Você está na página 1de 3

MANEJO DA IRRIGAÇÃO EM AGRICULTURA

FAMILIAR ATRAVÉS DE TECNOLOGIAS


ALTERNATIVAS
Géssica Silva Lima1, Edimilson Barbosa Lima2, Abelardo Antônio Assunção Montenegro3, Ronaldo Freire de Moura4,
Robertosn Valério de Paiva Fontes Júnior5 e Isaac de Matos Ponciano 6

INTRODUÇÃO O equipamento consiste em um tanque circular de aço


com 56,9cm com diâmetro interno e 44,5cm de
Segundo Mantovani et al[1] o manejo da irrigação
profundidade, instalado sobre um estrado de madeira de
faz parte de um conjunto de técnicas utilizadas, para
15cm de altura com o nível da água ficando a 5cm da
garantir a produção econômica de determinada cultura
borda, quando cheio. A variação de nível ou evaporação de
com adequados manejos dos recursos naturais.
tanque (EV) é medida por um paquímetro invertido,
Neste contexto se faz necessário o uso de
instalado sobre um poço tranqüilizador de PVC com
tecnologias e técnicas alternativas de baixo custo, que
diâmetro de 7,5cm, o tanque é pintado internamente e
possibilitem ao agricultor familiar um manejo
externamente com tinta anticorrosiva objetivando refletir a
eficiente de seu sistema de irrigação, contribuindo
luz do sol.
desta forma para um melhor uso e aproveitamento dos
As leituras do nível da água são efetuada às 10:00 horas
recursos hídricos disponíveis.
local. Os dados referentes às precipitações foram obtidos
Na busca de um manejo eficiente dos sistemas de
através de um pluviômetro alternativo, acoplado ao tanque
irrigação, através do uso de tanque de evaporação e
ficando a uma altura média de aproximadamente 0,65m de
pluviômetros, foi desenvolvido na Universidade
sua borda ao nível do terreno. A leitura inicial e a leitura
Federal Rural de Pernambuco, no Departamento de
final são feitas no intervalo de 24 horas.
Tecnologia Rural (DTR), pelo professor Ronaldo
O pluviômetro é construído utilizando-se garrafas pet;
Freire de Moura, um equipamento alternativo através
(2,5L); uma chapa metálica com 2,5 centímetros de
de insumos baratos, buscando manter a qualidade dos
largura por 36,4 de comprimento; massa de calafetar
dados e com um custo baixo.
(durepox), tinta para plástico e uma torneira.
Este trabalho vem acrescentar às técnicas
A fim de minimizar a evaporação e evitar a formação de
conservacionistas de preservação do solo, tais como:
algas no interior do pluviômetro, pinta-se o equipamento
plantio em curva de nível, rotação de cultura, plantio
por fora e por dentro. Sua capacidade de armazenamento
direto e adição de cobertura morta. Possui uma
interno é de aproximadamente 1250 ml. Caso a região
didática de fácil entendimento para o agricultor de
apresente com certa freqüência chuvas superiores a 120
baixa renda, permitindo um melhor aproveitamento
mm, é adaptado uma mangueira transparente com 1,5m
destas técnicas.
ligada a uma garrafa de 2,0 ou 2,5litros, tendo como
dimensões finais: comprimento de 39cm e um diâmetro
externo de 11,6 cm, sendo o diâmetro coletor de 11,4 cm,
Materiais e Métodos assim observa-se que sua área coletora será de 102,02 cm2
e para cada 10,2 ml coletado no pluviômetro corresponde a
No balanço hídrico é realizado o cálculo diário da 1mm de chuva. Para aferir a eficiência do Kit Manejo,
evapotranspiração, considerando-se o estágio da estão sendo comparados os dados de precipitação e
cultura, o solo e o clima; determina-se a lâmina de evaporação dos meses de janeiro a dezembro de 2005
irrigação em cada fase da cultura, assim o balanço é Fazenda Várzea do Brêdo, localizada no Município de
eficaz, pois possibilita, de forma simples, o cálculo Sirigi/PE, a 120 Km do Recife. De acordo com análises de
diário da ET(evapotranspiração), verificando-se a água solo, estádio fenológico da cultura da Graviola e lâmina de
consumida no dia, o que permite saber quando deverá irrigação aplicada através de microaspersão está sendo
ser reposto pelo sistema de irrigação, alem de ser um feito o monitoramento e determinação da lâmina de
método preciso, desde que a evapotranspiração seja irrigação por meio dos dados coletados.
calculada de forma correta, sua utilização é Dentre os métodos utilizados para determinar a
recomendada juntamente com outros métodos, para freqüência de irrigação, é necessário conhecer a
promover ajustes ou correções necessárias. evapotranspiração, o estágio fenológico da cultura que
Para medir a evapotranspiração e a precipitação foi reflete no coeficiente de cultivo (Kc), para que possa ser
utilizado o kit manejo (pluviômetro e tanque classe B) determinada a lâmina aplicada, ou seja, a necessidade da
fabricado com insumos recicláveis. cultura.

