73 Dezembro 2010 Distribuição gratuita Director: Francisco Leite

VILA DA MADALENA

Aposta na Rede Viária
As obras prosseguem com a remodelação da rua António Francisco de Sousa, em toda a frente do Lar Tavares Bastos, incluindo o seu alargamento e demolição das casas há muito devolutas. Esta obra insere-se num conjunto de outras obras que a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia estão a desenvolver para melhorar a rede viária da Madalena.

Inauguração das novas instalações da Casa do Povo da Madalena no dia 5 de Janeiro

Contos de Natal
A Junta de Freguesia da Madalena e Agrupamento de Escolas da Madalena , editam livro de Contos de Natal, escritos pelos alunos dos 2.º e 3.º ciclos.

A Junta de Freguesia da Madalena deseja a todos os Madalenenses e aos nossos leitores, um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo

Última Página

noticiasdamadalena@jf-madalena.pt

Edição e Exposição de Postais de Natal
Página 4

2010

2 12

ACTIVIDADES e INFORMAÇÕES da AUTARQUIA
VILA DA MADALENA

Assembleia de Freguesia
Caro(a) Madalenense: É a primeira vez que me dirijo a si uma vez que neste momento o Presidente da Assembleia de Freguesia Dr. Alfredo Napoleão está impedido, por motivos de saúde, de o fazer. Daqui lhe enviamos votos de rápidas melhoras. Venho-vos assim dar conta das últimas duas sessões da Assembleia de Freguesia que se realizaram no dia dois de Agosto e no dia trinta de Setembro de dois mil e dez. Ao segundo dia do mês de Agosto de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e trinta minutos no Auditório da Junta de Freguesia, reuniu a Assembleia de Freguesia em Sessão Extraordinária com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto único: moção de censura ao Executivo da Junta de Freguesia da Madalena, “em virtude do referido Executivo não ter comemorado no passado dia 12 de Junho, a elevação da Madalena a Vila.” Esta moção, que foi apresentada pelo Partido Socialista, perante uma sala repleta, foi amplamente discutida e acabou por ser reprovada por maioria com os votos da Coligação Gaia na Frente. De seguida houve inscrições para o período de intervenção do Público em que: Filipa Barbosa, referindo-se ao estatuto dos eleitos locais, relevou o facto destes serem obrigados ao não patrocínio dos interesses próprios, particulares ou de terceiros; referiu-se também aos subsídios de transporte (ou de quilómetros) e a que a contagem de distâncias, segundo a Lei, tem sempre que ser feita da periferia da localidade de residência até ao local de destino. O Sr. João Duarte, Presidente do Orfeão da Madalena, fez um apelo sentido afirmando que “o Orfeão da Madalena está mal”, sendo a Instituição mais antiga da Madalena, com 83 anos de vida. Dirigiu-se, assim, pedindo ajuda e sensibilidade a todos os eleitos e cidadãos presentes. Filomena Cirne, cumprimentou todos os presentes, e referiu que em virtude de ter tido conhecimento da possível existência de irregularidades da responsabilidade do Sr. José Carlos Cidade, Presidente da Junta de Freguesia da Madalena durante o mandato de 2005/2009, gostaria de sugerir a averiguação das seguintes situações: Em 2008 terão sido efectuados, a pedido do Sr. José Carlos Cidade, abastecimentos de gasolina para a sua viatura particular no Posto de Abastecimento dos Bombeiros Voluntários de Valadares, com requisições da Junta de Freguesia da Madalena. Em 2009, tendo acompanhado o Grupo Folclórico da Madalena em viagem de autocarro a Samil – Espanha, terá cobrado à Junta de Freguesia deslocações no seu veículo particular dando referência à dita viagem. Terminou pedindo que a Junta de Freguesia tomasse as devidas diligências de forma a efectuar as averiguações necessárias. O Sr. José Carlos Cidade pediu imediatamente a palavra para fazer “a defesa da honra” e exigiu a identificação da declarante com vista a futuro procedimento judicial. Em face disto o Presidente da Assembleia Dr. Alfredo Napoleão, e uma vez que está em causa a honorabilidade de um membro do antigo Executivo da Junta de Freguesia da Madalena, decidiu abrir um inquérito tendo por base as citadas declarações, após o que encerrou a sessão. Na Assembleia Ordinária de 30 de Setembro de 2010 a ordem de trabalhos foi a seguinte: 1. Período de intervenção do público. 2. Período de antes da ordem do dia. 3. Período da ordem do dia: 3.1 Leitura, análise e votação das actas das sessões anteriores. 3.2 Segunda revisão ao orçamento de 2010. 3.3 Análise, discussão e votação do novo regulamento de cedência e utilização do autocarro e carrinha da Junta de Freguesia da Madalena. 3.4 Análise, discussão e votação do regulamento de funcionamento da Biblioteca da Junta de Freguesia da Madalena. 3.5 Informações sobre a actividade do Executivo. 4. Segundo Período de Intervenção do Público. No início da Assembleia, e por impedimento da segunda secretária da Mesa da Assembleia, Ana Monteiro, foi esta substituída por Luísa Barbosa uma vez que o convite à bancada do Partido Socialista para ocupar esse lugar, não foi aceite. De seguida foram dados a conhecer todos os convites endereçados por diversas Instituições a esta Assembleia de Freguesia para a realização de diversos eventos sociais e uma carta do Sr. José Carlos Leitão (extesoureiro da Junta de Freguesia no mandato 2001-2005) que vem referir ter recebido uma carta do Tribunal de Contas onde o Tribunal refere que há 3.625,22€ que não estão justificados relativamente ao ano de 2004, vindo o Sr. José Carlos Leitão, que exerceu as funções de tesoureiro até 16 de Março de 2005, dizer que nessa altura não assinou as contas,

Cristiana Sousa - 1ª Secretária da Assembleia de Freguesia (substituta em exercício do Presidente da Assembleia de Freguesia da Madalena, Dr. Alfredo Napoleão) por se ter realmente apercebido de algumas irregularidades na gestão da Junta dessa época. Não houve inscrições para o primeiro período intervenção do Público. De seguida iniciou-se o período de antes da ordem do dia com diversas intervenções de que se destaca: • Voto de saudação aos Olímpicos da Madalena pelo seu reinício de actividade, apresentado pelo Sr. Fernando Couto da Coligação Gaia na Frente, aprovado por unanimidade; • Voto de protesto contra alguns passeios das obras da rua do Crasto e Choupelo, apresentado pelo Sr. Joaquim Carvalho do Partido Socialista, reprovado por maioria; • Voto de protesto em relação ao Presidente da Assembleia pela “falta de cumprimento do regimento” e “falta de convite à oposição para a participação em actividades da Junta” apresentados pelo Sr. António Tavares do PS, reprovados por maioria; • Voto de Louvor ao artista Madalenense Pedro Moreira pela obra no Mural da Igreja da Madalena e Voto de recomendação em relação à definição de limites precisos com as freguesias vizinhas, apresentados pelo Sr. Joel Freitas do PS, aprovados por unanimidade; • Voto de recomendação para atribuição de verbas de venda dos jazigos do cemitério às Instituições Madalenenses, voto de recomendação de cedência do polidesportivo da Rua do Cruzeiro ao Ideal Clube Madalenense até 2013, voto de recomendação de topónimo a José Valente, voto de recomendação para tornar o dia 12 de Junho como dia da Vila da Madalena, Voto de recomendação para que a Junta pressione a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia para a construção do Centro Cívico da Madalena, todos apresentados pelo Sr. Joel Freitas do PS, reprovados por maioria. Em relação ao topónimo referenciado a Assembleia só não aprovou porque, em face das características da localização proposta, deliberou encontrar uma melhor localização. Foi lida, analisada e aprovada por maioria a acta nº 5, após o que se passou à análise da segunda revisão ao orçamento de 2010, que foi aprovada. Foi analisado e aprovado por maioria o novo regulamento de cedência e utilização do autocarro e carrinha da Junta de Freguesia da Madalena. Foi analisado, discutido e aprovado por maioria o regulamento de funcionamento

EDITORIAL
Caros Madalenenses, Caros Leitores,
Nestes tempos tão difíceis, em que todo o mundo sente as privações e as limitações financeiras a que já estamos sujeitos, permitam-me que partilhe convosco algumas boas notícias para a Madalena. É sempre reconfortante vivermos, dentro do possível, pela positiva, contrariando os profetas da desgraça, que não se cansam de lançar boatos e informações distorcidas que mais não são que a manifestação da vontade do caos. Assim, como podemos constatar, as obras de requalificação do eixo viário principal vão continuar, pelo menos, até à Rotunda das Oliveiras e, desde já, me comprometo a desenvolver todos os esforços para incluir na obra a Rua de Nova Lisboa, melhorando, assim, as acessibilidades ao centro Empresarial. Os constrangimentos financeiros são muitos, mas as obras não vão parar. Está em curso a requalificação da orla marítima, na qual estão integradas a recuperação da Ribeira de Ateães, entre a Rua do Agro e o Mar, e a requalificação da Rua do Cerro. Vão ser inauguradas, no início do próximo ano, as novas instalações do Infantário e da Creche da Casa do Povo da Madalena. Está em estudo a requalificação da área verde dos Pátios da Madalena, na Rua das Pedreiras, processo a decorrer em parceria com o Parque Biológico, onde se pretende criar uma área de lazer e de diversão, que poderá estar concluído no primeiro semestre do próximo ano. Estuda-se, em parceria com a Confraria da Pedra e com a colaboração do artista plástico Pedro Moreira, nosso conterrâneo, a implantação, num local de destaque da nossa Freguesia, de um Monumento ao Pedreiro, por forma a prestar tributo ao trabalho árduo daqueles que desenvolveram aquela que foi, durante décadas, uma das principais actividades da Madalena. A Junta de Freguesia vai apoiar a Escola Básica na implementação do cartão electrónico, já no início do próximo ano, contribuindo assim para uma maior segurança dos alunos e da escola. Como se pode constatar, há algumas boas razões para os Madalenenses acreditarem que a nossa Freguesia está na senda do progresso, com vista a melhorar as condições de vida da nossa comunidade, contando com a atenção e o apoio decisivo do Município. Mas o progresso, por vezes, comporta alguns sacrifícios, como sejam os transtornos causados pelas obras na via pública, para os quais peço a Vossa melhor compreensão, na cereteza de que futuramente todos nós usufruiremos de melhores condições. Em nome do Executivo da Junta de freguesia, desejo a todos os Madalenenses e Famílias um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.

