P. 1
poemas e versos Matemáticos

poemas e versos Matemáticos

|Views: 12.560|Likes:
Publicado porlixo245066

More info:

Published by: lixo245066 on Jun 12, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/18/2013

pdf

text

original

Poemas e versos sobre a Matemática

Matemática Descartes colocou tudo nos eixos, Cupido enviou os vectores, E no quadriculado, de mãos dadas, Ficaram a Geometria e a Álgebra. O mar para atravessar, O Universo para descobrir, As pirâmides para medir. Tudo existia, menos a trigonometria. Construíram-se triângulos, Mediram-se ângulos, Fizeram-se cálculos e Quem sonharia que à Lua se iria? Flor, fruto, flor, fruto, flor... Sucessão da natureza. Dois, quatro, seis, oito... Sucessão de Matemática. Quem gosta de Matemática Tem de gostar da Natureza. Quem gosta da Natureza Aprenderá a gostar da Matemática. Autor desconhecido

Aula de Matemáti a P'ra quê dividir se raciocinar Na vida é se re bom multiplicar E por A mais B eu quero demonstrar Que gosto imensamente de você Por uma fracç o infinitesimal, Você criou um caso de c lculo integral E para resolver este problema Eu tenho um teorema banal Quando dois meios se encontram desaparece a fracç o E se achamos a unidade Está resolvida a questão P'ra finalizar, vamos recordar Que menos por menos dá mais amor Se vão as paralelas Ao infinito se encontrar Porque demoram tanto os corações a se integrar? Se infinitamente, incomensuravelmente, Eu estou perdidamente apaixonado por você. An ón o Ca lo Job m/Ma n P n o (1958)
¥ ¦ ¦ ¦§ ¦ ¨ § ¦ ¥ £ ¤ £ ¡ ¢¡

 

O gráfi o do amor Um dia, vivi um amor! Gostoso, atencioso, caloroso... A intensa necessidade de estar era notória, Meu amor aumentava, e sua correspondência também... Muito mais do que a minha, ... As manhãs eram gostosas, As tardes eram alegres, e As noites? quentes...ah... E o tempo passando... Meu amor foi crescente... Situado ao primeiro quadrante... Sem defeitos, sem tristezas... Tendia ao infinito por vontade... Mas existe amor eterno? Será que cresceria eternamente? Existe um tempo, onde uma causa... Imperdoável causa esta, que nos entristece.. Que leva ao tombo, ao fim, ou ao intervalo? Esperança minha que seja um intervalo... Mas que grande intervalo... Retrógrado, para partir do mesmo ponto.. Para recomeçar com a mesma intensidade... Mas o infinito existe, existe o para sempre? Ou o infinito é um pensamento imaginário... Desejoso e necessário ao coração, às emoções... O crescer pode até não ser infinito, Mas sonho com a tranquilidade, com a bonança... Com o equilíbrio das emoções... Ainda sonho com o meu amor... Quem sabe voltando para mim.... Jun Cunha d Araujo 


©

Vale a pena aprender Para muitos a Matemática é um problema Mas não é bem assim Aprendê-la vale a pena. Observem que em tudo ela está presente É nossa aliada E faz bem para toda gente. Somar, subtrair Quero aprender. Multiplicar e dividir Quero aprender. Percentagem e fracção Quero aprender A Matemática é nossa amiga Vamos todos conhecer. 


Maria Sandra Andrad San o 

Matemáti a é vida M atemática é vida. A vida é unica. T enha coragem e tente resolver alguns problemas da vida. E sta é a sua chance de aprender. M atemática não é um bicho-de-sete-cabeças. A coisa mais fácil para aprender matemática é se sentar, ler, compreender e exercitar. T entar resolver problemas difíceis é uma boa alternativa. I maginar problemas é bom. C ompreendê-los é muito bom para uma coisa: Aprender. A arte principal da vida é a MATEMÁTICA. Bea riz da Silva Carneiro  

