Você está na página 1de 108

física

mecânica

QUESTÕES DE VESTIBULARES

2012.1 (1 o semestre)

2012.2 (2 o semestre)

CINEMÁTICA

sumário

VESTIBULARES

2012.1

2

VESTIBULARES

2012.2

21

LEIS DE NEWTON

VESTIBULARES

2012.1

28

VESTIBULARES

2012.2

46

ENERGIA

VESTIBULARES

2012.1

53

VESTIBULARES

2012.2

73

GRAVITAÇÃO

VESTIBULARES

2012.1

79

VESTIBULARES

2012.2

83

ESTÁTICA

VESTIBULARES

2012.1

85

VESTIBULARES

2012.2

88

HIDROSTÁTICA

VESTIBULARES

2012.1

91

VESTIBULARES 2012.2

101

HIDRODINÂMICA

VESTIBULARES

2012.1

106

VESTIBULARES

2012.2

107

japizzirani@gmail.com

MECÂNICA

CINEMÁTICA

VESTIBULARES 2012.1

(UERJ-2012.1) - ALTERNATIVA: 38 D e 39 C Utilize as informações a seguir para responder às questões de números 38 e 39.

Três bolas − X, Y e Z − são lançadas da borda de uma mesa, com

velocidades iniciais paralelas ao solo e mesma direção e sentido.

A tabela abaixo mostra as magnitudes das massas e das velocida-

des iniciais das bolas.

 

bolas

massa (g)

velocidade inicial (m/s)

X

5

20

Y

5

10

Z

10

8

QUESTÃO 38

 

As relações entre os respectivos tempos de queda t x , t y e t z das bolas X, Y e Z estão apresentadas em:

a) t x < t y < t z

b) t y < t z < t x

c) t z < t y < t x

*d) t y = t x = t z

QUESTÃO 39

As relações entre os respectivos alcances horizontais A x , A y e A z das bolas X, Y e Z, com relação à borda da mesa, estão apresentadas em:

a) A x < A y < A z

b) A y = A x = A z

*c) A z < A y < A x

d) A y < A z < A x

(UERJ-2012.1) - RESPOSTA: t = 4v 0 /a Dois carros, A e B, em movimento retilíneo acelerado, cruzam um mesmo ponto em t = 0 s. Nesse instante, a velocidade v 0 de A é igual à metade da de B, e sua aceleração a corresponde ao dobro da de B. Determine o instante em que os dois carros se reencontrarão, em função de v 0 e a.

(UERJ-2012.1) - RESOLUÇÃO NO FINAL DA QUESTÃO Galileu Galilei, estudando a queda dos corpos no vácuo a partir do repouso, observou que as distâncias percorridas a cada segundo de queda correspondem a uma sequência múltipla dos primeiros núme- ros ímpares, como mostra o gráfico abaixo.

3 x5 = 15 m 5 x 5 = 25 m 1x5 = 5 m
3 x5 = 15 m
5 x 5 = 25 m
1x5 = 5 m
7 x5 = 35 m

Determine a distância total percorrida após 4 segundos de queda de um dado corpo. Em seguida, calcule a velocidade desse corpo em t = 4 s.

RESOLUÇÃO UERJ-2012.1:

A distância total é dada pela soma das distâncias apresentadas no

gráfico, ou seja, 80 m.

A velocidade após 4 s é o dobro da velocidade média:

v m = 80/4 = 20 m/s v = 40 m/s

japizzirani@gmail.com

(VUNESP/UFSCar-2012.1) - ALTERNATIVA: E No fabrico de sequilhos, uma máquina goteja a massa sobre uma

esteira que conduz as gotas ao forno. No mesmo instante em que as gotas caem sobre a esteira, novas gotas estão iniciando sua queda

de 45 cm.

a esteira, novas gotas estão iniciando sua queda de 45 cm. Considerando g = 10 m/s

Considerando g = 10 m/s 2 e sabendo que a esteira possui movimen-

to uniforme de velocidade 20 cm/s, a distância entre duas fileiras

consecutivas de gotas da massa sobre a esteira é, em cm, igual a

a) 25.

d) 9.

b) 22.

*e) 6.

c) 15.

(VUNESP/UFSCar-2012.1) - ALTERNATIVA: A

O mesmo eixo que faz girar as pás de um ventilador faz com que

seu corpo oscile para lá e para cá, devido à conexão de uma engre-

nagem pequena de 4 mm de diâmetro (pinhão) à outra grande de

40 mm de diâmetro (coroa).

pinhão coroa
pinhão
coroa

Considerando π = 3,1 e sabendo que o período de rotação da coroa é de 1 minuto, pode-se determinar que a hélice do ventilador, presa

ao eixo do motor, gira com velocidade angular, em rad/s, aproxima-

damente igual a *a) 1.

d) 4.

b) 2.

e) 5.

c) 3.

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: B

A matéria está organizada em estruturas de diferentes escalas.

Um pequeno bloco de cristal apresenta dimensões da ordem de

10 2 m, enquanto o átomo de hidrogênio tem dimensões da ordem

de 10 8 cm. Com base nessas informações, um pequeno bloco de cristal é maior

do que o átomo de hidrogênio um número de vezes igual a

a) 1 000 000 000

*b) 100 000 000

c) 10 000 000

d) 1 000 000

e) 100 000

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: A Durante uma viagem, um passageiro observou que o ônibus passou

por cinco marcos de quilometragem, consecutivos, no intervalo de

16 minutos.

Sabendo-se que os marcos de quilometragem estão separados re-

gularmente de uma distância igual a 5,0 km, a velocidade escalar média do ônibus, medida pelo passageiro, em km/h, foi de

*a) 75

d) 95

b) 80

e) 100

c) 90

2

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: C Um caminhão passou no quilômetro 100 de uma rodovia com velo- cidade de 50,0 km/h, manteve essa velocidade até o quilômetro 110, quando freou uniformemente e parou em uma placa que indicava

120,0 km. No instante em que o caminhão passou no quilômetro 100, uma mo- tocicleta que se encontrava parada nesse local partiu com movimen- to uniformemente acelerado durante parte do percurso e uniforme- mente retardado em seguida, até parar no quilômetro 120, chegando junto com o caminhão. Nessas condições, a velocidade máxima da motocicleta, em km/h, foi, aproximadamente, igual a

a) 70

b) 69

*c) 67

d) 65

e) 60

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: C Durante um jogo de futebol, um goleiro chuta uma bola para um jogador, distante 20,0m, a uma velocidade de 36km/h e inclinada de 45° em relação a horizontal. Desprezando-se a resistência do ar e considerando-se o módulo da aceleração da gravidade local como sendo 10,0m/s 2 , sen 45° =

, a velocidade que o jogador deve correr para alcançar

a bola na mesma altura que foi lançada, em m/s, é, aproximadamen-

te, igual a

a) 3,5

b) 5,0

*c) 7,0

d) 10,0

e) 14,0

cos 45° = 2

2

(UNIFENAS/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: C

Uma partícula, sujeita à seguinte equação horária: s = - 6 + 6t 2 , onde

o espaço é medido em metros e o tempo, em segundos. Analise e assinale verdadeiro (V) ou falso (F).

• O movimento é uniformemente variado; • A velocidade inicial é 12 km/h;

• A trajetória é parabólica;

• Na origem dos espaços, a velocidade é de 12 m/s;

• Para t = 1s, o movimento é progressivo e acelerado

a) V,F,V,V,F.

b) V,V,F,F,V.

*c) V,F,F,V,V.

d) V,V,V,V,V.

e) F,V,F,V,V.

(UNIFENAS/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A Sabe-se que determinado foguete, que movimenta um sistema tri- ortogonal, possui as seguintes funções horárias:

x = 2t 2

y = −1t 3

z = 10t

Onde x, y e z são dadas em metros e t, em segundos. Assim, encon- tre o módulo da aceleração vetorial, para t igual a 1 segundo.

*a) √52 m/s 2 .

b) 4 m/s 2 .

c) 13 m/s 2 .

d) 6 m/s 2 .

e) 2 m/s 2 .

(CESGRANRIO/FMP-2012.1) - ALTERNATIVA: D Dois carros partem simultaneamente de um ponto A e se dirigem em linha reta ao ponto B, situado a 300 m de distância de A. O carro 1 possui velocidade uniforme igual a 72 km/h. O carro 2 parte com uma velocidade igual a 5,0 m/s e é acelerado, sendo a aceleração

igual a 1,0 m/s 2 . Os tempos gastos pelos carros 1 e 2, em segundos, para irem de A até B são, respectivamente,

a) 4,17 e 15

b) 4,17 e 60

c) 4,17 e 150

*d) 15 e 20

e) 15 e 60

japizzirani@gmail.com

(CESGRANRIO/FMP-2012.1) - ALTERNATIVA: C A figura ilustra o gráfico da velocidade em função do tempo para um carro em movimento.

V (km/h)

80

15 45 T (min)
15
45 T (min)

Qual a distância total percorrida, em quilômetros, pelo carro, após 45 minutos?

a) 10

b) 40

*c) 50

d) 60

e) 70

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um corpo que cai a partir do repouso em queda livre no vácuo, de- pois de percorrer uma altura h, chega ao solo com velocidade v. Abandonado do repouso, de uma altura 4h, o corpo atinge o solo com velocidade

a) nula

*b) 2v

c) 3v

d) 4v

e) 5v

(PUC/PR-2012.1) - QUESTÃO ANULADA - RESPOSTA: 90 cm Durante um jogo de tacobol (bete-ombro), a bola deixa o taco de um rebatedor com uma velocidade de 60 m/s. Tipicamente, durante uma tacada, a bola fica em contato com o taco por 30 ms (milissegundos,

1 ms = 10 3 s). Suponha que a bola parte do repouso e que é ace-

lerada a uma taxa constante. Assim, qual a distância percorrida pela bola durante a tacada?

a) 20 cm

b) 18 cm

c) 2,0 cm

d) 9,0 cm

e) 5,0 cm

(VUNESP/EMBRAER-2012.1) - ALTERNATIVA: A Considere o gráfico a seguir em que está representada a posição
(VUNESP/EMBRAER-2012.1) - ALTERNATIVA: A
Considere o gráfico a seguir em que está representada a posição
de dois automóveis em uma estrada reta, durante um certo intervalo
de tempo.
Distância
(km)
30
B
15
A
0
10
Tempo (min)
20

Com relação às informações fornecidas pelo gráfico, pode-se afir- mar que no intervalo de tempo de *a) 0 a 10 min, a velocidade de ambos os veículos foi igual.

b) 0 a 10 min, a distância percorrida por A foi menor do que a per-

corrida por B.

c) 0 a 20 min, a velocidade de B foi maior do que a de A.

d) 10 a 20 min, a distância entre os veículos A e B aumentou.

3

(IMT-MAUÁ/SP-2012.1) - RESPOSTA: a) x = 338,7 m

b) v m = 132,3 m/s

A equação horária do movimento retilíneo de uma partícula é dada

por x(t) = 4A 2 + 2B 3 com as grandezas A e B descritas nos gráficos.

A (m 1 2 ) 7 6 5 4 3 2 1 t (s) 0
A
(m 1 2 )
7
6
5
4
3
2
1
t
(s)
0
1
2
3
4
5
B
(m 1 3 )
7
6
5
4
3
2
1
t
(s)
0
1
2
3
4
5

Determine

a) a posição no instante t = 4,0 s;

b) a velocidade média entre os instantes t = 2,0 s e t = 4,0 s.