Francisco Leite
da Biblioteca da Junta de Freguesia da Madalena. De seguida o Presidente da Junta de Freguesia, Sr. Francisco Leite prestou Informações sobre a actividade do Executivo de que se destaca: • O papel de bons ofícios da Junta de Freguesia para o encontro da nova solução para o Centro de Dia e Creche da Associação de Solidariedade Social da Madalena, tendo sido possível obter a concordância da Gaiaurb para a afectação de um espaço na urbanização da Quinta do Sr. Leite à Rua de Trás do Maninho; • A intenção do Dr. Pimenta Marinho, sub-director da ARS Norte, para iniciar a obra do Centro de Saúde ainda durante o ano de 2010; • O encerramento da secretaria do cemitério cujos serviços passam a ser prestados na secretaria da Junta permitindo uma maior rentabilização da funcionária ai destacada; • Desmontagem dos brinquedos nos parques infantis da Costa e do Cruzeiro que, face ao estado de degradação que apresentavam, nas actuais e mais exigentes condições, não é possível sequer legalizar; • Foi vendido em hasta pública um jazigo do cemitério; • Está prevista a abertura de um concurso público para contrato de arrendamento do espaço no cemitério para a venda de flores e cera; • Obras para reposição do estado inicial do Largo do Cruzeiro; Finalmente foi posta a votação a minuta da acta que foi aprovada por unanimidade, após o que, foi encerrada a sessão.

ACTIVIDADES e INFORMAÇÕES da AUTARQUIA
VILA DA MADALENA

2010

3 12

De novo perante vós!
O Executivo É sempre com renovado prazer que nos dirigimos a todos os Madalenenses. É esta a forma que encontramos de fazer chegar a todos o nosso trabalho e as diligências efectuadas para que ele se concretize. Da palavra à acção, está a diferença e a verdade. A prova tiram-na os Madalenenses no seu dia-a-dia. Das nossas acções, nos responsabilizamos. Da melhoria da qualidade de vida dos Madalenenses nos congratulamos. Chegou à Madalena a tão aguardada requalificação da “Frente de Mar”. sica da Madalena) e ainda ao artista plástico Pedro Moreira, que sempre nos prestigiam com a sua colaboração. Centro de Formação Profissional para o Sector Terciário do Porto continuou a apostar na formação profissional, encarando a mesma como uma actividade que favorece a evolução global da personalidade do indivíduo, partindo dos conhecimentos adquiridos e de experiências vividas, permitindo uma melhor adaptação ao meio de inserção, nomeadamente no plano sócio - profissional. Esta aposta traduziu-se entre Setembro e Novembro do corrente ano em 6 Unidades de Formação de Curta Duração, em áreas tão díspares mas complementares como: Informática e Recursos Humanos. Foram abrangidas 72 pessoas. As aulas foram administradas na sede do Ideal Clube Madalenense. É ainda de salientar que proporcionamos igualmente a frequência no RVCC - Reconhecimento, Validade e Certificação de Competências, adultos que, através deste processo, viram reconhecidas as suas capacidades, obtendo o 9º ano de escolaridade. Reiniciamos um novo processo de RVCC- Reconhecimento, Validade e Certificação de Competências para certificação do 9º ano, nas instalações do Ideal Clube Madalenense. Para o próximo ano civil é objectivo da Junta de Freguesia dar continuidade a este projecto. Para tal, todos quantos queiram enriquecer o seu curriculum e alargar as suas áreas de competência, poderão proceder às inscrições na sede da Junta de Freguesia ou na sede da instituição Baloiço do Tempo – Associação. processo para validar a solução proposta. Este Natal envidamos todos os nossos esforços para apoiar a Conferência Feminina S. Vicente de Paulo para que, apesar das dificuldades, os Cabazes de Natal continuem a ser distribuídos pelas famílias mais carenciadas.

Cultura

Obras

Foi com enorme satisfação que vimos concluída a 1ª fase as obras de requalificação da Rua do Crasto, uma importante entrada/saída da Freguesia.

Já há muito um anseio das pessoas que diariamente utilizam a Rua Orfeão da Madalena para se deslocarem ao apeadeiro da Madalena, construímos o Passeio pedonal, proporcionando assim a todos uma maior segurança e comodidade. Em parceria com a Direcção do Agrupamento Vertical de Escolas da Madalena, abrimos o Concurso: “Contos de Natal”. Este concurso foi dirigido a todos os alunos da Escola Básica da Madalena (do 5º ao 9º ano, incluindo os cursos CEF). Criado com o objectivo de promover hábitos de leitura e estimular o gosto pela criação literária, tinha como reconhecimento final a publicação de um livro. Este livro será ofertado, pela Junta da Freguesia e pela Direcção do Agrupamento de Escolas da Madalena, a toda a comunidade escolar.

Obras na Rua António Francisco de Sousa, no troço compreendido entre o Largo da Cabine e a Rua Orfeão da Madalena.

Demos continuidade às obras no cemitério da Freguesia, tendo já concluído a requalificação de algumas secções. Efectuaram-se permanentemente intervenções na rede viária para suprimir buracos.

Fruto da iniciativa deste Executivo nasceu o 1º Grupo de Teatro Infantil da Madalena. O grupo é composto por crianças da nossa Freguesia, com idades compreendidas entre os sete e os treze anos. Os ensaios do Grupo Infantil de Teatro têm decorrido nas instalações do Orfeão da Madalena que desde logo se disponibilizou e interessou por esta iniciativa cultural. A apresentação da sua peça de estreia “Arroz Doce” que vai ocorrer no dia 18 de Dezembro de 2010 no Orfeão da Madalena, pelas 21h00. Pode adquirir o seu bilhete (gratuito) na sede da Junta de Freguesia.

Educação

Desde já queremos agradecer aos Madalenenses que, mesmo vendo o seu dia dia-a-dia transtornado pelas obras, tiveram sempre uma atitude de compreensão. É de todo meritório termos uma palavra de gratidão para com a Câmara Municipal de Gaia que, sensível aos apelos do Executivo, tudo fez para que a obra se concluísse no menor espaço de tempo possível. Estamos certos da compreensão dos Madalenenses, pois as obras continuam, agora no troço compreendido entre a Rua Orfeão da Madalena e a Ponte de Aguim. Sempre que for possível irá ficar uma faixa de rodagem disponível para assim se minimizar o transtorno que as obras sempre provocam.

Foi aberto, por este Executivo, o Concurso: “Postais de Natal”. Este concurso foi dirigido a todos os alunos dos Jardins-de-Infância e Escolas EB1 do ensino público da Freguesia. Foram seleccionados 5 postais, posteriormente impressos e utilizados para correspondência de Natal deste Executivo, dando assim a conhecer o talento das nossas crianças às instituições e individualidades com as quais a Junta de Freguesia mantém relacionamento institucional. Os restantes postais serão objecto de uma exposição pública, a decorrer no Pavilhão Atlântico da Madalena, de 18.12.2010 a 08.01.2011. Alguns postais constituem ainda a capa e contra-capa do livro “Contos de Natal”. Queremos aproveitar para agradecer a participação e empenho das Educadoras de Infância e Professoras do 1º Ciclo da Freguesia e a todos os Pais e Encarregados de Educação que permitiram a participação dos seus educandos neste concurso. Sobretudo, queremos agradecer a todas as crianças que, com o seu trabalho e dedicação, tornaram possível a realização deste Concurso. Um agradecimento especial ao Director do Agrupamento de Escolas da Madalena, Dr. Correia da Silva, ao Prof. José Carlos Cidra Moura (Prof. de EVT da Escola Bá-

Aproveitamos para publicamente agradecer à coordenadora de Língua Portuguesa, Profª. Paula Silva bem como às Professoras de Língua Portuguesa a leccionar na Escola Básica da Madalena, pois sem a sua colaboração e apoio não seria possível concretizar tal objectivo. Um agradecimento especial a todos os alunos que, com criatividade e dedicação, tornaram possível a concretização do objectivo proposto. Continuamos a responder a todas as solicitações de transporte para visitas escolares feitas pelas escolas do Agrupamento de Escolas da Madalena. A Junta de Freguesia da Madalena, em parceria com A Baloiço do Tempo – Associação e o

Pretendemos igualmente no próximo ano, avançar com o processo de RVCC- Reconhecimento, Validade e Certificação de Competências para certificação do 12º ano, em pareceria com a Escola António Sérgio e Escola Básica da Madalena. Os interessados poderão inscrever-se na secretaria da Junta.

Decorrente do Concurso: “Postais de Natal” estará aberta ao público, entre 18.12.2010 e 08.01.2011, uma exposição de todos os Postais de Natal criados pelos alunos dos Jardim-de-infância e escolas EB1 da nossa Freguesia. A Exposição terá lugar no Pavilhão Atlântico da Madalena, no seu horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8h30 às 24h00 – Sábado, das 8h30 às 19h30 – Domingo e feriados, condicionada ao calendário desportivo.

Acção Social

Mantivemos os apoios às actividades da ASSM, com cedência gratuita de instalações e de transporte. Resultante do esforço deste Executivo, e em parceria com o Município, foi referenciado um espaço pertencente ao domínio público, cedido em loteamento, como solução para a instalação dos equipamentos – Creche e Centro de Dia, da A.S.S.M. A Gaiurb está a desenvolver o

Desporto

2010

4 12

ACTIVIDADES e INFORMAÇÕES da AUTARQUIA
VILA DA MADALENA

Foi realizado um protocolo entre o Agrupamento de Escolas da Madalena e a Junta de Freguesia para a cedência das instalações desportivas escolares, de modo a podermos apoiar os escalões de formação do Ideal Clube Madalenense.

pelo que a construção do Centro de Saúde da Madalena está suspenso ate nova oportunidade, o que vivamente se repudia.

Segurança

Instituições

Temos apoiado as Instituições da nossa freguesia através de cedência gratuita de meios logísticos e de transporte. Este Executivo participou em todas as iniciativas levadas a efeito pelas diferentes Instituições, sempre que convidado para o efeito.