Acróstico matemático Meu amor. A uso todos os dias. Trabalhando ou pensando. Em você me delicio. Minha querida matemática. Ao dormir ou meio dia. Tenho prazer em usar-te. Imotal enquanto dure. Ciência das mais belas. Aos cálculos e ao teu lado a vida é bela. Geni Maria de Jesus

Geometria Quero situar teu corpo num plano tridimensional Encontrar tuas curvas numa definição de integral Derivar essa saudade que é uma constante na área do meu coração Nessa pirâmide equilátera que se transformou nossa vida Quero encontrar um lugar comum, só assim poderei estar a tua altura extraindo a raiz quadrada do lado dessa angústia adicionada ao apótema do vício que sinto por ti. Assim ao término dessa complexa equação finalmente poderei encontrar a área total desse sentimento que transborda o volume da minha sanidade! Rossana Mon eiro 

Passeio matemático Interpolei nesse caminho A intersecção de duas vidas Tangenciei esferas erguidas No binómio do teu ninho Fiz arranjos de desejos Na matriz da imaginação Tua co-senóide então Derivou-me com teus beijos No prazer determinante Da combinatória usual Fostes meu discriminante O meu módulo ideal Sem limites te amei Nos intervalos do pudor Na tua geometria pequei Com radical teor de amor. Osiel Barbosa da Silva

Brincando com a Matemática Bhaskara nos deu uma tarefa a fazer As raízes da equação temos que encontrar nos disse que E é agora que o bicho vai pegar. Mas como poderemos as raízes conhecer? Em que deveremos nos basear? Se soubermos que "delta" A equação poderemos calcular. Descartes formulou um plano Que com certeza poderá nos ajudar Ele se chama Plano Cartesiano E as raízes vamos nele colocar. Para ordenar e simplificar problemas As matrizes eu vou usar Vão me ajudar a solucionar meus dilemas Sendo linha, coluna, quadrada ou regular. O determinante eu quero encontrar Duas regras eu posso usar Sarrus ou Cramer se desejar Irão me ajudar a calcular. Mas Matemática é brincadeira Perto do que estamos para ver Meu relato é coisa verdadeira No meu raciocínio você pode crer. Leoni Muniz

Trigonometria Diga lá meu companheiro, diga lá meu amigão Onde inicia a trigonometria Que até o nome é complicado Não deve ser tão fácil, não Ela inicia no triângulo, não no agudo ou obtuso É no triângulo rectângulo. E nesse triângulo tem esquema Para resolver qualquer problema É de Pitágoras o Teorema... "A medida ao quadrado do lado maior que se chama hipo enusa É igual à soma do quadrado dos lados menores" Quem não sabe aprenda Quem já sabe usa. O seno de x é o cateto oposto sobre a hipotenusa O cosseno de x é o cateto adjacente sobre a hipotenusa E o que é a tangente? É o cateto oposto sobre o adjacente... E depois venha até o círculo aprenda coma gente... Secante, cossecante e a cotangente E aprenda matemática de uma forma diferente... Reinaldo Pardal 

A Matemática é tudo Num mundo de enigmas Há mistérios a serem desvendados... Somente um olhar minucioso Revela a quantidade; a distância; o tempo; as formas; as cores; que nos envolvem a cada instante fazendo da vida um cálculo constante... Irani Henriques

Desejo matemático Não vou dizer que a amo, Também, não vou dizer Que não a amo. Porque o que sinto, É algo mais sincero Do que o amor. É uma intensa verdade, Que se constrói... Com sonhos acordados, Acordos sonhadores. Não cabe a mim, Realizar os meus sonhos, Nem é certo. Só quero, O que um matemático, Deseja para um intervalo, Vê-la sempre integral, Aberta ou fechada. 