(CEFET/RJ-2012.1) - ALTERNATIVA: C

Em 12 de abril de 1961, Gagarin estava a bordo da espaçonave Vostok-1, lançada de uma plataforma em Baikonur, no Cazaquistão, por um foguete Soyuz. Durante o voo, que durou 108 minutos, sendo 90 minutos efetivamente no espaço, completou uma órbita ao redor da Terra, viajando a uma velocidade aproximada de 27 mil km/h.

Considerando os valores indicados no texto, a distância percorrida por Gagarin enquanto efetivamente no espaço foi de

a) 11250 km

b) 18000 km

*c) 40500 km

d) 685000 km

(UEG/GO-2012.1) - ALTERNATIVA: A Considere dois anéis com raios a e b, sendo b > a. No instante t = 0, os dois anéis se encontram com seus centros na origem. Sabendo- se que as acelerações dos anéis são a 1 e a 2 e que ambos partem do repouso, a distância que o centro do anel menor percorrerá até que sua extremidade toque no anel maior será de:

*a) a 1 (b − a) / (a 1 − a 2 )

b) a 1 (b − a) / (a 1 + a 2 )

c) a 1 (b + a) / (a 1 − a 2 )

d) a 1 (b + a) / (a 1 + a 2 )

(PUC/RJ-2012.1) - ALTERNATIVA: B Uma pessoa caminha sobre uma estrada horizontal e retilínea até chegar ao seu destino. A distância percorrida pela pessoa é de 2,5 km, e o tempo total foi de 25 min. Qual o módulo da velocidade da pessoa?

a) 10 m/s

*b) 6,0 km/h

c) 10 km/h

d) 6,0 m/s

e) 10 km/min

japizzirani@gmail.com

(VUNESP/UNISA-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um jovem vestibulando caminha em uma trajetória retilínea, a partir de uma posição por ele registrada, pensando em decidir sobre a carreira que deverá seguir profissionalmente. Desloca-se, então, no sentido positivo de seu caminho quando, de repente, para e resolve prestar exame para Medicina. Volta, então, para contar sua decisão

e, já na origem da trajetória, comunica a um amigo o fato. A situação

descrita pode ser representada pelo diagrama a seguir.

S (m) 10,0 A 5,0 P B 0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 t
S
(m)
10,0
A
5,0
P
B
0 1,0
2,0
3,0
4,0
5,0
6,0
t (s)
−5,0

Ao analisar esse gráfico, pode-se concluir que

a) a tangente da reta AB representa a aceleração do jovem, em seu

caminho de volta. *b) a velocidade média do estudante em seu caminho de ida, até parar, foi de 10 m/s.

c) o jovem permanece em repouso durante 4,0 s.

d) o rapaz caminhou em movimento uniforme, tanto na ida quanto

na volta.

e) o deslocamento vetorial do rapaz foi, em módulo, igual a 25 m.

(PUC/RJ-2012.1) - ALTERNATIVA: A

Duas crianças disputam um saco de balas que se situa exatamente na metade da distância entre elas, ou seja, d/2, onde d = 20 m.

A criança (P) corre com uma velocidade constante de 4,0 m/s. A

criança (Q) começa do repouso com uma aceleração constante

a = 2,0 m/s 2 .

Qual a afirmação verdadeira?

*a) (P) chega primeiro ao saco de balas, mas a velocidade de (Q) nesse instante é maior.

b) (Q) chega primeiro ao saco de balas, mas a velocidade de (P)

nesse instante é maior.

c) (P) chega primeiro ao saco de balas, mas a velocidade de (Q) é

igual à de (P), nesse instante.

d) (Q) chega primeiro ao saco de balas, mas a velocidade de (Q) é

igual à de (P), nesse instante.

e) (P) e (Q) chegam ao mesmo tempo ao saco de balas, e a veloci-

dade de (Q) é igual à de (P).

(PUC/RJ-2012.1) - ALTERNATIVA: D

O vetor posição de um objeto em relação à origem do sistema de

coordenadas pode ser desenhado como mostra a figura.

Y (m) 12 10 8 6 4 2 0 0 2 4 6
Y (m)
12
10
8
6
4
2
0
0
2
4
6

X (m)

Calcule o módulo em metros deste vetor.

a) 5,0

b) 7,5

c) 10,0

*d) 11,2

e) 15,0

4

(PUC/RJ-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um objeto é abandonado do alto de um prédio de altura 80 m em

t = 0. Um segundo objeto é largado de 20 m em t = t 1 . Despreze a resistência do ar. Sabendo que os dois objetos colidem simultaneamente com o solo, t 1 vale:

Considere g = 10 m/s 2 .

a) 1,0 s.

*b) 2,0 s.

c) 3,0 s.

d) 4,0 s.

e) 5,0 s.

(IF/CE-2012.1) - RESOLUÇÃO NO FINAL DA QUESTÃO Na tabela a seguir, estão representados os espaços [s] percorri- dos, em função do tempo [t], por um móvel que parte com veloci- dade inicial de 10 cm/s, do marco zero de uma trajetória retilínea e horizontal.

s (cm)

0

9 16

21

24

25

t (s)

0

1 2

3

4

5

Está totalmente correto sobre esse movimento:

a) é uniforme com velocidade constante.

*b) o móvel tem velocidade nula no instante t = 5 s.

c) é uniformemente acelerado, com aceleração escalar constante

de 4 cm/s 2 .

d) possui velocidade escalar de 25 cm/s no instante t = 5 s.

e) no instante t = 10 s, o móvel se encontra a 100 m da origem.

RESOLUÇÃO IF/CE-2012.1:

Observando a tabela dada verifica-se que a cada segundo que se

passa o móvel percorre uma distância menor, portanto, o movimento

é retardado. Supondo ser uniformemente retardado:

s = v 0 t + (½)at 2 , onde v 0 = 10 cm/s.

Para t = 1 s s = 9 cm a = −2 cm/s 2 , então s = 10t − t 2 (C.G.S.)

e verificando para os outros instantes a equação encontrada está

correta, portanto, o movimento é uniformente retardado com acele- ração a = −2 cm/s 2 e a equação da velocidade será:

v = v 0 + at v = 10 − 2t (C.G.S.) e fazendo v = 0 encontramos

t = 5 s, portanto, a alternativa correta é B e não a alternativa C dada como resposta no gabarito oficial.

(UFG/GO-2012.1) - ALTERNATIVA: B

O gráfico a seguir representa o movimento retilíneo de um automó-

vel que se move com aceleração constante durante todo o intervalo de tempo.

25 20 15 10 5 0 0 1 2 3 4 5 Posição (m)
25
20
15
10
5
0
0
1
2
3
4
5
Posição (m)

Tempo (s)

A distância de maior aproximação do automóvel com a origem do

sistema de coordenadas, sua velocidade inicial e sua aceleração

são, respectivamente,

a) 3,75 m, −2,5 m/s e 1,25 m/s 2 .

*b) 3,75 m, −2,5 m/s e 2,50 m/s 2 .

c) 3,75 m, −10 m/s e −1,25 m/s 2 .

d) 5,00 m, 10 m/s e 1,25 m/s 2 .

e) 5,00 m, 2,5 m/s e 2,50 m/s 2 .

japizzirani@gmail.com

(UEG/GO-2012.1) - ALTERNATIVA: C

Em um local com aceleração da gravidade de 10 m/s 2 , um adoles- cente brinca lançando verticalmente para cima pedras com veloci- dade que julga ser de 20 m/s. Em seguida, faz alguns cálculos e garante que a altura máxima, em metros, atingida pelas pedras, é

a) 1,0.

b) 2,5.

*c) 20,0.

d) 25,0.

(UNICAMP/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B

O transporte fluvial de cargas é pouco explorado no Brasil, conside-

rando-se nosso vasto conjunto de rios navegáveis. Uma embarcação navega a uma velocidade de 26 nós, medida em

relação à água do rio (use 1 nó = 0,5 m/s). A correnteza do rio, por sua vez, tem velocidade aproximadamente constante de 5,0 m/s em relação às margens. Qual é o tempo aproximado de viagem entre duas cidades separadas por uma extensão de 40 km de rio, se o barco navega rio acima, ou seja, contra a correnteza?

a) 2 horas e 13 minutos.

*b) 1 hora e 23 minutos.

c) 51 minutos.

d) 37 minutos.

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um móvel, partindo do repouso com aceleração constante de

0,3 m/s 2 , desloca-se durante meio minuto. Desprezando-se o atrito e considerando-se o movimento retilíneo, o deslocamento sofrido por esse móvel, em km, foi de

a) 0,0135.

*b) 0,135.

c) 1,35.

d) 13,5.

e) 135.

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: A

Uma substância, injetada numa veia da região dorsal da mão, vai até

o coração, com velocidade escalar média de 20 cm/s e retorna ao

seu ponto de partida por via arterial de igual percurso, com velocida- de escalar média de 30 cm/s. Logo pode-se concluir corretamente

que

*a) a velocidade escalar média no percurso de ida e de volta é de

24

cm/s.

b)

o tempo gasto no trajeto de ida é igual ao de volta.

c)

a velocidade escalar média do percurso de ida e de volta é de

25

cm/s.

d)

a velocidade escalar média do percurso de ida e de volta é de

28

cm/s.

e)

o tempo gasto no trajeto de ida é menor que o de volta.

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: D

O homem, há vários anos, tenta explorar Marte – O Planeta Verme-

lho. Para tanto, uma das últimas tentativas da NASA foi o lançamen-

to da sonda não tripulada Phoenix, no dia 04/08/2007, que pousou

em Marte em 25/05/2008, após viajar aproximadamente 680 milhões de quilômetros. A ordem de grandeza da distância entre o Planeta Terra e o Planeta Marte é

a) 10 6 .

b)

c)

*d) 10 9 .

e) 10 10 .

Obs.: Precisa ser dito no enunciado que é em km.

10

10

7 .

8 .

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: D

Nas estradas sinalizadas, existem placas como a mostrada abaixo. Esta indica que:

a) uma trajetória reta de 20 Km será per-

corrida na BR – 116;

b) qualquer veículo percorreu uma traje-

tória de 20 Km nesta estrada;

c) falta um deslocamento de 20 Km para

chegar à cidade mais próxima;

*d) está em uma posição a 20 Km do mar- co zero desta estrada;

e) a velocidade máxima permitida nesta

estrada é de 20 Km/h.

BR – 116

Km

20

5

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: E Do alto de um edifício de altura h, abandona-se uma pedra que atinge o solo 3 segundos depois, com uma velocidade v. Desprezando-se a resistência do ar e adotando-se o valor da aceleração da gravidade local igual a 10 m/s 2 , os valores de h e v são, respectivamente,

a) 20 m e 15 m/s.

b) 40 m e 20 m/s.

c) 30 m e 30 m/s.

d) 40 m e 40 m/s.

*e) 45 m e 30 m/s.

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: D No trajeto entre Crateús e Nova Russas, um ônibus, normalmente, gasta 1 hora e meia, mantendo uma velocidade média de 50 km/h.

Em um dia de tráfego mais intenso, para ir de uma a outra cidade, o ônibus demora 2 horas e meia. Neste caso, a velocidade média do veículo, em km/h, foi igual a

a) 50.

b) 20.

*c) 60.

d) 30.

e) 40.

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: D

Um automóvel percorreu, em linha reta, 9 km para o Norte e, em seguida, também em linha reta, 12 km para o Sul. A intensidade do vetor posição, em relação ao ponto de partida, é

a)

b)

c)

*d) 3 km.

e)

9 km.

12 km.

15 km.

6 km.