Fizemos saber junto da PSP alguns focos problemáticos existentes na Freguesia, com vista a encontrar a melhor e mais imediata solução para a sua resolução. Mantemos contactos regulares com a PSP e Bombeiros com vista a melhorar as condições de segurança dos madalenenses.

Tempos livres

Ambiente

Providenciamos a manutenção dos jardins e zonas verdes da Freguesia. Demos início à plantação de arbustos no cemitério. Estamos a elaborar um projecto, em parceria com o Parque Biológico, para requalificação da zona verde nos Pátios da Madalena.

Foi com enorme satisfação que, em parceria com o Ideal Clube Madalenense realizamos o “Desfile de Vestidos de Chita”.

Saúde

Demos continuidade às anteriores diligências efectuadas junto da ARSN, de modo a suprimir a falta de médicos no nosso Posto de Saúde, sempre reforçando o seu carácter de urgência. Continuamos vivamente a acompanhar o processo para a construção do novo Posto de Saúde da Madalena, podendo informar que, dados os constrangimentos financeiros, o Governo decidiu suspender todos os novos investimentos,

Uma iniciativa que pretendia fazer a ponte entre gerações (foi possível juntar 3 gerações de uma mesma família) e reavivar memórias queridas em algumas das “manequins” participantes

mais idosas. As criações dos modelos apresentados foram da autoria das participantes (22 modelos adultos e 9 infantis). A este evento aderiram diversas empresas e profissionais da Freguesia cuja disponibilidade e empenho tanto contribuíram para o êxito alcançado. A noite foi ainda abrilhantada com as actuações do “Grupo Addition” e do Grupo “Gerações” do Ginásio Clube de Mafamude. Este é um resumo dos últimos meses de trabalho deste Executivo. Tudo fizemos para satisfazer os Madalenenses. Tentamos cumprir com os objectivos a que nos propusemos. Mas, agradar a todos nunca foi um deles. Mais pareceria uma pretensão. Fazer tudo num só ano, também não. Mais pareceria uma insensatez. Com um ano a terminar e a sempre renovada esperança a cada novo ano que se segue, sentimonos confiantes para prosseguir com o nosso trabalho. Um trabalho que se destina a todos mas que só é possível, e só faz sentido, com a compreensão e colaboração de todos vós. Sabemos que tempos difíceis, até duros, se aproximam, mas dia-adia se constrói o amanhã e a partilha é a melhor forma de percorrer um longo caminho. Um Feliz Natal e Bom Ano de 2011 para todos os Madalenenses.

Serviços on-line
www.jf-madalena.pt Com o intuito de agilizar procedimentos, indo ao encontro das necessidades dos Madalenenses, o Executivo da Junta de Freguesia disponibilizou a partir do dia 13.12.2010 vários serviços que podem ser requisitados on-line. Nesta primeira fase estão disponíveis os seguintes serviços: População em geral - Atestado de Residência - Confirmação do Agregado Familiar - Prova de Vida - Auditório - Autocarro - Carrinha Entidades - Auditório - Autocarro - Carrinha Iremos continuar a trabalhar para que brevemente possamos por à disposição um maior leque de serviços.

Como deve proceder

Depois de fazer o download do requerimento e de o preencher, deverá enviá-lo para os serviços da Junta, através do e-mail geral@jf-madalena.pt Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar. (Se preferir, poderá sempre enviar o requerimento por FAX, através do número 227 151 179, ou entregá-lo, pessoalmente, na secretaria da Junta). Após recebermos o seu pedido, receberá um e-mail a acusar a recepção do mesmo. Caso exista alguma irregularidade entraremos em contacto a solicitar esclarecimentos. Poderá levantar o seu documento na Junta de Freguesia num prazo de 48 horas, a partir do momento da sua recepção e liquidar a respectiva taxa. Aquando do levantamento do seu atestado / certidão, o que terá de ser presencialmente, terá de apresentar os documentos exigidos para cada situação. Em caso de dúvidas no preenchimento, sobre a documentação necessária ou em qualquer outra questão, poderá contactarnos através do e-mail da secretaria e através do nº de telefone 227 151 170. Documentação que é necessária apresentar nos nossos serviços aquando do levantamento dos seguintes documentos: Prova de Vida - Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão - Cartão de Contribuinte Nota: Este requerimento apenas poderá ser levantado pelo próprio/requerente. Atestado de Residência - Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão - Cartão de Contribuinte Confirmação do Agregado Familiar - Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão de todos os membros do agregado familiar. - Cartão de Contribuinte de todos os membros do agregado familiar. Outros Requerimentos - Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão - Cartão de Contribuinte Nota: Os cidadãos estrangeiros deverão apresentar autorização de residência válida ou passaporte, comprovativo de morada e, quando necessário, duas testemunhas.

Edição de Postais de Natal
No âmbito do concurso “Postais de Natal”, promovido pela Junta de Freguesia da Madalena, entre os alunos dos Jardins de Infância e escolas EB1 da Freguesia, foram seleccionados estes Postais para edição e utilização de correspondência de Natal do Executivo da Junta. Com todos os postais recebidos, vai ter lugar no Pavilhão Atlântico da Madalena, uma exposição que estará aberta de segunda a sexta-feira das 16h00 às 23h00, aos Sábados das 14h00 às 23h00 e aos Domingos, das 14h00 às 20h00, de 18 de Dezembro a 8 de Janeiro de 2011.

EDUCAÇÃO e ENSINO
VILA DA MADALENA

2010

5 12

Família-Escola
Os pais são co-responsáveis pela educação dos seus filhos. A cooperação família-escola, quando convenientemente articulada, constitui um pilar essencial ao sucesso educativo. Porém, essa parceria nem sempre tem tido a expressão que seria expectável, uma vez que há famílias que continuam a destituir-se por completo da sua missão educativa, delegando à escola toda a responsabilidade pela formação e educação dos seus filhos, o que, convenhamos, é de todo insustentável.

Uma parceria que importa cultivar
Manuel Joaquim Correia da Silva, Director do Agrupamento de Escolas da Madalena As reuniões com os pais constituem um instrumento de aproximação entre as famílias e a Escola, que nos parece absolutamente fundamental ao aprofundamento desses laços de cooperação. Sabemos que não é o único, nem provavelmente o mais importante dos instrumentos, mas pode constituir o ponto de partida para que os pais compartilhem com os professores, e com outros pais, as dificuldades, desafios e soluções da educação, daí podendo resultar uma maisvalia para a própria qualidade da acção educativa. Mais do que virem à escola para tomar conhecimento do quanto foi ensinado e o que os filhos (não) aprenderam, se os propósitos forem mais abrangentes, focalizados no estabelecimento de objectivos comuns, em casa e na escola, o encontro entre professores e pais passa a assumir um outro sentido e uma outra cumplicidade. Há muito que o objectivo já não é que apenas os professores ensinem e os alunos aprendam, mas que toda a comunidade educativa – professores, pais e alunos – participe do processo educativo, estabelecendo uma nova relação entre a família e a escola. Reuniões de Directores de Turma com Encarregados de Educação Dia 11 de Janeiro, Terça-Feira, às 18h30: 5.ºB - Sala 1; 5.ºC - Sala 2; 5.ºD - Sala 3; 6.ºC - Sala 4; 6.ºD - Sala 5; 7.ºA - Sala 6; 8.ºA - Sala CN; 8.ºB - Sala EB; 8.ºC Sala ET; 9.ºB - Sala EM. Dia 12 de Janeiro, Quarta-Feira, às 18h30: 5.ºA - Sala 1; 6.ºA Sala 2; 6.ºB - Sala 3; 7.ºB - Sala 4; 7.ºC - Sala 5; 7.ºD - Sala 6; 7.ºE - Sala CN; 9.ºA - Sala EM; 9.ºCA - Sala EV. Fica, pois, aqui a informação das próximas reuniões com os encarregados de educação e o apelo para que venham mais à Escola e participem activamente no processo educativo dos seus filhos. TODOS ficam claramente a ganhar!

Eleitos os Novos Dirigentes da MADAPE
No passado dia 15 de Outubro foi eleita por unanimidade a lista dos novos corpos sociais da Associação de Pais da EB 2/3 da Madalena, para o ano lectivo 2010/2011, composta pelos seguintes elementos: ASSEMBLEIA GERAL Presidente - José Manuel Castro Santos; 1º Secretário - José Elísio Lopes Santos; 2º Secretário - Alzira Maria Freitas Barbosa Silva. CONSELHO FISCAL Presidente - Jorge Leonel Duarte Pereira; Vogais - António Silva Simões e Etelvina Barbedo Silva. DIRECÇÃO Presidente - Romão Filipe Moreira Ramos; Vice-Presidente - Fernando Jorge Castro Oliveira; Tesoureiro - Carla Manuela Gonçalves Ferraz Nunes Santos; 1ª Secretária - Ana Paula Gomes Teixeira; 2ª Secretária - Ana Filomena Pereira Queirós; Vogais - Álvaro Alexandre Moreira Alves Araújo; José Emílio Filipe Leite; Paulo Alexandre Costa Ramos Sousa; Ana Margarida Magalhães Marques; Olinda Flor Oliveira Soares Gomes; Maria Isabel Duarte Oliveira Coelho; Nuno Manuel Ferreira Rodrigues; José Ernesto Ferreira Machado; Maria Aurora Filipe Tavares É com grande satisfação que este ano lectivo conseguimos aumentar o número de sócios desta associação, o que demonstra um maior empenho dos pais. A última assembleia geral foi bastante participada e foram debatidos alguns aspectos que, pensamos, virão a contribuir para um melhor funcionamento e ambiente da nossa escola. Aproveitamos para informar as datas das reuniões da Associação para este ano lectivo. Sempre que tenham dúvidas ou críticas, apareçam para conversarmos e assim construirmos uma escola melhor. Dias 13 de Janeiro; 03 e 24 de Fevereiro; 17 de Março; 07 e 28 de Abril; 19 de Maio; 09 e 30 de Junho. Todas as reuniões terão início pelas 21,30 horas. Por fim, aproveitamos para agradecer à Junta de Freguesia o transporte das nossas crianças para a escola, aquando do corte da estrada (junto à praia) e desejamos a todos os madalenenses um Natal Feliz e um Ano de 2011 cheio de coisas boas.