Razek Seravha

Círculo vicioso A cada dia busco Somar conhecimentos Não há razão Para nenhum dividendo Alto volume de dúvidas E uma certeza De que a matemática É mesmo a minha área Prisma, eu e uma incógnita Triângulo amoroso Nada que o tempo Não resolva A base de um preconceito Em função da preguiça De que a matéria é difícil Círculo vicioso Nada de complexo Só mesmo lógicas fáceis Essa é a Real Pertencente à linguagem Tenho um primo Que não faz contas Acaba gastando Toda minha pena. Guilherme Brescia

Derivei o meu amor Eu derivei meu amor Mas percebi que o limite Tendia para o infinito. Como solução somente a integração. Usei a integral indefinida Para calcular seu tamanho, Mas percebi que era n-dimensional. Então achei que era tudo relativo, dependia do referencial. Em cada ângulo imaginei meu amor, Mas percebi que em leis não se enquadrava. Achei tudo aleatório, Pedi socorro à probabilidade. Se era uma variável discreta ou contínua, Foi difícil diagnosticar. Mesmo com intervalo de confiança O amor caiu além dos limites. Soltei o coeficiente de aceitação, Mas o amor assumiu valores De uma complexa inequação. Então tarde eu percebi Que o amor não tem explicação. André M. Hemerly

Viver para sempre Tenho certeza, assim com dois mais dois são quatro, que nosso amor é infinito. Como nas Exactas, o destino da gente é exacto. Convido você, meu amor, a resolver suas incógnitas, pois sei que sou eu suas respostas. Já tenho as resoluções. Sem você, minha vida é uma dízima, inúmeros e números sem fim com as estrelas no céu. Simplifico todos os nossos momentos até chegar a uma fracção irredutível, o amor incondicional por ti. Nossa matemática mexe com a química, a física quando a sós. Neste momento somos o denominador comum da fracção. Contudo, nem no período da Pré-história seriam capazes de contar em pedras o carinho e respeito que sentimos um pelo outro. Peço amor, deixe para sempre eu ser sua tabuada. Mas por favor! Nunca me subtraia. Multiplique-me na sua vida, adicione nossos filhos e divida comigo a sua existência. Seja para mim como a Matemática foi para ALBERT EINSTEIN - a descoberta da energia, minha energia de cada dia. Suellen Cruz

O amor e a Matemática A matemática é como uma pessoa inteligente, Quando pensamos que estamos certos, Ela nos surpreende com sua infinitude, Mesmo que estejamos realmente correctos... Ainda assim, não nos sentiremos tão seguros, Dado a sua imensa complexidade. Você, decerto já passou por isso, Sentindo aquela sensação de vitória, Aquela mesma que nos invade quando Acertamos uma questão que julgávamos Incapazes de solucioná-la. É a realização do sonho sorrindo. E quando brigamos com a pessoa amada... Sentimos um intenso vazio que só se compara Àquela terrível impressão de impotência, Por não termos resolvido tão instigante desafio. Mesmo exaustos, não desistimos, Pois acreditamos no infalível poder de que pensar É mais forte do que qualquer problema. O verdadeiro matemático é tão sensível quant o Um sentimento que se complica. Assim é a matemática, é mais fácil explicá -la, Do que amá-la, mas uma vez amando-a, Tudo tornar-se compreensão, como se fosse uma Inesperada história de amor, ternura e superação. 

Razek Seravha

Ser Matemática Ser MATEMÁTICA é... Resolver seus PROBLEMAS Acabar com todos os COMPLEXOS Saber a sua FUNÇÃO E ser DETERMINANTE Superar seu LIMITE Seja qual for a VARIÁVEL Ou a sua DERIVADA Mas ter sempre a RAZÃO Não ser um TERMO INDEPENDENTE Estar sempre em CONJUNTO Em busca de uma SOLUÇÃO. Carla Pa rícia de Oliveira

