Você está na página 1de 10

KUNDALINI YOGA

A Kundalini Yoga é uma ciência milenar sobre a arte de lidar com a


expansão da consciência, acordando e fazendo subir a ENERGIA
KUNDALINI pelo canal da espinha vertebral, atravessando e ativando os
centros de energia denominados de chakras. Essa realização é feita
misturando e unindo PRANA (energia cósmica) com APANA (energia de
eliminação) gerando assim uma pressão que força a subida da kundalini
através da coluna utilizando-se PRANAYAMAS (exercícios respiratórios),
BHANDAS (contrações corporais), KRYIAS (jogos completos de
exercícios) e utilizando-se ASANAS (posturas), MUDRAS (gesticulação
com mãos, dedos ou braços) e MANTRAS (palavras cantadas).

PRANA é a força básica da vida, está no ar que respiramos, no alimento,


ou na clorofila que comemos e que assimilamos sem qualquer esforço. A
prática da Kundalini Yoga enfatiza a absorção da energia cósmica.

APANA é a força eliminatória cuja reserva é localizada nos chakras


inferiores. Quando esta força sobe juntando-se a prana através de
exercícios, respirações e bhandas é gerada uma pressão que, ao
produzir calor (energia), faz subir a Kundalini através dos chakras, ou
seja, ao longo da coluna vertebral, por onde passa todo nosso sistema
nervoso.
Esse conhecimento foi um segredo muito bem guardado, entregue pelo
Guru a estudantes selecionados durante centenas de anos. De acordo
com as escrituras yóguicas esta antiqüíssima ciência tem 7 mil anos. Os
ensinamentos foram dados a conhecer somente aos iniciados em
templos e monastérios da Índia, Nepal e Tibet. A Kundalini Yoga tem
relação muito próxima ao Tantra, que também faz subir a energia
Kundalini. Graças a Yogi Bhajan esse conhecimento foi tornado público
para o ocidente.

Através da prática da Kundalini Yoga o ser humano pode unir sua


consciência cotidiana à sua consciência superior, ou cósmica, de forma
regular ou diária, praticando cuidadosamente uma seqüência de
exercícios e meditações combinadas. Logo o estudante praticante
percebe o movimento da energia dentro de si e ao redor do seu corpo e
assim conscientemente, começa a direcionar esse fluxo energético para
estimular e acordar os chakras.

A KUNDALINI é um incrível e poderoso reservatório de energia que tem


por símbolo uma serpente enrolada na base da coluna vertebral. Essa
força tem a energia do átomo, é transmitida pela respiração e que todo
ser humano tem disponível para dar vida à seu corpo-matéria. Toda yoga
faz subir a kundalini, mas cada uma tem seu tempo. Essa energia
transformadora trabalhada ao longo das práticas tonifica, limpa e revigora
o metabolismo, fortalecendo a saúde psico física do ser humano.

Depois desse processo de purificação, que inclui mudança nos hábitos


alimentares e de atitudes, a kundalini se expande e, ao ultrapassar o
chakra do coração em direção aos chakras superiores, atinge uma
consciência extraordinária, de grande sutileza e percepção. É o estado
de samadhi, bliss ou nirvana, o êxtase da existência.

A Kundalini Yoga é denominada Yoga da Consciência, suas práticas são


dinâmicas, energizantes e objetivas. Fortalece, alonga, relaxa a
musculatura e todo metabolismo. Aumenta a capacidade respiratória e o
nível de vitalidade física e psíquica. Estimula a harmonia dos sistemas
nervoso e glandular, sincronizando-os com a rede de meridianos,
chakras e corpos energéticos. Propõe ainda um profundo mergulho na
Meditação.

