Você está na página 1de 24
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de

JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO

JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO NO SUL DO ONTÁRIO PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março
PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER Segunda -Feira, 19 de Março 2012 | Ano II N.º92 www.pcnewsnetwork.com DISTRIBUIÇÃO
PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER
Segunda -Feira, 19 de Março 2012 | Ano II N.º92
www.pcnewsnetwork.com
DISTRIBUIÇÃO GRATUITA
Fora de portas
José Cesário
“apalpa o pulso”
à Comunidade
associativismo
de classe
O Secretário
de Estado das
Comunidades,
José Cesário,
esteve, sábado,
entre nós,
numa visita que
serviu, decerto,
para “apalpar
o pulso” à
comunidade.
Págs. 4 e 5
Foi como que
“fora de portas”.
Lá para cima
em Vaughan.
E a verdade é
que por lá
mora um
verdadeiro
associativismo.
E muito
entusiasmo.
21
Aqui era o
Presidente nas
mãos de colegas.
Proud to be Portuguese Canadian
Expectativa em torno
das eleições
Conferências. Espectáculos.
Colóquios. Chamaram-lhe “Proud
to be Portuguese Canadian”.
Uma iniciativa que tem a marca
da Juventude, mas que abarca –
na Casa do Alentejo
deveria abarcar – todos os extractos
etários. Não está ainda encerrada
a reportagem que vamos fazer ao
acontecimento, que ainda prossegue
até ao dia 25. De resto, entendemos
que a nossa gente percebeu
claramente o chamamento dos mais
Ontem, era, na Casa do Alentejo, uma
assembleia-geral. Esperava-se até que
houvesse já as eleições para a nova Direcção.
Nada feito. Não há, por enquanto, listas
de interessados. Para já aprovou-se, por
unanimidade, os relatórios de actividades e
de contas. Valha-nos ao menos isso.
novos. Valeu a pena.
Pág. 6
Kingsville
Otelo volta ao ataque
“fala”
No fundo, Otelo Saraiva
de Carvalho, entende que
Community Spirit
award
Português
quando os Governos não
funcional - ou ele pensa que
não funcionam – mesmo
sendo eleitos, as Forças
Armadas têm o dever de os
para Tony Belas
O Presidente da Câmara de Kingsville esteve entre n´s.
Tanto bastou para o ouvirmos a falar da sua terra e do
que por lá vai fazendo. Pág. 8
derrubar.
Pág. 15
Iniciativa do Centro Cultural Português de Mississauga.
Mas os fundos angariados vão para organizações
comunitárias. Pág. 7
do Centro Cultural Português de Mississauga. Mas os fundos angariados vão para organizações comunitárias. Pág. 7
do Centro Cultural Português de Mississauga. Mas os fundos angariados vão para organizações comunitárias. Pág. 7
do Centro Cultural Português de Mississauga. Mas os fundos angariados vão para organizações comunitárias. Pág. 7
do Centro Cultural Português de Mississauga. Mas os fundos angariados vão para organizações comunitárias. Pág. 7
do Centro Cultural Português de Mississauga. Mas os fundos angariados vão para organizações comunitárias. Pág. 7
2 . Nossa Gente 19 Março 2012
2 . Nossa Gente
19 Março 2012

Novidades nos EUA II

Pedro Jorge Costa Baptista pedrojorgeri@gmail.com

EUA II Pedro Jorge Costa Baptista pedrojorgeri@gmail.com Mais primárias nos EUA mais resultados, estes apenas de-

Mais primárias nos EUA mais resultados, estes apenas de- ram mais força ao que eu tenho estado a afirmar.

Mas desta vez o tema vai incidir na temática da política mos EUA, pois esta tem estado a aquecer, com ataques bastante significativos ao presidente Obama. Bem, eu como não sou nem democrata nem republicano, muito menos político, não irei comentar se os ataques são justificáveis ou meritórios.

O que posso dizer é que os EUA ainda não estão preparados,

para começar a pensar e a trabalhar nas reformas que este país necessita para vingar.

A parte culpada é enorme, mas corro o risco se a identificar

de opinar, se opinar irei comprometer-me, como disse antes não sou político por isso não irei comprometer-me.

Apenas posso dizer que existe uma grande incompreen- são de todos os lados envolvidos.

As pessoas ainda não deram conta, de que uma coisa é viver

e prosperar, outra é apenas viver, outra é manter e continuar

a manter o estilo de vida que todos nós conhecemos, mas no entanto continuar a evoluir a nossa sociedade no mesmo sentido (que todos gostamos e achamos confortável).

Outra coisa é viver segundo sejam os princípios que cada um idealiza que esses princípios sejam.

Mais.

Hoje ainda não existe a consciência de que não temos só, os EUA temos também a Alemanha, Portugal, a Grécia, a Chi-

na, o Brasil, a Índia. Depois não temos só a União Europeia,

a NAFTA, a ASEAN.

Hoje temos tudo somado e tudo a competir uns com os ou- tros. Mas ao mesmo tempo todas as partes querem manter o Canadá, Portugal, China e os EUA etc.

O debate irá ser interessante daqui a cerca de 2 meses, vamos

esperar que tudo corra pelo melhor até lá. (mas voltaremos

ao tema das eleições nos EUA sempre que haja importância).

ATÉ PARA A SEMANA.

Ficha técnica Propriedade: ABC Portuguese Canadian Newspaper Ltd Director: Fernando Cruz Gomes Conselho Empresarial:
Ficha técnica
Propriedade:
ABC Portuguese Canadian Newspaper Ltd
Director:
Fernando Cruz Gomes
Conselho Empresarial: Fernando Cruz Gomes, Presidente; Paulo
Fernando, Vice-Presidente; Carlo Miguel, Tesoureiro;
e Lara Ingrid, Secretária.
Redacção e Cronistas:
António Pedro Costa (Ponta Delgada), António dos Santos
Vicente, Carlo Miguel, Cristina Alves (Lisboa), Custódio António
Barros, Edgar Quinquino (Hamilton), Fernando Cruz Gomes,
Fernando Jorge, Guida Micael, Helder Freire (Lisboa), Humberto
Costa (Luanda), Lara Ingrid, Luis Esgáio, Luky Pedro
Maria João Rafael (Lisboa), Pedro Jorge Costa Baptista,
Sérgio Alexandre, Sónia Catarina Micael.
Secretária de Redacção:
Lara Ingrid
Chefe Gráfico:
Sérgio Alexandre
Telefones:
416 995-9904 * 647 962-6568 * 416 828 6568.
E-mail: admin@abcpcn.com
director@abcpcn.com
advertising@abcpcn.com
725 College St. PO Box 31064 TORONTO ON M6G 1C0

Hoje é “Dia do Pai” na Europa

Em Portugal e em vários países da velha Europa

hoje é o

O

Governo, por um lado, e os Bancos e grandes empresas,

Dia do Pai. Do Pai que, todos os dias, tem de ter a noção de que a Família é o elemento mais importante da sociedade em que todos mergulhamos.

por outro, estão a deixar entender que a recessão, pelo menos

entre nós, pode estar a sentir que lhe falta o terreno debaixo dos pés. Que os empreendimentos vão continuar a dar ao Canadá, e à Província do Ontario, a réstea de Esperança que pode desembocar em época cheia, de novo, das coisas boas

De resto, a Primavera está a chegar. Ainda com laivos de Inverno. Sem nos deixar olhar, tranquilos, para o Verão. E, no entanto, chega a parecer que há flores a quererem romper

de

um tempo bom.

da terra. E a espalharem por todos os nossos jardins algo do

O

que às vezes transtorna as mentes é vermos – e já o temos

seu aroma e da sua cor.

visto – que nem todos falam a uma só voz. As Estatísticas

Na vertente económica, parecem surgir sintomas de uma certa acalmia. Há números bons. Ainda que se entrechoquem com os maus.

dizem que as coisas vão andando menos mal

pensadores económicos – que também os há – surgem, desde logo, a dizer que o mau tempo vai durar.

e os

 

O

Governo, por seu turno, entende os indicadores de um lado

Elementos novos de tempos

que nós queremos novos.

e

do outro, e tem de dizer que há ainda tempo a esperar. E

que tudo está a ser gizado para que as coisas boas comecem

a espreitar ao fundo do túnel.

ACAPO em reunião

A Aliança dos Clubes e Associações Portuguesas do Ontário

está a comunicar a todos os Membros e directores de Culura

e folclore que há uma reunião, marcada para Terça Feira, dia 27 de Março de 2012, pelas 19h30.

A reunião realizar-se-á na nova sede da ACAPO, localizada

na 337 Symington Ave, Suite 203 Toronto.

A

participação de todos os presidentes e directores de cultura

e

folclore, é essencial no que diz respeito á distribuição de

participação em eventos da 25º Semana de Portugal 2012.

Nós, os agentes económicos principais – quer nos chamemos pequenos ou grandes empresários, quer sejamos apenas consumidores e contribuintes fiscais – temos de saber dosear todas estas notícias e todas estas confusões. Temos de trabalhar como se tudo dependesse de nós. Investindo, quando for caso disso. Poupando, como antes. Comprando quando há necessidade. E, naturalmente, trabalhando, afincadamente, para não deixarmos morder, demasiado, a tal

crise que ainda anda por aí à solta. Sobretudo em Portugal.

É que, de facto, parece estar nas nossas mãos, mais do que

nas mãos do Governo ou das grandes empresas, a solução. Basta fazer uma vida mais ou menos normal, evitando o desemprego e pondo, sempre, todos os dias, comida na mesa dos nossos. Talvez uma das missões principais do Pai, cujo dia a Europa comemora amanhã.

Clubes e Associações

Envie-nos a sua lista de eventos semanais

Se assim fizermos, a Primavera (cujo princípio oficial não tarda) chegou mesmo. E tapou o Inverno. Para nos fazer olhar, com confiança, o Outono e o Verão que hão-de vir.

AMIGOS DE CASTELO DE NEI- VA - Segunda-feira, 26, reunião de clubes e associações na sede da Associação Cultural do Minho, às

19h30.

AMIGOS DE SÃO MATEUS - Sábado, 31 de Março, Convívio com jantar e espectáculo com Manuel Silva, Fábio Ourique, Mar- co Rosa, Gabriel Teves, Januário Araújo e Leonardo Medeiros. Músi- ca por Five Star Productions, no Ambience Banquet Hall, às 19h00. Informações: 416-658-9470. AMOR DA PÁTRIA - Sábado, 31 de Março, Baile da Primavera ani- mado pelos Vadios.

CASA DO ALENTEJO - Sábado, 24, Jantar e espectáculo. No título, “O fado mora na Casa do Alente- jo” com Soraia Mejdoubi, Manuel Silva, Sandra Silva e Jeniffer Bet- tencourt. Sexta-feira, 30, Jantar de confraternização com as Tunas Académicas.

CASA DOS AÇORES - Sábado, 31 de Março, Jantar/baile de gala de reconhecimento a Iggy Kaneff, no salaõ da LIUNA Local 183(1263 Wilson Ave.), com o Duo Som- Luso, às 18h00. Informações: 289-

997-8946.

CENTRO CULTURAL PORTU- GUÊS DE MISSISSAUGA – Saba- do, dia 24, baile da Primavera e do Sócio. Conjunto Ritz. Jantar. Dia 14 e 15 de abril, cantorias ao desafio com os cantadores José Eliseu, Bru- no Oliveira, António Isidro, Vasco Aguiar e José Plácido. Faça a sua reserva com antecedência.

GRACIOSA COMMUNITY CEN- TRE – Sábado, 14 de Abril, Tri- gésimo Segundo Aniversário, com início pelas 20:00. Informações

pelo (416) 533-8367 ou por e-mail

graciosacommunitycentre@hot-

mail.com IRMANDADE PICOENSE DO ESPIRITO SANTO DO ONTARIO

- Sábado, 24 de Março, Festa do

24º Aniversário. Jantar e baile com Tony Camara e Os Sonhos, no (870 Townline Road Cambridge), às 18h00. Informações: 416-654-9932 ou 519-894-0141. PENICHE COMMUNITY CLUB

- Sexta-feira e sábado, 23 e 24

de Março, celebração do 31º An- iversário. Sexta-feira, Porto de Honra na sede social, pelas 19h30. Sábado, Jantar de aniversário com a actuação de Stephanie Tavares e da banda Unique Touch, no Ambi- ence Banquet Hall, às 19h00.

Cambio
Cambio
com a actuação de Stephanie Tavares e da banda Unique Touch, no Ambi- ence Banquet Hall,

Se não vejamos… O estado de (des)graça.

19 Março 2012 Material editorial . 3
19 Março 2012
Material editorial . 3

EDITORIAL

 
 

E que seguiu, depois, para outras comunidades canadianas onde há, também, a ideia de orgulho de ser luso-canadiano.

Proud to be Portuguese Canadian. É, no fundo o que, aos poucos, e às vezes sem grandes apoios, temos vindo a ser desde que, em 1953, os pioneiros da Emigração Portuguesa vieram para esta terra. É o que têm vindo a fazer clubes e associações e os respectivos orgãos de cúpula. É o que tem

Espectáculos artísticos. Colóquios. Actividades comunitá- rias. Sessões de Informação e Formação em Escolas e Uni- versidades. O trabalho dos Ranchos Folclóricos, com os nossos filhos a aprender, afinal, como se ganha o orgulho de ser bandeira de Portugal, mesmo através da ligação ao Canadá, ao nosso Canadá.

*Orgulho de ser Luso-Canadianos

Já o dissemos. “Proud to be Portuguese Canadian”

é

 

iniciativa que parece estar agora na berra. E tanto está na

Proud to be Portuguese Canadian é isto. E o grosso das iniciativas que agora vão começar não é mais do que um elo – e, decerto, interessante – do muito que temos vindo a fazer todos, por cá, desde que o Saturnia e outros barcos trouxeram os nossos pioneiros.

berra

que damos connosco a ver apoios de toda a ordem,

feito, até, a CIRV Radio, que nasceu, de resto, com a ideia

designadamente através de mensagens nos orgãos de In- formação de expressão Portuguesa. Apoio bem explícito, sem barreiras de nenhuma espécie.

de

ter orgulho – verdadeiro orgulho – em ser luso-canadiano.

Nasceu e continua a crescer, pautando a sua maneira de ser por esses mesmos parâmetros.

Está na berra até por fazer vir até nós, também, para a série de espectáculos artísticos e um ou outro colóquio e confe- rências, um membro do Governo Português, para o caso o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

O

orgulho – esse orgulho – está, afinal, patente no dia-a-

-dia das nossas comunidades. No seu trabalho e no seu afã em lembrar e cantar o País de origem, mesmo na terra da

Fernando Cruz Gomes fgomes@rogers.com

diáspora.

Helder Freire

Jornalista(Lisboa)

diáspora. Helder Freire Jornalista(Lisboa) Quando este governo se formou e olhando para as

Quando este governo se formou e olhando para as circunstâncias que então se viviam e que também não se alteraram até hoje, sempre acreditei que Pas- sos Coelho não iria ter o chamado estado de graça. Isto porque os média estavam praticamente todos sob a alçada dos homens do PS, ou dos chamados «independentes» de todos os partidos que são uma

espécie de rolha, que flutua sobre tudo e todos, des- de que assim se possam manter à tona das procelas. Verdade se diga que muitos deles ainda andam por

aí ao sabor das marés. Seja como for, a verdade é que o estado de graça

deste governo durou oito meses. Não sei se alguém esperaria que assim acontecesse. Eu não, franca- mente. Mas agora a pancada chegou, e bateu forte. E o governo apenas tem que se queixar de si próprio.

proverbial já a sua incapacidade para comuni-

car. Mal preparados e sem dominarem um merca- do hostil, os assessores de Imprensa têm deixado o caminho livre aos homens que Sócrates deixou nas chefias, direções e administrações da comunicação social do Estado, para que estes prossigam o seu trabalho de sapa, prejudicando o executivo, sempre que podem. Mas esse é um problema que o gover- no tem resolver, se é que alguma vez o resolverá. Agora, o que não têm faltado são contribuições avulsas mas sistemáticas do governo, para que o seu estado de graça chegue ao fim. Primeiro foi a austeridade que tratou e trata a ferro e fogo o contribuinte e a classe média que

rapidamente foi extinta, para passar a classe pobre. Dizia-se, então, que a austeridade era para todos por igual. Não era. Rapidamente começaram a surgir exceções. Foi a TAP, onde não descontaram nos vencimentos, argumentando que a companhia estava numa fase de privatização e que tinha de en- frentar a concorrência, depois foi a CGD, onde se disse que havia o perigo de os melhores funcioná- rios saírem para a banca privada se lhes mexessem nos salários, acrescentou-se o Banco de Portugal, mais isto e mais aquilo e o Zé-povinho depressa percebeu que a austeridade era para os de sempre. Seguiu-se a trapalhada com os dinheiros do QREN. Quem tem autoridade para decidir é o mi- nistro da economia, mas quem abre os cordões à bolsa é o ministro das finanças e andámos semanas nisto a ver se o ministro da economia se demitia depois de ter sido despromovido ou desprovido das verbas do QREN. Por último, quem se demitiu foi o secretário de estado da energia, que perdeu o braço de ferro com

as empresas elétricas a operar em Portugal, com a

EDP de António Mexia na frente de batalha. É sabido que temos uma das energias mais caras da Europa; é sabido que a EDP tem lucros fabulo- sos à custa dos seus clientes que somos todos nós. E quando um secretário de estado ousou regular o mercado, para obrigar a EDP a ter mais tento no esbulho que pratica, o «lobby elétrico» funcionou

e o secretário de estado foi obrigado a demitir-se. Ficámos a saber que este governo cede aos lo- bbys mais poderosos, deixando assim os consu- midores desprotegidos e entregues aos ditames de quem manda, de fato, no país.

O último a sair que apague luz, se faz favor!

É

Estrelas

mas pouco!

a sair que apague luz, se faz favor! É Estrelas mas pouco! É inexplicável, mas é

É inexplicável, mas é verdade: há pessoas que, simplesmente por-

que são “cromos” e extrovertidas, tornam-se famosas num ápice! São fenómenos de sucesso que só atingem as luzes da ribalta pela sua maneira de ser. Há casos de raro sucesso que não dá para expli- car. Por muito que alguém tente, não há qualquer justificação para o mediatismo de certas personalidades da nossa praça.

O

sr. Fernando é o último grande exemplo disso. Depois da entrada

da

sua filha, Fanny, para a Casa dos Segredos 2, o emigrante radica-

do

na Suíça foi um dos protagonistas de todo o reality show da TVI.