(UFPR-2012.1) - ALTERNATIVA: E Num teste de esforço físico, o movimento de um indivíduo cami- nhando em uma esteira foi registrado por um computador. A partir dos dados coletados, foi gerado o gráfico da distância percorrida, em metros, em função do tempo, em minutos, mostrado abaixo:

distância

(metros)

1 400 1 000 600 200 tempo (minutos) 2 4 6 8 10 De acordo
1
400
1
000
600
200
tempo
(minutos)
2
4
6
8
10
De acordo com esse gráfico, considere as seguintes afirmativas:

1. A velocidade média nos primeiros 4 minutos foi de 6 km/h.

2. Durante o teste, a esteira permaneceu parada durante 2 minutos.

3. Durante o teste, a distância total percorrida foi de 1200 m.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.

b) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

c) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

d) Somente a afirmativa 3 é verdadeira.

*e) As afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.

(UNEMAT/MT-2012.1) - ALTERNATIVA: C Dois objetos têm as seguintes equações horárias:

S

A = 20+3t (SI) e S

B = 100 − 5t (SI).

Então, a distância inicial entre o objeto A e B, o tempo decorrido até o encontro deles e o local de encontro são, respectivamente,

a) 80 m, 20 s e 0 m.

b) 80 m,

*c) 80 m, 10 s e 50 m.

d) 120 m, 20 s e 0 m.

e) 120 m,

15 s e 65 m.

15 s e 65 m.

japizzirani@gmail.com

(UFPR-2012.1) - ALTERNATIVA: E Um ciclista movimenta-se com sua bicicleta em linha reta a uma velocidade constante de 18 km/h. O pneu, devidamente montado na roda, possui diâmetro igual a 70 cm. No centro da roda traseira, presa ao eixo, há uma roda dentada de diâmetro 7,0 cm. Junto ao pedal e preso ao seu eixo há outra roda dentada de diâmetro 20 cm. As duas rodas dentadas estão unidas por uma corrente, conforme mostra a figura. Não há deslizamento entre a corrente e as rodas dentadas.

Não há deslizamento entre a corrente e as rodas dentadas. π = 3. pedais durante esse

π = 3.

pedais durante

esse

movimento.

Supondo que o ciclista imprima aos pedais um movimento circular uniforme, assinale a alternativa correta para o número de voltas por

Nesta

minuto que ele impõe aos

questão, considere

a) 0,25 rpm.

b) 2,50 rpm.

c) 5,00 rpm.

d) 25,0 rpm.

*e) 50,0 rpm.

(UFF/RJ-2012.1) - ALTERNATIVA: D Policiais rodoviários são avisados de que um carro B vem trafegan-

do em alta velocidade numa estrada. No instante t

B passa,

os policiais saem em sua perseguição. A figura ilustra as

0 em que o carro

velocidades do carro B e do carro dos policiais (P) em função do tempo. Carro
velocidades
do carro B
e do
carro
dos policiais
(P)
em função do
tempo.
Carro B
Carro P
v
0
t
t
t
t
0
t 1 t
2
3
4
5
velocidade

tempo

Assinale a alternativa que especifica o instante de tempo em que o carro P alcança o carro B.

a) t

b) t

c) t

1

2

3

*d) t

e) t

5

4

(UNEMAT/MT-2012.1) - ALTERNATIVA: E Num acidente, o velocímetro de uma motocicleta registrava a veloci- dade de 72 km/h no instante anterior à colisão. Supondo que o piloto estava à mesma velocidade que a moto no instante do acidente, isso seria equivalente à queda livre em um prédio. Se a distância entre um piso e outro é 2,5m, de qual andar o piloto teria de cair para alcançar tal velocidade?

(Adote a aceleração da gravidade como 10m/s

a) 20º andar

b) 18º andar

c) 16º andar

2

)

d) 10º andar

*e) 08º andar

6

(IF/CE-2012.1) - ALTERNATIVA: D Um carro faz um terço de um percurso a 60 km/h e o restante a

40 km/h. A velocidade escalar média desse carro foi, em km/h, em todo percurso igual a:

a) 50

*d) 45

b) 35

e) 20

c) 48

(PUC/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um avião voa a 100 m/s em relação ao solo, horizontalmente, a

certa altura. Em dado momento, o avião solta um pacote, que atinge

o solo em 30 segundos. A componente horizontal da velocidade do

pacote, relativamente ao solo, desconsiderando-se a resistência do ar, é em m/s igual a:

a) 0

*b) 100

c) 294

d) 394

(VUNESP/UNICID-2012.1) - ALTERNATIVA: E Em um parque de diversões uma criança se solta de um tablado e cai verticalmente sobre uma cama elástica. A cama elástica rebate

a criança para cima, lançando-a até que ela atinja o nível do tablado novamente. Considerando o sistema conservativo, o par de gráficos que melhor representa, qualitativamente, as posições (S) e as velo- cidades (v) da criança, em função do tempo (t) são, respectivamen- te, os da alternativa

a)

S

t
t

v

b)

S v t
S
v
t

c)

d)

S

S

t
t
t
t
S *e) t japizzirani@gmail.com
S
*e)
t
japizzirani@gmail.com

v

v

v

t
t
t
t
t
t
t
t
t
t

(UNEMAT/MT-2012.1) - ALTERNATIVA: E

O sistema internacional de unidades e medidas (SI) utiliza vários

prefixos associados a unidade-base. Esses prefixos indicam os múltiplos decimais que são maiores ou menores do que a unidade- base. Marque a alternativa que contém a representação numérica dos prefixos micro, nano, deci e centi, nessa mesma ordem de apre- sentação.

a) 10 9 , 10 12 , 10 1 e 10 2

b) 10 6 , 10 9 , 10 e 10 2

c) 10 6 , 10 12 , 10 1 e 10 2

d) 10 3 , 10 12 , 10 1 e 10 2

*e) 10 6 , 10 9 , 10 1 e 10 2

(PUC/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B Dois amigos, Berstáquio e Protásio, distam de 25,5 m. Berstáquio lança obliquamente uma bola para Protásio que, partin-

do do repouso, desloca-se ao encontro da bola para segurá-la. No

instante do lançamento, a direção da bola lançada por Berstáquio formava um ângulo θ com a horizontal, o que permitiu que ela al- cançasse, em relação ao ponto de lançamento, a altura máxima de 11,25 m e uma velocidade de 8 m/s nessa posição.

y 0y → V 0 θ x O
y
0y
V
0
θ
x
O

V

com o

V

ar e adotando

0x

g =

10 m/s

2

x O → V com o → V ar e adotando 0x g = 10 m/s

o atrito

da bola

Desprezando

,

podemos afirmar que a aceleração de Protásio, suposta constante,

para que ele consiga pegar a bola no mesmo nível do lançamento deve ser de

a)

*b)

c)

d)

e)

1

2

1

3

1

4

1

5

1

10

m/s

2

.

m/s

2

m/s

2

.

m/s

m/s

2

2

.

.

.

(VUNESP/UNICID-2012.1) - ALTERNATIVA: C Passeando de veleiro por um largo canal marítimo, o comandante da

Está soprando um

embarcação pretende navegar no sentido norte.

vento no sentido nordeste, de intensidade 2,0 nós, a 45° com o les-

te,

sudeste, a 45° com o sul.

O barco dispõe de um motor de popa capaz de oferecer a velocidade

máxima de 3,5 nós. Analise as afirmações. I. Apenas pela ação do vento e da correnteza o barco se deslocará

com a velocidade de 2,5 nós, exatamente no sentido leste.

II. Para conseguir seu intento, o comandante deverá ligar o motor a

plena potência e apontar a proa no sentido norte.

III. O comandante poderá apontar a proa para um determinado sen-

tido entre o norte e o oeste e assim conseguirá atingir seu intento,

desde que ajuste a velocidade do motor.

É correto o que se afirma apenas em

a) I.

b) II.

*c) III.

1,5 nó no sentido

mas, simultaneamente há uma correnteza de

d) I e III.

e) II e III.

7

(VUNESP/UNICID-2012.1) - ALTERNATIVA: B As rodas da bicicleta da figura têm o diâmetro externo de 64 cm.

da bicicleta da figura têm o diâmetro externo de 64 cm. Considerando π ≅ 3,1, ao

Considerando π 3,1, ao percorrer 6,2 km por uma ciclovia, sem que ocorram derrapagens, a válvula de calibragem do pneu terá dado cerca de

a) 1 565 voltas.

*b) 3 125 voltas.

c) 5 215 voltas.

d) 6 250 voltas. e) 6 400 voltas.

(UFPB-2012.1) - ALTERNATIVA: C Em uma bicicleta, a transmissão do movimento das pedaladas se faz através de uma corrente, acoplando um disco dentado dianteiro (coroa) a um disco dentado traseiro (catraca), sem que haja desliza- mento entre a corrente e os discos. A catraca, por sua vez, é acopla- da à roda traseira de modo que as velocidades angulares da catraca e da roda sejam as mesmas (ver a seguir figura representativa de uma bicicleta).

roda 4R R 0,5 m corrente coroa catraca
roda
4R
R
0,5 m
corrente
coroa
catraca

Adaptado de: < http://revistaescola.abril.com.br/ensino-medio/equilibriorodas- 532002.shtml >. Acesso em: 12 ago. 2011.

Em uma corrida de bicicleta, o ciclista desloca-se com velocidade escalar constante, mantendo um ritmo estável de pedaladas, capaz de imprimir no disco dianteiro uma velocidade angular de 4 rad/s, para uma configuração em que o raio da coroa é 4R, o raio da catra- ca é R e o raio da roda é 0,5 m. Com base no exposto, conclui-se que a velocidade escalar do ci- clista é:

a)

2 m/s

d) 12 m/s

b)

4 m/s

e) 16 m/s

*c) 8 m/s

japizzirani@gmail.com

(UDESC-2012.1) - ALTERNATIVA: B Observando o movimento de um carrossel no parque de diversões, conclui-se que seu movimento é do tipo circular uniforme. Assinale a alternativa correta em relação ao movimento.

a) Não é acelerado porque o módulo da velocidade permanece

constante.

*b) É acelerado porque o vetor velocidade muda de direção, embora

mantenha o mesmo módulo. c) É acelerado porque o módulo da velocidade varia.

d) Não é acelerado porque a trajetória não é retilínea.

e) Não é acelerado porque a direção da velocidade não varia.

(PUC/GO-2012.1) - ALTERNATIVA: B

“[

fim.” (LOURENÇO, 2011). Suponha que uma lesma se arrasta num movimento unidimensional, com uma velocidade constante de 5 mm/s, enquanto uma formiga, a 16 mm atrás dela, se desloca, também, num movimento unidimen- sional, em sua direção; a posição da formiga em função do tempo é

uma lesma que se desidrata até exaurir-se no seu arrastar sem

]

dada por: x(t) = 2 + 5t + 4t 2 , com x dado em mm e t em segundos. Depois de quanto tempo a formiga alcança a lesma? Marque a alter- nativa com a resposta correta:

a) 1,0 s

*b) 2,0 s

c) 2,0 ms

d) A formiga não alcança a lesma.

(PUC/GO-2012.1) - ALTERNATIVA: A

(fragmento

do texto 03). Um morteiro, fazendo um ângulo de 30º com a horizontal, dispara um projétil com uma velocidade de 30 m/s num terreno plano. Após transcorrido 1,0 segundo do disparo, o projétil estará a uma deter- minada altura em relação ao plano do terreno. Calcule-a e marque a alternativa que contenha a resposta correta:

Dados:

“[

]

especializam-se no manuseio de armas bélicas [

]”

sen30º = 0,5; cos30º ≈ 0,9;

aceleração de gravidade:g = 10 m/s 2 . *a) 10 metros

b) 22 metros

c)

d)

30 metros

15 metros

(UFLA/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A Uma formiga caminha com velocidade média de 0,20 cm/s. A distân- cia entre o formigueiro e a pilha de folhas, onde ela está coletando alimentos, é de 1,8 m. Em cada viagem, de ida e volta, ela carrega apenas uma folha de 0,5 g. Quanto tempo ela leva para transportar 100 g de folhas? *a) 100 h

b) 50 h

c) 10 h

d) 5 h

(UFLA/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: D As engrenagens estão presentes em objetos simples, tais como em bicicletas ou em moedores, também em relógios e em grandes má- quinas. A figura abaixo representa uma engrenagem composta por duas rodas circulares encostadas em uma polia que é colocada para girar em movimento circular uniforme.

