Você está na página 1de 23

 O Bacharel em Engenharia Mecânica ou

Engenheiro Mecânico atua, de forma generalista, no


desenvolvimento de projetos de sistemas mecânicos e
termodinâmicos.
 Em suas atividades:
 Otimiza, projeta, instala, mantém e opera
sistemas mecânicos, termodinâmicos,
eletromecânicos, de estruturas e elementos de
máquinas, desde sua concepção, análise e
seleção de materiais, até sua fabricação, controle
e manutenção.
 Coordena e supervisiona equipes de trabalho;
 Realiza pesquisa científica e tecnológica e
estudos de viabilidade técnico-econômica;
 Executa e fiscaliza obras e serviços técnicos;
Sobre o Bacharelado
 Efetua vistorias, perícias e avaliações, emitindo  O Bacharelado se configura como
laudo e pareceres. curso superior generalista, de
formação, científica e humanística, que
 Em sua atuação, deve considerar a ética, a confere, ao diplomado, competências
segurança e os impactos socioambientais. em determinado campo do saber para
o exercício.
O QUE É?

• Engenheiro mecânico ou engenheiro mecanicista:


• É o profissional responsável:
• pelo projeto, execução, manutenção
• por colocar em funcionamento qualquer tipo de
equipamento que produz, transmite ou utiliza energia,
como motores e máquinas em geral.
O QUE É?

• Cuida sempre:
• da segurança, qualidade e eficiência
operacional e financeira,
• da certificação e documentação técnica
dos sistemas mecânicos.
• Para tal, efetuam cálculos, elaboram
modelos matemáticos, simulações e
testes, para que tudo saia perfeito e
pronto para o uso do consumidor.
O QUE É?

• A engenharia mecânica é relacionada à


engenharia de materiais, térmica e
industrial, que durante a concepção de
qualquer produto, deve integrar as
diversas áreas de engenharia para
definir :
• qual o material que será
utilizado com as propriedades
mais adequadas e menor custo.
QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?
Para ser um engenheiro mecânico, é importante ter:
• facilidade para a matemática e física;
• interesse pela montagem e funcionamento dos
diversos sistemas mecânicos que existem.
QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?
Também, é interessante apresentar as seguintes características:
• Agilidade;
• Flexibilidade;
• Atenção a detalhes;
• Capacidade de concentração;
• Capacidade de adaptação a novas situações;
• Habilidade para trabalhar em equipe;
• Senso prático;
• Capacidade de organização;
• Raciocínio espacial e abstrato desenvolvido.
QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?
Também, é interessante apresentar as seguintes características:
• Interesse pelas ciências;
• Gosto pela pesquisa;
• Interesse em construir coisas;
• Interesse por novas técnicas e tecnologias;
• Interesse por computadores;
• Habilidade com máquinas e motores;
QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?
Para atuar como engenheiro mecânico:
• Realizar o Exame Nacional do Ensino Médio
(ENEM);
• Inscrever no Sistema de Selação Unificado (SiSU)
selecionando a opção Engenharia Mecânica
(Bacharelado);
• Em caso de aprovação na Universidade Federal de
Itajubá (UNIFEI) fará um curso
• que tem duração média de cinco anos
• desenvolve as principais competências
relacionadas às áreas de Matemática,
Estatística, Ciências e Projetos Mecânicos,
além de disciplinas específicas como
Processos de Fabricação, Fluidos, Controle e
Automação.
QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?
Para atuar como engenheiro mecânico:
• Também, é importante ter domínio do
inglês e computação, PRESENTES na
rotina diária do engenheiro mecânico;
• E estar informado sobre as novas
tecnologias e processos industriais, em
cursos extracurriculares e palestras sobre
o assunto.
Componentes Curriculares Carga Horária (Hora/Aula) Carga Horária (Horas)
Atividade de Complementação 65 60
Disciplina Obrigatória 3696 3388
Estágio Supervisionado 305 280
Disciplina Optativa 96 88
Trabalho Final de Graduação 128 117
Total 4291 3933
CCO016 Fundamentos de Programação BAC002 Comunicação e Expressão
DES201 Desenho Técnico Básico DES204 Desenho Técnico Auxiliado por Computador
1º Período

EME040 Introdução à Engenharia Mecânica FIS203 Física I

2º Período
FIS104 Metodologia Científica FIS213 Física Experimental I
FIS114 Laboratório de Metodologia Científica MAT002 Cálculo II
MAT001 Cálculo I MCM002P Estruturas e Propriedades dos Materiais (Laboratório)
MAT011 Geometria Analítica e Álgebra Linear MCM002T Estruturas e Propriedades dos Materiais
QUI102 Química Geral e Inorgânica
QUI112 Química Experimental
SOC002 Ciências Humanas e Sociais

EME303 Mecânica Vetorial-Estática FIS403 Física Geral III


EPR004 Higiene e Segurança no Trabalho EME403P Metrologia Dimensional Experimental
3º Período

ECN001 Economia EME403T Metrologia Dimensional

4º Período
MAT003 Cálculo III EME404 Mecânica Vetorial-Dinâmica
MAT013 Probabilidade e Estatística EME405P Resistência dos Materiais
MAT021 Equações Diferenciais I EME405T Resistência dos Materiais
MCM003P Materiais para Construção Mecânica (Laboratório) FIS503 Física Geral IV
MCM003T Materiais para Construção Mecânica MAT012 Cálculo Numérico
MAT022 Equações Diferenciais II
EAM002 Ciências do Ambiente EEL621P Eletricidade Experimental II
EEL521 Eletricidade I EEL621T Eletricidade II
5º Período