Ao contrário de qualquer outro pai ou mãe, Fernando Rodrigues fez

mais sucesso do que a própria filha e não teve que jogar à bola, nem

cantar ou entar em nenhum reality show

Há quem diga que foi a simplicidade e a frontalidade do emigrante que conquistaram os portugueses, que passam por ele na rua e não hesitam na hora de lhe pedirem um autógrafo ou tirarem uma foto- grafia. É um fenómeno da Natureza!

Outro exemplo de um sucesso meteórico é o de Paulo Futre. Há

alguns anos que não se ouvia falar no ex-futebolista, que terminou

a carreira em 98/99 no Japão e escolheu a cidade de Madrid para

viver. Certo dia, resolveu aceitar a proposta de ser director despor- tivo no caso de Dias Ferreira ter ganho a presidência do Sporting.

Na famosa conferência de

imprensa, o ex-jogador proferiu um insólito discurso. Quem não

se lembra desta promessa: «O plantel vai estar com 19 jogadores e

mais um: o melhor jogador chinês da actualidade

ters todas as semanas com 400 ou 500 pessoas

da, da famosa frase quando foi interrompido: «Sócio, por favor Peço-vos por favor, porque senão depois paro e estou concentra- díssimo!». Nem os Gato Fedorento fariam um discurso assim e a prová-lo, nessa semana não havia um único português que ainda não tivesse visto as imagens. E a verdade é que foi depois deste epi- sódio que Futre voltou às luzes da ribalta. Porquê? Vá-se lá saber

Foi como se lhe saísse o Euromilhões

só precisou de aparecer.

”.

e vão vir char- Ou melhor ain-

Também meteórica foi a carreira do pequeno Saúl. Decorria então o ano de 1994, quando esta criança com sete anos apenas começou

Cristina Alves jornalista (Lisboa)

a pisar palcos e a ser convidado para programas televisivos porque imitava bem o Quim Barreiros. Como era pequenino, tinha piada parauns! Até que o artista de palmo e meio, em 1996, lançou o seu próprio trabalho: «O Bacalhau Quer Alho». A letra desta ‘fabulosa’ música andava de boca em boca e o disco chegou a vender 120

sabe-se lá como! Os anos

passaram, o miúdo cresceu, voltou a gravar, mas o sucesso de ou-

nem vê-lo! Agora, para nossa sorte, está de volta e

tenta sair do esquecimento a cantar ao lado de sr. Fernando.

E por falar em grandes fenómenos da música popular portuguesa,

é incontronável falar de outro “cromo”, o Zé Cabra, um ex-pintor

emigrante em França que veio a Portugal concretizar um dos seus

maiores sonhos: ser cantor

não eram de todo o seu forte, mas a falta de sentido do ridículo com que sempre enfrentou o público era notável. Zé Cabra conseguiu levar muitas pessoas às lagrimas (literalmente) ao cantar «Deixei Tudo por Ela», tal era a desafinação, mas a verdade é que o nosso país adorava o estilo do emigrante. Mas no que toca a personagens dignas que figurarem numa ca- derneta de cromos não nos podemos esquecer do Tino de Rans.

ou pelo menos tentar! Afinação e estilo

mil unidades e atingiu a tripla platina

tros tempos

Fanny, a filha do

O bem-disposto calceteiro que começou por ser conhecido como

presidente da Junta de Freguesia de Rans (Penafiel), acabou por participar em 2005 na Quinta das Celebridades 2. Não satisfeito,

candidatou-se nas últimas Eleições Autárquicas (2009) à presidêcia da Câmara de Valongo, mas a grande surpresa veio quando apre- sentou ao público o seu ‘grande’ sucesso musical: «Pão, Pão, Pão, com Manteiga É Tão Bom». Pela título consegue-se perceber de imediato que o motivo para tamanho êxito não se deve certamente

E a pergunta impõe-se, uma

à profundidade e inspiração da letra vez mais: então, porquê?

Todos contra o mapa autárquico

A Proposta de Lei nº 44/XII que foi submetida a parecer da As-

sembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, no âmbito da audição dos órgãos de governo próprio, mereceu de todas as bancadas uma posição negativa. O Governo da República pretende com aquela lei, que vem na sequência do Livro Verde da reforma autárquica, estabelecer o regime jurídico da reorganização admi- nistrativa, estabelecendo os critérios obrigatórios da reorganização das autarquias locais.

Trata-se de um terramoto necessário, no sentido de reforçar as com- petências e meios das autarquias, que no 25 de Abril se devolveu

a sua importância na descentralização administrativa do país e que desde tempos remotos sempre tiveram um papel determinante no processo de desenvolvimento dos concelhos e freguesias dos Aço- res.

A história de cada freguesia na nossa Região é fruto das relações

de cada freguesia na nossa Região é fruto das relações António Pedro Costa Deputado Regional dos

António Pedro Costa Deputado Regional dos Açores

verdadeiro espírito de serviço público, numa organização adaptada à realidade da vivência insular.

Por isso mesmo, a solução de reorganização do território autárqui- co, encontrada na proposta de lei nº 44/XII, não respeita as realida- des concretas e a identidade de cada uma das freguesias dos Açores.

De facto, os critérios daquela lei que definem limites populacio- nais, não estão minimamente ajustados à estrutura demográfica e à dimensão territorial dos Açores, que a manterem-se, poderá levar a situações absurdas como aquela classificação proposta absurda que classifica freguesia da Sé, em Angra do Heroísmo, sede do Bispado, dos Paços do Concelho como sendo rural.

O Parlamento dos Açores, através da sua Comissão Especializada,

deu por unanimidade, parecer desfavorável à proposta de Lei nº 44/XII, que aprovará o regime jurídico da reorganização adminis- trativa territorial autárquica, salvaguardando com uma proposta de alteração que as freguesias dos Açores não podem ser prejudicadas financeiramente, por não se agregarem, impedindo-as de participar no Fundo de Financiamento das Freguesias.

A Associação de Municípios dos Açores, por seu lado, defende que

nos Açores, a lei deve ser alterada, para que apenas tenha lugar a redução de freguesias que constituem as cidades e vilas dos conce- lhos, pois são freguesias com menos identidade assumida perante as suas populações, salvaguardando-se assim a agregação das zo- nas rurais.

sociais e culturais, que contribuíram para uma identidade própria

que carateriza a vivência do povo destas ilhas. Cada uma das nossas freguesias conserva traços de uma realidade sui generis da maneira

de viver de um habitante insular o que reforça o apego dos cidadãos

ao seu espaço físico, que foi o berço que os viu nascer, crescer e viver, numa participação de cidadania que importa respeitar.

Por isso é que o ordenamento do território e a política do poder local devem ser, no caso dos Açores, acautelados atendendo às

especificidades que decorrem da nossa descontinuidade territorial

e do facto de sermos um arquipélago de nove ilhas e uma região

ultraperiférica, contribuindo decisivamente na gestão de proximi- dade, o que vem dificultar a agregação de espaços sem aparentes ligações históricas.

Por isso, o poder local tem vindo a contribuir para resolver os pro- blemas dos cidadãos, escutando os seus anseios mais prementes de valorização da sua terra, trabalho que os autarcas prestam com um

4 . Comunidades 19 Março 2012
4 . Comunidades
19 Março 2012

O Secretário de Estado das Comunidades

O Secretário de Estado das Comunidades, José Cesário,

esteve em Toronto, prosseguindo agora a sua visita a outras

do País, designadamente Winnipeg e Montreal.

Em Toronto, o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas participou, designadamente, na conferência/ Festival “Proud To Be Portuguese Canadian” e avistou-se com entidades representativas das comunidades. Escolas de Português e Associações foram alguns dos temas da visita.

No sábado, a meio da tarde, foi o primeiro encontro, neste caso com os orgãos de Informação.

encontro, neste caso com os orgãos de Informação. O Cônsul-Geral Júlio Vilela fez uma rápida

O Cônsul-Geral Júlio Vilela fez uma rápida apresentação,

acentuando que todos conheciam aquele membro do Governo e não deixando de referir o muito que há a esperar desta sua rápida deslocação.

o muito que há a esperar desta sua rápida deslocação. Nas suas palavras, dirigidas, especialmente, aos

Nas suas palavras, dirigidas, especialmente, aos orgãos de Informação, um autêntico “programa de Governo” – como alguém lhe chamou – centrado, especialmente, se bem

DOCE MINHO Pão quente de hora a hora Broa de milho como se faz na
DOCE MINHO
Pão quente de hora a hora
Broa de milho como se faz na terra
Pastelaria Fina
Salão de chá
Ambiente acolhedor
Uma casa
com a tradição
de bem servir
porque sabe
produzir melhor!
Para encomendas ligue-
416 -
652 -
8666
2189 Dufferin St. Toronto
(Entre a Rogers e Eglinton)
Agora tambem em Bradford!
(Entre a Rogers e Eglinton) Agora tambem em Bradford! entendemos, a uma maior aproximação entre os

entendemos, a uma maior aproximação entre os Portugueses da diáspora e os que vivem em Portugal. Para José Cesário, os Consulados são as verdadeiras “Casas de Portugal”, a

Consulados são as verdadeiras “ Casas de Portugal ”, a jeito de “ Lojas do Cidadão

jeito de “Lojas do Cidadão” em vertente global. Entre nós, sobretudo, devido até à distância em relação às diversas comunidades, terá mesmo de ser assim.

A acompanhar o dia-a-dia das comunidades
A acompanhar
o dia-a-dia das comunidades
19 Março 2012 Comunidades . 5
19 Março 2012
Comunidades . 5

“apalpou o pulso” à nossa gente

*O “orgulho de ser Luso-Canadiano” em foco

Falou, designadamente, no Cartão de Cidadão – feito, em alguns casos, em Portugal – e que, no último recenseamento,

fez entrar de repente qualquer coisa como 900 mil eleitores.

O que faz crer que se trata de boletins que, ao serem feitos

mesmo por cidadãos residentes no estrangeiro,

fez dar aquele “salto” no número de eleitores. O que nem é lógico nem representa a realidade dos factos. É isso que se estará agora a “corrigir”.

em Portugal

Consulados a funcionar mesmo para os que estão mais longe

De resto, os Consulados – designadamente através de meios electrónicos – vão começar a “funcionar” mesmo para as zonas mais distantes dos postos. E não apenas no que toca aos cartões de cidadão e aos passaportes, mas também, a tarefas que tenham a ver, por exemplo, com os necessários vistos”.

Passando para outro tema, José Cesário abordou a nossa Língua e a nossa Cultura, “o mais importante método de manter liagdos a Portugal, especialmente os mais jovens”. Não deixou de concordar com os que dizem – e

jovens ”. Não deixou de concordar com os que dizem – e nós fomos sempre críticos

nós fomos sempre críticos nesse aspecto – que Portugal

tem dado tudo à Europa e pouco aos países fora da Europa, como o Canadá e Estados Unidos, por exemplo. E “como

há que evitar os desperdícios”. Na

Europa, assiste-se, neste momento, à eliminação de turmas

vamos fazer trabalho

não temos recursos

pequenas e com esses ganhos noutras áreas”.

Abordou, designadamente, actos que têm de ser feitos (alguns estão a ser feitos), como o caso da Certificação das Aprendizagens Obtidas, a distribuição de manuais escolares, suportadios pelo Governo e a Formação de Professores, de acordo com as associações de classe.

Défices de

participação em geral

Noutros domínios, o Secretário de Estado das Comunidades

falou na participação em geral. Disse, desde logo, que há um défice de participação das comunidades a diversos níveis.

E abordou que há necessidade de fazer chegar a ajuda às

participações, aos Jovens, às Mulheres, aos Orgãos de Comunicação Social, aos Políticos e aos Promotores Sociais.

De resto, parece ser importante, nesse domínio, conseguir verdadeiras redes de intercâmbio, a jeito de trocas de experiências que podem ser muito valiosas.

Não deixou de dizer que a chamada Diplomacia Económica tem, igualmente, implicações com as comunidades. De resto, toda a chamada produção económica passa a ser coordenada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, com a AICEP, o Turismo, por exemplo, a funcionarem como que em equipa com os Consulados. “É importante uma maior articulação”, disse.

“ É importante uma maior articulação ”, disse. Na altura em que estivemos com José Cesário,

Na altura em que estivemos com José Cesário, pedimos-lhe como que um resumo do que ele entende serem as balizas principais da sua Secretaria de Estado, face a esta e a outras comunidades da diáspora.

Avanços já em concretização

Eu diria que a generalidade dos que vos disse está em concretização. Os equipamentos para fazeres as

presenças consulares estão adquiridos. Estamos apenas

a

E isto porque “o desenho dos

equipamentos está feito, diria até que estamos mais à frebnte do que eu poderia imaginar. Há equipamentos que já foram ensaiados em Lisboa e, ontem mesmo, em Paris”.

imaginamos que existam

resolver problemas técnicos, que às vezes nem

A nível do Ensino “o nosso obejctivo é lançar tudo para

o próximo ano lectivo, já que antes disso é impossível.

Faremos a experiência da certificação já este ano (ainda que em experiência, porque a valer é só para o ano ) O Ministério da Educação, pela primeira vez, admitiu fazer essa certificação, e os seus membros estão hoje a

trabalhar connosco nesse sentido”.

Já vai haver manuais escolares

Prosseguindo, “a questão dos manuais escolares é caro mas não é o que as pessoas possam imaginar. Com

nós conseguimos resolver os

problemas. A generalidade dos alunos que nós temos na Europa vão pagar uma pequena propina, o que vai gerar uma receita. Que vai permitir mais algum trabalho. Por exemplo, nós conseguimos pôr na Argentina 4 ou 5 mil pessoas a aprender Português, com um investimento mensal que vai ser muito pequeno ”

algumas poupanças

Uma das vertentes da política do actual Governo no tocante às comunidades é, afinal, fazer com que as nossa gentes tenham uma maior ligação a Portugal.

É a melhor forma de manter ligados a Portugal,

sobretudo as gerações mais novas. E mesmo que sejam

necessários alguns meios – e são

fazer, em primeiro lugar, um esforço muito grande de

racionalização ”

– nós estamos a

E como já teve alguns encontros, como já foi dialogando

com muita gente, naturalmente que tem uma ideia de como está a comunidade, agora, face, talvez aos oito anos, em que José Cesário foi também, na altura, Secretário de Estado com o pelouro das comunidades.

Vale a pena acreditar em Portugal

O importante – disse – é que “vale a pena acreditar em

Portugal. Acreditar que estão a surgir acções políticas que vão ao encontro dos interesses da diáspora. Nós vamos mudar radicalmente a relação dos Consulados com as pessoas, particularmente com as comunidades mais distantes.

pessoas, particularmente com as comunidades mais distantes. Nós vamos passar a investir alguma coisa no domínio

Nós vamos passar a investir alguma coisa no domínio do Ensino da Língua que até aqui praticamente não era investido, neste país, nomeadamente. É como que um sinal de compromisso de Portugal para com esta

comunidade

Há, como que um pensamento final acerca da comunidade portuguesa do Canadá, especialmente do Ontario.

Esta é uma comunidade muito interessante, que tem níveis de organização muito altos. É a comunidade, em todo o mundo, que tem, por exemplo, maior número de grupos folclóricos. É uma comunidade que tem, hoje, o maior número de associações, embora consciente de que várias estão a atravessar uma fase muito difícil. É uma comunidade que consegue, apesar de tudo, influenciar

junto das autoridades locais, algumas políticas, sobretudo

no domínio do Ensino de Português. A esse nível

revela

aspectos muitos positivos. Agora, a alguns níveis, de partiipação, a nível político, são ainda muito baixos ”

No fundo, a visita de um governante que parece estar atento às necessidades da diáspora, entendendo muitos dos seus anseios e tentando minimizar a tal crise económica em que o nosso país de origem está mergulhado.

Alergias e doencas são provocadas pelo pó, por pelos de ani- mais, ou por bacterias
Alergias e doencas são provocadas pelo pó, por pelos de ani-
mais, ou por bacterias e fungos que permanecem no sistema
A MELHOR
SOLUÇÃO
SERÁ Contactar
Manuel ou Mike
telf: (416) 536 3828
(416) 537 4296
EUROPA DUCT CLEANING
(Uma divisão de EUROPA HEATING & AIR CONDITIONING)
Email - info@europaair.net
europa@rogers.com
Webpage
- www.europaair.net
Deslocações a várias cidades do Ontário
6 6 . . Comunidades Comunidades 20 de Junho 19 2011 Março 2012
6 6 . . Comunidades Comunidades
20
de Junho 19 2011 Março 2012

Proud to be Portuguese Canadian

Uma iniciativa que não pode morrer na sessão de 2012

Uma iniciativa que não pode morrer na sessão de 2012 Terry Costa feliz Terry Costa estava

Terry Costa feliz

Terry Costa estava feliz. E entendia que a iniciativa vale a pena. Que tem, de facto, pernas para andar. Deu respostas interessantes. Que une talvez as diversas faixas etárias.

Agora é só esperar pelos próximos passos. Que começaram,

já, no sábado, no edifício onde funcionou o First Portuguese,

a primeira associação de Portugueses no Canadá.

O objectivo, segundo os organizadores, é “levar a cabo

uma cultura de fusões que olha para um futuro de contínuas

Proud to be Portuguese Canadian. Um Festival Cultural e uma Conferência. Com interesse certo para os mais novos e a que os menos jovens não deixarão, certamente, de dar o seu apoio. De resto, o conjunto de actividades foi desenhado para todos os escalões etários.

 

Religião e Fé

  Religião e Fé
 
 

Não disseram metade

Rev. João Duarte

Existe uma história interessante na Bíblia acerca da visita que a rainha de Sabá fez ao rei Salomão. A fama da sabedoria de Salomão, a sua riqueza e os edíficos magníficos que ele edificou como o templo de Deus e os seus palácios espalhou-se pelos países do oriente. A fama chegou também aos ouvidos da rainha de Sabá e ela decidiu visitar Salomão para o experimentar com enigmas e assim verificar se aquilo que ela tinha ouvido era realmente verdade. A rainha veio com um grande exército, trouxe camelos carregados de especiarias, e muitíssimo ouro, e

pedras preciosas. Ela experimentou-o com as suas perguntas e Salomão satisfez todos os seus enigmas (I Reis 10:2-3). Após ver

a

sabedoria de Salomão, os edifícios que ele mandou construir,

a maneira como os seus criados se conduziam, os seus vestidos

e

a comida que lhe foi apresentada, a rainha finalmente disse:

Foi verdade a palavra que eu ouvi na minha terra, das tuas coisas e da tua sabedoria. E eu não cria naquelas palavras, até que vim e os meus olhos o viram; eis que me não disseram metade; sobrepujaste em sabedoria e bens a fama que ouvi” (I Reis 10:6-7).