A B R A R B polia
A
B
R A
R
B
polia

Sejam dois pontos A e B na extremidade de cada roda, de modo que o raio da trajetória de A é R A e o raio da trajetória de B é R B . Não há qualquer deslizamento entre as rodas e a polia. A razão en- tre os raios R A /R B é igual a 2. Assim, a razão entre as velocidades

tangenciais v A /v B , entre as velocidades angulares, w A /w B e entre os períodos T A /T B são, respectivamente:

a) 1; 2; 1/2

b) 2; 1; 1

c)1/2; 1; 1/2 *d) 1; 1/2; 2

8

(UFLA/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: C Um móvel desloca-se em linha reta com velocidade constante, quando no instante t passa a sofrer uma desaceleração constante. O diagrama que representa o movimento é:

a)

b)

velocidade t velocidade t
velocidade
t
velocidade
t
 

*c)

tempo

 

d)

tempo

aceleração t posição t
aceleração
t
posição
t

tempo

tempo

(ACAFE/SC-2012.1) - ALTERNATIVA: C Uma melhor mobilidade urbana aumenta a segurança no trânsito e passa pela “convivência pacífica” entre carros e bicicletas. A figura abaixo mostra uma bicicleta com as rodas de transmissão, coroa e catraca, sendo que a catraca é ligada à roda traseira, girando junta- mente com ela quando o ciclista está pedalando.

roda coroa catraca
roda
coroa
catraca

marque com V as afirmações verda-

deiras e com F as falsas.

( ) A velocidade linear de um ponto na periferia da catraca é igual a de um ponto na periferia de coroa.

( ) A velocidade linear de um ponto na periferia da catraca é menor que a de um ponto na periferia da roda.

Em relação à situação acima,

( ) A velocidade angular da coroa é menor que a velocidade angular da catraca.

( ) A velocidade angular da catraca é igual a velocidade angular da roda.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

a) F - F - V - F

b) F - V - F - V

*c) V - V - V - V

d) V - F - F - V

(ACAFE/SC-2012.1) - ALTERNATIVA: C

A posição em função do tempo de um corpo lançado verticalmente

para cima é descrita pela equação h = h

é a

altura inicial, v

gravidade. De certo ponto, se lançam simultaneamente dois corpos

com o mesmo valor de velocidade inicial, v

mente acima e outro verticalmente abaixo. Desprezando a resistência do ar e considerando g = 10 m/s

, a dis-

tância, em metros, que separa esses dois corpos, um segundo após

serem lançados é:

a) 10

b) 5

*c) 20

d) 15

um vertical-

0

+ v

0

t − (

½

)gt

2

, onde h

0

0 é a velocidade inicial e g é o valor da aceleração da

0

= 10 m/s,

2

(UECE-2012.1) - ALTERNATIVA: D

Um

constante, de cima de uma mesa, com velocidade inicial cujo módu-

lo

.

Logo, o módulo de sua velocidade vertical neste nível, desprezando-

se qualquer tipo de atrito, é

a)

b)

c)

*d) √8 V

gravidade

projétil é

é V

2 V

4 V

√2 V

lançado horizontalmente

sob

a

ação

de

0

0

0

. Ao atingir o nível do solo, o módulo de sua velocidade é 3V

.

.

0

.

0

.

0

japizzirani@gmail.com

(UEPG/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: D

O gráfico abaixo corresponde ao lançamento vertical de um corpo de

baixo para cima. Com relação às assertivas, assinale a alternativa correta. 22,5 20,0 17,5 15,0
baixo para cima.
Com
relação às assertivas,
assinale a alternativa
correta.
22,5
20,0
17,5
15,0
12,5
10,0
7,5
5,0
2,5
0,0
0,0
0,5
1,0
1,5
2,0
2,5
3,0
3,5
4,0
4,5
)(mAltura

Tempo (s)

I – No instante t = 0,5 s, a aceleração do corpo é negativa.

II – No instante t = 4 s, a velocidade do corpo é máxima.

III – No instante t = 2 s, a velocidade do corpo é 0 (zero).

IV – No instante t = 2 s, o

acelerado.

a) As assertivas I e II são corretas.

b) As assertivas II e IV são corretas.

c) As assertivas I, II e III são corretas.

*d) Todas as assertivas são corretas.

e) As assertivas I, III e IV são corretas.

(UNIMONTES/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: B

Numa pista retilínea de duas faixas, em t = 0,

move com velocidade constante v

veículo B, que estava em repouso e inicia um movimento com ace-

m atrás do

o veículo A, que se

passa a ser uniformemente

movimento

A

= 25 m/s,

está 100

2 leração constante a = 2 m/s . Carro A Carro B 100 m Marque
2
leração constante a = 2 m/s
.
Carro A
Carro B
100 m
Marque a alternativa que
indica corretamente
o(s) instante(s) em

que os veículos ficam lado a lado na pista.

a) 5 s.

*b) 5 s e 20 s.

c) 10 s e 20 s.

d) 20 s.

(UNIMONTES/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A

Um projétil é lançado com velocidade inicial de módulo v

fazendo um ângulo

leração da gravidade possui módulo g = 10 m/s

uma trajetória parabólica e cai no solo, a uma distância R do ponto

de lançamento (veja a figura).

i = 20 m/s,

θ = 30º com a horizontal, num local onde a ace-

2 . O projétil descreve

y

0

→ v i h θ x R
v
i
h
θ
x
R

Assinale a alternativa que apresenta corretamente o instante, a partir

do lançamento, em que o ângulo entre a velocidade e a aceleração a

que está submetido o projétil é de 90º.

*a) 1 s.

b) 2 s.

c) 3 s.

d) 4 s.

Dados:

sen30º = 1

cos30º = √3

√3

/ 2

/

1,73

2

9

(UFLA/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A Num planeta hipotético, onde o valor da aceleração da gravidade é muito menor que na Terra, um astronauta chuta, obliquamente, uma bola de futebol, que se encontra no solo. As componentes ortogonais da velocidade inicial são de 5,00 m/s na direção horizontal, paralela ao solo, e de 2,00 m/s na direção vertical, perpendicular ao solo. A figura apresenta a trajetória da bola de futebol nesse planeta.

altura

em

metros

1,0

0,5

da bola de futebol nesse planeta. altura em metros 1,0 0,5 0 5 alcance em metros

0

5

alcance em metros

10

A partir dos dados apresentados, conclui-se que a aceleração da gravidade nesse planeta vale:

*a) 2,00 m/s 2

b) 12,00 m/s 2

c) 0,50 m/s 2

d) 1,00 m/s 2

(UEG/GO-2012.1) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO Dois veículos de corrida, deslocando-se no mesmo sentido, A e B, passam em determinado ponto de uma autoestrada com velo-

cidade V A = 72 k/h e V B = 54 km/h e acelerações a A = 4,0 m/s 2 e a B = 6,0 m/s 2 , respectivamente.

a) Depois de percorrer uma distância de 150 m, qual é a velocidade

dos dois veículos?

b) Após os 150 m, cada um dos veículos segue por um caminho

diferente. O veículo A atinge uma curva na estrada e vira 90º à es- querda, enquanto o outro veículo segue por uma direção que faz um ângulo de 60º em relação à direção inicial. Qual será a distância entre os dois veículos depois de passar 10 s em que ambos estavam na posição inicial ?

RESPOSTA OFICIAL UEG/GO-2012.1:

a) V’ A = 40,0 m/s e V’ B = 45,0 m/s

b) x 278 m

(UNITAU-TAUBATÉ/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: E Um jogador de futebol chuta uma bola, que se encontra na super- fície terrestre, de modo que seu ângulo de saída é de 45º em rela- ção à superfície, sendo o módulo da velocidade inicial de 10 m/s. Considere desprezíveis os possíveis atritos entre a bola e o ar, bem como seus possíveis movimentos de rotação. Adotando o módulo da aceleração da gravidade da Terra como 10 m/s 2 , calcule o alcance máximo da bola, ou seja, a distância horizontal máxima que poderá percorrer. Admita que toda a Terra, inclusive a sua superfície, seja um referencial inercial, e que a bola inicia o seu movimento na ori- gem do referencial sobre a superfície terrestre.

Dados: sen 45º = cos45º = 2

2

a) 5,0 m

b) 2,5 m

c) 20,0 m

d) 12,5 m

*e) 10,0 m

(UNITAU-TAUBATÉ/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: A Um garoto está brincando num parque com uma corda fina de peso desprezível. Na ponta dessa corda está fixada uma pequena bola de 300 gramas. A corda esticada tem 2 metros de comprimento. Se- gurando a ponta da corda, o garoto faz girar o outro extremo da corda (no qual está fixa a bola) acima de sua cabeça, num plano horizontal. A bola, assim, alcança a velocidade angular de 1 volta por segundo, e a corda fica totalmente esticada. De repente, a corda arrebenta e a bola sai com uma velocidade tangencial de:

*a) 4π m/s

b) 3π m/s

c) 1π m/s

d) 5π m/s

e) 2π m/s

japizzirani@gmail.com

(UNITAU-TAUBATÉ/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: E Um pedreiro deixa um saco de cimento de 50 kg cair, a partir do repouso, do alto de uma construção de 20 metros de altura. Con- sidere desprezível o atrito entre o saco de cimento com o ar. Adote

g = 10 m/s 2 para a aceleração da gravidade no local. A velocidade com que o saco de cimento chega ao solo é:

a) 26,5 m/s

b) 13,4 m/s

c) 17,2 m/s

d) 18,9 m/s

*e) 20,0 m/s

(UFPE-2012.1) - RESPOSTA: t = 80 s Dois veículos partem simultaneamente do repouso e se movem ao longo da mesma reta, um ao encontro do outro, em senti- dos opostos. O veículo A parte com aceleração constante igual a a A = 2,0 m/s 2 . O veículo B, distando d = 19,2 km do veículo A, parte com aceleração constante igual a a B = 4,0 m/s 2 . Calcule o intervalo de tempo até o encontro dos veículos, em segundos.

(UFRN-2012.1) - ALTERNATIVA: B Em seu livro “Diálogos sobre os dois Principais Sistemas do Mundo”, Galileu, através de seu personagem Salviati, refuta um dos princi- pais argumentos aristotélicos sobre o movimento da Terra, defendi- do pelo personagem Simplício, que diz:

Se de fato a Terra tivesse um movimento diurno de rotação, uma torre do alto da qual se deixasse cair uma pedra, sendo transportada pela Terra em sua rotação, já se teria deslocado de muitas centenas de jardas para leste durante o tempo de queda da pedra, e a pedra deveria atingir o solo a essa distância da base da torre”.

Seguindo o argumento de Simplício, poder-se-ia concluir que a Terra não gira, pois a pedra sempre cai atingindo o ponto verticalmente abaixo de onde foi solta. Entretanto, a argumentação de Simplício está equivocada, pois sabe-se que a Terra tem movimento de rotação, isto é, ela gira, e que a pedra cai no ponto abaixo do qual foi solta porque

a) sua velocidade de queda depende da velocidade linear da Terra.

*b) sua velocidade angular é igual à velocidade angular da Terra.

c) sua aceleração angular é igual à aceleração da gravidade.

d) sua aceleração linear depende da aceleração linear da Terra.

