Você está na página 1de 29

Argila (argilo-minerais)

Crosta terrestre, 10 elementos - 99% da composição das rochas


O (46.6); Si (28.2); Al (8.2); Fe (5.6); Ca (4.2)
Na, K, Mg, Ti, P
Os silicatos são os minerais mais abundantes (SiO4)-4

Composição em termos Granulométricos


Pedregulhos
Areia
Silte
Argila (argilo-minerais)
Fração argila
Fração do solo com partículas inferior a 0.005mm (2µm)
Formado por substâncias inorgânicas e orgânicas argilo-minerais, outros
minerais não argilosos (hidróxidos de Fe e Al, quartzo, mica, feldspatos,
calcita) húmus e microorganismos
A fração argila é formada praticamente de argilominerais
Plasticidade em contato com a água
Dois solos com a mesma granulometria, partículas da mesma forma e
estruturas semelhantes podem apresentar comportamento distinto,
devido a diferença da composição mineralógica

Todo argilo-mineral é uma argila, mas nem toda a argila é um


argilo-mineral
Argilo-minerais
Constituintes principais dos solos
Silicatos hidratados de alumínio (Al4 [Si4O10] (OH)8)
Os argilo-minerais são formados basicamente por
camadas de sílica (SiO2) e hidróxido de alumínio (Al2(OH)3)
Filossilicatos
Apresentam plasticidade, absorção de água e troca catiônica
Tamanho menor 2µm
A camada de sílica une-se a camada de alumina pela camada de oxigênio e
hidroxila

Filossilicatos
A palavra filossilicato deriva do grego phylon, que significa folha;
Possuem hábito achatado ou em escamas;
Clivagem basal (001) proeminente à perfeita;
As lamelas de clivagem (placas) são flexíveis, elásticas ou plásticas, raramente
quebradiças.
Argilo-minerais
São colóides eletronegativos com capacidade de
absorção de retenção de água
Troca de cátions e ânions As argilas podem ser classificadas em função do
Susceptíveis de dispersão e floculação número de camadas tetraédricas e octaédricas
Plasticidade, tenacidade no estado seco 1:1 – uma tetraédrica e uma octaédrica
Variação de volume conforme o teor de água 2:1 – duas tetraédricas e uma octaédrica
Ligação com substâncias orgânicas Os argilo-minerais mais comuns são: Caulinita, esmectitas e ilitas

Determinação do argilo-mineral
Química, capacidade de troca de cátions, análise térmica diferencial,
microscopia eletrônica e difração de raio-x
Registro gráfico, Difratograma
Caulinita
Al4[Si4O10](OH)8
Empilhamento regular de camadas 1:1
Uma folha de sílica (SiO4) e uma folha de gibsita Al2(OH)6
Baixa capacidade de troca catiônica
Menor plasticidade entre as argilas devido a forte ligação entre as camada no plano de clivagem
Fireclay mineral (argila refratária) é a caulinita malcristalizada

Haloisita
Estrutura cristalina semelhante a caulinita
Camadas sucessivas estão deslocadas aleatoriamente ao longo das direções dos eixos a e b
Forma tubular
Duas formas de haloisitas:
Haloisita-2H2O (meta-aloisita) Al4[Si4O10](OH)8
Haloisita-4H2O (endelita) Al4[Si4O10](OH)8.4H2O

Crisotila
Forma polimorfa do mineral serpentina
Estrutura cristalina semelhante a caulinita
Apesar do aspecto fibroso e crisotila é um filossilicato lamelar Mg6Si4O10(OH)8
Esmectitas
Estrutura de duas folhas de silicato tetraédricas e uma
folha octaédrica central (2:1)
Unidas por oxigênios comuns as folhas
Montmorilonita, beidelita, nontronita, volconscoíta, saponita, sauconita, hectorita
Substituição isomórficas do alumínio por silício no tetraedro
Substituição do alumínio, ferro e magnésio no octaedro
As camadas sucessivas são ligadas por ligações fracas
Moléculas de água ou moléculas polares de espessura variável
Quando a esmectitas (montmorilonita) são colocados em água, os cátions trocáveis se hidratam e são mais susceptíveis a
trocas
A espessura interlamelar varia com a quantidade de água disponível e das moléculas polares
Fórmula geral (1/2Ca,Na)0,7(Al,Mg,Fe)4(Si,Al)8O20(OH)4.nH2O
Substituição isomórfica
Fraca ligação entre as camadas, presença de água e a substituição isomórfica a clivagem entre as camadas é fácil
Propriedades de plasticidade
Grandes variações nas propriedades físicas Ilita ou mica-hidratada