Na aula da Matemática Quando olhas para mim Os números racionais ficam irracionais Os reais, imaginários E os complexos ficam perplexos. Quando olhas para mim O triângulo fica imóvel O círculo quadrado E o quadrado fica reverso. Quando olhas para mim Os conjuntos ficam sem elementos Os subconjuntos, maiores que os conjuntos E o vazio desaparece. Quando olhas para mim Os múltiplos ficam primos Os primos irmãos E todos os números ficam divisíveis. Quando olhas para mim Os deltas ficam negativos As equações sem raízes E as funções ficam sem domínio. Quando olhas para mim As derivadas ficam sem limites Os gráficos, sem inflexão E as tangentes nem se tocam. Quando olhas para mim Os poliedros ficam sem faces O côncavo vira convexo E o teorema de Euler fica sem nexo. Quando olhas para mim O sistema fica impossível A matriz, redonda E o determinante se anula. Quando olhas para mim O sinal fica sem som A aula sem professor E o aluno bate com o dedo no meu ombro: - Mestre, a aula acabou. Chico Nery

Praticando Matemática Ah! Somar ou subtrair? Multiplicar ou dividir? Por que esquentar a cabeça Se podemos nos divertir? A soma de duas quantias É apenas uma nova contagem Contando os dois conjuntos Encontra-se toda a bagagem. Ponha à mesa o que tu tens Subtracção! É o que pensou? Retire a quantia que quiser E conte aquilo que sobrou. Conte um monte várias vezes Isso é multiplicação, amigo! Ou separe em montes iguais E agora está tudo dividido! Não se intimide meu amigo De por em prática a teoria Matemática é uma ciência Não é mágica e nem magia. Erisvaldo Ferreira Silva

Rap da potenciação Venha cá meu irmão Aprender a fazer Do jeito verdadeiro A potenciação de números inteiros Venha cá, venha cá meu amigo, meu irmão Venha descobrir comigo O segredo de aprender potenciação Se o expoente for par meu irmão fique ativo a potência sempre dará um número positivo Venha cá, venha cá... Se o expoente for ímpar preste atenção nesta fase a potência sempre terá o mesmo sinal da base Venha cá, venha cá... Na multiplicação de potências de bases iguais meu irmão seja consciente você repete a base e soma os expoentes Venha cá, venha cá... E na divisão? É um pouco diferente então preste muita atenção Em vez de somar os expoentes você faz subtração Venha cá, Venha cá...

Na potência de bases diferentes é bom você pensar Eleva cada número primeiro E depois é só efetuar Venha cá, venha cá... Na potência de potência com parênteses é bom você não se complicar O que fazer com os expoentes? É simples só basta multiplicar Venha cá, venha cá... Na potência de potência sem parênteses você tem que se lembrar em vez de multiplicar os expoentes É só você elevar Venha cá, venha cá... Lucas do Carmo Silva

Fórmula do amor Se você me amasse... Um terço do que te amo. Já teria me dado, O que tanto reclamo. E nosso amor... Então se multiplicaria, E hoje seria, O dobro do dobro. Portanto... O quadrado, Do que ambos somados já tinham. Mas... A aritmética não falha. E em nossas vidas. Quanto mais eu te somo, Mais você me subtrai. Quanto mais eu te multiplico, Mais você me divide. E ao final... Tu ficas com o quociente. E eu... sou o resto. E só depois de fraccionado! Em milhões de pedaços... É que você finalmente me descarta. Na minha fórmula do amor Eu te dou tudo. Muito embora, Eu não tenha nada. Na sua! Nada pretendes me oferecer. Muito embora, Tudo que eu queira. Seja apenas seu amor! Ah! Matemática... Ciência exacta e precisa, De formulas complicadíssimas. Deveras tão simples... Ante as proposições, Que regem os trâmites do amor. Jaime Aparecido Donizeti Privatti