(SENAC/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B

O gráfico representa a velocidade de um corpo em função do tem-

po.

v (m/s) 20,0 8,0 0 4,0 t (s)
v (m/s)
20,0
8,0
0
4,0
t (s)

No intervalo de tempo de 0 a 4,0 s a aceleração do corpo, em m/s 2 , e

a distância percorrida por ele, em m, são, respectivamente,

a) 3,0 e 32.

*b) 3,0 e 56.

c) 5,0 e 32.

d) 5,0 e 56.

e) 8,0 e 80.

(FEI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: E Em um velódromo, um ciclista percorre 1/3 do trajeto de uma prova com velocidade escalar média V m = 15 m/s e no restante da prova sua velocidade escalar média se reduz em 1/3. Qual é sua velocida- de escalar média durante toda a prova ?

a) 10,00 m/s

b) 12,50 m/s

c) 12,00 m/s

d) 12,25 m/s

*e) 11,25 m/s

10

(FEI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um bombeiro foi chamado para uma ocorrência em que uma crian- ça caiu em um poço. Ao chegar ao local, ninguém soube informar

a profundidade do poço e ele não sabia se na viatura havia corda

suficiente. Para não perder tempo, ele teve a ideia de calcular a profundidade do poço. Para isto, jogou uma pequena pedra e, com um cronômetro na mão, mediu o tempo entre a soltura da pedra

e o barulho da pedra tocando na água. O tempo entre o início do

movimento da pedra e o barulho retornar ao bombeiro foi de 2,067 s.

Considerando-se g = 10 m/s 2 , a velocidade do som 300 m/s e des- prezando-se a resistência do ar, qual é a profundidade do poço?

a) 10 m

*b) 20 m

c) 30 m

d) 40 m

e) 50 m

(FEI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: A Um trem do metrô parte de uma estação acelerando a uma taxa

constante de 0,75 m/s 2 durante 40 segundos. Em seguida, os freios são acionados e imprimem ao trem uma aceleração constante de módulo 1,0 m/s 2 até parar completamente em outra estação. Qual é

a distância entre as duas estações? *a) 1 050 m

b) 900 m

c) 850 m

d) 800 m

e) 750 m

(FEI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: D Um garoto do alto de um edifício de 25 m atira com seu estilingue uma pedra para cima com velocidade v = 20 m/s. Quanto tempo após a pedra abandonar o estilingue ela chega ao solo? Obs: Desprezar a altura do garoto e considere g = 10 m/s 2 .

a) 8 s

b) 7 s

c) 6 s

*d) 5 s

e) 4 s

(FEI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B Uma roda gigante de raio R = 20 m começa a se mover ganhando velocidade a uma taxa constante de 1,00 m/s 2 . Em um dado instan- te, um passageiro na periferia da roda possui velocidade 5,88 m/s.

Neste instante, a aceleração total do passageiro vale, aproximada-

mente:

a) 1,0 m/s 2 .

*b) 2,0 m/s 2 .

c) 3,0 m/s 2 .

d) 4,0 m/s 2 .

e) 5,0 m/s 2 .

(UFV/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: B As componentes x e y da velocidade de um automóvel são, respecti- vamente, −20 km/h e +20 km/h. O diagrama que ilustra a orientação

CORRETA do vetor velocidade do automóvel é:

V

a)

→ y V 60º x
→ y
V
60º
x

*b)

y → V 45º x
y
V
45º
x
c) y x 60º → V japizzirani@gmail.com
c)
y
x
60º
V
japizzirani@gmail.com

d)

y 45º x → V
y
45º
x
V

(UFV/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: C

Dois

constantes acoplados ao mesmo eixo, abaixo.

discos,

de raios R

A

e R

B

, giram com

velocidades

angulares

na figura ao

como indicado

Disco B

Disco A R B R A ω A ω B Sabendo-se que R B =
Disco A
R
B
R
A
ω
A
ω
B
Sabendo-se que R
B = 3R
A , é CORRETO afirmar que a razão entre
as velocidades angulares dos discos A e B (ω
A/
ω
) e a razão entre
B
as velocidades lineares dos seus pontos periféricos (v
pectivamente:
A/
v
são, res-
B

a) 1 e 1

b) 3 e 3

*c) 1 e 1/3

d) 1/3 e 3

(UFV/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: D Um pequeno objeto cai verticalmente,

planeta distante, sem atmosfera. O gráfico abaixo sintetiza a varia- ção do módulo da velocidade desse objeto durante sua queda.

um

a partir do repouso, em

v (m/s)

20

15

10

5

1 2 3 4 t (s)
1
2
3
4
t (s)

A altura máxima atingida pelo objeto, quando lançado verticalmente para cima com velocidade inicial igual a 5,0 m/s, é:

a) 0,5 m

b) 5,0 m

c) 1,3 m

*d) 2,5 m

(UFV/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: D Um projétil, lançado com velocidade inicial de módulo v, percorre a
(UFV/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: D
Um projétil, lançado com velocidade inicial de módulo v, percorre a
trajetória ilustrada na figura abaixo, sem resistência do ar.
A
v
Ao atingir o ponto
que:
mais alto da trajetória (A),
é CORRETO afirmar

a) o

velocidade é diferente de zero.

b) o módulo de sua aceleração é igual a g e o módulo de sua velo-

cidade é igual a zero.

c) o módulo de sua

a zero e o módulo de sua

velocidade é igual a zero.

*d) o módulo de sua aceleração é igual a g e o módulo de sua velo- cidade é diferente de zero.

a zero e o módulo de sua

módulo de sua aceleração é igual

aceleração é igual

11

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: C

A ordem de grandeza é a potência de dez mais próxima de um de-

terminado valor. Assim, se um livro de Física com 468 páginas e com 3,5 cm de espessura, a ordem de grandeza da espessura de uma página do livro é igual, em milímetros, a

a) 10

b) 10

*c) 10 1

d) 10 0

3

2

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: B

A figura representa o gráfico do espaço percorrido em função do

tempo de um veículo que descreve um movimento retilíneo unifor- memente variado.

S (m)

8

0

−1

unifor- memente variado. S (m) 8 0 −1 1 2 3 4 t (s) Com base
1 2 3 4 t (s)
1
2
3
4
t (s)

Com base nas informações, é correto afirmar que o módulo da ace- leração do veículo é igual, em m/s 2 , a

a) 1

*b) 2

c) 3

d) 4

(UNICENTRO/PR-2012.1) - ALTERNATIVA: D Considere um ônibus que percorre uma pista circular de 2 400,0 m de diâmetro, com velocidade linear constante de 36,0 km/h. Nessas condições, conclui-se que o intervalo de tempo que o ônibus

gasta para percorrer um arco de circunferência de π / 6 rad é igual, em segundos, a

a) 65,7

b) 64,6

c) 63,4

*d) 62,8

(SENAI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: E Um parque de diversões, na cidade de Senailândia, era famoso por ter um brinquedo de tiro ao alvo que nunca havia premiado ninguém.

A brincadeira consistia em acertar um grande urso de pelúcia com

um tiro de espingarda, equipada com balas de borracha. A dificul- dade estava no seguinte fato: entre a espingarda e o urso havia

uma esfera giratória, de 1 m de diâmetro, que, necessariamente, seria atingida pela bala. A velocidade de giro da esfera é constante

e ajustada pelo participante. No entanto, só levaria o prêmio quem conseguisse acertar o urso fazendo um único furo na esfera.

conseguisse acertar o urso fazendo um único furo na esfera. OBS : Considere que a bala

OBS: Considere que a bala sempre passe pelo centro da esfera e que tenha velocidade constante igual a 360 km/h. Despreze a ação da gravidade sobre a bala.

Para conseguir o prêmio, a velocidade de rotação da esfera deve ser ajustada em

a) 0,01π rad/s.

b) 0,1π rad/s.

c) π rad/s.

d) (π / 0,1) rad/s.

*e) (π / 0,01) rad/s.

japizzirani@gmail.com

(SENAI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: C

O gráfico a seguir indica a velocidade de um atleta ao longo de uma

corrida de 100 m.

v (km/h) 50 40 30 20 10 0 20 40 60 80 100 metros
v (km/h)
50
40
30
20
10
0
20
40
60
80
100
metros

Indique em que trecho da corrida a velocidade do atleta foi aproxi- madamente constante.

a) De 0 a 20 m.

b) De 20 m a 40 m.

*c) De 40 m a 60 m.

d) De 60 m a 80 m.

e) De 80 m a 100 m.

(SENAI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: C Uma esteira rolante, em uma separadora de brinquedos, pode ter sua velocidade ajustada, de forma a fazer com que cada tipo de brinquedo caia em uma caixa específica. Assim, bonecas são desti-

nadas à caixa 1, carrinhos, à caixa 2, aviõezinhos, à caixa 3, bolas,

à 4 e panelinhas, à 5. Um aprendiz da fábrica foi encarregado de se-

parar os brinquedos. Ajustou a velocidade da esteira para 10 m/s, no

momento em que carrinhos estavam sendo depositados sobre ela.

v = 10 m/s h = 1,8 m
v = 10 m/s
h = 1,8 m

1

2

3

4

5

OBS: As caixas são cúbicas, de 2 m de aresta, e estão separadas umas das outras por uma distância de 50 cm.

Adote, se necessário, g = 10 m/s 2 e despreze a resistência do ar.

Dessa forma, os carrinhos caíram na caixa

a) 1, erroneamente.

b) 2, corretamente.

*c) 3, erroneamente.

d) 4, erroneamente.

e) 5, erroneamente.

(SENAI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: A Alguns estados da costa brasileira possuem excelente potencial para a instalação de usinas de energia eólica, devido à velocidade que os ventos dessas regiões podem atingir. As especificações téc- nicas do aerogerador SENAI2000 (ver figura abaixo) estão descritas no quadro a seguir.

Especificações técnicas do aerogerador SENAI2000

 

Frequência máx. de operação

600 rpm

Diâmetro da hélice

3 m

Número de pás

3

rpm Diâmetro da hélice 3 m Número de pás 3 A partir desses dados, a velocidade

A partir desses dados, a velocidade escalar máxima de rotação de

um ponto na extremidade das pás pode ser estimada, aproximada-

mente, em *a) 94,2 m/s.

b) 188,4 m/s.

c) 200 m/s.

d) 376,8 m/s.

e) 2826 m/s.

12

(SENAI/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: D As rodovias paulistas têm marco zero na Praça da Sé, na Capital.

Um carro que entra no Km 35 da rodovia Anhanguera e move-se no sentido da Capital, com velocidade constante de 70 km/h, tem a seguinte função horária de posições (nas unidades fornecidas):

a) S = −70 + 35.t .

b) S = 70 + 35.t .

c) S = −35 + 70.t .

*d) S = 35 − 70.t .

e) S = 20 − 35.t .

(IF/SC-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 08 (08) Na praia do Forte, em Floria- nópolis, está localizada a For- taleza de São José da Ponta Grossa, que servia para a segu- rança da Ilha em tempos idos. Um dos canhões desse forte dispara um projétil com uma inclinação de 45° em relação à horizontal. Analise o movimento do referido projétil, livre de qual-

quer tipo de atrito, e assinale no cartão-resposta a soma da(s) proposição(ões) CORRETA(S).

01. A aceleração do projétil muda de sentido durante o movimento.

02. A intensidade do vetor velocidade permanece constante, porém

sua direção é variável.

04. O vetor velocidade permanece constante durante todo o movi-

mento.

08. A componente horizontal do vetor velocidade permanece cons-

tante.

16. A aceleração é nula no ponto mais alto da trajetória do projétil,

assim como a componente vertical do vetor velocidade.