Cátions Na, K, Li e NH4 Micas que gradam em direção a argilas

Argila expansiva (+vermiculita) Fórmula geral: K1-1,5Al4[Si7-6,5Al1-1,5O20](OH)4


Estrutura semelhante a esmectita (2:1)
Difere por haver maior substituição do alumínio por sílica
Difere da muscovita por ter mais sílica e menos potássio
Potássio interlamelar impede a entrada de água na estrutura e cátions
Não expansiva
Clorita
Estrutura cristalina da clorita é por camadas alternadas estruturais do tipo da mica (2:1) e de brucita (MgOH)
O Mg é substituído por Al e Fe
Fórmula geral: (Mg,Al,Fe)12(Si,Al)8O20(OH)16
Pode ser encontrada nas rochas vulcânicas e metamórficas e como argilas em sedimentos argilosos

Vermiculita
Apresenta semelhanças estruturais com clorita e montmorilonita
A água interlamelar existe como na montmorilonita e o mineral pode expandir até certo limite
Biotita tratada com cloreto de magnésio em solução aquosa por longo período se transforma em vermiculita

Sistema argila-água
Fase dispersa é um sólido
Fase dispersante é um líquido (água)
Grau de dispersão:
Grosseiro: partículas diâmetro superior 0,1µm, não passam em
filtro comum, visíveis ao microscópio óptico
Coloidal: partículas diâmetro entre 0,1µm e 0,001µm, passam
em filtros comuns, mas não em ultra-filtros, invisíveis ao
microscópio óptico, visíveis ao microscópio eletrônico, sóis,
gelatinas, géis
Dispersões moleculares: partículas diâmetro inferior 0,001mm,
passam em ultra-filtros, invisíveis ao microscópio eletrônico
Importância do argilo-mineral e dos íons
absorvidos nas propriedades dos solos

Capacidade de troca de íons que estão fixados na superfície, entre as


camadas e dentro dos canais da estrutura cristalina
Podem ser trocados por reação química ou por outros íons na solução aquosa
Podem ser orgânicos e inorgânicos
Sem alteração da estrutura cristalina
Influem nas propriedades físico-químicas e tecnológicas
Plasticidade, resistência mecânica e viscosidade
Cátions absorvidos nas propriedades dos solos
É resultado do desequilíbrio de cargas resultante da substituição isomórfica na
estrutura cristalina, das ligações quebradas nas arestas e da substituição de H e OH
Os íons trocáveis estão geralmente nas arestas
Nas esmectitas é devida a substituição isomórfica da camada tetraédrica
Na caulinita é devida a ligações quebradas
Nas ilitas e cloritas é devida a ligações quebradas e a troca de íons K

Cátions em ordem crescente em facilidade:


Li+, Na+, K+, Rb+, Cs+, Mg+2, Ca+2, Sr+2, Ba+2, H3O+
Matéria orgânica pode estar presente em argilas sob forma de partículas (madeira,
folhas, etc) ou sob forma de moléculas orgânica adsorvidas nas faces menores dos
argilo-minerais
Grande papel na propriedade de plasticidade (ball-clay)
Estrutura – Unidade Estrutural (Si4O10)4-

Os tetraedros de (SiO4)-4
compartilham três O-2 da
base com outros 3 tetraedros
adjacentes, formando placas
ou folhas de extensão
infinita.
Estrutura

As folhas são unidas por cátions, que se ligam aos O-2 dos ápices
dos tetraedros formando a estrutura.

As folhas são ligadas entre si por Forças de Van der Waals !


clivagem proeminente paralela às camadas.

Pode ser que ~1/2 dos Si+4 seja substituída por Al+3 ! a estrutura
incorpora cátions divalentes como Ca, Fe e Mg em coordenação
cúbica, aumenta a intensidade das F de ligação.
Exemplos de argilo-minerais

Caolinita - Al2Si2O5 (OH)2

Folhas de extensão infinita de


tetraedros com O-2 “livres” nos gibbsita - Al2(OH)6 ou Al(OH)3
ápices
Caolinita - Al2Si2O5 (OH)2

Estrutura básica
(1:1)
Caolinita - Al2Si2O5 (OH)2

Hábito - Micáceo
Clivagem - Perfeita em {001}
Dureza - 2 - 2,5
Densidade relativa - 2,6 Brilho -
Terroso
Cor – Geralmente branco,
variando conforme grau de
impureza
Exemplo II: Pirofilita AlSi4O20(OH)4