Conheci Yogi Bhajan no solstício de verão em 1997, celebrado nas


planícies do ensolarado deserto do Novo México, tendo ao longe a
cadeia de montanhas geladas do Monte Jemez. Homem muito grande e
alto, quase gigante, impressionava pelo vigor astral e a presença
carismática. Reunia naquela época em torno de si umas 7 mil
pessoas de todos os recantos do mundo e de todos os estados
americanos. Era uma rotina que aos olhos dos outros parecia
duríssima. Acordávamos às 3 horas da manhã com uma voz
cantando que me pareceu de um anjo, tocando violão, uma
espécie de hino às primeiras horas da madrugada, por entre as
tendas do gigantesco acampamento. Tomávamos uma ducha
poderosa, gelada. Depois caminhávamos em bandos ou em
pequenos grupos, alguns solitários carregando mantas, peles de
carneiro e outras tralhas contra o frio, em direção a tenda mor.
Às quatro horas em ponto começava-se a recitar o Jap Ji, oração
entoada de forma oriental na língua gurumuhki. Em seguida
praticávamos 40, 50 minutos de exercícios yóguicos, depois cantávamos
um ciclo de mantras por duas horas.

Aquela profunda intimidade entre milhares de pessoas, entregues


amorosamente a atividades tão humanas como a respiração, o exercício
cadenciado e o canto devocional, o dourado deslumbrante do amanhecer
se descortinando ao nosso redor, desencadeou uma nova e celestial
espécie de felicidade no coração. Tudo era mega. Como ele, Yogi
Bhajan, um disciplinador de almas, rebeldes ou passivas, pleno de amor,
paciência e fé. O solstício está entre as mais poderosas e genuínas
emoções da minha vida.

E aquela rotina, aparentemente duríssima, revelou-se durante aqueles


maravilhosos doze dias, extremamente alegre, movimentada além de
uma profunda viagem ao auto conhecimento humano.

Yogi Bhajan nasceu em 26 de agosto de 1929 em Kot Harkarn, atual


Paquistão. Aos 16 anos foi declarado Mestre de Kundalini Yoga pelas
mãos do Mestre Sant Hazara Singh, tornando-se também Mestre em
Hatha Yoga. Depois de concluir seus estudos de economia na
Universidade do Punjab ingressou no serviço público passando a exercer
postos de responsabilidade. Casado, aos 39 anos deixou a Índia indo
para o Canadá. Depois de alguns meses chegou em Los Angeles. Lá,
encontrando uma turma de jovens hippies, os buscadores espirituais da
época, reconheceu que a experiência de expansão da consciência que
eles estavam procurando através das drogas, poderia ser vivenciada
pela Ciência da Kundalini Yoga.

De forma modesta e humilde começou a ensinar em garagens, loja de


móveis usados, salas emprestadas, centros culturais. O Yogi era um ímã
e logo muitos começaram a freqüentar suas aulas. Ensinava yoga,
meditação, filosofia yóguica, auto aceitação, amor. Logo estabeleceu
uma alternativa à cultura da droga. Em pouco tempo ensinava em
colégios, universidades e aceitava convites para ensinar noutras cidades
americanas.

Tornou-se uma figura emblemática na vida política dos EUA, presente em


movimentos internacionais pela paz, pela educação, pela elevação da
mulher e pela divulgação de valores espirituais em todo mundo. Criou a
Fundação 3HO, sem fins lucrativos e sob sua direção a 3HO invadiu o
mundo. Tornou-se membro das Nações Unidas representando vários
assuntos.

A KUNDALINI YOGA tornou-se uma metodologia aberta ao ocidente por


Yogi Bhajan em 1969. Ele foi o único Mestre vivo do planeta em Tantra
Yoga Branco. Muitos de seus seguidores adotam a religião Sikh, onde
são guiados pela sabedoria de Dez Gurus, usam roupas brancas,
turbantes e cabelos sem corte, simbolizando a natureza pura, sábia e
natural do ser humano.

