Você está na página 1de 25
Nucleossítese Primordial

Nucleossítese

Primordial

Nucleossítese Primordial
Nucleossítese Primordial
Big Bang ● Idade do universo 13.8 bilhões de anos. ● Alta Temperatura ● Expansão ●

Big Bang

Idade do universo 13.8 bilhões de anos.

Alta Temperatura

Expansão

Radiação eletromagnética

E = m c 2

Introdução

Big Bang ● Idade do universo 13.8 bilhões de anos. ● Alta Temperatura ● Expansão ●
Formação do Deutério ● Temperatura necessária ~ 10 K ● Tempo = 8s

Formação do Deutério

Temperatura necessária ~ 10 9 K

Tempo = 8s

Formação do Deutério ● Temperatura necessária ~ 10 K ● Tempo = 8s
Formação do He

Formação do 4 He

Formação do He
Formação : ● Deutério ● He ● He ● Li Elemento mais pesados que o Li

Formação :

Deutério

4 He

3 He

7 Li

Formação : ● Deutério ● He ● He ● Li Elemento mais pesados que o Li

Elemento mais pesados que o 7 Li não foram criados

Referências

Referências ● Souza, Ronaldo E., Introdução à cosmologia, Edusp, 2004 ● Podcast Fronteiras da Ciência Temp.

Souza, Ronaldo E., Introdução à cosmologia, Edusp, 2004

Podcast Fronteiras da Ciência Temp. 09 Epis. 14 Nucleossíntese

(http://frontdaciencia.blogspot.com/2018/06/nucleossintese.html)

Formação de elementos pesados e nucleossíntese explosiva

Formação de elementos pesados e nucleossíntese explosiva ● Os elementos do “grupo do ferro” são aqueles

Os elementos do “grupo do ferro” são aqueles mais fortemente ligados

Acima do ferro, as reações deixam de ser exotérmicas, e, então, a fase quiescente da queima nuclear

é interrompida

Processo s e Processo r

Processo s e Processo r ● Os principais processos de produção dos elementos mais pesados são

Os principais processos de produção dos elementos mais pesados são o processo s e o processo r

Nesses processos, núcleos como 56 Fe e outros capturam nêutrons produzidos nas reações nucleares em fases evolutivas anteriores

Decaimento beta

Decaimento beta ● O decaimento beta é um processo pelo qual um núcleo instável pode transformar-se

O decaimento beta é um processo pelo qual um núcleo instável pode transformar-se em outro núcleo mediante a emissão de uma partícula beta

Nesse processo, os números atômicos e de nêutrons são alterados

O decaimento beta pode ser positivo ou negativo

Decaimento beta

negativo

Decaimento beta negativo • Um nêutron no núcleo do átomo se transforma em um próton, um

Um nêutron no núcleo do átomo se

transforma em um

próton, um elétron e

um antineutrino O elétron e o

antineutrino deixam o

núcleo, que agora tem um próton a mais do que antes

Decaimento beta negativo • Um nêutron no núcleo do átomo se transforma em um próton, um

Decaimento beta

Decaimento beta positivo • Um próton no núcleo do átomo se transforma em um nêutron, um

positivo

Um próton no núcleo do átomo se

transforma em um

nêutron, um pósitron e

um neutrino O pósitron e o neutrino

deixam o núcleo, que

agora tem um nêutron a mais e um próton a menos do que antes

Decaimento beta positivo • Um próton no núcleo do átomo se transforma em um nêutron, um
Processo s ● O “s” vem da palavra “ slow ”, em referência à escala de

Processo s

O “s” vem da palavra “slow”, em referência à escala de tempo para captura de nêutrons comparada à escala de tempo do decaimento beta

Ele ocorre em escalas de tempo longas com relação ao tempo de decaimento beta

• Pela natureza do processo, é necessário um ambiente com baixa densidade de nêutrons • para

Pela natureza do processo, é necessário um ambiente com baixa densidade de nêutrons

para que ele possa ocorrer As características propícias

para a sua ocorrência estão

presentes em estrelas na fase AGB Formação de nêutrons por reações desencadeadas por pulsos térmicos da estrela

• Pela natureza do processo, é necessário um ambiente com baixa densidade de nêutrons • para
• Pela natureza do processo, é necessário um ambiente com baixa densidade de nêutrons • para

Pela natureza do processo, é necessário um ambiente com baixa densidade de nêutrons

para que ele possa ocorrer As características propícias

para a sua ocorrência estão

presentes em estrelas na fase AGB Formação de nêutrons por reações desencadeadas por pulsos térmicos da estrela

• Pela natureza do processo, é necessário um ambiente com baixa densidade de nêutrons • para

Processo s: Fim

Processo s: Fim • O processo s tem fim • quando é formado o Bi O

O processo s tem fim

quando é formado o Bi O 210 Bi dá origem ao 210 Po, que, em seguida, sofre decaimento alfa,

voltando ao 206 Pb

(t 1/2 ) 209 Bi = 1,9 x 10 19 , elemento “estável”, mais

pesado

Processo r ● O “r” vem da palavra “ rapid ”, pois, ao contrário do processo

Processo r

O “r” vem da palavra “rapid”, pois, ao contrário do processo s, a escala de tempo de captura de nêutrons é curta comparada à escala de tempo de decaimento beta

Esse processo é o responsável pela formação de elementos mais pesados que o 209 Bi

Processo r ● Este processo exige um fluxo de nêutrons extremamente alta para poder ocorrer, e,

Processo r

Este processo exige um fluxo de nêutrons extremamente alta para poder ocorrer, e, por isso, está associado a eventos explosivos energéticos, caracterizando a nucleossíntese explosiva

Pode, portanto, ocorrer nas explosões de supernovas de tipo II, deixando como remanescente uma

estrela de nêutrons, que propicia o fluxo de nêutrons necessário

Comparação: r vs s

Comparação: r vs s

Comparação: r vs s
Processo p ● Um outro processo de formação de elementos mais pesados que o ferro é

Processo p

Um outro processo de formação de elementos mais pesados que o ferro é o processo p

Este processo difere dos processos s e r, pois se dá pela captura de prótons quando a temperatura for alta o suficiente

Ele dá origem a elementos pesados ricos em prótons

Processo p ● Os mecanismos para a produção dos elementos são: 1. (p,gamma); 2. (p,n); 3.

Processo p

Os mecanismos para a produção dos elementos são:

  • 1. (p,gamma);

  • 2. (p,n);

  • 3. (gamma,n) -> fotodissociação

Acredita-se que a nucleossíntese por esse processo ocorra nos estágios iniciais de uma supernova de tipo II na camada de O/Ne

• No sistema solar, os elementos Y, Ba, Sr, Zr, La e Ce são produzidos principalmente

No sistema solar, os elementos Y, Ba, Sr, Zr, La e Ce são produzidos principalmente pelo proceso s

Já o proceso r é a principal

origem de Eu, Dy e Sm

Ambos processos contribuem para a formação de Rb, Pr e Nd

• No sistema solar, os elementos Y, Ba, Sr, Zr, La e Ce são produzidos principalmente