A fama de Salomão pode ser comparada à fama do Senhor Jesus Cristo. Quando nós lemos a Bíblia ficamos admirados dos seus ensinamentos, pois ele ensina com autoridade. O sermão

 

da

montanha nos capítulos 5, 6 e 7 do evangelho de Mateus

contem ensinamentos maravilhosos. Ele manda amar os nossos inimigos e pagar o mal com o bem. Ele manda perdoar as pessoas incondicionalmente, da mesma maneira como Deus nos perdoa

a

nós. Ele ensina que a lei de Deus deve ser obedecida não

somente no exterior como também no nosso interior. Geralmente

 

as

pessoas pensam que o adultério ou matar só é pecado quando a

pessoa o faz fisicamente. No entanto, Jesus afirma que aos olhos

 

de

Deus a pessoa comete estes mesmo pecados só em o pensar no

seu coração. Ele manda que quando damos esmolas, ou oramos e jejuamos, o devemos fazer em segredo para não atrair nenhuma atenção e assim Deus, que vê o que fazemos em segredo, um dia

nos há-de recompensar. Ele manda que as pessoas não julgem

 

os

outros porque só Deus está qualificado para tal encargo. E

no

fim, ele declara que aqueles que ouvem as suas palavras e

praticam são bem-aventurados, pois estão pondo a sua vida espiritual num alicerce firme como a rocha, que nunca será abalado pelas tempestades desta vida.

as

 

Nós lemos na Bíblia, que aqueles que aceitam pela fé

Cristo como seu Salvador têm a vida eterna, e quando morrem fisicamente as suas almas irão para a presença de Deus, e estarão esperando o dia da resurreição física (João 6:47; João 11:25- 26; João 14:1-3; Mateus 10:28; Lucas 16:22; Lucas 23:43,46;

II

Coríntios 5:1-8; Salmo 23:6; Apocalipse 6:9-11). Nós lemos

na

Bíblia que aqueles que puserem a sua fé em Cristo um dia

ressuscitarão dos mortos e terão um corpo perfeito, glorioso e eterno igual ao corpo do Senhor Jesus Cristo quando ressuscitou dos mortos (João 5:28-29; João 11:23-24; I Coríntios 15:12- 23,35-58; I João 3:2; Apocalipse 20:4-6). Este corpo que Jesus promete dar aos que puseram a sua fé nele, nunca mais terá dores, doenças, cansaço, deformidades e será eterno (Apocalipse 21:3-4). Nós lemos na Bíblia que Deus fará novos céus e nova terra, e que aqueles que puserem a sua fé em Cristo reinarão com Ele eternamente num novo universo (Mateus 25:34; João17:24; Romanos 8:17; Apocalipse 21:1-27).

 

Tudo isto os cristãos crêem que irão ter porque Deus é fiel

e

sempre cumpre com as suas promessas. Todavia, quando os

cristãos virem com os seus próprios olhos a fama de tudo aquilo que a Bíblia prometeu eles exclamarão como a rainha de Sabá e

dirão cheios de alegria: (II Reis 10:7).

eis

que me não disseram metade

“ (II Reis 10:7). eis que me não disseram metade E o organizador, Terry Costa –

E o organizador, Terry Costa – a viver, de há muito, em Vancouver, e que veio até nós pôr tudo de pé - parece ter força anímica para dar e vender. Na sessão de abertura, anotámos desde logo o entusiasmo geral.

A pequena sala do Centro da Lansdowne estava cheia. E

estava cheia, sobretudo, com a nossa gente mais ligada à

Cultura. Logo de início, palavras oportunas do Cônsul-Geral

de Portugal, Júlio Vilela. Que deu o seu aval à iniciativa, por

todos os motivos e até por irem ao encontro do que, decerto, todos entendem e com o qual concordam.

do que, decerto, todos entendem e com o qual concordam. Dos Açores veio a deputada regional,
do que, decerto, todos entendem e com o qual concordam. Dos Açores veio a deputada regional,

Dos

Açores

veio

a

deputada

regional,

Alzira

Silva,

descobertas”, ao mesmo tempo que apresenta exemplos de

que,

durante

muitos

anos,

foi

Directora

Regional

das

luso-canadianos de sucesso em diversas áreas, muitos dos

Comunidades

 

quais não são conhecidos ou reconhecidos como tendo origem portuguesa.

A verdade é que, a avaliar pelo que fomos ouvindo, Proud to

be Portuguese Canadian vai ser – está a ser - um marco. Até

pelas presenças que, decerto, vai ter.

Como já aconteceu, na abertura, com os deputados provincial

e federal da zona da Davenport. E que se mostraram

e federal da zona da Davenport. E que se mostraram dispostos a apoiar a iniciativa. Uma

dispostos a apoiar a iniciativa. Uma iniciativa que até os mais novos acham que vale a pena. Como nos disse, desde logo, Mathew Correia, um activista das coisas da Juventude, designadamente na Casa dos Açores.

Ana Paula Ribeiro, Coordenadora do Ensino de Português entre nós, fez a primeira apresentação. E deu a entender o panorama geral do sector educacional entre nós.

A Conferência, no dia 17, no Mod Club Theatre (722 College St. W, Toronto) incluiu diversas intervenções dirigidas à

St. W, Toronto) incluiu diversas intervenções dirigidas à promoção da integração social, cultural e política dos

promoção da integração social, cultural e política dos jovens luso-descendentes e contou com a presença, entre outros, do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.

A

sessão de encerramento a ter lugar no domingo, dia 25

de

março, nas instalações do National Film Board NFB

Mediatheque (150 John St, Toronto) incluirá a apresentação

de documentários e curtas-metragens.

19 Março 2012 Comunidades . 7
19 Março 2012
Comunidades . 7

Community Spirit Award Mississauga

Mais uma homenagem para Tony Belas

O Centro Cultural Português de Mississauga anunciou, sex-

ta-feira, ao fim da manhã, a criação do “Community Spirit Award”. Será atribuida, anualmente, a membros da comuni- dade luso-canadiana em reconhecimento de actos de filan-

actos que visem o desen-

tropia, voluntarismo e liderança volvimento da cultura portuguesa.

Não foi uma conferência de Imprensa, mas não deixou de o ser. Durante um almoço, foi-se dialogando e abordando as questões subjacentes a este Prémio.

e abordando as questões subjacentes a este Prémio. Este ano, em jantar de homenagem, a realizar
e abordando as questões subjacentes a este Prémio. Este ano, em jantar de homenagem, a realizar
e abordando as questões subjacentes a este Prémio. Este ano, em jantar de homenagem, a realizar

Este ano, em jantar de homenagem, a realizar a 21 de Abril, far-se-á a entrega do prémio, a António Belas, um empre- sário muito respeitado e conceituado, como foi referido pe- los organizadores. Acentuou-se, designadamente, que a sua penetração no mercado canadiano, em geral, contribui para elevar o perfil da identidade portuguesa.

Gilberto Moniz, o presidente da colectividade, entende ser uma iniciativa que já em tempos esteve em equação, e que vai agora em frente, até pelo entusiasmo que muitos colabo- radores puzeram na consecução do objectivo.

Casa do Alentejo com Baile da Pinha

do objectivo. Casa do Alentejo com Baile da Pinha Entre 100 a 120 pessoas juntaram-se no

Entre 100 a 120 pessoas juntaram-se no salão nobre desta nossa Casa Regional, no sábado passado, para celebrar a tradicional festa da região alentejana, o Baile da Pinha.

Contou com jantar típico do Alentejo e baile animado pelo “DJ Martins Sound Entertainment” tendo encerrado com a dança em que os pares na pista de dança puxavam, quando eram chamados, pela fita da “Pinha” para saber-se quem eram os felizardos a serem coroados de reis para 2012. As- sim o par Carlos Sousa e Marta Oliveira, dois jovens activos

sim o par Carlos Sousa e Marta Oliveira, dois jovens activos membros do Grupo Folclórico desta

membros do Grupo Folclórico desta Casa, foram os contem- plados e coroados reis e com direito a “trono”.

Durante esta festa dois aniversariantes estiveram presentes e foram saudados por quantos ali estavam, o Joel Mendes (Director do Executivo) e outra grande amiga da Casa do Alentejo, a Maria Santos, que apagou as velas do bolo acom- panhada por 28 outros membros da família e amigos. Muita música, alegria e dança foi o lema desta gente diver- tida e amante das suas tradições seculares.

gente diver - tida e amante das suas tradições seculares. “A Direcção já tinha tentado fazer
gente diver - tida e amante das suas tradições seculares. “A Direcção já tinha tentado fazer

“A Direcção já tinha tentado fazer no passado, mas não se

conseguiu. Agora está em andamento e vai ser todos os anos.

O nosso clube está virado para os temas culturais e acho que

uma festa de gala, todos os anos, é bom para o clube e para a comunidade portuguesa”.

O mesmo disse Martinho Silva, que acentuou ter a certeza

de que Tony Belas gosta mais de não ser associado, pessoal- mente, a este género de homenagens.

associado, pessoal - mente, a este género de homenagens. Uma prenda muito boa Jack Prazeres, presidente

Uma prenda

muito boa

Jack Prazeres, presidente da chamada Sociedade de Defi-

cientes é, naturalmente, representante dos beneficiados com

fazemos

uma ajuda. De resto, neste caso, é para boas causas. Temos o projecto “On Your Marg” e naturalmente a Luso Canadian Charitable. Todas as razões são boas e estamos a homena- gear uma pessoa, o Tony Belas, que tem feito muito para a comunidade. Tudo junto, faz um pacote, uma prenda, muito boa”.

a angariação deste fundo. “Sempre que podemos

Entre os presentes, Alzira Silva, actual deputada da Assem- bleia Regional dos Açores e antiga Directora Regional das Comunidades. “Eu vejo tudo isto com grande entusiasmo, quer pelo trabalho do Clube de Mississauga, quer pelo tra- balho do Working Woomen, que é, efectivamente, extraor- dinário”.

Marcie Ponte falou em “On Your Mark”, uma actividade que vai ser beneficiada com fundos do jantar de homenagem.

O produto desta angariação de fundos será distribuido, por

escolha do homenageado, pelo “On Your Mark” e “Luso- -Canadian Charitable Association”.

Amigos de Castelo do Neiva

Um grupo de amigos e de dirigentes comunitários, ligados a Cas- telo do Neiva, estão a organizar um encontro destinado a falar em diversos temas relacionados com aquela zona.

A esse propósito, vai haver uma reunião com os representantes dos orgãos de Informação, empresários e representantes de agências de comunicação, marcada já para segunda-feira, 26 de Março, às 11.45, no restaurante New Casa Abril, no 475 da Oakwood Av.

Presentes ao encontro o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa e o Presidente da Junta de Freguesia de Castelo do Neiva, Augusto Bandeira.

8 . Comunidades 19 Março 2012
8 . Comunidades
19 Março 2012

Kingsville em boas mãos

Um Presidente de Câmara que faz do trabalho a maior qualidade

Kingsville é uma vila simpática. Daquelas que têm tudo para agradar. Está localizada no chamado Essex County, no sudoeste do Ontario. Segundo o recenseamento de 2006, a população de Kingsville está em cerca de 21.000 habitantes. Muitos? Poucos? Os suficientes para necessitarem de quem saiba lidar com os problemas do dia-a-dia. Kingsville fica situada a oeste de Leamington, a sul de Lake- shore e a sudeste de Essex e a norte do Lago Erie. Quem por lá passa, fica maravilhado com toda a estrutura da vila

O Quê? Estou Nu?

Carlo Miguel Cruz Gomes / ABC

O Quê? Estou Nu? Carlo Miguel Cruz Gomes / ABC Lembrei-me agora, de repente, de uma

Lembrei-me agora, de repente, de uma passagem. Quando a minha Filha tinha 4 anos de idade, um dos bonecos ou personagens que ela gostava mais chamava- se Dora. Dora é um desenho animado de uma menina que fala inglês e espanhol, até tem umas aventuras giras, e de certo modo é um programa educativo para mais novos. Um certo dia, a minha filha vem ter comigo para pedir uma curativo porque aparentemente se tinha magoado. Quando investiguei melhor, ela não tinha nada de grave mas como ela pedia um curativo com aquela “carita” linda dela, e eu até achei piada, lá fui eu à caixinha de curativos que minha mulher guarda na casa de banho tirar uma. Quando cheguei ao pé dela para colar a curativo

no sitio certo, ela não quis aquele curativo porque tinha o desenho da Dora e disse que não queria parecer parva Quem é que lhe disse que ia parecer parva? Onde é que esta menina, tão linda e tão inocente, aprendeu uma coisa daquelas? Pela primeira vez notei que esta criança tinha aprendido a ter vergonha. Bem, como estou

aqui vai um pensamento à minha

num daqueles dias

maneira… para aqueles que possam ficar ofendidos por falar semi-religiosamente, ou pensarem mal de mim por alguma coisa que escrevi… Too bad, so sad, grow up. Para lembrar uma das passagens Bíblicas, considerada mais lindas para alguns, em Génesis 3:11. Adão e Eva pecaram, a cobra falou mais alto, o sonho de um mundo lindo e novo mudou-se, e enquanto eles escondem com roupas feitas de qualquer maneira DEUS Pai e Criador faz lhe uma pergunta: “Quem e que vos disse que estavam nus?”

Se eu, como Pai que sou, fiquei triste quando a minha filha descobriu a ter vergonha de ela própria naquele dia, como é que DEUS sentiu? Com certeza que sentiu triste como verdadeiro Pai que é.

Quem é que te disse que não valias nada? Quem é que te disse que eu não te Amo? Quem é que te disse que ias precisar de qualquer coisa que não possas ter encontrado em mim? Quem é que te disse que eras feia(o)? Quem é que te disse que os teus sonhos eram parvos? Quem é que te disse que nunca serias um bom Pai ou boa Mãe? Quem é que te disse que estavas nu?

Eu não sei quando você que me lê, descobriu a vergonha. Eu não sei quando é que descobriu que há pessoas que possam pensar que você é uma parva ou um parvo. Eu não sei porque é que há pessoas que tenham inveja de

outros ou gostam de tratar mal ou falar mal de outros. Eu não sei porque é que mentimos a outros e às vezes a nós mesmos. Mas para responder às perguntas que lhe possam fazer, DEUS ainda faz a mesma pergunta, “Quem é que vos disse estar nu?” Essa mesma pergunta ainda continua porque NOS NÃO ESTAMOS NUS. Nos não andamos sozinhos. Nos não somos esquecidos. Pode levantar a

cabeça, e sorrir, acredite em si próprio porque

Alguém

muito mais importante do que aqueles que possam dizer mal acredita em si. Have a beautiful week. Você não esta nu. Ate para semana Se DEUS Quiser.

e entende que ali é, de facto, uma “zona para ficar”. Tem quatro escolas elementares, Kingsville Public School, Jack Miner Public School, Ruthven Public School e St. John de Brebeuf Catholic Elementary School. Actualmente, tem ainda mais um motivo de interesse para todos nós. É que o Mayor é Nelson Santos, um dos pou- cos – senão o único – presidente da uma Câmara Municipal do Canadá de origem portuguesa. Estivemos, há dias, com ele. Foi, durante um jantar oferecido pelo Cônsul-Geral de Portugal, Júlio Vilela, ao Secretário de Estado das Comuni- dades, José Cesário.

Uma vila que merece ser visitada

Nasceu, ali, conversa rápida, no intervalo de outros estilos de trabalho e de reportagem.

no intervalo de outros estilos de trabalho e de reportagem. Lodo de princípio, perguntámos-lhe o que
no intervalo de outros estilos de trabalho e de reportagem. Lodo de princípio, perguntámos-lhe o que
no intervalo de outros estilos de trabalho e de reportagem. Lodo de princípio, perguntámos-lhe o que
no intervalo de outros estilos de trabalho e de reportagem. Lodo de princípio, perguntámos-lhe o que

Lodo de princípio, perguntámos-lhe o que era ser presidente de uma vila como Kingsville. “É uma oportunidade para nós, numa localidade pequena, a crescer a olhos vistos, exercitarmos a nossa maneira de trabalhar”. Nelson Santos diz que “estamos, agora, já a trazer para a nossa comunidade, os semi-reformados”. Acha que o facto de terem boas praias, perto do Lago Erie, “uma grande opor- tunidade até para a nossa comunidade portuguesa ir até lá, quanto mais não seja para ver uma pessoa que está lá em posição de certo interesse”. Nelson Santos está a fazer o nono ano de actividades de presidente da Câmara. Se contar com os anos em que foi vereador, já anda nquele “terreno municipal” hã uns quinze anos. Perguntámos a Nelson Santos se ele vê que as pessoas entendem a sua maneira de ser e agir. “A verdade é que estamos sempre a ver até onde podemos crescer, a nossa comunidade está, de facto, em crescimento, estamos com os trabalhos de infraestruturas em todos os domínios”.

Para Nelson Santos, “Kingsville está mesmo no meio de uma grande comunidade portuguesa bem grande, no meio de Leamington e de Harrow, com dois clubes por-

tugueses lá

e eu sou o único que está por lá na Política e

o mais importante é estarmos a fazer coisas, não apenas para os Portugueses, mas para a comunidade inteira”.

Nelson Santos fala na sua zona com o maior carinho e o maior entusiasmo.

A finalizar, ainda lhe perguntámos se tinha algum conselho

a dar aos mais novos.

Importante é continuar a trabalhar forte. Se tiverem uma ideia, não deixem os outros puxar para trás, levem as ideias em frente e verão que a comunidade em geral está mais com os que fazem ou querem fazer coisas real- mente importantes.

os que fazem ou querem fazer coisas real- mente importantes. Trabalhar para todos Será que o

Trabalhar para todos

Será que o facto de ser de origem portuguesa tem algo a ver com o seu trabalho? Será que as pessoas se lembram disso?

Nunca parem nas ideias que tiverem. O sucesso vem a

seguir

Não sabemos se vale a pena olhar muito para Nelson Santos. Ele lá continua no seu trabalho.

A honrar, afinal, também, o nome dos Portugueses. - CG

T.L.DUTRA Professional Legal Services Immigration - Small Claims Court- Criminal Summary Landlord & Tenant /
T.L.DUTRA Professional Legal Services
Immigration - Small Claims Court- Criminal Summary
Landlord & Tenant / Ontario Court of Justice / Labour
Tony L. Dutra
533 College Street , Suite 306, Toronto ON,
Canada M6G 1A8
Telephone: (416) 532-8400 - Fax (416) 532-6906
E-Mail: dutralegal@sympatico.ca L.S.U.C - P00405
19 Março 2012 Comunidades. 9
19 Março 2012
Comunidades. 9
19 Março 2012 Comunidades. 9
10 . Comunidades 19 Março 2012
10 . Comunidades
19 Março 2012

Um novo Restaurante na Saint Clair

Numa comunidade como a da Luso Canadiana de Ontário, raro é haver um fim de semana sem acontecimentos marcantes. ABC tenta estar sempre em todo lado possível para poder relatar o maior numero de noticias e informação que consideremos ser importante para nossa comunidade. Por vezes, a tarefa não e fácil, e por vezes não chegamos a todas, mas uma coisa é certa. não temos medo de trabalhar para informar.