Sotanter Kaur

A CHLORELLA está na terra desde o período Pré-Cambiano. Devido ao


seu tamanho mínimo somente em 1890 sua célula foi identificada através
do microscópio. No seu nome o prefixo “chlor” foi escolhido por significar
verde e o sufixo ‘ella’ que indica pequeno.

O oxigênio da Terra era largamente produzido através da luz solar, água,


dióxido de carbono e pelos vários tipos de plantas entre as quais a
chlorella, que contribuía com importante parcela devido a sua forte
capacidade de realizar a fotossíntese. Ela era também o alimento básico
para vários tipos de animais superiores multicelulares.

Somente no início deste século descobriu-se que a chlorella era


constituída de 60% de proteínas e que se multiplicava muito
rapidamente. Cientistas de vários países começaram pesquisas para
fazer um alimento da chlorella.

Apesar das pesquisas serem interrompidas pelas duas grandes guerras


na Europa, o interesse pela chlorella continuou, agora, nos EUA. Foi
realizado um estudo piloto pelo Instituto de Pesquisas de Stanford,
depois o Instituto Carnegie aprofundou os estudos e concluiu que a
chlorella poderia ser cultivada em escala comercial podendo ser a
solução para os problemas da fome no mundo.

O Japão do após guerra confrontou-se com um sério problema; escassez


de alimentos. A Fundação Rockefeller e o Governo Japonês
patrocinaram estudos do Dr. Hiroshi Tamiya no Instituto Biológico de
Tokugawa. Dr. Tamiya foi o pioneiro em desenvolver a tecnologia de
crescimento, colheita e processamento em larga escala comercial da
chlorella. No Japão foi fundada a organização sem fins lucrativos, Centro
de Pesquisas Japonês de Chlorella. Mais tarde foi instituída a Associação
da Chlorella do Japão, com apoio do Governo Japonês.

Somente a partir de 1960 cientistas japoneses focaram sua atenção às


possibilidades da chlorella promover uma boa saúde. Foi descoberto
então que a chlorella contém uma quantidade e variedade surpreendente
de vitaminas e minerais em altíssimo teor. Mais do que isso descobriram
que ainda por conta de fatores desconhecidos, as pessoas podem tomar
vitaminas e minerais mas, não obterão o mesmo efeito da chlorella.

O QUE FAZ A CHLORELLA ?


• Efeito Anti Tumoral – “Imunomodulação por Alga Celular – Chlorella
Pyrenoidosa – e atividades anti-tumor em cobaias inoculadas” – Dr.
N.Yamaguchi e equipe do Departamento de Hematologia e Microbiologia
da Universidade de Kamazawa, Japão e Departamento de Bioquímica da
Universidade de Medicina de Taipei, China

• Aumento notável do sistema imunológico – Depto. De Neurocirurgia da


Faculdade de Medicina de Virgínia (EUA) com orientação do Dr. Randall
Merchant, Ph.D., professor de anatomia.

• Efeito Anti Colasterol – Hospital Wakahisa de Fukuoka (Jornal Japonês


de Nutrição, 1975)
• Efeito Desintoxicante – Remove substâncias tóxicas do organismo
como pesticidas pesados, cádmio, chumbo, mercúrio e urânio. Estudos
de diversas universidades dos EUA e Japão constataram que a chlorella
se une ao corpo estranho e força sua saída do organismo.

• Efeito Anti Envelhecimento – O Japão é o maior consumidor de


chlorella do mundo e também o maior pesquisador de seus efeitos. É
utilizada no Japão em programas de anti envelhecimento.

• Chlorella para a Saúde da Mulher – Cistite, Dismenorréia Primária,


Sintomas de Menopausa, Osteoporose, Náuseas na Gravidez. Em
diversos relatórios médicos há constatações e depoimentos tanto de
médicos quanto de pacientes sobre o incrível aproveitamento da chlorella
no organismo humano. (Dra. Betty Kamen, Ph.D.)