Tempo e Contratempo Às folhas tantas do livro de Matemática, um quociente apaixonou-se um dia doidamente por uma incógnita. Olhou-a com seu olhar inumerável e viu-a, do ápice à base. Uma figura ímpar olhos rombóides, boca trapezóide, corpo ortogonal, seios esferóides. Fez da sua uma vida paralela à dela até que se encontraram no infinito. "Quem és tu?" - indagou ele com ânsia radical. "Eu sou a soma dos quadrados dos catetos, mas pode me chamar de hipotenusa". E de falarem descobriram que eram o que, em aritmética, corresponde a almas irmãs, primos entre si. E assim se amaram ao quadrado da velocidade da luz numa sexta potenciação traçando ao sabor do momento e da paixão rectas, curvas, círculos e linhas sinodais. Nos jardins da quarta dimensão, escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidianas e os exegetas do universo finito. Romperam convenções Newtonianas e Pitagóricas e, enfim, resolveram se casar, constituir um lar mais que um lar, uma perpendicular. Convidaram os padrinhos: o poliedro e a bissectriz, e fizeram os planos, equações e diagramas para o futuro, sonhando com uma felicidade integral e diferencial. E se casaram e tiveram uma secante e três cones muito engraçadinhos e foram felizes até aquele dia em que tudo, afinal, vira monotonia. Foi então que surgiu o máximo divisor comum, frequentador de círculos concêntricos viciosos, ofereceu-lhe, a ela, uma grandeza absoluta e reduziu-a a um denominador comum. Ele, quociente percebeu que com ela não formava mais um todo, uma unidade. Era o triângulo tanto chamado amoroso desse problema, ele era a fracção mais ordinária. Mas foi então que Einstein descobriu a relatividade e tudo que era espúrio passou a ser moralidade, Millôr Fernandes como, aliás, em qualquer Sociedade

Carta de amor em equações do 2º grau Queria conseguir amar em , em dobro, mas meu coração não consegue amar duas pessoas igualmente. Queria que o se transformasse em um beijo secreto; se meu coração conseguisse ser independente como o termo c, talvez não sofresse tanto. E que cada vez que eu te visse, o tempo tornasse uma fracção de segundos intermináveis e seu denominador indivisível, não se acabasse, se transformasse uma dizima periódica. Meu coração é como uma equação incompleta, sempre faltando um termo, você! Até o resultado é igual. Tudo o que faço resulta em zero. Você sabe que a raiz desse amor sempre se multiplicará, e somará, mesmo sem ser um termo independente como o c. Vai ser sempre o primeiro como o termo , e sempre, um sonho resolvido, em termo , o beijo secreto. Bianca Vieira Padilha

Equacionando o amor Considerando a seguinte afirmação: O amor é o produto de um homem com uma mulher. Chamando eu (o homem) de a e você (a mulher) de b, temos: amor = a*b Agora, se somarmos a segunda potência do homem com a segunda potência da mulher e o amor de cada um formaremos o trinómio quadrado perfeito: a*a + 2*a*b + b*b Porém, se extrairmos a raiz quadrada dessa equação irá sobrar apenas eu e você, ou seja, irá sobra a+b, pois (a+b)*(a+b) = a*a + 2*a*b + b*b . Agora eu pergunto: Cadê o amor? Será que ele não existe? A resposta é essa: O amor existe, mas não podemos vê -lo porque está em nossos corações. Amo-te muito, mesmo que você não perceba, não quer dizer que este amor não exista. Renato Bezerra Kato

Felicidade Talvez o paraíso seja uma esfera. Porque a esfera é resultado da rotação do obje cto mais perfeito do universo: o círculo. Mas como tudo é relativo, o meu paraíso se f orma não apenas com esta figura geométrica. Mas também com outras. Não tão perfeitas quanto o círculo. O meu céu é construído com a hipérbole que formamos p ara dormir. Com a elipse formada quando você me abraça. E também com o círculo de sentimentos bons q ue me envolvem quando você está por perto. Todos estes lugares geométricos rotacionados resultam na quádrica que denomino Nosso PARAÍSO. Que nunca será tão perfeita quanto a esfera idealizada inicialmente. Visto que, por definição, nunca será uma superfície de revolução. Ou seja, não exibirá uma simetria em relação a algum eixo. Porém, esta quádrica assume função análoga a inicial e é suficiente para me fazer feliz por toda eternidade. Viviane Ezequiel