Na Sexta feira, no 1474 da St Clair, em Toronto, abriu um novo restaurante com o nome de Porto Novo. Já tínhamos ouvido o anuncio na radio, mas fomos lá ainda mais por saber um pormenor importante

Um dos proprietários do novo restaurante chama-se Manuel Pinto. Manuel Pinto, nome muito conhecido na comunidade,

empresário, e ate mais recentemente representante artístico

de uma estrela em ascensão chamada IZA, começa agora um

novo projeto.

Desta vez com um sócio também de nome sobejamente conhecido na comunidade, António Coelho. Com a casa cheia na abertura de Sexta feira, as emoções eram visíveis na

cara dos dois sócios, e a promessa ficava no ar de fazer mais

e melhor cada vez que pudessem.

Já no Sábado este Repórter de ABC passou pela St Clair com a família, quase incógnito, e sem dizer a ninguém para experimentar o banco de cliente e foi tudo como se esperava, bem atendido, com os pratos bem servidos e o comer bem preparado. Só depois de la estar, e de ter comido e que vimos desde o dia anterior, Manuel Pinto, que andava na parte de Sports Bar.

Festa do Chicharro

“ S p o r t s B a r ” . Festa do Chicharro à

à Rabopeixense

t s B a r ” . Festa do Chicharro à Rabopeixense Organizado pela Associação dos

Organizado pela Associação dos Amigos de Rabo de Peixe esta festa, a terceira, se não erramos, organizada por esta coletividade, organizou, no sábado passado, um jantar nas

que fez borbulhar o sangue na audiência, novos e menos novos, e que lotou a pista de dança para ali se abanarem até as forças esvaírem-se.

instalações da Casa das Beiras, que juntou mais de 250 sócios

Seguiram-se a arrematações, ou leilões, de muitos objectos

e

amigos desta agremiação regional da nossa comunidade.

ofertados por benfeitores e no final foi a vez de musica pelo

O

menu da noite, como é da praxe desta nossa associação

All Stars DJ, sem fim, para se dançar não faltando, como é da

formada maioritariamente por nativos desta conhecida e populosa vila da Ilha de São Miguel da Região Autónoma

praxe, ou obrigatório, o “Bailinho dos Pescadores”, embora desta não tivéssemos os dançarinos trajando os tradicionais

não tivéssemos os dançarinos trajando os tradicionais dos Açores, foi o chicharro frito com batata cozida,

dos Açores, foi o chicharro frito com batata cozida, cebola

e inhame, com molho vilão e, confessamos, que estava

uma autêntica delícia. O chicharro da ementa foi ofertado pelo industrial e armazenista rabo-peixense sedeado na mencionada localidade, Serafim Vieira Moniz, conhecido também naquela região por “Mineiro”, um grande benfeitor desta associação. Na parte de entretenimento contou com a participação do jovem artista, Paulo Daniel, mais conhecido em São Miguel por “Yé-Yé”, vindo directamente daquela Vila dos Açores,

“Yé-Yé”, vindo directamente daquela Vila dos Açores, trajes com as cores verde, azul e vermelho garridas,

trajes com as cores verde, azul e vermelho garridas, mas as castanholas não faltaram pois há sempre alguém que não “desarma” quando vão para estas suas festas tradicionais. Mais um êxito a somar desta nossa Associação liderada por gente activa e orgulhosa das suas raízes. Cá esperamos pela próxima festas desta associação para degustarmos mais uns charrinhos, bem fritos e deliciosos, e com aquele molho fabuloso. Um obrigado pelas atenções dispensadas ao nosso semanário enquanto permanecemos naquele salão.

ao nosso semanário enquanto permanecemos naquele salão. Oh Yeah, esqueci de mencionar tem por um lado
ao nosso semanário enquanto permanecemos naquele salão. Oh Yeah, esqueci de mencionar tem por um lado

Oh Yeah, esqueci de mencionar

tem por um lado serviço de bar para aqueles que gostam de ver algum desporto favorito e beber umas “frescinhas”, e também oferece serviço de “takeout” com preços razoáveis.

Agora paramos aqui com esta reportagem se nao parece algum anuncio. Convidamos a quem estiver interessados de comprovar o que escrevemos a passar por la para tirar alguma duvida. Só nos resta desejar a toda equipa de Porto Novo, sucesso, paciência que e sempre preciso e muito trabalho. Os nossos maiores comprimentos. Carlo Miguel Cruz Gomes / ABC

O Porto Novo Bar & Grill

Sport Clube Angrense com jantar do peixe vermelho

Grill Sport Clube Angrense com jantar do peixe vermelho É verdade. No último sábado foi noite

É verdade. No último sábado foi noite de alegria com uma

jantarada bem participada na sede desde nosso clube comunitário

representativo das “Águias Angrenses” da Ilha Terceira, por estes lado do Atlântico.

O menu foi o peixe-vermelho (quiçá salmão ou cachucho) com

batata e outros, tudo bem azeitado que fez a delícia do mais exigente palato. Seguiu-se o entretenimento e dança pelo Duo Franco & Marcos

que “mexeu” com os presentes que não deram “descanço” aos pés

na pista de dança.

Obviamente as arrematações preencheram o programa e a festa e dança continuou pela noite dentro.

19 Março 2012 Desporto . 11
19 Março 2012
Desporto . 11

Man.City 3-2 Sporting

Leão estóico foi como David para Golias Sporting nos quartos-de- final da Liga Europa. Como
Leão estóico foi como David para Golias
Sporting nos quartos-de-
final da Liga Europa. Como
dizia a Rádio Renascença,
necessária uma vénia para a
atitude apresentada pela equipa
portuguesa no Ettihad Stadium,
caiu, perante o punho cerrado do
adversário e as equipas inglesas
continuam a conhecer bem
uma faceta deveras carismática
do Sporting. Desde 1969/70
que nenhuma equipa britânica
consegue bater a equipa verde-
e-branca numa etapa a eliminar
único dínamo que Izmailov e
Capel faziam por aproveitar no
duelo directo com Kolarov e
Richards.
Rui Patrício: “É a derrota
mais saborosa da minha
carreira”
“O nosso objectivo era ganhar
que sofreu até ao fim depois
e na 1ª parte fizemos por isso,
conseguimos marcar dois golos
de ter chegado ao intervalo
a uma equipa muito difícil.
a vencer por 2-0. Resultado
agregado de 3-3 mas com
vantagem nos golos marcados
de uma prova europeia. A
“malapata” continua.
Página histórica começa a
Todos unidos conseguimos a
passagem apesar de sofreremos
os golos. Agora? Claro que
fora para os verde-e-brancos.
ser escrita por Matías
todos os jogadores têm o sonho
Adam Johnson e Balotelli
ainda assustaram, mas apenas
conseguiram espicaçar uma
equipa que Sá Pinto montou
com mestria e à qual deu
uma dose de tranquilidade e
sobriedade decisivas para o
sucesso.
de chegar à final e vencer uma
Godinho Lopes pedia “rigor
táctico, determinação,
humildade e esforço”. Feito.
Ricardo Sá Pinto transmitiu
crença e confiança na projecção
do jogo com o Man. City.
Verificou-se.
Quem esperava um Sporting
apto a apresentar as suas linhas
recuadas, encerrando os espaços
Matías Fernández abriu a porta,
aos 33’, na transformação de
às principais unidades ofensivas
do City, apostando numa
estratégia de passe longo na
Mas houve mais um ingrediente:
tentativa de aproveitar espaços,
enganou-se. Redondamente.
Ninguém esperava um leão
que assumisse, de peito aberto,
um explosivo livre directo
que Joe Hart não conseguiu
travar. Estava aberta a caixa
de Pandora que Wolfswinkel
atacou, de novo, aos 40’, após
um cruzamento certeiro de
Izmailov.
a ver com pequenos detalhes
quando até estavamos a controlar
a partida. Houve quebra fisica
e emocional. Sabíamos que
iamos ser pressionados, mas
tive pena pela 1ª parte fantástica
que realizámos. Se não tem
acontecido um golo deles
nos primeiros minutos talvez
fosse mais provável sermos
nós a chegar ao terceiro. Não
há derrotas saborosas, mas
era uma injustiça não passar
competição, mas temos de ter
calma, para já pensar apenas em
gozar este momento e depois
ver o adversário que nos calhará
nos quartos-de-final”, disse
Rui Patrício, em declarações à
SportTV.
Matías Fernández:
estoicismo. Também houve
disso, do lado português.
“É uma derrota com um
sabor doce”
a iniciativa de jogo nem que
Leão sofre
declarasse, abertamente, que
O Sporting carimbou o
apuramento para os quartos-
de-final da Liga Europa, esta
quinta-feira, mesmo com
a derrota registada com os
não queria apenas passar por
Manchester rumo aos quartos-
de-final.
O Sporting quis vincar a sua
presença no Ettihad Stadium,
sem grandes sobressaltos ao
conceder a posse de bola ao
“Senti uma alegria imensa,
O Sporting “versão 2ª metade”
esta eliminatória e esse era o
objectivo”, analisou Sá Pinto.
quando
marquei
senti
que
teve que assumir uma outra
ficaríamos
mais
perto
de
garantir a eliminatória.
Sabíamos que tínhamos de
marcar para facilitar a nossa
missão. Passo a passo, seguimos
o nosso caminho. Vamos agora
esperar pelo sorteio para ver
quem pode calhar. Não tenho
preferência sobre adversários, e
seja o que o sorteio quiser, será
bom”, afirmou o médio chileno,
igualmente à SportTV.
“citizens”, na sua própria casa
(3-2).
Mas não sem sofrer. Fazia parte
adversário.
do “trailer” de um filme com
final feliz.
Com bola à flor da relva, a
magia de Matías Fernández
O candidato declarado ao título
e Schaars representavam um
DINAMISMO no trabalho
e ENTREGA aos casos
que defende
postura, embora por culpa
própria. Sá Pinto mexeu mal
na equipa, tirou Capel e Matías
SANDRA
Fernández e fez entrar Jeffren e
Renato Neto. A partir do minuto
64’, a bola passou para o lado
contrário.
Primeiro Aguero, depois
Balotelli e, de novo, Aguero, a
colocar a corda bem apertada na
garganta do treinador leonino.
O Sporting teve que sofrer e
COUTO
gerir o descontrolo emocional
que se apoderou da equipa, a
ADVOGADA
Especializada
em Leis de Família
e outros litígios
espaços, mas conseguiu tornear
a tempestade.
E Portugal terá uma equipa nos
quartos-de-final da Liga Europa.
Vale a pena acreditar
Couto Law Office
localizado no 11 da Rogers Road Toronto,
Ontario
Ricardo Sá Pinto sublinhou a
frase da noite, em Manchester.
“Vale a pena acreditar. Foi essa
a mensagem que tentei passar”.
“Os jogadores entenderam o
que fazer e acreditaram. Vale
Tel: 647 350 3050.
a pena acreditar. Foi esta a
mensagem que tentei passar.
Quando o colectivo está forte
e os jogadores estão com a
confiança, é possível. Ganhámos
BEM SERVIR
o respeito do futebol europeu”,
salientou o treinador leonino,
em declarações à SportTV.
“O virar do jogo, depois de
termos estado a vencer 2-0, teve
Sporting School AcADEmy REGISTE R NOW Registration is limited, we will be taking children on
Sporting
School
AcADEmy
REGISTE R NOW
Registration is limited, we will be taking children on a first come first served basis.
AT OUR OFFICE, AT
BROCKTON STADIUM
Outdoor
Interested participants of this Academy program should contact our Youth Technical Director,
Soccer Programs
Pedro Dias at 647-378-0104 or email pedrodias@sportingfctoronto.com
Contact us today!
2012
REP Teams U8 + U9 + U11 + U12 + U14 + U16
for Boys old and Girls
Soccer from Academy
5 to 15 years
Practices
games at
Brockton and Stadium
12 . Desporto 19 Março 2012
12 . Desporto
19 Março 2012

Van Gaal acredita:

Portugal pode ser

a surpresa do Europeu?

Van Gaal acredita: Portugal pode ser a surpresa do Europeu? O treinador holandês Louis Van Gaal

O treinador holandês Louis Van Gaal considera que há duas

seleções com maior favoritismo para vencer o Euro 2012 e diz que Portugal pode ser a surpresa da competição.

«Alemanha e Holanda estão em vantagem. São as duas seleções candidatas mas Portugal pode ser a surpresa», afirmou o holandês, que está de férias no Algarve.

Van Gaal fez uma breve análise sobre a seleção nacional portuguesa: «Portugal tem vários jogadores muito talentosos mas nos últimos anos esses jogadores talentosos não têm feito uma boa equipa. Sendo esse o problema da seleção de Portugal, talves Paulo Bento consiga alterar isso no futuro».

talves Paulo Bento consiga alterar isso no futuro». Del Bosque coloca Portugal como um dos favoritos

Del Bosque coloca Portugal como um dos favoritos

O selecionador de Espanha, Vicente del Bosque, considera

Holanda e Alemanha como favoritas a vencer o Euro 2012.

«Depois do que mostraram no Mundial (de 2010) e desde aí, os favoritos são, à frente de todos, Holanda e Alemanha», afirmou o espanhol à revista alemã Kicker.

Para Del Bosque, numa segunda linha de favoritos, «há quatro equipas que podem ganhar», como são os casos de Portugal, França, Inglaterra e Itália. Sobre Portugal, o selecionador espanhol diz que tem uma «equipa sólida» e que conta com «um dos melhores jogadores do mundo», referindo-se a Cristiano Ronaldo

Jogo sem interesse resultado sem discussão

Passeio em ritmo lente do Benfica frente a adversário desmotivado

O Benfica regressou aos triunfos no Estádio da Luz, gozando

uma noite descansada pela fragilidade e total abdicação competitiva de um Beira-Mar em versão autocarro parado, embora sem conseguir evitar um golo dos visitantes, como tem sido praxe esta temporada.

A primeira parte foi disputada em ritmo muito baixo, com o

Beira-Mar apenas empenhado em tentar ocupar os espaços

de infiltração dos laterais do Benfica e cortar a ligação a

Cardozo.

Apercebendo-se de que o golo seria uma questão de tempo e paciência, o Benfica foi vogando à espera de uma rotura no dique da formação de Aveiro, que acabou por surgir aos 26 minutos, no flanco direito, com o lateral improvisado Witsel lançado por Aimar a colocar a bola à frente da baliza para uma conclusão fácil de Cardozo.

O golo nada alterou, mas o jovem Nelson Oliveira, em estreia

como titular na Liga, espevitou para algumas acelerações que dinamitaram o que restava de resistência amarela.

segundo tento apareceu com naturalidade, com um passe

Óscar Cardozo a rasgar, literalmente, o centro-direita

O

de

Óscar Cardozo a rasgar, literalmente, o centro-direita O de contrário, isolando o argentino Nico Gaitán para

contrário, isolando o argentino Nico Gaitán para o seu segundo golo em jornadas consecutivas. O segundo tempo começou com o terceiro golo, um portento de execução, pelo passe de calcanhar de Nélson Oliveira, e pela conclusão em drible ao guarda-redes Rego, do paraguaio Cardozo.

O jogo praticamente morreu aqui, baixando ainda mais o

andamento lento – voltando a ter um ligeiro momento de interesse no último minuto, quando Javier Balboa e Cássio fabricaram o golo que a defesa encarnada faz questão de sempre conceder aos visitantes do Estádio da Luz.

‘Estrelinha’ azul brilha na Madeira

FC Porto bate o Nacional e segura liderança do campeonato

*Insulares queixam-se de um penálti não assinalado por Carlos Xistra

queixam-se de um penálti não assinalado por Carlos Xistra O FC Porto esteve longe de deslumbrar

O FC Porto esteve longe de deslumbrar na Choupana,

onde conseguiu um triunfo (2-0) diante do Nacional, que o mantém isolado na liderança do campeonato. Golos de Janko e Alex Sandro garantiram a vantagem dos dragões, mas os madeirenses estiveram muito tempo por cima e ainda podem queixar-se,segundo o Correio da Manhã, do árbitro Carlos Xistra, por este não ter visto uma grande penalidade clara aos 11 minutos – após um canto, Álvaro Pereira travou o central Neto com um ‘puxão’ na camisola.

Apesar do desgaste físico e da pontaria desafinada de alguns atacantes, o Nacional mostrou--se muito sólido e combativo no ataque e fez tremer a máquina portista em várias ocasiões, sobretudo no segundo tempo.

O jogo ficou marcado pelos reflexos apuradíssimos de

Helton, a defender vários remates de Mateus e Rondón e a provar, uma vez mais, que é o abono da família azul-e-branca quando nem tudo corre bem no meio-campo e na defesa.

Sem as recuperações de Fernando, que falhou o jogo por lesão, e com Defour a não dar conta do recado, o FC Porto perdeu demasiados duelos no centro do terreno, falhando, por isso, nas transições para o ataque, que esteve muito distante da acutilância dos últimos desafios.

A titularidade de Cristián Rodríguez, no lugar de Hulk,

também não ajudou os dragões. Contrariando os seus ensaios nos treinos, Vítor Pereira apostou no uruguaio e deixou Iturbe durante todo o jogo no banco, apesar da desinspiração do ‘Cebola’, que foi sempre presa fácil para os defesas da casa.

Ainda assim, os portistas saíram da Madeira com os três pontos, graças à sorte de Marc Janko e à vontade de mostrar serviço de Alex Sandro, que entrou perto do fim.

