,95 23,78 24,31 24,68 25,02 25,51 26,45 26,95 27,48
22,27 23,28 23,83 24,35 24,69 25,05 25,58 26,47 27,06 27,68
22,36 23,32 23,89 24,36 24,69 25,07 25,67 26,49 27,07 27,85
22,47 23,41 24 24,42 24,73 25,14 25,77 26,58 27,11 27,91
22,55 23,45 24,07 24,43 24,78 25,24 25,98 26,63 27,13 27,97
22,56 23,68 24,08 24,6 24,9 25,24 26,06 26,68 27,14 28
22,69 23,7 24,12 24,64 24,94 25,24 26,26 26,79 27,29 28
22,78 23,71 24,23 24,66 24,96 25,37 26,34 26,87 27,3 28

2º Amplitude Amostral

3º Quantidade de Classe

4º Amplitude de classe

Obs.: usaremos a amplitude de classe (h) com duas casas decimais, isso
porque os dados brutos estão apresentados com duas casas decimais.

5º tabela

i Classes fi
1 10

2 8
E
S 3 15
T
A
T 4 20
Í
S
T 5 8
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 21
NEAD
6 11

7 11

8 7
Total 90

TÓPICO 2

1 Numa universidade foi feito um levantamento das idades dos


estudantes em diversas classes. O resultado desta pesquisa está na
tabela a seguir:

TABELA 33 – IDADE DOS ALUNOS DA TURMA M - 2009

Classe ( i ) Idade (anos) No Estudantes( fi )


1 15 ├ 20 5
2 20 ├ 25 28
3 25 ├ 30 36
4 30 ├ 35 17
5 35 ├ 40 8
FONTE: Dados fictícios

Construa o histograma referente à tabela anterior.

R.:

E
S
T
A
T
2 Raquel fez uma pesquisa para a disciplina de Estatística sobre Í
S
quantas horas os colegas estudavam por dia. Obteve o histograma T
a seguir: I
C
A
22 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
GRÁFICO 8 – HORAS DIÁRIAS DEDICADAS AO ESTUDO - COLÉGIO
X - 2009

FONTE: Dados hipotéticos

Observando o histograma (Gráfico 8), responda:

a) Quantas classes Raquel formou?

R.: Raquel formou 5 classes.

b) Quantos colegas Raquel entrevistou?

R.: Raquel entrevistou 26 colegas.

c) Qual a amplitude de cada classe?

R.: hi = Li − l1 = 2 horas.

d) Em que intervalo se encontra a resposta de maior frequência?

R.: No intervalo [2,4]


E
S
T e) Quantos colegas de Raquel estudam entre 4 e 6 horas por dia?
A
T
Í R.: 6 colegas.
S
T
I
C
f) Qual a porcentagem de alunos que estuda no máximo 6 horas?
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 23
NEAD

h) Há alunos que estudam mais do que meio-dia?

R.: Não.

TÓPICO 3

1 Uma cidade turística tem 32 hotéis de três estrelas. Pretende-se


conhecer o custo médio da diária para apartamento de casal. Um
levantamento mostrou os seguintes preços de diárias (em reais) 100,
80, 135, 90, 95, 90, 100, 130, 138, 95, 80, 80, 100, 80, 75, 100, 95, 80,
95, 110, 120, 120, 110, 135, 100, 95, 100, 95, 110, 100, 95, 125. Qual o
custo médio da diária dessa cidade turística, considerando todos os
hotéis?

2 Tomando-se os pedidos de combustível dos 20 postos de certa região


obtiveram-se os seguintes valores (em 1.000 litros): 20, 20, 21, 21,
21, 21, 22, 22, 22, 22, 22, 22, 23, 23, 23, 23, 23, 24, 24, 26. Monte a
distribuição de frequência e calcule a média, a moda e a mediana.