Números e mistérios Apresento aqui dez símbolos, que combinados de maneiras e quantidades diferentes, constroem uma infinidade de valores. Muito mais que quantidades eles representam a essência e a relação do homem com o mundo. Um - É a primeira manifestação da origem, representa a primeira fase de qualquer coisa, é o número de elementos de um conjunto unitário e só não manifesta nada. Dois - É a segunda fase complementa o um. É o único número par que é primo e é com este par, casal, que começa uma existência, para nós. Três - É divino, simboliza a perfeição, o mistério. É o passado, o presente e futuro, o triângulo possui três lados, é a quantidade de Pessoas da Santíssima Trindade. É o que vemos: tudo em três dimensões. Quatro - É o equilíbrio, a estabilidade. A maioria dos animais andam sobre quatro patas, são quatro as fases da lua, as estações do ano, os pontos cardeais, os elementos da natureza, os reinos e os estados da matéria. Cinco - É o símbolo da humanidade. São quatro os elementos mais um: a luz. Sem a Luz nada se constitui. São cinco as funções orgânicas, os sentidos, o psiquismo. Podemos representá-lo com o Pentagrama, estrela de cinco pontas, que para os Pitagóricos, simboliza a harmonia entre o corpo e a alma.

São cinco as chagas de Jesus e as qualidades de um homem perfeito. Seis - Representa os princípios aperfeiçoadores na natureza dos seres. É o número de faces de um cubo poliedro regular e a quantidade de pontas da Estrela de David Perfeição, Percepção, Perseverança, Paciência, Prontidão e Prudência. Sete - É a natureza vibratória do universo. São sete as notas musicais, as cores do arco-íris, os pecados capitais, são sete as maravilhas do mundo e o tempo que demorou a criação. Oito - É o direcionamento, o Amor e a Amiz ade. É o cubo de dois. Liga a natureza do universo, o sete, com a vida do homem, o nove. Nove - É a manifestação da vida. Tempo, em meses, de gestação de uma mulher. É o quadrado perfeito de três e o algarismo de maior valor. E, por fim, o zero representação do vazio absoluto, que fica nervosíssimo quando dizem que ele não é nada. Sem ele, não construiríamos o nosso sistema de numeração. Para ele, todo número é zero diante do infinito. Para mim, não somos nada, perante os mistérios dos números, da Matemática. Daniele Passagli Barbosa

Paixão Matemática Quisera ter você... Para adicionar à minha vida Subtrair nossos sofrimentos Multiplicar nossas emoções E dividir nossos momentos Junto a ti serei conjunto Razão e proporção Progressão aritmética A mais complexa equação Tu és a raiz exacta Eu, o quadrado perfeito! Vivo em função de ti Meu perímetro de vida Meu mais puro e nobre conceito Tu és meu número real A grandeza proporcionalmente direta E nas minhas noções de probabilidades Você é a resultante mais certa. Paulo Roberto Paixão Silva

Aprender Matemática É uma matéria exemplar E também exigente E se atenção você prestar Se sentirá bem inteligente Faz parte da nossa educação Ela é muito legal Só precisa de dedicação E também silêncio, que é fundamental São vários os exercícios aplicados Equação, razão, proporção... São todos para o nosso aprendizado Xi!!! já ia me esquecendo da factoração Sem ela não vivemos Pois está presente em nossa vida Devemos sempre estudar mais e mais A nossa matemática querida A Matemática é um quebra-cabeças Que todos nós podemos montar Com tanto que nunca se esqueça De cada vez mais se esforçar Para matemática você aprender Três mandamentos deve exercer Se dedicar, se esforçar e silêncio fazer. Thayna (aluna do 9º ano)

O amor e a Matemática O amor pode se multiplicar, dividir e até diminuir O amor pode até ser factorado, mas nunca sai sem resultado O amor é fraccionário, tem raízes 1 e 2 E mais uma vez a equação, que é a bola da vez Os problemas calculamos, os desafios enfrentamos Nas operações mostramos nossa sabedoria com toda garra e categoria Porque matemática é arte, matemática é raça, já faz parte da cultura. Nayara (aluna do 9º ano)

Matemática, para que serves? Matemática, Matemática Para que serves tu? Para dar força e auto-confiança A quem me consegue tratar por tu. Maria Augusta das Neves

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->