Você está na página 1de 1

desenvolvimento que também chegara a muitos de base, educação, saúde e urba-

desses países. Isso provocou uma marcha da nização. Isso perdurou até os fins dos
população em direção às cidades. Nelas, as anos 1970, mas, a partir daí, o País vol-
condições de vida eram melhores. tou a patinar e tornou-se cada vez mais
“Nos países em desenvolvimento, o crescimento concentrador de renda. Como, mesmo
demográfico urbano resulta antes das migrações com retração econômica, a população
e da expansão geográfica e espacial das cidades continuou a crescer, passamos a ter,
que do crescimento natural (excedentes dos cada vez mais, marginalizados e excluí-
nascimentos sobre os óbitos) de sua população. dos. Hoje, o que era um problema
Mas a fecundidade das famílias de imigrantes e social virou um problema de segurança
de habitantes das áreas absorvidas pelas cida- e vivemos o agravamento de um quadro
01. (UFES) É CORRETO afirmar que "transição des freqüentemente continua sendo, durante que era excludente. Temos uma situa-
demográfica" refere-se ao período de: uma geração, superior à das famílias naturais do ção de confronto entre o contigente de
meio urbano. E, no fim desse período de adap- excluídos e aqueles que concentram as
a) alto crescimento natural, devido à elevação das
tação, a diminuição da fecundidade costuma ser possibilidades.
taxas de natalidade e de mortalidade.
neutralizada pela queda da mortalidade infantil, (Nicolau Sevcenko. In: "Cartacapital",
b) baixo crescimento natural, situado entre dois
muito mais rápida nas cidades que no campo”. 8/10/2003, p. 38)
períodos de grande crescimento demográfico.
(AMANI, Mehdi. A explosão urbana. O Correio da 01. Mesmo com a retração econômica (dos
c) baixo crescimento populacional, devido às bai-
Unesco. ano 20, n.° 03, março de 1992). anos de 1980), a população continuou
xas taxas de natalidade e de mortalidade.
Essa aceleração demográfica torna-se preocu- a crescer, fato que confirmou a tese dos
d) elevado crescimento demográfico, devido à alta
pante quando se verifica que a maior parte dos cientistas
das taxas de natalidade e de mortalidade.
que nasceram nesse período encontram-se no a) neomalthusianos que atribuíam ao forte
e) elevado crescimento natural, situado entre dois
lado pobre da humanidade. Nesse momento, crescimento vegetativo as condições de
estágios de pequeno crescimento demográfico.
surgem duas correntes de pensamento sobre o pobreza crônica da população.
02. (UFRN) “A teoria reformista é uma resposta problema demográfico. b) malthusianos que, de forma alarmista,
aos neomalthusianos”. De acordo com essa Uma delas, a dos neomalthusianos, que é hege- previam fortes crises de abastecimento
teoria, é correto afirmar que: mônica, advoga que a causa da pobreza e do de gêneros alimentícios para a popula-
a) as precárias condições econômicas e sociais subdesenvolvimento é o excessivo crescimento ção.
acarretam uma redução espontânea das taxas demográfico nos países subdesenvolvidos. Essa c) neoliberais que defendiam a expansão
de natalidade. é a corrente dos que recuperam alguns dos pre- irrestrita dos mercados consumidores, a
b) uma população jovem numerosa, devido às ceitos do malthusianismo. Apontam os pobres partir da melhoria das condições de vida.
elevadas taxas de natalidade, é a causa prin- dos países subdesenvolvidos como os únicos d) pragmáticos que atribuíam ao Estado a
cipal do subdesenvolvimento. culpados pela sua própria pobreza. Como solu- obrigação de criar políticas de controle
c) o controle da natalidade só será possível me- ção, defendem o controle da natalidade, respon- de natalidade em todo o país.