Estrutura Básica
(2:1)
Exemplo II: Pirofilita AlSi4O20(OH)4

Hábito - Prismático
Clivagem - Basal perfeita {001}
Dureza - 1 - 2
Densidade relativa - 2,8 - 2,9
Brilho - Perláceo
Cor - Branco, verde, cinza ou
pardo.
Exemplo III: Talco Mg3Si4O10(OH)2

Argilo-mineral tipo 2:1 Talco


Mg3Si4O10(OH)2
Exemplo III: Talco Mg3Si4O10(OH)2

Hábito - Micáceo
Clivagem - Perfeita em
(001)
Dureza - 1
Densidade relativa - 2,7
- 2,8
Brilho - Perláceo
Cor - Verde pálido,
amarelo ou cinza-
esverdeado
Exemplo IV:Montmorilonita
(0,5Ca,Na)0,7[Al,Mg,Fe](Si,Al)8O20](OH)4.nH2O

Mg2+ substituindo parte


de Al3+
Cargas livres surgem nas
unidades básicas
Mg2+ ⇔ Al3+
Entrada de Ca2+ e Na+
Exemplo IV:Montmorilonita
(0,5Ca,Na)0,7[Al,Mg,Fe](Si,Al)8O20](OH)4.nH2O

Hábito - Massas micro e


criptocristalino.
Clivagem - Perfeita {001}
Dureza - 1 - 2
Densidade relativa - 2 - 2,7
Fratura - Conchoidal (no
agregado)
Brilho - Lustroso (no agregado)
Cor - Branco, cinza, rosa, azul
MICAS
Estruturas básicas construídas a partir de filossilicatos 2:1
(ex. talco)
Substituição de Si4+ por Al3+ ! excesso de +1 carga

Compensação de
carga pela entrada
de K+ e Na+
Exemplo I:Muscovita
KAl2(AlSi3O10)(OH)2

Na Muscovita temos 1/4 dos Si+4


substituído por Al+3.
A diferença de cargas é compensada
pelo encaixe de cátions monovalentes
entre as folhas, com N.C. 12 (ex.: K+)
! em função dessas ligações folha -
cátion - folha, que não ocorrem nas
argilas, a facilidade de deslizamento
diminui e a dureza aumenta; e perde-
se a sensação untuosa ao tato.
Exemplo I:Muscovita
KAl2(AlSi3O10)(OH)2

Hábito - Micáceo
Clivagem -Perfeita em {001}
Dureza - 2 - 2,5
Densidade relativa - 2,76 - 3,1
Brilho - Vítreo a sedoso
Cor - Incolor, transparente
Exemplo II:Biotita
K(Mg, Fe)3(AlSi3O10)(OH)2
Exemplo II:Biotita
K(Mg, Fe)3(AlSi3O10)(OH)2

Hábito - Micáceo
Clivagem - Perfeita em {001}
Dureza - 2,5 - 3
Densidade relativa - 2,7 - 3,5
Brilho - Micáceo
Cor - Preto, às vezes marrom-
escuro ou verde-escuro
GRUPO DAS CLORITAS

Mistura de tipos estruturais:


camada de brucita [Mg(OH)2]
(com algum Fe3+) entre
tetraedros

Grupo de composicão
variada: substituição de Mg2+,
Fe2+ e Si4+ por Al3+ é variável
GRUPO DA SERPENTINA
Mg3Si2O5(OH)4
Três tipos: Antigorita, Lizardita, e Crisotila ou Asbestos (fibrosa)

As camadas de tetraedros e
octaedros não se encaixam
perfeitamente! a estrutura Na crisotila o dobramento das
tende a dobrar ! antigorita camadas é contínuo! formação de
tubos ! hábito fibroso
Classificação

• Naturais: obtidos através de operações físicas


– Argila, feldspato...

• Sintéticas: obtidos através de processos químicos, a partir


de
– Matérias-primas naturais (magnesita, calcita...)
– Outras matérias-primas sintéticas (alumina, zircônia...)
Tipos de matérias-primas

Categoria Pureza (%) Materiais

Materiais não- Variável Argilas, bauxita


processados

Minerais 85-98 Caulim, talco,


industrializados feldspato, quartzo

Produtos químicos 98-99,9 Al2O3, MgO, AlN, SiC,


industrializados Si3N4, TiO2, ZrO2

Produtos especiais >99,9 BaTiO3, sílica-gel