Actividades de Natal Novos Corpos Sociais da Associação
O Natal é mágico, mas também pode ser delicioso, divertido e artístico. Nestas Férias de Natal, todas as crianças podem descobrir várias facetas de um Natal Altamente. Podem contar com actividades lúdicas: decorações de Natal, cinema, actividades desportivas, karaoke, culinária, artes plásticas, dramáticas e muitas surpresas. Como não poderia deixar de ser iremos passar um dia muito divertido na NEVE, podendo encontrar o Pai Natal perdido algures na Serra da Estrela. Junta-te à Baloiço do Tempo Associação nestas férias e vem descobrir o que de mais divertido há no NATAL. Inscrições pelo 220 924 613 oubaloicodotempo@gmail.com

de Pais da Escola do Maninho
Tomaram posse no passado dia 29 de Outubro, os novos Corpos Sociais da Associação de Pais da Escola do Maninho, constituido pelos seguintes encarregados de educação. MESA DA ASSEMBLEIA GERAL: Presidente – Rui Manuel Sá Rangel; 1º Secretário – Paulo Jorge Oliveira Moreira; 2º Secretário – Mário Jorge Ribeiro Rocha Santos. CONSELHO FISCAL: Presidente – António Manuel Santos Ferreira; Vogais - Graça Maria Magalhães Ribeiro Pereira; Carla Cristina C. Barbosa. DIRECÇÃO: Presidente – Teresa de Jesus Nascimento Carvalho Peixoto; Vice-Presidente – Paulo Alexandre da Costa Ramos de Sousa; Secretária Sara Dora Lapa Sousa Reis Moreira;

Tesoureira – Irene Cláudia Dias dos Santos Ferreira Querido. Vogais - efectivos: Isabelle Maria Ferreira T. Silva; Mário Rui Gonçalves; Sónia Marina Pinho Esteves Ferreira; Suplentes: Ana Paula Moreira Fontes Carneiro; Sandra Mónica Mihalache da Silva Ferreira; Paula Cristina Sá Rangel; Maria Amália L. Prata Vieira; Luis Miguel Leite Baptista; João Paulo Santos Nunes Ferreira.

2010

6 12

O P I N I ÃO
VILA DA MADALENA

Temos Futuro
J. Serafim Freitas - Membro da Assembleia de Freguesia Quem ia às Assembleias de Freguesia noutros tempos tão recentes ficava muito desiludido. Havia assembleias sem público... não era por acaso! Ainda estamos longe de atingir o ideal mas hoje as coisas são bem diferentes. As Assembleias são participadas e às vezes acaloradas. Vejo homens e mulheres, vejo gente mais velha, de meia idade, adultos jovens e jovens. Vejo mais pessoas a participar e a questionar ordeiramente os responsáveis. Em todos vejo interesse genuino em saber das nossas coisas e pressinto um aproximar de gerações irmanadas no mesmo interesse pela nossa terra. Vejo pessoas interessadas em saber as regras da governação da coisa pública, em saber o que se tem feito e quais são as obras em projecto, e em perceber e contribuir para o delinear do futuro. Se calhar não nos apercebemos bem de quanto isto é enriquecedor para o presente e promessa de futuro. Este tempo é politicamente muito importante e vai formar gente jovem neste interesse pela boa gestão do interesse público e
Independente eleito na Lista da Coligação Gaia na Frente pelo PPD/PSD

hoje não tenho qualquer receio em admitir de bom grado que a nossa geração, a seu tempo, passará o testemunho com a certeza do dever cumprido mas simultaneamente com confiança que as próximas gerações farão ainda melhor do que nós porque começaram a formar-se e a respirar este ambiente de democracia, de escuta e de respeito pelo outro e pelas suas ideias. Temos futuro! A Câmara está na Madalena A CMG afinal voltou-se para a Madalena e não se trata aqui de elogiar porque é a sua obrigação (e seu direito!) mas é da mais elementar justiça reconhecer que desde Janeiro as obras na rede viária lá vão avançando a ritmo que todos quereríamos mais rápido mas que tem sido o possível, até porque a CMG está em múltiplas frentes de obra em outras zonas do Concelho, e até agora temos a referir que além da inauguração do novo troço da orla marítima praticamente quase todo em Canidelo, o troço da zona do Choupelo primeiro e a rua do Crasto depois, já estão transitáveis. Vivemos

agora um tempo em que todos tivemos de fazer um grande esforço de paciência porque a zona nevrálgica entre o Largo da Cabine e a Rua do Orfeão teve que ser encerrada, com os transtornos que todos sabemos. Entretanto, mercê de um grande esforço dos trabalhadores ao serviço da CMG, e antes do que estava previsto, esse pequeno mas fundamental troço já reabriu e agora as obras prosseguem já pela rua António Francisco de Sousa acima, aproximando-se da ponte do caminho de ferro. Apesar dos sacrifícios, todos reconhecem que as obras são necessárias e no fim vão melhorar a qualidade de vida de toda a população. Temos pois que notar que, em comparação com os dois mandatos anteriores, em que o clima de diálogo entre a JF e a CMG era muito difícil, as obras já realizadas, que abrangem a orla marítima e a zona central da nossa Vila, são muito significativas, embora escassas para as nossas necessidades. O clima de diálogo está pois a dar frutos e reconhecemos com alegria esta realidade!

Hasta pública Algumas pessoas vieram questionar porque é que a Junta agora vende as campas em hasta pública e dantes isso raramente acontecia. É verdade, agora correm editais nos locais de estilo e toda a população é informada. Assim, há mais transparência nas alienações de terrenos no cemitério, qualquer madalenese pode licitar e toda a gente toma conhecimento de que se vai vender mais uma campa. Com certeza que a autarquia só tem a ganhar se mais pessoas souberem e vierem licitar. Além disso fica tudo mais transparente e democrático. Só não se percebe porque é que dantes isto não era sempre feito assim... ”Notícias da Madalena” Orgulho-me de ter um jornal na Madalena onde a Oposição também escreve, um jornal plural, informativo e que se pretende formativo. Um jornal onde se discutem livremente os assuntos que dizem respeito à nossa terra. Um jornal onde é enriquecedor ver discutir os mais diversos assuntos e que

devolverá com juros à nossa Vila este clima democrático que lhe foi imprimido. Sr. Francisco Leite, Presidente da Junta e simultaneamente director do jornal, o Sr. mudou o paradigma do NM que era radicalmente monolítico, de cariz claramente partidário, e teve a coragem de abrir o jornal à opinião até dos que discordam de si. É de Homem! Infelizmente num país que se diz democrático isto é muito raro, é notável e de realçar! Talvez porque o Sr. viveu intensamente o 25 de Abril e percebeu que o melhor caminho é o caminho plural. Só com isso o Sr. já fez História, até porque teve a coragem de manter um título - NM - que era bom, de lhe continuar a numeração, e de lhe mudar totalmente o estilo por razões que todos sabemos. Assim demonstrou que o defeito não estava no nome da publicação e que era possível fazer melhor. E se o seu nome aparece pouco no Jornal e se a sua imagem ainda é mais escassa, é porque o estilo de facto mudou muito e para melhor! Estamos de facto noutra Vila!

Crise? Vamos lá ver...
Joel Cunha Teatro de Chicago, ano de 1903, 602 vítimas. “Quando os bombeiros mais tarde desembaraçaram os corpos, as marcas de saltos nas faces mortas testemunharam silenciosamente o facto cruel de que os animais humanos espicaçados pelo terror são tão loucos e impiedosos como gado desenfreado” (Foy & Harlow, 1928 cit. in Brown, p.715). Este fenómeno e outros que envolvem multidões são explicáveis pela influência que o grupo exerce no comportamento das pessoas. Em certas circunstâncias, a maioria das pessoas assume comportamentos que nunca assumiria se estivesse sozinha. Pode, por exemplo, mostrar-se agressiva a um nível de violência bestial que seria inconcebível se agisse isoladamente, como aconteceu com as turbas de linchamento dos estados americanos do sul. Noutras circunstâncias, as multidões podem tornar-se freneticamente apavoradas, como sucedeu no pânico que varreu o auditório do Teatro de Chicago quando alguém gritou «Fogo!». Se atentarmos ao facto de estarmos todos, cada um à sua maneira e intensidade, receosos com a crise que se avizinha, não sabendo ainda muito bem que contornos poderá ela assumir e que consequências concretas poderão advir para as famílias, estamos claramente sob a influência deste fenómeno de multidões. Não em sentido literal, porque não esmurramos nem fugimos em pânico, mas de forma latente porque nos preparamos para agir. Sentimos uma espécie de tensão enevoada no ar, algo que nos leva à contenção, à reserva e à desconfiança, que não nos resguarda nem protege de um perigo sem rosto, que apenas nos faz aguardar pela sua chegada. Motivamonos uns aos outros, quer falando quer ouvindo, para a defesa, para a acção, antecipando o inimigo. Mas também para a apreensão e para o pânico. Os noticiários abrem quase invariavelmente com a crise. Os preços oscilam, os salários, os impostos e as regalias sociais também. Tudo mexe. Haverá por certo mudanças. O futuro, que já era incerto, parece ser agora ainda mais incerto. Mas haverá mesmo só uma visão? Aquela que vem dos meios de comunicação social, das massas, dos outros, do pânico da multidão? Será a crise uma espécie de assombração que vem de fora e que se instalará mais cedo ou mais tarde na casa de todos, da mesma maneira, subtraindo uma boa fatia da qualidade de vida? Não tenhamos ilusões: ela está aí! E o seu maior perigo reside na instalação e no contágio social do pânico. Quantas mortes se evitariam se ninguém tivesse gritado «Fogo!» antes de se ter avaliado a real dimensão do incêndio no Teatro de Chicago? Quantas mortes se evitariam se, ao contrário do “salve-se quem puder”, existisse um plano de evacuação concertada de emergência? A reacção individual à crise não tem obrigatoriamente que sofrer da influência externa, do grupo. Pode ser ponderada entre os seus reais efeitos na economia doméstica e as pessoais e reais possibilidades de resistência. Pode ser um exercício individual, objectivo e independente em vez de uma amálgama colectiva, subjectiva e confusa. Pode ainda ser a oportunidade para mudar o paradigma do tal fenómeno de multidão, tornando-o favorável à multidão. Por outras palavras e citando John F. Kennedy nos anos sessenta: “Não perguntes o que o teu país pode fazer por ti… Pergunta antes o que podes tu fazer pelo teu país!”. Comente, critique, sugira, provoque em http://ink-tinta@blogspot.com