32. Quanto maior o ângulo de tiro, em relação à horizontal, maior a

distância percorridana horizontal pelo projétil.

maior a distância percorridana horizontal pelo projétil. Fonte: www.google.com.br/imagens. Acesso em: 04 out. 2011.

Fonte: www.google.com.br/imagens. Acesso em: 04 out. 2011.

(FATEC/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B Isabela combinou de se encontrar com seu primo Mateo no ponto de ônibus. Ela mora a 1 km do ponto, e ele a 2,5 km do mesmo ponto de ônibus, conforme figura a seguir:

Ponto de ônibus Isabela Mateo 2,5 km 1,0 km
Ponto de ônibus
Isabela
Mateo
2,5 km
1,0 km

Mateo ligou para Isabela e a avisou que sairia de casa às 12 h 40 min. Para chegar ao local marcado no mesmo horário que seu primo, Isa- bela deve sair de sua casa aproximadamente às

a) 13 h 00 min.

*b) 13 h 05 min.

c) mesma velocidade em módulo de 3,6 km/h.

d) 13 h 15 min.

e) 13 h 25 min.

Considere

que

ambos caminhem com a

13 h 10 min.

(FMABC/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B Duas esferas de dimensões desprezíveis dirigem-se uma ao encon- tro da outra, executando movimentos retilíneos e uniformes (veja a figura).

movimentos retilíneos e uniformes (veja a figura). d v = 4 m/s v = 7 m/s
movimentos retilíneos e uniformes (veja a figura). d v = 4 m/s v = 7 m/s

d

movimentos retilíneos e uniformes (veja a figura). d v = 4 m/s v = 7 m/s

v = 4 m/s

v = 7 m/s

e uniformes (veja a figura). d v = 4 m/s v = 7 m/s As esferas

As esferas possuem velocidades cujos módulos valem 4m/s e 7m/s.

A distância entre elas, em metros, a colisão é de

a) 50

*b) 44

c) 28

d) 16

e)

nos 4 segundos que antecedem

12

japizzirani@gmail.com

(FGV/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B

Um paraquedista salta de uma altura de 325 m. Durante os primeiros

praticamente sem interferência do ar;

em seguida, ele abre o paraquedas e seu movimento passa a ser uniforme, após brusca diminuição de velocidade, como indica o grá- fico da velocidade, em função do tempo.

5,0 s, ele cai em queda livre,

v (m/s) 10 0 5,0 t (s)
v (m/s)
10
0
5,0
t (s)

Considere o movimento de queda vertical e retilíneo e a aceleração

da gravidade de 10 m/s

da do paraquedista ao solo, será de

2 . O tempo total de movimento, até a chega-

a) 20,0 s. *b) 25,0 s. d) 30,0 s. e) 35,0 s. c) 28,0 s.
a) 20,0 s.
*b) 25,0 s.
d) 30,0 s.
e) 35,0 s.
c) 28,0 s.
(FGV/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: A
A
de um veículo que passa pelo ponto S da estrada PR.
v
S →
a

P

figura ilustra os vetores velocidade (v ) e aceleração resultante (a )

R

Esse veículo, nesse instante, está descrevendo um movimento *a) curvilíneo e acelerado.

b) curvilíneo e retardado.

c) curvilíneo e uniforme.

d) retilíneo e acelerado.

e) retilíneo e retardado.

(UNESP/TÉCNICO-2012.1) - ALTERNATIVA: A

man-

teve uma velocidade constante de 20 km/h. A distância, em km, per- corrida por esse atleta durante esse tempo foi *a) 5.

b) 10.

c) 15.

d) 20.

Em uma corrida de maratona,

um atleta, durante

15 minutos,

(INATEL/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A Um ponto material tem trajetória circular de raio R = 3,0 m e a equa-

ção horária de seu

unidades do

Sistema Internacional. No instante t = 0,50 s, determine a intensida-

de da aceleração resultante. *a) 5 m/s

b) 7 m/s

c) 10 m/s

movimento é: s =

d) 12 m/s

e) 15 m/s

2

2

espeto

de carne

é

1,0t + 2,0t

2

, em

2

2

2

(INATEL/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: B

movimento

circular para que a carne seja igualmente assada por todos os lados.

Considerando que o motor tenha uma velocidade de rotação igual a

0,25π rad/s e que, em uma determinada altura com relação à brasa,

a peça de carne necessite de 20 minutos antes do primeiro corte, determine quantas voltas o espeto dará antes de ser retirado para ser servido.

a) 100 voltas

*b) 150 voltas

c) 200 voltas

Em

uma churrascaria,

o

posto

em

d)

e)

250 voltas

300 voltas

13

(VUNESP/UEA-2012.1) - ALTERNATIVA: D

A distância entre duas cidades turísticas, A e B, é de 700 km, mas

não há boas estradas que permitam ir diretamente de A para B e

a cidade B ainda não tem aeroporto. Se um turista desejar sair da

cidade A e ir até a cidade B, terá que voar primeiro até a cidade C, distante 1 400 km de A e, só então, dirigir 700 km por uma rodovia até chegar a B. Dos circuitos a seguir, o que representa o trajeto realizado pelo turista é:

a)

C

B b) 60º 60º A
B b)
60º
60º
A
B 150º
B
150º

C

A

c)

C A B *d) B C A e) B 150º A
C
A
B
*d)
B
C
A
e) B
150º
A

C

(VUNESP/UEA-2012.1) - ALTERNATIVA: A Em uma famosa história infantil, para subir no alto de uma torre,

uma bruxa utilizava os longos cabelos de uma princesa, de aproxi- madamente 17 anos, que nunca havia cortado seu cabelo. Supondo que o cabelo da princesa cresceu sempre na mesma proporção, a uma taxa média de 0,5 mm por dia, a altura aproximada da torre, em m, é *a) 3.

b) 10.

c) 30.

d) 100.

e)

(VUNESP/UEA-2012.1) - ALTERNATIVA: C Um automóvel descreve um movimento retilíneo numa pista hori- zontal com velocidade constante igual a 108 km/h. Ao receber uma chamada telefônica em seu celular, o motorista se distrai da estrada por alguns segundos. No mesmo instante em que ele atende o celu- lar, um carro que estava a 100 metros na sua frente, com a mesma velocidade e sentido, freia bruscamente com uma desaceleração de

2,0 m/s 2 . A partir desse instante e mantidas essas condições, o mo- torista distraído bate no carro da frente em

a) 2,0 s.

b) 5,0 s.

*c) 10 s.

(VUNESP/UEA-2012.1) - ALTERNATIVA: E Fundamentado no corpo humano, como muitos outros antigos pa- drões de medida linear, o côvado baseava-se no comprimento do braço, desde o cotovelo até a ponta do dedo. O côvado era subdi- vidido em 28 dígitos, sendo o dígito relacionado com a largura do dedo. Suponha que um bloco de 50,4 cm de comprimento fosse me- dido como sendo igual a 1 côvado e subdividido em 28 dígitos. Em unidades do Sistema Internacional, cada 1 dígito equivale a

a) 1,8.

d) 15 s.

e) 20 s.

300.

b) 1,8 × 10 2 .

c) 1,8 × 10 1 .

d) 1,8 × 10 1 .

*e) 1,8 × 10 2 .

(VUNESP/UEA-2012.1) - ALTERNATIVA: A Um motorista que estava atrasado percorreu 50 km da estrada A com uma velocidade de 125 km/h, demorando um tempo t, sendo que a velocidade máxima permitida nessa estrada é de 100 km/h. A diferença entre o tempo médio que o motorista gastaria percorrendo a estrada A dentro do limite máximo de velocidade e o tempo t é, em minutos, igual a *a) 6.

b) 12.

c) 25.

d) 30.

e) 40.

japizzirani@gmail.com

(UFSC-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 69 (01+04+64) O gráfico a seguir apresenta as posições de um móvel em função do tempo. Suponha uma trajetória retilínea e que qualquer variação de velocidade ocorra de maneira constante.

x (m) 9,5 6,5 5,0 4,0 0 2,0 3,0 5,0 6,0 7,0 t (s)
x (m)
9,5
6,5
5,0
4,0
0 2,0
3,0
5,0
6,0
7,0
t (s)

Com base no enunciado e nos três gráficos abaixo, assinale a(s)

proposição(ões) CORRETA(S).

a (m/s 2 ) a (m/s 2 ) 3,0 3,0 2,0 0 2 ,0 3,0
a (m/s 2 )
a (m/s 2 )
3,0
3,0
2,0
0
2
,0
3,0
5,0
6,0
7,0
t (s)
−2,0
0
2,0
3,0
5,0
6,0
7,0
t (s)
Gráfico 1
Gráfico 2

v (m/s)

3,0 2,0 0 2,0 3,0 5,0 6,0 7,0 t (s)
3,0
2,0
0
2,0
3,0
5,0
6,0
7,0
t (s)

Gráfico 3

01. Entre os instantes 2,0 s e 3,0 s o móvel possui um movimento

retardado, e entre os instantes 5,0 s e 6,0 s possui movimento ace-

lerado.

02. Entre os instantes 3,0 s e 5,0 s o móvel está com velocidade

constante e não nula.

04. O gráfico 1 corresponde corretamente ao comportamento das

acelerações em função do tempo para o móvel em questão.

08. O gráfico 2 corresponde corretamente ao comportamento das

acelerações em função do tempo para o móvel em questão.

16. A distância percorrida pelo móvel entre os instantes 3,0 s e 5,0 s

é de 5,0 m, e entre os instantes 6,0 s e 7,0 s é de 3,0 m.

32. A velocidade média entre os instantes 0,0 s e 7,0 s é de

1,5 m/s.

64. O gráfico 3 corresponde corretamente ao comportamento das

velocidades em função do tempo para o móvel em questão.

(CEFET/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A Um corpo tem seu movimento representado pelo gráfico abaixo.

v (km/h) 40 1 2 0 t (h) −40
v (km/h)
40
1 2
0
t (h)
−40

Ao final de duas horas de movimento, seu será igual a *a) 0.

b) 20.

c) 40.

d) 80.

deslocamento, em

km,

14

(VUNESP/UFTM-2012.1) - ALTERNATIVA: C Foi divulgado pela imprensa que a ISS (sigla em inglês para Estação Espacial Internacional) retornará à Terra por volta de 2020 e afunda- rá no mar, encerrando suas atividades, como ocorreu com a Estação Orbital MIR, em 2001. Atualmente, a ISS realiza sua órbita a 350 km da Terra e seu período orbital é de aproximadamente 90 minutos. Considerando o raio da Terra igual a 6 400 km e π 3, pode-se afirmar que

a) ao afundar no mar o peso da água deslocada pela estação espa-

cial será igual ao seu próprio peso.

b) a pressão total exercida pela água do mar é exatamente a mesma

em todos os pontos da estação. *c) a velocidade linear orbital da estação é, aproximadamente,

27 × 10 3 km/h.

d) a velocidade angular orbital da estação é, aproximadamente,

0,25 rad/h.

e) ao reingressar na atmosfera a aceleração resultante da estação

espacial será radial e de módulo constante.