R.:

Litros
i Postos Fa Xi· fi
(1000)
1 20 2 2 40
2 21 4 6 84
3 22 6 12 132
4 23 5 17 115
E
5 24 2 19 48 S
T
A
6 26 1 20 26 T
Í
Total 20   445 S
T
I
C
A
24 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD

Média: = 22,25 mil litros

Moda = 22 mil litros (valor que mais se repete)


Mediana – classe: (20+1)/2 = 10,5 (i3) → Mediana = 22 mil litros

3 Disponha os números 17, 45, 38, 27, 6, 48, 11, 57, 34, 22, 11 em um
rol e determine a média, mediana e moda.

R.: Rol: 6, 11, 11, 17, 22, 27, 34, 38, 45, 48, 57

Média:

Moda = 11 (valor que mais se repete)


Mediana: como temos uma quantidade ímpar (11) de elementos, o sexto
elemento representa a mediana.
Logo: mediana = 27

4 Elabore a disposição em rol e calcule: a média, a moda, a mediana


da seguinte amostra de dados: 4 8 7 5 3 3 1 9 2 4.

R.: Rol: 1, 2, 3, 3, 4, 4, 5, 7, 8, 9

Média:

Moda = 3 e 4 (série bimodal = duas modas)


Mediana: como temos uma quantidade par (10) de elementos, a Mediana
será determinada pelo ponto médio do quinto e sexto elementos.
Logo: Mediana = (4 + 4)/2 = 4

5 Um levantamento feito com 5000 pessoas separadas de uma grande


cidade pretende analisar a duração dos casamentos. Os dados
coletados estão representados na tabela a seguir:

TABELA 41 – DURAÇÃO DOS CASAMENTOS


E BELO HORIZONTE/MG - 2000
S
T
A
T Anos de Número de
i Fai xi xi · fi
Í
S
Casamento Separações
T
I 1 0├6 2800 2800 3 8400
C
A 2 06 ├ 12 1400 4200 9 12600
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 25
NEAD
3 12 ├ 18 600 4800 15 9000
4 18 ├ 24 150 4950 21 3150
5 24 ├ 30 50 5000 27 1350
Total 5000     34500
FONTE: Dados hipotéticos (fictícios)

a) Qual a duração média dos casamentos?

R.: Média:

b) Qual é a mediana?

R.: Mediana: Classe:

Ou seja: 50% dos casamentos duram menos que 5 anos e 4 meses.

6 Calcule a média, a moda e a mediana do seguinte agrupamento em


classes:

TABELA 42 – USUÁRIOS CADASTRADOS NA UNIMED


POR FAIXA ETÁRIA - 2005

i Faixa Etária fi xi Fai xi · fi


1 39 ├ 50 400 44,5 400 17800
2 50 ├ 61 500 55,5 900 27750 E
S
T
3 61 ├ 72 550 66,5 1450 36575 A
T
4 72 ├ 83 625 77,5 2075 48437,5 Í
S
5 83 ├ 94 200 88,5 2275 17700 T
I
Total 2275 148262,5 C
A
26 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
FONTE: Dados fictícios

b) Moda: Primeiro determina-se a classe modal, que é a que possui a


maior frequência (que mais se repete). Ou seja: (i4)

c) Mediana: Classe:

Ou seja: 50% dos usuários da UNIMED possuem idade superior a 65 anos


e 9 meses.

7 Dados os faturamentos mensais das seguintes filiais de uma grande


empresa (em milhares de reais):

Filial A: 20 21 22 22 22 23 23 24
E
S
Filial B: 16 18 20 22 22 24 26 28
T Filial C: 15 22 23 25 23 24 24 23
A
T
Í
S
a) calcule o faturamento médio de cada filial;
T
I
C R.: A: Média = 22,12; B: Média = 22; C: Média = 22,38
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 27
NEAD
b) calcule o faturamento médio global (3 filiais);
R.: Média = 22,17

c) calcule a moda e a mediana para cada filial.


R.: A: moda = 22; mediana = 22
B: moda = 22; mediana = 22
C: moda = 23; mediana = 23

8 Para encerrar as autoatividades deste tópico, vamos fazer palavras


cruzadas. Preencha os quadrinhos em branco de acordo com o
número, de forma que em cada um só haja uma letra e que não fique
nenhum quadradinho vazio.

Horizontais: 1 - Quadro onde se apresentam os dados por classes e as


respectivas frequências. 2 - Tipo de gráfico utilizado para representar variáveis
discretas. 3 - Medida que representa a diferença entre o maior e o menor
valor de um conjunto de dados. 4 - A variável estatística. 5 - Subconjunto finito
que representa a população. 6 - Por vezes agrupam-se os dados em ___
(singular). 7 - Censo é uma pesquisa feita com todo o conjunto ________.