• Crescimento animal – aumenta o crescimento de animais domésticos


tornando-os mais saudáveis (Science Magazine, 1956)

COMPOSIÇÃO DA CHLORELLA
Chlorella contém 60% de proteína, 20% de carboidrato e 11% de
gorduras. As proteínas contêm todos aminoácidos necessários a uma
nutrição completa. Entre vitaminas e minerais incluem; vitamina C, pré-
vitamina A, todo complexo de vitaminas B, cálcio, ferro, zinco e magnésio
assim como outros minerais.

ANÁLISE GERAL DA CHLORELLA (por 100gr)

Umidade 3,6% fibras 0,2%


Proteína 60,5% resíduos 4,6%
Gorduras 11,0% calorias 421
Carboidratos 20,1%

VITAMINAS E MINERAIS POR 100 GRS

Vitamina A (beta caroteno) 55,500 UI Beta caroteno 180,8mg


Clorofila a 1469,0mg Clorofila b 613,9mg
Tiamina (Vitamina B1) 175,0mg Riboflavina (B2) 4,8mg
Piridoxina (Vitamina B6) 1,7mg Cobalamina (B12) 125,9mg
Vitamina C 15,6mg Vitamina E 1,0UI
Niacina (B3) 23,8mg Acido Pantotênico 1,3mg
Ácido Fólico 26,9mg Biotina 191,6mg
PABA 0,6mg Inositol 165,0mg
Cálcio 103,0mg Fósforo 989,0mg
Iodo 600,0mg Magnésio 315,0mg
Ferro 167,0mg Zinco
Cobre 0,08mg

AMINOÁCIDOS ( EXPRESSOS EM W/W%)

Lisina 3,46 Cistina 0,38


Histidina 1,29 Valina 3,64
Arginina 3,64 Metianina 1,45
Ácido Aspártico 5,20 Isoleucina 2,63
Treonina 2,70 Leucina 5,26
Serina 2,78 Tirosina 2,09
Ácido Glutâmico 6,29 Fenilalamina 3,08
Prolina 2,93 Ornitina 0,06
Glicina 3,40 Triptofano 0,59
Alanina 4,80

ÁCIDOS GRAXOS

Ácidos Graxos Insaturados 81,8%


Ácidos Graxos Saturados 18,2%

FONTE: Japan Dairi Technology

ARTIGO

Consciência e Transformação
Existem várias práticas de Yoga onde as linhas clássicas, Hatha Yoga,
Raja Yoga, Karma Yoga, Bhakti Yoga, Jnana, e Tantra Yoga, cada uma
em si atinge objetivos específicos. A Hatha é o domínio do corpo físico; a
Raja o amplo domínio da mente; a Karma o domínio das ações e
reações; a Bhakti é devocional e amorosa; a Jnana para a realização da
sabedoria; a Tantra Yoga é a realização do conhecimento.

A Kundalini Yoga, originária da Tantra Yoga, é chamada a Yoga da


Consciência, conforme ensinamentos transmitidos por Yogi Bhajan.
Treinamos sistematicamente a mente e o corpo para capacitarmo-nos a
receber e a conscientizar as mais altas freqüências energéticas que vêm
da Kundalini, nossa fonte de energia natural. Quando as pessoas não
trabalham para fortalecer o sistema nervoso, o corpo e a psique, podem
surgir problemas na hora de receber essa vibração energética.

Quando o preparo é apenas mental, sem incluir treino e preparo físico, o


corpo não saberá como lidar com tanta energia. É como se a voltagem
do corpo estivesse em 100 volts e, de repente, você se coloca numa
tomada de 1000 ou 10.000 volts. A partir da preparação adequada,
praticamos Kundalini Yoga para evitarmos situações negativas e
aprender como se manter em estado positivo.

Uma das situações mais perigosas neste mundo é viver sem


consciência, agindo sob os ditames do inconsciente. O estado em que se
encontra o nosso planeta é um testemunho pungente deste fato, assim
como a condição de vida da maioria dos seres humanos. Quando não
estamos conscientes somos governados por motivações inconscientes. E
ainda somos bonecos da inconsciência global.