O esquecimento da família pelo governo socialista!
Em artigos anteriores falei sobre a educação e a escola, mas desta vez vou falar da família, pois é nesta que está sustentado todo o desenvolvimento de uma criança e o percurso de qualquer um de nós. O governo socialista, durante este último mandato, insistiu em ver a família como uma estatística, um mero conceito ideológico ou um indicador social, disponível para ser intervencionado ou alterado. Em vez de uma política estratégica transversal aos vários sectores, a família foi sempre o elo mais fraco: na fiscalidade, na liberdade de educação, no apoio especial às famílias mais numerosas, na falta de auxílio especial para os casais no desemprego, no apoio a quem tem familiares a seu cargo, entre muitos outros exemplos da falta de ajuda a quem escolhe não realizar um aborto, até à tentativa de acabar com a isenção de custos do processo de adopção. Com as novas medidas de austeridade já implementadas, como por exemplo os cortes no

Fernando Couto - Presidente do Núcleo do CDS/PP da Madalena e Membro da Assembleia de Freguesia abono de família, e as que ainda irão entrar em vigor no inicio do ano, como o aumento do IVA e a redução de deduções fiscais no IRS, as famílias continuarão a ser cada vez mais castigadas, pois perderão poder de compra, terão menos capacidade para poder dar a melhor educação aos filhos, o que se vai reflectir em toda a sociedade a médio prazo. É necessário de uma vez por todas reduzir a pesada máquina do Estado, a começar pelos gabinetes dos nossos ministros (dezenas de assessores, motoristas, directores, subdirectores… para quê!?!), passando pelas empresas Públicas e terminando nas empresas municipais, pois muitos destes cargos apenas servem para “pagar” promessas eleitorais. Somos nós, que trabalhamos todos os dias para podermos dar um futuro melhor às nossas crianças, que pagamos isto. Desejo a todos os Portugueses, em especial aos Madalenenses, um Feliz Natal e um Próspero Ano 2011.

OPINIÃO
VILA DA MADALENA

2010

7 12

Caras(os) Madalenenses
Joel Freitas - Porta-voz do Grupo do PS Decorridos que estão 15 meses do presente mandato autárquico, (que termina em Outubro de 2013), o Grupo de eleitos pelo Partido Socialista, constata que o trabalho do executivo da Vila da Madalena, em prol da mesma, tem sido manifestamente pouco. Vejamos: Iniciou o mandato, com a retirada da Providência Cautelar contra a câmara, prejudicando, dessa forma a Vila da Madalena, em cerca de 700 mil euros; despendeu, pelo menos, os primeiros 6 meses, a denegrir a imagem do ex-presidente da junta, chegando ao ponto de não cumprir com ele as suas obrigações legais; cometeu ilegalidades; omitiu informações ao órgão deliberativo, além de “vasculhar” toda a documentação de mandatos anteriores e de estarem a exercer funções de uma forma unipessoal; sem diálogo com os agentes envolvidos; sobrepondo os interesses dos Partidos que compõem a coligação de direita (PSD/PP), às legítimas aspirações e anseios de todos os que habitam na Vila da Madalena…. Em termos de investimentos da responsabilidade da junta, apenas efectuou a construção de 350 metros de passeios, na Rua Orfeão da Madalena; instalou o sistema de videovigilância, (com um custo mensal de 120€); instalou o registo biométrico, (por falta de confiança nos funcionários); encerrou a secretaria no cemitério; isto, apesar de ter os duodécimos em dia, de ter vendido um jazigo, por mais de 18.000 euros e de não ter transferido dinheiro para as instituições que efectivamente trabalham em prol da nossa população. A câmara, ao longo deste período, iniciou a requalificação, dos 2.100 mts, da orla marítima da Madalena; asfaltou 300 mts da Rua do Crasto; 200 mts na Rua do Choupelo/Urbanização José Domingos Poças e mais 200mts, entre a Rua do Orfeão e o Largo da Cabine…… o que representam “migalhas”, no todo municipal. Apesar de não estarmos a exercer funções executivas, os eleitos do PS na Assembleia de Freguesia da Vila da Madalena, desenvolverão todos os contactos, no sentido da rápida construção do Centro de Saúde da Madalena, junto do Governo de Portugal; assim como, lutarão (juntamente com os Vereadores do PS), pelo urgente alargamento do cemitério da Vila da Madalena, (obra prometida para 2004...), junto da câmara de Gaia. Os Madalenenses sabem que podem contar com o empenhamento e dedicação dos eleitos do PS, na defesa dos seus interesses e no engrandecimento da Vila da Madalena. A toda a população da Vila da Madalena, desejamos Votos de um Santo e Feliz Natal na companhia dos vossos entes queridos e de um Próspero Ano de 2011, que este seja o ano da concretização de todos os vossos desejos pessoais, familiares e profissionais.

A Crise Económica Mundial
Luis Miguel Moreira Todos os dias a palavra “Crise” entra em nossas casas difundida pelos meios de comunicação social, esta já faz parte um pouco da nossa vida diária, vivemos com ela na nossa memória sempre com receio do que se poderá vir a passar economicamente no nosso País e com cada um de nós. Mas será que a crise económica tão divulgada é mesmo real? Eu acredito que não nos encontramos perante uma crise passageira, uma mera interrupção do crescimento, a coisa parece mais séria, pois trata-se de uma verdadeira crise estrutural, de que não sairemos sem mudanças profundas. Não obstante os anos de ouro do final da década de 90, Portugal desde 2001 que vive momentos difíceis, economica e socialmente. Efectivamente, Portugal deparase presentemente com uma crise orçamental, que somada a uma conjuntura económica mundial depressiva, e a défices estruturais da economia, vem condicionando o crescimento e desenvolvimento do nosso país. Défices estruturais de competitividade, alicerçados numa reduzida produtividade por via da baixa formação da população, agregada a uma globalização económica agressiva e dinâmica, têm encostado à parede a economia nacional. No fundo o modelo económico nacional, das indústrias tradicionais do calçado, dos têxteis, da cerâmica, assente em regimes de mãode-obra intensiva encontrase esgotado. O resultado deste modelo são as falências, deslocalizações e desemprego em catadupa. Portugal apresenta a sexta taxa mais elevada de toda a UE apenas atrás da Letónia, Espanha, Irlanda, Eslováquia e, por último a produtividade, que se manifesta há décadas, tem acarretado a falta de competitividade das empresas portuguesas nos mercados externos ao mesmo tempo que o tipo de especialização da nossa economia, com a oferta de produtos similares ou próximos aos dos países emergentes, torna-nos concorrentes, no palco mundial, de potências como a China, a Itália e o Brasil. A incapacidade de competir com êxito, de forma alargada, nos mercados externos ao mesmo tempo que a globalização abre o mercado interno à competição estrangeira, tem colocado a economia portuguesa numa situação estrutural altamente vulnerável, cuja manifestação mais importante se traduz por uma estagnação do crescimento económico nos últimos 10 anos. Vivemos momentos difíceis, mas não é menos verdade que crises sempre existiram e sempre ocorreram, e o nosso País tem conseguido ao longo dos anos combatê-las e ultrapassá-las. Deixei no ar uma questão inicial onde invocava se a crise era real (embora tenha noção de que realmente estamos perante uma grande e grave crise mundial a nível económico que afecta todo o mundo), não seria fruto de tudo o que se fala e nos tentam incutir. Perante algumas situações tudo me leva a crer que a grande maioria dos Portugueses ignoram por completo a situação decorrente de Crise que atravessa o nosso País pois continuam a ter gastos superiores a 575 Euros na Quadra de Natal (gastos estes que segundo estatísticas Europeias são superiores à Alemanha (que é só a maior potência económica da Europa), Holanda, Bélgica, entre outros, continuam a comprar veículos ligeiros de passageiros novos (de acordo com a Associação Automóvel de Portugal - ACAP), nos primeiros oito meses deste ano as vendas de ligeiros de passageiros atingiram um total de 147.500 unidades, o que corresponde a um crescimento de 46,4% face a 2009, ou seja continuámos a ser os mesmos despesistas que outrora fomos, e “Crise” para nós é palavra que faz parte somente do dicionário pois na realidade não existe pelo que se vê e se comprova. Um Bom Natal e um Feliz Ano Novo de 2011.

