Você está na página 1de 7

Sexualidade

Organização Mundial de Saúde (OMS):

Sexualidade - Uma energia que encontra a sua expressão


física, psicológica e social no desejo de contacto, ternura e
no amor.

Desenvolvimento da sexualidade - Acontece durante toda a


vida do indivíduo e depende da pessoa, das suas características
genéticas, das interacções ambientais, condições socio-culturais
e outras, conhecendo diferentes etapas fisiológicas: infância,
adolescência, idade adulta e terceira idade.

Adolescência: aparecem os caracteres sexuais secundários e tornam-se mais evidentes


os comportamentos sexuais, tanto a nível biológico como a nível sócio-afectivo.
Genitalidade
Tudo o que está
relacionado com os
órgãos sexuais e com
a função de
reprodução
Sexualidade
Dimensão masculina ou feminina
que caracteriza a personalidade de
cada indivíduo, desde a concepção
até ao desenvolvimento definitivo

Abrange a pessoa inteira (afectos,


prazer, intelecto, sensibilidade…)
Todas as relações humanas são inevitavelmente sexuadas

Todas as situações em que homens e mulheres estão implicados


vivem-se em função da identidade sexual e segundo os diferentes
papéis que uns e outros são chamados a desempenhar

A sexualidade é uma realidade progressiva, que


se vai fazendo à medida que amadurecemos

O nosso “ser sexuado” parte da nossa constituição


fisiológica básica, mas construímo-lo juntamente
com os outros aspectos da nossa vida

Aspectos a considerar nas etapas do


desenvolvimento da sexualidade pessoal:
- Biofisiologia
Somos seres - Vivências psico-afectivas
sexuados - Comportamentos típicos
- Interesses e preocupações
- Amadurecimento
Bíblia e Sexualidade
Sexualidade Manifestação do amor entre o Homem e a Mulher,
reflexo, por sua vez, do amor que Deus tem ao seu povo.

AT NT
(Gn 2, 18-25) (Mt 19, 1-12)

-Necessidade que o homem tem da relação - Maior preocupação: Pessoa Humana


interpessoal (Diálogo)
- Combate da ideia: Mulher enquanto
- Pressupõe a Igualdade (O homem tem propriedade do marido (Narrativa da Criação)
amar alguém que lhe seja semelhante, ou
seja, a mulher, que é da mesma natureza e - Homem e Mulher estão igualmente
dignidade) sujeitos às exigências do amor

- Complementaridade (Integração de - Princípios do amor cristão:


ambos) -Desinteresse (Jo 13, 34)
-Serviço do outro (Jo 13, 1ss)
- O diálogo de amor procura a união e tem -Generosidade e perdão (Mt 6, 14)
lugar na unidade (Matrimónio)
- Fidelidade (garantia do amor autêntico)
Concepção cristã da sexualidade

SEXUALIDADE

Componente fundamental da personalidade

Caracteriza o homem e a mulher, não somente Complementaridade


no plano físico, como também psicológico e
espiritual

A genitalidade orientada para a procriação é a expressão


máxima, no plano físico, do amor do homem e da mulher

Deve ser orientada, elevada e integrada pelo


amor
Na visão cristã da pessoa, reconhece-se ao corpo uma particular
função:

Modo específico de existir e de


CORPOREIDADE operar próprio do espírito humano

- Exprime a vocação da pessoa à reciprocidade, ao


amor

- Vocação à fecundidade, como um dos significados


fundamentais do seu ser sexuado

- Distinção sexual = Diversidade, mas na igualdade da


natureza e dignidade

- Os sexos são complementares: exige uma relação de


alteridade, que implica reciprocidade de amor