EME002 Tecnologia da Fabricação I EME003 Tecnologia da Fabricação II

6º Período
EME502 Mecânica dos Fluidos I EME603 Mecânica dos Fluidos II
EME503 Termodinâmica I EME605 Transferência de Calor I
EME504 Vibrações Mecânicas I EME606 Termodinâmica II
EME505P Resistência dos Materiais II (Laboratório) EME608P Vibrações Mecânicas Experimental II
EME505T Resistência dos Materiais II EME608T Vibrações Mecânicas II
EPR002 Organização Industrial e Administração

EME004P Tecnologia da Fabricação Experimental III


EME004T Tecnologia da Fabricação III
EME701 Transferência de Calor II
7º Período

EME702P Eletrônica e Instrumentação Experimental


EME702T Eletrônica e Instrumentação
EME704 Elementos de Máquinas I
EME705 Máquinas de Fluxo I
EME706 Sistemas Térmicos I
EME707P Sistemas Hidropneumáticos Experimental I
EME707T Sistemas Hidropneumáticos I

EME005P Tecnologia da Fabricação Experimental IV EME006 Automação da Manufatura


EME005T Tecnologia da Fabricação IV EME604P Fratura e Fadiga dos Materiais Experimental
9º Período

EME703 Desenho de Máquinas EME604T Fratura e Fadiga dos Materiais


8º Período

EME802 Elementos de Máquinas II EME901 Refrigeração e Ar Condicionado


EME803 Máquinas de Fluxo II EME904 Manutenção Mecânica
EME804 Sistemas Térmicos II EME905 Controle de Sistemas Mecânicos
EME805P Sistemas Hidropneumáticos Experimental II EME907 Centrais Hidrelétricas
EME805T Sistemas Hidropneumáticos II EPR502 Engenharia Econômica
EME806 Ventilação
ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES
Na engenharia automobilística, com o desenvolvimento de
projetos, fabricação e manutenção de veículos automotivos e seus
componentes;
Na engenharia aeronáutica, atuando na manutenção e revisão
de aeronaves, desenvolvimento de projetos nas áreas de
aerodinâmica, estabilidade e cálculos estruturais de aviões;
Em processos de fabricação, fazendo o desenvolvimento de novas
tecnologias relacionadas à transformação de matérias-primas em
produtos;
ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES
Bioengenharia, no desenvolvimento de sistemas e dispositivos que
auxiliem no tratamento de doenças e propiciem melhor qualidade
de vida às pessoas;
Área de projetos mecânicos: desenvolvimento de projetos na área
estrutural, que envolvem equipamentos industriais e automotivos,
utilizando a automação de processos e a simulação computacional;
Área mecatrônica, com a conjugação de dispositivos eletrônicos de
automação em equipamentos mecânicos;
Área acústica: desenvolvimento de projetos para controle de
ruídos e, também, de distribuição espacial do som em ambientes -
como auditórios, cinemas e casas de shows.
ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES
Mecânica computacional: simulação de processos e componentes
mecânicos em computador, visando à redução de custos e à otimização
de processos de desenvolvimento e de fabricação de componentes
mecânicos;
Fontes renováveis de energia, no desenvolvimento de novas formas de
conversão de energia, além de planejamento e gestão de sistemas
energéticos;
Área de refrigeração e condicionamento de ar, com análise, projeto,
operação, controle e manutenção de equipamentos e sistemas térmicos
e energéticos;
MERCADO DE TRABALHO
Uma área do mercado de trabalho que está bastante em alta
para o engenheiro mecânico é aquela onde ele desenvolve
projetos para fontes renováveis de energia. Com a constante
preocupação ambiental, a área que atua na concepção de novas
formas de conversão de energia, planejamento e gestão de
sistemas energéticos que não agridam a natureza torna-se um
importante pólo de contratação destes profissionais. Outro
setor importante que tem destaque no mercado de trabalho é o
das montadoras de automóveis. A chegada destas empresas
favoreceu a abertura de pequenas indústrias e fornecedoras de
autopeças, abrindo mercado para a contratação de engenheiros
mecânicos para prestar serviços de mão-de-obra terceirizada a
essas empresas.
Além disso, esses profissionais podem atuar na área de energia, particularmente na exploração de
petróleo, no desenvolvimento de máquinas e equipamentos para perfuração de poços e transporte
de fluidos, na criação de mecanismos de armazenamento e distribuição de energia, com o uso de
sistemas nucleares, geotérmicos, solares e eólicos.
Quanto ganha um engenheiro mecânico?
O salário de engenharia mecânica é ditado por diversos fatores que
incluem: necessidades regionais, demandas técnicas específicas,
qualificação necessária para o cargo, setor da economia,
conhecimento de idioma estrangeiro, entre outros. Desta forma, o
salário será sempre função da necessidade e da disponibilidade da
empresa pagar mais por seu quadro de engenheiros.
A exemplo disso vemos empresas como Petrobrás, Usiminas e Vale,
que efetuam programas de treinamento remunerado e, a este,
vantagens que chegam a incluir o pagamento de pós-graduação. À
parte das questões de sazonalidades e de necessidades específicas,
segundo a lei, o engenheiro mecânico tem um piso salarial mínimo
que deve ser respeitado em todo o território nacional.
Além do piso salarial, a lei estabelece que a jornada de trabalho
para o engenheiro mecânico seja de seis horas diárias. As horas
restantes devem ser remuneradas na qualidade de horas extras, ou o
piso salarial deverá ser ajustado. Para trabalho em regime de seis
horas é de seis salários mínimos (atualmente R$ 4.344). Se o
profissional trabalhar em regime de oito horas diárias, o salário deve
ser ajustado para um valor entre oito salários mínimos e meio a
nove salários mínimos (atualmente entre R$ 6.154 e R$ 6.516).