Para que a memória não se perca
Luís Carrinho - Representante da CDU Quando escrevemos as nossas opiniões ficamos ligados ao que escrevemos e ficamos vinculados a essas opiniões. Também ao as escrevermos as nossas opiniões ficam, para o melhor e para o pior, preservadas no tempo. Por isso quem tem a responsabilidade de escrever e tornar públicas as suas reflexões tem de assumir essa responsabilidade sem recear os julgamentos a que será sujeito no futuro. Tem de ter a noção de que as suas opiniões são partilhadas por outros e de que ao preservá-las estará a contribuir para preservar uma memória colectiva. Dito isto vem a propósito lembrar (e preservar na memória para não mais esquecer) o tempo difícil que iremos atravessar no próximo ano ou até nos próximos anos. Na opinião dos que nos governam e dos que aspiram a governar-nos no futuro (PS e PSD, respectivamente) estes tempos de enormes dificuldades são inevitáveis e todos teremos de fazer sacrifícios. Tenho, naturalmente, uma opinião diferente. Estas medidas teriam sido evitadas se as políticas erradas levadas a cabo por sucessivos governos em Portugal e na Europa não tivessem conduzido e até incentivado à irresponsabilidade social dos mercados financeiros cujos principais actores enriqueceram e continuam a enriquecer escandalosamente acumulando lucros astronómicos enquanto nós continuamos a empobrecer cada vez mais. No próximo ano, todos nós que vivemos do nosso trabalho iremos ficar mais pobres por via da necessidade de reduzir o défice das contas do estado. Nós que vivemos do nosso trabalho, repito, e com o qual produzimos a riqueza do nosso país, não contribuímos certamente para criar esse gigantesco défice. Um défice que se “agigantou” porque foi necessário acudir aos bancos em dificuldades após estalar em 2008 a crise financeira causada por esses mesmos bancos. Esses mesmos bancos que agora continuam a enriquecer, imunes aos agravamentos de impostos e à redução de rendimentos que todos nós sofremos e que continuam a não contribuir como deviam para o esforço nacional de recuperação económica. Mas chega de “aborrecer” quem lê esta crónica com as minhas modestas tentativas de análise política e económica para regressar a temas mais próximos de nós. O orçamento de estado para 2011 reduz significativamente o investimento, nomeadamente nas verbas do PIDDAC. Nesta redução naturalmente estão incluídas as despesas com investimento nas infra-estruturas de saúde. Refiro-me concretamente à já tantas vezes prometida construção do edifício para o Centro de Saúde (ou Unidade de Saúde Familiar) da Madalena. Fiquemos todos atentos para que a memória não se perca. Para que não se esqueça o que foi prometido aos Madalenenses. O Centro de Saúde tem de vir para a Madalena. Hoje já é tarde! Estaremos cá no futuro para ver e para o exigir. O Notícias da Madalena está a contribuir para que a memória não se perca. E eu não tenho qualquer receio de vir a ser confrontado com estas opiniões no futuro. O tempo não pode fazer esquecer as razões que estão na origem dos sacrifícios que agora nos exigem nem pode fazer esquecer o que nos prometeram quando ainda achavam que havia dinheiro para comprar os nossos votos. Um Santo Natal e um Ano 2011 menos mau do que esperamos é o que desejo a todos.

O Jornal dos Madalenenses

2010

8 12

C I DA DA N I A
VILA DA MADALENA

Dê sangue! Pela sua saúde!
“O sangue não se fabrica artificialmente e só o Ser Humano o pode dar. Como tal, o sangue existente nos serviços de sangue dos hospitais depende diariamente de todos os que decidem dar sangue, de forma benévola e regular, partilhando um pouco da sua saúde com quem a perdeu. Todos os dias existem doentes com anemia, doentes que vão ser submetidos a cirurgias, doentes acidentados com hemorragias, doentes oncológicos que fazem tratamento com quimioterapia, doentes transplantados e muitos outros que necessitam de fazer tratamento com componentes sanguíneos. Enquanto que um doente com anemia pode necessitar de 1 ou 2 unidades de sangue, um doente com transplante de fígado ou um doente com leucemia pode necessitar de um número bastante elevado de componentes sanguíneos.” De acordo com a organização de colheitas realizada pelo Instituto Português do Sangue, a Madalena é visitada por uma brigada móvel oriunda do Centro Regional de Sangue de Coimbra que aqui vem colher o precioso líquido duas vezes por ano normalmente no início de Janeiro e no início de Agosto. A próxima colheita está prevista para Domingo, 16 de Janeiro, entre as 9 e as 13 horas como habitualmente. Como é costume a dádiva é feita nas instalações do Centro Paroquial situadas ao lado da igreja matriz de Santa Maria Madalena. Quem pode dar sangue? Todas as pessoas saudáveis entre os 18 e os 65 anos com peso igual ou superior a 50 kg. Os homens podem dar sangue de 3 em 3 meses (até 4 vezes por ano) e as mulheres de 4 em 4 meses (até 3 vezes por ano), sem qualquer prejuízo para a sua saúde. Para uma primeira dádiva, o limite de idade aconselhado é de 60 anos. Antes da colheita é sempre realizada uma consulta médica onde o potencial dador é avaliado. Uma unidade de sangue total representa aproximadamente 450 ml. Cada pessoa tem em circulação 5 a 6 litros de sangue, dependendo da sua superfície corporal. O sangue doado é rapidamente reposto pelo nosso organismo. Não há qualquer possibilidade de contrair doenças através da dádiva de sangue, pois todo o material utilizado é estéril e descartável e usado uma única vez. Alguns dias depois da dádiva todos os dadores recebem uma carta com um relatório (análises) onde fica a saber com exactidão qual é o seu grupo sanguíneo, que o seu sangue foi analisado sob vários aspectos e que, em circunstâncias normais, além de um hemograma normal não tinha quaisquer traços de doenças tão perigosas como a hepatite, a sida ou a sifílis. Se houver qualquer sinal de alarme o dador é imediatamente contactado e orientado. Dê sangue! Pela sua saúde e pela dos outros! Para mais informações consulte www.ipsangue.org

Madalena volta a ter Árvore de Natal
No passado dia 1, pelas 18h00, fruto de diligências efectuadas pelo Executivo da Junta de Freguesia da Madalena, teve lugar a cerimónia de inauguração da Iluminação da árvore do Lar Tavares Bastos, que ao fim de alguns anos volta a ser Árvore de Natal. Esta cerimónia contou com a presença do Presidente da Junta de Freguesia, Sr. Francisco Leite e do restante Executivo, bem como com a presença do Sr. Provedor da Santa Casa de Misericórdia de Vila Nova de Gaia, Sr. Joaquim Vaz e também com a presença do gerente da firma LEKIP, LDA, Sr. Arnaldo Pinto e sua família, que patrocinou a sua ornamentação. Contamos ainda com a presença de algumas das nossas Instituições que se quiseram associar a este acto simbólico de trazer luz, cor e alegria a todos os Madalenenses, nesta quadra festiva.

CULTURA
VILA DA MADALENA

2010

9 12

III Capítulo da Confraria da Pedra
Confrarias presentes foi considerado como o melhor ou dos melhores que já se fizeram em Portugal. Para nós, foi de facto o melhor dos três que já realizamos. Temos a certeza que foi uma grandíssima iniciativa que realizamos na Madalena e que vamos repetir só em 2012, então tendo a EDUCAÇÃO como tema central. Foi um dia de consagração da MEMÓRIA DOS PEDREIROS e da Confraria da Pedra. Foi também de consagração aos Bombeiros e ao Município de Vila Nova de Gaia porque são duas entidades que muito bem cuidam de nós no âmbito da Protecção Civil. Foi ainda um dia de consagração a várias Personalidades, nomeadamente, de alguns AMIGOS da nossa Confraria e da nossa terra como é o caso dum “velho conhecido” e agora nosso CONFRA-

Terminamos a nossa última notícia com a informação de que no dia 23 de Outubro faríamos o nosso III Capitulo e que dele daríamos notícia no próximo número deste jornal de TODOS os Madalenenses. É o que pretendemos fazer neste cantinho do Notícias da Madalena. Apesar de muito acreditar na

pertinência e seriedade do nosso trabalho em prol da divulgação da Madalena e do nosso Concelho através do trabalho que desenvolvemos na Confraria da Pedra, não tinha a certeza de que pudéssemos fazer uma iniciativa com tanta dignidade, categoria e visibilidade interna e não só. Foi um Capitulo que por muitas

O RFEÃO DA M ADALENA
FUNDADO EM 01 DE JANEIRO DE 1927 PESSOA C O L E C T I VA D E U T I L I D A D E P Ú B L I C A MEMBRO HONORÁRIO DA ORDEM DO MÉRITO

DE Lino Ferreira – quem não se lembra de como foi a construção da EB 2/3 da Madalena. Foram ENTRONIZADAS CONFRADES DE HONRA vinte e uma PERSONALIDADES e/ou ENTIDADES a quem damos destaque na caixa ao lado e mais treze CONFRADES EFECTIVOS. Foi também um dia de recordação do nosso Neca Filipe. Com a realização desta iniciativa podemos, em jeito de balanço, dizer que “ganhamos o dia”. Agora é o virar de página para em 2011 festejar e com muita alegria o nosso décimo aniversário, lá para meados de Julho e em várias iniciativas abertas a todos quantos se queiram associar. Resta desejar a todos os nossos AMIGOS e suas Famílias os melhores votos de BOAS FESTAS e de um grande 2011. Não poderia deixar de, em nome da Confraria da Pedra endereçar um grande PARABÉNS ao Execu-

tivo da Junta da Madalena pelo retomar de uma tradição que tanta gente traz à Madalena, sinal de que só é preciso ter credibilidade porque, os AMIGOS sempre aparecem...

Vamos Cantar as Boas Festas Grupo de Folclórico da Madalena
O G.F.M. realizou no passado dia 29 de Outubro de 2010 a sessão solene comemorativa do seu nono aniversário, projecto que contou incondicionalmente com o apoio de toda a comunidade madalenense para o enriquecimento e divulgação da etnografia da nossa vila. Realizamos no dia 11 de Dezembro a nossa tradicional ceia de Natal que contou com a participação de todos os membros do grupo. Contamos também com o apoio de 1.000 rifas que estão a ser vendidas por todos os membros do grupo, para sorteio de um capaz bem recheado. Também iníciamos no dia 12 de Dezembro, “o cantar de Boas Festas” que anualmente realizamos, mais uma vez contamos

com generosa colaboração de todos os nossos amigos madalenenses. Toda a vossa dádiva é fundamental para a evolução do nosso grupo. Se quer aprender a dançar, a tocar ou a cantar, informamos que a partir do dia 6 de Janeiro o grupo está disponível para o receber e desta forma fazer parte da nossa família folclórica. Desejamos a todos um Santo e Feliz Natal e um próspero Ano Novo 2011.