Verticais: 8 - Estudo estatístico que se baseia numa amostra representativa


da população. 9 - Antes da escolha da amostra é preciso definir as margens
de ___. 10 - Chama-se rol, quando os dados estão em ___. 11 - Conjunto
universo usado como objeto de pesquisa. 12 - Tipo de amostragem utilizada
quando a população está dividida em grupos diferenciados. 13 - Podem ser
discretas ou contínuas.

1
T A B 12
E L A
2
C O L U N A S
3
A M P L I T U D E
8
S 9
E R
O R 11
P A 13
V
N R O T A
4
D A D O 10
O P I R
5
A M O S T R A U F I
E
G D L I A S
T
E E A C V A
T
M M 6
C L A S S E Í
S
A D I T
I
7
C O M P L E T O A S C
A
28 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD

TÓPICO 4

1 Com base na próxima tabela, calcule o C12, C10, C70 e C25.

TABELA 43 – QUANTIDADE DE FALTAS POR


FUNCIONÁRIO NO ANO DE 2009

i Faltas fi xi Fai
1 11 ├ 14 2 12,5 2
2 14 ├ 17 14 15,5 16
3 17 ├ 20 8 18,5 24
4 20├ 23 3 21,5 27
5 23 ├ 26 13 24,5 40
Total 40
FONTE: Dados hipotéticos (fictícios)

a classe dessa separatriz é a segunda (Fai = 16), primeiro


maior que 4,8

E
S
T
a classe dessa separatriz é a segunda (Fai = 16), primeiro
A maior que 4
T
Í
S
T
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 29
NEAD
a classe dessa separatriz é a quinta (Fai = 40), primeiro
valor maior que 28

a classe dessa separatriz é a segunda (Fai = 16), primeiro


maior que 10

UNIDADE 3

TÓPICO 1

1 A tabela a seguir indica as notas de uma turma, na disciplina de


Matemática. Calcule o desvio padrão amostral para a média das notas
destes alunos.

TABELA 46 – AVALIAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA


LAURO MÜLLER - TUBARÃO/SC - 2002

I Notas fi

1 3├4 4
E
2 4├5 7 S
T
3 5├6 9 A
T
Í
4 6├7 15 S
T
I
5 7├8 10 C
A
30 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
6 8├9 3
7 9 ├ 10 2
K =
Total 50
7
FONTE: Dados hipotéticos (fictícios)

R.:
TABELA 46 – AVALIAÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA BÁSICA
LAURO MÜLLER - TUBARÃO/SC - 2002

i Notas fi xi xi·fi 2

1 3├4 4 3,5 14 30,03

2 4├5 7 4,5 31,5 21,19


3 5├6 9 5,5 49,5 4,93
4 6├7 15 6,5 97,5 1,01
5 7├8 10 7,5 75 15,88
6 8├9 3 8,5 25,5 15,32
7 9 ├ 10 2 9,5 19 21,26

K=7 Total 50 312 109,62

FONTE: Dados hipotéticos (fictícios)

2 Os tempos de reação de um indivíduo a determinados estímulos,


E medidos por um psicólogo, foram: 0,53 – 0,46 – 0,50 – 0,49 – 0,52 –
S
T 0,44 – 0,55 segundos. Determine o tempo médio e o desvio padrão
A
T
de reação do indivíduo a esses estímulos.
Í
S
T
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 31
NEAD

Desvio padrão populacional:

Calculando os desvios: lembre que fi é sempre igual a 1.