(UCS/RS-2012.1) - ALTERNATIVA: D Uma noiva, após a celebração do casamento, tinha de jogar o buquê para as convidadas. Como havia muitas ex-namoradas do noivo, ela fazia questão de que sua melhor amiga o pegasse. Antes de se virar para, de costas, fazer o arremesso do buquê, a noiva, que possuía conhecimento sobre movimento balístico, calculou a que distância aproximada a amiga estava dela: 5,7 m. Então ela jogou o buquê, tomando o cuidado para que a direção de lançamento fizesse um ângulo de 60º com a horizontal. Se o tempo que o buquê levou para atingir a altura máxima foi de 0,7 s, qual o valor aproximado da ve- locidade dele ao sair da mão da noiva? (Despreze o atrito com o ar. Considere a aceleração da gravidade igual a 10 m/s 2 , cos60º = 0,5

e sen60º = 0,87.)

a) 1,5 m/s

b) 5,5 m/s

c) 6,0 m/s

*d) 8,0 m/s

e) 11,0 m/s

(UCS/RS-2012.1) - ALTERNATIVA: D

A nanotecnologia é um dos ramos mais promissores para o progres-

so tecnológico humano. Essa área se baseia na manipulação de

estruturas em escala de comprimento, segundo o que é indicado no próprio nome, na ordem de grandeza de

a) 0,001 m.

b) 0,000.1 m.

c) 0,000.001 m.

*d) 0,000.000.001 m.

e) 0,000.000.000.000.001 m.

(UNIMONTES/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A Duas partículas A e B deslocam-se em linha reta, mas nada se sabe sobre a ordem dessas partículas. Ambas deslocam-se no mesmo sentido, com velocidades de módulos constantes V A = 2 m/s e V B

= 1 m/s, respectivamente. No instante inicial, a distância entre as partículas é de 4 m. Conhecendo apenas essas informações sobre as partículas, o mínimo de tempo necessário para que a distância entre elas seja de 6 m, em segundos, será igual a *a) 2.

b) 1.

c) 10.

d) 3.

(UNIMONTES/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: C Um disco de raio R está fixado a um eixo de raio r (veja a figura). O disco gira com veloci- dade angular de módulo ω. A velocidade na periferia do eixo é ν e, na periferia do disco, V. Sabendo-se que R = 4r, a razão entre ν

e V é

a) 4,00.

b) 1,00.

*c) 0,25.

d) 2,00.

japizzirani@gmail.com

2R ω 2r
2R
ω
2r

(UFU/MG-2012.1) - RESPOSTA: F; V; F; F Inspetores devem se valer de conhecimentos de Física para elucidar situações conflituosas, como, por exemplo, as que envolvem infra- ções de trânsito. Imagine que uma dessas situações conflituosas envolva um motorista que atropelou um pedestre, e foi acusado de estar trafegando a uma velocidade superior permitida para aquele local, que é de 50 Km/h. O motorista afirma que, ao avistar o pe- drestre, freou. Entretanto, dados coletados pelo inspetor (no caso, as marcas deixadas pelos pneus no asfalto) indicam que o carro deslizou por 12 m até parar. O inspetor fez os cálculos e considerou que o módulo da desacele- ração do carro foi igual a 6 m/s 2 . Adote g = 10 m/s 2 . Marque, para as afirmativas abaixo, (V) Verdadeira, (F) Falsa ou (SO) Sem opção.

1 ( ) Com as informações de que dispunha o inspetor, não é possível saber a que velocidade trafegava o condutor antes de começar a frear seu carro.

2 ( ) O condutor, ao desacelerar 6 m/s 2 seu carro estava a uma velo- cidade que não excedia o limite permitido para aquele local.

3 ( ) Se o veículo estivesse trafegando à velocidade de 70 Km/h,

com a desaceleração de 6 m/s 2 impressa ao carro, ele gastaria, pelo menos, 5 segundos até parar.

4 ( ) Se a desaceleração do carro fosse a metade de g, trafegando

no limite de velocidade permitido para o trecho, ele teria percorrido

6 m antes de parar.

(IF/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um dos grandes problemas encontrados por quem trabalha como motorista numa grande cidade é o trânsito intenso em determinados períodos do dia. Considere um motorista de uma empresa de trans- porte, que deve percorrer um trecho reto de uma grande avenida. No primeiro quarto do percurso, com quase nenhum trânsito, consegue

desenvolver velocidade média de 72 km/h. Em seguida, percorre um comprimento igual à metade do trecho todo, com velocidade média de 36 km/h. Já no restante do trecho, devido ao trânsito caótico, sua velocidade média foi de apenas 18 km/h. Pode-se afirmar que a velocidade média do motorista no trecho todo, em m/s, foi de, aproximadamente,

a) 6,5.

*b) 8,9.

c) 10,3.

d) 12,7.

e) 15,2.

(IF/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: A Quando estava no alto de sua escada, Arlindo deixou cair seu ca- pacete, a partir do repouso. Considere que, em seu movimento de queda, o capacete tenha demorado 2 segundos para tocar o solo horizontal.

h
h

(www.canstockphoto.com.br. Adaptado)

Supondo desprezível a resistência do ar e adotando g = 10 m/s 2 , a altura h de onde o capacete caiu e a velocidade com que ele chegou ao solo valem, respectivamente, *a) 20 m e 20 m/s.

b) 20 m e 10 m/s.

c) 20 m e 5 m/s.

d) 10 m e 20 m/s.

e) 10 m e 5 m/s.

15

(IF/SP-2012.1) - ALTERNATIVA: B Em um trecho retilíneo de estrada, dois veículos, A e B, mantêm velocidades constantes V A = 14 m/s e V B = 54 km/h.

V A V B A B
V A
V B
A
B

Sobre os movimentos desses veículos, pode-se afirmar que

a) ambos apresentam a mesma velocidade escalar.

*b) mantidas essas velocidades, A não conseguirá ultrapassar B.

c)

A está mais rápido do que B.

d)

a cada segundo que passa, A fica dois metros mais distante de

B.

e)

depois de 40 s A terá ultrapassado B.

(VUNESP/FMJ-2012.1) - ALTERNATIVA:A (RESPOSTA OFICIAL: B) Em antigas tubulações de água, a formação de crostas pode cau- sar a redução da vazão e, por esse motivo, devem ser raspadas internamente. Como são tubos longos e enterrados sob o asfalto, a raspagem procede do seguinte modo: operários abrem dois bu- racos distantes um do outro e, em cada um, seccionam o tubo. Por um dos extremos, introduzem um cabo-guia que deve aparecer do outro lado. Lá, engatam ao cabo-guia dois discos de aço unidos por corrente e, em seguida, começam o recolhimento do cabo-guia. En- quanto o cabo-guia é recolhido, as peças de aço raspam o material depositado no interior da tubulação, desobstruindo-a.

depositado no interior da tubulação, desobstruindo-a. 1,5 m Recolhimento do cabo-guia Em uma extensão de 27,0

1,5 m Recolhimento do cabo-guia

Em uma extensão de 27,0 m de cano, o par de peças que, unidas, somam 1,5 m, é puxado pelo cabo-guia com velocidade constante de 0,2 m/s. Do momento em que o primeiro disco é colocado no inte- rior do tubo até o momento em que o segundo disco aparece fora do tubo, o intervalo de tempo demandado, em minutos, é *a) 2,4.

b) 2,5.

c) 2,6.

d) 2,8.

e) 3,0.

(VUNESP/FMJ-2012.1) - RESPOSTA: a) v 2,46 km/h b) f = 2/3 Hz A bicicleta ergométrica consiste em um mecanismo em que uma engrenagem maior (coroa), solidária a um par de pedais, transmite seu movimento a uma engrenagem menor, presa a um grande disco massivo, que pode ter seu movimento dificultado pela ação de um freio ajustável.

freio coroa
freio
coroa

disco

pela ação de um freio ajustável. freio coroa disco engrenagem menor Dados : raio do disco
pela ação de um freio ajustável. freio coroa disco engrenagem menor Dados : raio do disco

engrenagem

menor

Dados:

raio do disco = 22 cm

π = 3,1

a) Determine a velocidade de um ponto externo da circunferência do

disco, em km/h, quando esse disco realiza meia volta, no tempo de

um segundo.

b) Sabendo que em dado momento o disco realiza duas voltas com-

pletas no tempo de um segundo, determine a frequência com que a pessoa que se exercita gira a coroa presa à pedaleira, sabendo que

a coroa tem o triplo do diâmetro da engrenagem solidária ao disco.

japizzirani@gmail.com

(VUNESP/FMJ-2012.1) - ALTERNATIVA: B Após formar um disco com a massa, o pizzaiolo arremessa-o verti- calmente para cima. Enquanto o disco se movimenta verticalmente, gira horizontalmente com velocidade angular constante, ação que permitirá que ele aumente seu diâmetro. Analise, segundo os princípios da mecânica newtoniana:

I. a única aceleração que atua sobre o disco de pizza é a aceleração da gravidade;

II. o diâmetro do disco aumenta devido a uma força chamada força

centrífuga;

III. conforme o disco aumenta seu diâmetro, a velocidade escalar de

um ponto em seu extremo aumenta.

Está correto o contido em

a) I, apenas.

*b) III, apenas.

c) I e II, apenas.

d) I e III, apenas.

e) I, II e III.

(UEPG/PR-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 09 (01+08)

lançado

horizontalmente de uma altura h e alcança o ponto A. Consideran-

do que o correto.

Um

corpo,

cuja trajetória

é mostrada no gráfico abaixo,

é

lançamento ocorre em situação

ideal, assinale o que for

y h v 0 A x
y
h
v
0
A
x

01) O movimento executado pelo corpo é ação simultânea de dois movimentos, uniforme na direção horizontal e acelerado na direção

vertical.

02) A velocidade na direção vertical aumenta enquanto que a veloci-

dade na direção horizontal diminui.

04) A altura

h

queda.

da ve-

para tocar o

chão.

pela equação

da gravidade e t o tempo de

do

solo

em qualquer

é aceleração

instante

é dada

do

=

08)

v

+

½gt

2

, onde g

O alcance A pode

ser determinado através

produto

locidade de lançamento

pelo tempo que o corpo leva

(UEPG/PR-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 22 (02+04+16)

O gráfico abaixo representa a posição de uma pedra, lançada verti-

calmente para cima, em função do tempo. Considerando a acelera-

ção da gravidade no local do lançamento igual a 10 m/s

zando o atrito da pedra com o ar, assinale o que for correto.

2 e despre-

y (m)
y (m)

0

4

8

t (s)

01) No instante 4 s, a pedra atinge a altura máxima e a sua acele- ração é nula. 02) A altura máxima atingida pela pedra é 80 m.

04)

O

movimento

da

pedra

pode

ser

descrito

pela

função

y

= 40t − 5t

2

.

08) A aceleração sobre a

pedra tem

intensidade constante,

porém

o seu sentido é invertido quando a

movimento.

16) A velocidade de lançamento da pedra é 40 m/s.

pedra

inverte o sentido do seu

16

(UESPI-2012.1) - ALTERNATIVA: B Estima-se que o planeta Terra tenha se formado há cerca de 4,5

bilhões de anos. Qual é a ordem de grandeza da idade da Terra em

horas?

 

a)

10 11

d) 10 17

*b) 10 13

e) 10 19

c)

10 15

(UESPI-2012.1) - ALTERNATIVA: C Um motorista em seu automóvel deseja ir do ponto A ao ponto B de uma grande cidade (ver figura). O triângulo ABC é retângulo, com os catetos AC e CB de comprimentos 3 km e 4 km, respectivamente. O Departamento de Trânsito da cidade informa que as respectivas ve- locidades médias nos trechos AB e ACB valem 15 km/h e 21 km/h.

médias nos trechos AB e ACB valem 15 km/h e 21 km/h. Nessa situação, podemos concluir

Nessa situação, podemos concluir que o motorista:

a) chegará 20 min mais cedo se for pelo caminho direto AB.

b) chegará 10 min mais cedo se for pelo caminho direto AB.

*c) gastará o mesmo tempo para ir pelo percurso AB ou pelo per-

curso ACB.

d) chegará 10 min mais cedo se for pelo caminho ACB.

e) chegará 20 min mais cedo se for pelo caminho ACB.