Janko foi feliz porque só teve de encostar a bola para o fundo

da baliza, depois de um mau corte da defesa do Nacional. Já

o brasileiro Alex Sandro marcou numa recarga a um remate

de Kléber, que Vladan defendeu para a frente, já em tempo

de descontos. Poucos minutos antes, Maicon e Rolando tinham rematado de cabeça aos ferros da baliza do Nacional.

em tempo de descontos. Poucos minutos antes, Maicon e Rolando tinham rematado de cabeça aos ferros
19 Março 2012 Desporto . 13
19 Março 2012
Desporto . 13
Resultados Sexta-feira, 16 mar: Nacional – FC Porto, 0-2 Benfica – Beira-Mar, 3-1 (2-0) Sábado,
Resultados
Sexta-feira, 16 mar:
Nacional – FC Porto, 0-2
Benfica – Beira-Mar, 3-1 (2-0)
Sábado, 17 mar:
União de Leiria – Rio Ave, 1-0
Feirense – Sporting de Braga, 1-4
Domingo, 18 mar:
Académica – Paços de Ferreira, 0-1
Vitória de Setúbal – Marítimo, 1-1
Vitória de Guimarães – Olhanense, 2-2
Segunda-feira, 19 mar:
Gil Vicente – Sporting, 04:45 (TVI)
Programa da 24.ª jornada:
Sexta-feira, 23 mar:
Benfica – Olhanense, 04:45 (TVI)
Sábado, 24 mar:
Sporting - Feirense, 04:15 (Sport TV1)
Domingo, 25 mar:
Vitória de Setúbal – União de Leiria, 12:00
Beira-Mar – Nacional, 12:00.
Rio Ave - Vitória de Guimarães, 14:00 (Sport TV1)
Paços de Ferreira – FC Porto, 4:15 (Sport TV1)
Segunda-feira, 26 mar:
Marítimo - Gil Vicente, 12:00.
Sporting de Braga - Académica, 04:15 (Sport TV1)

Benfica defronta Chelsea

O Benfica irá medir forças com os ingleses do Chelsea em jogo dos

quartos de final da Liga dos Campeões.

A partida da primeira mão está marcada para 27 ou 28 de março,

no Estádio da Luz, e a segunda para 3 ou 4 de abril, em Londres.

Se o Benfica conseguir afastar o Chelsea, a equipa portuguesa irá defrontar o vencedor da partida entre o Milan e o Barcelona.

O Chelsea conta no plantel com dois ex-jogador do Benfica, David

Luiz e Ramires, e as «estrelas» Drogba, John Terry, Lampard, Torres, Mata, os portugueses Bosingwa, Hilário, Paulo Ferreira, Raul Meireles.

Sorteio

O

sorteio dos quartos de final da «Champions» ditou o embate entre

os

colossos Milan e Barcelona.

Ficou igualmente definido os jogos das meias-finais com o

vencedor das partidas Marselha – Bayern a defrontar o vencedor APOEL – Real Madrid.

A outra meia-final irá colocar frente a frente o vencedor do Benfica

– Chelsea e Milan-Barcelona.

Meias-finais

Benfica-Chelsea/Milan-Barcelona

Marselha-Bayer/APOEL-Real Madrid

Uma jornada “morna”

O Marítimo empatou ontem 1-1 em casa do ainda “aflito” Vitória

de Setúbal e poderá perder o quarto lugar da Liga portuguesa de

futebol, caso o Sporting vença em Barcelos na segunda-feira, na conclusão da 23.ª ronda. Os insulares até estiveram em vantagem no Bonfim - golo de

Heldon, aos 25 minutos -, mas Meyong empatou aos 59, permitindo que os sadinos abandonassem a zona de despromoção, mesmo não

se sabendo ainda se haverá equipas despromovidas.

Olhanense, que esteve a perder por 2-0 e, num minuto, garantiu um ponto fora de casa. Urreta (7) e Defendi (41) marcaram para os vimaranenses, a viverem um período eleitoral e com problemas salariais, e Dady (54) e Wilson Eduardo (55) responderam para os algarvios.

O Vitória de Guimarães manteve o sexto posto, agora com 33

pontos, enquanto o Olhanense é sétimo com 28. A Académica sofreu hoje uma derrota, por 1-0, e prolongou o jejum

Se o Sporting, em estado de graça pela eliminação do Manchester

de

vitórias para 10 jogos no campeonato e mais dois na Taça de

City na Liga Europa, vencer no reduto do Gil Vicente, o Marítimo perde o quarto lugar no campeonato.

Portugal, competição em que é finalista. O último triunfo da equipa de Pedro Emanuel, que cometeu a proeza

Os “leões” não visitam Barcelos em jogos do campeonato desde a

de

empatar 1-1 na visita ao FC Porto na última ronda da Liga, data

temporada de 2005/06, tendo saído do Minho com um empate 2-2.

de

12 de janeiro, na receção à Oliveirense, na Taça de Portugal. No

Também ontem, o Vitória de Guimarães empatou 2-2 com o

segundo jogo, a “Briosa” empatou 2-2 em Oliveira de Azeméis.

SC Braga vence (4-1) Feirense e volta a colar-se ao Benfica

O SC Braga somou o 12.º triunfo consecutivo ao bater o Feirense

por 4-1, no Marcolino de Castro, resultado que volta a colocar os minhotos em igualdade pontual com o Benfica e a reduzir para um

ponto a diferença para o líder FC Porto. Os fogaceiros caíram para

o último lugar da tabela.

Hélder Barbosa abriu o marcador cedo, anulando qualquer

expectativa do Feirense, que foi tímido na aposta no contra-ataque

e praticamente não incomodou as redes minhotas bem guardadas

por Quim, que respondeu à altura a remate de Ludovic, aos 26 minutos.

Picado com Cardozo, Lima – desperdiçou uma grande ocasião aos 15 minutos - procurava recuperar o estatuto de melhor marcador do campeonato e conseguiu igualar o paraguaio do Benfica (18 golos) no reatamento da partida, aproveitando da melhor forma um mau alívio de Stopira.

Lançados na frente, os minhotos confirmaram o domínio com mais um golo, desta feita por intermédio de Mossoró após cruzamento de Salino, que acabou por sair lesionado. Hugo Viana também teve direito a coroar a grande exibição com golo, num livre direto apontado de forma exemplar.

Aproveitando a descompressão do SC Braga, os fogaceiros

reduziram por Buval, insuficiente para evitar a derrota que deixa a equipa de Santa Maria da Feira como novo ‘lanterna vermelha’ do campeonato.

MetalistnocaminhodoSporting

O Sporting irá jogar frente ao Metalist em partida referente aos

quartos de final da Liga Europa.

A partida da primeira mão está marcada para 29 de março e o jogo

da

se apurarem, os leões defrontarão nas meias-finais o vencedor

do

«Temos ambição de ir longe na Liga Europa» – Beto

Se

segunda mão para 5 de abril.

duelo Shalke (Alemanha)- Athletic Bilbao (Espanha).

O responsável das relações exteriores do Sporting alertou que

é necessário respeitar o Metalist e ter em conta que será uma

eliminatória complicada.

«Vamos encarar o adversário com respeito. Temos a ambição de ir mais longe e pensar passo a passo. São dois jogos e vai ser muito difícil, temos a noção disso», afirmou Beto, após o sorteio dos quartos de final da Liga Europa.

Beto, após o sorteio dos quartos de final da Liga Europa. Chamam-lhe mas no fundo é
Chamam-lhe mas no fundo é um RESTAURANTE e Ponto de Encontro Cidália, Jaime e Alex
Chamam-lhe
mas no fundo
é
um RESTAURANTE
e
Ponto de Encontro
Cidália, Jaime e Alex Morgado
Sandes * Refeições ligeiras * Sopas caseiras deliciosas *
Bitoques (especialidade da casa). Muitas outras coisas que
fazem falta erm sua casa.
647 345 5551
COMER NO RESTAURANTE
OU LEVAR PARA CASA
Mudaram-se para
1680 St. Clair Ave.
e a comunidade agradeceu!
647 345 5551 COMER NO RESTAURANTE OU LEVAR PARA CASA Mudaram-se para 1680 St. Clair Ave.
14 . Desporto 19 Março 2012
14 . Desporto
19 Março 2012

Clubes ameaçam parar campeonato

António Casanova diz, em “A Bola”, que o presidente do Gil Vicente, António Fiúsa, revelou que os clubes estão

prontos para parar o campeonato se a Federação Portuguesa

de Futebol (FPF) chumbar o alargamento da Liga.

«Não quero acreditar que a direção do FPF vá tomar essa decisão. A direção de Fernando Gomes não pode apenas

servir os interesses de três ou quatro clubes e alguns lobbies, tem, sim, de servir o interesse da maioria. A direção de Fernando Gomes foi eleita para promover uma melhoria real no futebol português. Se ele tomar essa decisão, que vai contra a maioria, estará a fazer o que tem sido feito nos últimos anos, contrariando a ideia de rotura com o passado, como foi anunciado. A direção foi eleita pelos pequenos e médios clubes, pelas pequenas e médias associações. Ele sabe que os pequenos e médios clubes deram a cara por ele

e trabalharam para a sue eleição, ao contrário do que era o

desejo de três ou quatro clubes», defendeu António Fiúsa.

O

presidente do Gil Vicente apontou uma das razões por que

os

grandes clubes não querem o alargamento: «Em média

são realizados 35 jogos por época, que correspondem a 35 fins de semanas, mas ano tem 52 fins de semana. Façam as contas e vejam quanto é que os clubes gastam com jogadores quando estes têm quase três meses de férias. Os clubes grandes não querem o alargamento unicamente para terem a hipótese de realizar digressões pela Ásia, África e América. Ora, se existir o alargamento, realizam-se mais jogos no campeonato e reduz-se o tempo disponível para os grandes clubes realizarem essas viagens. É tudo uma questão de dinheiro».

António Fiúsa assegura que os clubes querem uma mudança

e estão prontos para parar o campeonato: «Os clubes

entre outras iniciativas, como a possibilidade de entrar 30 minutos atrasados nos jogos, admitem inclusivamente

parar o campeonato, isto se for preciso recorrer a algo mais radical para fazer valer o desejo da maioria. Ou isto é uma democracia ou não é. Se em democracia os ricos é que mandam então nas próximas eleições legislativas só vale a pena convidar o senhor Belmiro Azevedo, Américo Amorim

e a família Espírito Santo a votar».

Delegado da Liga ataca Vieira e Jesus

A Comissão Executiva da Liga suspendeu o delegado Manuel

Armindo, por violação dos deveres da actividade que exerce no futebol, devido a comentários no Facebook.

Em nota enviada para a agência Lusa, a Liga anunciou ainda que irá “comunicar os factos” ao Conselho de Disciplina da FPF. A suspensão e a comunicação para efeitos de averiguação disciplinar tiveram origem em publicações de Manuel Armindo

na sua página pessoal, que são, segundo a Liga, “declarações que

violam, de forma grosseira, os deveres dos delegados” aos jogos das competições profissionais.

O Benfica, Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira foram visados em vários posts de Manuel Armindo no Facebook. Contactada pelo Correio da Manhã, fonte oficial das águias não quis comentar o que o delegado escreveu, mas “manifestou a ideia de que a Liga deve investigar comportamentos semelhantes”.

o FC Porto era elogiado, com mensagens onde eram divulgadas

as

vitórias do clube em diferentes modalidades. Manuel Armindo,

que esteve como delegado no domingo, no Penafiel-Arouca (2-1), aconselhou ainda Jorge Nuno Pinto da Costa a “abrir a boca e a falar sem medo”.

“Segundo o porco do J. Jesus todos gostariam de ir no lugar do

Benfica!!! (

)

nem tem jeito de treinador, parece um chulo do

Bairro Alto”.

jeito de treinador, parece um chulo do Bairro Alto”. “O Vieira descascou no árbitro e viram

“O Vieira descascou no árbitro e viram o que resultou, logo mandaram um árbitro prejudicar o FCP. Agora vamos ficar

calados?”

“Marco Ferreira [árbitro do jogo com o Paços] fez o que o Benfica lhe pediu. A prenda seguirá amanhã para a Madeira”. “Péssima arbitragem. O pedido do Benfica era mostrar amarelos

a Hulk e James, assim ficariam receosos para o resto do jogo”. “O

que é preciso é o orelhas fazer barulho e logo os árbitros beneficiam

o Benfica. Entreguem-lhes as faixas

Futebolista Muamba foi ”ressuscitado”

Médio do Bolton sofreu ataque cardíaco

Fabrice Muamba teve de ser ressuscitado, sábado, depois de ter uma paragem cardíaca durante o desafio entre o Tottenham e o Bolton, para a 5ª eliminatória da Taça de Inglaterra.

e o Bolton, para a 5ª eliminatória da Taça de Inglaterra. Já no fecho desta edição,

Já no fecho desta edição, Muamba encontrava-se internado num

hospital de Londres em “estado crítico”, segundo um comunicado

conjunto emitido pelo Bolton e pelo Hospital Chest, em Londres, onde se encontra na unidade de Cuidados Intensivos.

O médio, de 23 anos, nascido no Congo mas com nacionalidade

inglesa, caiu inanimado aos 41’, e as equipas médicas tiveram de

lhe fazer respiração boca e boca e massagens cardiorrespiratórias para o tentar reanimar. Segundo relatos na imprensa inglesa, o atleta esteve algum tempo sem respirar. Foi depois transportado para o hospital de Londres.

O Bolton confirmou que o futebolista teve um ataque cardíaco e

que a caminho do hospital foi recebendo massagens cardíacas, isto depois de no estádio White Hart Lane ter havido recurso a desfibrilhador, durante seis minutos.

O NOVO NOME DE COMPETÊNCIA E HONESTIDADE É PAULO Paulo Antunes Sutton Group 109 Elgin
O NOVO NOME DE COMPETÊNCIA
E HONESTIDADE É PAULO
Paulo
Antunes
Sutton Group
109 Elgin St- $149,900
Innovative
Realty Inc.
673 King St. E $ 289,900
Negócio e dois apartamentos
completamente renovados, ideal
para ter o seu próprio negócio.
Seja proprietário
24 Ward av. $379,900
Perto da universidade de
McMaster. 5 quartos, todos
arrendados a estudantes univer-
sitários. Bem renovada
1423 Upper Ottawa St.
Charme e beleza, tetos bem
altos, 3 quartos de dormir, 2
quartos de banho. Perto do cen-
tro da cidade. Um prazer ver.
HAMILTON
ON L8W 3J6
escritório
905 575 7070
Fax: 905 575 8878
Telefone Directo:
10 St. Matthews $ 165,000
337 James St N.- $99,900.
289 440-1319
Lar em excelente estado. bem no
meio da zona Portuguesa. Sala
de jantar e sala de estar enormes.
Estacionamento para 2 carros.
Um mimo
Seja proprierário de um dos
cafés mais ocupados da comu-
nidade portuguesa. Licensas de
liquor e de alimento em bom es-
tado. Clientela estabelecida.
Paz e segurança
3 Janet Crt- $ 289,900
Ideal para duas famílias. 4 quartos
de dormir, 2 casas de banho.
Impecável de cima a baixo.
Veja para crer.
61 Barton St E $99,900
Bar com respectivas licensas. Esta-
cionamento para 6 carros. Dono está
pronto a ajudar com o financiamento.
19 Março 2012 Portugal . 15
19 Março 2012
Portugal . 15

Palestra em Coimbra

Otelo volta a defender actuação das Forças Armadas

Otelo volta a defender actuação das Forças Armadas O coronel Otelo Saraiva de Carvalho afirmou esta

O coronel Otelo Saraiva de Carvalho afirmou esta quarta- feira à noite, em Coimbra, que só as Forças Armadas, em nome do povo, poderão resolver o problema da perda de soberania de Portugal.

Para o “Capitão de Abril”, tal como o que se passava com o governo socialista liderado por José Sócrates, com o atual executivo “há esta submissão grande em relação à grande potência atual da Europa que é a Alemanha”, com “uma perda de alta soberania” de Portugal.

Ao proferir uma palestra no Instituto de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) sobre “As Forças Armadas na Defesa da República e da Democracia Portuguesa”, Otelo disse que àqueles que reclamam um

novo 25 de Abril responde “sem dúvida que era necessário”. “Esta perda de soberania é tão marcante que, foi por isso que eu disse, estão a ser atingidos limites. Quando

esses limites forem ultrapassados

constitucional das Forças Armadas ao povo, com as Forças Armadas ao lado do povo, em defesa do povo português, aí de facto as Forças Armadas terão que atuar”, sustentou. Para Otelo Saraiva de Carvalho essa atuação das Forças Armadas passaria por “uma operação militar que derrube o Governo que está” em funções.

E aqui, nesta ligação

Comentário Semanal de Economia e Mercados – Semana de 12 a 16 de março

Economia portuguesa

*O atual cenário recessivo tem deixado naturalmente “mossa” no mercado laboral, mas não permitindo um aliviar pressões inflacionistas

Em Portugal, os indicadores de atividade conhecidos,

relativos aos setores da construção e do turismo, bem como sobre o comércio internacional, continuaram a corroborar

o contexto recessivo em que a economia portuguesa se

encontra. Neste particular, uma referência aos dados um pouco mais animadores do turismo, designadamente por se ter consciência da importância que este setor poderá vir a ter para um país que começa, designadamente, a ser cada vez mais uma das principais escolhas dos “reformados europeus”, que não vêm procurar, mas sim dar emprego aos portugueses. Assim, apesar dos dados de janeiro sobre as dormidas nos estabelecimentos hoteleiros terem continuado a confirmar o esmorecimento do ritmo da atividade turística que se vinha a observar, após um início do ano de 2011 pautado pela consolidação da recuperação do setor, estes trouxeram também resultados animadores relativamente à evolução do turismo por parte dos não- residentes, que regressaram aos crescimentos mensais, podendo voltar a representar uma importante bolsa de crescimento numa economia em contração, depois de no final de 2011 este segmento ter-se visto penalizado pelo abrandamento e, em alguns casos mesmo, pela contração da atividade em grande parte dos principais mercados emissores.

Um contexto recessivo que se prevê manter durante os próximos trimestres e que tem vindo naturalmente a “criar mossa” um pouco por todo o lado, nomeadamente no mercado laboral. Efetivamente, os dados recentemente conhecidos sobre a evolução do emprego no país, na ótica

da contabilidade nacional, e dos custos no emprego, ambos referentes ao 4ºT2011, continuaram a deixar bem patente

a atual situação degradada e precária do mercado laboral

português. Por um lado, observou-se uma intensa descida

trimestral do emprego de 2.7%, que assume contornos

naturalmente mais graves por se tratar já da 7ª queda dos últimos 8 trimestres, com o emprego a encontrar-se em níveis mínimos desde o 3ºT1997 e continuando a refletir

as fortes dificuldades que a economia atravessa.

Por seu lado, os custos do trabalho registaram uma forte contração homóloga de 1.7% no 4ºT2011, a 2ª dos últimos 3 trimestres, tendo bem mais do que anulado o acréscimo do trimestre anterior e refletido decréscimos tanto da componente salarial, como da não-salarial.

Parceria ABC/Montepio

Este regresso dos custos do trabalho às quedas refletiu

a entrada em contração em todos os principais setores

de atividade, sendo de realçar os comportamentos mais desfavoráveis observados na construção e nos serviços, ambos após terem visto os custos crescer no 3ºT2011.