3 Determine, da distribuição de frequência a seguir:

TABELA 47 – DISTRIBUIÇÃO SALARIAL DOS FUNCIONÁRIOS


DE UMA AGÊNCIA DE TURISMO - MINAS GERAIS - 2006

i Salários (R$) fi Fai xi xi . fi (xi - x)2 . fi


1 500  700 18 18 600 10800 1061657,6
2 700  900 31 49 800 24800 56946,37
3 900  1100 15 64 1000 15000 370394,69
E
4 1100  1300 3 67 1200 3600 382646,94 S
T
5 1300  1500 1 68 1400 1400 310404,98 A
T
Í
6 1500  1700 1 69 1600 1600 573260,98 S
T
7 1700  1900 1 70 1800 1800 916116,98 I
C
Total 70     59000 3671428,5 A
32 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
FONTE: Dados fictícios

a) a média:

b) a moda:

R.: Primeiro determina-se a classe modal, que é a que possui a maior


frequência (que mais se repete), ou seja: (i2)

c) a mediana:

E
S
T
A
T
Í
S
T
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 33
NEAD

Ou seja: 50% dos rendimentos destes funcionários são superiores a R$


810,00.

d) o desvio padrão amostral:

4 Dados os conjuntos de números:

A = { 220, 230, 240, 250, 260 }            B = { 20, 30, 40, 50, 60 }

a) Calcule o desvio padrão do conjunto A.

b) Calcule o desvio padrão do conjunto B.

E
S
T
A
T
Í
S
T
I
C
A
34 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
c) Que relação existe entre os desvios padrões dos dois conjuntos de
números?

R.: Numericamente, os dois valores são iguais, porém, como a média do


conjunto B é menor que a média do conjunto A, o desvio padrão informa que o
conjunto B tem maior dispersão que o conjunto A. Isso poderá ser confirmado
com o cálculo do Coeficiente de Variação que veremos no próximo tópico.

5 Dados os conjuntos de números: A = { -2, -1, 0, 1, 2 }  B = { 220, 225,


230, 235, 240 }. Calculando o desvio padrão, podemos afirmar que o
desvio padrão de B é igual ao desvio padrão de:

a) ( ) A.
b) (x) A multiplicado pela constante 5.
c) ( ) A multiplicado pela constante 5 e esse resultado somado a 230.
d) ( ) A mais a constante 230.

6 Determine o desvio padrão amostral, populacional e o coeficiente de


variação dos dois casos dos dados:

10 20 22 18 13 09 18 35 21 22

TÓPICO 2

1 A renda média mensal na localidade A é de R$ 750,00 e na localidade


E B é de R$ 500,00. Os desvios padrões são R$ 100,00 e R$ 80,00. Faça
S
T uma análise comparativa quanto ao grau de homogeneidade da renda
A
T nestas duas localidades.
Í
S
T R.: A: Coeficiente de Variação:
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 35
NEAD

B: Coeficiente de Variação:

A localidade A possui uma renda mais homogênea que B.

2 O risco de uma ação de uma empresa pode ser devidamente


avaliado através da variabilidade dos retornos esperados. Portanto, a
comparação das distribuições probabilísticas dos retornos, relativas
a cada ação individual, possibilita a quem toma decisões perceber
os diferentes graus de risco. Analise os dados estatísticos relativos
aos retornos de 5 ações descritas na tabela a seguir e diga qual é a
menos arriscada:

TABELA 49 – AVALIAÇÃO DO RISCO DAS AÇÕES - EMPRESA X - 2004

Discriminação Ação A Ação B Ação C Ação D Ação E


Valor esperado 15% 12% 5% 10% 4%
Desvio padrão 6% 6,6% 2,5% 3% 2,6%
Coeficiente de Variação 0,40 0,55 0,50 0,30 0,65
FONTE: Os autores

E
R.: Ação D, pois apresenta menor coeficiente de variação. S
T
A
3 Um grupo de 85 moças tem estatura média de 160,6 cm, com um T
Í
desvio padrão igual a 5,97 cm. Outro grupo de 125 moças tem uma S
estatura média de 161,9 cm, sendo o desvio padrão igual a 6,01 cm. T
I
Qual é o coeficiente de variação de cada um dos grupos? Qual o C
A
grupo mais homogêneo?
36 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
R.: Grupo de 85 moças: Coeficiente de Variação:

Grupo de 125 moças: Coeficiente de Variação:

O grupo de 125 moças é mais homogêneo, pois 3,712% é menor que 3,717%.

4 Um grupo de 196 famílias tem renda média de 163,8 dólares, com


um coeficiente de variação de 3,3%. Qual o desvio padrão da renda
desse grupo?

R.:

O desvio padrão é de 5,41.