(UESPI-2012.1) - ALTERNATIVA: A Uma propaganda de um automóvel informa que, numa reta, ele vai de zero a 100 km/h em 10 segundos. Qual deve ser a sua acelera- ção, supondo que ela seja constante? *a) 36 000 km/h 2

b) 64 000 km/h 2

c)

d)

e)

100 000

146 000

164 000

km/h

km/h

km/h

2

2

2

(UESPI-2012.1) - ALTERNATIVA: D

A engrenagem da figura a seguir é parte do motor de um automóvel.

Os discos 1 e 2, de diâmetros 40 cm e 60 cm, respectivamente, são conectados por uma correia inextensível e giram em movimento circular uniforme. Se a correia não desliza sobre os discos, a razão

ω 1/ω 2 entre as velocidades angulares dos discos vale

correia
correia

a) 1/3

b) 2/3

c) 1

*d) 3/2

e) 3

disco 1

disco 2

(UECE-2012.1) - ALTERNATIVA: B

Duas massas puntiformes de mesmo valor giram com velocidades angulares constantes e iguais em trajetórias com raios R e r, com

R > r. Considere que a energia cinética da massa com trajetória de

maior raio de trajetória é o dobro da energia cinética da outra mas-

sa. Sejam A R e A r as áreas varridas em dado intervalo de tempo t pelos raios que localizam as partículas nas trajetórias com raio R e r, respectivamente. Pode-se dizer corretamente que

a) A R = A r .

*b) A R = 2A r .

c) A R = 4A r .

d) A R = A r /2.

japizzirani@gmail.com

(UECE-2012.1) - ALTERNATIVA: C Duas rodas de raios R e r, com R > r, giram acopladas por meio de uma correia inextensível que não desliza em relação às rodas. No instante inicial, os pontos A e B se encontram na posição mais alta, conforme a figura abaixo. Qual deve ser a razão R/r para que após 2/3 de giro completo da roda grande, o ponto B esteja na mesma posição inicial pela primeira vez ?

A B R r
A
B
R
r

a) 2/3.

b) 2×3.

*c) 3/2.

d) 2+3.

(UECE-2012.1) - ALTERNATIVA: D Um disco tem seu centro fixado a uma das extremidades de uma haste muito fina e perpendicular ao seu plano. O sistema está so- bre uma mesa plana horizontal, com uma das extremidades do eixo ligada a um ponto da mesa. O disco é livre para rodar sem deslizar sobre a mesa, deixando marcada uma trajetória circular, conforme a figura abaixo. Para que a marca da trajetória feche um círculo com- pleto, o disco gira duas vezes.

feche um círculo com- pleto, o disco gira duas vezes. Assim, a razão entre o raio

Assim, a razão entre o raio da trajetória marcada na mesa e o raio do disco é

a) 1/2.

b) 2π.

c) 1/(2π).

*d) 2.

(UECE-2012.1) - ALTERNATIVA: B Um parafuso está encravado na periferia de um disco giratório ho- rizontal de raio 1 m. A figura abaixo ilustra as posições do parafuso em tempos sucessivos.

ilustra as posições do parafuso em tempos sucessivos. Um engenheiro precisa monitorar a passagem do parafuso

Um engenheiro precisa monitorar a passagem do parafuso por uma dada posição, como a indicada pela seta. Para isso, faz uso de uma luz estroboscópica, que acende durante curtos intervalos de tempo a uma frequência de 2 kHz. Para que haja sin- cronismo entre a passagem do parafuso pela posição indicada pela seta e a lâmpada, a velocidade escalar do parafuso em m/s deve ser aproximadamente

a) 3,14×10 3 .

*b) 12,56×10 3 .

c)

d) 6,28×10 3 .

18,84×10 3 .

17

(UEM/PR-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 03 (01+02) Os chamados airbags (bolsas de ar) são dispositivos de segurança utilizados para minimizar as lesões graves sofridas por motoristas, quando estes estão sujeitos a colisões frontais do veículo automotor que ocupam. O uso do airbag reduz em 30% as lesões graves. O airbag consiste, basicamente, de uma bolsa de gás, que é colocada no volante do veículo, com volume de, aproximadamente, 60 litros, de formato cilíndrico e com 30 cm de comprimento; é totalmente inflado em um intervalo de tempo de, aproximadamente, 40.10 3 s, devido à reação química entre NaN 3 , KNO 3 e SiO 2 , a qual libera nitrogênio em seu estado gasoso, após a colisão ser detectada. A colisão é detectada por um “acelerômetro”, que aciona instantane- amente o airbag, se a velocidade do veículo variar em, no mínimo, 15 km/h num intervalo de tempo de 5.10 3 s. Considerando essas afirmações, assinale o que for correto. 01) A taxa média com que o airbag é inflado é de 1,5.10 3 L/s 02) A base cilíndrica do airbag, face que fica diretamente à frente do motorista, desloca-se 30 cm, quando o acessório estiver totalmen- te inflado; portanto, sua velocidade final é de, aproximadamente, 7,5 m/s, tomando-se o veículo como referencial. 04) Ao colidir, se a cabeça do motorista estiver a 75 cm do volante do veículo, e o conjunto motorista/veículo estiver a 72 km/h, o veículo terá sua velocidade reduzida em 18 km/h, nos primeiros 5.10 3 s, e continuará com essa mesma desaceleração até parar completamen- te. O airbag estará completamente inflado, antes de a cabeça do motorista atingi-lo, se o motorista não estiver usando cinto de segu- rança, desprezando-se os atritos. 08) O diâmetro do airbag é maior que 80 cm. 16) A quantidade de nitrogênio necessária para inflar o airbag, à tem- peratura de 25ºC e à pressão de 1 atm, é maior que 4 mols, se este for considerado um gás ideal.

(UEM/PR-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 29 (01+04+08+16) Sobre os conceitos de cinemática, assinale o que for correto. 01) Diz-se que um corpo está em movimento, em relação àquele que

o vê, quando a posição desse corpo está mudando com o decorrer

do tempo. 02) Um corpo não pode estar em movimento em relação a um obser- vador e estar em repouso em relação a outro observador. 04) A distância percorrida por um corpo é obtida multiplicando-se a velocidade do corpo pelo intervalo de tempo gasto no percurso, para um corpo em movimento uniforme. 08) A aceleração média de um corpo é dada pela razão entre a varia- ção da velocidade do corpo e o intervalo de tempo decorrido. 16) O gráfico da velocidade em função do tempo é uma reta parale- la ao eixo dos tempos, para um corpo descrevendo um movimento uniforme.

(UEM/PR-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 17 (01+16) Do topo de uma plataforma vertical com 100 m de altura, é solto um

corpo C 1 e, no mesmo instante, um corpo C 2 é arremessado de um ponto na plataforma situado a 80 m em relação ao solo, obliquamen- te formando um ângulo de elevação de 30º com a horizontal e com velocidade inicial de 20 m/s. Considerando que os corpos estão, ini- cialmente, na mesma linha vertical, desprezando a resistência do ar,

e considerando g =10 m/s 2 , assinale o que for correto.

01) A altura máxima, em relação ao solo, atingida pelo corpo C 2 é de 85 m. 02) Os dois corpos atingem a mesma altura, em relação ao solo, 1,5 segundos após o lançamento. 04) O corpo C 2 demora mais de 6 segundos para atingir o solo. 08) Os dois corpos atingem o solo no mesmo instante de tempo. 16) A distância entre os corpos, 2 segundos após o lançamento, é de 20√3 metros.

(UEM/PR-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 07 (01+02+04)

A função horária da posição de um móvel é dada pela equação

x(t) = At – Bt 2 , em que x(t) é dado em metros e t em segundos e A e

B são constantes positivas. A partir dessas informações, assinale o

que for correto. 01) Para t = 0, o móvel está na origem do sistema de coordenadas. 02) A velocidade inicial do móvel é igual a A, a qual no S.I. é dada

em metros por segundo. 04) Para t = 5s, a posição do móvel é igual a (5A – 25B) metros. 08) O gráfico da função horária da posição do móvel é uma parábola com concavidade para cima. 16) O módulo do valor da aceleração do móvel é igual a B, o qual no S.I. é dado em metros por segundo ao quadrado.

japizzirani@gmail.com

(UEM/PR-2012.1) - RESPOSTA: SOMA = 21 (01+04+16) Considere uma pista de ciclismo de forma circular com extensão de

900 m e largura para comportar dois ciclistas lado a lado e, também, dois ciclistas A e B partindo do mesmo ponto inicial P dessa pista e no mesmo instante, sendo que A parte com velocidade constante de

36

km/h no sentido anti-horário e B, com velocidade constante de

54

km/h no sentido horário. Desprezando-se pequenas mudanças

de trajetória e posição, para que não ocorra colisão entre os ciclis- tas, assinale o que for correto. 01) Após 1 min de corrida, o ângulo central, correspondente ao arco de menor medida delimitado pelas posições dos dois ciclistas, mede,

aproximadamente, 2π/ 3 rad. 02) Os dois ciclistas se cruzam pela primeira vez, após a partida inicial, no tempo t = 23 s, aproximadamente.

04) A velocidade angular média do ciclista A é de π/ 45 rad/s. 08) Após 2 h de corrida, a diferença entre as distâncias totais percor- ridas pelos dois ciclistas é de, aproximadamente, 18 km.

16) A aceleração centrípeta do ciclista B é de π/ 2 m/s 2 .

(UFJF/MG-2012.1) - RESPOSTA NO FINAL DA QUESTÃO No dia 10 de setembro de 2008, entrou em funcionamento o LHC (Grande Colisor de Hádrons), mostrado na fotografia abaixo.

Colisor de Hádrons), mostrado na fotografia abaixo. Este é o maior acelerador de partículas já construído

Este é o maior acelerador de partículas já construído pelo homem, possuindo uma circunferência de 27 km, localizado na fronteira da França com a Suíça. Seu objetivo é estudar a colisão entre feixes de partículas que são aceleradas no seu interior. Um feixe no seu inte- rior consegue percorrer a distância de um milhão de quilômetros em uma hora. Com base nas informações contidas no texto, responda:

a) Qual a frequência e o período que possui um feixe de partículas

no interior do LHC?

b) Qual é a velocidade angular que esse feixe possui?

c) Suponha que temos dois feixes que partem em sentidos opostos

dentro do LHC, possuindo a mesma velocidade escalar. Calcule o

intervalo de tempo para que os feixes se colidam.

RESPOSTA UFJF/MG-2012.1:

a) f 10 Hz

(UFJF/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: A Sobre a ponte Rio – Niterói, um estudante observa a aproximação de uma lancha de comprimento 20 m , que deve cruzar a ponte a qualquer momento em águas paradas. O estudante resolve aban- donar uma pedra, do repouso, no exato momento em que a proa (extremidade frontal) da lancha começa a passar abaixo da ponte em movimento retilíneo uniforme. De posse de um cronômetro de precisão, o estudante observa que a pedra atinge a popa (extremi- dade traseira) da lancha após um tempo de 4,0 s . Desprezando a resistência do ar, pode-se afirmar que a velocidade da lancha é:

*a) 5,0 m/s. b) 4,0 m/s. c) 3,0 m/s. d) 2,0 m/s. e) 1,0 m/s.

e

T 0,10 s

b) ω ≅ 63 rad/s

c) t 0,05 s

(UFJF/MG-2012.1) - ALTERNATIVA: C Um marinheiro mantém vigia junto à proa de um navio, que segue seu curso em linha reta com uma velocidade constante de 50 km/

h . O marinheiro lança uma bola de tênis para o alto com uma velo- cidade inicial vertical em relação ao navio, atingindo uma altura de

10 m. Em relação ao movimento da bola, desprezando a resistência

do ar e adotando g = 10 m/s 2 , é CORRETO a