Já ao nível da indústria assistiu-se somente a um ligeiro agravamento do ritmo de queda homóloga dos custos do trabalho. Refira-se ademais que Portugal evidencia, a par da Irlanda, o maior decréscimo homólogo dos custos do trabalho entre os países da União Europeia. Mas esta redução dos custos do trabalho tem uma virtualidade, que

é a de provocar uma convergência da relação dos custos/

produtividade do trabalhador português para os padrões médios europeus, o que por sua vez tenderá a aumentar a competitividade das empresas nacionais.

Já as pressões inflacionistas deverão tardar a acusar esta queda dos custos do trabalho, bem como a atual quebra de atividade económica e os baixos níveis de utilização da capacidade produtiva, já que as suas causas são outras. De resto, em fevereiro a inflação, medida pela variação

homóloga do IPC, acelerou pela 1ª vez nos últimos 4 meses, de 3.5% para 3.6%, representando uma nova interrupção da tendência descendente iniciada em maio, e que já havia sido temporariamente interrompida nos meses de setembro

e outubro, na altura colocando a inflação em máximos

desde julho de 2010. Em termos prospetivos, continuamos

a considerar que as atuais pressões inflacionistas assumem

um carácter largamente temporário, mas que deverão permanecer elevadas no corrente ano, condicionadas pelas medidas de política orçamental, devendo então posteriormente regressar para níveis bem mais modestos em 2013, refletindo a evolução das principais determinantes dos preços no consumidor, num contexto de crescimentos moderados dos custos salariais, que permanecerão condicionados pelos elevados níveis de desemprego.

Com efeito, para além da subida dos preços das matérias- primas nos mercados internacionais, a outra principal razão para esta “resiliência” da inflação é o “tratamento

de choque” a que o país se teve que sujeitar para corrigir, definitivamente, a sua situação orçamental e externa. “Tratamento de choque” que, está na causa da recessão com que Portugal se está a confrontar, pese embora continuemos a considerar tratar-se, de um modo geral, de “um mal necessário”, do qual sairá uma economia mais robusta e preparada para enfrentar as turbulências económicas a que

o mundo está sujeito e que, infelizmente (e contra a utopia de alguns), ninguém conseguirá eliminar.

José Miguel Moreira (JoseMoreira@Montepio.pt)

“Mesmo apesar de eu saber que o Governo foi eleito. Mas foi eleito em que condições? E atualmente há satisfação dos portugueses em relação ao poder que foi eleito? E se houver outras eleições haverá satisfação? Não!”, responde aquele que foi um dos protagonistas da revolução democrática do 25 de Abril, em 1974.

Governo português sofre primeira demissão

Abril, em 1974. Governo português sofre primeira demissão O secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes,

O secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, demitiu-

se, e foi substituído por Artur Trindade, proveniente da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

O Governo português acaba de sofrer a primeira baixa, com o

secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, a demitir- se, alegadamente, por motivos pessoais. Para o seu lugar vai agora Artur Trindade, que desempenhava funções na Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

A demissão, avançada pela edição online do “Diário Económico”, foi confirmada pelo secretário de Estado Adjunto do primeiro- ministro, Carlos Moedas, durante um programa da RTP1. Henrique Gomes tutelava a área da energia dentro do Ministério

da Economia desde que o Governo de Pedro Passos Coelho tomou

posse, em meados do ano passado. Mas no final de 2011 chegou

a especular-se sobre uma possível demissão do secretário de

Estado da Energia, devido a divergências com outros elementos

do Governo.

O secretário de Estado da Energia, ao contrário de anteriores

titulares da pasta, manifestou publicamente a sua insatisfação com

os custos do sistema eléctrico português e com as receitas obtidas pelos produtores de electricidade. Artur Trindade, o seu sucessor, tomou posse na terça-feira às 15h30, no Palácio de Belém, com a presença do Presidente da República, Cavaco Silva.

Protecção Civil apresentou dispositivo para 2012

Guerra aos fogos de Verão

Os incêndios florestais vão ser combatidos na fase mais crítica deste Verão por 9327 bombeiros (9210 em 2011) apoiados por um total de 1987 viaturas (1945 no ano passado) e 44 meios aéreos (mais três que em 2011).

O número de meios e de pessoal – ligeiramente superiores ao do

ano passado – foi considerado por Vítor Vaz Pinto, comandante nacional da Protecção Civil (ANPC), como o “mais adequado”. O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF 2012) foi ontem apresentado, em Carnaxide, Oeiras.

A estimativa de gastos directos por parte da Protecção Civil será na

ordem dos 70,2 milhões de euros, com a grande fatia da verba (45 milhões de euros) destinada aos meios aéreos.

para os combustíveis estão reservados 1,7 milhões de euros e para

as despesas extraordinárias mais 6,5 milhões de euros. Ainda assim, o número de meios apresentado poderá ainda sofrer alterações.

“Mesmo com a actual situação do País, conseguimos um pequeno reforço do dispositivo, que não exclui outro tipo de medidas, que poderão ser ponderadas através da análise operacional feita pela Autoridade Nacional “, disse o secretário de Estado da Protecção Civil, Filipe Lobo d’Ávila. O responsável governamental admite mesmo que possam ser tomadas “medidas excepcionais”.

Filipe Lobo d’Ávila afirmou ainda que as verbas disponíveis pouco variam relativamente ao ano passado, realçando mesmo

o esforço já feito pelo Governo, devido ao número atípico de

incêndios registados no início deste ano, e anunciado pelo ministro da Administração Interna, Miguel Macedo. “A propósito desta sobrecarga de incêndios nos dois primeiros meses do ano, o Governo já determinou a antecipação de cerca de 400 mil euros em verbas destinadas a 100 corpos de bombeiros, situados em concelhos sujeitos a grande pressão, nomeadamente no que diz respeito ao número de ocorrências”, disse o governante.

os gastos com o pessoal serão na ordem dos 17 milhões, enquanto

16 . Ainda a tempo 19 Março 2012
16 . Ainda a tempo
19 Março 2012

Tumultos em London durante as celebrações de St. Patrick

Quando chega o St. Patrick´s Day… todas as cidades do Canadá vestem as suas melhores galas, em termos de entusiasmo. Entre nós, ontem, foi assim em Halifax, Calgary, Vancouver, Kitchener, Ottawa e Winnipeg, para

além, naturalmente, de Toronto. Tudo em harmonia e paz, menos, desta feita, em London. Em London – na normalmente pacata cidade de London

- os tumultos surgiram, durante as celebrações ontem de

manhã. Cerca de 50 agentes da Polícia foram chamados para impôr a ordem, que chegou a estar ameaçada. Mesmo assim, os agentes da autoridade foram recebidos com garrafas de cerveja e, ao que parece, houve automóveis quer foram vandalizadfos,. De acordo com as autoridades – designadamente o chefe da

Policia de London, Brad Duncan – foi o mais sério caso de

desobediência registado na cidade desde sempre. A violência irrompeu perto de do Fanshawe College, t endo envolvido cerca de um milhar de pessoas, que se acredita sejam estudantes. Videos de celulares começaram, desde logo, a circular no YouTube. Os tumultos teriam custado à cidade de London, segundo

a 680 News, qualquer coisa como 100 mil dólares. Muitas

detenmções foram feitas e, ao fim da manhã de ontem, dizia-

se

que muitos mais iam ainda ser feitas.

O

chefe Duncan disse que as acusações contra os detidos

vão desde assembleia sem ordem, agressões à polícia e resistência à prisão. O chefe da Polícia disse ter recebido

Clayton Ruby vs Rob Ford

da Polícia disse ter recebido Clayton Ruby vs Rob Ford vídeos que mostram actos de vandalismo

vídeos que mostram actos de vandalismo e outros actos de violência que deixou algumas pessoas feridas. Os bombeiros foram os primeiros a chegar, para apagar o que era um incêndio na Fleming Drive, a leste do colégio. Duncan acentuou, entretanto, que 17 carros da polícia foram vandalizados, alguns dos quais com os manifestantes a empunharem paus e pedaços de madeira.

os manifestantes a empunharem paus e pedaços de madeira. O conhecido advogado de Toronto, Clayton Ruby,

O conhecido advogado de Toronto, Clayton Ruby, fez uma

“aplicação” em Tribunal, acentuando que o presidente

da Câmara Municipal de Toronto, Rob Ford, deveria ser

condenado.

As alegações dizem que o Mayor Rob Ford violou a Lei de

Conflito de Interesse do Ontario, ao tomar parte num debate no Conselho Citadino, que envolvia dos seus interesses financeiros privados.

Dois milhões querem indemnizações da indústria tabaqueira

Cerca de dois milhões de fumadores e ex-fumadores do Quebeque reclamam à indústria tabaqueira cerca de 27 milhões de dólares canadianos (20,5 milhões de euros) por

prejuízos, em processo coletivo iniciado na segunda-feira.

A audiência começou com a acusação feita por uma das

advogadas que, em nome de cerca de dois milhões de

fumadores, denunciou a “duplicidade” dos fabricantes de cigarros, noticia a AFP.

A advogada Bruce Johnston apresentou ao Supremo Tribunal

do Quebeque a causa dos seus clientes, sob a forma de várias questões, reprovando aos três principais fabricantes de tabaco terem colocado no mercado, de forma consciente, “produtos nocivos” e de terem escondido ou “banalizado” os riscos aos consumidores. Este processo, o primeiro com esta amplitude no Canadá, que já dura há 13 anos, opõe os três principais fabricantes de tabaco canadianos - Imperial Tobacco Canada, filial de BAT, JTI-Macdonald e Rothmans Benson & Hedges, RBH - a advogados que apresentam dois recursos coletivos diferentes.

advogados que apresentam dois recursos coletivos diferentes. O primeiro junta 90 mil fumadores e ex-fumadores vítimas

O

primeiro junta 90 mil fumadores e ex-fumadores vítimas

de

cancro do pulmão, da garganta e da laringe ou efizema,

que reclamam, cada um, 105 mil dólares. O segundo reúne 1,8 milhões de fumadores, que reclamam 10 mil dólares por pessoa.

NDP apresenta projecto-lei para proteger idosos

A deputada federal do NDP, Laurin Liu (Rivière-des-miles-

Îles), apresentou um projeto de lei para fazer a inscrição automática de um suplemento de rendimento garantido (GIS) automático para as pessoas de 65 anos e mais. A deputada em causa teve de imediato o apoio de Irene Mathyssen e Lysane Blanchette-Lamothe, respectivamente porta-voz

e porta-voz adjunta do NDP para o sector dos idosos, bem como do Director geral do FADOQ, Danis Prud’homme.

A GIS fornece um benefício adicional para idosos de baixos

rendimentos. Atualmente, os beneficiários devem aplicar para receber estes benefícios. Face aos muitos obstáculos administrativos, julga-se que aproximadamente 135 000 idosos elegíveis para o GIS não recebam os benefícios a que

têm direito.

“Este projeto foi concebido para corrigir uma grave injustiça contra os idosos mais vulneráveis,”disse a deputada Liu. “O Governo Federal está injustamente a privar vários anciãos das receitas que são devidas face ao GIS”, acrescentou.

Irene Mathyssen, por sua vez, criticou os conservadores para não fazer o suficiente para proteger os idosos mais pobres. “O governo economiza dinheiro nas costas dos idosos mais pobres e recusa-se a abordar esta fraqueza do nosso sistema

de segurança de velhice, denunciada. É inaceitável”.

“Pedimos aos conservadores para apoiar nosso projeto e moderar os requisitos administrativos para fornecer o melhor serviço possível aos nossos idosos,” concluiu Blanchette- Lamothe.

Andar de carro vai ser mais caro

*O Ontário aumenta as taxas de licença de veículo

O

Governo McGuinty está comprometido em eliminar

o

défice e criar mais empregos. Assim, para já, e pela

primeira vez em 15 anos, o Ontário está a aumentar as

taxas de licença de veículo para garantir que as estradas e pontes provinciais permanecem seguras e em bom estado

de conservação para as gerações futuras.

Enquanto os custos de manutenção de estradas, pontes

e rodovias têm aumentado ao longo do tempo, as taxas

têm permanecido inalteráveis. Assim, de acordo com

as recomendações da Comissão Drummond, o governo

está a avançar com um modesto e gradual aumento para autorização de taxas para os operadores de camião e autocarros, autorizações para veículos e reboques; novos certificados para motoristas e renovações; e veículos agrícolas e para recolha de neve.

A receita gerada pelas taxas ajudará a apoiar a manutenção

de estradas provinciais, rodovias e pontes. Mesmo com os

aumentos, as taxas de licença de veículo de passageiros continuarão a ser inferiores a muitas outras províncias do Canadá.

Para Bob Chiarelli, ministro dos Transportes, “o nosso governo está a fazer escolhas pensadas para eliminar o défice e manter a economia, enquanto se certificar de que as nossas estradas e pontes permanecem em bom estado de conservação. Ao aumentar algumas taxas, pela primeira vez em quase 15 anos, estamos a fazer a escolha para manter seguras as famílias quando estão na estrada.

Números a ter em conta

Sabe-se que há cerca de 11 milhões de veículos registaados

no Ontário, que possui, entretanto, 16.500 km de estradas e 2.720 pontes.

A última vez que se aumentou a taxa de validação de

veículo, no Ontário, foi em 1997, o que faz com que muitas taxas estejam a ser aumentadas pela primeira vez, em 15 anos.

As novas cartas de condução ou a renovação sobem para

$80. Agora são $75, a começar no próximo ano. Os exams

de condução custam, entretanto, entre $5 e $10 a mais.

Mudar a licença custa $15, mais $5, a começar já este ano.

A validação da licença do veículo, no norte do Ontario,

aumentará $4 para $41, enquanto no sul do Ontario, o aumento será de $8 para os $82.

19 Março 2012 Ainda a tempo . 17
19 Março 2012
Ainda a tempo . 17

500 manifestantes contra despedimento de professores de português na Suiça

A contestação do despedimento de 20 professores de

português na Suíça originou hoje na capital do país a maior manifestação da comunidade portuguesa por questões relacionadas com a língua, disse um elemento do Conselho

Berta Cabral defende:

Português das Comunidades (CCP).

Manuel Beja, contactado por telefone, disse à agência Lusa que, após a concentração, uma delegação de cinco pessoas

foi recebida pelo encarregado de negócios da embaixada

“Apoios e condições para um ensino de proximidade”

A candidata do PSD/Açores

a presidente do governo

regional defendeu a criação

“de condições para um ensino

de proximidade” na região, sustentando que “as famílias

devem ter a sua vida facilitada, pelo que não podemos esperar

um aumento da natalidade e

os pais e mães a trabalhar sem lhes proporcionar as condições mínimas para criarem os seus filhos em segurança e com conforto. Esse é um pressuposto que o PSD defende e que está expresso na moção estratégica já apresentada”, adiantou.

“Para que esses açorianos possam contribuir para um melhor rendimento e uma melhor qualidade de vida, também do ponto de vista económico e social, é necessário criar essas condições, e é isso que o PSD defende para o ensino, sobretudo para o ensino básico, numa perspetiva de facilitar a vida aos pais que

básico, numa perspetiva de facilitar a vida aos pais que desempenham também as suas funções profissionais”,

desempenham também as suas funções profissionais”, afirmou Berta Cabral, em declarações aos jornalistas, após uma visita ao Colégio de São Gonçalo, em Angra do Heroísmo.

A líder social-democrata realçou “a preocupação que nos foi referida pelas irmãs pelo eventual encerramento da escola do Alto das Covas,

uma vez que isso irá retirar muitas crianças ao ATL deste colégio”, frisando que, “se esta instituição já demonstrou capacidades e vontade para avançar na construção de uma creche, mantendo as funções de ATL e de colégio, só temos de incentivar isso, pelo que deixo um compromisso selado que de tudo faremos para apoiá-la nesse sentido”, garantiu.

Berta Cabral destacou que “não estamos em altura de fazer mega-escolas e de continuar a fazer investimentos avultados. Estamos em altura de cuidar das pessoas, dando-lhes serviços de qualidade e que vão ao encontro das suas necessidades, sendo que a proximidade é um princípio em que deve assentar toda essa cadeia”, afirmou.

Para a candidata do PSD/ Açores a presidente do governo regional, “a aposta deve ser em serviços que promovam uma boa articulação no sentido das crianças, e também os idosos, serem acolhidos no seio das suas famílias. Cabe-nos, como futuro governo, criar as melhores condições possíveis às instituições que existem e, no caso concreto do colégio de São Gonçalo, temos de realçar o bom serviço prestado e garantir o apoio para que continuem a fazê-lo”, concluiu

portuguesa em Berna, João de Deus, a quem foram tentar sensibilizar para a necessidade de recuar na decisão de despedir os professores.

A ação de rua, que decorreu junto ao parlamento federal, em

Berna, foi convocada pelo Movimento em Defesa do Ensino

do Português e pelo sindicato suíço UNIA.

“As indemnizações pagas pelo despedimento e o subsídio de desemprego que vão receber sai mais caro do que continuarem a pagar-lhes os vencimentos”, argumentou o representante do CCP.

A decisão do Governo de Lisboa deixou sem ensino de

língua portuguesa cerca de 1.200 estudantes que frequentam

o 10.º, 11.º e 12.º ano, acrescentou o responsável.

Manuel Beja disse que o protesto de hoje serviu para

demonstrar que os emigrantes portugueses na Suíça estão “muito empenhados” na defesa do ensino da sua língua materna.

O despedimento dos docentes foi uma “decisão ligeira e

irresponsável” do Ministério dos Negócios Estrangeiros e, “sobretudo”, do Instituto Camões, responsável pelo ensino

e divulgação do português no estrangeiro, acusou Manuel Beja.

A decisão criou o “caos” que se está a viver entre os

emigrantes portugueses na Suíça, constituída por 220 mil pessoas, segundo estatísticas oficiais do país, acrescentou. Da comunidade fazem parte 27.600 crianças e jovens com idades entre os sete e os 15 anos, 15 mil das quais

frequentam cursos de língua e cultura portuguesa, disciplina que nalgumas regiões (cantões) faz parte dos currículos oficiais, salientou. Manuel Beja congratulou-se com o facto de a questão estar

a ser acompanhada pelo Parlamento português, onde deverá

mesmo vir a ser discutida em plenário. Além das duas dezenas de professores que lecionavam na Suíça, o Instituto Camões rescindiu, em dezembro passado, os contratos com outros 29 docentes que ensinavam português em França (20) e Espanha (9).

Férias acabam em tragédia

*Mais de duas dezenas de crianças belgas morreram em acidente de autocarro na Suíça

belgas morreram em acidente de autocarro na Suíça Um autocarro que transportava crianças belgas, depois de

Um autocarro que transportava crianças belgas, depois de

umas férias na neve, sofreu um acidente num túnel da Suíça, causando a morte a 28 pessoas, incluindo 22 menores.