Todos nós temos exemplos em nossas vidas de como criamos conflitos e


turbulências sem realmente termos conscientemente escolhido aquele
caminho. Quem não escolheria prosperidade, relações amorosas
tranqüilas, saúde vibrante, uma vida alegre e ainda um trabalho
compensador? Porque criamos tantos problemas e depois gastamos
tanta energia tendo que lidar com eles?

Há um caminho para todos nós. Acordar e se manter aceso! Mas temos


que fazer isso por nós mesmos. O que não quer dizer que viveremos
felizes para sempre, como nos contos de fadas, mas pelo menos
saberemos nos conduzir pelo caminho positivo, o que em si já nos leva à
vitórias!

VAMOS COMEÇAR?

Esse é um exercício simples e básico, mas misteriosamente


transformador. É perfeito para se tomar os primeiros contactos consigo
mesmo e com nossa força de vontade. Encontre um lugar calmo,
tranqüilo e ventilado. Ouça o silêncio ao seu redor. Muitas vezes é difícil
ouvir o silêncio. Tente fazer isso por 11 minutos diariamente. Reserve
essa hora para você.

Agora que você achou a posição e o lugar ideal comece então a respirar.
Preste atenção à sua respiração. Tenha carinho pelo ar que entra e sai
de dentro de você. Aos poucos puxe mais por sua respiração. Respire
fundo e sinta o ar penetrando e expandindo o peito, mantenha a
respiração longa e profunda. Aos poucos sinta as partes tensas do seu
corpo, a nuca, os ombros, o estômago, o maxilar...

Concentre seu pensamento apenas no fluxo de ar que entra pelas


narinas. Quando a mente fugir traga de novo a atenção para o ar
entrando em você, até completar os 11 minutos. Para concluir, faça uma
respiração longa e profunda, prenda-a por alguns instantes e sinta o ar
como um ponto de luz dourada percorrendo sua espinha até o alto da
cabeça. Expire e relaxe com os olhos fechados. Sinta e perceba o
ambiente dentro de você. ATENÇÃO: É PRECISO MANTER A COLUNA
RETA E O PESCOÇO ALINHADO À COLUNA. E Boa Sorte....!

CURIOSIDADE I

Para o praticante de yoga o conhecimento do tempo das práticas é


fundamental para o direcionamento dos objetivos a serem alcançados
para mudanças pessoais, as curas desejadas e o desenvolvimento de
novos padrões de comportamento.

Para o leigo é uma surpresa e tanto perceber o quanto somos ignorantes


do nosso próprio mecanismo humano. Vejam...

Você sabia que tempos específicos de prática yóguica são pré requisitos
básicos para transformar velhos hábitos em novos ?

• Precisamos de 40 dias para quebrar um hábito


• Levamos 90 dias para confirmar o novo hábito
• Após 120 dias o novo hábito já faz parte de você
• Depois de 1000 dias você é mestre no seu novo hábito

CURIOSIDADE II

Da mesma forma os tempos de meditação devem ser observados


conforme manda o seu manual, algumas meditações têm limites e devem
ser observados porque ....

• 3 a 7 Minutos– a circulação é afetada e a estabilidade do sangue se


modifica
• 11 Minutos – Começam mudanças no sistema nervoso e na glândula
pituitária
• 22 Minutos – As 3 mentes (negativa, positiva, neutra) se equilibram e
começam a trabalhar em sincronia
• 31 Minutos – Afeta toda sua mente e todos os elementos internos do
corpo
• 62 Minutos – Há a integração de seu subconsciente com sua projeção
positiva
• 2 ½ Horas – Mantém a mudança da mente subconsciente durante todo
o dia
Fonte:
http://www.kundaliniyoga.com.br/index.htm

-----------------------