Você está na página 1de 5

Reportagem

O que é?
A reportagem é um subgénero do texto jornalístico veiculado pelos meios de
comunicação social. É um texto predominantemente informativo, que pressupõe um
trabalho de investigação do repórter que se desloca ao local, tomando contacto com a
situação ou acontecimento. O repórter observa os acontecimentos, seleciona a
informação e entrevista pessoas. A reportagem é o produto desse trabalho, sendo
simultaneamente objetiva na informação que transmite e subjetiva pelas opiniões
veiculadas.
1. A reportagem escrita

A reportagem escrita apresenta uma estrutura semelhante à da notícia:


• título, podendo ter antetítulo e subtítulo;
• lead ou introdução/abertura, com a apresentação do tema da reportagem;
• desenvolvimento/corpo da reportagem, onde o tema é desenvolvido
pormenorizadamente, a partir da narração dos factos, da descrição do
ambiente, de pessoas ou de situações, inclusão de opiniões de pessoas
envolvidas na situação/ acontecimento/facto…;
1. A reportagem escrita

A reportagem é, geralmente, um texto mais longo do que outros textos


jornalísticos, que pode ter sequências narrativas, descritivas e
conversacionais. Pode ser complementada com caixas, blocos do texto com
destaque para certas informações, e ilustrada com imagens/fotografias com
legenda.
2. A reportagem televisiva

A reportagem televisiva tem vários tipos de estrutura, sendo a estrutura


circular uma das mais eficazes. A reportagem começa e acaba com o mesmo
ângulo. A sua construção assenta numa descrição de vários aspetos
encadeados e interligados, criando um círculo fechado. Tem a vantagem de
transmitir ao espectador a ideia de que tudo foi tratado, tudo foi visto, tudo foi
explicado. Ao acabar como começou, a reportagem dá a ideia de ter feito uma
viagem completa. […] A sensação final é a de que a reportagem teve princípio,
meio e fim.

Jorge Nuno de Oliveira, Manual de jornalismo de televisão, Lisboa, Cenjor, IEFP, 2007, p. 44
Que características tem?

A reportagem (escrita e televisiva) caracteriza-se por apresentar:


•temas atuais e interessantes;
•texto objetivo que se centra na objetividade dos factos;
•visão subjetiva decorrente dos comentários do repórter e outros intervenientes;
•discurso na 3.ª pessoa e, eventualmente, na 1.ª pessoa;
•discurso direto;
•recursos verbais e não verbais como são exemplo a postura, o tom de voz, a
articulação, o ritmo, a entoação, a expressividade, o silêncio, as imagens, as
fotografias e o olhar.