As crianças que têm cerca de 12 anos, provenientes de duas

escolas, regressavam à Bélgica na terça-feira à noite após

as férias na neve em Anniviers quando ocorreu o acidente.

Desconhece-se porque é que o motorista se desviou da trajetória, levando o autocarro a embater de frente contra um muro de betão situado na extremidade de uma zona de

um muro de betão situado na extremidade de uma zona de O embaixador da Bélgica, Jan

O embaixador da Bélgica, Jan Luykx, deslocou-se

imediatamente ao local do acidente. “Este drama vai perturbar toda a Bélgica”, afirmou. “É um dia trágico para toda a Bélgica”, disse o primeiro-ministro belga, Elio Di Rupo, que se deslocou também à Suiça. Este foi o mais grave acidente rodoviário na Suíça. Durão Barroso apresenta condolências Numa mensagem de condolências enviada ao primeiro- ministro da Bélgica, José Manuel Durão Barroso diz que o

socorro.

desastre de autocarro que transportava crianças belgas, num

A

frente do autocarro ficou totalmente destruída, bloqueando

túnel da Suíça, “é um trágico acontecimento, que toma uma

o

acesso a muitas das vítimas. Mais de cem socorristas, 60

dimensão ainda mais dramática pelo facto de a maior parte

bombeiros e 15 médicos, auxiliados por 12 ambulâncias e oito helicópteros foram usados no resgate dos feridos. Três

psicólogos foram também destacados para acompanhar as famílias, que vão ser transportadas em aviões do exército belga.

das

vítimas serem crianças”.

Em

meu nome pessoal, e no da Comissão Europeia, permita-

me

exprimir as minhas sinceras condolências e a minha

profunda simpatia às famílias atingidas por este terrível

acidente”, escreveu ainda Durão Barroso.

Um autocarro que transportava crianças belgas, depois de

umas férias na neve, sofreu um acidente, na terça-feira, num túnel da Suíça, que causou a morte a 28 pessoas, incluindo 22 menores, e ferimentos a outros 24 estudantes, que foram hospitalizados.

O autocarro, que transportava 52 pessoas, sofreu o acidente

cerca das 21:00 locais num túnel em Sierra, no cantão do Valais, junto às estâncias de neve populares dos Alpes Suíços. As causas são ainda desconhecidas.

Dra. Ema Secca ADVOGADA em Portugal Pode resolver-lhe todos os assuntos em qualquer área jurídica
Dra. Ema Secca
ADVOGADA
em Portugal
Pode resolver-lhe
todos os assuntos
em qualquer área jurídica
CONTACTE E TERÁ BONS
RESULTADOS
Tel: 214418910 (Lisboa)
Cel: 918825577
e-mail: emaseca@netcabo.pt
18 . Ler e contar 19 Março 2012
18 . Ler e contar
19 Março 2012

A Zâmbia dá exemplo:

Michael Sata nomeia um branco para vice-Presidente

exemplo: Michael Sata nomeia um branco para vice-Presidente Guy Scott, filho de imigrantes britânicos no que

Guy Scott, filho de imigrantes britânicos no que era chamado de Rodésia do Norte (Zâmbia) acredita que a sua nomeação, semana passada, para o cargo de vice-presidente do país, poderá abrir caminho a que outros países africanos sigam o exemplo e que se reconciliem com a sua história colonial e ultrapassem o preconceito racial. Acredita-se que Scott seja o primeiro homem de raça branca a ocupar tão alto cargo num governo africano, desde o fim do apartheid na África do Sul, em 1994.

Scott ganhou por esmagadora maioria no seu círculo eleitoral, mês passado, e daí ser nomeado vice-presidente pelo Presidente Michael Sata.

Na sua primeira entrevista internacional, Scott disse que “sempre suspeitei que a Zâmbia está a passar de uma condição pós-colonial para de cosmopolita. A mentalidade

das pessoas estão a mudar. Já não cruzam os braços a pensar

o que é que estava mal no colonialismo”.

A uma pergunta sobre se ele consegue imaginar um vice- presidente branco no Zimbabwe, Scott disse que “nós estamos independentes desde 1964 e talvez estejamos bem mais adiantados no jogo de ‘perdoar e esquecer’.

Não penso que o racismo tenha mais tempo de duração no Zimbabwe. Talvez esta seja uma lição que vai ser imitada por outros países em África.”

Corridas de touros?

por outros países em África.” Corridas de touros? Não sabemos. Mandaram-nos a foto, por esta maravilha

Não sabemos. Mandaram-nos a foto, por esta maravilha que

é a Internet. Pelos vistos, seria a foto da última corrida de um toureiro muito conhecido e famoso. Chama-se Alvaro Munera e estava a tourear… quando isto aconteceu.

“De repente, eu olho o touro. Tem nos olhos a inocência que todos os animais têm. Mas parecia olhar-me a fazer a sua

que entrou bem

petição. Era como que um grito por justiça

dentro de mim. Descrevo o momento até como uma prece,

uma oração”.

A foto – dizem-nos – mostra a decisão do toureiro Alvaro Munera. Viu, no meio da sua última lide… a injustiça que se praticava contra o animal. A partir desse dia, tornou-se um oponente das corridas de touros.

Feist regressa a Portugal e actua hoje no Porto

Desde que se juntou aos Broken Social Scene, e até se dedicar quase exclusivamente a um percurso em nome

próprio, que Leslie Feist se tem vindo a afirmar aos poucos como um nome cada vez mais reconhecido, extravasando as fronteiras do circulo da música independente. Agora voltou

a Portugal para dois concertos nos coliseus de Lisboa e do Porto. O primeiro, domingo à noite, esgotou.

Este regresso a palcos portugueses servirá para a cantora apresentar o quarto disco em nome próprio, Metals, lançado no final do ano passado e que assinalou o seu regresso aos

discos depois de quatro anos afastada das edições. Na altura o álbum de Feist entrou directamente para o top 10 de vendas dos Estados Unidos, demonstrando como a sua música já

não se cingia a um público melómano minoritário.

Apesar dos quatro anos que separaram Metals do seu antecessor, The Reminder (2007), a cantora não se manteve

totalmente afastada do olhar público. Basta recordar que um

dos maiores fenómenos musicais do ano passado, o britânico

James Blake, ganhou mediatismo com uma versão de Limit To Your Love, um original da canadiana. Foi também neste período que uma das suas canções mais célebres, 1234, serviu de banda sonora a uma campanha publicitária, o que certamente ajudou a que Feist seja hoje um nome com reconhecimento global.

a que Feist seja hoje um nome com reconhecimento global. A cantora teve ainda duas experiências

A cantora teve ainda duas experiências cinematográficas,

participando na curta-metragem The Water (realizada por Kevin Drew, líder dos Broken Social Scene) e na longa- metragem Ivory Tower (concebido pelo também músico Gonzales e realizado por Adam Traynor).

Apesar de ter chegado à ribalta nos últimos anos, o disco que vai apresentar nestes dois concertos em Portugal

caracteriza-se por algumas das canções mais introspectivas da sua carreira. Este desenvolvimento não é de estranhar,

já que a própria Feist admitiu ao New York Times que,

depois do sucesso de The Reminder e dos muitos concertos promocionais que se lhe seguiram (incluíndo duas atuações em Portugal em 2008), se encontravam “emocionalmente surda”.

Quadros da UNITA vão abandonar o partido

*Cinquenta quadros séniores já anunciaram adesão ao novo partido de Abel Chivukuvuku

já anunciaram adesão ao novo partido de Abel Chivukuvuku Dezenas de quadros séniores da UNITA anunciaram,

Dezenas de quadros séniores da UNITA anunciaram, quinta- feira, em Luanda a sua adesão ao novo partido político de Abel Chivukuvuku. Esta figura proeminente da UNITA anunciou na quarta- feira que tinha decidido abandonar o partido e formar a Convergência Ampla de Salvação Nacional, CASA. Há tambem noticias que através do país outros membros da UNITA manfiestaram a intenção de juntar-se ao projecto de Chivukuvuku

A significativa presença de jovens, entidades eclesiásticas

e representantes de Organizações Não Governamentais

na conferência de imprensa exprime de alguma forma o interesse e a expectativa com que este acto vinha sendo aguardado no decurso do tempo. O político terá jogado com indicadores da sua popularidade

de que havia referência nos últimos anos e, ainda que de

forma aleatória, arriscar a jogada que anunciou. Quer fazer vincar a ideia segundo a qual a época das ideologias

é passada, e fazer sentir aos seus detractores que o combate político nas cidades exige uma maneira diferente de estar.

Com um processo de inscrição junto do Tribunal

Constitucional por completar, Chivukuvuku tem no tempo

o maior adversário.

Direcção da UNITA minimiza

A direcção da UNITA minimiza os acontecimentos. Joaquim

Ernesto Mulato disse que a decisão “não afecta o partido”. No Namibe o dirigente provincial do partido também minimizou a decisão afirmando qu eno passado a UNITA teve tambem casos semelhantes sem que isso tivesse afectado a continuação do partido.

Recorde-se queAbel Chivukuvuku já chefiou a representação

do “galo negro” em Washington, onde viveu algum tempo.

Para já, o político lamentou a sua retirada da UNITA mas declarou que a sua decisão resulta da necessidade de trilhar um novo caminho.

O antigo dirigente da UNITA, Abel Chivukuvuku oficializou

a sua saída do maior partido da oposição angolana juntando mais de duas centenas de apoiantes num acto que marcou a sua apresentação como candidato presidencial.

Chama-se Convergência Ampla de Salvação Nacional (CASA), a nova organização política encabeçada por Chivukuvuku.O congresso constitutivo desta organização política acontece nos dias 3 e 4 de Abril próximo.

O político lamentou a sua retirada da UNITA mas declarou

que a sua decisão resulta da necessidade de trilhar um novo caminho por não lhe restarem outras alternativas.

O novo candidato presidencial às eleições previstas para este

ano, afirmou-se disposto a dirigir uma terceira força política angolana.

disposto a dirigir uma terceira força política angolana. Homenagem a dirigentes angolanos Na ocasião, Abel

Homenagem a dirigentes angolanos

Na ocasião, Abel Chivukuvuku rendeu homenagem a Holden Roberto, Agostinho Neto e a Jonas Savimbi e ao longo da sua extensa declaração política lembrou as mais célebres citações destas figuras e ainda as de Mahatma Gandhi, Martin Luther King Jr. e Abraham Lincoln.

Na única referência ao Presidente José Eduardo dos Santos,

Abel Chivukuvuku defendeu que “não haverá uma vida melhor com a presidência que temos”, salientando que, “depois de 32 anos de exercício do poder presidencial nunca eleito, chegou a hora de demonstrar nas próximas eleições que já chega”.

19 Março 2012 Ler e contar . 19
19 Março 2012
Ler e contar . 19

Advogados no banco dos réus

Há juristas presos, fugidos à justiça - e até suspeitos de homicídio. Fala-se de Duarte Lima ou Vale e Azevedo, mas

maioria das ilegalidades são cometidas por desconhecidos. Em apenas seis anos, mais de uma centena de profissionais do Direito foram suspensos ou expulsos da Ordem. Agruras

a

de

uma profissão a passar pelo pior momento da sua história

O

dinheiro serviria para compensar a morte de um familiar,

coisa sem preço. Mesmo assim, a indemnização - mais de 100 mil euros - era invulgar para um acidente de viação. Não se estranha, por isso, que o advogado de Cantanhede, José Mendes Saraiva, 68 anos, tenha sentido a conquista da avultada quantia como uma vitória pessoal. Afinal, se não fosse a combatividade em tribunal e a capacidade de trabalho que sempre lhe foram reconhecidas em mais de trinta anos

de profissão, provavelmente, o resultado não teria sido tão frutuoso para o cliente.

Até aqui, são os próprios colegas de profissão a admitir que

o desfecho judicial teve méritos de advogado. O problema

foram as ações a que o orgulho haveria de levar. Em vez de chegar às mãos dos familiares das vítimas, o dinheiro

foi direitinho para a conta do advogado. E nunca mais de

lá sairia, caso o cliente não tivesse procurado explicações

junto da seguradora, que o informou do cheque já entregue

ao jurista da zona centro. Sempre que o queixoso ligava para

o escritório a saber do andamento do processo, as desculpas

para a demora na entrega da indemnização recaíam sobre os pecados da Justiça. Tudo atrasado porque, alegava Mendes Saraiva os tribunais estavam “moribundos”. Assim haveria de constar no acórdão da Relação, que indeferiu o recurso

da defesa. Pena de prisão de três anos, por este abuso e por outro de contornos semelhantes, foi a sentença confirmada por todas as instâncias.

O castigo ficaria suspenso, desde que fossem devolvidos aos

donos legais os milhares de euros arrecadados indevidamente. Entre compensações e juros a quantia rondava os 400 mil euros, entretanto já pagos, segundo o advogado do réu, Rodrigo Santiago. José Mendes Saraiva, que havia de suspender a atividade por doença, cometeu o crime mais comum entre a sua classe profissional: abuso de confiança. E é um exemplo de como a

profissional: abuso de confiança. E é um exemplo de como a linha que separa a defesa

linha que separa a defesa de criminosos e a prática de crimes anda cada vez mais atravessada por advogados. Apesar da frequência crescente de excessos como este, foi a acusação de homicídio contra Duarte Lima (ver caixa) que deixou o mundo judicial com o credo na boca. Estão ainda por provar as alegações que levaram as instâncias brasileiras a emitir um mandado de captura para a prisão preventiva do jurista, mas já ninguém duvida de que alguma coisa vai mal na advocacia nacional.

Quantos mais, pior

Isso mesmo provam os números. Só nos últimos seis anos foram suspensos ou expulsos - as duas penas mais graves - 170 advogados. Se lhes somarmos as punições de advertência, censura e multa, conclui-se que a percentagem de profissionais castigados por má conduta ou mesmo prática de crimes no exercício da profissão chega aos 7 por cento. Só Lisboa contabiliza oito queixas por dia. Mesmo descontando os casos em que as reclamações são infundadas, continua a ser preocupante. “Desde janeiro, temos feito dois julgamentos por plenário, o que dá quatro por mês. E apenas chegam a julgamento os processos em que a pena potencialmente aplicável é a suspensão ou a expulsão”, afirma Teresa Alves Azevedo, vice-presidente do Conselho de Deontologia de Lisboa.

A Crise segundo Einstein

Conselho de Deontologia de Lisboa. A Crise segundo Einstein “Não pretendemos que as coisas mudem, se

“Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fizermos

o mesmo. A crise é a melhor bênção que pode ocorrer com as

pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar “superado”. Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que

às

soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência.

O

inconveniente das pessoas e dos países é a esperança

de

encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há

desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor

de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela

é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro.

Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é

a tragédia de não querer lutar para superá-la.”

A menina inglesa “mais velha” que a mãe completou 14 anos

Os médicos diagnosticaram-lhe Progeria, uma doença que causa

envelhecimento precoce nas crianças e garantiram que Hayley Okines não ultrapassaria os 13 anos. Mas a menina acabou de completar 14 e decidiu comemorar o seu aniversário com a publicação da sua biografia: “Old before my time”.

Por causa da Progeria, disseram a Hayley Okines que não viveria para lá dos 13 anos mas a menina chegou aos 14 e para comemorá-

los decidiu publicar uma autobiografia.

O livro intitulado “Old before my time” - “Velha antes do tempo” -

detalha a vida desta adolescente britânica que passa a vida a viajar para os Estados Unidos no sentido de receber novos tratamentos.

A adolescente de 14 anos está “trancada” num corpo de 105 e

tem contado com a colaboração da mãe, Kerry, para contar a sua história.

“A minha filha é muito mais inteligente e curiosa do que qualquer

adolescente da idade dela”, afirmou a mãe ao diário britânico “Daily Mail”.

A história de Hayley chegou até ao público depois de ter

protagonizado vários documentários. A menina chegou a receber

apoio de celebridades como Kylie Minogue e Justin Bieber, além

de ter centenas de seguidores no Twitter.

A Progeria é uma doença rara cuja denominação deriva da palavra

“proeros” que significa “prematuramente velho” da qual sofrem algumas crianças que têm a mutação da proteína Prelamina A

e Prelamina C, que são muito importantes na estabilização da

membrana interior do núcleo das células, sendo a base estrutural

que mantém a célula em equilíbrio. Além do envelhecimento precoce a doença provoca ainda outras

debilidades como ossos tão frágeis como papel de seda. Geralmente

os doentes morrem de ataque cardíaco antes dos 13 anos de idade.

O velho e a manta A história era contada em compêndios que nos norteavam os

O velho e a manta

A história era contada em compêndios que nos norteavam

os passos quando ainda havia nas escolas a menina dos

5 olhos

sucessivas gerações. É capaz de não ter dado muitos frutos, porque a carne é fraca e os ingredientes do dia-a-dia não têm a mesma contextura que tinham há anos.

Conta-se que havia um hábito hoje considerado terrível.

É

os levavam lá para acima, para o

monte fronteiro à aldeia. E levavam-nos para que, quando o fim dos tempos chegasse, o velho por lá morresse longe do povoado e dos familiares. Para servir até, depois, de pasto dos abutres, que já por ali andavam.

Era hábito e nada mais havia a fazer. Por essa altura,

pelos vistos, não havia leis sobre o assunto, não existindo,

que impedissem

tamanha barbaridade. Era assim

Um dia, velho aldeão seguia de pronto, frente ao filho que lhe tentava estugar o passo. Poucas palavras, que ambos sabiam o que esperavam a um e a outro. Poucas palavras que elas eram bem capazes de toldar o espírito. Poucas palavras que elas eram capazes de chamar o bom senso que, pelos vistos, ninguém queria.

O rumo era o cume da serra. Por entre veredas, só tinha um

mais nada para dar

que os filhos, quando parecia que os pais já não tinham

E foi, decerto, passada de avós a netos, em

também, as muitas sociedades e agências

e sempre assim fora.

sim

sentido. E ambos lhe conheciam os meandros. O rumo era o aguardar da morte, para um, e a herança dos parcos bens, para o outro. Levava-se uma manta, uma simples manta que haveria de guardar do frio e das intempéries o homem que

por lá ficava entregue a si e ao destino. Uma manta que era

mas não o enevoado da consciência

capaz de tapar o frio de quem ainda a tinha.

quase não havia palavras. O velho pai

Chegados ao cimo

ficava por lá e o filho descia para se reunir aos da família. Palavras assim para quê?

Fernando Cruz Gomes Jornalista (Toronto

Só que, naquele dia, o velho – vá lá saber-se porquê – quis

dizer o adeus final ao filho que já se afastava. Quis, talevz, dar-lhe a última palavra.