10 12
2010

ACÇÃO SOCIAL, AMBIENTE e CULTURA
VILA DA MADALENA

Denúncias através do SOS AMBIENTE
localização, sempre que possível acompanhada com fotografias, para a Sede da ADPM A/C SOS Ambiente - sita na Rua António Francisco de Sousa nº 491 – Madalena – 4405-726 Vila Nova de Gaia ou por E-mail: HYPERLINK “mailto:adpmadalenavng@gmail. com” adpmadalenavng@gmail.com A partir do momento em que é recebida a denúncia, e após analisar as informações enviadas, e se necessário complementálas, por forma a determinar se houve ou não infracção, o serviço “SOS Ambiente” procura utilizar os instrumentos jurídicos ao dispôr das Organizações Não Governamentais de Ambiente para prevenir ou tentar solucionar danos ao ambiente e ao ordenamento do território. Alguns exemplos de infracção ambiental são: lançamento de efluentes sem tratamento; queimas de resíduos a céu aberto; depósitos de resíduos perigosos, etc.. Alguns exemplos de infracção urbanística: construções que pareçam ilegais; destruição do património edificado, etc... Neste Natal a ADPM tem uma mensagem muito especial para todos os seus associados mas acima de tudo para todos os madalenenses e instituições. Este Natal dê um presente ao Planeta Terra. Nesta altura do ano onde todos reflectimos um pouco mais sobre a família, lembreme-nos sobretudo da nossa Mãe Natureza. Reduzir Reciclar e Reutilizar devem ser uma das nossas máximas. E porque não aproveitar esta época natalícia para reutilizar e transformar alguns objectos menos usados em presentes originais? Acima de tudo queremos que

A Direcção da Associação de Defesa da Praia da Madalena (ADPM) enquanto Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA) do Concelho de Vila Nova de Gaia passa a ter ao dispor da população , um serviço “SOS AMBIENTE”, destinado a receber denúncias de situações que violem a legislação ambiental, quer ao nivel de participação ambiental, quer urbanística do Concelho de Vila Nova de Gaia, entre outros concelhos. Para esse efeito basta endereçar uma carta com a situação que pretende denunciar e respectiva

neste Natal seja um pouco mais verde e sustentável. Esta é a principal mensagem que queremos deixar para todos. Uma mensagem que se prolonga em todas as acções da ADPM no

próximo ano de 2011, nas nossas campanhas de sensibilização e principalmente na divulgação do serviço SOS ambiente. Um Natal mais verde para todos.

Unir Vontades e Forças
E no entanto, S Vicente de Paulo e Beato Frederico Ozanan, nossos fundadores da sociedade de S. Vicente de Paulo, vai mais longe, neste compromisso de caridade para os mais abandonados. Pedimos pessoas voltadas para os serviços de caridade. É uma das características mais empolgantes do nosso Santo: a capacidade de movimentar pessoas e vontades para atender aos mais necessitados. Sabemos como S. Vicente de Paulo conseguiu juntar tantos casais e jovens para lhes falar das necessidades dos mais pobres e sobre a maneira como exercer a verdadeira caridade cristã para com eles. Sabemos que a melhor maneira de honrar a memória de S. Vicente de Paulo é seguir as suas pisadas, é beber do mesmo espírito que o conduziu à santidade. Creio que já percebemos como “Vicentinas” e “benfeitores”, que passa pelo exercício da caridade em favor dos mais pobres. E a grande verdade é que não nos falta espaço nem apelos para o exercício da caridade cristã. Temos verificado como, nos últimos tempos, esta nossa sociedade Portuguesa, tem sido uma espécie de “fábrica” das mais diversas pobrezas, que vão desde a desagregação familiar à perda dos mais belos valores cristãos. Na melhor linha Vicentina, é necessário que, num primeiro momento, olhemos de frente tais situações,

Conferência Feminina de S. Vicente Paulo
não virando a cara para o lado. Depois é preciso coragem e sentido criativo para encontrar verdadeiras respostas para aquilo que nos surge, razões da pobreza. Precisamos de jovens, casais, de qualquer idade, para encontrar verdadeiras respostas. Finalmente, é urgente alargar a tenda para que possamos estar com todas as pessoas de boa vontade. É que as necessidades são tantas que todos seremos poucos, que em linguagem vicentina se chama “caridade”. O nosso plano de Actividades e Orçamento para o ano, depende de todos os benfeitores desta associação para se ajudar os pobres, doentes acamados, crianças e jovens da nossa freguesia. Agradeço ao Rvº. Padre Martins a sua presença, a todas as vicentinas e a todos os nossos benfeitores e desejamos muita saúde e alegria, que sempre rezamos por todos nas nossas reuniões. Os membros da Conferência desejam um Bom Natal e Prospero Ano Novo a todas as instituições e benfeitores e Madalenenses em geral. A conferência é composta pelas seguintes Vicentinas: Lídia Magalhães R. Oliveira Maria da Conceição P. Sande Maria de Fátima Pereira Rangel Maria Aurora Soares Idalina Reis Filipe Poças Olinda Tavares Nito Fernanda Ernestina Matos Maria Magnifica Silva Maria Elisabete Monteiro da Silva Cizaltina Conceição M. Guedes

Outubro - Mês dos Menos Jovens
Durante o mês de Outubro de 2010, a Associação de Solidariedade Social da Madalena (ASSM), efectuou uma série de actividades destinadas a todos os Menos Jovens da Madalena, como forma de celebrar o “Mês da Pessoa Idosa”. Foi um mês de intensa actividade e muita alegria, durante o qual organizamos passeios, realizamos festas convívio e promovemos outro tipo de actividades destinadas aos Menos Jovens da Madalena. De todas as actividades realizadas, gostaríamos de destacar as visitas ao Museu do Vinho do Porto, ao Museu de História Natural, ao Museu Militar do Porto, ao Núcleo Museológico da Santa Casa da Misericórdia do Porto e, para terminar, já durante o mês de Novembro, a visita dos nossos Menos Jovens à Assembleia da República. Esta visita foi possível graças à amabilidade da Sra. Deputada Dra. Maria José Gamboa, que nos recebeu com enorme entusiasmo e nos acompanhou numa visita guiada a este histórico edifício. Foi também possível assistir a um debate no hemiciclo, durante o qual foi votado o Orçamento de Estado. No final, houve ainda tempo para conhecer um pouco de Lisboa e de comprar alguns Pastéis de Belém. Foi sem dúvida um dia inesquecível. Para terminar, apenas uma nota final para, em nome da Direcção da ASSM, Lhe desejar um Feliz Natal e um ano de 2011 repleto de sucessos e felicidade.

FANFARRA

Comemoração do XXIV Aniversário

Convite

Convidamos os nossos associados e a população da Madalena para participarem nos actos comemorativos que se realizam no dia 19 de Dezembro com início às 10.00 horas. PROGRAMA - Hastear das bandeiras - Sessão comemorativa. - Homenagem aos sócios falecidos, no Cemitério Paroquial. - Visita ao Lar Tavares Bastos. A Direcção

JUVENTUDE e DESPORTO
VILA DA MADALENA

11 12
2010

Formação de Atletas é a Principal Prioridade
femininos e a equipa principal ascendeu este ano à 3ª Divisão nacional. A prova inclui, nesta fase, confrontos com diversas equipas de referência da Zona Norte, de Gondomar a Viseu e a Lamego, com apuramento para a final frente ao campeão da Zona Sul. O Atlântico tem sido presença assídua em vários torneios, trazendo mais algumas taças que engrandecem o palmarés e a divulgação do Clube, inclusivamente com a deslocação de uma equipa de Cadetes a Faro. Com a permanente preocupação de fomentar a evolução técnica, o Clube tem alguns dos seus jovens atletas a frequentar os cursos de alto rendimento da Associação de Ténis de Mesa do Porto. Nesta altura estão também em acção as secções de Actividades Subaquáticas e de Bilhar. Outro dos objectivos do Clube Atlântico da Madalena é a valorização e segurança das suas instalações sociais e desportivas. O Parque Dr. Albérico Rúber, onde semanalmente fazem os seus jogos cerca de 30 equipas utilizando a excelente iluminação artificial existente, terá em breve uma rede de protecção sobre o relvado, para impedir a saída de bolas para o exterior. O Clube incluiu também nos seus planos de investimento mais determinantes o projecto de construção de novos balneáreos, enviado ao Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, para apreciação e eventual apoio. A assembleia para eleição dos Corpos Gerentes para 2011 realiza-se no dia 16 de Dezembro.

Sempre em movimento
25 de Setembro – Festa do Vestido de Chita. 26 de Setembro – Passeio mistério com a presença de 100 pessoas. O passeio iniciou-se na Madalena, passou por Amarante, Régua, Lamego, Viseu até chegarmos novamente à nossa terra linda Madalena. 22 de Outubro – Aniversário do Ideal Clube Madalenense com sessão solene no nosso salão contando com presença do Sr. Francisco Leite, Presidente da Junta de Freguesia da Madalena, o Sr. Dr. Mário Fontemanha, Vereador da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, o Sr. Fernando Ribeiro em representação da Gaianima, o Sr. Ricardo Bessa, representante da Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia, o Sr. Comandante Barros Loureiro dos Bombeiros Voluntários de Valadares entre outras entidades e colectividades da nossa Freguesia. 23 de Outubro – Realizou-se no nosso salão as cerimónias do III capítulo da Confraria da Pedra. Dia 25 de Outubro – Missa em memória dos associados da nossa colectividade com romagem ao cemitério. 04 de Dezembro – Realização de um espectáculo no salão de festas do Ideal Clube Madalenense com recolha de fundos para a Associação Protectora da Criança. 13 de Dezembro – Assembleia geral do Ideal Clube Madalenense com eleição dos corpos gerentes para o biénio 2011/2013. Esta colectividade estará sempre ao dispor de toda a comunidade. Aproveitamos a oportunidade para desejar um Bom Natal e Feliz Ano 2011.

Os primeiros grandes êxitos do Clube Atlântico da Madalena foram conquistados nas categorias mais jovens e é com o mesmo espírito que a formação de atletas continua a ser a principal prioridade. Na nova época desportiva está em curso um programa que só é possível realizar na sua actual dimensão graças à existência do Pavilhão Municipal Atlântico da Madalena, onde diariamente trabalham os nossos jovens, em voleibol e ténis de mesa. Os números são elucidativos: no voleibol há oito escalões com 89 praticantes masculinos e 61 femininos. A equipa sénior participa no Campeonato Nacional da 2ª divisão e disputa nesta altura uma fase de apuramento, na qual tem como uma das principais opositoras uma equipa que representa o centro de formação de alto rendimento da própria Federação Portuguesa de Voleibol, localizado em Anreade, no concelho de Resende. O ténis de mesa conta com 43 praticantes masculinos e 7

A nossa instituição está sempre em movimento constante, seja no desporto na cultura ou na própria ajuda à sociedade civil, trabalhamos em prol de toda a Freguesia. Informações das secções desportivas do Ideal Clube Madalenense:

Andebol

16 de Setembro – Tiveram inicio os campeonatos Nacionais de Andebol onde o Ideal participa nos escalões de Infantis Masculinos e Femininos (1ª Divisão), Juvenis Masculinos (2ª Divisão), Juniores Masculinos e Femininos (2ª Divisão) e Séniores Masculinos (3ª Divisão). Contamos também com a participação de uma equipa de Séniores no Campeonato do Inatel. 19 de Dezembro – Almoço de Natal da secção de andebol com a presença de todos os atletas, pais e amigos e alguns convidados.

