Você está na página 1de 17

ALVARÁ PARA GRANDES,

MÉDIOS E PEQUENOS
EVENTOS EM SÃO PAULO

COMO PROCEDER?

Engº Marcelo Gandra Falcone


Diretor da Divisão Técnica de Local de Reunião e Eventos Temporários
SMUL / SEGUR-3
CONSTITUIÇÃO FEDERAL
Art. 24. Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal
legislar concorrentemente sobre:
§ 1º - No âmbito da legislação concorrente, a competência da
União limitar-se-á a estabelecer normas gerais.
§ 2º - A competência da União para legislar sobre normas
gerais não exclui a competência suplementar dos Estados.
§ 3º - Inexistindo lei federal sobre normas gerais, os Estados
exercerão a competência legislativa plena, para atender a suas
peculiaridades.
CONSTITUIÇÃO FEDERAL
• Art. 30. Compete aos Municípios:

• VIII - promover, no que couber, adequado ordenamento


territorial, mediante planejamento e controle do uso, do
parcelamento e da ocupação do solo urbano;

• IX - promover a proteção do patrimônio histórico-cultural


local, observada a legislação e a ação fiscalizadora federal e
estadual.
CONSTITUIÇÃO FEDERAL
Art. 31. A fiscalização do Município será exercida pelo Poder
Legislativo Municipal, mediante controle externo, e pelos sistemas
de controle interno do Poder Executivo Municipal, na forma da lei.
SOBRE A SMUL / SEGUR
A SMUL é responsável pelo licenciamento de edificações, parcelamento do solo,
segurança e acessibilidade de edificações e de locais de reunião e Autorização
para eventos temporários.

UNIDADES DE LICENCIAMENTO
SOBRE A SMUL / SEGUR
SOBRE A SMUL / SEGUR
HISTÓRICO
1974 – Criação do Grupo Especial de Peritagem(GEP), após as tragédias do Edifício
Andraus e Joelma e a criação da 1ª Legislação de Segurança do Município de São Paulo: o
Decreto nº 10.878/ 1974;
1989 – Criação do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (CONTRU), vinculada à
Secretaria Municipal de Habitação (SEHAB), pela Lei nº 10.237/1989;
2013 – Criação da Coordenadoria de Atividade Especial e Segurança do Uso (SEGUR),
vinculado à Secretaria Municipal de Licenciamento (SEL), pelo Decreto 54.213/2013;
2017 – Criação da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) e
vinculação da SEGUR na nova secretaria.
EVENTO TEMPORÁRIO
Podemos definir EVENTO como sendo uma “iniciativa cujo objetivo é de reunir
pessoas para diversas finalidades como comemorações, festividades culturais
ou sociais, troca de informações, etc.”(SANTOS, 2015);

Ainda, de acordo com o SENAC (2000), evento pode ser definido como “qualquer
acontecimento que foge à rotina, programado com o intuito de reunir um
grupo de pessoas”.
ALVARÁ DE AUTORIZAÇÃO DE EVENTO
TEMPORÁRIO
Amparo Legal:

- Itens 3.5 e 16.6 do Anexo I da Lei Municipal Nº 11.228/1992, regulamentado


pelo Decreto Nº 32.329/1992;

- Decreto Municipal Nº 49.969/2008.


ANÁLISE DO PROCESSO
Dimensionamento de público e escoamento;
 Equipamentos de segurança;
 Brigada de incêndio;
 Instalações elétricas;
 Sistema de SPDA;
 Segurança patrimonial;
 Acessibilidade;
 Estabilidade estrutural;
 Equipe médica (GPAE);
 Interferências em espaços públicos (PMESP, CBPMESP, CET, GCM, Prefeitura Regional) -
Artigo 144 da Constituição Federal
O CADERNO TÉCNICO
Com o objetivo de ampliar e facilitar o acesso às
informações, necessárias para a obtenção do
Alvará de Autorização para Eventos
Temporários, a SMUL / SEGUR-3 apresenta este
CADERNO TÉCNICO, tendo como preceitos o
art. 24 do Decreto Nº 49.969/2008.

Última Versão: Abril / 2017


ÓRGÃOS PÚBLICOS MUNICIPAIS
 Grupo de Planejamento e Ações Estratégicas para Eventos e Eventos em
Massa – SMS / GPAE;

 Coordenação de Vigilância Sanitária – SMS / COVISA;

 Companhia de Engenharia de Tráfego – SMT / CET (Setor de Protocolo);

 Guarda Civil Metropolitana – GCM.


POLÍCIA MILITAR
Portaria do Cmt G nº PM3-001/02/14, de 30/06/2014, que disciplina o disposto na
Resolução SSP-122/85, baixando instrução técnica para a realização das vistorias
prévias, bem como as orientações gerais em decorrência das disposições contidas na Lei
de referência “1.4.”, nos casos de solicitação de policiamento ostensivo-preventivo a ser
efetuado pela Polícia Militar em espetáculos artísticos, culturais, desportivos e outros,
desde que realizados em ambiente fechado ou em área isolada, aberta ou não, mas com
finalidade lucrativa.

Diretriz Nº PM3-007/02/14, de 31/06/2014, que visa estabelecer procedimentos


para a execução de vistorias prévias em edificações e recintos visando ao fornecimento
de policiamento ostensivo-preventivo para espetáculos públicos destinados à realização
de eventos culturais, desportivos ou artísticos, bem como orientações gerais para o
recolhimento da Taxa de Fiscalização e Serviços Diversos nos eventos com fins lucrativos.
POLÍCIA MILITAR
PÁGINA DE SEGUR

Clique aqui
DÚVIDAS ?
OBRIGADO!!

Divisão Técnica de Local de Reunião e Eventos Temporários – SMUL / SEGUR-3

Rua São Bento, 405 – 19º Andar, Sala 193A – Centro


(Edifício Martinelli)

Telefones: +55 11 3243-1233 / 1234


E-mail: segur3@prefeitura.sp.gov.br