Talvez como que em testamento. Chamou-o. Era para lhe perguntar se ele não tinha com ele uma tesoura ou uma

faca

E o filho voltou-se. Disse-lhe que não. Porque havia de ter

uma faca ou uma tesoura? De resto

para que é que o pai

a queria?

E o pai, olhando-o nos olhos, tentando entrar-lhe

no coração, jogando o jogo da verdade que poderia,

disse-lhe que era para cortar

eventualmente, fazer pensar

a manta ao meio. Para ele, filho, levar a outra metade.

para ele usar quando trouxesse

o pai à serra, na última jornada.

-O teu filho vai precisar dela

Sobretudo para dar ao neto

uma tesoura ou uma faca.

para te dar a ti!

Conta a história que o costume bárbaro acabou ali. No

povoado, entendeu-se a mensagem. E o mais velho veio,

de

novo, para a aldeia.

O

velho não presta, não é? Pois

mas o jovem de hoje vai

ser o velho de amanhã.

Boa noite, tristeza. Bom dia, amargura. Amanhã

de haver amargor para o pequeno almoço

é capaz

20 . Automobilismo 19 Março 2012
20 . Automobilismo
19 Março 2012

Casa-Museu Enzo Ferrari abre em Modena

19 Março 2012 Casa-Museu Enzo Ferrari abre em Modena Situada em Modena, terra natal do fundador

Situada em Modena, terra natal do fundador da mítica marca do

“Cavallino Rampante”, a Casa-Museu Enzo Ferrari já abriu as suas portas ao public.

A Ferrari inaugurou, na passada semana, a Casa-Museu Enzo

Ferrari em Modena, Itália, que pretende homenagear a lendária figura da marca do “Cavallino Rampante”, da indústria e do desporto automóvel.

A primeira exposição exibida neste espaço museológico, que

custou 18 milhões de euros e se situa precisamente no mesmo

local onde Enzo Ferrari nasceu, em 1898, chama-se “As origens do

mito”. A maioria das exposições vão ter como principal objectivo homenagear “a vida de uma personagem que contribuiu para tornar a cultura italiana famosa em todo o mundo”, de acordo com o presidente da Casa-Museu, Mauro Tedeschini.

Projectado pelo arquitecto Jan Kaplicky, o edifício, com cerca de 5 mil metros quadrados, é marcado pela cor amarela, que serve de fundo ao símbolo da Ferrari, atrás de um cavalo preto, e está localizado a poucos metros de distância da casa onde, durante muitos anos, viveu Enzo Ferrari. “Este tributo ao meu pai, que amava Modena profundamente, dá- me imenso prazer. Dá oportunidade a qualquer pessoa de descobrir

mais sobre o homem, sobre a sua história e sobre a ligação entre a

cidade e o mundo dos motores. Esta nova estrutura é o complemento perfeito ao Museu Ferrari em Maranello, o outro local fundamental

da vida do meu pai”, afirmou Piero Ferrari.

A Casa-Museu Enzo Ferrari tem em exibição alguns objectos

pessoais de Enzo Ferrari, vários modelos clássicos da histórica

marca italiana, e está aberto ao público, ao longo de todo ano, durante todos os dias da semana, das 9:30 às 19:00. Os bilhetes

para o público em geral têm o preço de 13 euros.

Skoda pondera dois novos SUV

Num futuro próximo, a marca checa poderá vir a introduzir dois novos SUV distintos na sua gama de modelos.

O director técnico da Skoda,

Eckhard Scholz, confirmou, em declarações feitas no Salão Automóvel de Genebra, a

intenção de expandir a sua gama

de

modelos com a introdução

de

dois novos SUV: um

pequeno SUV, que se situaria no segmento abaixo do Yeti e recorreria à nova plataforma MQB do grupo Volkswagen,

enquanto o grande seguiria a

base

do Touareg.

O

responsável da marca

checa confessou que existem segmentos por preencher na oferta da Skoda, principalmente em termos de SUV e monovolumes. Neste contexto, Eckhard Scholz referiu à Autoexpress que o objectivo passa por investir em modelos

Autoexpress que o objectivo passa por investir em modelos “compatíveis com os mercados emergentes como a

“compatíveis com os mercados emergentes como a Índia, China ou Rússia”. “O SUV grande precisa de ter um preço atractivo. Não pode ter o luxo do Touareg. Tem que

ser prático e atraente. O Yeti é

fantástico na estrada, mas não é tão bom fora de estrada. No segmento de SUV maiores, precisamos de algo diferente, com rodas maiores, maior oferta de motores e de caixa”, explicou Scholz, que anunciou ainda ser provável o lançamento de um Yeti de sete lugares.

Paulo Alves – Carlos Moreira

Um início diferente

lugares. Paulo Alves – Carlos Moreira Um início diferente Albert Park, Melbourne. Palco da primeira etapa

Albert Park, Melbourne. Palco da primeira etapa da temporada

2012 da Fórmula 1, o GP da Austrália

Albert Park, Melbourne. Palco da primeira etapa da temporada

2012 da Fórmula 1, o GP da Austrália. Mas, ao contrário do ano

passado, o início do campeonato foi diferente: sem Sebastian Vettel

no alto do pódio e no topo da tabela. Com uma atuação perfeita,

o inglês Jenson Button assumiu a frente na largada ao superar o

companheiro Lewis Hamilton, pole position, e não mais largou

a liderança. O campeão de 2009 chegou à sua terceira vitória em

quatro anos na Austrália (2009, 2010 e 2012) com o belo carro da McLaren.

A victoria, foi um grande alento para a equipe inglesa. Única das

grandes a não adotar o degrau na parte dianteira de seu carro, a

McLaren tinha receio de que seu projeto não desse certo. Pelo que

o GP da Austrália mostrou, que a situação está invertida. Após

alguns anos de inícios maus de campeonato, o MP4/27 desponta como o modelo a ser batido. E Button usou de seu ponto forte, a regularidade nas corridas, para sair na frente no duelo interno com o compatriota Hamilton, que chegou apenas em terceiro neste domingo. Sexto na grelha de partida, Sebastian Vettel também experimentou sensações diferentes. Pela primeira vez desde o término do GP de Abu Dhabi de 2010 que o bicampeão da Fórmula 1 não está na liderança da temporada. O alemão chegou em segundo no domingo após uma bela corrida, com boas ultrapassagens. Mas mostrou também que ainda não está à vontade com o RB8, ainda muito a risco nas curvas. Tanto que chegou a sair da pista algumas vezes. Já Mark Webber, seu companheiro, ficou em quarto, fora do pódio mesmo correndo em casa. Mesmo com o péssimo carro da Ferrari, com pouca velocidade de

reta e que desgasta demais os pneus traseiros, Fernando Alonso foi

o quinto, após resistir a uma pressão absurda de Pastor Maldonado,

da Williams, no terço final. Só que o venezuelano, que fazia uma

bela corrida, acabou no muro na última volta, após cometer um erro primário. Frank Williams, chefe do time inglês, não deve ter

ficado lá muito satisfeito. Afinal, o sul-americano jogou fora uma boa chance de marcar pontos, ainda mais depois de um ano difícil. Por falar em dificuldade, Felipe Massa e Bruno Senna também

se encontraram na pista. Os dois faziam corridas discretas, mas acabaram tocando rodas em uma disputa besta de posições.

acabaram tocando rodas em uma disputa besta de posições. Para mim, diga-se de passagem, acidente de

Para mim, diga-se de passagem, acidente de corrida. Visão, aliás, compartilhada pelos dois. Pressionado por Daniel Ricciardo, da STR, o piloto da Ferrari acabou espalhando e acertando o

compatriota da Williams, que tentava passar por fora. O choque foi inevitável. Entretanto, os dois continuam pressionados: precisam mostrar serviço rapidamente por causa de seus contratos. A prova em Melbourne, definitivamente, não foi um bom cartão de visitas para a temporada. Outra informação importante: dos seis campeões do mundo que começaram a temporada, algo inédito, cinco pontuaram neste GP: além de Button, Vettel e Hamilton, que subiram ao pódio, Alonso foi o quinto e Kimi Raikkonen, da Lotus, o sétimo. O finlandês, aliás, que cometeu um erro na qualificacao e só partiu em 18º, fez uma belíssima corrida de recuperação. O único a não terminar foi Michael Schumacher, que sofreu uma avaria na caixa de velocidades no início. O heptacampeão da Mercedes tinha um bom carro e chances reais de encerrar seu jejum de pódios: desde sua volta, há dois anos, ainda não chegou entre os três primeiros de um GP. Para fechar: apesar do domínio da McLaren na primeira corrida do ano, não acredito que veremos mais um ano de domínio amplo como o da RBR em 2011. A própria equipe austríaca e a Mercedes têm bons carros e devem incomodar o time de Martin Whitmarsh. Quanto à Ferrari? Acho que já é hora de começar a pensar em

2013…

Audi vence Sebring, Barbosa ganha ALMS e Lamy desiste perto do fim

Sebring, Barbosa ganha ALMS e Lamy desiste perto do fim Depois de dois anos de derrotas,

Depois de dois anos de derrotas, a Audi conquistou o seu 10º triunfo nas 12 Horas de Sebring, com o carro dos pilotos veteranos. João Barbosa perdeu na batalha dos LMP2 mas foi o melhor na American Le Mans Series, enquanto Pedro Lamy abandonou a 20 minutos do fim.

Tal como era esperado, a Audi não teve grandes problemas para ganhar a corrida, embora apenas um carro tivesse hipóteses de ganhar no final. O triunfo foi para os pilotos veteranos Tom Kristensen, Allan McNish e Dindo Capello. O carro nº 3 foi segundo mas a quatro voltas.

O Honda da Starworks Motorsport (Stéphane Sarrazin, Enzo

Potolicchio e Ryan Dalziel) venceu a batalha na classe LMP2, depois de uma ultrapassagem de Stéphane Sarrazin a João Barbosa.

O piloto português andou a um ritmo lento durante algumas voltas,

mas acabou por aproveitar os problemas de reabastecimento da Muscle Milk para dar à Level 5 Motorsports e aos seus colegas Scott Tucker e Christophe Bouchut o triunfo à geral na American Le Mans Series.

O autor da pole em LMP2, o Morgan-Judd da OAK Racing, onde se

encontra Olivier Pla, conseguiu recuperar para terminar em terceiro da classe, mesmo à frente do velhinho Pescarolo-Judd da Pescarolo Sport, com Jean-Christophe Boullion ao volante.

A batalha pela vitória nos GT foi discutida ao milímetro até à

bandeira de xadrez, com o triunfo a sorrir a Jonathan Summerton, Joey Hand e Dirk Müller, no BMW M3 da RLL Racing, mesmo sendo abalroado na última volta. A Corvette Racing acabou por roubar o segundo lugar ao Ferrari da AF Corse, no qual Olivier Beretta ainda chegou a passar pelo comando durante a última volta. Mesmo assim, a equipa italiana foi a melhor no Campeonato do Mundo.

Pedro Lamy esteve muito perto da vitória na categoria GTE-Am, mas o Corvette da Larbre Compétition encostou à berma a pouco menos de 20 minutos do final da corrida, algumas voltas depois do piloto português ter ultrapassado o Porsche da Felbermayr-Proton, no qual Paolo Ruberti, Christian Ried e Gianluca Roda foram os vencedores. O outro carro da Larbre ficou em segundo e Lamy ainda ficou classificado na terceira posição, enquanto Rui Águas foi quarto no Ferrari da AF-Waltrip. Nas categorias monomarca, a CORE Autosport venceu a classe LMPC e a Alex Job Racing ficou com o triunfo entre os GTC.

Nas categorias monomarca, a CORE Autosport venceu a classe LMPC e a Alex Job Racing ficou
19 Março 2012 Comunidades . 21
19 Março 2012
Comunidades . 21

Portuguese Cultural Club Of Vaughan

“Fora de portas” mas em associativismo de classe

No Sábado a noite uma das equipas de reportagem de ABC ficou de boca aberta. Bem, não totalmente assim (por

conhecer os que dirigem os destinos do jovem clube) mas quase. No Sábado, dia 17 de Março, no grande salão da Paroquia de St. David’s Parish na cidade de Vaughan, ao norte de Toronto comemorou-se mais uma data importante

O

primeiro Aniversario de uma associação Portuguesa que

dá passos largos para se tornar grande.

Há cerca de um ano atrás, ABC teve o prazer de estar presente na festa comemorativa de abertura do Portuguese Cultural Club of Vaughan. Já nessa altura os dirigentes e membros pareciam saber o que queriam, já tinham um rancho bem bom, e muita gente envolvida em construir um clube novo

e saudável. Um ano depois, parece que estão a conseguir

e saudável. Um ano depois, parece que estão a conseguir fazê-lo, como dissemos, em passos largos.

fazê-lo, como dissemos, em passos largos.

Com mais ou menos 300 pessoas presentes (WOW) e o jantar confecionado por Europa Catering a noite agradável parecia ainda mais agradável em Vaughan.

Quando la aparecemos encontramos um “elemento” de

ABC no local também a participar nos festejos. Trata-se de

o nosso colaborador Paulo Alves, de Motor Sports Photo

News. Paulo Alves que nos disse também estar muito contente por ver a maneira como a comunidade portuguesa está a aderir a este novo clube e projeto.

Com a banda Santa Fé (natural de Bradford) a surpreender aqueles que não a conheciam com o seu talento e os ranchos “Os Antigos” (Adultos composto por 60 elementos!!) e “As Estrelas” (os mais novos também composta já por 30 elementos!!) a dançarem antes do jantar, a noite parecia perfeita.

Na Sexta feira o pontapé de saída teve lugar no Power Soccer Center de Vaughan. A celebração contou com a presença de muitas figuras publicas e dignitários da cidade de Vaughan com também uma especial representante de ACAPO Katia Caramujo. Ao fim da noite falamos com muitos elementos da direcao e ficamos com uma certeza, disseram nos que

Pelo que vimos

dentro de 5 anos tinham uma própria sede

não temos duvidas. Desejamos muita saúde, e continuação de muito trabalho e dedicação, ABC esta com o PCCV e aplaude o esforço.

e dedicação, ABC esta com o PCCV e aplaude o esforço. H a p p y
e dedicação, ABC esta com o PCCV e aplaude o esforço. H a p p y
e dedicação, ABC esta com o PCCV e aplaude o esforço. H a p p y

Happy Birthday PCCV

Figuras publicas da cidade de Vaughan juntos no Porto de Honra

Aqui vai uma lista de nomes de Dirigentes;

Fernando Faria - Presidente Valter Ferreira - Vice Presidente e Diretor de cultura Teresa Paula Gomes - Relações Publicas Milene Ferreira - Secretaria

Maria Wildman - Secretaria Tony Martins - Tesoureiro Ana Martins - Diretora Teresa Ciaravella - Diretora Dominic Santo - Diretor de desporto Michael Faria - Diretor de desporto

- Diretor de desporto Michael Faria - Diretor de desporto Jack’s Bakery ABERTO 7 DIAS POR
Jack’s Bakery ABERTO 7 DIAS POR SEMANA 24 HORAS POR DIA E já agora a
Jack’s Bakery
ABERTO 7 DIAS POR SEMANA
24 HORAS POR DIA
E já agora
a experimente
nossa
doçaria
Jack´s Bakery
Faz-lhe um desafio:
TENTE ENCONTRAR
NO MERCADO LOCAL
UMA AMÊNDOA
QUE NÓS NÃO
TENHAMOS!
Hoje
como
ontem
(416)
651-1780
SERVIR
BEM
É
352 Oakwood Ave,
Toronto, ON
NOSSO
O LEMA
22 . Passatempos 19 Março 2012
22 . Passatempos
19 Março 2012
22 . Passatempos 19 Março 2012 Gossip Ilha do Pacifico será abandonada por causa de elevação
22 . Passatempos 19 Março 2012 Gossip Ilha do Pacifico será abandonada por causa de elevação
22 . Passatempos 19 Março 2012 Gossip Ilha do Pacifico será abandonada por causa de elevação

Gossip

Ilha do Pacifico será abandonada por causa de elevação do nível do mar.

Kiribati, um pequeno país formado por 32 atóis e uma ilha-vulcão no Oceano Pacífico, quer mudar-se para as Fiji. O Beretitenti (presidente) está a negociar a compra de 20 km2 nas Fiji para mudar para lá toda a população. Se os 103 mil habitantes já viviam apertados, em 811 km2, vão passar a viver ainda mais juntos. Não se trata de um capricho dos governantes em Tarawa (a capital). Kiribati vai desaparecer devido à subida das águas provocada pelas alterações climáticas. Pensaram então em deslocar toda a gente para a maior e mais montanhosa das ilhas do arquipélago das Fiji, Viti Levu, explicou Filimoni Kau, o secretário das Terras e Recursos Naturais. Filimoni Kau, que falou com a agência espanhola

Naturais. Filimoni Kau, que falou com a agência espanhola EFE por telefone, disse que as negociações
Naturais. Filimoni Kau, que falou com a agência espanhola EFE por telefone, disse que as negociações

EFE por telefone, disse que as negociações ainda não terminaram. Os terrenos pertencem a um conjunto de igrejas que pedem pelos 20 Km2 7,5 milhões de euros. “O nosso povo terá de ser deslocalizado quando as marés chegarem às povoações e às casas”, anunciou recentemente o presidente Anote Tong num discurso ao país.

recentemente o presidente Anote Tong num discurso ao país. Horóscopo Carneiro - 21-3 A 20-4 A

Horóscopo

Carneiro - 21-3 A 20-4

A relação com o mundo doméstico atravessa uma fase densa,

em que é difícil mover ou transformar atitudes e pensamentos.

Touro - 21-4 A 20-5

Pode ter dificuldade em fazer opções no que toca a assuntos do lar. Faça de conta que essa área não existe e deixe tudo como está.

Gémeos - 21-5 A 20-6

Não é a melhor altura para grandes transformações a nível doméstico. Os próximos tempos irão trazer algo de novo nessa área.

Caranguejo - 21-6 A 20-7

Poderá sentir uma grande actividade a nível interior. Essa tensão poderá acentuar-se, provocando-lhe uma certa irritação.

Leão - 21-7 A 20-8

Esta semana poderá trazer-lhe uma pequena indisposição física

ou algum azedume motivado por uma notícia desagradável.

Virgem - 21-8 A 20-9

Pode sentir algum azedume, talvez motivado por qualquer coisa que não correu como desejado na esfera profissional.

Sudoku

2 6 3 5 8 7 8 4 4 7 2 5 5 3 2
2
6
3
5
8
7
8
4
4
7
2
5
5
3
2
4
9
2
6
6
9
3
4
1
6
4
3
5
9
2
3
2
7
6
9
4

Sudoku

4

8

9

1

6

7

2

3

5

7

2

6

4

5

3

1