5 Uma distribuição apresenta as seguintes estatísticas: S = 1,5 e CV =


2,9%. Determine a média da distribuição.
E
S
T R.:
A
T
Í
S
T
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 37
NEAD

6 A seguir temos a distribuição do número de acidentes por dia, durante


53 dias, em certa rodovia:

R.:

TABELA 50 – NÚMERO DE ACIDENTES DIÁRIOS DA RODOVIA BR 470
– 2009

FONTE: Dados hipotéticos

Determine o desvio padrão amostral, o coeficiente de variação e indique


o tipo de tendência que se apresenta.

E
S
T
A
T
Í
S
T
I
C
A
38 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD

Portanto: os valores da média e da mediana indicam uma tendência


decrescente.

TÓPICO 3

1 Um grupo de pessoas fez uma avaliação do peso aparente de alguns


objetos e seu peso real em gramas. A média do grupo está no seguinte
quadro:

Peso real 18 30 42 62 73 97 120


Peso aparente 10 23 33 60 91 98 159

Estime o peso real para um peso aparente de 300 gramas.

R.:

n xi yi Xi . Yi X2 Y2
1 18 10 180 324 100
2 30 23 690 900 529
3 42 33 1386 1764 1089
4 62 60 3720 3844 3600
5 73 91 6643 5329 8281
6 97 98 9506 9409 9604
7 120 159 19080 14400 25281
E   442 474 41205 35970 48484
S
T
A
T
Í
S
T
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 39
NEAD

2 Considere o resultado de dois testes obtidos por um grupo de


internautas:

xi 11 14 19 19 22 28 30 31 34 37
yi 13 14 18 15 22 17 24 22 24 25

n xi yi Xi . Yi X2 Y2
1 11 13 143 121 169
2 14 14 196 196 196
3 19 18 342 361 324
4 19 15 285 361 225
5 22 22 484 484 484
6 28 17 476 784 289
7 30 24 720 900 576
8 31 22 682 961 484
9 34 24 816 1156 576
10 37 25 925 1369 625
  245 194 5069 6693 3948

a) Determine a função de regressão linear. E


S
T
A
R.: T
Í
S
T
I
C
A
40 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD

b) Estime y para x = 50.

R.: Y = 0,4576X + 8,1888


Y = 0,4576(50) + 8,1888
Y = 22,88 + 8,1888 = 31,0688
Y = 31

3 O quadro a seguir apresenta a produção de uma indústria:

Anos 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998
Quant. (t) 34 36 36 38 41 42 43 44 46

Quant.(t)
n Anos (xi) Xi . Yi X2 Y2
(yi)
1 1990 1 34 34 1 1156
2 1991 2 36 72 4 1296
3 1992 3 36 108 9 1296
E 4 1993 4 38 152 16 1444
S
T 5 1994 5 41 205 25 1681
A
T 6 1995 6 42 252 36 1764
Í
S
T
7 1996 7 43 301 49 1849
I
C
8 1997 8 44 352 64 1936
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 41
NEAD
9 1998 9 46 414 81 2116
45 360 1890 285 14538

Como os anos são variáveis qualitativas, podem-se usar códigos para


representar o xi. Neste caso, usaremos os códigos de 1 a 9.

a) Calcule o coeficiente de correlação.

R.:

b) Calcule a produção estimada para 2007.

R.: A produção para 2007 (código para 2007 = 18)


Função: Y = aX + b

E
S
T
A
T
Í
Então: Y = 1,5X + 32,5 S
T
Logo, p/ X=18: I
Y = 1,5(18) + 32,5 C
A
42 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
Y = 27 + 32,5
Y = 59,5 toneladas em 2007.

c) Estime o ano em que a produção atingirá 75 toneladas.

R.: Para se obter uma produção de 75 toneladas:


Y = 1,5X + 32,5
75 = 1,5X + 32,5
75 – 32,5 = 1,5X
42,5 = 1,5X

Como o código de 2007 = 18, então 28,33 representa o mês de abril do ano
de 2017.
Logo: a produção de 75 toneladas será atingida em 2017.

4 O quadro a seguir mostra como o comprimento de uma barra de aço


varia conforme a temperatura:

Temp. em graus C. 10 15 20 25 30
Comp. em mm 1,003 1,005 1,010 1,011 1,014

a) Determine o coeficiente de correlação.