1. Acadêmica de Agronomia da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Manoel de Medeiros s/n – Does Irmãos – Recife PE; E-mail:
gessicaslima@hotmail.com
2. Engenheiro Agrônomo, E-mail edimilsonbarbosalima@yaoo.com.br
3. Professor Adjunto do Departamento de Tecnologia Rural, Universidade Federal Rural de Pernambuco. E-mail: monte@hotlink.com.br
4. Professor da Universidade do Vale São Francisco, Petrolina – PE. E-mail: rfreire@ufrpe.br
5. Acadêmico de Engenharia Agrícola e Ambiental da Universidade Federal Rural de Pernambuco. E-mail: robertson_fontes@click21.com.br
6. Acadêmico de Engenharia Agrícola e Ambiental da Universidade Federal Rural de Pernambuco. E-mail: isaacmattos@hotmail.com
Resultado e Discussão

Os dados coletados apresentam evaporação média


de 8mm/dia, taxa que reflete a época do ano, onde as
precipitações são mais escassas, as temperaturas são
mais elevadas, a velocidade do vento maior, menor UR
e conseqüentemente é maior a demanda hídrica da
cultura.
Na figura 1 é possível verificar as lâminas bruta e
total sendo a ultima próxima a evapotranspiração da
cultura, considerando um Kc igual a 1, conforme pode
ser visualizado.
É muito eficaz, pois possibilita o cálculo diário da
ET, verificando-se á água consumida no dia, o que
permite saber quanto deverá ser reposto pelo sistema
de irrigação;
É um método preciso, desde que a
evapotranspiração seja calculada de forma correta;
Sua utilização é recomendada juntamente com
outros métodos, para promover ajustes ou correções
necessárias.
Por se tratar de equipamentos de tecnologia
alternativa e de fácil manejo e entendimento por parte
do agricultor, vale salientar que o manejo da irrigação
é parte fundamental para o sucesso de qualquer
empreendimento que utilize os recursos hídricos como
insumo, pois além de maximizar seu uso, é cada vez
mais urgente a utilização de práticas e técnicas que
potencialize o uso eficiente da água.
Diante da irrigação realizada no cultivo da graviola,
foi constatado que houve um consumo de 9.675,71 m3
,o que apresentou uma economia de aproximadamente
40% em relação ao período anterior a adesão da
tecnologia alternativa, devido aos dados obtidos por
esta, que informou a lâmina de água necessária,
proporcionando uma melhor produção e economia dos
recursos hídricos.

Agradecimentos

Aos Professores Ronaldo Freire de Moura e


Abelardo Montenegro pela oportunidade e dedicação
ao longo desse trabalho, ao Engenheiro Agrônomo
Edimilson Barbosa Lima pela orientação e aos colegas
do Laboratório de Hidráulica Aplicada do DTR pela
colaboração e ajuda.
REFERÊNCIAS

[1] MANTOVANI, E.C. BERNARDO S. PALARETTI, L.F. 2006.


Irrigação: princípios e métodos. Viçosa MG. Ed. UFV.
[2] FAO 56 (Crop evapotranspiration – Guidelines fore computing
crop water requiremente – FAO Irrigation and drainage paper 56
<www.fao.org>.
[3] ASAE American Society Of Agricultural Engineer.
[4] BERNARDO, S. 2004. Manual de Irrigação. Viçosa, MG. Ed.
UFV.
175.00 Evapotranspiração da cultura Precipitação efetiva Lâmina Bruta de irrigação Lâmina T otal (PE + lâmina bruta)

150.00

125.00
Lâmina (mm)

100.00

75.00

50.00

25.00

0.00
Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Meses do ano (2005)

Figura 1. Comparação entre a Evapotranspiração de referência (ETo) Precipitação efetiva (PE), lâmina bruta de irrigação e lâmina total para os meses de
janeiro a dezembro de 2005 de acordo com o manejo adotado na Fazenda.