diante rígidas políticas demográficas desen- sabilidade que conferem aos Estados. Acreditam e) keynesianos que asseguravam que o
volvidas pelo Estado. que agindo assim diminuiriam a pressão sobre Estado não teria condições de proporcio-
d) o equilíbrio da dinâmica populacional se dá recursos naturais (ecomalthusianos) e pelos nar a elevação do padrão de vida da
pelo enfrentamento das questões sociais e parcos recursos financeiros disponíveis. população.
econômicas. Esquecem-se do passado de exploração colo-
nial. Esquecem, ou não querem admitir, que há 02. (Enem) Qual dos "slogans" a seguir
03. (UFRN) A terceira grande aceleração do desigualdades nas relações comerciais interna-
poderia ser utilizado para defender o
crescimento populacional se manifestou, na cionais. Não vêem que a terra, nesses países,
ponto de vista dos reformistas?
América Latina, na Ásia e na África, após a está concentrada nas mãos de poucos. Terras a) “Controle populacional já, ou país não
Segunda Guerra Mundial, principalmente, que, na maioria das vezes, quando não produ- resistirá.”
à(ao) zem para a exportação, servem apenas para b) “Com saúde e educação, o planejamento
a) revolução médico-sanitária. especulação. familiar virá por opção!”
b) avanço científico-cultural. Noutra extremidade, estão os reformistas. Acre- c) “População controlada, país rico!”
c) transição demográfica. ditam que somente uma melhor distribuição da d) “Basta mais gente, que o país vai pra
d) evolução dos meios de comunicação. renda, associada à urbanização das cidades, ao frente!”
aumento do nível de escolarização das popula- e) “População menor, educação melhor!”
04. (UFRN) As teorias demográficas têm procu-
ções, à geração de emprego e renda, ao acesso 03. (Mackenzie) Segundo estimativas da
rado explicar a relação existente entre cres-
aos tratamentos e medicamentos e a moradias ONU, em outubro deste ano, a popula-
cimento populacional e desenvolvimento
dignas é que fará diminuir o crescimento demo- ção mundial alcançou o total de 6 bi-
econômico. Segundo a Teoria Reformista,
gráfico e superar a condição de pobreza e sub- lhões de habitantes. Tal fato colocou em
a) a política de controle da natalidade deve ser desenvolvimento. São contrários às teses
efetivada pelo Estado, no sentido de impedir o evidência os neomalthusianos, que:
neomalthusianas, porque tratam os problemas
rápido crescimento demográfico e o surgimen- a) acreditam que as taxas de crescimento
apenas pelas conseqüências e não pelas causas.
to de áreas superpovoadas com altos índices demográfico serão reduzidas natural-
Para os reformistas, uma população apresenta
de pobreza, como os que ocorrem na Índia. mente.
elevados índices de crescimento porque é pobre
b) o subdesenvolvimento econômico é resultante b) acreditam que a produção de alimentos
e não o contrário.
do acelerado crescimento demográfico, sendo sempre acompanhará o aumento da
necessárias políticas rígidas de controle familiar, população.
Exercícios
como as que vêm sendo adotadas na China. c) são favoráveis a uma melhor distribuição
c) o rápido crescimento demográfico trará conse- TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO das riquezas mundiais como forma de
qüências graves sobre os ecossistemas tro- (Puccamp) Urbanização descontrolada conter a natalidade.
picais e equatoriais, sendo necessário o con- Na verdade, o grande período da socie- d) não vêem problemas no crescimento da
trole da natalidade como forma de garantir a dade brasileira foi o pós-guerra, quando população mundial.
preservação do patrimônio ambiental. é adotado o padrão da sociedade de e) preconizam um rígido e compulsório
d) a miséria é responsável pelo crescimento da "bem-estar social". Esse é o melhor controle da natalidade nos países po-
população, sendo necessárias mudanças momento tanto em termos de cresci- bres.
socioeconômicas que permitam a distribuição mento econômico quanto de cres-
de renda e o acesso à educação, à saúde e ao cimento ligado a uma política redis-
mercado de trabalho. tributiva. Foram abertos canais de
promoção social, com investimentos
públicos em infra-estrutura, em serviços