I x y xy x2 y2
1 10 1,003 10,03 100 1,006009
2 15 1,005 15,075 225 1,010025
3 20 1,01 20,2 400 1,0201
4 25 1,011 25,275 625 1,022121
5 30 1,014 30,42 900 1,028196
Total 100 5,043 101 2250 5,086451

E
S
T
A
T
Í
S
T
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 43
NEAD

b) Calcule a equação da reta ajustada a esta correlação.

c) Determine o valor estimado do comprimento da barra para a


temperatura de 35oC.

Y = 0,00056·35 + 0,9974

R.: 1,017

d) Considerando que, na temperatura ambiente, a barra continha um


metro de comprimento, estime a temperatura em que a barra de ferro
medirá 1,05 m.

R.: 1,05 = 0,00056·X + 0,9974


1,05 – 0,9974 = 0,00056·X
0,0526/0,00056 = X
X = 93,93ºC

R.: A temperatura tem que aumentar 93,93°C. E


S
T
5 Certa empresa, estudando a variação da demanda de seu produto A
T
em relação à variação de preço de venda, obteve o quadro: Í
S
T
I
C
A
44 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
Preço x 42 50 56 59 63 70 80 95 110
Demanda y 325 297 270 256 246 238 223 215 208

Preço Demanda
n Xi . Yi X2 Y2
(xi) (yi)
1 42 325 13650 1764 105625
2 50 297 14850 2500 88209
3 56 270 15120 3136 72900
4 59 256 15104 3481 65536
5 63 246 15498 3969 60516
6 70 238 16660 4900 56644
7 80 223 17840 6400 49729
8 95 215 20425 9025 46225
9 110 208 22880 12100 43264
  625 2278 152027 47275 588648

E
S
T
A
T
Í
S a) Estime a demanda para o preço de 120.
T
I
C
A
R.: Logo: para o preço de 120, tem-se:
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 45
NEAD
Y = -1,5927X + 363,7152
Y = -1,5927(120) + 363,7152
Y = -191,124 + 363,7152
Y = 172,59 de demanda.

b) Estime o preço para uma demanda de 500 e analise o resultado.

R.: Para uma demanda de 500, tem-se:


Y = -1,5927X + 363,7152
500 = -1,5927X + 363,7152
1,5927X = 363,7152 – 500
1,5927X = -136,2848

Ou seja, jamais se obterá demanda de 500.

TÓPICO 4

Questão única: Construa, a partir da tabela seguinte, um gráfico de


linhas para indicar o número de passagens aéreas vendidas neste
período e, em seguida, faça o gráfico de dispersão, indicando o grau
de correlação e a função de regressão, a fim de que se possa estimar a
venda de passagens para 2007.
TABELA 57 – PASSAGENS VENDIDAS -
PERÍODO DE 1995-2001

ANO PASSAGENS
1995 13380
1996 13674
1997 14692
E
1998 14898 S
T
A
1999 15255 T
Í
2000 15990 S
T
I
2001 16742 C
A
46 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
FONTE: Dados fictícios

R.: a) Gráfico de Linhas ou Curvas:

GRÁFICO 18 – PASSAGENS VENDIDAS NO PERÍODO DE 1995-2001

FONTE: Dados fictícios

b) Gráfico de Dispersão:

GRÁFICO 19 - GRÁFICO DE DISPERSÃO REFERENTE ÀS PASSAGENS


VENDIDAS NO PERÍODO DE 1995-2001

E
S
T
A
T
Í
S
T
I
C
A
UNIASSELVI GABARITO DAS AUTOATIVIDADES 47
NEAD
A equação
y = 545,75x + 12764,
foi calculada substituindo os
anos, por números de 1 a 7.

r foi obtido extraindo a raiz


quadrada de
R2( 0,9756).

FONTE: Dados fictícios

Estimativa da venda de passagens para 2007 (código 13):


Y = 545,75X + 12764
Y = 545,75(13) + 12764
Y = 7094,75 + 12764
Y = 19.859 passagens vendidas.

E
S
T
A
T
Í
S
T
I
C
A