Pesca

- Os Pescadores Mário Pereira e António Piedade foram Vencedores da taça da ARNPD. - Subida de 3 pescadores do nosso clube à 2ª Divisão Nacional.

Eventos realizados ou a realizar Ideal

Grupo Motard Madalena Motos
Campanha de Solidariedade
Na manhã de Domingo, 12 de Fevereiro de 2006, a camaradagem entre um grupo de amigos fez com que todos sentissem a necessidade de criar um Grupo Motard. O projecto foi levado a sério e assim surgiu o Grupo Motard Madalena Motos. Nesta data somos mais de 100 sócios. O nosso objectivo é organizar e participar em eventos turísticos, desportivos, recreativos, culturais, sociais e outros considerados convenientes à expansão e desenvolvimento do grupo, da Vila da Madalena e do Concelho de Vila Nova de Gaia, cooperando com outras instituições, associações e entidades. E foi com esse objectivo que no passado dia 30 de Outubro realizamos uma das nossas “Noites da Francesinha”, com preços bastante acessíveis, quer para sócios quer para não sócios. Passamos uma noite aprazível, com a presença de pouco mais de meia centena de pessoas, que se deliciaram com o petisco. Foi mais uma noite de confraternização. As nossas próximas actividades vão centrar-se na Solidariedade, movidos pela época que se aproxima, decorre até ao dia 15 uma recolha de edredons, mantas e cobertores e paralelamente uma outra de brinquedos e roupa de criança (entrega na sede do grupo, sita na Rua Nova de Lisboa n. 225 às 4ª, 6ª das 20:00 às 24:00 e aos sábados das 14:30 às 24:00) para que no dia 17 possamos distribuir pelos “sem abrigo” e no dia 19 iremos, a exemplo do ano passado entregar às crianças da “Aldeia SOS” os brinquedos e roupa. Iremos também participar no dia 12 no desfile dos Pais-Natais, em conjunto com outras associações e entidades da Vila da Madalena. A sede encontra-se aberta a todos, teremos todo o gosto em receber-vos nem que seja para um café. Venham visitar-nos e vejam com os Vossos próprios olhos que os “Motards” são pessoas simples, colaborantes, educados e acima de tudo compatriotas.

4 de Setembro –Organizou-se um Arraial Minhoto com “Porco no Espeto”, que contou com o Grupo Folclórico da Madalena e com o conjunto Musical Órbita.

COMUNICADO
Exmos. Senhores Associados, vimos por este meio, solicitar a todos vós que, se dirijam à Sede deste Clube, no mais curto espaço de tempo, no sentido de poderem fazer a V/ liquidação de cotização em atraso, a fim de desta forma, podermos continuar a exercer a N/actividade desportiva, em virtude de, não podendo contar com qualquer apoio financeiro, quer da Câmara quer da Junta de Freguesia, só com a ajuda da V/ parte e de alguns patrocínios, poderemos continuar com o desporto neste Clube.

A Direcção

12 12
2010

ÚLTIMA PÁGINA
VILA DA MADALENA

O Futuro como Presente
Esta fantástica obra apenas foi possível com um sentido de responsabilidade, entreajuda, solidariedade e profissionalismo de todos os agentes envolvidos, sendo de enaltecer o empenhamento da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia, dos Programas ON2 e da DREN, e de todos os Órgãos Directivos da Instituição, referiu o Presidente da Direcção da Instituição, José Rangel ao Noticias da Madalena. Salientou ainda a disponibilidade e apoio de todas as colaboradoras e pais das crianças, nomeadamente no que concerne à adaptabilidade durante os 10 meses de actividade nas instalações provisórias, bem como na ajuda fundamental que têm prestado nas mudanças de equipamento para o novo edifício. Enfatizou com enorme emoção e sentimento a importância de um amigo, que tem demonstrado uma capacidade de trabalho, solidariedade e visão integrada de futuro que é o Presidente da Assembleia Geral, Sr. Rui Poças, que tem sido um colega que deu o seu melhor e também a ele se deve a concretização deste sonho. Referiu-se também o empenho da Empresa Construtora, como tendo sido incansável e com o seu profissionalismo e dedicação cumpriu os compromissos e antecipou a conclusão do edifício. O Sr. José Rangel vincou ainda o profissionalismo do Director Técnico de Obra e Autor do Projecto de Arquitectura, Joaquim Filipe Pinto, congratulando-o pela beleza e qualidade do excelente edifício criado. O Noticias da Madalena visitou o novo edifício que é caracterizado por uma luminosidade criativa, simplicidade funcional e de uma clarividência estética e emotiva. A forma simples como foi desenhado e articulado dota este edifício de uma interacção entre valências, proporcionando um enorme bem-estar aos seus utentes e colaboradores. Nesta obra é expressiva a preocupação com o espaço lúdico exterior e os grandes planos verticais envidraçados nas salas de actividade permitindo assim uma maior interacção interior vs exterior. Destaca-se a luminosidade através de vãos horizontais (clarabóias) nas zonas de serviço e de acessos, bem como a decoração simples, minimalista, mas de grande impacto com motivos divertidos e educacionais. No próximo dia 3 de Janeiro as crianças já utilizarão as novas instalações, destacando-se que as valências creche (48 crianças) e pré-escolar (75 crianças), estão completamente lotadas verificando-se actualmente uma lista de espera para a valência creche de cerca de 15 crianças. O sucesso da nossa instituição deve-se essencialmente aos serviços de excelência prestados pela Instituição. Com educadoras e colaboradoras dotadas de um sentido profissional ímpar e com um grande sentido de responsabilidade e dedicação. À excelência dos seus serviços demonstrada pela qualidade dos seus recursos humanos acrescerá a excelência do novo espaço moderno e funcional, dando a todo este projecto à força dos sonhos, como disse o poeta Fernando Pessoa: “Deus quer, o homem sonha e a obra nasce”.

No dia 5 de Janeiro, pelas 18 horas, vai ser inaugurado o novo edifício da Casa do Povo da Madalena, com a presença do Sr. Presidente da Câmara, Dr. Luís Filipe Menezes, e de outros ilustres convidados. Este sonho tornado realidade tem como patriarca principal o seu Presidente da Direcção, homem de coragem e com uma visão de modernidade e futuro. A inauguração será assinalada com um programa em que as crianças serão o epicentro das atenções.

Câmara Municipal solidária com Casa do Povo da Madalena
Em recente visita ao novo edifício da Casa do Povo da Madalena pelo Vereador da Câmara Municipal de Gaia, Sr. Firmino Pereira e pelo Presidente da Junta de Freguesia da Vila da Madalena, Sr. Francisco Leite, no seguimento da solicitação da instituição para apoio financeiro para mobiliário e equipamento para o novo edifício, o Sr. Vereador presenteou o Sr. Rui Poças, Presidente da Assembleia Geral da Casa do Povo da Madalena, com a belíssima noticia de que a Câmara contribuirá com um apoio financeiro de 15.000 euros para aquisição de equipamento. Esta proposta foi aprovada por unanimidade em reunião de Câmara do passado dia 07 de Dezembro, Nesta visita foi realçada a rapidez na construção do edifício e a qualidade do mesmo, tendo sido evidente a satisfação e surpresa gratificante aquando o confronto com a beleza deste edifício. O Sr. Rui Poças salientou e agradeceu também o empenhamento dos Srs. Vereadores Amélia Traça e Firmino Pereira para este apoio financeiro da Câmara Municipal.

Centenário da Implantação da República
Encontro de Coros promovido pelo Orfeão da Madalena
Na tarde do dia 5 de Outubro, realizou-se no Centro Social Paroquial, um concerto com a participação do Coro do Orfeão da Madalena, do Coro do Vale do Cávado e o Coro do Orfeão de Barrô-Agueda, tendo contado com a presença de Abílio Leite, em representação do Presidente da Câmara Municipal de Gaia, de Francisco Leite, Presidente da Junta de Freguesia da Madalena, do Reverendo Padre António Martins, de António Fundevila Moreira, Presidente da Associação das Colectividades de Vila Nova de Gaia, e de outros ilustres convidados. Peças de Frederico de Brito, José Afonso, Carlos Paião, Gonçalo Sampaio, Lopes Graça, Vivaldi, Bach, Shubert, Carl Orff, Haendel e outros, encheram de alegria o espírito de todos os que encheram o salão do Centro Social e Paroquial da Madalena, numa tarde cultural, que, comemorando o centenário da Republica, proporcionou um fraterno convívio, que continuou depois na sede do Orfeão da Madalena, onde se reforçaram ainda mais os laços de amizade que unem os coros participantes.

Ficha Técnica: Notícias da Madalena - registado na ERC | Director: Francisco Leite | Director Adjunto: Vitor Rocha | Redacção: Alfredo Napoleão, Fernando Ribeiro, Francisco Leite, J. Serafim Freitas, Mário de Almeida e Vitor Rocha | Colaboradores: Alfredo Napoleão, Correia da Silva, Fernando Couto, Fernando Ribeiro, Filipa Barbosa, Joaquim Pinto, Joel Cunha, Joel Freitas, L. Miguel Moreira, Luis Carrinho, Miguel Almeida e Sandra Fernandes | Fotografia: Fernando Ribeiro, Francisco Leite, Joaquim Pinto, José Barbosa, Marco Ramos e Serafim Vitorino | Arranjo Gráfico: Daniel Gaspar | Impressão: Quadra - Produções Gráficas, Lda | Tiragem: 5.000 exemplares | Propriedade e distribuição: Junta de Freguesia da Madalena - Rua António Francisco de Sousa, 491 | 4405-726 Vila Nova de Gaia | Telf. 227 151 170 | Fax 227 151 179 | E-mail: geral@jf-madalena.pt | noticiasdamadalena@jf-madalena.pt

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful